Você está na página 1de 1

PAU LO F I N U R A S

Em quem confiamos?
PAULO FINURAS é Doutorado em Ciência Política (ULHT), Pós-graduado em Gestão
Global e Política Internacional e Licenciado em Sociologia (ISCTE-IUL). É atualmente
investigador no CICPRIS (Centro de Investigação em Ciência Política, Relações Interna-
cionais e Segurança) da Faculdade de Ciências Sociais da ULHT. Acumula a atividade de
formação e consultoria internacional (CEGOC) com a docência universitária. Representa
o Hofstede Centre (Finlândia), como Accredited Lecturer para Portugal e África Lusófona.
E autor dos livros, Gestão Internacional e RH (1999), Gestão Intercultural na Era da Globali-
zação (3ª ed., 2011), Humanus: pessoas iguais, culturas diferentes (2ª ed., 2012) e O Dilema
da Confiança (2013). As suas linhas de investigação versam a ciência política evolucio-
nista, a psicossociologia e a antropologia intercultural.

A confiança e, sobretudo, a sua ausência estão na ordem do dia e são vários os


estudos que apontam para o seu declínio generalizado. Contudo, há culturas que
revelam índices de confiança social elevados.
• Por que razão haverá sociedades mais confiantes do que outras?
• Será que há uma disposição para se confiar mais numas culturas do que noutras?
• Que influências podem ter os valores culturais na confiança dos cidadãos?
• Será a desconfiança um «imposto invisível» que retarda o desenvolvimento
Em quem confiamos?
económico e social das nações?
Valores culturais

Valores culturais e (des)confiança nas instituições


• Que relação existe entre a crescente falta de confiança nas instituições polí-
ticas e o crime e a corrupção?
• Fortes desigualdades na distribuição da riqueza e nos rendimentos podem e (des)confiança nas instituições
rasgar o tecido social de uma nação, ou seja, abalar e erodir o sentimento
nacional de propósito e identidade comuns?

Este livro de Paulo Finuras aborda todas estas questões e outras relacionadas
com a influência da cultura nacional na confiança institucional. Passando para a
prática, e apoiando-se nos resultados de uma sondagem sobre a confiança dos
cidadãos nas suas principais instituições, o autor caracteriza, numa investigação
comparada em quatro países lusófonos (Angola, Cabo Verde, Moçambique e
Portugal), o «software mental coletivo» destas quatro culturas nacionais.
Esta obra é leitura recomendada para estudantes, investigadores, profissionais Confiança e valores culturais em
das áreas das Ciências Sociais, empresários, quadros organizacionais, políticos e
todos aqueles que se interessem pelos grandes temas da atualidade, onde a Con-
Angola, Cabo Verde, Moçambique e Portugal
fiança se insere cada vez mais como «aquela coisa» que pode mudar «todas as
coisas»!

Em quem confiamos? ISBN 978-972-618-753-0

Valores culturais
e (des)confiança nas instituições 9 789726 187530
476 EDIÇÕES SÍLABO