Você está na página 1de 86

Sobre o material

Esse Resumo foi feito especialmente para quem deseja passar na


certificação ANCORD e se tornar um Agente Autônomo de
Investimentos.

A simples leitura deste resumo não garante a aprovação no exame,


para tal feito é necessário fazer o curso completo no site
https://proeducacional.com/curso/preparatorio-ancord/

Utilize este resumo para relembrar e reforçar os principais pontos


antes da prova. Bons estudos!

Dúvidas ou sugestões entre em contato com


contato@proeducacional.com.

proeducacional.com
Capítulo 1 - Economia

1.1 Economia

Empresas ofertam bens e serviços para suprir as necessidades das famílias; Empresas oferecem
pagamento por fatores de produção (trabalho, capital e terras) e recebem lucro pela venda dos produtos.

Empresas

Famílias

Famílias ofertam capital terras e trabalho para as empresas; recebem remuneração por parte das
empresas e por sua vez compram bens e serviços e remuneram as empresas.

1.2 Produto Interno Bruto – PIB

A sigla PIB significa Produto Interno Bruto, o PIB é aferido anualmente e


considera todo valor transacionado na economia relativo ao consumo final.
Considera-se apena o valor pago pelo consumidor porque é relativo a todo o
processo de produção.

proeducacional.com
Dá-se o cálculo do PIB através da soma
algébrica entre:
𝑃𝐼𝐵 𝐶 + 𝐺 + 𝐼 + 𝑁𝑋(𝐸 − 𝐼)

 PIB per capita é o PIB auferido por unidade de habitante. Quando


compararmos o PIB do país e o PIB per capita notaremos uma diferença
bastante importante.
 O PIB é medido através da soma dos valores transacionados na
economia, considerando apenas os produtos e serviços finais, o aumento
dele denota um consumo maior e, portanto, maior poder de aquisição.

O PIB é uma medida internacional, portanto comparável de


país a país, mas devemos analisar como é a nomenclatura
dele em cada local. Gross Domestic Product é o indicador
IMPORTANTE relacionado ao PIB nos Estados Unidos. Analisando a
tradução literal entre ambas, encontra-se um significado
absolutamente igual. Para a execução de uma análise
melhor fundamentada desconta-se o valor da inflação e
considera o crescimento real entre um ano e o pregresso,
devemos nos certificar que o indicador está considerando
tais ponderações.

proeducacional.com
1.3 IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Amplo

A inflação é medida para controle das políticas de renda, analise dos preços e
previsões econômicas e financeiras, executado tanto pelas empresas quanto
pelos governos.

IPCA- Índice de Preços do Consumidor Amplo

O IPCA- Índice de Preços do Consumidor Amplo, é o índice oficial utilizado pelo


Governo através dele realiza-se o ajuste do dissidio salarial, e o COPOM o
utiliza como análise para cálculo da taxa de juros (SELIC META), ou seja, o juros
da economia e também os salários acompanham esta análise. Esta medida
equilibra os salários e preços impedindo que o poder de compra da população
entre em declínio.

 O IPCA considera os gastos realizados pelas famílias que ganham de um


a 40 salários mínimos.
 O IPCA é calculado e compreende as regiões de Brasília, Belém, Belo
Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Município de Goiânia, Porto Alegre, Rio de
Janeiro, Salvador e São Paulo.

Como o intuito do IPCA é ser um índice amplo e referencial da economia, ele


considera cesta de produtos mais consumidos pelas famílias. Sendo estes:

Alimentação 25%
Transportes e Comunicação 19%
Despesas Pessoais 16%
Vestuário 12%
Habitação 11%
Saúde e cuidados pessoais 9%
Artigos de residência 8%

1.4 IGP – Índice Geral de Preços do Mercado

O IGPM é calculado pela Fundação Getúlio Vargas – FGV.

proeducacional.com
Composição do IGPM

Índice de Preços por Atacado – IPA 60%


Índice de Preços ao Consumidor – IPC 19%
Índice Nacional de Custos de Construção
(INCC) 16%

VOCÊ SABIA
IGP-M : mais comum o IGPM considera o período do dia 21
do mês anterior ao dia 20 de dado mês.

IGP-DI : considera o período do dia 01 ao dia 30 do mês de


referência.

No mercado financeiro a utilização de índices, indicadores e taxas que orientam


como serão calculados a remuneração dos diversos títulos.

1.5 Taxa Referencial – Taxa Referencial

Para execução do cálculo da Taxa Referencial é utilizado a média dos


certificados de depósito bancário (explicado acima) e posteriormente deduzido
por uma taxa referencial adotada pelo Banco Central em determinado momento.
O responsável pelo cálculo é o Banco Central e sua periodicidade é diária.

Através do valor médio dos depósitos de CDB obtém-se a TBF (Taxa Básica
Financeira ) , desta taxa é deduzido um redutor determinado pelo BACEN,
obtendo a TR.

+
[ ]−

proeducacional.com
TR= Taxa Referencial

TBF= Média dos CDBs

R= Redutor determinado
pelo BACEN

1.5 Política Fiscal

A Política Fiscal refere-se a todas as receitas e gastos do Governo. Ela tem três
funções, estabilizadora, redistributiva e alocativa.

 A Função Estabilizadora visa a manutenção e estabilidade dos


preços e gestão, mantendo baixo o nível de desemprego, objetivo
maior é propiciar estabilidade e crescimento econômico
sustentável.
 A Função Redistributiva entende-se a atuação do Governo em
relação a distribuição de uma renda mais equitativa, dirimindo as
diferenças sociais.
 A Função alocativa, trata de interferências diretas do Governo,
onde executa o fornecimento de Bens e Serviços a sociedade,
onde seu foco é executar os serviços e produção de bens que não
são supridos de forma eficiente pelo mercado.

1.6 Política Monetária

Segundo Eduardo Fontoura; Mercado Financeiro a política Monetária “ Ela pode


ser definida como o controle da oferta de moeda e das taxas de juros que
garantem a liquidez ideal de cada momento econômico. ”

1.7 Política Cambial

proeducacional.com
A gestão da política Cambial fica a cargo do Banco Central, ela é diretamente o
controle do valor do cambio através da intervenção direta no mercado ou a
estipulação de uma taxa fixa.

Tipos de política cambial

A política cambial pode ser de câmbio fixo ou flutuante. No caso do câmbio


fixo o BACEN estipula uma taxa de cambio fixa que dá manutenção ao patamar
de importações e exportações visado pela economia e utiliza das reservas
cambiais para compra e venda e manutenção desse patamar.

Já no câmbio flutuante quem determina o preço do cambio é o mercado,


determinando pela relação oferta e demanda o preço das moedas
internacionais.

No Brasil o regime Cambial é flutuante sujo. Ou seja, embora o que determina


a taxa de cambio é o mercado, o BACEN interfere no nível quando oscilações
muito bruscas são percebidas. Ele realiza interferências vendendo parte da
reserva cambial ou comprando. Através desta medida ele interfere diretamente
na taxa percebida na economia.

1.8 Política de Renda

A renda da população é uma relação de como ocorre a distribuição de capital e


remuneração pelo trabalho. Como informado anteriormente uma das funções do
Governo é a realização da política fiscal e redistribuição da renda, permitindo
com isso maior nível de justiça social e fluidez nas relações de consumo.

DICA
Exemplos: Bolsa família, programas de integração
social, salário (auxílio) desemprego, entre outros.

proeducacional.com
Além das políticas de definição regulação dos salários e questões relativas ao
emprego e empregabilidade o Governo também realiza políticas de distribuição
de renda que visam permite aquele sem condições a manutenção do patamar
básico de consumo.

1.9 Taxa Cambial

A Taxa Cambial é o valor de uma unidade de moeda em outra moeda.

O cálculo de paridade de moeda dá-se por

PTAX é a taxa de cambio calculada pelo BACEN no final


SAIBA MAIS do dia. Ela considera o valor médio das taxas praticadas
pelos bancos em determinado dia. Para cálculo da PTAX
o BACEN utiliza a média de todo o volume de operações
realizadas em determinado dia. As operações são
realizadas no SISBACEN de forma obrigatória.

proeducacional.com
Capítulo 2- Sistema Financeiro Nacional

2.1 Sistema Financeiro Nacional

O Sistema Financeiro Nacional é subdividido em subsistema de supervisão e


subsistema operativo.

Órgãos Normativos
CMN - CNSP e CNPC

Órgãos Supervisores
BACEN E CVM / SUSEP e PREVIC

Órgãos Operadores
Instituições Operadoras - Bancos de Investimento, Bancos Comerciais, Bancos de Cambio,
Cooperativas de Crédito, Financeiras, Sociedades Corretoras de Titulos e Valores Mobiliários,
Sociedades Distribuidoras de Titulos e Valores Mobiliários, Entre outras.

2.2 Conselho Monetário Nacional

Entre as atividades do CMN estão: regulamentar a taxa de juros, regular a


constituição e o funcionamento das instituições financeiras, fixar índices de
encaixe, capital mínimo e normas de contabilização, adicionar medidas de
prevenção ou correção de desequilíbrios, disciplinar o crédito e orientar na
aplicação dos recursos, regular as operações no mercado aberto e as operações
de redesconto, além das atividades relacionadas a moeda e política cambial.

2.3 BACEN – Banco Central do Brasil

proeducacional.com
O Banco Central do Brasil é o grande executor da política monetária do país, é
uma autoridade supervisora, e possuí oito diretorias e sete diretores, sendo que
um diretor acumula duas diretorias.

IMPORTANTE
Entre as atividades listas do BACEN, temos: ser o executor da
política monetária, autoridade supervisora, banco emissor,
banco dos bancos e banco emissor.

2.4 Tesouro Nacional

O Tesouro Nacional é responsável pela gestão do fluxo financeiro do Governo.


Ou seja, ele é o responsável fiscal pela gestão da arrecadação e gastos do
Governo, emissão de títulos públicos e gestão da dívida pública.

2.5 Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

A Comissão de Valores Imobiliários é uma autarquia federal vinculada ao


Ministério da Fazenda, portanto com Gestão e Administração independentes.

2.6 CNSP e CNPC

Embora faça parte do SFN as questões relativas a seguros são normatizadas


por entidades distintas ao CMN. São Comissão Nacional de Seguros Privados –
CNSP e Comissão Nacional de Previdência Complementar – CNPC.

proeducacional.com
Por Seguros Privados compreende-se todos os seguros, resseguros,
securitização de recebíveis, contratos de capitalização e previdência privadas, é
supervisionada pela Superintendência de Seguros Privados – Susep.

Enquanto a Previdência Complementar é institucional, ou seja atua com fundos


de pensão, ela não pode ser comercializada publicamente relacionada a
empresas ou entidade determinadas. É supervisionada pela Superintendência
Nacional de Previdência Complementar- Previc.

A SUSEP e a PREVIC são órgãos supervisores do Sistema Financeiro Nacional.

2.7 BMF&BOVESPA e B3

2.8 Sistema de Pagamentos Brasileiro-SPB

proeducacional.com
O Sistema de Pagamentos Brasileiro-SPB é o composto por regras e
procedimentos, que dão suporte a movimentação financeira e liquidação das
operações dos diversos agentes, isto em moeda local ou estrangeira. Possui a
finalidade principal de dar suporte e realizar toda transferência financeira de
natureza diversa TED e DOC.

2.9 Supervisão de Mercados- BSM

Supervisão de Mercados- BSM atua em coordenação com a CVM e o Banco


Central e funciona para garantir que as normas do mercado sejam cumpridas
pelas instituições financeiras e seus profissionais. A entidade monitora 100% das
operações realizadas na Bovespa.

proeducacional.com
Capítulo 3- Instituições e Intermediadores Financeiros

O Sistema Financeiro Nacional é subdividido em dois subsistemas, supervisor


ou normativo e operacional ou intermediárias. As instituições e intermediadores
Financeiros compõem a parte operacional do sistema, ou seja, fazem parte do
sistema financeiro Nacional e são as instituições que de fato operam no sistema.

proeducacional.com
Sistema Intermediário Auxiliares

Intermediárias

Bancárias Não Bancárias

Bancos de
Bancos comerciais
Investimento

Bancos Multiplos sem


Bancos Multiplos
carteira comercial

Aceite, Leasing,
Bancos Cooperativos
Imobiliário

Caixa Economica
Federal

Banco do Brasil

proeducacional.com
3.1 Instituições e Intermediadores Financeiros

As instituições intermediárias são divididas entre intermediárias e auxiliares.


Caracteriza-se as instituições intermediárias, aquelas que são subordinas ao
Banco Central, que trabalham com intermediação entre o capital do superavitário
e do deficitário, que se responsabiliza pelo risco, oferecendo um produto
especifico. Ou seja, esta instituição financeira repassa o saldo do superavitário
através de empréstimos ou financiamentos, emite títulos produtos próprios, se
responsabilizando pelo risco, e recebe o spread. As instituições auxiliares por
sua vez intermediam a compra e venda de bens móveis sem se responsabilizar
pelo risco, ou seja, ela oferece um produto de uma outra instituição ao
superavitário diretamente. Por exemplo a compra de uma ação, o risco é do
cliente e a instituição que executa a venda recebe apenas a taxa pela
intermediação entre o superavitário e o deficitário.

DICA As instituições intermediárias podem ser monetárias ou não


monetárias, também denominadas bancárias e não bancárias.
As instituições que recebem depósitos à vista, possuem
capacidade de criação de moeda escritural, portanto são
monetárias.

3.2 Caixa Econômica Federal

As Caixas Econômicas Federal são Instituições Intermediárias Bancárias ou


Monetárias, considerada um Agente Especial porque através dela o Governo
realiza diversas políticas de renda. As Caixa Econômica não são consideradas

proeducacional.com
apenas bancos múltiplos e comerciais, são consideradas instituições especiais
devido possuírem possibilidades únicas. Possuí a característica de ser o banco
utilizado para o desenvolvimento de políticas de renda, associado ao
desenvolvimento do processo da bancarização desde o tempo da abolição da
escravatura. Possui a peculiaridade de poder executar empréstimos sobre
penhor. Única autorizada a execução de loterias. São as gestoras do Sistema
Financeiro de Habitação e Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo.

3.3 Bancos Comerciais

Bancos Comerciais são todos aqueles que trabalham com depósitos á vista.
Popularmente se fala que os bancos comerciais são a base do sistema
financeiro. Diversos bancos são entidades múltiplas porque abrigam mais de
uma capacidade. Por princípio estas instituições exercem efeito multiplicador na
economia. Estas instituições como já citado são tratadas como instituições
Intermediárias Monetárias ou Instituições Intermediárias Bancárias, ou seja,
possuem capacidade para a geração de moeda. Lembra-se que o banco ao
reter o dinheiro no depósito á vista consegue emprestá-lo ao deficitário e ainda
assim mantendo o saldo na conta do superavitário. Através deste processo ele
cria moeda escritural.

3.4 Bancos de Investimento

Bancos de Investimento surgem para propor solução de médio e longo prazo


para empresas. São instituições financeiras privadas que atuam
obrigatoriamente como sociedade anônima. A resolução pertinente é a (CMN
2.624, de 1999). Atua junto a fundo de investimentos, Oferta Pública Inicial de

proeducacional.com
Ações e Underwriting (subscrição ou aquisição de valores mobiliários), fornece
soluções para capital de giro e capital fixo e captam recursos através de
empréstimo ou depósito a prazo, Certificado de Depósito Bancário –CDB ou
Cotas de Fundos.

3.5 Bancos Múltiplos

Bancos Múltiplos são instituições financeiras que realizam mais de uma


atividade, ou seja além de banco comercial ou de investimentos que são no
mínimo uma necessárias ao seu desenvolvimento. Embora um banco múltiplo
possua carteiras diferentes para investimento, leasing, investimentos, crédito
imobiliário, de aceite, desenvolvimento e público, utilizam balanço consolidado.
São exemplos de bancos múltiplos ( Itaú, Santander, Banco do Brasil, Bradesco,
Original).

3.6 BNDES- Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Possuí a função de ser agente de politica de investimento de longo prazo do


Governo Federal. Uma de suas maiores atribuições é fortalecer polos de
produção descentralizando e em regiões de maior necessidade de
investimentos, ser percursor do desenvolvimento econômico e social, fortalecer
as empresas.

3.7 Cooperativas de Crédito

As cooperativas de crédito se originam de empresários, investidores, e pessoas


com atividades afins que buscam um meio mais econômico de se financiar. É
comum encontrar cooperativas de crédito no setor agrícola, dado as
características de sazonalidade e a necessidade de investimentos em períodos

proeducacional.com
específicos para expansão ou continuação do negócio. Ela pode se suceder da
união de trabalhadores de uma empresa ou classe. Uma cooperativa de crédito
normalmente se financia através de contribuições voluntárias ou impostas pelos
próprios cooperados. Pode também ser financiada através da venda de títulos
próprios como cessão de direitos. É regulada pela lei 4.594/64 ( Reforma
Bancária ). Possui quantidade mínima de 20 pessoas.

3.8 SCI- Sociedade de Crédito Imobiliário

São sociedades privadas, necessariamente sociedades anônimas e de fins


lucrativos. Captam recursos através de diversos meios poupança, depósitos a
prazo, letras e cédulas hipotecárias, convênio com bancos.

3.9 Financeiras

Popularmente conhecidas como financeiras, estas são instituições


intermediadoras não monetárias, que possuem por objetivo financiar aquisição
de bens por meio do crédito direto ao consumidor. (CDC ou Crediário). Diversas
instituições comerciais possuem financeiras que viabilizam seu trabalho. Um
grande exemplo é a Casas Bahia que se tornou popular pela possibilidade de
parcelamento em carne que potencializou exponencialmente suas vendas e
tornou-se um negócio.

3.10 SCTVM e SDTVM – Sociedades Corretoras e Distribuidoras de


Títulos e Valores Mobiliários

Entre as atividades listas a estas estão: comprar e vender títulos e valores


mobiliários por compra própria ou de terceiros; operar em bolsa de mercadorias

proeducacional.com
e de futuros por conta própria ou de terceiros; operar em bolsa de valores;
administrar carteiras e custodiar títulos e valores mobiliários; subscrever títulos e
valores mobiliários no mercado; exercer funções de agente fiduciário; instituir,
organizar e administrar fundos de investimentos e clubes de investimento;
intermediar operações de compra e venda de moeda estrangeira, além de outras
operações no mercado de câmbio ( exemplo Swap); Realizar operações
compromissadas; praticar operações por conta margem; prestar serviços de
intermediação, assessoria ou assistência técnica em operações e atividades no
mercado financeiro e de capitais.

3.11 Corretoras de Câmbio

As corretoras de câmbio atuam apenas na compra e venda de moeda


estrangeira, e comercialização de contratos que envolvam moeda estrangeira.
Estas atuam também com ingresso ou remessa de câmbio e operações
relacionadas a exportação e importação desde que limitadas a US$100.000,00
e seu equivalente nas demais moedas.

3.12 Bolsas Internacionais

Entre as bolsas internacionais a de maior importância é a NYSE ( New York


Stock Exchange – Bolas de Valores de Nova Iorque) Nasdaq ( National
Association Securities Dealers Automated Quotations) no ano de 2000 esta
bolsa superou o número de 5000 empresas, compreende bolsa de empresas os
setores de biotecnologia, eletrônica, telecomunicações, etc e a Bolsa de Valores
de Tóquio que é a segunda maior bolsa de valores do mundo. Os índices Dow
Jones, Nasdaq e NIKKEI são os índices respectivos de tais bolsas e
demonstram qual o ritmo das expectativas nos mercados internos. Ocorre que
muitas tendências especificas deverão ser notadas no futuro. Principalmente no

proeducacional.com
que relaciona-se ao preço das commodities no caso da comercialização de
empresas do setor de ferro, aço, petróleo, agronegócio.

3.13 FGC

FGC- Fundo Garantidor do Crédito é uma associação privada e sem fins


lucrativos. Que surge como uma alternativa para trazer maior segurança no
mercado e cobrir eventuais intervenções do BC, liquidação ou falência de algum
banco. O Fundo Garantidor de Crédito cobre especificamente créditos de origem
bancária , limitando-se atualmente ao valor de R$250.000,00. Perdas que não
estão associadas a produtos bancários não são cobertos pelo fundo. Para um
crédito ser garantido pelo FGC tem-se, depósitos em conta corrente á vista ou
sacáveis sem aviso prévio, depósitos de poupança, depósitos a prazo com ou
sem emissão de certificado (CDB/RDB), letras de cambio, letras imobiliárias,
letras de crédito imobiliário, letras de crédito do agronegócio. A base normativa é
a CMN 4.222 de 20013. O FGC não garante por exemplo o capital aplicado em
Fundos de Investimentos que possuem patrimônio próprio separado dos bancos.

proeducacional.com
Capítulo 4 - Mercado e Atividade do Agente Autônomo
de Investimentos

O Agente Autônomo de Investimento é um profissional que atua com


intermediação de títulos e valores mobiliários a atividade é regulada pela CVM.
O Agente autônomo de Investimentos é intermediário entre as corretoras,
bancos de investimento e o cliente. Ele possui um papel bastante importante
visto que para a correta decisão de investimentos é necessário o conhecimento
de diversos produtos, riscos e retornos diferenciados. A vivencia do profissional
e o nível de conhecimento na área são importantes diferenciais para que este
cliente seja atendido de forma assertiva e eficiente. Para prevenção dos erros e
abusos que pode haver na relação a CVM regula e exige que este profissional
seja certificado pela Ancord, adira ao código de ética profissional.

IMPORTANTE
Não é necessário possuir nível superior ou formação
especifica, mas é necessário que este seja maior de 21 anos,
possua honra ilibada e reputação honrada visto que também
associa-se a imagem da instituição.

4.1 Mercado e Atividade do Agente Autônomo de Investimentos

proeducacional.com
A atividade do Agente Autônomo de Investimentos Instrução é regulada,
normatizada pela CVM através da Instrução Normativa (IN), CVM IN 497/11 que
revoga a anterior IN 434/06. É importante salientar que o Agente Autônomo de
Investimentos realiza sobre responsabilidade e como preposto de instituição
integrante do sistema de distribuição de valores mobiliários as atividades,
prospecção e captação de clientes, recepção e registro de ordens para o
sistema de negociação, prestação de informações sobre os serviços e produtos
da instituição qual é proposto.

O Agente Autônomo de Investimentos (AAI) pode exercer sua atividade de duas


formas, sendo pessoa física ou sócio de pessoa jurídica que mantenha contrato
instituição integrante do sistema de distribuição de valores mobiliários. A
profissão atua em conjunto com outras duas profissões, gestor de carteira e
analista de mercado. O gestor de carteira é responsável pela decisão de
alocação do patrimônio de clientes, fundos, etc e o analista realiza o estudo e
analise de qual o risco e retorno de cada título e valor mobiliário sendo
negociado.

O Agente Autônomo é responsável pelo contato com o cliente onde ele


esclarece e realiza a venda de cada produto financeiro. A remuneração do
Agente Autônomo acontece através de uma porcentagem das taxas e
corretagem para a instituição distribuidora pela qual ele é associado.

VOCÊ SABIA
Enquanto nos Estados Unidos estão em atividade cerca de
300 mil profissionais que atuam com profissão similar a
Agente Autônomo de Investimentos (AAI), no Brasil são
apenas 3 mil pessoas que desempenham a função.

4.2 Atividade do AAI

proeducacional.com
O agente autônomo de investimento possui três funções principais:

1. Prospecção de clientes

2. Execução de ordens e registro nos respectivos sistemas

3. Prestação de informações sobre produtos e serviços da instituição

distribuidora que atua

4.3 Exigências de Credenciamento

São diversas as exigências de cadastramento para o Agente Autônomo de


Investimento. Entre a pessoa física elas ser maior de idade, possuir ensino
médio completo concluído ou equivalente em outra nacionalidade, possuir
certificação na instituição certificadora competente, necessidade de aceitação do
código de ética da profissão. Todas estas informações estão descritas no AI 469
supra citado. O cadastramento é executado pela instituição distribuidora de
valores mobiliários qual o AAI está associado. A lista de AAI cadastrado fica
disponível na rede mundial de computadores e é publicada pela CVM. O
credenciamento do AAI é realizada por entidades autorizadas pela CVM, no
entanto o registro na lista é realizado exclusivamente pela CVM.

Além das exigências supra citadas para o AAI quanto a conclusão do ensino
médio; aderência ao código de conduta profissional, e certificação em entidade
certificadora (ANCORD) existem três requisitos importantes, que são não estar
inabilitado ou suspenso por nenhuma das entidades supervisoras do SFN que
são ( CVM, BC, SUSEP e PREVIC); não ter sido condenado por crime
falimentar, prevaricação, suborno, concussão, peculato, “lavagem de dinheiro”
ou ocultação de bens, direitos e valores, contra a economia popular, a fé pública
ou propriedade pública, o sistema financeiro nacional, ou haja sido condenado,
mesmo em sentença temporária o acesso a cargos públicos; não estar impedido
de administrar seus bens ou deles dispor em razão de decisão judicial. Fica
evidente que podemos traçar o raciocínio da necessidade de honra ilibada e
associar as possíveis condenações relacionadas.

proeducacional.com
COMENTÁRIO Para o a AAI pessoa jurídica a diferenças entre a
abertura de uma empresa com fins econômicos
distintos e de AAI. Quanto aos sócios é necessária a
exclusividade que este integre apenas a uma pessoa
jurídica como Agente Autônomo de Investimentos.
Podemos traçar uma obvia razão para a não criação
de conflitos de interesse entre entidades distintas.

4.4 Mercado do AAI

O mercado do AAI está em pleno crescimento. Se considerarmos que o


processo de desbancarização é um processo natural dos países podemos
considerar que gradualmente a demanda por profissionais especializados em
treinar e orientar os investidores será cada vez maior. O mercado do AAI está
em franco crescimento e podemos tomar essa afirmação comparando como um
processo natural a busca das empresas de financiamento com um custo maior e
alternativas aos bancos e por parte dos investidores a busca por ganhos de
capital maiores e também diversidade das opções. Não apenas diversidade mas
a experiência tem demonstrado que investidores possuem motivos próprios para
investimento, seja a rentabilidade ou o apoio a determinado projeto, atividade
econômica, etc. A remuneração do AAI é dada através de um percentual
acordado da receita recebida por parte dos clientes que ele conduz até a
instituição distribuidora e portanto varia da carteira que este AAI tenha.

proeducacional.com
4.5 Vedações

A CVM em preocupação de delimitar as atividades de cada operador do


mercado financeiro criou também vedações as quais o Agente Autônomo de
Investimento possui restrição.

São elas: estar vinculado a apenas uma instituição do sistema de distribuição de


valores mobiliários, não executar atividade de analise de investimentos, receber
de clientes ou a eles entregar numerário , titulo, valores mobiliários e qualquer
ativo, ser procurador ou representante de clientes junto a instituições de
distribuição de valores mobiliários para todos os fins, utilizar senhas ou
assinaturas eletrônicas de uso exclusivo de cliente, delegar a terceiros total ou
parcialmente a execução de serviços que sejam objeto do contrato dele com a
instituição distribuidora que o contratou e confeccionar ou enviar extratos sobre
as operações em aberto ou as realizadas.

4.6 Código de Ética

A atividade do Agente Autônomo de Investimento está sujeita a código de ética


próprio, o qual é direcionado a evitar erros e prejuízos ao investidor
principalmente, e também a instituição contratante do Agente Autônomo. Onde
este visa evitar prejuízos a terceiros decorrentes de negligência, imperícia,
imprudência e outros erros possíveis na profissão.

4.7 Lavagem de Dinheiro

A perseguição de crimes de lavagem e ocultação de dinheiro tem importante


função na sociedade visto que toda atividade ilegal depende em algum momento
da ocultação e inserção do dinheiro na sociedade.

proeducacional.com
Este processo se dá através de três fases, e existem obrigações que o AAI de
investimentos possui obrigatoriedade de ter conhecimento e de exercer para
evitar participar direta ou indiretamente de um processo duvidoso. É necessário
a atenção em cada etapa porque a correta atividade do AAI permite a este
segurança na atividade que executa.

Atualmente é realizado um esforço internacional para controle

COMENTÁRIO e prevenção de lavagem de dinheiro que está associado a


criminalidade, corrupção e terrorismo e consiste em
preocupações mundiais. Para tanto o Brasil desenvolveu leis
assim como a CVM instruções normativas e o Bacen
processos para a prevenção da lavagem de dinheiro.

É responsabilidade de todos os integrantes do sistema financeiro nacional o


trabalho conjunto e responsabilidade em coibir a lavagem de dinheiro.

 Lei – 9.613/98

 Circular Bacen – 3461/09

 Instrução CVM 301/99

Para tanto criou-se a o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF)


e o SISCOAF sistema que integra todas as instituições do mercado financeiro

O Bacen através das comunicações circulares defende que as instituições


financeiras devem comunicar qualquer tipo de operações suspeitas com valor
superior a R$10.000; conjunto de operações suspeitas realizadas por instituição,
pessoa física, conglomerado ou grupo que sejam superiores a R$10.000,00;
depósito em espécie ou qualquer retirada de valor superior a R$100.000,00. As

proeducacional.com
denúncias de operações suspeitas não ensejam responsabilidade civil e
administrativas se ressalvadas de boa-fé.

4.8 Atividade do AAI

O agente autônomo atua na intermediação da venda de investimentos e valores


mobiliários e portanto possuí importante e relevante papel a sociedade criando a
possibilidade do autofinanciamento desta. Com isto, o agente autônomo de
investimento também está sujeito a regulação e a riscos específicos.

4.9 Lei 12.683/12

A lei pune com pena de 3 meses a 10 anos de reclusão e multa quem ocultar ou
dissimular a natureza, origem, disposição, movimentação ou propriedade de
bens, valores ou direitos provenientes direta ou indiretamente de infração penal.
A pena pode ainda ser aumentada de um a dois terços no caso de ser
executado de forma reiterada ou através de organização criminosa.

proeducacional.com
Capítulo 5 - Fundo de Investimentos – FI

A definição de Fundo de Investimentos é um condomínio no qual diversas


pessoas, físicas ou jurídicas decidem investir seu dinheiro. O fundo de
investimentos por sua vez alocará os recursos conforme sua política de
investimentos especifica, buscando propiciar maior ganho aos investidores.
Dentre os maiores benefícios que um Fundo de Investimentos pode oferecer é o
ganho de escala e gestão profissional na escolha dos ativos.

5.1 Fundo de Investimentos

5.2 Imposto de Renda nos Fundos de Investimentos

O pagamento de impostos é uma importante questão na análise de um


investimento visto que interfere no lucro e rentabilidade e deve ser observado
nas mais diversas situações. Quanto a Fundos de Investimentos ha dois fatos
geradores distintos, o Come Cotas e o resgate.

proeducacional.com
Dois impostos são os pagos normalmente, o IOF e o IR.

Até 180 dias 22,5%

Acima de 180 há 360 dias 20%

De 361 há 720 dias 17,5%

Acima de 720 dias 15%

Outra questão importante é a diferença do FI de curto prazo e longo prazo.


Como o FI de curto-prazo carrega a intenção de ser aquele qual o investidor
mantenha seus recursos por período de até um ano, a tabela regressiva de
imposto oscila até 360 dias, depois dando manutenção a alíquota de 20%.
Quando se faz um investimento por período superior a um ano, o ideal é que
seja um fundo de investimentos de longo prazo em função da alíquota para
pagamento continuar regredindo de até período superior a dois anos.

Os fundos de investimento por ações são aqueles cujo possuem participação


superior a 67% em renda variável, ações, estes possuem imposto de renda
definido em 15% dos rendimentos.

Em relação ao IOF (Imposto sobre Operações Financeira ) este será cobrado


sobre os rendimentos de recursos que é alocado por menos de um mês sendo
no primeiro dia 96% do valor do rendimento e completando este um mês, não se
paga IOF.

5.3 Direitos e Obrigações dos Cotistas

proeducacional.com
Quando um cotista ingressa em um fundo de investimento este compra uma
parte do fundo sendo detentor de uma parcela do patrimônio do Fundo.

A partir deste momento ele é chamado de cotista e então tem direitos e deveres
relativos as cotas que comprou. Ao adquirir uma cota em um fundo de
investimento, independentemente do número de cotas o cotista passa a aderir
ao regulamento do Fundo de Investimentos.

IMPORTANTE
Um Fundo de Investimentos tem a obrigatoriedade de
fornecer três documentações distintas, são estas,
regulamento do fundo, lâmina e formulário de
informações complementares.

5.4 Participantes de um Fundo de Investimentos

Segundo a IN 555 classifica-se os participantes de um fundo de investimento,


quanto:

Cotista: Possuidor de cota do fundo de investimento. A cota de um fundo de


investimento é a menor parte de seu patrimônio líquido, ou seja, o patrimônio do
fundo é dividido pela quantidade de cotas obstante.

Administrador: Responsável jurídico pelo fundo de investimento, o


administrador é responsável por todos os funcionários e participantes, cobrando
por isso taxa especifica.

proeducacional.com
Gestor: O Gestor do fundo de investimento é a pessoa física ou jurídica
responsável pela alocação de recursos, ou seja, é este que executa a compra e
venda de bens que comporão o fundo de investimento.

Auditor Externo: Todo fundo de investimento deve possuir um auditor externo,


sendo este responsável por validar as informações contábeis divulgadas a
investidores, financiadores e cotistas. O papel é de suma importância dado a
necessidade destas informações para a análise de investimentos.

Distribuidor: O administrador deve designar distribuidores próprios ou terceiros


designados para a comercialização das cotas dos fundos. Sendo estes fechados
a transição dos cotistas podem ser realizados através de cessão de direitos e
comercializados em bolsa ou balcão, no caso de fundos abertos a cessão das
cotas podem se realizar apenas mediante situações especificas citadas no art.
14 da CVM. O distribuidor deve ser entidade certificada como instituição
distribuidora no sistema de distribuição de valores mobiliários.

5.5 Política de Investimentos IN CVM 555

A classificação de um Fundo de Investimentos é associada à sua política de


investimentos, quanto ao tipo de investimentos que o fundo fará, estas
informações devem estar claras no regulamento do fundo. O gestor do fundo irá
definir quais investimentos serão realizados e onde serão alocados respeitando
as normas descritas na política de investimento, visto que este regimento o
classifica perante a CVM de maneira especifica.

Os fundos de investimento com exceção dos fundos estruturados seguem as


diretrizes expressas na IN CVM 555 que descreve desde sua concepção e
funcionamento, classificação, regras de tributação, direitos e deveres dos
cotistas e demais particularidades.

proeducacional.com
Os demais fundos, estruturados, são, por exemplo, Fundo de Investimentos
Imobiliários- FII, Fundos de Investimento em Direitos Creditórios- FIDIC e FIDIC-
NP, Fundo de Investimentos em Participações- FIP, Fundo Mútuos de
Investimentos em Empresas Emergentes- FMIEE, Fundo de Investimentos da
Industria Nacional de Cinema-FUNCINE seguem instruções normativas
especificas, 209, 356, 391, 398, 444 e 472, entre outras.

Os fundos de investimento mais comuns são o fundo de investimento de renda


fixa, ações e multimercado.

5.6 Documentação

No regulamento o administrador deve citar quais as partes responsáveis por


cada ação do fundo de investimentos, qual a empresa administradora, gestora,
distribuidora, especificar sua política de investimentos onde quais são os tipos
de ativos que serão optados, qual a margem de risco e alavancagem, como
ocorre a distribuição e o cálculo das cotas, se o fundo é fechado ou aberto e
qual o auditor independente responsável por este.

A lâmina de informações essenciais deve conter quais os rendimentos obtidos


nos últimos doze meses, qual a política de investimentos, quais os riscos, os
ativos investidos, o patrimônio líquido do fundo e outras informações pertinentes
de forma sucinta que permita agilidade e boa visualização, incluindo suas taxas,
taxa de administração e taxa de performance, taxa máxima de custódia, demais
despesas do fundo, etc.

Formulário de informações complementares deve conter ao menos o seguinte,


periodicidade mínima de divulgação da carteira, local, meio e a forma de
divulgação das informações, exposição em ordem de relevância dos riscos aos
quais o fundo de investimentos está sujeito, descrição da política em relação ao

proeducacional.com
voto em relação aos ativos que o fundo irá investir, descrição da tributação
aplicável ao fundo, descrição da política em relação ao risco, etc.

5.6 Assembleia de um Fundo

Assembleia é a reunião de cotistas para a decisão de determinada política do


fundo. Algumas decisões só poderão ser tomadas em assembleia. Existe a AGO
e AGE, a primeira chamada de Assembleia Geral Ordinária é realizada após a
emissão dos demonstrativos contábeis auditados para os cotistas e esta pode
ser realizada até 120 dias após o encerramento do exercício fiscal. A segunda
Assembleia Geral Ordinária, deve ser convocada pelo administrador do fundo ou
por grupo ou pessoa possuidor de ao menos 5% das cotas do fundo.
Obrigatoriamente os cotistas devem ser informados da Assembleia com no
mínimo 10 dias de antecedência.

Algumas atividades são exclusivas para serem


decididas em Assembleia, entre elas:

IMPORTANTE A troca de Administrador, gestor ou custodiante do


fundo; a fusão, incorporação ou cisão do fundo; o
aumento da taxa de administração; a alteração do
política de investimentos do fundo; a emissão de
novas cotas no fundo fechado; a amortização de
cotas; a alteração do regulamento.

As decisões definidas em assembleia somente terão efeito após 30 dias corridos


de sua decisão. Em casos excepcionais de iliquidez o administrador pode

proeducacional.com
declarar o fundo fechado para execução de resgates, devendo este convocar
assembleia geral extraordinária em até um dia após o fechamento. Durante este
período também fica interrompido o ingresso de novos cotistas, a assembleia é
convocada e tem o prazo de 15 dias para deliberar sobre a substituição do
administrador e gestor, reabertura ou manutenção do fundo para resgate,
possibilidade de resgate em títulos e valores mobiliários, cisão ou liquidação do
fundo.

5.7 Estratégia de Gestão – Ativa e Passiva

Um fundo de investimentos funciona como uma empresa que recebe o valor dos
bens dos clientes e tem a função de reinvesti-los da maneira mais segura e
lucrativa. Dentro deste objetivo diversas opções são possíveis, podemos dizer
que o fundo de investimentos administra de acordo com a política de
investimentos o seu patrimônio líquido da forma mais lucrativa possível. Além de
determinar qual o tipo de investimento que o patrimônio será alocado o fundo de
investimentos também deve definir qual a sua meta.

O fundo de investimento ao definir sua meta utiliza de um benchmark associado


a algum indicador financeiro.

Benckmark, termo em inglês que define ação de pesquisa de marketing em mercados


parecidos para análise de desempenho e estratégia de uma empresa. Em finanças é comum a
utilização do termo para especificar a rentabilidade de um determinado ativo relacionado a um
índice ou a outro ativo especifico. Por exemplo um pagamento de um título de renda fixa que
tem o retorno médio de 110% do CDI.

Os bechmarks mais utilizados são inflação, CDI, dólar, Bovespa, etc. Após
escolher qual o benchmark que este estará associado ele deve definir se terá
uma estratégia ativa ou passiva quando a estratégia ativa significa que a meta

proeducacional.com
do fundo de investimentos será superar a rentabilidade deste determinado
benchmark e quando a estratégia passiva ele busca apenas apoiar o
benchmark.

Atrelado a superação do benchmark um fundo de investimentos pode obter taxa


de performance, taxa percentual que será paga como parte do rendimento que
superar o indicador. Um exemplo de cálculo da taxa de performance é um fundo
de investimento que possuí rendimentos líquidos acima de 110% de seu
indicador, a taxa de performance será cobrada a partir do rendimento liquido
excedente de 10%, ou seja dos rendimentos, os dez por cento acima do CDI
pagaram uma taxa de performance anteriormente especificada.

5.8 Investidores Profissionais e Investidores Qualificados

Por investidores qualificados compreende-se aqueles que possuem


investimentos financeiros maior que 1 milhão de reais. Antes nas normas
anteriores os investidores qualificados eram aqueles que possuíam recursos
maiores que 300 mil reais. Além de recurso que excedam 1.000.000,00 de reais
é também necessário a assinatura de termo próprio que ateste.

Pode-se também ser investidor qualificado aquele que possuí aprovação em


certificação técnica aprovada pela CVM como registro para agentes autônomos
de investimento, administradores de carteira, analista e consultores de valores
mobiliários, em relação a seus recursos próprios. Clubes de investimentos desde
que possuam sua carteira gerida por um ou mais investidores qualificados.

Investidores profissionais por sua vez são aqueles que possuem patrimônio
superior a R$10.000.000,00 e que por escrito atestem sua condição de
investidores profissionais.

proeducacional.com
São também investidores profissionais aqueles que são instituições financeiras
autorizadas a funcionamento pelo banco central do brasil, companhias
seguradoras e sociedades de capitalização, entidades abertas e fechadas da
previdência complementar, fundos de investimento, investidores não residentes,
também aquele que possua aprovação em certificação técnica aprovada pela
CVM como registro para agentes autônomos de investimento, administradores
de carteira, analista e consultores de valores mobiliários, em relação a seus
recursos próprios.

5.9 Fundos Exclusivos

Um fundo exclusivo mantém as características de um fundo de investimentos


quanto a configuração como um condomínio para investimentos financeiros, a
peculiaridade principal dos fundos exclusivos é o número de cotistas que varia
de um a 20 cotistas. Os objetivos de um fundo exclusivo é possibilitar uma
abordagem mais personalizada que analisa de forma mais detalhada as
necessidades do cliente.

5.10 Cotas de Abertura e Cotas de Fechamento

Existe duas possibilidades de cálculo para o valor das cotas de um fundo de


investimento. Primeiramente uma cota é o valor da menor parte de um fundo e é
calculada através da menor parte de seu patrimônio líquido. Dado pela equação:

A cota de abertura é aquela que é calculada no início do dia antes da ciência de


qual a variação no valor dos ativos do fundo de investimento.

A cota de abertura é utilizada apenas em FI de curto prazo, fundos de renda fixa,


no longo prazo, fundos referenciados, a cota de abertura é indicada apenas

proeducacional.com
para fundo dos pouco voláteis, como os fundos referenciados DI que possuem
pouca variação no valor de seus ativos.

A cota de fechamento é calculada com a base do PL do próprio dia, ou seja, em


seu encerramento, o preço dos ativos são então ajustados conforme a oscilação
no mercado e o valor é dividido pelo número de cotas. São entre as vantagens
do fundo utilizando cotas de fechamento é a confiabilidade que temos ao saber a
real oscilação dos ativos e o valor preciso da cota.

5.11 Fundos de Investimento em Cotas – FIC´s

Para um fundo de investimento ser considerado um fundo de investimentos em


cotas este deve participar pelo menos 95% de seu patrimônio em cotas de
outros fundos de investimentos.

COMENTÁRIO
São diversas as razões pelas quais um fundo de
investimentos pode ser um fundo de investimentos em
cotas. Normalmente a estratégia mais utilizada é de
Master-Feeder.

5.12 Taxa de Administração e de Performance

A taxa de administração é paga anualmente de maneira que é ela que viabiliza a


operação do fundo.

proeducacional.com
A taxa de performance só existe desde que expressa no regulamento do fundo
de investimentos e refere-se a taxa excedente da rentabilidade que ultrapasse
determinado benchmarketing. Ou seja, se por exemplo existe uma taxa de
performance de 50% e um fundo de performance DI atinge uma rentabilidade
20% quando o DI está 15%, isto significa que do excedente atingido, ou seja 5%
será pago 50% como taxa de performance ao fundo por este ter atingido a meta,
esta taxa excedente servirá tanto para pagamento das despesas como também
lucro no patrimônio líquido do fundo.

O patrimônio de um fundo é calculado através da


IMPORTANTE conta :

valor dos ativos de um fundo – custos do fundo =


patrimônio liquido. Ou seja, o valor do patrimônio
liquido já contempla a taxa de administração do fundo.

5.14 Fundo de Renda Fixa

5.15 Fundo de Renda Fixa Simples e de Curto Prazo

Os fundos de investimento de Renda Fixa Simples foram criados com o objetivo


de favorecer a criação da poupança, sendo uma aplicação simples, segura e de
baixo risco, permitindo um ingresso tranquilo junto ao mercado de capitais. Os
Fundos de Investimento Renda Fixa Simples devem manter no mínimo 95% de
seu patrimônio em títulos públicos federais ou ainda em títulos de renda fixa
privados ou federais que possuam risco máximo equivalente ao risco soberano
ou risco do país. É considerado um FI com risco minimizado e visa a entrada de
novos investidores no mercado, para aderir a estes fundos não é necessário a
assinatura do termo de adesão e execução de perfil de investidor. É necessário

proeducacional.com
que o fundo seja aberto, o que permite o ingresso e saída de investidores a
qualquer tempo. Todos os seus documentos devem ser publicados na rede
mundial de computadores para com isso possuir custos reduzidos. Estes fundos
não podem aplicar seu capital em derivativos excedo para hedge de algum
recebimento ou despesa.

Os Fundos de Investimento de Renda Fixa curto prazo possuem o prazo máximo


de vencimento de seus títulos em até 375 dias e o prazo médio de resgate dos
títulos em sua carteira não devem exceder 60 dias.

Os gestores destes fundos não podem investir em todos os tipos de títulos, são
possíveis de investimento, títulos públicos federais ou privados pré fixados,
títulos públicos federais ou pré fixados indexados a taxa Selic, outra taxa de
juros ou índices de preços, cotas de fundo de índices que apliquem nesses tipos
de títulos, operações compromissadas lastreadas em títulos públicos federais.

Estes fundos possuem a características de serem pouco arriscados devido ao


curto horizonte de tempo nos seus títulos e o rendimento previsto e de baixo
risco.

5.16 Fundo de Renda Fixa Referencial e Dívida Externa

Os fundos de Renda Fixa Referenciados são aqueles que acompanham


ativamente ou passivamente determinado benchmark definido em sua política de
investimentos. Eles devem possuir 95% de seu patrimônio líquido investido em
ativos que tenham o risco associado ao benchmark específico e 80% deve ser
investido em títulos de renda fixa que tenham risco de crédito baixo e
associados a títulos públicos federais ou cotas de fundo de índices que invistam
em ativos desta natureza.

proeducacional.com
Os fundos referenciados podem ser ativos ou passivos dependendo das metas
de superar ou acompanhar o benchmark. Eles também podem ter que pagar
taxa de performance nos casos em que estes superam o benchmark.

Dívida Externa é a tipificação de fundos de investimento que investem 80% de


seu patrimônio líquido em títulos associados a dívida externa de
responsabilidade da União. O remanescente de seu patrimônio pode ser
utilizado para proteção da carteira através de aplicação em derivativos.

5.17 Fundo de Ações Multimercado e de Ações

Fundo de Investimentos em Ações- FIAs são aqueles que investem seu


patrimônio liquido em ações, seu maior risco está na variação do preço das
ações que compõem sua carteira. Os FIAs devem possuir no mínimo 67% do
seu capital em ações de diversas empresas negociadas no mercado organizado
ou em certificado de depósito em ações, cotas de fundos em ações e BDR (
Brazilians Depositary Receipts de nível II e III). Estes fundos de investimento
podem ser abertos ou fechados, a sua rentabilidade é dada através do
recebimento de dividendos e juros sobre o capital próprio. Este fundo de
investimento tem o pagamento de Imposto de Renda diversificado da maioria
dos outros fundos, sendo que ele trabalhará com a alíquota fixa de 15% . Os
Fundos de Investimento em Ações podem ter uma maior concentração em
ações de determinada empresa ou em pequenos grupos e setores , se isto for
deve ser explicita esta informação junto ao termo de aceite. Os fundos de ações
podem oferecer retornos mais direcionados a investidores que buscam executar
investimentos em médio prazo dado sua alta oscilação e possibilidade de
eventuais prejuízos no curto prazo.

Dentre os Fundos de Investimento em Ações estes podem ter sua denominação


como FIA´s Mercado de Acesso onde necessitam investir 2/3 de seu patrimônio
em ações e 1/3 do patrimônio pode ser investido em títulos como debentures e
outros que sejam conversíveis em ações.

proeducacional.com
Uma das maiores características de um fundo de investimentos multimercado é
que este possui ampla possibilidade de variação do tipo de ativos que o compõe.

O fundo multimercado pode decidir conforme conveniência e política de


investimentos onde este alocará os seus recursos. Deve conter as
denominações relativas ao prazo médio de vencimento dos títulos, ou seja no
caso de títulos com vencimento no mesmo ano letivo este será um fundo
multimercado de curto prazo e no contrário será um fundo multimercado longo
prazo, esta especificação deve conter em sua denominação. Um fundo
multimercado pode inclusive investir até 20% de seus ativos no exterior. Para a
tributação o investidor pagará conforme alíquota regressiva das cotas que ele
possui no fundo, apenas no caso deste ser de curto prazo, o máximo que se
considera é a alíquota de 20% quando o prazo de investimentos excede meio
ano, após um ano está alíquota reduziria no caso do longo prazo. Outra
característica tributária é o pagamento do come-cotas que ocorre nos meses de
maio e outubro com a alíquota de 20% sobre os rendimentos do fundo. No
momento do resgate o percentual pago antecipadamente no come-cotas é
descontado. Quando um Fundo de Investimento Multimercado tem mais de 67%
de seu capital investido em ações, da mesma forma que um fundo de ações a
alíquota de impostos de renda do mesmo será definida como 15%.

5.18 Fundo Cambial

Um fundo cambial também conhecido como fundo SWAP é aquele que trabalha
com 80% de seu patrimônio líquido em títulos atrelados a variação cambial (
dólar ou euro ), cupom cambial, seu principal risco é a oscilação do valor da
moeda e os restante 20% podem ser aplicados apenas em títulos públicos e
privados de renda fixa pré ou pós fixados associados apenas a juros (CDI ou
Selic). A tributação em um fundo cambial tem como base a tributação regressiva
de acordo com o tempo do investimento oscilando conforme tabela com o limite
de 15%.

proeducacional.com
5.19 Fundo de Investimento em Direitos Creditórios - FIDCs

Os FIDC´s ou Fundos de Investimento em Direitos Creditórios podem ser


abertos ou fechados, são aqueles que comumente atuam no mercado de
antecipação de recebíveis junto as empresas, especialmente empresas
estressadas e com dificuldades junto aos bancos. Eles podem comercializar
títulos de divida, aluguéis, e direitos de recebimentos por parte das empresas,
seus recursos são direcionados em setores do comercio, indústria,
arrendamento mercantil, entre outros.

Junto dos FIDCs existem outros agentes que não haviam sido antes citados,
são eles:

Cedentes, empresas possuidoras de direitos creditórios que os geram e


negociam com o fundo; Estruturadores, escritório de advocacia ou instituição
financeira responsável pela estruturação da operação; Custodiante, empresas
responsáveis pela custódia e controle dos recebíveis. Além destes três novos
agentes permanece a figura do administrador sendo o responsável pelo fundo
e do cotista sendo o dono da menor parte do mesmo.

Um FIDCs têm a obrigatoriedade de investir apenas 50% de seu patrimônio


líquido em direitos creditórios possibilitando aos mesmos uma diversidade de
outros investimentos capazes de aumentar a rentabilidade dos cotistas. Os
FIDC´s pagam os cotistas como um fundo de renda fixa e as taxas oscilam em
até 150% do CDI.

A tributação nos FIDCs ocorre através da tabela regressiva de longo prazo,


conforme tempo do investimento e variando até 15% para investimentos com
mais de 720 dias.

proeducacional.com
São quatro os tipos de FIDCs:

Fomento Mercantil - são aqueles que possuem seus rendimentos bastante


pulverizados onde operam por meio de uma factoring antecipando recebíveis de
diversas empresas e obtendo por eles o recebimento de juros;

Financeiros - os fundos investem em carteira de recebíveis de empresas de


crédito, crédito pessoal, crédito imobiliário, financiamento de bens e veículos e o
que chamamos de multicarteira financeira;

Agro, Industria e Comércio este tipo de FIDC - investem em carteira de


recebíveis de diversos segmentos agro, indústria e comercio como por exemplo,
crédito corporativo, multicarteira agro e recebíveis comerciais;

Outros - nessa classificação os fundos podem investir em poder público,


multicarteira outros e setores de recuperação.

AS cotas nos FIDCs são classificadas em dois tipos distintos de cotas, cotas
subordinadas e cotas seniors, sendo que as cotas subrdinadas possuem seu
direito a amortização, resgate e distribuição de dividendos subordinados ao
prévio pagamento das cotas seniors, as cotas sêniors possuem preferencia no
recebimento e em caso de liquidação do fundo as cotas subordinadas serão
utilizadas como ativos para pagamento das cotas seniors.

5.20 IOF em Fundos de Investimentos

A tabela de IOF, Impostos sobre Operação Crédito, Cambio e Seguros e


posteriormente Imposto sobre Operações Financeiras é cobrado para
investimentos com tempo menor de 1 mês. Desta maneira ao investir em um
fundo e buscar a amortização das cotas em prazo inferior a este será pago IOF
conforme o número de dias do investimento.

proeducacional.com
O Imposto sobre operações financeiras chega a absorvem até 99% da
rentabilidade deixando pouco espaço para o lucro. Portanto deve-se estar atento
e planejar de maneira correta a liquidez necessária do dinheiro com a agenda de
investimentos. O IOF não é cobrado com base no valor total investido, mas
apenas na rentabilidade que fica comprometida e até nula.

Após 30 dias de investimento não há o recolhimento do IOF.

Incidências do IOF de acordo com Art.153, V, da Constituição Federal

I - operações de crédito realizadas:

a) por instituições financeiras;

b) por empresas que exercem as atividades de prestação cumulativa e


contínua de serviços de assessoria creditícia, mercadológica, gestão de
crédito, seleção de riscos, administração de contas a pagar e a receber,
compra de direitos creditórios resultantes de vendas mercantis a prazo ou
de prestação de serviços (factoring);

c) entre pessoas jurídicas ou entre pessoa jurídica e pessoa física;

II - operações de câmbio;

III - operações de seguro realizadas por seguradoras;

IV - operações relativas a títulos ou valores mobiliários;

V - operações com ouro, ativo financeiro, ou instrumento cambial.

O IOF é pago de forma regressiva, conforme tabela divulgada pelo BC:

proeducacional.com
Tabela Regressiva IOF; Banco Central

http://www.bb.com.br/docs/pub/inst/dwn/TabIOFRegressivo.pdf

1 dia 96% 16 dia 46%

2 dia 93% 17 dia 43%

3 dia 90% 18 dia 40%

4 dia 86% 19 dia 36%

5 dia 83% 20 dia 33%

6 dia 80% 21 dia 30%

7 dia 76% 22 dia 26%

8 dia 73% 23 dia 23%

9 dia 70% 24 dia 20%

10 dia 66% 25 dia 16%

11 dia 63% 26 dia 13%

12 dia 60% 27 dia 10%

13 dia 56% 28 dia 6%

14 dia 53% 29 dia 3%

15 dia 50% 30 dia 0%

proeducacional.com
Capítulo 6 - Mercado de Capitais

O mercado de capitais é o mercado o qual as empresas operam diretamente


com os investidores. Isto posto, é o mercado ao qual permite o financiamento
das empresas. Quando as empresas recorrem aos bancos, o banco é
responsável pelo encontro e intermediação com o superavitário, e também pelo
risco de crédito ao o cliente incorpora. Por este serviço o banco cobra o spread
bancário. Afim de baratear o financiamento das empresas, pode-se recorrer
diretamente ao investidor através de diversos veículos que são desde a venda
de ações ou pedaços das empresas, emissão de debentures, entre os mais
comuns.

6.1 Mercado de Capitais

Quanto a composição do mercado de capitais entende-se que é constituído


pelas bolsas de valores, sociedades financeiras autorizadas e sociedades
corretoras. É importante diferenciar o mercado de capitais do mercado de crédito
e mercado monetário onde o mercado monetário constitui-se por instituições
financeiras autorizadas e bancos comerciais que trabalham com moeda no prazo
de até 1 ano enquanto o mercado de crédito atua para o financiamento de
diversos por prazo curto e médio ultrapassando também um ano. O mercado
financeiro engloba o mercado de capitais, mercado de câmbio, mercado de
crédito e mercado monetário.

proeducacional.com
6.2 Mercado Primário e Mercado Secundário

Por mercado primário entende-se toda colocação de novas ações ou títulos na


bolsa e o mercado secundário trata-se da venda da posse desses títulos,
envolvendo a transferência direta. Para a colocação dos títulos primariamente é
necessária a intermediação por parte de um banco de investimentos, instituição
corretora ou distribuidora de valores mobiliários, estas instituições irão realizar
um pool de possíveis investidores que possuem interesse, estabelecer um
método de precificação.

O Mercado Secundário a negociação dos títulos na bolsa de valores, no entanto


isso opera por meio de sociedades corretoras ou distribuidoras de títulos de
valores mobiliários e bancos.

6.3 Initial Public Offer – IPO

Initial Publi Offer ou IPO é o nome dado a abertura de capital de uma empresa
na bolsa.

DICA
O mercado de ações é um dos responsáveis pela criação
de um ciclo virtuoso as empresas, onde o dinheiro
adquirido pelas empresas é reinvestido nas empresas o
que posteriormente significará uma melhora na qualidade
de bens e serviços realizados e potenciação da
economia.

proeducacional.com
São requisitos mínimos para a abertura de capital um faturamento mínimo de
200 milhões de reais e 3 anos de demonstrações financeiras auditadas por uma
das bigfive (uma das cinco maiores empresas de auditorias que garantem a
credibilidade das informações prestadas).

6.4 Tipos de Ordem

Podemos oferecer três tipos de ordens citadas acima;

 A Ordem a Mercado é aquela que o investidor determina a quantidade do


ativo que deseja adquirir, o preço é determinado pelo momento da oferta
e é realizada imediatamente caso o investidor possua garantia para
compra ou venda e tenha uma outra oferta de compra e venda para
consolidar. Exemplo compra de lote de 1000 PETR3 , o preço será
determinado através das ofertas de venda disponíveis.

 A Ordem Limitada é aquela que o investidor determina um lance em seu


preço, sendo assim ela só é realizada quando há uma oferta de venda ou
compra de igual ou menor valor que o determinado pelo investidor. Ou
seja, se o investidor determinar a compra de 1000 PETR3 ao preço de
R$15,00 esta compra só será efetuada quando houver a disposição a
quantidade especifica a preço igual ou menor que o determinado pelo
investidor.

 Ordem Casada, são aquelas compostas por ordens de compra ou venda


que apenas podem ser cumpridas integral e simultaneamente, por
exemplo uma ordem de 1000 PETR3 a R$14,00 que só poderá ser
cumprida integralmente, vamos supor que o investidor fez a solicitação,
mas apenas houve o registro de ordem de venda de 500 PETR3 a este

proeducacional.com
preço e as demais a um preço maior. O investidor não poderá fazer a
compra de apenas 500 unidades tendo em vista que determinou a ordem
casada da compra.

É importante atentar as possíveis validades de ordem, que podem ser:

 Apenas válida para o dia, está ordem é chamada de validade ao dia.


 Validade até data especificada, esta ordem ficará disponível até dia
especifico e será cancelada na data determinada, sendo o período
máximo 30 dias.
 Validade até cancelar, ou seja, dentro do prazo máximo de 30 dias, a
ordem ficará vigente até que seja executado seu cancelamento.
 Validade Executa-se ou Cancela-se, executa-se o possível disponibilizado
no pregão em determinado momento e em seguida cancela-se o restante
que não foi executado.
 Validade Tudo ou Nada, a ordem é executada no momento de colocação
dela, ou executa-se o total disponibilizado ou cancela-se completamente.

Na bolsa de valores há dois tipos de mercado, mercado á vista de ações e


mercado fracionado de ações. No mercado a vista, o mais comum e com maior
liquidez, este o investidor utiliza o código do ativo e executa a compra do lote
determinado em bolsa e na compra fracionada o investidor pode adquirir uma
unidade do ativo. A compra fracionada possui menor liquidez e normalmente as
solicitação de compra e venda possuem um spread maior distanciamento do
preço de compra e venda.

6.5 Tipos de ações

Uma ação é a menor parte de uma empresa, no Brasil há cinco tipos de ações
sendo ON ordinárias e PN Preferenciais mais comuns.

proeducacional.com
Embora dois tipos de ações são as mais comuns 5 tipo de ações podem ser
comercializadas, são elas: ON ( ordinárias), PN ( preferenciais), Ação EX ( ação
é comercializada após o pagamento de dividendos, o valor da remuneração de
dividendos que ocorreria no dia especificado é subtraído do valor da ação), Ação
Nominativa ( São todas aquelas que são atreladas a um CPF, atualmente a
Bolsa exige que todas as ações sejam atreladas a um CPF em seu registro de
ações), Ações Escriturais ( São aquelas que são representadas pela posse de
um papel, e podem ser comercializadas pela sua posse e transmissão).

6.6 Dividendo e Bonificações

Segundo a lei das S.A uma empresa é obrigada ao pagamento de dividendos de


ao menos 25% dos lucros auferidos no período. Quando isso ocorre o dividendo
é liquido do IR, ou seja, o dividendo é pago considerando o lucro liquido e após
a dedução dos impostos. Outra forma de remuneração muito comum ao
acionista é o pagamento ao mesmo como Juros sobre o Capital Próprio(JCP), o
pagamento através do JCP é considerado uma despesa financeira e portanto
reduz do numerário que será tributado da empresa.

COMENTÁRIO
Embora no caso do JCP o acionista pague 15% de IR
sobre este valor ainda assim é economicamente
vantajoso sendo que as empresas pagam em média
25% de impostos.

Há também distinção entre o dividendo pago, ação preferencial possui direito a


receber dividendo ao menos 10% maior que a ação ordinária. Já a bonificação
não é de fato um recebimento financeiro, trata-se de um aumento no numero de

proeducacional.com
ações, normalmente isto ocorre quando há o aumento do capital social. Outro
benefício dado aos acionistas é a possibilidade de subscrição onde estes
possuem direito da compra de um numero de ações a valor já antes pré
estabelecido, sendo assim um desconto em relação ao preço praticado
atualmente no mercado. Quando ocorre a bonificação sem o aumento do capital
social o valor do total de ativos continua o mesmo, sendo que o preço se adequa
para o numero de ações.

6.7 Split e Inplit

O Split é o desdobramento de uma ação em um número maior de ações.


Normalmente ele é realizado com o objetivo de aumentar a liquidez, ou seja, é
mais fácil as pessoas comprarem um número maior de ações por um valor
menor permitindo uma maior pulverização no mercado. No caso do Inplit o efeito
é contrário e um número de ações é agrupado em tornando uma ação mais
valorizada, esta estratégia também é utilizada para determinar o volume nas
transações. É importante ressaltar que desdobramentos e grupamentos também
servem para opções e outros ativos que podem ser adquiridos em lotes.

6.8 Debentures

Um debenture é um título de crédito de empréstimo que tem como emissora a


própria empresa, elas podem ser adquiridas e comercializadas através da bolsa
de valores, mercadorias e futuros ou CETIP, hoje são agrupadas em um só
grupo de empresas chamado B3. Difere de um empréstimo conseguido no
banco porque a empresa não paga ao banco o spread bancário pela sua
intermediação, e é ela a responsável pelo pagamento conforme características
do título ao comprador.

Debenture pode ser emitida por sociedade anônima fechada ou aberta desde
que não instituição financeira.

proeducacional.com
6.9 Notas Promissórias

Basicamente, uma nota promissória (comercial paper) é uma promessa de


pagamento na qual o valor é pré especificado. Notas promissórias podem ser
emitidas por sociedades anônimas de capital fechado ou aberto. Denominada de
título cambiável em recurso financeiro. As notas promissórias podem ser
passadas a vista, a qualquer tempo ou com data de vencimento especifico.

6.10 Tag Along

O Tag Along é um direito do acionista minoritário onde garante o direito destes


de regresso e venda de suas ações por igual preço no caso de entrada de novo
controlador investidor, ou seja, quando a entrada de novo controlador ele deve
fazer prioritariamente oferta pública para a compra das ações minoritárias dos
investidores com direito a voto por 100% o valor da oferta da atual controladora
em níveis de governança novo mercado e nível 2 e apenas no nível em até 80%
do valor. Por ser o preço das ações vendidas por ao menos 80% dos preços das
ações que conferem o controle da companhia o tag along significa indiretamente
uma valorização de suas ações. Os acionistas controladores podem para dar
manutenção aos investidores realizar o pagamento da diferença entre o valor
pago nas ações pago a antiga controladora e o valor das ações no mercado.

6.11 Governança Corporativa

O sistema qual as empresas são dirigidas, organizadas, monitoradas e


incentivadas, envolvendo sócios, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e
demais stakeholders.

proeducacional.com
Desde o ano de 2000 que a Bovespa instituiu
COMENTÁRIO diferentes níveis de governança corporativa, o
investidor então passou a ter mais segurança sobre
regras claras que as companhias listadas estavam
obrigadas a seguir. As regras estabelecidas pela
Bovespa vão além da lei das sociedades Anônimas
trazendo maior rigor ao mercado.

Atualmente os níveis de Governança são Bovespa Mais, Bovespa Mais Nível


dois, Novo Mercado, Nível 2, Nível 1 e básico.

O nível Bovespa Mais, é necessário que o conselho de administração tenha no


mínimo 3 pessoas, 100% das ações ordinárias e 25% das ações em free float,
os demonstrativos financeiros devem ser conforme legislação, 100% das ações
com direito a Tag Along e a Adesão a câmera de arbitragem de mercado é
obrigatória, já a Bovespa Mais nível 2 mantem-se as mesmas características,
mas é permitido a emissão de ações preferenciais desde que estas também
possuam direito a Tag Along.

Novo mercado é o nível de governança que permite a emissão apenas de ações


ordinárias, as ações possuem direito a tag along, o free float é de no mínimo
25%, os demonstrativos financeiros todos devem seguir padrões internacionais.
Este nível de governança garante maior segurança ao investidor, no nível novo
mercado o conselho de administração deve conter no mínimo 5 membros e 20%
do conselho deve ser independente, presidente e principal diretor executivo deve
ter carência de no máximo 3 anos no cargo.

No nível 2 as características são as mesmas do novo mercado mas permite-se a


emissão de ações preferenciais, as ações possuem direito a tag along, o free
float é de no mínimo 25%, os demonstrativos financeiros todos devem seguir
padrões internacionais. Este nível de governança garante maior segurança ao

proeducacional.com
investidor, no nível novo mercado o conselho de administração deve conter no
mínimo 5 membros e 20% do conselho deve ser independente, presidente e
principal diretor executivo deve ter carência de no máximo 3 anos no cargo.

No nível 1 a adesão a câmera de arbitragem é facultativa, o conselho de


administração deve conter no mínimo 3 membros, o Tag Along abrange apenas
80% das ações ordinárias, os demonstrativos financeiros devem ser emitidos
conforme legislação. No nível básico não há regra para free float de no mínimo
25%, as demonstrações financeiras devem ser encaminhadas conforme a
legislação, não há regra para o conselho de administração e obrigatoriedade de
Tag Along é de apenas 80% das ações ordinárias conforme legislação.

6.12 IR e Renda Variável

O imposto de renda em operações no mercado a vista é de 15% devendo este


ser declarado pelo investidor. O investidor irá declarar a posse das ações junto a
receita e posteriormente a execução das vendas o lucro ou prejuízo. Se um
investidor em um mês movimentar apenas o equivalente a 20 mil reais, ele será
isento de imposto de renda e deve declarar o lucro no campo lucro isento de
tributação. As corretoras as quais o investidor tiver relação deverão recolher
para este o equivalente a 0,005% do imposto de renda, este valor é chamado de
imposto dedo duro, ou seja, ele sinaliza a receita federal que o investidor obteve
lucro e deve ser tributado. O prejuízo no mercado de ações pode ser debatido
do lucro em operações futuras, inclusive em outras modalidades de operação,
ressalvado as operações de daytrade nas quais lucro ou prejuízo poderão ser
utilizados apenas na dedução de operações de mesmo teor. O investidor deve
apurar seu investimento no mês, devendo recolher o IR até o último dia do mês
seguinte. Este DARF (Documento de Arrecadação da Receita Federal ) poderá
ser executado pelo programa do Sicalc da Receita Federal.

proeducacional.com
6.13 ADR e GDR

Conforme as empresas manifestam crescimento, cada vez mais elas buscam se


financiar, com projetos cada vez mais complexos estas empresas estão a cada
dia executando um esforço para romper as frontes dos países.

Quando um nativo de determinado país busca comprar uma ação de uma


empresa estrangeira este estará adquirindo uma GDR – Global Depositary
Receipts, ou seja, um título de posse de um banco de investimento ou
intermediador financeiro competente na legislação interna do país que terá
posse de ações de um país especifico, o acionista, terá posse deste título que
terá equivalência em direitos exatamente como uma ação local do país. No caso
dos Estados Unidos, por exemplo, são chamados ADRs- American Depositary
Receipts um título de posse de determinado banco de investimentos que
equivale as ações que o banco adquiriu no mercado brasileiro , por exemplo.
Com isso, as empresas Brasileiras conseguem acesso ao mercado interno
americano e o americano consegue acesso a compra de títulos e ativos
brasileiros que por possuir um risco maior, oferecem retornos compatíveis. Entre
os hábitos mais pertinentes em relação as ADRs está o acompanhamento da
percepção do mercado americano em relação as ações brasileiras, certa forma o
mercado americano é mais maturo em relação ao mercado de capitais e possui
importante influencia no Brasil. Assim acompanha-se movimentos e tendências.

6.14 BDR

O investidor brasileiro que possui interesse em realizar investimentos no


mercado internacional, pode através das Brazilian Depositary Receipts executar
a compra de títulos associados a ações custodiadas em diversos países do
globo.

6.15 Clearing House, CETIP, SELIC, CBLC

proeducacional.com
Este capitulo abordará sobre sistemas de liquidação e custódia, ou seja, como é
que os acordos firmados são gerenciados, liquidados, transferidos e
escriturados. As instituições supra citadas são as responsáveis pela execução
desta atividade. Os sistemas de liquidação e custódia são chamadas
genericamente de Clearing Houses, A Câmera de Ações ( Antiga CBLC) liquida
e executa as ordens no mercado a vista executado no mercado formal de ações,
ou seja na BMF&Bovespa. As Clearing Houses fazem parte do Sistema de
Pagamentos Brasileiro e compõem o Sistema de Liquidação e Custódia , CBLC,
CETIP e SELIC são os responsáveis em ordem pela liquidação das operações
realizadas na Bolsa de Valores, no Mercado de Balcão e o Mercado Financeiro.
O Sistema de Pagamentos Brasileiros conta com a Câmera de Ações liquida as
operações em ações, opções, também títulos de renda fixa, sendo eles
executados dentro do mercado privado; CIP que realiza operações de TED e
DOC e outras transferências eletrônicas; a COMPE para a compensação de
cheques e outros papéis; Câmera de Câmbio registra e liquida as operações em
moedas; Clearing de Derivativos liquida as operações realizadas com contratos
derivativos realizados na BMF&Bovespa e de derivativos no Mercado futuro.

CETIP: A CETIP é a Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos


Privados

Ela existe para registrar e executar a liquidação de todos os títulos


comercializados em balcão, trazendo maior confiabilidade ao sistema
executando liquidação de títulos públicos e privados, sendo títulos de renda fixa
privados, títulos públicos estaduais e municipais. Foi primeiramente idealizada
pela Anbima no ano de 2009 como uma entidade sem fins lucrativos e a
ambição de trazer maior transparência ao mercado financeiro interno brasileiro.
A CETIP foi muito importante para a organização do Sistema de Pagamentos
Brasileiros. As liquidações são realizadas através do Sistema de Transferência
de Reservas (STR) e as contas de liquidação são mantidas no BACEN, onde
cada banco tem obrigatoriedade da manutenção de uma e o saldo é ajustado
conforme os débitos e créditos correspondentes. De acordo com o horário de
liquidação a compensação pode ser realizada no mesmo dia ou próximo dia útil.

proeducacional.com
Alguns títulos liquidados pela CETIP: CDB, CDI, RDB, Debentures, Swap,
TED e DOCs..

SELIC – Sistema Especial de Liquidação e Custódia

Esta câmera é responsável pela liquidação e custódia de títulos públicos


federais, os títulos administrados pela SELIC são escriturais. Selic Meta
também é a taxa de remuneração base determina no COPOM para a
remuneração dos títulos públicos federais. É conhecida como a taxa básica da
economia ou taxa de risco soberano. Dado que um a falência de um país e algo
considerado impossível estes títulos não possuem risco de crédito. Todos os
títulos comercializados pelo Tesouro Nacional tanto comercializado pelos bancos
quanto de posse de investidores, são liquidados e custodiados por esta câmera
de compensação.

6.16 Bancos de títulos –BTC

A BTC- Banco de Títulos é uma câmera de compensação que registra


livremente o valor pactuado entre investidor e tomador. Comumente os títulos
são emprestados visto que alguns investidores realizam investimentos
considerando um prazo longo enquanto outros investidores desejam operar com
especulação ou executando transações de curto prazo que fornecem a estes
uma remuneração maior. Para possuir alavancagem nas operações estes
investidores que operam considerando curto prazo decidem por utilizar do
aluguel de ações. Os valores quanto a dividendos são pagos para o doador, no
entanto os direitos relativos a ação como por exemplo o direito de voto são
temporariamente direitos do tomador que das ações. O proprietário da ação é
chamado de doador e receber o juros pactuado intermediado pela

proeducacional.com
BMF&Bovespa e o tomador, quem aluga as ações, recebe a remuneração da
operação que realiza, podendo ser algo atrativo para ambas as partes.

6.17 Securitização de Recebíveis

A securitização é a conversão de ativos em títulos mobiliários passíveis de


negociação. Por ser mais barato e prático os Estados Unidos tiveram seu
modelo transformado , por exemplo nos EUA o mercado de securitização é 60%
maior que o PIB do país. Esta transformação no mercado permite que o papel
realizado pelos bancos seja gradativamente descentralizado. As Companhias
de Serviços Securitizadoras de Crédito e os primeiros FIDICs Fundos de
Investimento em Direitos Creditórios surgiram desde 2003 junto a
regulamentação para a securitização de títulos no país. O crescimento
internacional da securitização segundo a ANFAC é de 30% desde 1980. Sendo
assim um mercado em plena expansão que permite principalmente a retomada
de a um caixa positivo.

6.18 Clube de Investimentos

O clube de investimentos é semelhante a um fundo de investimentos, o


investidor torna-se um cotista, o clube deve ser administrado por sociedade
corretora, sociedade distribuidora, banco de investimento ou banco múltiplo. Um
clube de investimentos é uma forma de investimento coletivo que inclui desde 3
pessoas até o limite de 50 indivíduos. É opcional se a gestão será realizada
pelos próprios investidores ou por gestor qualificado e credenciado na CVM. O
clube de investimentos é focalizado em renda variável e é influenciado pela
valorização das cotas e associado a oscilação dos mercados de capitais. Ele é
um canal de acesso aos pequenos capitais e acessível ao investidor comum, é
possível diversificar a operação com custo de transações menores em função do
número de participantes.

proeducacional.com
6.19 IR em Clubes de Investimento

Os clubes de investimentos têm tido crescimento exponencial, sendo que já


supera 8 bilhões de investimentos. Deve-se atentar para a declaração deste
investimento no imposto de renda. Os clubes de investimento têm como fato
gerador o resgate das cotas, quando o clube de investimentos possui ao menos
67% de seu patrimônio alocado em ações a alíquota é de 15% devendo ser
recolhida pelo administrado em até 3 dias uteis após o resgate. Nos casos que
os clubes de investimentos não atendam ao requisito mínimo para ser
enquadrado como Clube de Investimentos em Ações o clube será tributado na
tabela regressiva da renda fixa, iniciando a tributação com 22,5% até seis meses
variando até 15% em prazo superior a dois anos.

proeducacional.com
Capítulo 7 - Mercado Financeiro

O mercado financeiro, segundo o economista Milton Friedman, é um dos fatores


mais importantes para o fortalecimento e consolidação de determinada
economia. É um mercado considerado aberto, ou seja, acontece pelo desejo
manifesto de compra e vendas e suas interações..

7.1 Mercado Financeiro

Por mercado financeiro entende-se todo o mercado que inclui mercado de


capitais, mercado de crédito, mercado de câmbio e mercado monetário. Toda a
interação entre compra e venda de títulos e valores entende-se como parte
deste mercado. É um termo genérico que define toda e qualquer movimentação
de ativos, como por exemplos, títulos, moedas e derivativos.

7.2 Títulos Públicos Federais

Títulos Públicos Federais (TPF) são aqueles provenientes do governo federal e


comercializados em diversos meios seja no seu lançamento através do tesouro
nacional, no mercado interbancário ou em outro. Normalmente os títulos públicos
federais são emitidos para financiamento da dívida pública e sua taxa referencial
é a Selic Meta. São características dos TPF serem de ordem escriturária e
necessariamente associados ao portador. Os TPF são livres de risco (risk free),

proeducacional.com
ou seja, não existe risco de crédito associado a eles, sendo o governo o
responsável pela produção de papel moeda e ele não incorre no risco de falta de
dinheiro para o pagamento (ou o risco de isso ocorrer é mínimo). Este conceito é
importante porque o valor de remuneração de TPF é comparável com qualquer
outro tipo de investimento que oferece nível de risco. Um título público ser de
renda fixa não significa que ele não possa sofrer oscilação no seu valor, no
entanto, a sua rentabilidade pode ser conhecida no momento da contratação.

IMPORTANTE
Quando por exemplo compra-se um título público com juros
pré-fixado, este título será valorizado no caso em que os juros
tenham uma queda, dado que os juros acordados no título em
questão estão maiores que os juros correntes. Essa e outras
oscilações são possíveis.

As compras de Títulos Públicos Federais são ideais quando se fala de


investimentos pré-determinados em longo prazo, também porque o imposto de
renda segue a tabela regressiva de títulos de renda fixa.

Atualmente existe uma parceria entre a BMF&Bovespa e o Tesouro Nacional,


que propicia uma plataforma online para compra e venda de títulos. É possível
realizar investimentos no Tesouro Direto a partir de R$30,00 pela plataforma
online do Tesouro Direto sendo algo acessível a um tipo bastante diverso de
investidores

Desde 2015 os Títulos Públicos Federais tiveram uma mudança na


nomenclatura de maneira que fique mais didático e próximo do entendimento do
público. Considera-se para o cálculo de um ano de um título público 252 dias
uteis.

proeducacional.com
 Pré-Fixado – Você já sabe a rentabilidade do seu investimento dado na
hora de sua compra. O valor da rentabilidade é determinado pela
diferença do valor do título no momento atual e em seu vencimento. São
estes:

LTN (Atualmente chamado Tesouro Prefixado) e NTN-F (Tesouro Pré-fixado


com Juros Semestrais)

 Pós-Fixado – O título tem sua rentabilidade associada a uma taxa da


economia ou juros que possui oscilação. O valor do título passa a
depender da variação do indexador escolhido como do deságio pago no
valor da compra. São estes:

NTN-B (Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) ; NTN-C ( Tesouro IGPM


com Juros Semestrais) ; LFT ( Tesouro Selic)

Para analisar títulos públicos federais é importante a compreensão de alguns


conceitos e terminologias. O valor futuro de um Título Público Federal é
chamado de valor de face e o valor presente ou o valor pago na data de
investimento é chamado de preço unitário (PU).

Quanto ao pagamento de um título este pode pagar uma remuneração periódica


ou apenas o pagamento do valor principal no vencimento:

 Cupom é a remuneração periódica paga pelo investimento, embora os


cupons são semestrais o juro é calculado de forma anual.

 Bullet é o título Público Federal que paga seus rendimentos apenas na


data de vencimento do título.

A taxa de Juros paga em um Título Público pode ser nominal, real ou prêmio:

 Nominal: a taxa de juros informada que não considera a inflação;

 Real: a taxa de juros fornecida, que se trata do rendimento acima da


inflação;

proeducacional.com
 Prêmio: está associado a um indexador que não a inflação e pode ter um
deságio que pode propiciar um ganho a mais para o investido.

É crucial a compreensão de como se dá a remuneração de um TPF, no entanto,


na prova é bastante solicitado o cálculo do PU (Preço Unitário). Quando
tratamos da rentabilidade de um título, estamos falando do quanto ele nos
pagará se ficarmos comprados nele até o seu vencimento. O PU é o preço do
TPF para comercialização em um momento especifico do tempo.

O PU (Preço Unitário) de um TPF é dado por:

( )

Cotação de acordo com Tesouro Nacional é o valor presente do TPF,


descontado pela taxa de juros informada ou pelo deságio.

Um dos componentes do preço de um título público é o VNA (Valor Nominal


Atualizado) é um valor índice que vem sendo atualizado conforme a variação
indexador do TPF. Será apresentado um exemplo para compreensão do cálculo
e dinâmica abaixo.

Tipos de Títulos Públicos Federais

 NTN-B Principal – Tesouro IPCA+


Possui um Juros fixo pré-determinado somado a variação do IPCA+

 LTN – Tesouro Pré-Fixado


Compõe o grupo de títulos prefixados do tesouro e possuem a taxa já pré-
definida no momento da contratação. Este título é vendido por um preço

proeducacional.com
que considera uma taxa para desconto e no seu vencimento remunerará
em R$1.000,00.

 LFT- Tesouro Selic


A LFT segue correção diária relacionada a Selic. A aposta neste caso é
que a Selic continue com aspecto de subida. O resgate dela ocorre
apenas no vencimento. Assemelha-se a uma poupança com prazo de
vencimento determinado e associado a Selic.

 NTN-B- Tesouro IPCA + com Juros Semestrais


Possui taxa de juros pré-determinada mais rendimento diário relacionado
a inflação. Possui pagamentos semestrais e desconto na data do
vencimento.

 NTN-F – Tesouro Prefixado com Juros Semestrais


Este título possui taxa pré-fixada previamente determinada no momento
da compra e pagamento de cupom semestral e o montante final na data
no vencimento.

Exemplo de cálculo de valor de TPF com variação da taxa de juros e revenda:

Temos dois TPF sem cupom, são eles: LTN e LFT . Sendo estes sem-cupom
eles são Bullets, ou seja, pagam o valor total da remuneração mais principal no
dia do vencimento.

Se formos calcular seu PU, ou seja, seu Valor Presente, podemos desconsiderar
o VNA neste momento.

A cotação de um TPF se dá pelo seu valor de face, descontado uma taxa de


juros. Um título público que paga 12,05% ao ano foi comercializado pelo valor
R$892,00 com vencimento para daqui um ano.

Valor de Face
para 1 ano

proeducacional.com
Suponha um momento posterior a compra no qual desejamos analisar o PU
deste TPF. Calcularemos o valor que este título está valendo neste momento
para comercialização, dá-se pelo valor de face, descontado uma taxa definida
normalmente no mercado secundário. Esta taxa comumente é a Selic que
permite analisar a base pela qual os demais títulos públicos estão sendo
analisados neste mesmo momento. A contagem de dias entre duas datas é
chamada de (DU) que significa quantos dias úteis para o vencimento e
proporcionalmente descontaremos desse valor a taxa de desconto do mercado.

𝑉𝑎𝑙𝑜𝑟 𝑑𝑒 𝐹𝑎𝑐𝑒
Cotação: 𝐷𝑈
(252)
(1+𝑇𝑎𝑥𝑎)

Suponha que com 180 dias (seis meses) nós decidamos pela venda antecipada
deste título e não mais pelo recebimento do valor de face no vencimento.
Teremos que comercializá-lo no mercado secundário. 180 dias representam 120
dias úteis, supomos agora apenas de maneira hipotética que a taxa de juros
esteja em 15% e não mais 12,05%. Sendo assim o comprador pagará um valor
menor para receber mil reais em um ano porque ele espera uma taxa de juros
maior. Faremos primeiro a conta de equivalência de tempo para determinar a
taxa equivalente a seis meses. Sabemos que utilizaremos uma taxa de 20% ao
ano e não mais 12,05%.

Conta para equivalência de tempo: DU/ n ou 120/252 = 0,4761

proeducacional.com
A taxa equivalente para 20% a.a para seis meses dá-se por:

( + )

Agora para sabermos o valor do PU de nosso título decorridos seis meses,


temos:

Valor de Face:

Nosso ganho de capital nesse caso por seis meses do título foi: Valor do PU
data de venda – Valor do PU data de compra. Sendo: R$ 916,84 – R$ 892,7 =
24,14

A remuneração recebida é de 2,7% visivelmente menor 5,5% valor equivalente


ao adquirido no título que seria de 12,05% no vencimento. Isto porque o
mercado apenas estaria disposto a pagar um valor menor pela compra do título
dado a atual da taxa de juros.

Valor de
Face para
6 meses

LTN – 010116 – Revenda – Mês


Junho

7.3 CDB – Certificado Depósitos Bancários

proeducacional.com
O banco necessita se capitalizar para a realização de operações de longo prazo,
sendo assim, ele necessita de instrumentos nos quais os superavitários possam
manter seu dinheiro investido junto ao banco por um prazo maior. O CDB-
Certificado de Depósito Bancário é um título que funciona da mesma forma que
uma poupança, no entanto com uma rentabilidade maior porque possui um
prazo de vencimento já determinado.

IMPORTANTE
Os CDBs podem ser pré-fixados, pós fixados ou ainda
associada a determinado índice da economia, no caso dos
pré-fixados, a sua rentabilidade é pré-determinada, podendo
ter resgate antecipado ou não.

Como título bancário principal ele é garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de
Crédito) no limite de até 250 mil por CPF.

7.4 RDB- Recibo de Depósito Bancário

Os Recibos de Depósito Bancário são muito semelhantes aos Certificados de


Depósitos Bancários, no entanto, estes são intransferíveis e inegociável,
podendo ser exercidos apenas na data do vencimento. Estes títulos podem ter
diversos prazos de vencimento, podendo ser de curto, médio e longo prazo. É
considerado um título de baixo risco, e também de baixo e médio retorno.

proeducacional.com
7.5 LC -Letra de Câmbio

Letra de cambio é um título de renda fixa no qual o investidor empresta um


dinheiro a uma instituição financeira, está por sua vez empresta a mesma letra
de cambio a um outro credor, recebendo dele juros e remuneração pelo risco.

7.6 Selic x CDI

A Selic determinada pelo COPOM (Comitê de Politicas Econômicas) é a taxa


meta que servirá como norteador para a remuneração que será paga pelos
títulos públicos federais. Estes títulos são títulos livres de risco e, portanto, fazem
parte da carteira de bancos e fundos de investimentos com o intuito de controlar
os riscos quais estes estão suscetíveis.

IMPORTANTE
Os bancos assim como as pessoas físicas, possuem contas,
estas são contas chamadas de contas reservas e são contas
localizadas no BACEN. No final do dia o saldo destas contas
deve cobrir o total de operações, pagamento e recebimentos
realizados naqueles dias. Nos casos em que os bancos
ficam deficitários, eles recorrem a empréstimos
interbancários, onde nestas operações podem ser lastreadas
com títulos públicos federais (TPF) ou com títulos privados

A média das operações compromissadas realizadas entre os bancos em um dia,


se lastreadas com TPF é chamada de Selic Over e quando lastreadas com
títulos privados é chamada de CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Estas
taxas são importantes porque elas são taxas referenciais para o rendimento de
diversos títulos de renda fixa que possuem seu rendimento pós fixado associado
a sua variação diretamente ou indiretamente para a comparação dos
rendimentos obtidos. Por exemplo alguns CDB (Certificado de Depósitos

proeducacional.com
Bancários) possuem variação indexada ao CDI, pagando uma taxa percentual
do CDI, por exemplo 115% CDI.

7.7 Letra Hipotecária

Hoje em dia Letras Hipotecárias são investimentos menos comuns do que foram
no passado. Possuem necessariamente garantia em bens imóveis como
primeiro grau. O prazo médio entre estes títulos é relativo, mas normalmente é
superior a 180 dias. É comum estes investimentos possuírem um mínimo para
entrada de R$20 mil reais. A sua rentabilidade pode ser pré-fixada ou pós
fixados, atrelada ao CDI, juros + Taxa Referencial, TJLP, ou outra. Estes títulos
possuem risco de crédito e no caso de inadimplência o investidor deverá acionar
a massa falida composta pelas garantias quais este possui direito. As letras
hipotecárias possuem o benefício de serem isentas de Imposto de Renda, como
possuem o prazo mínimo de 180 dias também não pagam IOF que incide
apenas nos primeiros 30 dias do investimento.

7.8 LF-Letra Financeira

Letras Financeiras são títulos de renda fixa que são oferecidos por instituições
financeiras com intuito de captação de recurso de longo prazo, o prazo mínimo
para a emissão de letras financeiras é de dois anos e seu valor nominal unitário
não pode ser inferior a 150.000 nos casos em que não constar cláusula de
subordinação, e 300.000 no caso em que houver cláusula de subordinação.

7.9 IR em Renda Fixa

proeducacional.com
O IR em renda fixa possui alíquota regressiva que funciona de maneira
semelhante aos fundos de investimentos. É importante atentar a detalhes
específicos relacionados ao imposto que incide nos Títulos Públicos Federais
que possuem o pagamento de juros semestral porque os juros neste caso paga
imposto de renda com tempo proporcional e também as peculiaridades
referentes as Letras Hipotecárias que são isentas de imposto de renda.

proeducacional.com
Capítulo 8 – Matemática Financeira

A relação da matemática com a lógica natural e elementar é de fácil


reconhecimento, com as decisões mais acertadas e com os planejamentos de
longo prazo mais eficazes. Matemática é a ciência mãe de todas as ciências e
permite ao ser humano a analise lógica que nos faz raciocinar sobre resultados.

8.1 Matemática Financeira

É necessário especificar:

 quais as demais variáveis que estão envolvidas no cálculo dos juros de


determinado período;
 qual o juros pago;
 qual o tempo ou a periodicidade que este valor é calculado.

O cálculo do juros utiliza uma taxa, que normalmente é percentual, sobre o


capital investido ou recebido.

( )

proeducacional.com
Outro tipo de nomenclatura que é importante entender é o VP (Valor Presente),
VF (Valor Futuro), i (Taxa de Juros), N (Número de Períodos).

Esta nomenclatura é utilizada tanto na calculadora financeira quanto no excel.


Na prova é necessário a compreensão não apenas da fórmula, mas que se
saiba calcular a capitalização de descapitalização, a taxa de juros, equivalência
de períodos, etc.

A fórmula básica financeira é:

( + )

A calculadora financeira deve ser utilizada inserindo os valores e em seguida


selecionando o que cada valor representa, ao clickar em uma variável sem o
input do valor ela calculará qual a variável solicitada.

8.2 Juros Simples e Juros Compostos

A fórmula matemática para esta relação é:

( + )

A relação matemática dos juros compostos é dado por:

( + )

proeducacional.com
8.3 Taxas Equivalentes

Quando consideramos a equivalência entre taxas estamos afirmando que


determinada taxa aplicada por um período equivale a mesma taxa dado a uma
periodicidade, maior ou menor.

Taxa equivalente nos juros simples:

( )

Taxa equivalente nos juros compostos:

Anual para mensal:

8.4 Contratos Bancários e Comerciais

Contrato é um instrumento do direito e que permite a agentes distintos da


sociedade civil a força de lei entre as partes. Estas leis ou geram direitos,
obrigações ou deveres entre as partes. No caso de contratos de empréstimo por
exemplo, um contrato gera o direito do pagamento de uma taxa especifica do
superavitário para o tomador e consequentemente obriga o tomador ao
pagamento de juros nominais, pactuado entre as partes. Este contrato gerará
dois tipos de pagamentos diversos: os juros e a amortização, que é o débito
sobre o capital devido. O contrato bancário pode seguir diversos tipos de
metodologia de cálculo, os mais comuns são o uso das tabelas PRICE e SAC.
Ambas possuem método diverso para cálculo das parcelas. Seu cálculo é
bastante simples, no entanto não será solicitado na prova.

proeducacional.com
DICA
É importante notar que sobre os contratos bancários
existe a taxa nominal do empréstimo que é através
dela que se determina os juros e existe a taxa
efetiva que é a taxa relacionando ao correto de
capitalização do empréstimo na operação, a taxa
final considera os demais custos do empréstimo bem
como qualquer outra taxa cobrada pelo banco como
o custo real da operação.

8.5 Fluxo de Caixa

Qualquer operação financeira gera entrada e saída de capitais, algumas vezes


ela ocorre com pagamentos e recebimentos fixos, mas na maioria das vezes há
entrada e saída de capital, bem como pagamentos e recebimentos diversos.

VOCÊ SABIA
O fluxo de caixa nada mais é que a soma algébrica
de cada recebimento e pagamento em dado período
pela quantidade de dinheiro recebida em cada
tempo.

8.6 Analise de Investimentos VPL, TIR e TMA

Para a análise de investimentos utilizamos a projeção de um fluxo futuro de


pagamentos. Este fluxo de pagamentos por sua vez vai gerar um fluxo de caixa.
O fluxo de caixa trata do recebimento de valores em tempos futuros e para
analisarmos estes valores comparativamente devemos descontar por uma

proeducacional.com
determinada taxa que comparada a uma taxa de atratividade de mercado
determinada, este fluxo de caixa terá ou não capacidade de geração de
benefícios.

8.7 VPL

O cálculo VPL traduz-se literalmente por valor presente líquido, dado fluxo de
caixa possui recebimentos e pagamentos no futuro, cada um deles possuí
implícito no seu valor a inflação do período e uma taxa de oportunidade onde o
capital poderia ser empregado de outra forma.

Para ilustrar algebricamente, vamos chamar o resultado de cada fluxo de caixa


de F:

+ + +
( + ) ( + ) ( + )

COMENTÁRIO
O cálculo do VPL no excel é bastante simples, a fórmula
utilizada é =VPL (taxa;fluxo de pagamentos).

Após selecionar a taxa utilizada que dela foi subtraído o crescimento dos
recursos, selecionamos o fluxo de pagamentos e recebimentos encontrados.
Considerado nosso investimento de R$100.000 receberíamos o equivalente a
R$195 mil reais de retorno positivo. Atenção, no caso da compra das quotas de

proeducacional.com
uma empresa calcularíamos também a perpetuidade do investimento, ou seja,
um recebimento constante por período considerado perpétuo.

COMENTÁRIO
O mesmo encontra-se na fórmula de Górdon e não
trataremos nesta análise de investimento visto o mais
utilizado no mercado ser o VPL como conceito ou a
fluxo de caixas finitos.

8.8 TIR

A taxa interna de retorno é a taxa ao qual descontado dado fluxo de caixa este
se a igualas a zero, equivale a dizer que dado um capital pago em das parcelas
e periodicidade a TIR é a remuneração obtida por este capital. Seu cálculo é
desenvolvido por tentativa e erro com certa aproximação e não iremos
aprofundar matematicamente seu desenvolvimento. Em Excel é possível utilizar
a ferramenta de dados e atingir meta e na calculadora financeira utiliza-se o IRR
para descobri-la. IRR ( Internal Rate of Return) é a tradução literal para o inglês
da TIR, utilizaremos a nomenclatura em inglês na calculadora HP12c e no excel
quando em língua estrangeira.

A TIR é analisada para comparar o valor possível de remuneração de diversos


investimentos e compreende-se aquele que possuí uma TIR maior como tendo
um maior retorno proporcional. Muitas vezes o investimento tem um teto, uma
maturação e diversos outros fatores para determinar sua real atratividade para o
investidor. Ainda assim, esta é de grande valia para comparação do máximo que
pode ser obtido deste capital.

proeducacional.com
COMENTÁRIO
No Excel a fórmula utilizada é bastante simples,
=TIR(seleção dos valores).

8.9 TMA

O investidor possuí vários outros investimentos, estes com remunerações e


riscos distintos para um projeto financeiro diferente. Para que o investidor
consiga resultados financeiros favoráveis, este deve alocar seu capital a dada
Taxa Média de Atratividade, ou seja qual a média ponderada dos retornos
obtidos pela soma dos investimentos atuais do investidor. Esta taxa define o
patamar mínimo de atratividade do investidor e deve ser utilizado taxa de
desconto maior que está de maneira que seja claro que assim haverá um
aumento da rentabilidade na aquisição deste título. Quanto a taxa de desconto
utilizada é maior que TMA do investidor podemos presumir que o investimento
lhe paga ao menos o que ele já possui de possibilidades de alocação de seu
capital.

proeducacional.com
Capítulo 9 – Derivativos

9.1 Derivativos

9.2 Mercado Futuro

O mercado futuro é o mercado que trabalha com a comercialização de produtos


em um momento futuro, o preço como já falado é acordado antecipadamente
entre as partes e determinado em contrato.

Estes contratos podem ser comercializados não apenas por quem quer fixar o
preço futuro em dado patamar combinado anteriormente (hedge), mas também
para aqueles que esperam formação de lucro na variação futura.

9.3 Mercado a Termo

O Mercado a Termo é aquele ao qual o comprador e o vendedor executam o


negócio com base em um contrato , este contrato pode dar origem a um título e
ser registrado na CETIP (hoje também parte da B3), ou ser somente entre as
partes, de qualquer forma a principal diferença é quanto a sua liquidação, onde
ela ocorrerá apenas no dia de seu vencimento onde o vendedor pagará o preço
estabelecido no contrato e o comprador pagará o valor equivalente ao número
de mercadorias compradas ou entregará a quantidade de produtos
estabelecidos.

proeducacional.com
IMPORTANTE
Enquanto na BMF&Bovespa os contratos são padronizados
em quantidade, valor de mercado, etc, um contrato a termo
como é feito entre as partes pode ter características diversas.
Cabe ressaltar que um contrato a termo tem menos liquidez
enquanto o contrato futuro, realizado na bolsa pode ser
vendido e comprado a qualquer momento.

9.4 Mercado de Opções

Uma opção é um direito de compra ou venda de uma ação por um preço


acordado em uma data futura. Aquele que vende uma opção é chamado de
lançador e aquele que compra é chamado de comprador.

IMPORTANTE
A opção que dá direito ao comprador de compra de uma
ação por um preço pré-estabelecido é chamada de Call e
aquela que dá direito comprador de venda de uma
determinada ação por um preço determinado é chamada
de Put.

A nomenclatura de uma opção normalmente é a combinação do nome da ação


mais uma letra que simboliza seu vencimento.

9.5 SWAP

proeducacional.com
SWAP são contratos que trocam um risco ou rentabilidade associada a um
indexador para que seja trocado por outro indexador.

9.6 Repasse nos negócios

Repasse é como é chamado a remuneração do Agente Autônomo de


Investimentos, para cada transação realizada por um cliente trazido pelo AAI
este receberá uma porcentagem da taxa de corretagem. Ou seja, independente
de ganho ou perda por parte do cliente, quando este compra ou vende uma
opção, ação, swap, derivativo haverá uma porcentagem de remuneração. Esta
porcentagem é acordada entre a corretora e o Agente Autônomo de
Investimentos e varia de 15% até 50% da taxa de corretagem.

proeducacional.com
10 Gestão de Riscos

Quando nós falamos do universo de investimentos financeiros e em capital nós


imediatamente pensamos no retorno pelo sacrifício de acumular o patrimônio e
adiar o prazer de consumo. Quando falamos em poupar lembramos
imediatamente do acréscimo de segurança que temos em função da poupança
acumulada ou do capital investido. Ocorre que no mercado financeiro a
remuneração do capital se dá pelo empréstimo, compra de ativo ou de
derivativo, todas essas atividades econômicas possuem uma rentabilidade
variada. Por exemplo, os CDB (Certificados de Depósitos Bancários) ainda que
com o acréscimo de juros estipulado de maneira fixa possuiria a probabilidade
de que algo ocorra com aquele banco e a remuneração não seja paga. Há
vários tipos de riscos associados aos ativos financeiros, por exemplo em um
título de renda variável, o risco será associado ao diferencial ou a mudança do
valor daquele ativo ao longo do tempo.

10.1 Gestão de Riscos

No mercado de renda variável, onde os preços podem oscilar, podemos notar


uma variação temporalizada de cada investimento, por exemplo o preço de uma
ação e sua variação. Através de medidas estatísticas podemos representar o
quanto ela varia sendo tanto para alta como para baixa. Risco não
necessariamente significa algo ruim ou prejuízo. Significa o nível de oscilação
que um ativo está sujeito. Sendo assim, além de pensar em qual rentabilidade
desejamos em cada investimento também devemos notar também como
distribuir nosso capital relacionando aos riscos que estamos dispostos a correr.

proeducacional.com
10.2 Tipos de Riscos

Há três tipos básicos de risco no mercado financeiro. São estes, risco de crédito,
risco de liquidez e risco de mercado.

Risco de Crédito

Relaciona-se a esse risco a solidez da empresa, a credibilidade e preocupação


da empresa na manutenção. Títulos bancários possuem a garantia do FGC (
Fundo Garantidor de Crédito) até o limite de R$250,000.00 por CPF.
Investimentos bancários até esta quantia são garantidos por este fundo. Embora
seja sabido que o fundo possui recurso para pagamento apenas na
inadimplência total de uma instituição, caso mais de dois bancos quebrassem, o
FGC não teria recursos para quitar as obrigações.

Risco de Liquidez

risco de liquidez é o quanto de tempo que irá demorar para conseguirmos


resgatar nosso dinheiro, recebe-lo seja de um empréstimo ou de um título que
vendemos ou descontamos.

Risco de Mercado

O risco de mercado relaciona-se especificamente a variabilidade do preço,


definido pelas expectativas e capacidade do mercado de pagar a mais ou a
menos, de maneira a valorizar ou desvalorizar nosso ativo.

10.3 Conceitos e Diversificação

Vamos dividir os conceitos relacionados a risco, partindo pelos mais simples, ou


seja, aqueles que são mais essenciais de serem compreendidos.

Volatilidade - a volatilidade de um ativo é dada pelo desvio padrão da variação


deste por determinado período em uma série. É uma importante medida de
dispersão estatística pois infere o quanto este ativo oscila em relação à média da

proeducacional.com
rentabilidade deste. Uma alta volatilidade significa um ativo com bastante risco
de mercado.

VP – tal como em matemática financeira, este é o valor justo do ativo no tempo


presente, ou seja, descontando a taxa de remuneração de um ativo o quanto ele
valeria no período atual. Também representa o total de capital que será
investido.

Parcelas - No caso dos ativos de renda fixa, o recebimento de parcelas


minimiza o risco de determinado ativo, as parcelas são os recebimentos que
acontecem entre o período de vencimento no decorrer deste tempo.

Períodos – É o número de períodos que será capitalizado ou descapitalizado


um investimento. Sendo este relativo ao pagamento de juros ou apenas a
distintos momentos no tempo.

Retorno – é a razão do total investido que será pago em determinado período.

Índice de Sharp – Razão entre o retorno esperado de certo ativo em função de


sua volatilidade ou risco.

Cada ativo é relacionado a um tipo de risco diferente e sua oscilação agrega


inúmeros fatores diferentes relacionados a setores econômicos, economia de
países e eventos distintos que exercem resultados diferentes em cada um deles.
Assim, quando tomamos que um ativo está em queda devido a um evento
qualquer na economia, pode ocorrer que outro ativo esteja alta neste mesmo
momento e por um outro motivo.

IMPORTANTE
A correlação é a existência ou não de significância
estatística na relação entre a variação de mais de um
ativo. Quando pensamos em montar uma carteira de
ativos, procuramos diversificar os ativos que temos, de
forma que todos eles não sofram simultaneamente
influência negativa ou positiva em decorrência de um
proeducacional.com
único evento.
O raciocínio de como diversificar uma carteira de investimentos perpassa não
apenas pelo risco de mercado, a valorização e desvalorização existente em
certo ativo mas deve passar também e principalmente pela sua liquidez e
quando necessitará de capital, como também pelo risco de crédito a certeza de
ocorrência do recebimento do dinheiro no momento que ele se fizer necessário.
Isto tudo combinado, planejamento, uma boa análise de risco e retorno, é certo
que terá um bom resultado investindo.

10.4 Gerenciamento de Riscos

O bom gerenciamento do risco perpassa pela compreensão da real necessidade


que envolve os investimentos que estão sendo realizados, como também pela
compreensão dos ativos e composição de uma boa carteira. Quando analisados
diversos títulos de risco, com retorno variável e correlações distintas, modelos
matemáticos que realizam matrizes em função da correlação são comumente
utilizados para avaliação do risco da carteira. Um dos modelos mais comuns é o
modelo de Markovich e para avaliação do ativo o modelo conhecido
popularmente como o modelo CAPM.

10.5 Modelos de Gerenciamento

A teoria pós-moderna de finanças define que o investidor trabalha com


expectativas racionais nas quais direcionam a busca pelo maior retorno com o
menor risco. Dado isso é analisado prioritariamente a correlação do risco do
ativo em relação ao risco do mercado, este risco é teorizado como o risco

proeducacional.com
sistêmico e quanto maior o risco sistêmico menor o valor do ativo. Na busca pelo
retorno ideal, dado que os retornos possuem medidas de retorno esperada e
probabilidade de ocorrência é realizado a inferência da frequência, a medida de
tendência central é considerada o retorno esperado de cada ativo para tanto é
normalizado o cálculo dos retornos de forma a conseguir estabelecer um
intervalo de probabilidades esperada. Posterior a isso é utilizado o modelo de
Markovitch que analisa a correlação do risco encontrada em cada ativo,
determinando a composição ideal para que a composição da carteira como um
todo tenha o menor risco possível. É analisado prioritariamente uma avaliação
em três passos, primeiro a avaliação do ativo, segundo é analisado a interação
dos riscos e por último o ponto de menor risco dado os ativos da carteira em
concentrações especificas em cada um deles.

10.6 Duration

Quando realizamos um investimento, o realizamos em valor presente, embora


quando o recebemos em um valor futuro uma parte desse montante seja
remuneração dos juros o valor recebido em cada tempo fora os juros deve ser
equivalente ao valor presente.

VF= VP + Juros ou Montante é equivalente a soma do Capital ou Valor Presente


mais o Pagamento de juros. Se nós trouxermos cada parcela de recebimento de
um investimento especifico ao valor presente e analisarmos o tempo para que
este valor seja restituído, ou seja, a média ponderada das parcelas trazidas a
valor presente teremos a duration, isso é a média ponderada dos valores
presentes das parcelas recebidas em cada período que acumulados amortizam
o valor presente do investimento. Como este tempo varia e é importante para a
inferência de risco de liquidez, a duration é especialmente importante quando na
análise da comparação de títulos de renda fixa que remuneram de maneira
diferenciada.

10.7 Tuneis de Negociação

Quando atuamos com renda variável grande parte das negociações são
realizadas através do Homebroker na B3. Ocorre que em meio as negociações a

proeducacional.com
B3 realiza um túnel de negociação, ou seja, um cálculo de intervalo de
negociações que serão aceitas ou rejeitadas de forma que este algoritmo
controla para que não haja oscilações muito bruscas de mercado. O túnel é
estabelecido através da exposição de um preço médio e mínimo e cálculo de
uma formula matemática que aceita ou rejeita a ordem. Assim parte dos riscos
no mercado são controlados, não havendo, no entanto, limites para a oscilação
de um ativo ao longo de um tempo ou que se relacione a mudanças estruturais
que de fato alterem o valor do ativo quer aumentando ou diminuindo este.

proeducacional.com