Você está na página 1de 86

LIVRO: SEM ESCOLHAS

AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

A Farsa das Escolhas


A ANTINOMIA DO LIVRE ARBITRIO

1
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

Prólogo
Você consegue parar de pensar por
um minuto?Exagerei?Então você
consegue visualizar apenas em preto e
branco?Também não?Vamos com calma,
você manda ou não manda em você?
Talvez você esteja duvidando, e isso é
bom.
Há mais de 2000 anos nascia à
filosofia, a arte de duvidar, entre os seus
inventores estavam Pitágoras e Tales de
Mileto, este, fundador da escola Jônica,
mas o seu pai foi Sócrates (pai é o que
cria não o que faz (INVENTA)) que
possuía um formidável dom de oratória,
se dava muito bem com a dialética, mas
não com as palavras e por isso não
deixou nada escrito, o que se tem hoje
sobre a filosofia Socrática vem de seus
discípulos, principalmente Platão. O
cristianismo nascera em anos não tão
distantes, com o nascimento e morte de
Cristo, Jesus de acordo com a Bíblia
Sagrada é o filho de Deus, talvez por isso
Jesus fosse tão importante, para o povo
Judeu, Jesus falava muito bem, sua
sabedoria parecia infinita, assim como
sua compaixão pelos aflitos, por ser tão
importante Jesus não tinha tempo para
escrever ou simplesmente não via

2
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

necessidade e por isso também não


deixou uma só palavra escrita, o que
lemos na Bíblia sagrada são fatos
narrados por seus discípulos.
Mas o que surpreende nestes dois
“FILÓSOFOS” é que eles conseguiram por
meio de suas mentes algo extraordinário
para os limites da comunicação de sua
época, eles conseguiram imputar suas
ideologias apenas com o poder da mente
agregada a uma boa comunicação, é
surpreendente o poder e a precisão da
mente humana, o cérebro do homem é
dotado de consideravelmente maior
potencial do que se consegue atingir no
curso de vida de uma pessoa, também se
tem declarado que o cérebro humano
poderia assumir qualquer carga de
aprendizagem e de memorização que se
colocasse sobre ele agora, e um bilhão
de vezes mais1! E isso não é o limite, há
16 anos um russo chamado Garry
Kasparov2, derrotou o computador da
IBM, Deep Blue, que trazia em seu banco
de dados 700 mil partidas além de 256
co-processadores, capazes de analisar
aproximadamente 200 milhões de
posições por segundo. 3

Diferente de qualquer
organismo, a mente consegue adaptar-se

3
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

rapidamente a qualquer situação, seja


uma mentira, ou simular uma paixão, O
cérebro humano é tão poderoso que nós
podemos até curar usando apenas ele,
Pesquisas conduzidas por Herbert
Benson, da Universidade Harvard
mostram que, em média, 60% a 90% das
consultas médicas que envolvem
doenças relacionadas com o estresse,
incluindo hipertensão, infertilidade,
insônia e problemas cardiovasculares
poderiam ser minimizados, caso as
pessoas usassem sua capacidade
4
mental . A cada segundo o cérebro
processa 100 milhões de mensagens5. De
acordo com a bíblia (MT 12:34)Deus diz
que a mente governa todas as nossa
ações, Benny Hinn um dos maiores
fomentadores do movimento protestante
afirma em seu livro Bom dia espírito
santo que Deus quer nos controlar por
meio da nossa mente e Satanás quer
controlar nossa mente por meio de
nossas ações6, de qualquer forma, ambos
querem chegar a fonte do poder que é o
cérebro, diferente de qualquer outro
pensamento, não é fisicamente que
aparece a maior diferença entre um ser
humano e um animal ,o diferencial é o
simples fato que de que o ser humano

4
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

raciocina, no mais, temos unhas como


eles, pêlo, olhos, dentes, a lista seria
enorme, o numero de neurônios é de 30 a
100 bilhões (maior que o número de
estrelas da via láctea)7 a enciclopédia
britânica declara que o cérebro do
homem “é dotado de maior potencial do
que se consegue atingir no curso da vida
de uma pessoa8.em um século marcado
pela corrida tecnológica, soa a pergunta,
a mente está ligada ao corpo?ou o corpo
será apenas um hospedeiro.

CAPÍTULO OITO
Introdução

5
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

A pergunta mais feita desde a


fundação do universo é, de onde viemos?
Para onde vamos? Jamais obteremos uma
resposta absoluta a essa pergunta, isso
por que do ponto de vista Cientifico não
passamos de uma escala evolutiva,
filosoficamente falando não estamos
interessados pra onde vamos e nem de
onde viemos mais sim quem somos
metafisicamente é claro, e do ponto de
vista religioso ela simplesmente não
explica ela imputa por dogmas as
interpretações “inspiradas” e seus
adeptos devem aceita-las ainda que não
acreditem?Charles Darwin autor do Livro
A origem das Espécies e criador da Teoria
da Evolução, era casado com uma mulher
extremamente religiosa que temia ao
lembrar que o marido levantava questões
que deturpavam a autoridade de Deus,
mas de acordo com alguns historiadores

6
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

Darwin acreditava em Deus, mas a


questão é acreditar é o mesmo que ter
certeza?Acreditar é uma impotência, ter
certeza é uma prepotência.
Será que Darwin, apenas não seguia
as superstições que tanto perseguem o
ser humano?Como um cientista que
levanta dúvida sobre Deus poderia
acreditar no mesmo?As superstições sem
dúvida nenhuma é o senhor feudal da
humanidade, crenças, religiões, grupos e
sociedades secretas ao longo da história
da raça humana tem nos tornado
escravos de algo que herdamos de
nossos antepassados, uma guerra
travada há séculos, que esta longe de
apontar um vencedor é a guerra entre a
religião e a ciência, obviamente
levaremos em conta que há tempos atrás
a ciência fazia parte da Filosofia então
daremos destaque na Filosofia
Cientifica,será que tudo que vivemos e
sentimos são apenas obras da nossa
mente?
A mente consegue criar prisões como
a história da prisão de Guantánamo em
Cuba, impossível sair! Existe uma
explicação para que Guantánamo nunca
sofresse uma fuga de prisioneiros, diz tal
história que em cada cela havia uma

7
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

caixa de som, que repetia dia e noite, é


impossível sair, qualquer tentativa será
inútil, é impossível sair, qualquer
tentativa será inútil, isso se repetindo
dia e noite setes dias por semana, com
isso a mente dos prisioneiros aceitou
esse fato, a nossa mente é algo
devastador e inexplicável quando nos
sentimos só queremos companhia, mas
não qualquer companhia tem que ser
especifica, mas quando queremos ficar
só então a especificidade se torna
apenas um adjetivo qualquer, a mente
consegue encabular-nos, em
determinados momentos estamos
rodeados de pessoas, mas pensamos em
outra, optamos muitas vezes pela
solidão, enquanto muitos a querem
deixar, outros buscam com muito esforço
o mundo da angustia e da escuridão,
será que ele existe?A depressão é a
escada rolante e a maneira mais rápida
de se chegar a estes “mundos”, não há
como escapar, quando se está diante de
tal e movidos por desejos. Não há como
fugir deste dilema, e os desejos são o
simples fato de possuir, veja uma criança
os seus olhos brilham quando observa o
brinquedo que tanto sonhou que tanto
desejou, sonhos são desejos reprimidos

8
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

não conquistados, mas quando a criança


obtém então o desejo se torna algo
comum, e outro desejo o persegue
novamente, procuramos saciar-nos
demasiadamente a nossa gula, não
importando a causa e o efeito, matamos
para provar que somos fortes, alguns
cometem pedofilia para sustentar a sua
doença pelo sexo, outros se drogam
procurando alucinações, o que dizer de
“MÃES” que vendem e prostituem os
próprios filhos, buscando fugir de
responsabilidades, religiões que tornam
o homem um coitado dependente de um
Deus que nem mesmo pede tal flagelo, a
lista é exorbitante o fato é que o ser
humano, ainda quer ser o superior,
mortes acontecem e a sociedade aceita
como se a folha de uma árvore caísse,
mentes despreocupadas? Ou não
preocupadas com o próximo?Certa vez
Jesus disse; ama o teu próximo como a ti
mesmo. (MT 22;39), no mundo atual
essas palavras são como um banheiro
público,simplesmente ninguém dá
valor,ninguém sabe o que é o amor,falam
de um amor teórico ,não sabem a
diferença,esse amor que Jesus citou não
é o Eros da qual se deriva a palavra
erótico,ou atração sexual, nem storgé

9
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

que é afeição,muito menos philos que


quer dizer fraternidade,mas o AMOR
superior, esse sim o amor ágape um amor
incondicional,sem exigir nada em troca,o
amor de um Deus todo poderoso mas que
ama criaturas desprezíveis como eu e
você,nossa mente é sagaz é um juiz que
quer sentenciar não se importando com o
caso ou com o réu o que importa é a
sentença,esperamos Anos, décadas para
sorrir Diante de um inimigo que acabou
de perder, essa é a mente humana
medíocre e dizem que nós raciocinamos,
nós desejamos simplesmente isso,
desejamos que nossos inimigos se
explodam, que o ônibus não passe para
não ir ao trabalho ou mesmo ficar rico
para nunca trabalhar,desejamos receber
mais e produzir menos ou até
nada,desejamos várias e variadas coisas
mesmo sem necessidade o fato é que
temos que saciar o nosso desejo.esse é o
nosso desejo que se satisfaça os nossos
desejos pensamos somente no Eu. E não
venha com compaixão, pois essa palavra
é apenas teórica, esse conto de fadas de
“Coitadinho, vamos ajudar” você ajuda
por que gosta ou por que quer?Ou por
que sente pena? Ou por que tem medo
de Deus?Ou será que você tem amor?O

10
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

máximo que você pode ter é o amor de


Deus, pois nós seres humanos pecadores
em hipótese alguma podemos produzir
amor, e se o amor vem de Deus, a
seguinte teoria é levantada, então só os
que o servem possuem o amor, então
como um traficante rouba para ajudar
aos pobres, será que o traficante é servo
de Deus?

CAPÍTULO C,IS
A verdade sobre os Homens

11
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

Era sexta-feira chovia muito, a


meteorologia havia previsto um dia
perfeito. Com sol durante o dia inteiro.
Ele havia parado para pensar, mas como
parar? Se sua mente não parava de
atormentá-lo com os pensamentos do dia
anterior, um sentimento de culpa invadia
sua mente, enquanto outro o inocentava,
a voz já não era mais ouvida, o cheiro de
fumo invadia o seu quarto, aquele cheiro
entorpecente e tão envolto de misturas
entrava pela porta de seu quarto, ainda
que a mesma estivesse fechada as
frestas eram suficientes, sua mãe
fumava a mais de 20 anos, seria
absolutamente normal o seu corpo
absorver com extrema naturalidade os
efeitos do cigarro. Tão rápido quanto à

12
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

fumaça, foi o discernimento de Friedrich


de que a fumaça estava o incomodando,
aquela voz sussurrou tenebrosamente!
Friedrich conhecera aquela voz e
imediatamente respondeu:
-Eu não entendo como ainda ouço
você.
-Quebre as regras!Saia da caverna.
Liberte-se de tantas leis, mitos, crenças
liberte-se de tudo. Friedrich, Friedrich...
A voz foi ficando fraca na medida em
que Friedrich tampava os ouvidos. Até
que Finalmente não a ouviu mais.
Friedrich Matheus, nome esquisito, a
história deste nome é bem longa, antes
de Friedrich nascer seu pai que é Ateu
ortodoxo, decidiu que o nome da criança
seria uma homenagem ao filósofo e autor
de Critica ao Cristianismo Friedrich
Nietzsche (1844-1900), mas a mãe
protestante fervorosa disse que o
espírito santo havia orientado em sonho
que o nome viesse de um dos apóstolos,
sempre sonhara com o filho pregando no
púlpito gostava muito do nome de um
discípulo, Matheus, sem mais delongas
registraram o menino e acabou que o
nome do garoto fazia apologia á ateus e
cristãos.

13
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

Friedrich nascera no subúrbio de


Berlim capital da Alemanha, ainda
garoto, era o que sua mãe dizia ao seu
pai, quando o mesmo falava que já era
hora de trabalhar e ajudar nas despesas,
na verdade ele estava certo, Friedrich
havia completado 21 anos, e ainda não
tinha se quer arrumado um emprego,
mas emprego não era fácil,
principalmente para um garoto que não
estava interessado em trabalhar, afinal
seus pais lhes davam “tudo”, Friedrich
passava a maior parte de seu tempo
lendo, gostava de conversar muito com
seu melhor amigo, batizado em igreja
protestante, claro escondido do pai,
Friedrich ia à igreja em todos os cultos,
sempre acompanhado da mãe ou de
Cogito seu melhor amigo, Ele ouviu muito
sobre o mundo e sentia um incomodo
terrível quando Cogito lhe contava sobre
suas aventuras, tinha poucos amigos por
ser tímido, e por isso não fazia amizades
com tanta desenvoltura como lia livros,
mas ele se esforçava, sua timidez
acontecera por conta de um episódio:
certa vez ele estando muito feliz pediu
um abraço a uma menina ela respondera
— Abraço só pra amigos desde então o
garoto construiu muralhas diante do seu

14
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

coração, Friedrich tinha apenas três


amigos um era Richard, que morava do
lado de sua casa, mas que poucas vezes
o visitava, o outro era Julius que morava
nas proximidades era muito querido por
seus pais principalmente por sua mãe,
pois freqüentavam a mesma igreja. Ela
acreditava que Julius era uma boa
companhia para Friedrich, jamais
imaginaria que ambos haviam consumido
álcool naquela quinta-feira, o terceiro era
seu melhor amigo andavam junto o dia
inteiro, quando Friedrich ia á igreja
Cogito o acompanhava mesmo á igreja
sendo um lugar onde Cogito não gostava
muito de estar. Por muitas vezes
Friedrich tentava se isolar dos
comentários de Cogito sobre a
igreja,Quando Friedrich encontrava
algum assunto interessante ia sempre ao
encontro de Cogito, ele dizia que em
certas ocasiões Cogito o tirava do sério
com perguntas sem respostas e com
ataques a sua religião, mas que na
maioria das vezes era prazeroso estar em
sua presença.
Aquela sexta-feira realmente era
diferente, Friedrich não dormia e nem
acordava sem fazer sua meditação, as
sete como já era costume levantava para

15
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

fazer sua meditação, desta vez havia se


esquecido de dar corda ao despertador e
já passava das sete e meia, ainda
sonolento, Cogito lhe disse:
— Você não vai fazer a meditação?
Friedrich respondeu,
— Eu nem acordei e você me vem com
essas perguntas Bom dia pra você
também!
Cogito nada disse continuou em
silencio, Friedrich sentiu vontade de
fazer sua meditação, mas para contrariar
o seu amigo decidiu que não, levantou-se
e foi escovar os dentes, enquanto
escovava Cogito disse:
— Achei que jamais iria acontecer!
— Acontecer o que?Respondeu
Friedrich.
— Não está na hora de bater-papo o
café já está na mesa, estou indo
trabalhar!— Interrompeu a mãe.
A mãe de Friedrich era secretária em
uma empresa de médio porte, trabalhava
durante o dia todo, seu pai trabalhava
como entregador em uma indústria
têxtil, Friedrich tinha muita vergonha do
emprego dos pais e sempre inventava
uma profissão para eles.
Quando se sentou para o desjejum,
procurou Cogito para convidá-lo, não

16
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

havia percebido, mas o mesmo já estava


sentado,
— Não entendi o que você disse agora
pouco!Jamais iria acontecer?Acontecer o
que?
— Bem eu disse isso por que você esta
começando a me ouvir e isso é um bom
sinal,
— Por quê? Acho que sempre ouvi
você!Disse Friedrich.
— Se você está dizendo. Respondeu
Cogito.
— Me conte mais uma de suas
aventuras!
— Por que não vivemos uma aventura?
Se você apenas me seguir, eu garanto
que vai gostar!
— Para onde?
— Se me seguir você vai descobrir. Vai
ser muito divertido, então, você vai me
seguir?
— Essa é a idéia. Só espero que você
não me venha com aquelas perguntas
que não tem pé nem cabeça.
Friedrich se alimentou e antes de sair
deixou um bilhete para sua mãe dizendo
que havia saído com Cogito, seu pai ao
ler ficou preocupado, pois não gostava
quando Friedrich saia na companhia de
um amigo que ele, não conhecera, logo

17
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

na companhia de Cogito. Começaram a


andar Cogito apenas dizia para onde ir
Friedrich obedecia,quando chegaram ao
Aeroporto, Friedrich ficou furioso e
perguntou:
— O que á de tão interessante em um
lugar cheio de Aviões?Você só pode estar
de brincadeira, como andamos tanto
para nada?E cruzou os braços em meio à
grande pista. Cogito com uma voz mansa
e suave como a que Friedrich sempre
ouvia na igreja quando o reverendo
Rudolf pregava disse:
— Por que você não confia em mim.
Afinal somos amigos?Agora percebo que
não. Como um choque Friedrich ouviu e
apenas disse:
— Tudo bem, se nós estamos em um
Aeroporto, eventualmente iremos para
algum lugar certo?
—Ora vamos conhecer o mundo,
começando pela América, eu conheço
muito de lá pelos livros que li e posso
aprender rapidamente tudo que eu
quiser é só você me ensinar. Quase que
anestesiado com a idéia de seu amigo,
Friedrich não deixou o medo tomar conta
de si.
—Certo, mas como vamos entrar nesse
avião se não temos dinheiro?

18
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

Cogito tinha acabado de ler um livro


que falava da engenharia e montagem de
aviões e por isso sabia como entrar.
— Não precisamos,respondeu
Cogito,vamos entrar por um lugar que
ninguém vai perceber. Ainda não levando
a sério a idéia do amigo, Friedrich entrou
sem que ninguém percebesse
acompanhado do inseparável amigo,
achando ser apenas um teste de
fidelidade a sua amizade, seu corpo
começou a tremer quando o avião
começou a fazer um escarcéu pronto
para decolar.
— Sem roupa, sem alimentos,
dinheiro, sem nada como poderemos
sobreviver Cogito?Perguntou Friedrich.
— Você confia em mim?Disse Cogito.
Friedrich ficou muito nervoso e lhe disse:
— Confiança é algo bem diferente de
loucura. — Estar aqui com você é prova
disso!—Então, para de fazer essas
perguntas! Cogito ficou em silêncio por
alguns instantes, e disse:
— Nós vamos aprender muito eu
queria apenas que fizéssemos um pacto,
você topa?
— O que eu disser você fará mesmo
questionando?

19
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

— Claro que não, você tem cada


loucura, mas vou tentar. Respondeu
Friedrich.
Sem perceber algo errado através de
um simples aperto de mãos Friedrich e
Cogito confirmaram o pacto, Cogito ficou
muito feliz, era ele quem ditava as
regras, Friedrich não sabia, mas Cogito
sempre ditava as regras e mais tarde o
prejudicado era sempre Friedrich. Ao
desembarcar Friedrich notou na recepção
do aeroporto uma tela que trazia uma
pintura de pinceladas irregulares e
lembrou-se de Vincent Van Gogh pintor
Holandês que ele tanto admirava, mas
que teve uma morte, digamos que fora
do comum. Ao notar uma mãe que
passava com sua filha, Friedrich
recordou-se da filha, que não via há um
ano e que nem seus pais sabiam, apenas
Cogito e ele compartilhava tamanho
segredo, Friedrich sentiu um nó na
garganta e pensando em sua posição se
emocionou,Cogito percebendo a comoção
do amigo em silêncio continuou.
—Sabe Cogito você parece o Diabo, —
Você sempre tem uma resposta pra tudo,
sempre me manipula e eu de idiota
sempre te ouço, mas que desgraça de
amigo você é realmente? Cogito em um

20
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

tom não diferente do reverendo citado a


cima disse:
— Pare de se iludir você fala de
amigos como se realmente tivesse, será
que você não percebe que eles nunca
foram seus amigos?
— Como assim?Você está com ciúmes!
— Respondeu Friedrich.
— Mais que hipocrisia é essa? Eu com
ciúmes? Será que você não percebe que
amizade é apenas uma troca de favores,
só oferecemos algo quando lucramos
sobre o que estamos oferecendo, eu não
vejo ninguém te procurar, passo quase o
dia inteiro com você e o seu amigo Julius
que mora ao lado de sua casa nunca te
visitou, salvo quando precisa de um
dinheiro emprestado. E o Richard? Quase
não lembrei o nome dele, mas o rosto
confesso, não me recordo mesmo, faz
quanto tempo que ele não aparece?Será
que ele te conhece ainda?Sua família
nem liga pra você e essa palavra soa até
literalmente, quando foi que sua mãe
conversou com você?Então pare de dizer
que você tem uma família, quanto a sua
filha, você nem liga pra ela só viu no dia
em que nasceu se é que viu, você estava
tão preocupado em comprar aquele livro
do Foucault que não via a hora de ir

21
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

embora você nunca presenteou a própria


filha e vem choramingar.
Mal sabia Friedrich, que
novamente o amigo o havia manipulado
sem que ele percebesse.
— Não quero mais discutir isso, afinal
somos amigos. Disse Cogito.
— Espere lembrei-me de algo. Cogito
olhou para Friedrich e disse;
— Vamos tomar um suco?Eu pago!
— Mas como?Nós não temos dinheiro.
Sinceramente eu nunca vi você pagar
nada Cogito, sempre fui eu quem pagou.
Respondeu Friedrich
— Ora não paguei por que você
sempre pagava antes de mim. Mas desta
vez faço questão.
— Após três cervejas Friedrich já
estava zonzo e disse: É engraçado, mas
me lembro vagamente sobre tomar suco.
Há me lembrei acho...
— Amigão, tem fogo ai?Perguntou um
rapaz aproximando-se da mesa com um
cigarro em mãos.
— Não, nós não fumamos. Respondeu
Friedrich
—Vocês?Acho que você bebeu de
mais. Já algum tempo que observo você
conversando com alguém mais...

22
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

— Talvez você esteja certo, eu não


bebo, estou apenas me aventurando com
um amigo. Disse Friedrich
— É mesmo, Disse o Rapaz puxando a
cadeira e sentando.
— Sinceramente é o que queria fazer,
sair pelo mundo e me divertir. Minha mãe
está sempre com o mesmo papo de ir á
igreja, estou cansado de fazer as
mesmas coisas todos os dias.
— Como assim “papo de ir à igreja”,
Eu gosto da igreja. Você não?Disse
Friedrich.
—Garçom!Traz mais duas cervejas, por
favor, e me empresta seu isqueiro. Com
uma educação impecável pediu o rapaz.
— Sabe acho melhor falarmos sobre
outro assunto, não acredito em Deus,
não consigo entender como alguém pode
acreditar nele. E com uma tragada
espalhou fumaça.
Friedrich não pode resistir, afinal eram
vinte anos sentindo aquele cheiro.
—Posso fumar?Perguntou Friedrich.
Imediatamente deu um trago e tossindo
disse:
—Agora entendo por que “isso” vicia.
—O meu amigo Cogito também diz
coisas muito ruins sobre Deus, aliás, qual
o seu nome?

23
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

-Franz!
—Mas acho que você não me entendeu
direito, não estou dizendo nada sobre
Deus, já que não acredito nele não posso
falar sobre algo que não creio. Franz
respondeu rapidamente e tragou o
cigarro.
—Mas em que, ou no que você crê?
Perguntou Friedrich
—Creio no nada. Viemos do nada, não
temos propósito, somos acidentes
biológicos.
—Isso não é verdade. Respondeu
Cogito.
—Não vai me dizer que você acredita
na Evolução?Perguntou Friedrich
—É mais fácil acreditar em algo que
pode ser provado, ao invés de acreditar
em um ser que não pode.
—A vida é a maior prova da existência
de Deus, Respondeu Friedrich. —Essa
resposta já era esperada afinal todos
vocês que acreditam em Deus, só
respondem a mesma coisa. Disse Franz.
—A evolução é ciência a ciência é
regida por leis. As evidências são
indiscutíveis. Franz disse Veemente.
—Cogito olhou para Friedrich e
baixinho disse no ouvido do amigo.

24
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

—Tudo bem falaremos das leis da


ciência. Disse Friedrich. —Uma das leis
da ciência é a lei da Biogênese
comprovada por Francesco Redi (1626-
1698) e reafirmada por Louis Pasteur
(1822-1895) ela afirma que vida só
provém de vida e que um organismo vivo
provem de outro semelhante.
—Esse argumento é mais velho que
esses cientistas. Disse sorrindo Franz.
Mas vejo que você até tem lido alguma
coisa. Mas já foi comprovado que toda
matéria é feita de átomos e que também
são presentes no seres vivos.
Friedrich começou a sorrir, pediu o
cigarro, tragou e disse: - Você só pode
estar de brincadeira o seu argumento é
totalmente contrário a lei cientifica você
bem sabe que os átomos que formam a
matéria sem vida produzem moléculas e,
ás vezes cristais, mais nos seres vivos
essas moléculas se organizam de modo
extremamente complexo, formando
células.
—A única resposta para a vida é um
organismo complexo produzir outro
organismo complexo, neste caso Deus
criou o ser humano. Afirmou Friedrich.
—Tudo está em expansão, em uma
evolução lenta e gradual. E você não

25
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

pode me provar a existência de Deus.


Franz afirmou olhando para Friedrich. —
Infelizmente não posso, Mas você não
tem prova cientifica de que ELE não
existe. Revidou Friedrich.
—Você afirmou que a energia está em
expansão em evolução, mais uma lei da
ciência está sendo quebrada, a 1ª lei da
Termodinâmica diz que: a energia não
pode ser criada nem destruída e que a
quantidade de energia no universo é
sempre a mesma, se existe uma evolução
ela também quebra a 2ª lei da
Termodinâmica que diz que o universo
caminha de níveis organizados para
níveis cada vez mais desorganizados. A
evolução diz totalmente o contrário, que
caminhamos de níveis desorganizados
para níveis organizados. Friedrich dizia
se gabando.
—Parabéns realmente você entende
um pouco acerca das leis da ciência, mas
como alguém que compreende as leis
cientificas pode acreditar em Deus?
Perguntou Franz.
—Eu acredito em Deus, mas não tento
e nem posso compreendê-lo. Respondeu
Friedrich
O rapaz se levantou e foi em direção
ao caixa. Rapidamente retornou e disse:

26
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

— Tudo bem, eu já vou indo, foi um


prazer, espero nos encontrarmos
novamente, tchau.
Friedrich se despediu e olhando para
Cogito disse:
—Você é muito mal educado, nem
falou com ele direito, e não fez questão
de se despedir do cara. Você me chama
para beber e não toma se quer uma
cerveja.
—Sabe Friedrich eu queria te
perguntar, como você consegue falar
comigo?Como você consegue me ver?
—Ora por que você é meu amigo?—
Você não está entendendo Friedrich!Eu
sou a personificação da sua mente.
Simplesmente eu não posso aparecer pra
qualquer um, eu domino os seres
humanos, que acham que eles são quem
estão no controle quando na verdade
estão sob controle. Disse Cogito.
—Cogito você fala umas coisas
esquisitas.
—Sabe Friedrich os únicos na terra
que podem de fato falar comigo são os
que procuram a verdade. —Mas eu
nunca procurei a verdade. Disse
Friedrich, eu nem sei de que verdade
você está falando!Cogito disse. —Existem
digitais de uma única verdade, mas que o

27
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

ser humano não quer ver, — como assim?


Perguntou Friedrich.
—A vida é comparada á um livro
escrito a milhares de anos, o autor é
Deus os leitores são vocês seres
desprezíveis, as folhas do livro são a
terra e a natureza que vocês destroem a
cada minuto, como algumas páginas são
destruídas por vocês, neste caso não
conseguem entender o sentido (verdade)
do livro, e por isso encontram sentidos
(verdades) diferentes. —Nossa! Eu que
bebi isso tudo não estou viajando como
você, posso te fazer uma pergunta
Cogito?—Claro Friedrich afinal de contas
somos amigos, —Espero que não fique
com raiva!—Absolutamente pode ser
franco!—Tudo bem você pediu.
—Cogito não minta para mim, mas
você está usando drogas?Se você tiver
eu vou te ajudar. —Ás vezes eu me
pergunto como você ainda consegue se
comunicar comigo. Disse Cogito. —Mas o
porquê da pergunta Friedrich?—Bom que
viagem é essa que você está me falando
de livro, verdade.
—Acho que você está ficando doido ou
usando drogas e você sabe que em mim
você pode confiar!Bem sério falou
Friedrich. —Não definitivamente, eu não

28
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

sou usuário, Respondeu Cogito. —Já que


eu estou bêbado e acho que você está
drogado e se realmente você é o que diz
ser. Então me explique quem fez o
mundo?
—Essa é uma história bem longa você
quer realmente ouvir, —Sim disse bem
alto Friedrich. Enquanto metade do bar o
notava com certo medo, pois o rapaz
olhava para cadeira vazia e conversava
com o além. —Tudo bem quando eu fui
criado, infelizmente a terra e o universo
já existiam, eu habitava em um corpo
que por toda a vida foi chamado de Adão
a primeira coisa que eu vi foi uma luz tão
brilhante que os olhos de Adão quase
perderam a visão, mas gradualmente eu
pude enxergar um criador, —E como ele
era?Interrompeu Friedrich, —Ah!
Friedrich é algo que jamais eu poderei
falar ou mesmo me recordar, pois quando
eu fui expulso do Jardim com Adão todas
as memórias físicas do criador foram me
tirada. Só me recordo da luz bem forte,
não posso dizer que vi o mundo ser
criado ou evoluído apenas contemplei o
magnífico lugar que aquele ser poderoso
havia feito, —Mas você disse que não
havia observado o mundo ser feito
lembra Cogito?Disse Friedrich. —Claro

29
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

que me lembro é verdade eu não vi, mas


eu estava me sentindo muito só eu
notava que cada animal tinha a sua
metade, mas eu não e ELE percebeu isso,
eu me recordo que ELE chegou perto de
mim me tocou e disse que tudo ia ficar
bem, bastaria eu confiar NELE foi quando
subitamente eu adormeci. Finalmente ao
acordar pude perceber que havia uma
presença tão física quanto a minha, foi
quando eu olhei e meus olhos quase se
ofuscaram de tamanha beleza, então
percebi que ELE tinha poder sobre todas
as coisas, Até para criar o mundo.
—Posso ser sincero Cogito?—Claro!—
Se eu não fosse seu amigo e não te
conhecesse eu teria acreditado nessa
história. —Mas tudo mudou quando eu
quis caminhar sozinho e satisfizer os
meus desejos, —Como assim? Perguntou
Friedrich. —Eu queria controlar o ser
humano e deixar de ser
controlado,quando eu habitava em Adão
eu apenas obedecia ao que ele
desejava,mas eu queria ser livre, ou
melhor, queria controlá-lo, e foi isso que
aconteceu,Quando aquele animal lindo
que aqui na terra não existe um se quer
para comparar estava conversando com
Eva, Adão ordenou ao seu corpo que

30
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

saísse tão logo da presença deles, mas a


paixão esse sentimento de autoria
humana foi que eu usei para poder
aproximar ele de Eva, por isso Adão foi
condenado pela eternidade, mas ainda
bem, pois eu pude em fim controlar a
raça humana, —Olha só Cogito acho
melhor você parar por ai, pois você está
me assustando com essas coisas
estranhas de controlar, sentimento. Sei
lá vamos falar de outra coisa. —Por mim
tudo bem. Concordou Cogito. Antes que
começassem, a garçonete entrou em
cena e lhes disse, —Boa Noite, senhor
queira nos desculpar, porém estamos
fechando. Friedrich disse, —Mas creio
que a senhora está sendo um pouco
insensata em não se despedir também do
meu amigo aqui. Ao falar em um tom de
voz médio o gerente da lanchonete
percebendo a cena, logo assumiu a
conversa e sem demora chegou dizendo.
—Obrigado senhores pelo prazer de
desfrutarem de nosso humilde
estabelecimento, queiram nos desculpar,
mas estamos fechando. A garçonete
ainda sem entender recolheu as garrafas
de cerveja e se retirou.

31
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

—Quanto deu a conta?Perguntou


Friedrich. —Não é necessário senhor, o
rapaz que estava com vocês pagou tudo.
—Pelo jeito não vou ver você pagar
alguma coisa nunca Cogito. Disse
baixinho Friedrich.

32
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

CAPÍTULO 5INCO
A resposta está em Você

33
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

—Creio que estamos encrencados


Cogito, pois não temos lugar para dormir
e como iremos embora?
—Por que você não pensa em uma
solução ao invés de pensar no problema?
Rispidamente respondeu Cogito. O ser
humano não passa de um fracassado,
você não confia em Deus?Ou só segue
ELE teoricamente?
O sol brilhava forte no rosto de
Friedrich,quando ele aos poucos foi
acordando em frente à porta de um
museu,apenas um jornal o cobria e havia
lixo por toda parte, ao seu redor
percebeu que havia outros, menos seu
amigo Cogito, sua boca começou a
praguejar todo tipo de palavrões a
respeito do seu amigo foi quando ele
olhou para trás e viu Cogito parado em
pé olhando para ele,—Co-Cogito como
você apareceu tão rápido?—Isso importa?
Quando vocês têm a primeira e talvez
única oportunidade de destruir alguém
vocês não hesitam, mas tudo bem afinal
de contas você é um ser humano e todos
vocês erram. Quando Friedrich e Cogito
andavam em busca de alimentação um
protestante lhes ofereceu um café da
manhã que estava ocorrendo na igreja.
Sem pensar duas vezes Friedrich decidiu

34
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

ir, chegando á entrada da igreja Friedrich


quis saber o nome da mesma, mas a
fome era tamanha que entrou
rapidamente a mesa estava no centro da
igreja e para ter acesso, ele teria que
passar por um considerável número de
pastores que ali estavam Friedrich não
sentiu medo parecia que sua fome havia
inibido a sua timidez que colocou de lado
e começou a devorar as broas de
chocolate, enquanto ele comia notou que
o pastor no púlpito falava algumas
palavras, esquivou-se para tentar ouvir.
— Amados irmãos existem mistérios
que só Deus pode revelar, antes mesmo
que ele pensasse em outra coisa Cogito
lhe disse: —É verdade!—O que?
Perguntou Friedrich. —A afirmação do
pastor existe mistérios que só Deus tem
a chave da resolução. Continuou Cogito.
—Como assim você só fala em
criptografia. —Eu quero te dizer que em
muitos casos vocês sempre levam esse
negócio de mistério para o religioso,
espiritual, por exemplo, a cura de um
canceroso em estado terminal ou apenas
o desaparecimento de um tumor
ninguém explica por meios científicos,
mas pela fé! As religiões explicam sem
explicar, mas vocês aceitam por que

35
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

consola uma angústia uma fraqueza.


Diante de situações adversas.
Friedrich decidiu parar e convidou o
amigo para visitarem um grande museu
que havia na cidade, lá Friedrich ficou um
tanto intrigado com uma cópia do
manuscrito (o original se encontra na
universidade hebraica de Jerusalém) de
mais de 300 anos de Sr. Isaac Newton
(Físico Britânico que descobriu a lei da
gravidade) que deduziu que o fim do
mundo ocorrerá no ano de 2060, baseado
no livro de Daniel do antigo testamento
da bíblia. Mas achou melhor não
comentar com Cogito, ainda no museu,
Friedrich percebeu que havia muitas
peças e relíquias relacionadas à bíblia
em detrimento a outros artefatos, —Por
que as pessoas são tão sujeitas a Deus?
Cogito você me ouviu?Ainda se
recuperando do bug Cogito pediu que
repetisse a pergunta. Por que as pessoas
estão sempre atrás de Deus?—Ora a
resposta está no desejo de estarem
unidos a algo maior do que vocês
mesmos, é assim que vocês explicam
quando cometem uma mentira um crime
ou uma morte vocês sempre buscam se
justificar se explicarem. A morte tem
justificativa?—Eu fico imaginando quem

36
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

pode pensar desse jeito?É um absurdo eu


fico até nervoso de pensar que alguém
tem a capacidade de tirar a vida de
outra. Disse Cogito.
—Todos vocês seres tão ignorantes e
irracionais conseguem sem muito matar,
— jamais!—Eu nunca faria mal a
ninguém. —É mesmo Friedrich, então eu
vou te fazer uma pergunta, seja
verdadeiro tudo bem?—Claro! —Se um
determinado criminoso está em poder de
sua filha e ele sofre de distúrbio lógico
deslocado, —Que diabos é isso? —Ele é
drogado!Em sua crise de abstinência ele
tenta assaltar a sua casa e como não
consegue fugir ele faz a sua pequena
filha de 1 ano de refém,só existem duas
opções, ou ele mata a sua filha ou você o
mata.decida-se,—Claro que eu o matava .
—então como você vem me dizer que
jamais teria coragem.—Essa situação
qualquer um faria.—Todos matam
situação não quer dizer nada.Esbravejou
Cogito.As guerras são prova disso, pra
você ter uma idéia Entre 1740 e 1974, o
planeta tinha 13 bilhões de habitantes e
assistiu a 366 guerras de grandes
dimensões, ao custo de 85 milhões de
mortos. O resultado dessas guerras
parece ter sido um prêmio à agressão,

37
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

pois em dois terços delas o agressor


saiu-se vencedor e, quanto à duração,
67% terminaram em prazo inferior a
quatro anos, assim é o homem sempre
procura algo maior para se explicar.
—Nietzsche diz em seu livro Anticristo
que o ser humano cria o seu próprio deus
ou a necessidade de algo maior, talvez
assim vocês podem se apoiar em algo
superior a algo que possam recorrer em
última instância. Então nós somos
escravos!Não há ninguém mais
desesperado e escravizado que aquele
que falsamente acredita estar livre foi o
que escreveu Goethe.
—Toda a raça humana é escrava de um
livre arbítrio que terá que aceitar que
existe, quando na verdade não passa de
escravidão, —Existe um propósito e
existe um plano e eu não sou estúpido
pra pensar que não há um plano só por
que eu não entendo. Respondeu com
raiva Friedrich. —Claro que existe!
Indubitavelmente existe um propósito,
mas a verdade é que o ser humano não
quer saber esse plano não quer descobrir
o inexorável plano de extinção de uma
raça caída para uma raça evoluída, vocês
agem sem pensar sem medir, já se
perguntou quantas coisas são

38
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

automáticas no seu cérebro?Vocês


possuem duas memórias uma que está
localizada no córtex cerebral capaz de
gravar cerca de 1.000.000 de
informações que é a memória atuante, e
outra que fica no cerebelo que é a
memória operacional essa dura apenas
alguns minutos e grava até sete itens de
uma só vez os cientistas afirma que o
cerebelo tem controle automático sobre
o ser humano, você nem pensa em mexer
a cabeça, mas automaticamente já o faz.
é incrível !—O cérebro gasta mais
energia do que qualquer outro órgão do
corpo e consome um quinto dos
alimentos que vocês consomem não é
por acaso que a cabeça é mais quente
que qualquer parte do corpo, —Isso é
bobagem eu já li sobre isso para agir
automaticamente só precisamos treinar o
nosso cérebro exaustivamente e então
ele grava essas repetidas ações, —
Correto Friedrich, mas ai vai um desafio,
como um bebê que acabou de nascer
sabe que quando ele tem fome ele tem
que mamar?—Como ele sabe que o choro
inibe as pessoas?Eles não poderiam ser
treinados por suas mães poderiam?—
Então como sair do piloto automático?

39
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

—Simplesmente pare de pensar como


os outros, saia da rotina e pague o preço
de ser chamado de louco.
Estava fazendo um calor infernal
naquela tarde, sem que parasse pra
pensar Friedrich parou um senhor e
disse: —Sabe senhor eu tenho problemas
mentais e tomo remédios controlados
para inibir o desejo de suicídio, mas
estou desempregado e não tenho
dinheiro para os comprar, o senhor
poderia me ajudar?O senhor sem demora
lhe deu 40 dólares, ele ficou muito
assustado com a fascinante quantia, mas
antes que fosse o senhor lhe deu um
endereço e lhe disse: —Se você quiser
parar de mendigar apareça neste
endereço esta noite, após o recado foi
embora. Friedrich parece que nem deu
ouvido ao velho senhor e sem pensar no
que tinha feito andou depressa a uma
lanchonete para um breve lanche. Ao
sentar-se não pediu nada para comer,
mas para beber pediu uma cerveja
(novamente agindo automaticamente)
bebeu duas e um pouco tonto chamou
por Cogito, —Você está gritando por que
eu estou aqui do seu lado,—Desculpe
deva ser por que eu estou bêbado é
culpa da cerveja,—Posso te perguntar

40
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

uma coisa Friedrich? —Sim Claro


disponha!—Por que você acha que a
cerveja é que te deixa bêbado?—Sei lá
todo mundo fala, até os comerciais. —
Você percebe agora o que eu quero te
dizer você nem ao menos se questionou,
apenas aceitou o fato de que algumas
pessoas tenham dito isso a você, mas
talvez essas pessoas não se questionam
também e acaba virando uma espécie de
moral (conjunto de regras a ser seguido)
—Então tudo bem. Explique-Me!Por que
ficamos bêbados Cogito?—Bem é claro
que o álcool que contém na cerveja
influência, mas não é a ação
principal,quando ingerida a cerveja
acontece algumas reações químicas no
organismo um dos subprodutos dessa
reação é o composto ácido grasso que na
verdade os embriaga,o equilíbrio químico
do cérebro é quebrado quando o ácido
grasso bloqueia os neurônios, ele ataca
apenas partes do seu cérebro entre elas
as que controlam a fala, humor e
memória. —Fascinante!Agora eu entendo
por que não me recordo de nada no outro
dia. Estava chegando o ápice do dia
Cogito sabia muito bem onde queria ir,
mas Friedrich nem imaginava. —Vamos
andando. Disse Cogito, —Mas para onde?

41
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

Perguntou Friedrich. —Cadê o endereço


que o senhor lhe entregou?—Bem acho
que está aqui. Pegando o endereço
Cogito e Friedrich seguiu em direção ao
oculto. Sem saber aonde eles chegariam
e que espécie de lugar poderia acabar
com a miséria de alguém eles chegaram
a uma casa com estrutura antiga,
Friedrich ficou um tanto nervoso!
—Pode entrar. Disse o senhor que
mais cedo havia lhe entregado 40
dólares, —Mas quem são vocês e que
espécie de sociedade secreta é essa?
Questionou Friedrich. —Se você quiser
descobrir é só entrar. Friedrich notou que
eles ao entrarem na velha casa se
cumprimentavam com um aperto de mão,
ninguém entrava sem que apertasse a
mão do senhor à porta, também
observou um desenho na porta, um
compasso na parte superior e um
esquadro logo a baixo. Cogito já sabia
que aquele símbolo era da Maçonaria.
Mergulhado em um mundo onde o
dinheiro era como um papel comum,
Friedrich percebeu que estava distante
de tudo que aprendera, ele finalmente
estava descobrindo o que Cogito tanto
tentava lhe explicar “A verdade sobre os
homens.”

42
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

43
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

CAPÍTULO QU4TRO
A resposta está em Você

Sentada sobre a cadeira confortável


de design arredondado e cor forte, a
menina escrevia. Seu diário era velho,
capa rosa, afinal era de infância, as
letras estavam tremulas, pois estava
nervosa.
—Querido diário hoje foi um dia que
desejo sem demora ser apenas mais um
que quero esquecer, não consigo aceitar
algo que não me parece comum,
novamente ouvi a minha família... —Fico

44
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

pensando será verdade?Ou estou sendo


enganada ou sou muito inocente, não
quero de modo algum ser hagiografista.
Mas é meu pai! Não indubitavelmente
isso não pode estar acontecendo sabe,
ás vezes queria que você falasse, meu
pai me disse estar sendo desprezado,
disse chorando,será pelo fato da sua
doença?—Mas meu pai definitivamente
estava mórbido não era o de antes, ele
sempre acreditava no tratamento?Sinto
pena!Mas a minha família parece nem se
importar, minha mãe então, parece ser
um peso, meu pai ainda estar vivo, mas
que família!
Weyda lembrou que por muitas vezes
quando criança odiava sua família, mas
que espécie de família enxerga a vida de
seus queridos como um fardo enquanto
ainda vivos, Weyda já estava na terceira
página e as folhas já estavam molhadas
por suas lágrimas, mais não lágrimas de
ternura, mas de ódio como nunca sentira
desde criança. Escutou alguns passos em
direção a sua porta devido ao chão ser
de taco já velho, não lembrava se a porta
estava fechada e correndo fechou
imediatamente o seu diário,a maçaneta
da porta se moveu sem que a porta
abrisse,estava fechado.

45
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

—Weyda? Posso entrar?Perguntou a


sua mãe. —Quem é? Perguntou a menina
sabendo que se tratava da mãe, mas
queria ganhar tempo para limpar seu
rosto, —Ora filha, não reconhece minha
voz?—Sim mãe!Claro entre, —Seu pai
insiste em falar com você, tentei explicar
que você não podia, mas ele não me
ouve, —Mas mãe diga a ele que não
estou me sentindo bem e tenho muito
trabalho a fazer ,amanhã o verei.de fato
Weyda teria que entregar seu trabalho
de conclusão do curso de medicina no dia
seguinte.—Tudo bem!Vou tentar.
Respondeu a mãe!Chegando ao quarto a
mãe olhou para o pai que estava sobre a
cama e disse: —Sua filha disse estar
muito ocupada, Amanhã você a verá,
Weyda ouviu as palavras de sua mãe (ela
falou em um tom que a menina de fato
escutasse), no entanto o
descontentamento de seu pai por não vê-
la a comoveu, Não pode suportar e
movida pela comoção Weyda adentrou no
quarto de seus pais, e disse: —Olá papai
o senhor quer falar comigo?A mãe de
Weyda se preparava para dormir, mas
interrompeu o ato para ouvir a conversa.
—Filha eu quero lhe presentear! —Papai
eu é quem deveria presenteá-lo,

46
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

—Sinto que estou partindo, na


verdade sinto que aos olhos de muitas
pessoas já deveria tê-lo feito, mas o meu
corpo já não responde aos tratamentos e
eu já não quero prolongar essa angústia,
acredito que só você minha filha sentirá
minha ausência, para os outros, no
entanto será um grande alivio. —Não
diga isso!Respondeu a menina. —Desejo
que você receba com muito valor uma
relíquia inolvidável que vai lhe ensinar
mais do que qualquer outro sábio. Trata-
se de um livro!Sei que você não gosta
tanto quanto eu, mas peço que faça um
esforço e leia com bastante atenção. (A
mãe já havia saído, pois a conversa já
não lhe agradava), —No entanto quero
lhe alertar que esse livro não é comum,
ele tem resposta para tudo, —Ora papai
não existe tal livro!—Este livro vai te
ajudar sempre é um livro muito
poderoso, mas só leia ele se quiser
alguma resposta espero que ele te ajude
assim como me ajudou!
A menina mesmo sem entender o que
o pai queria lhe dizer agradeceu. —
Obrigado papai, gostaria de conversar
mais acerca do livro, Mas tenho que
terminar meu trabalho, Weyda se
despediu do pai com um beijo, ao sair

47
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

com o livro na mão, notou que na capa


do livro não tinha escrito nada e achou
estranho queria poder folhear, mas não
tinha tempo o trabalho a esperava, assim
que chegou ao seu quarto jogou o livro
em seu cesto que guardava restos de
objetos sem valor.
Algumas semanas depois o pai não
suportou uma cirurgia feita com urgência
e faleceu, Weyda caiu em lágrimas não
pelo fato da morte em si, mas a
ignomínia que o mesmo estava
passando, na verdade havia uma revolta
incontrolável, Aliás, era incontrolável
também o desejo de resposta para várias
perguntas, sem obtê-las ela buscou a
mais profunda solidão, aquela em que só
a depressão pode conduzir com extrema
pompa.
Sentada em sua cama as lágrimas
escorria pelo rosto, o ódio pela própria
vida tomava conta de seus sentimentos,
queria poder obter a resposta de tantas
perguntas que assolavam a sua mente,
De fato, Weyda se esquecia de quem era
talvez o fizesse conscientemente, quem
sabe se esquecesse de si, esqueceriam
dela, algumas pessoas procuravam-na,
mas sem obter êxito. Afinal eram as

48
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

mesmas que não davam a mínima para


seu pai, por que dariam crédito a ela?
Sem encontrar as respostas que tanto
buscava e que lhe tiraria tamanho pesar
Weyda não via mais propósito na sua
vida, aliás, pensou ela, nunca ouve
propósito para minha vida, sempre que
busquei a verdade, ela se escondia de
mim, o que encontrava era mentiras e
teorias a cerca de algo que talvez nem
exista, —Acreditar na verdade é um
grande exercício de fé, devemos apenas
aceitar sem exigir explicação.dizia a
menina. Em sua depressão Weyda
enxergava um mundo completamente
execrável dizia seu pai que o mundo era
à união de mundinhos, em que cada um
vivia no seu, mas que invadiam outros
durante a vida. A recordação da voz de
seu pai era como uma lâmina
atravessando o seu corpo. Longe de
todos não via mais sentido em continuar
a vida. Vida que não passava de um chip
programado para determinadas ações,
estudar, se formar, ganhar dinheiro,
casar... Será esse o propósito da vida?
Mesmo que procurasse o propósito, mas
qual propósito?Ela se perguntava!Mas a
resposta não aparecia. E por não haver
propósito em sua vida ela descobriu um

49
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

sentido para tirá-la, Em seu quarto havia


um grande espelho na verdade Weyda
acreditava em uma antiga tradição Indu
que afirmava que o espelho impedia que
qualquer força maligna se
aproximasse,dirigindo se a ele Weyda
passou pela escrivaninha, abriu a gaveta
e pegou com extrema delicadeza um
estilete, suas mãos estavam tremulas,
mas não hesitou, caminhou até o espelho
que ficava próximo a janela, Weyda o
colocou ali aproveitando a luz solar que
ia de encontro ao espelho, e no caso de
um espírito maligno poder sair sem
dificuldades, chegando então ao espelho
Weyda pode contemplar no seu corpo
refletido todos os pontos vitais desde o
pulso venoso jugular ao pulso radial,
também viu o livro que seu pai havia lhe
dado no cesto contrastado no espelho
sentiu vontade de pega-lo. Mas
subitamente abriu o seu pulso!Antes que
a dor chegasse já havia tomado uma
grande quantidade de morfina,
entretanto, Weyda sofria de hematofobia
um medo descomunal de sangue, ela
sabia e já havia providenciado açúcar
que acelerava o estancamento, mas o
objetivo não era parar o sangue e sim
não velo, lembrou-se do sangue que saia

50
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

dos cadáveres a sensação já não era boa


inegavelmente era pior quando saia de
si!Olhando novamente para o espelho
Weyda enxergou o cesto, mas não o livro,
virou-se para ir de encontro ao cesto e
vasculhá-lo em busca do livro, mas o
mesmo já estava na escrivaninha. Como?
Pensou ela! —Talvez a morfina tenha
alterado meu estado mental! Weyda
sabia que essa hipótese não era possível,
Decidiu não olhar para o espelho, na
escrivaninha olhou para o livro,
novamente achou estranho o fato de não
encontrar título algum em sua capa,
deveria haver algo escrito ela pode sentir
um relevo na capa, da primeira vez que o
pegou Weyda não havia notado que o
livro era velho, suas folhas amareladas, a
capa era ligeiramente dura ela pode
sentir com a ponta dos dedos. Observou
o pulso e viu que o corte que fizera não
era tão profundo, por isso decidiu ler o
livro. Antes que começasse, abriu-se uma
espécie de buraco negro em seu espelho,
inimaginável, talvez a perda de sangue
esteja afetando os sentidos. Weyda
esfregou seus olhos pensando serem
alucinações e sentiu-se aliviada quando
não enxergou mais aquele buraco em seu
espelho, lançou o livro o mais longe que

51
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

pudera ,estava com mais medo do livro


em detrimento a morte, ao notar que o
livro se mexia no chão por um momento
ficou assustada, mas como a morte
estava tão próxima decidiu ficar. Na
verdade o livro não se mexia algo o
segurava.
O invisível apareceu. Como que uma
espécie de água, que tinha a forma
humana, Weyda sem duvidar que os seus
sentidos realmente estivessem sendo
afetados, apenas observou aquela
estrutura humana, mas fisicamente como
água, será um sonho?Olhou para os
quatro cantos de seu quarto tentando
encontrar algo que explicasse ser um
sonho, mas nada encontrou. Tudo no seu
quarto estava de acordo. Quem é você?
Ela perguntou como se fosse normal a
situação, talvez por achar que se tratava
de tamanha imaginação, —Eu sou a
morte! Respondeu a criatura, —Então eu
já morri?—Ainda não, mais vai. Weyda só
havia percebido depois, mas havia outro
ser da mesma estrutura humana e
viscosidade igual à morte, mas este
estava em pé sem ação alguma. —Que
bom que você veio eu estou sofrendo
muito, quero colocar fim a minha
existência, —Há Há Há (a morte

52
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

gargalhou) —Não seja boba menina, que


existência?Você não passa de lixo
humano, lixo que apenas preenche a face
da terra. Só vocês humanos, são tão
miseráveis e desprezíveis até com a
própria raça, vocês simplesmente não
tem valor, não se dão valor e não
enxergam valor em mais ninguém apenas
buscam os seus interesses os outros não
passam de ócio, vocês não tem
probidade alguma, e vem me falar de
existência, —Weyda!Não quero demorar
aqui, então, Corte o outro pulso para que
enfim eu lhe de as respostas. —Mas você
vem de onde?—Eu sempre estive ao seu
lado eu sou a resposta eu sou a verdade.
—Você é a resposta?Correto, eu sou a
resposta que você busca, não importa
qual!—Por muito tempo eu te busquei,
uma busca tenaz e agora estou diante
das minhas respostas. (a outra estrutura
apenas em pé, lia o livro que Weyda
jogara no chão) —Eu posso te fazer
qualquer pergunta?—Eu tenho todas as
respostas, mas não vejo o que eu ganho
se te responder. Disse a morte. —A minha
vida, prontamente respondeu a garota, a
morte sabia que Weyda poderia estancar
o sangramento e solicitar ajuda. —Tudo
bem o que você quer saber?Weyda

53
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

sentiu-se tonta e um calafrio afinal, já


fazia tempo que seu pulso sangrava. —
Mas com uma condição. Disse a morte. —
Diga!Exclamou Weyda. —Qualquer uma
eu farei,
—Serão quatro perguntas no máximo
e você terá que cortar o outro pulso! —E
desta vez nada de açúcar. Weyda
percebeu que as possibilidades de um
possível salvamento seriam mínimas de
fato não escaparia da morte. Pensou em
sua vida e novamente ouviu uma breve
gargalhada, —Pare de pensar nessa vida
demasiada de desgraçada que você leva,
você não percebe que ninguém irá notar
ou sentir a sua falta!—Pare!Weyda
esbravejou, tenho certeza que ao menos
minha mãe irá sentir a minha falta, A
morte ficou muito séria ao ouvir as
palavras da menina, e disse: —Você
buscou tanto a verdade só não sei se vai
gostar de vê-la, agora venha que eu vou
lhe mostrar a verdade da raça humana,
essa raça deplorável que habita na terra
desde a sua fundação. Quero que você
veja e entenda a verdade humana, a
morte andou em direção de Weyda
estendeu-lhe a mão ela não hesitou
ainda que com uma sensação de medo
que a muito não sentira tocou na mão

54
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

“esquisita” assim que se tocaram Weyda


obteve a mesma estrutura que a morte.
—Ainda não é o fim faremos um breve
passeio. A morte disse. Mas antes disso
quero que você me faça à primeira
pergunta. —Então corte logo o outro
pulso para que eu possa saciar a sua
vontade da verdade, o corte do primeiro
pulso já estava doendo, o efeito da
morfina havia passado, ainda que
quisesse não conseguiria se cortar
novamente, a morte estendeu lhe o
frasco de morfina, motivada pelo desejo
de saciar sua sede de respostas que lhe
atormentava Weyda subitamente pegou
a seringa e aplicou a morfina novamente
em uma dosagem alta. Que a fez redivivo
quase que imediatamente. Procurou a
lâmina que cortara pela primeira vez, no
entanto, não encontrou,abriu a gaveta
da escrivaninha encontrou um estilete
junto a um papel de presente que havia
comprado para embrulhar um presente
para o pai, foi inevitável Weyda lembrou-
se do dia em que foi comprar. Como o pai
lhe presenteara com um livro ela buscou
um que pudesse dar forças para que ele
lutasse contra a doença, foi em direção a
uma livraria na seção de auto-ajuda nada
encontrou que lhe agradasse, já estava

55
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

desistindo foi quando enxergou um livro


muito parecido com o que havia ganhado
de seu pai, na capa havia escrito Bíblia
Sagrada,quando ia colocar na prateleira
novamente,um homem se aproximou e
disse: —Querida esse livro tem a
resposta para tudo,é um bom presente.
As palavras de seu pai saiam por outra
boca, sem pensar muito decidiu comprar
o livro.
Weyda sangrando muito deixou que
uma lágrima escapasse, afinal estava
sentindo muita dor. Não, não dor física,
mas a dor do sentimento que inundou o
seu coração ao trazer lembranças de seu
pai. —Pare de choramingar e me faça de
uma vez logo à primeira pergunta! Havia
tantas perguntas que ela pensou por
alguns instantes e disse. —Por que meu
pai morreu?—Ora por que todos morrem!
Vocês perderam a imortalidade ao
cometerem o primeiro pecado, logo após
o tropeço dos unigênitos da raça humana
vocês simplesmente deixaram de ter
acesso a imortalidade, —Você quer dizer
ao fruto da imortalidade? —Claro que
não, o fruto em si não é nada se
comparado ao criador do fruto, é ELE e
somente ELE que detém a imortalidade o

56
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

fruto é apenas algo simbólico, vocês


nunca entenderão,
—Não entenderão o que?(a outra
criatura desta vez olhava para Weyda)
—Todos vocês estão fadados a morte,
vocês costumam dizer que não existe
destino, mas que existe á pré-destinação
á salvação ele se chama pré por que
vocês decidem se querem ou não ser
salvos, mas a morte é um destino, pois,
vocês simplesmente não podem decidir
ou escolher se viverão eternamente ou
se morrerão. Não importa se rico ou
pobre, negro ou brancos todos um dia
morrerão ninguém é eterno. (a outra
criatura desta vez olhou para morte). —
Para que você entenda melhor venha
comigo, A morte segurou na mão de
Weyda então sumiram como um piscar de
olhos e apareceram subitamente Weyda
pode contemplar uma grande catedral a
Praça de São Pedro uma igreja e a cúpula
de Miguel Ângelo além de várias pessoas
ao seu redor. A morte então disse: —O
palácio onde reside o Papa tem 5 mil
quartos, duzentas salas de espera, 22
pátios, cem gabinetes de leitura,
trezentas casas de banho e dezenas de
outras dependências destinadas a
recepções diplomáticas.A morte então

57
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

levou a garota a Basílica de São Pedro e


lhe perguntou você sabe onde está? —É
uma espécie de estado livre só pode ser
a Cidade do Vaticano. —Estou
impressionado! Debochou a morte. —Esta
cidade é digamos que a mandachuva no
que diz respeito à Denominação religiosa
Católica, que é a maior do planeta e o
cristianismo que é a base para os
católicos e protestantes tem em torno de
1.2 bilhões de seguidores (Weyda notou
que a outra criatura de estrutura
semelhante à água também estava no
Vaticano) foi em um concilio, o famoso
Concilio Ecumênico de Nicéia que
praticamente nasceu o Vaticano por meio
do Imperador Flavius Valerius Aurelius
Constatinus imperador de Roma entre
306 a 337 d.c reuniu os mais prestigiados
“Eruditos” da época cerca de 300 para
decidirem qual seriam os livros que
fariam parte da Bíblia, —Tudo bem,
interrompeu a menina, mas ou você está
tentando me enrolar ou não sabe nada,
eu não quero saber nada sobre a Bíblia,
Quero saber por que meu pai morreu?Só
isso!

58
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

59
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

CAPÍTULO TR35

—Bom se você me deixar falar você


em breve saberá, mas antes quero que
você siga algumas regras a primeira
regra é: nunca mencione a Bíblia como
um livro qualquer (neste ponto a outra
criatura estava do lado da Morte e de
Weyda) Weyda balançou a cabeça
concordando, —Agora quero que você
siga a segunda regra que é nunca me
interromper. —Tudo bem eu concordo não
tenho outra escolha. Respondeu a garota
com raiva, —Então vamos continuar, ao
decidirem quais livros fariam parte da
Bíblia, eles não imaginavam que
60
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

estariam mudando o curso da história em


todos os aspectos, culturas foram
refeitas mitos destruídos e outros
construídos, a educação reformulada as
crenças sofreram um violento choque
contra as doutrinas e a morte passou a
ganhar mais status, Digamos, —Existem
milhares de doutrinas relacionadas à
morte. Em qual delas você crê Weyda?
Diga qual e eu lhe explicarei!
—Creio que a morte seja o fim de uma
vida e o inicio de outra, assim dizia
minha mãe que é espírita e eu acho que
deve ser assim mesmo, —Vou te contar
um pouco sobre a doutrina dos Espíritas:
nascida em meados do século XIX pelo
francês Hippolyte Léon Denizard
Rivail (que adotou o pseudônimo Allan
Kardec) A sua base doutrinária é o Livro
dos Espíritos, primeira das
chamadas obras básicas escritas por
Rivail, usando o pseudônimo Allan
Kardec. Segundo muitos de seus
estudiosos, a doutrina espírita é cristã,
apesar das concepções teológicas bem
diferenciadas no que diz respeito a
conceitos como divindade, natureza
humana, salvação, graça e destino. Para
eles, Jesus Cristo é o espírito mais
elevado que conhecemos em toda a

61
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

história da Terra, bem como, o modelo de


conduta para o auto-aperfeiçoamento
humano e que provou, por meio
da caridade absoluta e da encarnação,
que o homem pode suportar a provação.
A doutrina espírita, de modo geral,
fundamenta-se nos seguintes pontos:
Na existência e unicidade de Deus,
desconstruindo o dogma da Santíssima
Trindade;
 Na existência e imortalidade
do espírito, compreendido como
individualidade inteligente da Criação
Divina;
 Na defesa da reencarnação,
como o mecanismo natural de
aperfeiçoamento dos espíritos;
 Na possibilidade de
comunicação entre os espíritos
encarnados ("vivos") e os espíritos
desencarnados ("mortos"), através
da mediunidade;
Os espíritas, afirmam-se cristãos e
atribuem à doutrina espírita o caráter de
uma doutrina cristã, já que seguem os
ensinamentos de Jesus. Entretanto, essa
associação entre o espiritismo e
o cristianismo é contestada pelas
religiões de matriz judaico-cristãs, sob a
alegação de que, embora partilhem de

62
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

valores cristãos, a rejeição espírita a


diversos postulados bíblicos e teológicos
preconizados por elas inviabilizaria a
conceituação do espiritismo como
"cristão”. Os espíritas fundamentam sua
defesa do caráter cristão da doutrina
espírita no fato de Allan Kardec defender
que a moral cristã, isenta dos dogmas de
fé a ela associados, seria o que de mais
próximo a um código de ética divino e
racional que o homem possuiu. Os
espíritas argumentam que os dogmas
foram elaborados ao longo dos séculos
pela Igreja Católica. Por isso, não é
necessário segui-los para ser cristão.
Além disso, o item 625 de O Livro dos
Espíritos afirma ser Jesus o maior
exemplo moral de que dispõe a
humanidade, apesar de o espiritismo
negar a ele qualquer caráter
efetivamente divino.
—Em breve você poderá falar com ele
de acordo com os espíritas se você
realmente crê nessa doutrina. Weyda
continuou sem pronunciar uma só
palavra. —Sabe criança o livro dos
espíritos afirma que Jesus é o maior
exemplo moral,quando Jesus decidiu ir
para a Judéia ressuscitar Lázaro,ele
disse: —Lázaro adormeceu, mas vou para

63
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

despertá-lo. Os discípulos insistiram


então Jesus lhes disse claramente: —
Lázaro morreu. (João 11:1-46) —O próprio
Jesus está te dando à resposta ,seu pai
apenas dorme ele nem mesmo sabe que
morreu, está em um profundo sono e em
breve levantará para viver novamente e
ganhar a imortalidade ou viverá apenas
para morrer novamente, mas desta vez
será a morte eterna.
—Como você sabe disso como vou
saber que não é apenas invenção sua?—
Weyda não sou eu quem diz isso e sim a
Bíblia (JO 11-11-14)!—Mas a Bíblia é
Verdadeira?—Essa é uma pergunta?
Indagou a morte Weyda pensou, pois
havia muitas outras para perguntar,
Como um vulto a outra criatura disse: —
Faça esta pergunta. Weyda quase não
ouviu a sua voz parecia como muitas
águas e sua presença era como fogo, ela
então perguntou A Bíblia é Verdadeira?
Prove?A morte disse é claro que sim, A
outra criatura ficou diante da Morte e da
garota. E disse: —Cara Morte nós dois
sabemos que o que falas é mentira, aliás,
é o que tu fazes melhor, bem sabes que a
Bíblia não é verdadeira. Weyda então
perguntou, —Mas quem é você?Sei que
você está nos observando desde o

64
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

principio lá em casa. —Detenha-se


apenas em ouvir!Disse a outra criatura.
—Não existem originais da Bíblia como
um livro tão antigo pode ser levado a
sério 2.000 anos depois que sua última
página foi escrita, tudo que se lê na
Bíblia não passa de cópias, alias cópias
de cópias, Só os humanos para
acreditarem em tamanha ficção. —Cale a
boca seu asqueroso. Disse a morte, —
Como você pode dizer tamanha blasfêmia
contra o Livro sagrado, os arqueólogos
muitas vezes desenterram o inesperado,
mas uma coisa que sempre encontram é
evidência de crenças e rituais, não
importa o tempo, a Bíblia é feita de fatos
verídicos e não invenções!—A Bíblia foi
traduzida mais do que qualquer outro
livro na história, só na Inglaterra 80%
das casas possui a Bíblia e a cada minuto
são vendidas 50 bíblias no mundo.
—Tudo bem cara Morte, ainda que
80% das casas a possuam, quase
ninguém parece lê-la, não a levam a
sério, Os vários livros da Bíblia foram
escritos no decorrer de um longo período
de tempo, começando mais de mil anos
antes do nascimento de Jesus e
terminando setenta ou oitenta anos
depois da sua morte talvez. Não existe

65
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

uma primeira edição da Bíblia e ninguém


sabe o que aconteceu ás folhas em que
os seus livros foram registrados pela
primeira vez. Até mesmo nos dias de
Jesus, a Bíblia em hebraico só era
conhecida por meio de copias, —Sei o
quanto tua sabedoria é imensa, no
entanto não passa de um rio em frente
ao oceano de sabedoria que ELE me
deu.Respondeu a morte. —Já que você
insiste, por favor, ouça, posso sem
hesitação afirmar que o texto Bíblico
como conhecemos é, em toda a sua
essência, idêntico ao que seus autores
originais escreveram. Comparando a
Bíblia com outros documentos do mundo
antigo, temos muito mais evidencias ao
seu favor do que qualquer outro livro,
um exemplo é as Histórias de Tácito.
Escritas perto do fim do primeiro século
A.D. A maioria delas se perdeu e todo o
nosso conhecimento sobre elas se apóia
em apenas dois manuscritos, então como
podemos duvidar da autenticidade da
Bíblia se documentos mais novos que a
mesma nem mesmo eram guardados e
nem existem mais. Existem muitos
documentos de papiros contendo partes
do Novo Testamento. Uma extensa
coleção deles pode ser encontrada em

66
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

Dublin. Existem pelo menos 250


documentos bíblicos, o Códice Sinaítico
cerca de 350 A.D, O Códice Vaticano que
se encontra na biblioteca do Vaticano em
Roma. A história é testemunha da
veracidade da Bíblia. —A história humana
não passa de escória, (Interrompeu a
outra criatura) mentiras e sangue como
você me diz em testemunho e
veracidade, essas palavras simplesmente
não existem nas ações humanas é claro
que em teoria eles são mestres. —Por ser
o livro do Deus todo poderoso a Bíblia
tornou-se alvo dos historiadores
(retomou a palavra a Morte) ouve época
em que todas as fontes antigas
conhecidas diferiam da Bíblia no tocante
a Belsazar. A Bíblia apresenta Belsazar
como rei de Babilônia quando ela caiu.
(Daniel 5:1-31) No entanto, os escritos
seculares nem sequer mencionam
Belsazar, afirmando que Nabonido era o
rei naquele tempo. Assim, os críticos
pretendiam que Belsazar jamais existira.
Mais recentemente descobriram-se
escritos antigos que identificavam
Belsazar como um dos filhos de Nabonido
e co-regente de seu pai em Babilônia.
Por este motivo a Bíblia diz que Belsazar
ofereceu-se a tornar Daniel “o terceiro

67
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

governante no reino” uma vez que o


próprio Belsazar era o segundo. (Daniel
5:16,29).Acreditar na Bíblia é um
processo muito penoso e exige-se muita
fé. —Estou ficando muito confusa,Quando
me encontrei com a morte,achei que
você (apontando para a outra criatura)
era o meu anjo da guarda já que sempre
me disseram que existe o anjo do bem e
do mal, mas até agora existem dois anjos
maus, onde está o meu anjo da guarda?
A morte olhou e disse: —Devo ir
embora, —Mas como?—Tenho mais duas
perguntas. Respondeu Weyda! A morte
desapareceu, A outra Criatura disse. —Eu
responderei pode perguntar?—Mas eu
vou morrer?—Isso é óbvio (com deboche
respondeu a criatura) então vamos
apressar logo isso. E tocando na menina
retornaram ao quarto!

68
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

CAPÍTULO DO!$

—Deus existe? —Se você concordar


pode fazer outra pergunta e deixaremos
essa para o final!—Tudo bem, sei que
nem você poderá me responder a
propósito você pode até me responder,

69
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

apenas não me provará que ele existe. —


Espero não desapontar você, mas a
existência de Deus á mais certa do que a
minha! —Porém vamos parar de conversa
e me faça à próxima pergunta.
—Por que ocorre tanto desastre?—Por
que a natureza está fora de controle?—
Existe aquecimento global?—Espere um
pouco eu falei uma pergunta!Entendo
que elas façam parte de uma única
resposta. Disse a menina.
—Tudo bem!Podemos dizer que o ser
humano acredita em qualquer um que
diga que possui a vida eterna, dinheiro,
poder e qualquer outro tipo de mito que
se possam apresentar razões e
fundamentos, vocês acreditam
simplesmente por que são treinados para
acreditar. Desde crianças que vocês
escutam que a ciência e seus
argumentos são inquestionáveis. Vocês
são como cães treinados e fadados a
acreditar.
Acreditar que a ciência é o que rege
os fundamentos e regras para uma
verdade absoluta, o que não passa de
teoria para os cientistas, vocês absorvem
como se fosse uma verdade absoluta e
criticam, quem ousa duvidar dos
prodígios da ciência, o aquecimento

70
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

global não passa de uma tentativa de


frear o avanço econômico dos países
pobres e da plebe. Vou lhe contar como
começou a parábola do Aquecimento
Global. —Qual é a causa do aquecimento
global?Perguntou a criatura. —A emissão
de gazes poluentes em especial o CO2, a
criatura sorriu e disse: —Como você sabe
disso? —Por meio dos estudos científicos
é claro! Respondeu a menina, —Sabe
Weyda vocês conseguem duvidar de
Deus, mas não da Ciência, —É claro que
há um desgaste do planeta Terra, Não
apenas pela produção de CO2, houve
períodos em que havia 10 vezes mais
CO2 do que atualmente e o que eu digo
são afirmativas da própria ciência já que
ela não erra. o aquecimento global,não
passa de política,o aquecimento global
está se tornando uma religião onde
aqueles que discordam são chamados de
hereges.
—O que você mais ouve na mídia é
que o clima está mudando, mas o clima
da terra está sempre mudando, durante
a longa história da Terra existiram
inúmeros períodos que foram muito mais
quentes e muito mais frios do que os
atuais o clima tem sempre mudado e
mudado sem ajuda de vocês humanos o

71
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

bode expiatório é a sociedade industrial


para o super aquecimento graças à
indústria moderna luxos antes acessíveis
somente para ricos estão agora em
abundância para pessoas comuns novas
tecnologias tornam a vida mais fácil o
progresso industrial mudou vidas e
tornou o mundo estrangeiro menos
distante.
A pergunta é o progresso industrial
mudou o clima?De acordo com a teoria
do aquecimento global o crescimento
industrial deveria causar um aumento na
temperatura, mas isto realmente
acontece?Após a segunda guerra
mundial os bens de consumo começaram
a ser produzidos em massa e isso era um
processo global, somando esse período
de intenso aumento industrial e
conseqüentemente do CO2 deveríamos
chegar a um só resultado e o aumento da
temperatura na Terra.
Mas é totalmente o contrário, a maior
parte do aquecimento ocorreu antes de
1940 durante o período em que a
atividade industrial era insignificante
após a segunda guerra mundial durante
a expansão econômica a temperatura em
teoria deveria ter expandido, mas isto
não ocorreu não por um ou dois anos

72
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

mais por quatro décadas o CO2 começou


a aumentar por volta de 1940, mas a
temperatura na verdade começou a cair
em 1940 então se tem uma relação
inversa, menina os fatos não se
encaixam na teoria, você sabia que na
sua composição existe CO2?E vocês não
são os maiores produtores de CO2 como
muitos imaginam, os vulcões produzem
mais CO2 no ano do que todas as
fábricas, carros e aviões e outras fontes
de CO2 produzidas pelo homem os
animais também produzem CO2 cerca de
150 bilhões de toneladas por ano
enquanto os seres humanos produzem
apenas 6.5 bilhões de toneladas por ano.
—Diga Weyda você sabe quem foi
Margaret Thatcher?—Claro!
Imediatamente respondeu a menina.
Sr: Thatcher era muito preocupada
com a promoção da energia nuclear,
mesmo quando era secretária de energia
do estado, ela não confiava na energia
produzida por petróleo, carvão. Por essa
razão quando a conversa sobre
aquecimento global apareceu ela pensou
isso é ótimo!Ela já tinha um argumento
para investir na energia nuclear por que
não há nem uma emissão de CO2. Então
ela foi a Royal Society e financiou uma

73
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

pesquisa para que se provasse a


existência do aquecimento global, um
relatório foi feito para prever um grande
desastre climático do resultado do
aquecimento global.
Criou-se então uma espécie de
“Força” anticapitalista e antiglobalização
por trás de uma idéia maluca. Começou
atrair a atenção da mídia e em
financiamento governamental, a disputa
por patrocínio entre os cientistas ficou
mais competitiva e provas e relatórios
foram produzidos aos montes, colocando
a culpa de tempestades, furacão sem
base cientifica no aquecimento global.
Mas as calotas polares estão se
acabando?De fato elas estão se soltando
assim como em outros períodos da terra,
a diferença é que agora vocês possuem
um satélite que pode detectar tais
acontecimentos. Os noticiários mostram
com extrema pompa imagens de gelo se
partindo no Ártico, o que eles não dizem
é que se trata de um evento comum.
Existem declarações de cientistas ligados
ao IPCC que negam o aquecimento
global, mas são declarações abafadas
pela própria organização e que não
chegam ao público.

74
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

—Weyda o maior desastre que o


aquecimento global está causando é
empobrecendo ainda mais os países
pobres, a África possui carvão e petróleo
mais grupos ecológicos fazem
campanhas contra o uso dessas formas
de energia, eles dizem que a África e o
resto do mundo subdesenvolvido
deveriam usar energia solar e eólica,
simplesmente não levam em
consideração que essas formas são três
vezes mais caras que as formas
convencionais.
—Para encerrar Weyda, mesmo
indiretamente o movimento ecologista
está impedindo o desenvolvimento dos
países subdesenvolvidos, mas está
cumprindo o que os políticos por trás dos
grandes financiamentos querem frear a
industrialização. E assim manter o poder
e o conhecimento nas mãos de poucos.

75
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

CAPÍTULO UM
DEUS?

76
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

Finalmente chegamos à última


pergunta, em fim você morrerá e não
sentirá mais dor alguma, enquanto a
outra criatura falava a morte apareceu
repentinamente.
Weyda não entendeu e perguntou: —O
que você faz aqui?Já entendi como estou
prestes a morrer você decidiu vir!Não é?
—Esse é o seu desejo?O fim da sua
existência?(perguntou a morte). —Sim
quero me separar desse mundo
tenebroso e egoísta em que vivo não
suporto tamanha condenação,quando
penso que sou humana me entristeço,
pois faço parte de uma raça podre, sem
altruísmo nenhum.
—Sabe Weyda, por mais tesouros,
riquezas, amores, poder, fama e tudo que
o dinheiro pode oferecer a vida é algo só
quem pode te dar é Deus, —E você está
escolhendo perde-la. —Eu nem sei se
realmente ELE existe!Respondeu a
menina. —ELE está sempre com você não
importa que você acredite ou não,
—Bobagem!Estou tirando a minha
própria vida e nem mesmo um anjo da

77
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

guarda ele me enviou. —Quem disse?—


Perguntou a outra criatura. Você está
com ele desde o princípio da sua
existência e também dessa conversa.
Weyda ficou anestesiada.
O anjo começa a chorar e diz: —
Sempre estive com você desde o ventre
da sua mãe, ELE mandou que eu
guardasse você, —Mas você me disse
coisas que um anjo não diria, você até
mesmo me fez cortar o outro pulso! —
Anjos falam a verdade, e você ansiava
pela verdade, e qual é a verdade?—É que
os seres humanos estão podres, estão
vivendo os últimos dias em um planeta
que está em colapso, existem poucos que
buscam a verdade. Não se iluda com
homens, viva!Mas com vida. —Mas por
que você não me impediu de cortar o
pulso?—A decisão foi sua!Respondeu o
anjo e enxugando o rosto. —Se você é um
anjo quem é a outra criatura?

78
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

—Essa sim é a morte, e infelizmente


não poderá salvar-se dela a escolha foi
sua.
—Sei que devo morrer e não penso em
continuar viva, afinal tenho certeza que
vou para um lugar melhor, mas estou
muito confusa e não sei realmente se
Deus existe!
A morte saiu enfurecida de seu lugar e
disse: —Menina tola, será que não
acredita no que vê?—Como eu e esse
anjo existiríamos se Deus não houvesse
nos criado?
Mas pode ser alucinações eu estou
sangrando muito e agora apouco me
droguei como posso ter certeza que não
são alucinações?A morte apareceu do
lado de Weyda como um relâmpago e
tocou em seu pulso. Ela olhou e eis que
seu pulso começou a fechar o corte com
a outra mão à morte pegou a seringa e
no outro braço de Weyda começou a
puxar a morfina que Weyda aplicara
anteriormente.
A menina voltou ao estado normal
após alguns minutos, O anjo apenas
observava a morte então lhe disse está
olhando para nós, veja agora você não
está sobre efeito nenhum. O anjo então
disse sabe Weyda só Deus pode ver o

79
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

futuro e só ele pode lembra o passado


assim como ele de fato aconteceu sei que
você não gosta de lembrar, no entanto
vou lhe contar como e por que seu pai
morreu,farei algumas perguntas a você e
responderei as perguntas que me fizer.
No dia da cirurgia de seu pai ele não
estava tão ruim, foi sua mãe quem o
induziu ao estado grave ela era a única
que sabia que o álcool o deixava calmo é
claro que ela não imaginava que ele
desmaiaria, Weyda teve uma vaga
lembrança de sentir o cheiro de álcool
em seu pai em algum momento, mas meu
pai era esquizofrênico respondeu a
menina, como você sabe disso?
(perguntou o anjo) ele passou por três
médicos, primeiro seu pai sentia muita
dor de cabeça e procurou um
neurologista que lhe disse que era um
aneurisma, o segundo médico disse a seu
pai que se tratava apenas de febre, o
intensivista não queria ser incomodado e
o mandou para um psiquiatra que disse a
ele que ele auto se flagelava, para cada
especialista uma doença diferente, você
acompanhava as consultas de seu pai?
Nem sempre respondeu Weyda!O seu pai
realizou uma consulta com um doutor
chamado Gustavo, eu me lembro dessa

80
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

consulta esse doutor era da área de


psiquiatria (Subitamente respondeu a
menina) errado ele não era Psiquiatra
era Oftalmologista ele passou alguns
remédios para ele, mas ele se quer usou,
nos exames feitos antes da cirurgia foi
detectada cirrose que os médicos
atribuíram ao fato de sua mãe acalmá-lo
com um pouco de cachaça, creio que seu
pai tinha o habito da leitura?(disse o
Anjo) de certo meu pai lia muito, mas nos
últimos meses ele reclamava de sua
visão e por isso não lia mais como antes,
esses sintomas são de doença de Wilson
é genético o corpo acumula muito cobre
(afirmou o anjo), mas é uma doença
muito rara e não explica à embolia
pulmonar Você está certa criança, no
entanto quero lhe fazer mais uma
pergunta. Qual era a principal fonte de
alimentação do seu pai?Weyda pensou
por alguns instantes e disse:
infelizmente eu não ficava em casa
tempo suficiente para acompanhar a
alimentação do meu pai, o pouco que
presenciei era um delicioso Hambúrguer,
Correto (esbravejou o anjo), mas
hambúrgueres não têm uma dieta
suficiente em vitamina K, sem vitamina k
a proteína C não trabalha e você deve

81
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

saber o que vem depois pode-me dizer


perguntou o Anjo,sem a proteína C o
sangue produz coágulos devido a sua
densidade (você vai merecer o seu
diploma em medicina disse o anjo)os
médicos injetaram em seu pai heparin
intravenoso para prevenir futuros
coágulos que de fato não ocorreu,o
diagnóstico de seu pai foi errado seu pai
nunca sofreu de esquizofrenia ele tinha
doença de Wilson.Mais uma vez me
decepciono com a raça humana,aliás é o
que de melhor nós sabemos fazer
decepcionar a quem está do nosso lado
-Escute Weyda o seu tempo acabou
A conversa foi interrompida por duas
batidas na porta...
-Não quero viver mais, sem a verdade,
o que é a vida?Mais se Deus sabe do
futuro por que, não me mostrou a
resposta sem...
-Menina você já sabe a resposta, você
está aqui por que quer entender por que
tomou essa decisão. A raça humana já
decidiu a escolha que fizeram, no
entanto não sabem por que, e de fato
não entenderam enquanto não fizerem o
mesmo que você.
-Mas o que eu fiz?

82
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

-Você buscou,ousou,questionou, mas


existe uma verdade absoluta que é a
causa e o efeito, é isso pra toda ação a
um efeito. No seu caso é a morte.
-Weyda minha filha eu vou entrar no
quarto, você já está ai há uma semana,
disse a mãe.
-Weyda preciso ir a morte se
encarregará de cumprir com seu desejo
-A porta se abriu com uma pancada
-A morte estagnada apenas observou
enquanto o anjo estendia a mão e em
frações de segundos paralisava o tempo.
-Estou admirado com seu poder, meu
caro amigo anjo, mesmo com todas as
minhas forças seria inútil para eu tentar
fazer o mesmo.
-Weyda sentiu um calafrio que sentira
apenas quando cortara o pulso pela
segunda vez, ao olhar para o espelho
conseguiu ver que estava
ensangüentada, na verdade voltou ao
estado de anterior, olhou para a porta e
conseguiu ver o rosto de sua mãe pronta
a entrar, sentiu se fraca e desmaiou.
-Algumas semanas depois despertou,
e notou que havia um ser ao lado de sua
cama que a fez lembrar-se do anjo.
—Onde estou?Será o céu?

83
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

Weyda tentou se apoiar mais para sua


surpresa... Não tinha forças, e o pior não
tinha braços.
O anjo então lhe disse.
—Para toda causa há um efeito, no
seu caso seria a morte, mas a decisão de
morrer ou viver não cabe só a você,
todos vocês nasceram com um propósito,
não que para morrer o propósito a que
vieram deva ser cumprido, mas Deus não
quis assim, Interrompendo o anjo Weyda
disse: —Não quero viver.
—Você não tem poder sobre sua vida,
na verdade o livre arbítrio não passa de
questionamentos sobre as decisões que
você já tomou. Vocês querem entender
por que chegaram a determinado ponto
em suas vidas.
—Tenho que morrer nem que pra isso
eu cometa suicídio, eu não vou suportar
essa vida dependente de outros.
—Talvez esse seja o seu propósito.
—Eu não quero saber de propósito
algum, e onde está o anjo que estava
comigo no meu quarto?
—Como eu havia dito as suas
escolhas, não afetam o efeito a resposta,
mas causa ou muda a direção o caminho,
da à vida e também tira, e foi isso que

84
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

aconteceu. Não posso te explicar tudo,


mesmo por que você não entenderia.
—Não acredito em uma só palavra do
que me disse não pode me fazer
acreditar.
—Infelizmente não, eu só posso te
levar até a porta, mais quem deve abrir é
você, essa é a questão ACREDITAR.
—Como um relâmpago o Anjo foi
embora, antes de desmaiar Weyda pode
ler algo que estava escrito na cama
PATRIMONIO DO HOSPITAL PSIQUIATRICO
ACREDITANDO EM VOCÊ.

85
*Acredito que você obteve 5.000, mas o resultado correto é 4.100
LIVRO: SEM ESCOLHAS
AUTOR: DANIEL MARTINS RODRIGUES

86

Interesses relacionados