Você está na página 1de 2

"Hora de Aventura" chega à 6ª

temporada conquistando crianças


e adultos
James Cimino
Do UOL, em São Paulo 12/08/2014 07h00

Compartilhe
H o n 72 m 14 J Imprimir F Comunicar erro

Trufas sabor tutti-frutti que explodem na boca; bonecos e máscaras de personagens;


coleção de roupas de uma famosa loja de departamentos brasileira. O mundo de Jake
e seu amigo Finn, a dupla protagonista do desenho "Hora de Aventura", cuja sexta
temporada chegou neste mês ao canal pago Cartoon Network, conquistou o Brasil e o
mundo.

Inicialmente escrito para crianças, a animação conta a história de um menino de 12


anos (Finn) que vive na Terra de Ooo com seu fiel companheiro, o cão amarelo Jake,
que adquire qualquer forma que quiser. Com eles também vive um game boy, BMO,
que além de ser seu amigo, tem várias funções como videogame, despertador, leitor
de música, luz estroboscópica etc.

Divulgação/Divulgação/Cartoon Netw ork Juntos eles se envolvem em grandes aventuras e


protegem este mundo pós-apocalíptico povoado
por doces, uma vampira roqueira (Marceline), um
rei malvado que adora colecionar princesas (Rei
Gelado) e princesas de todo o tipo, como a
princesa Jujuba, uma cientista que governa o Reino
Doce, e sua melhor amiga: a estranha princesa
Caroço, que tem voz de homem e se acha a mais
irresistível das criaturas.

As características contraditórias destes


personagens e suas relações afetivas e sociais,
que sempre destacam a diversidade das criaturas,
também têm conquistado adolescentes e adultos.
Em um dos episódios, BMO se apaixona por uma
Em episódio de "Hora de
Aventura", a princesa Jujuba bolha de ar.
cheira a camiseta da vampira
Marceline; há indícios de uma Em outro, chamado "Princesa Biscoito", é contada
paixão platônica entre as duas a história de um cookie que cresce revoltado
porque queria ser uma princesa. Muitos fãs
discutiram em fóruns da internet se o desenho estaria discutindo a transexualidade.
No entanto, em entrevista ao UOL, o coprodutor executivo da série Adam Muto disse
que seria "limitador" dizer que o episódio trata de transgêneros e que o desenho não
foi pensado para falar especificamente sobre diversidade.

"O episódio [da princesa Biscoito] é mais sobre a predeterminação de papéis e do


poder dos nomes que são dados às coisas. Mas eu não acho que 'Hora de Aventura'
tenha sido pensado com esse subtexto, embora ele seja inevitável, já que o programa
é cheio de personagens de raças, reinos e criaturas diferentes tentando conviver."

Sobre o sucesso que o desenho faz entre adultos, Muto disse que isso se deve ao fato
de que o programa usa muitos arquétipos de forma distorcida, de forma a criar uma
atmosfera estranha e pessoal. "Tentamos fazer algo que seja divertido, único e que se
ressoe com o maior número de pessoas. No entanto, é necessário dizer que este
programa é feito para crianças um pouco crescidas, já que aqui nos EUA ele recebe
classificação indicativa de supervisão parental."

Inspirações e novidades

Durante a entrevista, o coprodutor executivo da série contou que a nova temporada irá
contar alguns fatos ocorridos na Terra de Ooo antes da Grande Guerra dos
Cogumelos (na internet especula-se que a Guerra dos Cogumelos é uma alusão dos
autores a uma guerra nuclear).

Divulgação/Cartoon Netw ork

No episódio "Princesa Biscoito", de "Hora de Aventura", um cookie se lamenta com


Jake por não o deixarem ser uma princesa

"Achamos difícil falar dos eventos antes da Grande Guerra dos Cogumelos sem nos
aventurarmos por um território sombrio, mas para a sexta temporada estamos
trabalhando em um episódio sobre isso que nos deixou bem animados", conta.

Muto diz ainda sobre a origem dos personagens principais da série. Finn, por
exemplo, é baseado nas "aspirações heroicas" do criador da série, Pendleton Ward,
quando era criança. Já o cão Jake é inspirado no personagem de Bill Murray no filme
"Almôndegas".

"O que é interessante é a forma inesperada com que os personagens têm se


desenvolvido desde a primeira temporada. A princesa Jujuba começou a série como
uma líder amada e perfeita do Reino Doce. Ultimamente, contudo, ela tem se tornado
muito mais autoritária e fez algumas escolhas questionáveis. O Rei Gelado, por outro
lado, começou a série como uma espécie de vilão de série estranho e solitário. Na
quinta temporada, sabemos que ele tem toda essa outra trágica persona heroica, da
qual ele nem se lembra devido à maldição de sua coroa. Isso é algo que não poderia
ter sido efetivamente previsto no início da série."

© 1996-2014 UOL - O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Hospedagem: UOL Host

Interesses relacionados