Você está na página 1de 129

ORAÇÕES COM PROMESSAS

Alois Hueber
ORAÇÕES COM PROMESSAS Editora Anton A. Schmid - Pro Fide Catholica - D-8968 Durach
Querido Leitor! O presente livrinho, “Orações com Promessas,” gostaria de lhe dar uma
coleção de valiosas orações e, pelas variadas promessas que as acompanham incentivá-lo a
rezar mais e, desta maneira, aumentar sua alegria. As orações deste livrinho vêm de diversas
fontes e, por isso, nem todas trazem o Imprimatur, isto é Aprovação Eclesiástica. E para um
considerável número de orações foram feitas grandes promessas adicionais, pela sua
divulgação e distribuição, adquirem-se extraordinários merecimentos. Antes de nós
começarmos com a oração, alguns estímulos de como podemos, perante Deus, tornar este ato
mais valioso.

1. Ajoelhemo-nos espiritualmente, durante nossa oração, perante todos os sacrários e


ostensórios que abrigam o Santíssimo Sacramento no mundo inteiro, e adoremos a Deus que
está em todas as Hóstias Consagradas.

2. Incluamo-nos, espiritualmente, em todas as Santas Missas que já foram celebradas, as que


estão sendo e as que serão celebradas.

3. Recebamos, espiritualmente, todas as Santas Comunhões que já foram distribuídas e as que


ainda serão distribuídas.

4. Ofereçamos para Deus todos os nossos pensamentos, palavras, ações e orações em união
com o sofrimento e merecimentos de Jesus, Maria, José e de todos os santos.

5. Num pedido, especialmente importante, aconselha-se reforçar nossa oração pelo jejum,
sacrifício ou promessas (por exemplo: mandar celebrar Santas Missas). Escolhamos como
nossos intercessores especiais, perante o trono de Deus, crianças santas. A humilde oração das
crianças Deus atenderá mais depressa. A oração da criança penetra através das nuvens.

6. Convidemos para nossa oração todo o céu, com a Mãe de Deus, todos os anjos e santos,
como também as almas do purgatório, para que transformem nossa pobre oração, a qual se
parece com ferro enferrujado, em ouro brilhante e a levem humildemente perante a
Santíssima Trindade.

7. Ampliemos esta nossa boa intenção, a fim de que tenha valor para todas as pessoas que já
viveram, vive e ainda viverão... Muita alegria na oração.

ÍNDICE

1. O Precioso Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.

2. Ama-me, Assim Como tu és!

3. Coroinha do Menino Jesus de Praga.

4. Os Sete Pai Nosso.

5. As quinze orações reveladas à Santa Brígida.

6. Promessas aos que veneram a agonia de Jesus no Monte das

Oliveira.
7. Quinze sofrimentos e dores secretos.

8. Promessas para a reza de Via-Sacra.

9. Oração à chaga do ombro de Jesus.

10. As sete palavras de Jesus na cruz.

11. Promessas à veneração da Cruz

12. Oração que foi achada no Santo Sepulcro em Jerusalém.

13. As sete santas chaves do céu.

14. Oração forte antiquíssima e benção contra a tempestade.

15. Imagem da cruz de La Sallete.

16. Setenta e sete graças nos são dadas pela devota

participação na Santa Missa.

17. Missas Gregorianas.

18. Relato de Seis Santas Missas.

19. Um quarto de hora perante o Santíssimo Sacramento do

Altar.

20. Face de Cristo.

21. Cabeça de Cristo.

22. A DIVINA Misericórdia

23. As doze promessas do Sagrado Coração de Jesus, aos seus

devotos.

24. Oferecimento diário de uma Clarissa.

25. Imagem Sangrenta do Coração de Jesus.

26. Irresistível novena de devoção ao Sacratíssimo Coração de

Jesus.

27. Meu Jesus Misericórdia.

28. Só Pelo Amor Se Salva.

29. Todas as pessoas devem atirar-se nos Meus braços e não

devem ter medo. Eu Sou seu Pai!

30. Oração do Ângelus.


31. Três Ave-Maria, a escada do Céu ou a chave dourada do

Céu!

32. Quinze promessas da Rainha do Rosário.

33. Veneração do Imaculado Coração de Maria.

34. Ato de Amor-Rosário.

35. Rosário das lágrimas.

36. A Veneração diária das sete dores de Maria.

37. Jejuar em doze Sextas-Feiras.

38. Modo de rezar no dia do nascimento de Maria.

39. Bendito Seja São José.

40. Heróico ato de Amor pelas almas do purgatório.

41. Devoção à alma mais necessitada de um Sacerdote.

42. O Pai Nosso da Santa Mechtildes para as almas do

purgatório.

43. Palavras veementes ao nosso tempo.

44. Um Segredo de santidade e de felicidade.

45. Possibilidade de substituir e recuperar novamente o tempo

perdido e anos mal empregados.

46. Três orações muito bonitas (Orações do Papa).

47. Meio fácil de evitar muitos pecados mortais.

48. Uma oração que expia blasfêmias.

49. Oração forte nas difíceis necessidades.

50. Pequeno rosário dos nove coros dos santos Anjos.

51. Exorcismo e bênção do Santo Antônio de Pádua.

52. As nove terças-feiras de Santa Martha.

53. Do grande valor do ―DEUS Lhe Pague‖.

54. Exorcismo do Papa Leão XIII.

55. Devoções a Rainha Vitoriosa do Universo

56. Novena milagrosa de Nossa Senhora do rosário de Pompeia

57. Chama de Amor do Imaculado Coração de Maria


58. Seis primeiras quintas-feiras – Beata Alexandrina de Balasar

59. A Oração de Dozulé e as Promessas a quem rezar diariamente

60. Oração e Promessas ao Coração Esmagado de Nosso Senhor Jesus Cristo.

61. Os 40 PAI NOSSOS

62. Devoções e promessas a Nossa Senhora Rosa Mística e do Desterro

63. ORAÇÃO DE OFERTA AOS SAGRADOS CORAÇÕES UNIDOS DE JESUS E DE MARIA

64. Orações ensinadas por Nossa Senhora

65. Santos escapulários e suas promessas

1. O PRECIOSO SANGUE DE JESUS CRISTO


O valor e o poder do sacrifício do precioso Sangue de Jesus Cristo. O
grande poder da reconciliação e a mais salutar expiação! O Santo
Kaspar del Bufalo é o fundador da Congregação dos Missionários do
Precioso Sangue. Ele nasceu no dia 06/01/1786 e faleceu em Roma no
dia 28/12/1837, em fama de santidade. O Papa Pio X o beatificou em
1904 e Papa Pio XII o canonizou em 12/06/1954. Ele profetizou muito
sobre a história futura da Europa. O que via era tão terrível que o
deixava muitíssimo horrorizado e entre lágrimas. Repetidamente,
aconselhava seus co-irmãos que oferecessem sempre e sempre de
novo o Precioso Sangue de Jesus ao Eterno Pai, para que Ele
afastasse os castigos ameaçados. O Santo muitas vezes,
insistentemente, confirmou que uma vez iniciados os flagelos Divinos,
de modo especial àqueles que honraram o Precioso Sangue, podem
esperar confiantemente misericórdia. Ele mesmo, durante sua vida,
várias vezes fez a experiência de como este remédio é apropriado para
acalmar a ira Divina e desviar o castigo.

Orações de oferecimento

Orações de oferecimento
“Pai Eterno, Santíssima Trindade, pelo Coração Imaculado de Maria,
nós Te oferecemos o Precioso Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo
em expiação de nossos pecados, nas intenções da Santa Igreja e pelas
almas do purgatório.”
“Ó Tu, Imaculado Coração de Maria, oferece constantemente à
Santíssima Trindade (ao Deus Trino) o Precioso Sangue, de Teu Divino
Filho Jesus Cristo, que Ele derramou de Seu Santíssimo Coração na
cruz, pela salvação do mundo, a fim de que seja acalmada a ira Divina
e seja feita expiação por todos os pecados e que Ele, mais uma vez,
seja misericordioso com o mundo, para que o mesmo seja preservado
do naufrágio e da destruição. Amém!”
“Deixa, ó Senhor, o sacrifício de Teu Precioso Sangue enlaçar, com a
fita dourada, todo globo terrestre, a fim de que triunfe o Coração Divino
de Jesus, para que triunfem o Deus-Rei Jesus Cristo e o Imaculado
Coração de Maria, para que o Reino de Cristo se estenda sobre toda a
terra. Amém!”

Reconciliemo-nos com o Pai Celeste e salvemos o mundo


pelo oferecimento do Precioso Sangue de Jesus Cristo.
Consagração ao Precioso Sangue de JESUS CRISTO
“Consciente da minha ineficácia e de Tua majestade, misericordioso
Salvador, ajoelho-me a Teus pés e Te agradeço por tantas provas de
benevolência que deste a mim, criatura ingrata, principalmente que Tu
me livraste, pelo Teu Precioso Sangue, do poder corruptor de satanás.
Na presença da minha querida Mãe Maria, meu Santo Anjo da Guarda,
meus santos padroeiros, de toda corte celeste, eu me consagro,
querido Jesus, de sincero coração e voluntariamente ao Teu Precioso
Sangue, com o qual Tu salvaste o mundo do pecado, da morte e do
inferno.

Eu Te prometo, com a Tua graça, conforme as minhas possibilidades,


empregar todas as minhas forças para despertar e promover a devoção
ao Teu Precioso Sangue, que é o preço da nossa salvação, a fim de
que esse Teu adorável Sangue seja por todos venerado e glorificado.
Deste modo, gostaria de reparar minha infidelidade contra Teu
Precioso Sangue de Amor e dar-Te satisfação por tantas profanações,
que os homens causam ao precioso preço de sua salvação.
Oh! Se eu pudesse fazer desaparecer meus próprios pecados, minha
frieza e profanações que a Ti, ó Santo e Precioso Sangue ofenderam.
Ó, querido Jesus, eu Te ofereço o amor, a veneração e a adoração que
Tua Santa Mãe, Teus fiéis discípulos e todos os santos renderam ao
Teu Precioso Sangue, e peço não recordar mais minha infidelidade e
frieza e perdoar todos aqueles que Te ofenderam.
Asperge-me, ó Divino Salvador, bem como a todas as pessoas, com
Teu Precioso Sangue, para que nós, ó Amor Crucificado, desde agora
e de todo coração Te amemos e dignamente honremos o preço de
nossa salvação.
Amém!‖
(Gebetszettel d. “Missionare v. Kostb. Blut”, Kloster Baumgärtle)

Ladainha Do Preciosíssimo Sangue de Jesus

Jesus Cristo ouvi-nos.


Jesus Cristo atendei-nos.
Pai Celeste que sois Deus tende piedade de nós.
Filho Redentor do mundo que sois Deus, tende piedade de nós.
Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.
Sangue de Cristo, Sangue do Filho Unigênito do Eterno Pai, salvai-nos.
Sangue de Cristo, Sangue do Verbo de Deus encarnado, salvai-nos.
Sangue de Cristo, Sangue do Novo e Eterno Testamento, salvai-nos.
Sangue de Cristo, correndo pela terra na agonia, salvai-nos.
Sangue de Cristo, manando abundante na flagelação, salvai-nos.
Sangue de Cristo, gotejando na coroação de espinhos, salvai-nos.
Sangue de Cristo, derramado na cruz, salvai-nos.
Sangue de Cristo, preço da nossa salvação, salvai-nos.
Sangue de Cristo, sem o qual não pode haver redenção, salvai-nos.
Sangue de Cristo, que apagais a sede das almas e as purificais na Eucaristia,
salvai-nos.
Sangue de Cristo, torrente de misericórdia, salvai-nos.
Sangue de Cristo, vencedor dos demônios, salvai-nos.
Sangue de Cristo, fortaleza dos mártires, salvai-nos.
Sangue de Cristo, virtude dos confessores, salvai-nos.
Sangue de Cristo, que suscitais almas virgens, salvai-nos.
Sangue de Cristo, força dos tentados, salvai-nos.
Sangue de Cristo, alívio dos que trabalham, salvai-nos.
Sangue de Cristo, consolação dos que choram, salvai-nos.
Sangue de Cristo, esperança dos penitentes, salvai-nos.
Sangue de Cristo, conforto dos moribundos, salvai-nos.
Sangue de Cristo, paz e doçura dos corações, salvai-nos.
Sangue de Cristo, penhor de eterna vida, salvai-nos.
Sangue de Cristo, que libertais as almas do Purgatório, salvai-nos.
Sangue de Cristo, digno de toda a honra e glória, salvai-nos.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós,
Senhor.

V.: Remistes-nos, Senhor, com o Vosso Sangue.


R.: E fizestes de nós, um reino para o nosso Deus.

Oremos: Todo-Poderoso e Eterno Deus, que constituístes o Vosso Unigênito


Filho, Redentor do mundo, e quisestes ser aplacado com o seu Sangue,
concedei-nos a graça de venerar o preço da nossa salvação e de encontrar, na
virtude que Ele contém, defesa contra os males da vida presente, de tal modo
que eternamente gozemos dos seus frutos no Céu. Pelo mesmo Cristo, Senhor
nosso. Assim seja.

Promessas aos devotos do Precioso Sangue

1. Aqueles que diariamente oferecem sua Vida, seu trabalho,


sacrifícios e orações com Meu precioso Sangue e Minhas Chagas, em
expiação ao Pai Celeste, podem ter a certeza que suas orações e
sacrifícios estão inscritos no Meu Coração e, do Pai Celeste, podem
esperar uma grande graça, porque suas vidas e suas orações muito O
agradam, por isso suas orações serão atendidas.
2. Aqueles que oferecem seus sofrimentos, sacrifícios e orações com
o Precioso Sangue e Minhas Chagas pela conversão dos pecadores,
sentirão na eternidade uma felicidade dobrada, onde poderão pedir
muitas graças pela conversão dos pecadores.
3. Aqueles que oferecem Meu Precioso Sangue e Minhas Chagas,
antes de receber a Santa Comunhão, com arrependimento de seus
pecados, mas também dos pecados dos quais não têm consciência de
tê-los cometido, podem ter a certeza de que jamais receberão a
Comunhão indignamente e, por isso, irão ao encontro de uma feliz
ressurreição.
4. Aqueles que, antes ou depois da confissão, oferecem Meu Precioso
Sangue e Meus sofrimentos em expiação de todos os pecados de toda
a sua vida e voluntariamente, por penitência, rezarem o rosário das
Chagas, suas almas serão tão limpas e bonitas, como se recém tivessem
recebido o batismo, por isso podem, cada vez, depois de tal confissão,
pedir a graça da conversão para um grande pecador.
5. Aqueles que oferecem todos os dias o Precioso Sangue pelos
agonizantes deste dia, se em nome dos agonizantes se arrependem
dos pecados e oferecem o Precioso Sangue pelos seus pecados, podem
ter a certeza de que para muitos agonizantes abrem o céu e para si
podem esperar uma morte agradável.
Aqueles que, com profunda devoção e veneração honram Meu
Precioso Sangue e Minhas Chagas, e aproveitam para oferecê-Los,
várias vezes ao dia, por si e pelos pecadores, tem já nesta vida em seus
corações um doce e pacífico antegozo do céu e sentem uma paz
profunda.Aqueles que oferecem Meu Precioso Sangue e Minhas Chagas
especialmente as da coroação de espinhos, como perdão e expiação
pelos pecados do mundo, podem suplicar graças e o perdão de graves
castigos e, para si, alcançar um infinito merecimento para o céu, pois
somente a Minha Pessoa, como Deus, pode restabelecer para toda a
humanidade a reconciliação com Deus
Aqueles que em doença grave oferecerem Meu Precioso Sangue e
Minhas Chagas por si, em união com sua doença e Me pedirem, por
Meu Precioso Sangue auxílio e saúde, serão imediatamente atendidos,
pois suas dores serão amenizadas e logo sentirão uma melhora e se, a
doença for incurável, perseverarem, ainda assim receberão auxílio.
1. Aqueles que, em sua grande angústia rezarem a Ladainha do
Precioso Sangue e fizerem uma oferta por si e pelo seu próximo,
serão imediatamente auxiliados e sentirão consolo celeste com paz
profunda e, por isso, serão fortalecidos em seu sofrimento ou serão
salvos.
2. Aqueles que incentivarem seu próximo à veneração do Precioso
Sangue e ao oferecimento do Mesmo e O venerarem acima de todos
os bens materiais e, mais vezes, fizerem uma adoração ao Meu
Precioso Sangue, com profunda fé e confiança, receberão um lugar de
honra junto ao Meu trono e uma grande graça para os seus
semelhantes, especialmente, pela conversão dos mesmos.
(Do livro: Senhor ensina-me a rezar. pág. 119 ff)

A Santa Missa
Na Santa Missa nós temos o mais valioso oferecimento do Precioso
Sangue de Jesus. Toda homenagem ou exercício litúrgico dará lugar ao
sacrifício eucarístico que, de modo incruento, continua o sacrifício
cruento de Cristo na cruz, do qual as mais ricas graças redentoras são
transmitidas aos homens. Aí, o Pai Eterno é honrado, pedem-Lhe perdão
e são reconciliados pelo Precioso Sangue do Cordeiro Imaculado, cuja
voz é mais eficaz que as vozes do inocente Abel, de todos os justos e
mártires, porque possui dignidade e força infinitas. A Santa Missa é
oferecida como verdadeiro sacrifício expiatório “pelos pecados, castigos,
satisfações e demais necessidades” (Concílio de Trento).

É um recurso poderoso para despertar o zelo religioso e colocar uma


barreira à ação criminosa dos inimigos de Deus da nossa época e, ao
mesmo tempo, é um remédio. Ela efetua a reconciliação e a paz e nos dá
graças em abundância inesgotável.
Se, portanto, o ateísmo e o ódio contra Deus é uma culpa monstruosa,
por meio da qual nosso século é deformado; logo, não é sem fundamento
que é de se esperar castigos assustadores, assim podemos pelo banho do
Sangue de Cristo, que contém o cálice do Novo Testamento, reparar o
crime horroroso cujas conseqüências serão afastadas depois do perdão
dos culpados, e preparar para a Igreja um triunfo esplêndido.
(Palavras do Papa Pio XII aos bispos de todo mundo, 11.02.49.)
Rosário ao Precioso Sangue
No lugar do Pai Nosso:
“Ó Jesus, cobre com Teu Precioso Sangue todo mundo! Lava
toda mácula do pecado e renova-o pelo Espírito Santo.”
No lugar da Ave Maria:
10 vezes:
“Meu Jesus, perdão e misericórdia, pelos méritos de Teu Precioso
Sangue.”
Assim nas 5 dezenas.
No lugar do glória ao Pai:
“Coração Doloroso e Imaculado de Maria roga por nós que
recorremos a Ti.”
Rezar muitas vezes:
“Pai Eterno, eu Te ofereço o Precioso Sangue de Jesus Cristo
em expiação de meus pecados, em expiação dos pecados de
todo mundo, pelo consolo das almas do purgatório e nas
intenções da Santa Igreja.”
Oferecei, muitas vezes, o Precioso Sangue para aplacar a ira de Deus.

Promessas aos devotos do Precioso Sangue e das Santas


Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo
1. Minhas Chagas salvarão o mundo - Elas vos salvarão infalivelmente.
2. O caminho das Minhas Chagas é tão simples, fácil para entrar no
céu!
3. Se ofereces as Santas Chagas ao Meu Pai Eterno, efetuas, por
assim dizer, uma segunda redenção.
4. Nas Minhas Chagas adoradas, compreendidas e oferecidas se
efetuará uma renovação do ensino, do apostolado e da liturgia.
5. Pela invocação das Santas Chagas a Igreja alcançará uma vitória
duradoura; mas a vitória final da Igreja consiste na salvação das
almas!
6. Oferecei-Me, muitas e muitas vezes as Santas Chagas e o Precioso
Sangue para ganhar pecadores para Mim! - Tenho tanta sede de almas!
7. Em cada palavra do oferecimento das Minhas Santas Chagas e do
Meu Precioso Sangue, Eu deixo cair uma gota do Meu Precioso
Sangue na alma de um pecador!
8. O pecador que, com alma contrita, rezar a seguinte oração, se
converterá!
“Pai Eterno eu Te ofereço pelo Coração Doloroso e Imaculado de
Maria - em nome de todas as almas - o Precioso Sangue e todas
as Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo para curar as chagas
de nossas almas. Meu Jesus, perdão e misericórdia pelos
méritos de Tuas Santas Chagas e Teu Precioso Sangue.”
9. As Santas Chagas têm um único, grande e maravilhoso efeito pela
conversão dos pecadores!
10. Se vós ofereceis Minhas Santas Chagas e Meu Precioso Sangue
pela conversão dos pecadores - mesmo se eles não se converterem -
tereis, perante Deus, os mesmos merecimentos como se eles se tivessem
convertido.

11. Com esse ouro, (oferecimento do Meu Precioso Sangue e das


Minhas Santas Chagas), pode pagar-se todas as culpas e as culpas de
todos!
12. Eu concederei tudo - tudo o que pedirdes pelas Minhas Santas
Chagas.
13. Das Minhas Chagas e somente das Minhas Chagas saem os frutos
de santidade!
14. Junto aos doentes deve-se repetir muitas vezes a jaculatória:
“Meu Jesus, perdão e misericórdia pelos méritos de Tuas
Santas Chagas e de Teu Precioso Sangue!”
Esta oração animará o corpo e a alma!
15. Aqueles que, em doença grave, oferecerem Meu Precioso Sangue
e Minhas Santas Chagas por si e em união com sua doença e Me
pedirem auxílio e saúde pelo Meu Precioso Sangue - serão
imediatamente atendidos - pelo fato de que suas dores serão aliviadas e
seu estado melhorará e, no caso de doença incurável, deverão
perseverar durante algum tempo - e então serão socorridos!
16. Deves oferecer os merecimentos de todas as Minhas Chagas e do
Meu Precioso Sangue por aqueles que durante o dia ou noite
morrerão!
17. Para a alma que adormecer nas Minhas Santas Chagas - não
haverá morte! Minhas Chagas lhe darão a vida!
Obs.: As invocações das Santas Chagas e do Precioso Sangue - são
sempre um ato de perfeito arrependimento.
18. As Santas Chagas são o maior tesouro para as almas do
purgatório.
19. Palavras do Pai Celestial à Irmã Maria Martha Chambon: “Saiba que
tu tens mais poder que os Anjos, pois tu Me podes constantemente
oferecer as Santas Chagas e o Precioso Sangue do Meu Divino Filho
pelos pecadores, eles, os anjos, só os podem adorar e admirar.”

20. Palavras da Mãe de Deus à Maria Martha Chambon: Apesar de


Nosso poder, Nós, Meu Filho e Eu não podemos salvar as almas do
purgatório, porque elas devem expiar; mas vós podeis abrir-lhes o céu
pelo oferecimento de todas as Santas Chagas e do Precioso Sangue
do Meu Filho Jesus!
21. Uma única gota do Meu Precioso Sangue bastaria para afastar
toda a escuridão do mundo e a escuridão dos pecados! Quem de vocês
se lembra disto? - Quem conhece o perfeito valor do Meu Precioso
Sangue?
22. Cada vez que vocês olham para o crucificado com coração limpo
e contrito, alcançam a libertação de cinco almas do purgatório, uma
para cada Chaga! - Se vocês rezarem com o coração bem limpo e
desapegado a via sacra, alcançareis, pelos merecimentos de cada uma
de minhas Chagas, em cada estação a mesma graça!
23. Todos os dons do Espírito Santo saem das Minhas Chagas!
24. A contemplação das Chagas de Jesus é a melhor ocupação! Na
contemplação das Santas Chagas a gente encontra tudo para si e para
os outros!
25. Minhas Chagas curarão vocês! Minhas Chagas cobrirão todos os
vossos defeitos!
26. Todos os que venerarem as Minhas Santas Chagas terão um
verdadeiro conhecimento de Deus e alcançarão um profundo
conhecimento sobre Jesus!
27. A oração das Santas Chagas é um breve compêndio de cada um
desses conhecimentos!
28. Toda verdadeira ciência está contida no estudo e contemplação das
Minhas Santas Chagas!
29. A ciência do Amor de Deus não se aprende nos livros, somente a
alma que falar com confiança com o Crucificado a alcançará!

30. Meu poder está nas Minhas Santas Chagas, com Elas ficarás
poderoso, sim, com Elas poderás alcançar tudo, porque com Elas te foi
dado todo o poder. Em certo sentido, até poderás mais do que Eu.
Podes desarmar Minha justiça, porque, mesmo se tudo vem de Mim, Eu
quero que Me peçam e Me implorem!
31. O rosário das Chagas é um contrapeso a Minha justiça, ele impede
Minha vingança! Vocês devem rezar o rosário das Chagas por
inteiro, porque então honram as batidas da Minha flagelação.
32. Desejo que os sacerdotes dêem às pessoas que se confessam, por
penitência, a seguinte jaculatória:
“Meu Jesus, perdão e misericórdia pelos méritos de Vossas
Santas Chagas e Vosso Precioso Sangue.”
33. Todas as almas, que venerarem Minha cabeça coberta de sangue
e coroada de espinhos serão Minha gloriosa coroa no céu!
34. Infalivelmente estas Minhas Santas Chagas salvarão a ti e o mundo
pecador!
Aviso de Jesus à Irmã Maria Martha Chambon: Para poder contemplar
bem as Chagas de Jesus não deve haver nenhuma afeição terrena no
coração, nem a menor imperfeição voluntária.
A contemplação das Minhas Chagas sempre renovará o vosso amor.
Devem propagar a devoção às Santas Chagas.
JESUS mesmo recomendou uma oração muito eficiente, para este tempo
difícil, devemos rezar muitas vezes:
“Jesus de Nazaré, Rei justíssimo, Rei da justiça e de todos os
justos! Que a força e o poder deste título glorioso nos
protejam e preservem de todos os perigos e inimigos visíveis e
invisíveis. Amém!”
Promessas por “Pere Eternel”, 1964 e Ir. Maria Martha Chambon, do Convento
Visitação Mariä Chambery

O milagroso rosário das Santas Chagas


Rezamos antes de cada Chaga:
“Pelo coração de Maria, transpassado sete vezes por uma
lança, contemplamos as Santas Chagas de Jesus.”
A Santa Chaga da Mão Direita
“Os algozes pregaram primeiro a mão direita. Nisto há um segredo: Da
direita do Pai Celeste Eu (Jesus) aceitei esta dor, para prestar expiação à
justiça divina e para salvar o gênero humano. Por isso Eu queria
primeiro suportar esta dor na mão direita, para salvar as almas perdidas e
lhes abrir o caminho certo e a entrada no paraíso.
Os homens devem oferecer esta Chaga ao Pai, para que, por meio de
seus merecimentos, lhes seja dado o paraíso.”
Depois de cada Santa Chaga rezemos:
01 vez: “Pai Celeste, eu vos ofereço as Santas Chagas de Nosso
Senhor Jesus Cristo, para curar as de nossas almas.”
10 vezes: “Meu Jesus, perdão e misericórdia, pelos méritos de
Vossas Santas Chagas.”
A Santa Chaga da Mão Esquerda
“Vi grande multidão de imprudentes que se deixam enganar pela ilusão
de seus inimigos e impedem a entrada da graça.
Eles seguem a tentação. Eu vi que muitos, no juízo final, estarão à
esquerda. Venham a esta Chaga da mão esquerda para pedir proteção
contra os tormentos eternos. Escondei-vos nesta Chaga.
Jamais deixarei de vos chamar e convidar a procurar Nela vosso refúgio,
reconhecer vossas aberrações e fazer penitência, encontrar salvação e ser
libertos de vosso cruel inimigo.”

A Santa Chaga do Pé Direito


“Eles pregaram Meu pé direito sobre o Meu pé esquerdo. Nisto estava
escondido o segredo da Misericórdia Divina, que conseguiu a
preferência sobre a justiça divina. Senti grande dor, porque vi toda a
situação aflitiva e o que deveriam sofrer aqueles que andariam pelo
caminho estreito.
Por isso, Eu os convidei para que recorressem à Chaga do Meu pé
direito quando fossem atacados por seus inimigos. Aqui encontrarão
salvação segura. Vi também todos os pecados que cometem. Senti dor,
mesmo não sendo pecados graves.
Eles Me causaram grande dor por causa do infinito amor que tenho ao
Pai e do conhecimento que tenho de Sua infinita dignidade.”
A Santa Chaga do Pé Esquerdo
“Senti horrível dor ao ver aqueles que andam na ruína. Vi a gravidade de
seus pecados. Vi como a justiça reprime o castigo e a Misericórdia
espera bondosamente pela penitência do pecador. Sabia que muitos
fariam expiação.
Também vi que muitos e muitos abusariam da misericórdia e paciência
divina e tornariam a desprezá-la. Assim, experimentarão o rigor da
justiça divina e serão condenados para sempre. Desta maneira
glorificarão a justiça divina.”
A Santa Chaga do Lado
“O soldado Me abriu com a lança o lado e perfurou Meu Coração, e
neste crime saiu sangue e água. Neste sangue e água estava contido o
segredo da formação da Igreja.
Quando o soldado viu Meu lado aberto, ele foi iluminado; e quando viu
sair aquele sangue e aquela água misteriosa, ele se converteu. Venham
todos às Minhas Santas Chagas! Aqui tem salvação, consolo e força!
Ofereçam-Nas constantemente ao Pai Celeste!”

Cabeça de CRISTO
“Esta é a cabeça que, por amor a ti, se deixou perfurar; pelos Seus
merecimentos tu serás um dia coroado. Feliz da alma que
atenciosamente contempla esta Cabeça, mais feliz a pessoa que
exercitou o que ela contemplou. Olha Aquele a quem procuras, olha em
que situação Ele se encontra.
Olha aqui e arranca os espinhos da Minha Cabeça, oferecendo ao
Meu Pai os merecimentos das Minhas Chagas. Para aliviar essas
dores, vocês devem contemplar muito bem as Minhas Chagas. Anda, e
procura almas para mim.” (Jesus para Chambon)
O Santo Corpo Coberto de Chagas e o Precioso Sangue
Contemplamos o Santo Corpo flagelado, exausto, coberto de chagas,
atormentado pelas dores da Santa Chaga do Ombro e transbordando de
Sangue.
“Só por sangue Ele adquiriu a Igreja.” (Pio XII)
A Igreja é o Corpo Místico de Cristo. Para Thomé, Jesus disse: “Coloca
tua mão nas Minhas Chagas e não sejas mais incrédulo.” Uma alma
consagrada a Deus deve estar desapegada de tudo.
Quem quiser chegar ao Meu Coração, não deve ter nenhuma afeição que
o prenda à terra. Quem quiser achar o Senhor deve anular-se; vós deveis
procurar Este Coração dentro de vosso próprio coração. Eu sou um
Mendigo do Amor. Eu pouso Meu olhar com agrado sobre aqueles que
vêm a Mim.
Cada humilhação te une mais intimamente ao Meu Coração. Eu não
exijo grandes coisas de ti... Só o amor de teu coração.
A noiva perde seu tempo, se ela em seus sofrimentos e esforços não
descansa no coração de seu noivo... Vós deveis Me amar e tudo mais
deixar aos Meus cuidados.

2. AMA-ME, ASSIM COMO TU ÉS!


Palavras de Jesus para ti!
Eu conheço tua miséria, as lutas, os tormentos, as fraquezas de teu
corpo. Eu sei da tua covardia, teus pecados e, apesar disso, Eu te digo:
“Dá-Me teu coração, ama-Me, assim como tu és!”
Se esperas ficar um anjo para te entregares ao Amor, então jamais Me
amarás. Mesmo se és covarde no cumprimento de tuas obrigações e no
exercício das virtudes, mesmo se recais muitas vezes naqueles pecados
que não mais gostarias de cometer, Eu não te permito de não Me amares.
Ama-Me, assim como tu és!
A cada instante e em qualquer situação que te achares, no fervor ou na
secura, na fidelidade ou infidelidade, ama-Me, assim como tu és!
Eu quero o amor de teu pobre coração. Se tu esperas até seres perfeito,
jamais Me amarás...
Não poderia Eu, de cada grãozinho de areia, formar um Serafim radiante
de pureza, generosidade e amor? Não sou Eu o Todo Poderoso?
E se Me agradar deixar estes seres maravilhosos no nada e preferir o
pobre amor de teu coração, não sou Eu sempre o Senhor do Meu Amor?
Meu filho deixa-Me te amar, Eu quero teu coração. Com o tempo Eu te
quero transformar, mas hoje, ama-Me, assim como tu és!
Eu desejo que faças o mesmo; do fundo da miséria Eu quero ver subir o
amor. Eu amo em ti as tuas fraquezas, Eu amo o amor dos pobres e
miseráveis. Eu quero que dos miseráveis incessantemente se ouça o
grito: “JESUS, eu TE amo!”
Eu quero única e exclusivamente o canto de teu coração, Eu não preciso
de tua sabedoria e de teus talentos. Uma só coisa é importante para
Mim: ver-te trabalhar com amor.
Não são as tuas virtudes que Eu desejo. Se Eu as te desse, tu és tão fraco
que elas só alimentariam teu egoísmo, não te preocupes com isso. Eu
poderia ter-te destinado para grandes coisas; não, tu serás meu criado
inútil. Eu vou tirar de ti o pouco que tens, porque só te criei para o amor.
Hoje, estou à porta de teu coração como um mendigo, Eu o Rei dos reis!
Eu bato e espero.

Apressa-te, para abrir a porta do teu coração para Mim. Não apeles para
a tua miséria. Se conhecesses tua pobreza perfeitamente, morrerias de
dor. O que deixaria Meu coração ferido seria ver que duvidas de Mim e
que não confias em Mim.
Eu quero que penses em Mim a cada hora do dia e da noite. Eu
quero também que realizes as mais insignificantes ações por amor a
Mim. Eu conto contigo para que Me dês alegria. Não te aflijas se não
possuis virtudes. Eu te darei as Minhas, se tiveres de sofrer, Eu te darei a
força. Se Me presenteias com teu amor, Eu te darei tanto, que
compreenderás o Amor, muito mais do que tu és capaz de sonhar!
Lembra-te, porém, de Me amar assim como tu és!
Eu te dei Minha Mãe. Deixa tudo, tudo mesmo passar pelo Seu
Imaculado Coração. Venha o que vier não esperes ficar santo para te
entregares ao Amor, jamais Me amarias e agora vai, vai e Me ama!
(De: “Ecce Mater Tua” Nr. 268)
3. COROINHA DO MENINO JESUS DE PRAGA
“Ó Deus, vem em meu socorro.
Senhor apressa-Te para me ajudar!
Glória ao Pai...
Divino Menino Jesus, tem compaixão de nós.”
Três vezes: Pai Nosso... Em honra à Sagrada Família: Jesus, Maria e
José.
Doze vezes: Ave Maria... Em memória dos 12 anos da infância de
Jesus, nosso Divino Salvador.
Depois de cada Ave Maria... Reza-se: “e o Verbo se fez carne e
habitou entre nós.”
Durante a Ave Maria pode-se meditar:
01. Anunciação do anjo.
02. Visita de Nossa Senhora a sua prima Isabel.
03. Nascimento de Jesus na gruta de Belém.
04. Adoração dos pastores.

05. Circuncisão de Jesus.


06. Adoração dos três Reis Magos.
07. Apresentação de Jesus no Templo.
08. Fuga para o Egito.
09. Permanência no Egito.
10. Volta para Nazaré.
11. Vida oculta em Nazaré.
12. Encontro do Menino Jesus no Templo depois de procurá-Lo durante
três dias.
300 dias de indulgências (Pio IX, 09 de agosto de 1855)
A oração “Coroinha” teve a sua origem no zelo da venerável Margarida
do Santíssimo Sacramento, religiosa carmelita, falecida em odor de
santidade aos 26 de março de 1648, em Beaume (França), com a idade
de 27 anos. Irmã Margarida tornou-se célebre pela sua devoção ao
Menino Deus. Foi ela que, por inspiração divina, compôs a “Coroinha”.
Promessas:
Manifestando a Sua dedicada serva o quanto Lhe agradava esta
devoção, o Menino Jesus prometeu conceder graças especiais,
sobretudo de pureza e inocência, aos que trouxessem consigo a
“Coroinha” e a rezassem em honra do mistério de Sua Santíssima
Infância.
Em sinal de aprovação, o Menino Jesus mostrou-lhe a Coroinha
resplandecente de luz.
(De: “Herr lehre uns beten” S.301f)

4. OS SETE PAI NOSSO


O Divino Jesus revelou à Santa Brígida a promessa seguinte:
Sabei que concederei, 5 graças, àquele que durante 12 anos rezar 7
Pai Nosso e 7 Ave Maria em honra ao Meu Precioso Sangue:
1. Não irão ao purgatório.
2. Acolhê-los-ei entre os mártires, como se tivessem derramado seu
sangue por sua fé.
3. Conservarei três almas de seus parentes no estado da graça
santificante, conforme sua escolha.
4. As almas de seus parentes até a quarta geração não irão ao inferno.
5. Receberão o aviso de sua morte um mês antes. Se morrerem antes
deste tempo, considero como se já tivessem cumprido as condições
exigidas.
O Papa Inocêncio X confirmou esta revelação e acrescentou que as
almas que as cumprirem irão livrar cada Sexta-Feira Santa, uma alma
do purgatório.
Com esta devoção, facilmente, pode-se fazer a ligação da veneração e
oferecimento das Santas Chagas de nosso Redentor, pois de Suas Chagas
jorra o Precioso Sangue. Jesus recomendou esta devoção à Irmã Maria
Marta Chambon e lhe fez por isso grandes promessas.
Recomenda-se acrescentar aos 7 Pai Nosso as seguintes orações:
Ao iniciar:
“Ó Jesus, quero agora rezar 7 vezes o Pai-Nosso, em união
com aquele amor com o qual Tu santificaste e dulcificaste no
Teu Coração esta prece. Aceita-a dos meus lábios e acolhe-a
no Teu Divino Coração, corrige-a e aperfeiçoa-a, de tal modo,
que dê à Santíssima Trindade tanta honra e alegria, como Tu,
aqui na terra, deste a Ela com esta oração, e que estas jorrem
sobre Tua Santíssima natureza humana, para glorificar Tuas
Santas Chagas e o Precioso Sangue que derramaste por meio
delas.”
Durante a reza do Pai Nosso, medita-se sobre o referido mistério.
Depois se reza o correspondente oferecimento.

1. CIRCUNCISÃO:
“Pai-Nosso... Pai Eterno, pelas mãos Imaculadas de Maria e do
Divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço as primeiras Chagas,
as primeiras Dores e o primeiro Sangue derramado por Jesus,
em expiação de meus pecados e de todos os homens,
cometidos em nossa juventude e, para prevenção dos
primeiros pecados graves, especialmente entre os meus
parentes. Ave Maria...”
2. SUOR DE SANGUE:
“Pai-Nosso... Pai Eterno, pelas mãos Imaculadas de Maria e do
Divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço os terríveis
sofrimentos do Sagrado Coração de Jesus no Monte das
Oliveiras e cada gotinha de Seu Suor de Sangue, em expiação
dos pecados cometidos no coração, tanto no meu como no de
todos os homens e mulheres, para prevenção de tais pecados
e aumento do amor a Deus e ao próximo. Ave Maria...”
3. FLAGELAÇÃO:
“Pai-Nosso... Pai Eterno, pelas mãos Imaculadas de Maria e do
Divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço as milhares e cruéis
Chagas, as cruéis Dores e o Precioso Sangue que Jesus
derramou na flagelação, em expiação dos pecados da
concupiscência da carne, tanto os meus como o de todos os
homens, para prevenção de tais pecados e para conservação
da pureza, especialmente entre os meus parentes. Ave
Maria...”
4. COROAÇÃO DE ESPINHOS:
“Pai-Nosso... Pai Eterno, pelas mãos Imaculadas de Maria e do
Divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço as Chagas, as Dores
e o Precioso Sangue da Santa Cabeça de Jesus, que se
derramou durante a coroação de espinhos, em expiação de
todos os pecados do espírito, tanto dos meus, como os de
todos os homens, para prevenção de tais pecados e para
divulgação do Reino de Cristo sobre a terra. Ave Maria...”

5. CAMINHO DA CRUZ:
“Pai-Nosso... Pai Eterno, pelas mãos Imaculadas de Maria e do
Divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço os sofrimentos de
Jesus, Sua via-sacra, especialmente a Santa Chaga do Ombro
e o Precioso Sangue dessa Chaga, em reparação da minha
revolta e a de todos os homens contra a cruz; e o murmurar
contra as determinações de Vossa santa vontade e todos os
outros pecados que se cometem com a língua, para prevenção
de tais pecados e para obter verdadeiro amor à cruz. Ave
Maria...”
6. CRUCIFICAÇÃO DE JESUS:
“Pai-Nosso... Pai Eterno, pelas mãos Imaculadas de Maria e do
Divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço o Vosso Divino Filho
pregado na cruz, Sua elevação, Suas Chagas nas mãos e nos
pés e as três torrentes de Seu Precioso Sangue que dali se
derramou por nós, Sua extrema pobreza, Sua obediência
perfeita, todos os Seus sofrimentos corporais e espirituais, Sua
preciosa morte e Sua renovação incruenta em todas as Santas
Missas do mundo, em expiação por todas as transgressões dos
santos votos e regras das ordens e congregações, dos meus
pecados e os do mundo inteiro, pelos doentes e agonizantes,
para obter santos sacerdotes e leigos, nas intenções do Santo
Padre, para restauração da família cristã, pela fortaleza na fé,
pela nossa pátria e união dos povos em Cristo e Sua Igreja,
bem como pela diáspora. Ave Maria...”
7. ABERTURA DO SANTO LADO:
“Pai-Nosso... Pai Eterno, dignai-Vos aceitar, para as
necessidades da Santa Igreja e em expiação dos pecados de
todos os homens, o Preciosíssimo Sangue e Água, que
brotaram da chaga do Divino Coração de Jesus, e para que
esse mesmo Divino Coração seja, para com todos nós,
clemente e misericordioso. Sangue de Cristo, último e
Preciosíssimo tesouro do Seu Sagrado Coração, lava-me de
todas as culpas, minhas e alheias! Água do lado de Cristo,
lava-me de todos os castigos pelos pecados e apaga as
chamas do purgatório para mim e para todas as almas que lá
se encontram. Amém! Ave Maria...”

5. AS QUINZE ORAÇÕES À SANTA BRÍGIDA


Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de Vossos fiéis e acendei
neles o fogo do Vosso amor. Enviai, Senhor, o Vosso Espírito e tudo
será criado, e renovareis a face da terra. Ó Deus que instruístes os
corações dos Vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que
apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e
gozemos sempre da Sua consolação, por Cristo Nosso Senhor. Amém
1ª ORAÇÃO:
Pelos Sacerdotes, freiras e religiosos militantes!
Pai Nosso, Ave Maria
Ó JESUS CRISTO, doçura eterna para aqueles que Vos amam, alegria
que ultrapassa toda a alegria e todo o desejo, esperança de salvação
dos pecadores, que declarastes não terdes maior contentamento do que
estar entre os homens, até o ponto de assumir a nossa natureza, na
plenitude dos tempos, por amor deles. Lembrai-Vos dos sofrimentos,
desde o primeiro instante da Vossa Conceição e sobretudo durante a
Vossa Santa Paixão, assim como havia sido decretado e estabelecido
desde toda a eternidade na mente divina. Lembrai-Vos, Senhor, que,
celebrando a Ceia com os Vossos discípulos, depois de lhes haverdes
lavado os pés, destes-lhes o Vosso Sagrado Corpo e precioso Sangue
e, consolando-os docemente, lhes predissestes a Vossa Paixão
iminente. Lembrai-Vos da tristeza e da amargura que experimentastes
em Vossa Alma, como o testemunhastes Vós mesmo por estas
palavras: ―A Minha Alma está triste até a morte‖.
Lembrai-Vos, Senhor, dos temores, angústias e dores que suportastes
em Vosso Corpo delicado, antes do suplício da Cruz, quando, depois de
ter rezado por três vezes, derramado um suor de Sangue, fostes traído
por Judas, Vosso discípulo, preso pela nação que escolhestes, acusado
por testemunhas falsas, injustamente julgado por três juízes, na flor da
Vossa juventude e no tempo solene da Páscoa. Lembrai-Vos que fostes
despojado de Vossas vestes e revestido com as vestes da irrisão, que
Vos velaram os olhos e a face, que Vos deram bofetadas, que Vos
coroaram de espinhos, que Vos puseram uma cana na mão, e que,
atado a uma coluna, fostes despedaçado por golpes e acabrunhado de
afrontas e ultrajes. Em memória destas penas e dores que suportastes
antes da Vossa Paixão sobre a Cruz, concedei-me, antes da morte,
uma verdadeira contrição, a oportunidade de me confessar com pureza
de intenção e sinceridade absoluta, uma adequada satisfação e a
remissão de todos os meus pecados. Assim seja!
2ª ORAÇÃO: Pelos trabalhadores em Geral!
Pai Nosso, Ave Maria
Ó JESUS CRISTO, verdadeira liberdade dos Anjos, paraíso de delícias,
lembrai-Vos do peso acabrunhador de tristezas que suportastes,
quando Vossos inimigos, quais leões furiosos, Vos cercaram e, por
meio de mil injúrias, escarros, bofetadas, arranhões e outros inauditos
suplícios, Vos atormentaram à porfia. Em consideração a estes insultos
e a estes tormentos, eu Vos suplico, ó meu Salvador, que Vos digneis
libertar-me dos meus inimigos, visíveis e invisíveis, e fazer-me chegar,
com o Vosso auxílio, à perfeição da salvação eterna.
Assim seja!
3ª ORAÇÃO: Pelos presos! Pai Nosso. Ave Maria
Ó JESUS, Criador do Céu e da terra, a quem coisa alguma pode conter
ou limitar, Vós que tudo abarcais e tendes tudo sob o Vosso poder,
lembrai-Vos da dor, repleta de amargura, que experimentastes, quando
os soldados, pregando na Cruz Vossas Sagradas mãos e Vossos pés
tão delicados, transpassaram-nos com grandes e rombudos cravos, e
não Vos encontrando no estado em que teriam desejado, para dar
largas à sua cólera, dilataram as Vossas Chagas, exacerbando assim
as Vossas dores. Depois, por uma crueldade inaudita, Vos estenderam
sobre a Cruz e Vos viraram de todos os lados, deslocando, assim, os
Vossos membros. Eu vos suplico, pela lembrança desta dor que
suportastes na Cruz, com tanta santidade e mansidão, que Vos digneis
conceder-me o Vosso Temor e o Vosso Amor.
Assim seja!
4ª ORAÇÃO: Pelos doentes! Pai Nosso. Ave Maria
Ó JESUS, Médico celeste, que fostes elevado na Cruz, a fim de curar
as nossas chagas por meio das Vossas, lembrai-Vos do abatimento em
que Vos encontrastes e das contusões que Vos infligiram em Vossos
Sagrados membros, dos quais nenhum permaneceu em seu lugar, de
tal modo, que dor alguma poderia ser comparada à Vossa. Da planta
dos pés até o alto da cabeça, nenhuma parte do Vosso Corpo esteve
isenta de tormentos e, entretanto, esquecido dos Vossos sofrimentos,
não Vos cansastes de suplicar ao Vosso PAI, pelos inimigos que Vos
cercavam, dizendo-LHE: ―PAI, perdoai-lhes porque não sabem o que
fazem‖. Por esta grande misericórdia e em memória desta dor, fazei
que a lembrança da Vossa Paixão, tão impregnada de amargura, opere
em mim uma perfeita contrição e a remissão de todos os meus
pecados. Assim seja!

5ª ORAÇÃO: Pelos funcionários dos hospitais!


Pai Nosso. Ave Maria
Ó JESUS, espelho do esplendor eterno! Lembrai-Vos da tristeza que
sentistes, quando, contemplando à luz da Vossa Divindade a
predestinação daqueles que deveriam ser salvos pelos méritos da
Vossa santa paixão, contemplastes, ao mesmo tempo, a multidão dos
réprobos, que deveriam ser condenados por causa de seus pecados e
lastimastes, amargamente, a sorte destes infelizes pecadores, perdidos
e desesperados. Por este abismo de compaixão e de piedade e,
principalmente, pela bondade que manifestastes ao bom ladrão,
dizendo-lhe: ―Hoje mesmo estarás Comigo no Paraíso‖, eu Vos
suplico, ó Doce Jesus, que na hora da minha morte useis de
misericórdia para comigo. Assim seja!
6ª. ORAÇÃO: Pelas famílias!
Pai Nosso. Ave Maria
Ó JESUS, Rei amável e de todo desejável, lembrai-Vos da dor que
experimentastes quando, nu e como um miserável, pregado e levantado
na Cruz, fostes abandonado por todos os Vossos parentes e amigos,
com exceção de Vossa Mãe bem amada, que permaneceu, em
companhia de São João, muito fielmente junto de Vós na agonia,
lembrai-Vos que os entregastes um ao outro, dizendo: ―Mulher, eis aí o
teu filho‖! e a João: ―Eis aí a tua Mãe!‖. Eu vos suplico, ó meu
Salvador, pela espada de dor que então transpassou a alma de Vossa
Santa Mãe, que tenhais compaixão de mim, em todas as minhas
angústias e tribulações, tanto corporais como espirituais, e que Vos
digneis assistir-me nas provações que me sobrevierem, sobretudo na
hora da minha morte.
Assim seja!
7ª ORAÇÃO: Contra a luxúria!
Pai Nosso. Ave Maria
Ó JESUS, fonte inexaurível de piedade, que, por uma profunda ternura
de amor, dissestes sobre a Cruz: ―Tenho sede!‖, mas sede de
salvação do gênero humano. Eu Vos suplico, ó meu Salvador, que Vos
digneis estimular o desejo que meu coração experimenta de tender à
perfeição em todas as minhas obras, e extinguir, por completo, em mim,
a concupiscência carnal e o ardor dos desejos mundanos.
Assim seja!

8ª ORAÇÃO: Pelas crianças e jovens!


Pai Nosso. Ave Maria.
Ó JESUS, doçura dos corações, suavidade dos espíritos, pelo amargo
sabor do fel e do vinagre que provastes sobre a Cruz por amor de todos
nós, concedei-me a graça de receber dignamente o Vosso Corpo e
Vosso Preciosíssimo Sangue, durante toda a minha vida e, na hora da
minha morte, a fim de que sirvam de remédio e de consolo para minha
alma. Assim seja!
9ª ORAÇÃO: Pelos agonizantes espirituais!
Pai Nosso. Ave Maria.
Ó JESUS, virtude real, alegria do espírito, lembrai-Vos da dor que
suportastes, quando, mergulhado na amargura, ao sentir aproximar-se a
morte, insultado e ultrajado pelos homens, julgastes haver sido
abandonado por Vosso PAI, dizendo: ―Meu DEUS, Meu DEUS, por
que Me abandonastes?‖ Por esta angústia eu Vos suplico, ó meu
Salvador, que não me abandoneis nas aflições e nas dores da morte.
Assim seja!
10ª ORAÇÃO: Pelos sofredores em geral!
Pai Nosso. Ave Maria.
Ó JESUS, que sois em todas as coisas começo e fim, vida e virtude,
lembrai-Vos de que por nós fostes mergulhado num abismo de dores,
da planta dos pés até o alto da cabeça. Em consideração à extensão
das Vossas Chagas, ensinai-me a guardar os Vossos Mandamentos,
mediante uma sincera caridade, mandamentos estes que são caminho
espaçoso e agradável para aqueles que Vos amam.
Assim seja!
11ª ORAÇÃO: Pelos pecadores de todo o mundo!
Pai Nosso. Ave Maria
Ó JESUS, profundíssimo abismo de misericórdia, suplico-Vos, em
memória de Vossas Chagas, que penetraram até a medula dos Vossos
ossos e atingiram até as Vossas entranhas, que Vos digneis afastar
esse pobre pecador do lodaçal de ofensas em que está submerso,
conduzindo-o para longe do pecado. Suplico-Vos, também, esconderme
de Vossa Face irada, ocultando-me dentro de Vossas Chagas, até
que a Vossa cólera e a Vossa justa indignação tenham passado.
Assim seja!

12ª ORAÇÃO: Por todas as Igrejas!


Pai Nosso. Ave Maria.
Ó JESUS, espelho da verdade, sinal de unidade, laço de caridade,
lembrai-Vos dos inumeráveis ferimentos que recebestes, desde a
cabeça até os pés, a ponto de ficardes dilacerado e coberto pela
púrpura do Vosso Sangue adorável. Ó quão grande e universal foi a dor
que sofrestes em Vossa Carne virginal, por amor a nós! Ó Dulcíssimo
JESUS, que poderíeis fazer por nós que não o houvésseis feito?
Eu Vos suplico, ó meu Salvador, que Vos digneis imprimir, com o Vosso
Precioso Sangue, todas as Vossas chagas em meu coração, a fim de
que eu relembre, sem cessar, as Vossas Dores e o Vosso Amor. Que
pela fiel lembrança da Vossa Paixão, o fruto dos Vossos Sofrimentos
seja renovado em mim, cada dia mais, até que eu me encontre,
finalmente, Convosco, que sois o tesouro de todos os bens e a fonte de
todas as alegrias. Ó Dulcíssimo JESUS, concedei-me poder gozar de
semelhante ventura na vida eterna. Assim seja!
13ª ORAÇÃO: Pelos profetas atuais!
Pai Nosso. Ave Maria.
Ó JESUS, fortíssimo Leão, Rei imortal e invencível, lembrai-Vos da dor
que Vos acabrunhou, quando sentistes esgotadas todas as Vossas
forças, tanto do Coração como do Corpo, e inclinando a cabeça
dissestes: ―Tudo está consumado!‖ Por esta angústia e por esta dor,
eu Vos suplico, Senhor JESUS, que tenhais piedade de mim, quando
soar a minha última hora e minha alma estiver amargurada e o meu
espírito cheio de aflição. Assim seja!
14ª ORAÇÃO: Pelos políticos e pelos governantes!
Pai Nosso, Ave Maria
Ó JESUS, Filho Único do PAI, esplendor e imagem de Sua substância,
lembrai-Vos da humilde recomendação que LHE dirigistes, dizendo:
―Meu PAI, em Vossas Mãos entrego o Meu Espírito!” Depois
expirastes, estando Vosso Corpo despedaçado, Vosso Coração
transpassado e as entranhas da Vossa Misericórdia abertas para nos
resgatar. Por esta preciosa morte eu Vos suplico, ó Rei dos Santos, que
me deis força e me socorrais, para resistir ao demônio, à carne e ao
sangue, a fim de que, estando morto para o mundo, eu possa viver
somente para Vós. Na hora da morte, recebei, eu Vos peço, minha alma
peregrina e exilada que retorna para Vós.
Assim seja

15ª ORAÇÃO: Pelo Papa! - Pai Nosso. Ave Maria.


Ó JESUS, vide verdadeira e fecunda, lembrai-Vos da abundante efusão
de Sangue, que tão generosamente derramastes de Vosso Sagrado
Corpo, assim como a uva é triturada no lagar. Do Vosso lado aberto
pela lança de um dos soldados, jorraram Sangue e água, de tal modo,
que deles não retivestes uma gota sequer. E, enfim, como um
ramalhete de mirra elevado na Cruz, Vossa Carne delicada se
aniquilou, feneceu o humor de Vossas entranhas e secou a medula dos
Vossos ossos. Por esta tão amarga Paixão e pela efusão de Vosso
precioso Sangue, eu Vos suplico, ó Bom JESUS, que recebais minha
alma quando eu estiver na agonia. Assim seja!
ORAÇÃO FINAL
Ó doce JESUS, vulnerai o meu coração, a fim de que lágrimas de
arrependimento, de compunção e de amor, noite e dia me sirvam de
alimento. Convertei-me inteiramente a Vós. Que o meu coração Vos
sirva de perpétua habitação, que a minha conduta Vos seja agradável e
que o fim da minha vida seja de tal modo edificante, que eu possa ser
admitido no Vosso Paraíso, onde, com os Vossos Santos, hei de Vos
louvar para sempre. Assim seja!
6. PROMESSAS AOS QUE VENERAM A AGONIA DE
JESUS NO MONTE DAS OLIVEIRAS
Do Meu Coração sempre brotam novamente vozes de amor. Elas
preenchem as almas, nas quais se acende o fogo do amor e até, algumas
vezes, o coração se inflama de ardor. Isto é a voz do Meu Coração que
se propaga e também alcança até aqueles que não querem escutar e, por
isso, não a percebem. Todavia, interiormente, Eu falo com todos e a
todos dirijo Minha voz, porque amo a todos.
Quem conhece o Mandamento do Amor não se admira que Eu não possa
deixar de bater à porta daqueles que Me resistem e pela sua recusa, por
assim dizer, Me obrigam a repetir Meu convite amoroso.
Minhas vozes amorosas o que são senão a vontade amorosa de um Deus
que ama e que quer salvar as suas criaturas? Contudo, Eu sei muito bem
que muitos não vão seguir Meu generoso convite e, mesmo os poucos
que o aceitam, devem esforçar-se muito para Me acolher.

Pois bem. Eu ainda serei mais generoso (como se até agora não o tivesse
sido) e Eu farei isso, dando-vos uma pedra preciosa do Meu Amor.
Assim, decidi abrir a barreira para deixar jorrar a torrente de graças, a
qual Meu coração não pode mais reter.
Olhai, que grande coisa ofereço em resposta a um pouco de amor:
1. Perdão de todos os pecados e a certeza de salvação na hora da morte
àqueles que, pelo menos uma vez ao dia, lembram-se com amor e
veneração da Minha agonia.
2. Contrição perfeita e duradoura àqueles que, em honra a esses
sofrimentos, mandam celebrar uma Santa Missa.
3. Êxito, em espiritualidade, àqueles que transmitirem aos outros o
amor pelos sofrimentos que passei no Monte das Oliveiras.
Enfim, para vos provar que Eu quero abrir Meu Coração para que Dele
jorre um rio de graças, prometo àqueles que promovem esta veneração
ao Meu sofrimento no Monte das Oliveiras, as três seguintes graças:
1. Total e definitiva vitória sobre a tentação mais difícil a que sereis
submetidos.
2. Poder direto para libertar almas do purgatório.
3. Maior entendimento e força para cumprir a Minha vontade.
Todas essas Minhas preciosas graças Eu dou, com certeza, àqueles que
farão o que Eu disse: aqueles que, com amor, compaixão e veneração
lembram-se da Minha grande e horrível agonia no Monte das
Oliveiras. (San Giovanni Rotondo, 1965)
Hora Santa
Jesus à Santa Margarida Maria Alacoque: “Aqui Eu sofri interiormente
mais do que durante todos os Meus outros sofrimentos, porque Eu Me vi
completamente abandonado pelo céu e pela terra, carregado dos pecados
de toda a humanidade. Assim compareci ante a Santidade de Deus, que
sem consideração a Minha inocência, em Sua ira me triturava e Me deu
de beber o cálice, que continha todo o fel e amargura de Sua justa
indignação; parecia que não se lembrava mais do nome de Pai e me
sacrificava, em Sua justa ira.

Não existe criatura capaz de calcular o grau dos tormentos que sofri
naquela ocasião. É a mesma dor que a alma culpada sente, quando
comparece ante o Juiz Divino e esmagada por Sua infinita santidade,
triturada em Sua justa ira, é precipitada no abismo.”
Nota: Em todos os tempos, o bondoso Jesus estimula almas escolhidas a
se empenharem por um conhecimento mais profundo e uma devoção
mais amorosa, por Seus sofrimentos tão amargos no Monte das
Oliveiras, e nunca sem preciosas promessas.
Assim se espalhou depressa a “Hora Santa” e, nesta intenção, no Ano
Santo em 1933 foi fundada, em Bologna, a “Pia União Noite Santa”.
Esta piedosa União, querida por Jesus, propagou, em toda parte, a
guarda de Amor durante toda noite da Quinta a Sexta-feira Santa diante
do Santíssimo Sacramento.
Hoje se torna muito difícil para as pessoas que amam a Deus
encontrarem tempo e ocasião para uma meditação mais prolongada,
como a da Hora Santa. Por isso, o Sagrado Coração de Jesus nos deu
esta breve, mas salutar oração, com a qual Ele nos convida e incentiva a
pensar muitas vezes, pelo menos uma vez ao dia, no Seu comovente
sofrimento no Monte das Oliveiras, demonstrando-Lhe amorosa
compaixão, meditando sobre o valor que Lhe custou nossa salvação
e rezando com Ele..., com a certeza de ser atendido.
Aqueles que tomam a sério este convite e promovem sua
propagação, estejam certos que pertencem aos consoladores de Jesus
no Monte das Oliveiras, grandes e preciosas graças lhes serão
concedidas.
Oração a Jesus em agonia no Monte das Oliveiras
Ó Jesus, no excesso de Teu amor e para subjugar nossa
dureza do coração, derramas uma torrente de graças sobre
aqueles que meditam sobre Teu santo sofrimento no Monte
das Oliveiras, e promovem a devoção ao mesmo. Eu Te peço
que ajudes muitas vezes minha alma e meu coração para que,
pelo menos uma vez ao dia, eu pense em Tua mais amarga
agonia no Monte das Oliveiras, a fim de compadecer-me de Ti
e unir-me Contigo o mais profundamente possível.

Ó bendito Jesus, Tu naquela noite tomaste sobre Ti o enorme


peso de nossos pecados e os expiaste inteiramente, concedeme
um grande presente, um perfeito arrependimento, por
amor, sobre os meus numerosos pecados, pelos quais suaste
sangue.
Ó bendito Jesus, pela Tua luta mais violenta no Monte das
Oliveiras, concede-me a vitória definitiva sobre as tentações,
especialmente sobre aquelas as quais estou mais sujeito.
Ó Jesus sofredor, por Tua agonia naquela noite da traição,
misteriosa e inefável para nós, e das mais amargas angústias
da alma, ilumina-me para eu reconhecer a Tua vontade e
cumpri-la, e faze com que eu sempre me lembre da Tua
inaudita luta e medite como a venceste, não para cumprir a
Tua vontade, mas sim a vontade do PAI.
Sê bendito, ó Jesus, por todos os suspiros daquela noite santa
e por todas as lágrimas que derramaste.
Sê bendito, ó Jesus, pelo suor de sangue e pela horrível
agonia que amorosamente suportaste no mais profundo
abandono e incompreensível solidão.
Sê bendito, ó doce Jesus, pela Oração que brotou de Teu
trêmulo Coração, cheio de imensa amargura, profundamente
humano e divino em Tua agonia.
Pai Eterno, eu Te ofereço todas as Santas Missas que já foram
celebradas, as que estão sendo celebradas e as que serão
celebradas em união com a agonia sangrenta de Cristo no
Monte das Oliveiras.
Santíssima Trindade concede que o conhecimento e, assim, o
amor à agonia de Jesus no Monte das Oliveiras se propague
em todo mundo. Concede ó Jesus, que todos os que Te
contemplam amorosamente na cruz, também se recordem de
Teus imensos sofrimentos no Monte das Oliveiras, que eles,
seguindo Teu exemplo, possam rezar bem e aprendam a lutar
valorosamente para que Te possam glorificar eternamente no
céu. Amém. (Imprimatur Fabiano, 23.11.1963 + Macário - Bispo)

7. QUINZE SOFRIMENTOS E DORES SECRETOS


Cristo, o Senhor, revelou verbalmente os Seus quinze sofrimentos e
dores secretos à devota que amava a Deus, Irmã Maria Madalena da
Ordem de Santa Clara, que vivia em Roma e faleceu em odor de
santidade.
Cristo atendeu ao pedido desta Irmã que queria saber algo sobre seus
sofrimentos secretos. Ele lhe apareceu e lhe revelou quinze dores que
Ele sofreu na noite antes da Sua morte. Cristo lhe disse:
“Os judeus Me consideraram como o pior homem que, naquela época
estava sobre a face da terra. Por isso:
- amarraram com uma corda os Meus pés e Me puxaram sobre uma
escada até um porão imundo e fedorento;
- despiram-Me e perfuraram Meu corpo com pontas de ferro;
- amarraram uma corda em Meu corpo e Me arrastaram pelo chão para lá
e para cá;
- prenderam-Me num pedaço de madeira e Me deixaram pendurado até
que eu escapei e caí; sobre esta dor derramei lágrimas sangrentas;
- amarraram-Me num poste e perfuraram Meu corpo com diversas
armas, atiraram pedras sobre Mim e Me queimaram com brasa e tochas;
- perfuraram-Me com sovelas e lanças e rasgaram a pele e a carne do
Meu corpo e das Minhas veias;
- amarraram-Me a uma coluna e Me puseram de pé sobre uma folha de
zinco ardente;
- coroaram-Me com uma coroa de ferro e vedaram Meus olhos com
panos imundos;
- sentaram-Me sobre uma cadeira que estava cheia de pregos
pontiagudos, que perfuraram Meu corpo, deixando buracos fundos nele;
- derramaram chumbo líquido e piche sobre Minhas feridas, e Me
derrubaram da cadeira;
- fincaram-Me, para Minha humilhação e sofrimento, agulhas nos
buracos onde haviam arrancado Minha barba;
- atiraram-Me sobre uma cruz, na qual Me amarraram tão forte e
duramente, que quase não conseguia mais respirar;

- pisaram sobre Minha cabeça até ao chão. Um estava parado com o pé


sobre Meu peito e Me fincou um espinho da minha coroa na Minha
língua;
- derramaram a mais repugnante imundície na Minha boca;
- usaram as mais vergonhosas expressões contra Mim, amarraram
Minhas mãos sobre as costas, e conduziram-Me para fora da cadeia com
muitas pancadas e chicotadas e Me bateram muitas vezes.”
Então falou Cristo: “Minha querida filha! Eu desejo que reveles aos
outros esses quinze ocultos sofrimentos e dores, a fim de que sejam
meditados e venerados. Quem Me oferecer, por amor, diariamente
um desses sofrimentos ocultos e rezar devotamente a oração, no dia
do juízo, Eu o quero recompensar com a felicidade eterna.”
Oração: “Meu Deus e Meu Senhor! É minha vontade inabalável honrar-
Te, louvar-Te e adorar-Te, pelos quinze sofrimentos secretos e pelo
sangue derramado. Tantos quantos são os grãozinhos de areia no mar,
tantos grãos na roça, tanta grama sobre a terra e tantas frutas nas
árvores, tantas folhas nos galhos, tantas flores nos prados, tantas
estrelas no firmamento, tantos anjos no céu e tantas criaturas na terra:
tantos milhares de vezes bendito e glorificado seja o muito amado
Senhor Jesus Cristo, Seu Sagrado Coração, Seu Precioso Sangue, o
Divino Sacrifício da Santa Missa. O Santíssimo Sacramento do Altar, a
Santíssima Virgem Maria, os gloriosos nove Coros dos Anjos e a
bendita multidão dos Santos, por mim e por todos os homens
glorificados e benditos sejam, desde agora até a eternidade.
Igualmente desejo, meu querido Jesus, agradecer-Te, servir-Te e
satisfazer-Te, retribuir-Te por toda humilhação e pertencer-Te de corpo
e alma. Tantas vezes desejo também arrepender-me de meus pecados
e a Ti, meu Senhor e Deus pedir perdão, oferecer ao Eterno Pai todos
os Teus merecimentos pelos meus pecados, fazer o firme propósito de
melhorar a minha vida e pedir por uma boa hora de morte e invocar-Te
pela redenção das almas do purgatório. Esta intenção desejo renovar,
cada hora, e permanecer nela até a morte. Eu peço-Te, ó bom e
digníssimo Jesus, que queiras confirmar no céu, este meu anseio
sincero e não permitas que pelos homens e ainda menos pelo espírito
maligno seja aniquilado. Amém.”
(Foi aprovado pelo Papa Clemente XII (pontificado de 1730-1740) e pela Santa
Congregação e Sacro Colégio de propaganda fide)

8. PROMESSAS PARA A REZA DA VIA-SACRA


Um jovem espanhol, Irmão Estanislau, 1903-1927, quando com 18 anos
entrou no noviciado dos Irmãos cristãos, em Bugedo, fez os votos da
perfeição, da obediência e pobreza. No mês de outubro de 1926, ele se
ofereceu para Jesus como vítima, por Maria. Pouco tempo depois dessa
entrega heróica ficou gravemente doente e foi obrigado a repousar. Ele
faleceu em odor de santidade em março de 1927. Pelo depoimento de
seu mestre do noviciado, ele foi uma alma escolhida que recebeu
inspiração divina. Seu confessor e os teólogos reconheceram, como
verdadeiro, este caso sobrenatural. Seu superior mandou que ele
escrevesse tudo o que Nosso Senhor prometeu àqueles que rezam
devotamente a via-sacra.
1. Tudo o que se pede durante a via-sacra será atendido.
2. Eu prometo a vida eterna àqueles, que algumas vezes, com
sentimento de participação, rezam a via-sacra.
3. Eu estou com eles durante toda sua vida e, de modo especial, na hora
da morte virei em seu auxílio.
4. Mesmo se tivessem mais pecados do que há grama no campo e mais
do que areia no mar, pela reza da via-sacra tudo será perdoado. Esta
promessa, no entanto, não exclui a confissão dos pecados graves,
especialmente antes de receber a Santa Comunhão.
5. Aqueles que, muitas vezes, rezam a via-sacra terão uma glória
especial no céu.
6. Eu os libertarei do purgatório, na primeira terça ou sexta-feira
depois de sua morte.
7. Minha bênção estará com eles durante cada oração da via-sacra e
minha bênção estará com eles na morte, no céu e em toda a eternidade.
8. Na hora da morte não permitirei que satanás os tente.
9. Se rezarem a via-sacra com amor Eu farei de cada um, um cibório
vivo, onde Eu derramarei Minhas graças com alegria.
10. Eu dirigirei Meu olhar sobre aqueles que muitas vezes rezam a
via-sacra. Meus braços sempre estarão abertos para protegê-los.

11. Assim como Eu estou pregado na cruz, bem assim estarei sempre
com aqueles que Me honram rezando a via-sacra.
12. Eles não podem mais se afastar de Mim, porque Eu lhes dou a graça
de nunca mais cometer um pecado grave.
13. Na hora da morte, Eu os consolarei com Minha presença e nós
iremos juntos ao céu. Para aqueles que rezaram muitas vezes a viasacra,
a morte será fácil.
14. Minha Alma será um Manto protetor para eles, Eu virei sempre em
seu auxílio, para que em Mim encontrem a paz.
Via-Sacra
Tirada do livro: O amor chama. Mensagem do Coração de Jesus ao
mundo. O Senhor fez esta via-sacra com Ir. Josefa Menéndez, na 4ª feira
da semana santa, dia 28 de março de 1923 e a ditou a Ir. Josefa na sextafeira
santa, dia 30 de março.
“Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.”
Preparação – Arrependimento por amor.
“Misericordioso Deus, por amor a Ti, eu me arrependo de todos
os meus pecados; eu quero emendar-me. Em união com o
doloroso e Imaculado Coração de Maria, eu Te ofereço esta
meditação sobre a paixão e morte de Jesus, em expiação de
meus pecados e os do mundo inteiro. Especialmente a ofereço a
Ti para pedir muitos bons sacerdotes e muitas bênçãos para a
missão dos sacerdotes. Eu também quero ganhar todas as
indulgências que a santa Igreja concede à oração da via-sacra.
Meu Deus ajuda-me a fazer bem esta devoção.”
I Estação
Jesus é condenado à morte
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Escuta como pronunciaram sobre Mim a sentença de morte.

Medita como Meu Coração a acolhe em silêncio, paciência e amorosa


prontidão. Almas que Me quereis seguir e se parecer Comigo, aprendam
de Mim a calar nos sofrimentos e contrariedades e guardar a paz no
coração.
“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus
Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado tende piedade de nós.”
II Estação
Jesus toma a cruz sobre os ombros
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Medita sobre a cruz que puseram sobre os Meus ombros, seu peso é
grande, mas é sobrepujado pelo Meu amor às almas imortais. Almas que
Me amais, pesai vossos sofrimentos no amor que tendes por Mim e não
permitais que a fraqueza de ânimo sufoque estas chamas.
“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus
Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
III Estação
Jesus cai pela primeira vez debaixo da cruz.
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
O peso da cruz Me joga ao chão, mas o zelo pelas almas Me ergue
novamente e Me dá novo ânimo para continuar o caminho. Almas que
estais prontas para repartir o peso da Minha cruz reflitam, se o zelo pelas
almas vos dá nova força para prosseguir no caminho da própria
abnegação, ou se o excessivo amor próprio vos tira o ânimo de carregar
o peso da cruz.

“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus


Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
IV Estação
Jesus encontra sua aflita Mãe.
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Aqui encontrei Minha amada Santa Mãe; meditem sobre o martírio de
Nossos dois corações, Eles unem Seus sofrimentos para se fortificarem
mutuamente e o amor triunfa sob dores. Almas, vós que andais o mesmo
caminho, aspirai ao mesmo fim, deixai também em vós triunfar o amor.
O aspecto de vosso sofrimento em comum fortifique vosso ânimo e
vossa confiança. Interiormente unidos no sofrimento, cresce em vós a
força de andar em caminhos dolorosos.
“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus
Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
V Estação
Simão Cireneu ajuda Jesus a carregar a Cruz
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Olhai como este homem, por pequeno pagamento, toma sobre si uma
pesada carga desonrosa. Meditem sobre a crescente fraqueza sob a qual
Eu quase desfaleço. Vós aspirais à perfeição. Quando em vós diminuir a
força na constante luta contra a própria fraqueza, pensai que não por
prazer terrestre vós vos prontificastes a Me seguir no caminho da cruz,
mas somente para ganhar a vida eterna e também para ajudar outras
almas a ganhar esta felicidade.

“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus


Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
VI Estação - Verônica enxuga a Face de Jesus.
“Nós vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Veja com que amor esta senhora enxuga Meu Rosto, como o seu amor
vence todo o respeito humano. Vós que menosprezastes, por Minha
causa, o mundo e tudo mais o que vos foi mais caro, não consintais que
o medo de perder a boa reputação e a honra vos impeça de enxugar Meu
Rosto pela demonstração de coragem e generosidade. Olhai como está
todo encoberto pelo sangue.
“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus
Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
VII Estação
Jesus cai pela segunda vez debaixo da cruz.
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
O peso da cruz esgota Minha força. O caminho é longo e penoso;
ninguém vem para Me confortar, Minha agonia fica tão grande que caio
pela 2ª vez. Almas, vós que Me seguis, não vos deixeis desanimar,
quando vossa vida sem consolação, talvez se desenrole em grande aridez
e sentis falta de toda assistência espiritual. Enchei-vos de coragem à
vista de vosso Divino Mestre a caminho do calvário. Ele cai pela 2ª vez,
mas se levanta novamente e continua Seu caminho. Quereis vos encher
de nova força, vinde e beijai Meus pés.

“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus


Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
VIII Estação
Jesus consola as mulheres de Jerusalém.
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Mulheres de Jerusalém choram à vista da Minha vergonha e da Minha
miséria. O mundo chora à vista do sofrimento. Se isto se realiza na lenha
verde, o que acontecerá na lenha seca? Digo-vos, vós que Me seguis
pelo íngreme caminho estreito, o mundo vos verá andar em prados
floridos, enquanto as outras passarão pelo fogo, que elas mesmas
prepararam pela sua sede de prazeres.
“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus
Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
IX Estação
Jesus cai pela terceira vez debaixo da cruz.
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Estou muito cansado. Olha como caio pela terceira vez. Por esta queda,
darei aos pobres pecadores a força de, ainda no último instante,
escaparem da morte eterna, e se purificarem no Sangue das Chagas
causadas pela terceira queda. Aí Eu lhes mereci a força de se levantarem
e ainda conseguir a vida eterna.
Almas, que desejais seguir-Me não recusem a Mim nenhum sacrifício,
seja ele grande ou pequeno, custe o que custar, vós podeis por meio
deste salvar a vida a uma alma imortal. Segui vosso Jesus, que foi até o
fim do caminho ao Calvário.

“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus


Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
X estação
Jesus é despojado de suas vestes
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Olha com que crueldade Eu fui despojado das Minhas vestes!
Aprofunda-te no Meu silêncio e Minha dedicação...
Fiquem despojados de tudo que vós possuís de vossos bens, vossa
vontade própria; por isto Eu vos revestirei com o vestido da pureza e as
riquezas do Meu Divino Coração.
“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus
Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
XI Estação
Jesus é pregado na cruz
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Cheguei ao cume do Monte Calvário. Aqui sofrerei a morte. Olha como
Me deitam sobre a cruz e Me pregam nela. Agora não tenho mais nada,
nem a liberdade de mover uma mão ou um pé. Eu sinto como Me
querem obrigar a morrer. Não são os pregos que Me prendem na cruz; é
o Meu amor. Nenhuma p“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho
Jesus
Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, por Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração,
por Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Senhor Jesus crucificado, tende piedade de nós!”
XII Estação - Jesus morre na cruz
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
A cruz foi Minha companheira inseparável a caminho do Monte
Calvário. E morri por vós na cruz. Almas, vós que tendes a cruz, como
vossa companheira inseparável, estejam certas que nela morrereis, mas
acreditai firmemente que ela será para vós a porta da vida. Beijai sempre
de novo este sinal abençoado, abraçai-O com amor, contemplai-O como
vosso maior tesouro.
“Pai Eterno, aceitai o Precioso sangue que Vosso Filho Jesus
Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração, por
Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Imprimi Santa Mãe, profundamente, em nossas almas, as
Chagas que Vosso filho sentiu na cruz.”
XIII Estação
Jesus é tirado da cruz e colocado no regaço de Sua Mãe.
“Nós vos adoramos Senhor Jesus Cristo e vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Meditai com que amor este justo tira Meu corpo da cruz. Ele O unge e O
deposita nos braços de Minha Mãe. Ela O adora, Ela O beija. Suas
lágrimas caem sobre Meu rosto, sobre todos os Meus membros, então
Ela Me entrega aos discípulos para o sepultamento.
Vós almas piedosas, chamadas para serem vítimas, vinde e tomai Meu
corpo, cercai-O com o perfume de vossas virtudes, adorai Suas chagas,
beijai-As, deixai cair vossas lágrimas sobre o Meu rosto. Então Me
depositai na sepultura do vosso coração.

Dizei também uma palavra de pesar a Minha e vossa querida Mãe.


“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus
Cristo derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas
Chagas, Sua Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração, por
Seus merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.
Imprimi Santa Mãe, profundamente, em nossas almas as chagas
que Vosso Filho sentiu na cruz.”
XIV Estação
Jesus é depositado no sepulcro.
“Nós Vos adoramos Senhor Jesus Cristo e Vos bendizemos,
porque pela Vossa santa cruz Vós remistes o mundo.”
Medita com que amorosa solicitude Eu fui deitado na sepultura. Ela é
nova e livre de toda profanação.
Almas, vós que estais tão unidas a Mim pela vossa disponibilidade,
aspirai com a maior delicadeza, que vosso coração seja bem limpo,
digno para servir a Mim como sepultura.
Que seja o santuário do amor; um forte generoso e constante amor.
“Pai Eterno, aceitai o Precioso Sangue que Vosso Filho Jesus Cristo
derramou durante Seus sofrimentos, por meio de Suas Chagas, Sua
Cabeça coroada de espinhos, por Seu Coração, por Seus
merecimentos infinitos. Perdoai as almas e salvai-as.”
“Precioso Sangue do Meu Redentor, em profunda veneração e
íntimo amor, eu Te adoro em expiação ao desrespeito que as
almas Te causam. Imprimi Santa Mãe, profundamente, em
nossas almas as Chagas que Teu Filho sofreu na cruz. Amém.”
Oração Final à Virgem Dolorosa: Ó Maria, minha Mãe, compartilho
Convosco as Tuas dores e os Teus sofrimentos que suportastes no
corpo e na alma, ao acompanhardes Vosso Divino Filho no caminho do
Calvário, e ao assistirdes à sua dolorosa e humilhante morte na Cruz.
Peço-Vos que me guardeis sob Vossa divina proteção para que eu não
torne a pecar, renovando a Paixão de Vosso Divino Filho.

9. ORAÇÃO À CHAGA DO OMBRO DE JESUS.


São Bernardo perguntou a Jesus, o Senhor, qual era Seu maior e
desconhecido sofrimento. O Senhor lhe respondeu: Eu tinha uma
profunda Chaga no Meu ombro, causada pela pesada cruz. Esta chaga
Me era mais desagradável que todas as outras. As pessoas não pensam
nesta Chaga porque ela quase não é conhecida; por isso honra esta
Chaga, e tudo o que desejares em virtude desta Chaga, Eu te o darei.
E todos aqueles que honrarem esta Chaga, receberão graças e
misericórdia de Mim.
“Ó meu Jesus amado! Ó pacífico Cordeiro de Deus! Eu, pobre
pecador, saúdo e venero a Santa Chaga que Tu sentiste no Teu
ombro, quando carregaste Tua pesada cruz: pela qual sofreste
mais dores do que de todas as outras Chagas de Teu Divino
corpo. Eu Te adoro, ó aflitíssimo Jesus! E do fundo do meu
coração eu Te bendigo e Te agradeço por esta santíssima e
dolorosa Chaga, humildemente peço que Tu, por dores tão cruéis
que a Chaga Te causou, e por causa da pesada carga de Tua
cruz, que tanto Te abateu e causou medo, que tenhas
misericórdia para comigo, pobre pecador, perdoes meus
pecados, atendas meus pedidos e, finalmente, me introduzas na
vida eterna pela via-sacra. Amém.”
(Nihil obstat: Julius Desfossez, libr. censor Imprimatur: Friburi Helv., 30. april
1953, L Waeber, vic. gen. Kanisius-Verlag Freiburg.)
10. AS SETE PALAVRAS DE JESUS NA CRUZ
1. Pai! Perdoai-lhes porque não sabem o que fazem.
Pai Nosso... Ave Maria...
2. Em verdade te digo: ainda hoje estarás Comigo no paraíso.
Pai Nosso... Ave Maria...
3. Mulher, eis aí teu filho; filho, eis aí tua Mãe.
Pai Nosso... Ave Maria...
4. Meu Deus, Meu Deus, porque me abandonaste?
Pai Nosso... Ave Maria...

5. Tenho sede! Pai Nosso... Ave Maria...


6. Está tudo consumado! Pai Nosso... Ave Maria...
7. Pai! Em Tuas mãos entrego o Meu Espírito.
Pai Nosso... Ave Maria...,
Meus queridos filhos!
Amai-Me no mais íntimo de vossos corações, nos quais Eu tenho Minha
morada. Amai-Me na oração das sete palavras. Acima de todas as
orações são as Minhas sete palavras. No mar de dores e lágrimas
brotaram da Minha boca. Nenhuma alma se perderá por esta oração.
Vivei conforme o mandamento do amor ao próximo. Meus filhos, sem o
amor ao próximo, não poderão ficar santos. Os homens, pela oração das
sete palavras, poderão melhor consolar-Me em Meu sofrimento. Todos
os homens morrerão. Por esta oração os agonizantes poderão ser salvos
da morte eterna. No coração dos homens despertará uma grande
saudade por Mim. Os doentes poderão encontrar a cura por meio desta
oração. Há muito tempo já insisto nesta oração. Não vai mais levar
muito tempo, até que Eu enviarei meus anjos para recompensar meus
filhos que Me honraram e amaram nas minhas sete palavras. JESUS
- Amém! (aprovado pela Igreja.)
11. PROMESSAS À VENERAÇÃO DA CRUZ.
1. Aqueles que tiverem a Cruz em seu lar ou a pendurarem na
parede do recinto de seu trabalho e a ornarem com flores, receberão
em sua profissão, seu trabalho e empreendimentos muitas bênçãos e
graças e, receberão também logo, em seus sofrimentos e preocupações,
auxílio e consolo.
2. Aqueles que em tentações e lutas, especialmente quando a
impaciência os irritar até a ira, se olharem para a Cruz, só poucos
minutos, ficarão imediatamente senhores de si e, por isso, serão
vencedores sobre a tentação e contra o pecado.
3. Aqueles que meditarem diariamente, durante 15 minutos, sobre
Meu sofrimento na Cruz, estes suportarão seus sofrimentos,
contrariedades e dores, primeiro com paciência, mais tarde com
alegria.
4. Aqueles que meditarem muitas vezes sobre Minhas Chagas na
Cruz, com profundo arrependimento de sua culpa e pecado, dentro
de pouco tempo alcançarão uma aversão profunda contra o pecado.
5. Àqueles que oferecerem ao Eterno Pai, muitas vezes, ou pelo
menos duas vezes ao dia Minha agonia na Cruz, que durou três
horas, em expiação pelo relaxamento, indiferença e pela omissão em
seguir as inspirações, quanto mais vezes o fizerem, os castigos serão
abreviados ou até poupados.
6. Aqueles que gostam de rezar diariamente o rosário das chagas,
devotamente e com grande confiança, e junto meditarem sobre Meu
sofrimento na Cruz, alcançarão a graça de executarem
conscienciosamente todas as suas obrigações e, pelo seu exemplo,
estimular outros para que também o façam.
7. Aqueles que incentivam os seus semelhantes, à veneração da
Santa Cruz com Minhas Chagas e Precioso Sangue e também
propagam o Meu rosário das Chagas, serão rapidamente atendidos
em suas solicitações.
8. Aqueles que, durante algum tempo, rezarem diariamente a viasacra
e a oferecerem pela conversão dos pecadores, podem salvar
uma comunidade paroquial.
9. Aqueles que, procurarem Meu crucifixo, três vezes seguido, não
precisa ser no mesmo dia, O venerarem e oferecerem ao Pai Celeste
Minha paixão e morte, Meu Precioso Sangue e Minhas Chagas pelos
próprios pecados, terão uma boa morte, sem agonia e morrerão sem
medo.
10. Aqueles que todas as sextas-feiras, às 15 horas, meditarem
durante 15 minutos sobre Minha paixão e morte e a oferecerem,
junto com Meu Precioso Sangue por si mesmo e pelos agonizantes
da semana, alcançarão um alto grau de amor e perfeição e podem estar
certos que o inimigo maligno não os poderá prejudicar nem corporal,
nem espiritualmente.
(De: Senhor, ensina-nos a rezar - pág. 117 ff)

12. ORAÇÃO QUE FOI ACHADA NO SANTO


SEPULCRO EM JERUSALÉM.
Invocação a Deus e à Santa Cruz de Cristo (Jesus)
Esta forte, e para todos os homens salutar oração à Santa Cruz de Jesus
foi encontrada sobre o túmulo de Nosso Senhor, no ano 1505. Quando o
imperador Carlos foi ao campo de batalha, ele a recebeu de presente do
Papa e a mandou a São Miguel, na França, onde ela está escrita numa
placa com letras douradas, maravilhosas.
Quem rezar esta oração diariamente ou a ouvir, ou a levar consigo,
ou quem rezar diariamente 5 (cinco) Pai Nosso e cinco Ave Maria
em honra a dolorosa paixão e morte de Nosso Senhor Jesus Cristo,
não terá morte repentina, não morrerá afogado, nem queimado, não
morrerá em nenhuma batalha, e nenhum veneno lhe fará mal. Uma
senhora grávida que rezar esta oração ou a ouvir rezar dará logo a
luz e será uma mãe feliz, e a criança recém nascida será preservada de
muitas desgraças, se lhe puserem esta oração ao lado direito. Quem
levar esta oração consigo não será molestado pela epilepsia. Se vires
alguém caído na rua acometido de epilepsia, coloca ao lado direito
desta pessoa esta oração, assim o doente logo levantará e se alegrará
com a sua rápida recuperação.
Quem levar esta oração de casa em casa será por mim abençoado;
quem zombar sobre isto será por mim maldito. A casa, na qual se
encontrar esta oração não sofrerá danos por meio de raios. Quem
rezar esta oração diariamente ou a ouvir rezar, verá três dias antes
de sua morte um sinal de Deus, a saber: Este é meu dia da morte.
Desejando, Santa Elisabete, rainha da Hungria, Santa Matilde e Santa Brígida saber
alguma coisa da Paixão de Cristo, fizeram muitas particulares orações, em seguida as
quais lhes apareceu Jesus Cristo, falando com elas assim: "Servas minhas prediletas,
sabei que os soldados armados foram 150; assim, os que me conduziram foram 23; e os
executores de justiça foram 33; socos que me deram na cabeça foram 150; no peito 108;
golpes nas espáduas 80.
Fui arrastado com cordas pelos cabelos 23 vezes; cuspiram-me no rosto 30 vezes;
pancadas que me deram no corpo foram 6.666; destas, as que recebi na cabeça foram
110; deram-me um murro mortal no coração.
Estive no ar, pelos cabelos, duas horas, dei, de um tempo, de 192 suspiros; fui arrastado
e puxado pela barba 23 vezes; chagas na cabeça 20; espinhos na cabeça 110; espinhos
de junco marinho 92; espinhos na testa 3; depois fui flagelado.
vestiram-me de rei da burla; e cuspiram-me no rosto 150 vezes; chagas no corpo 1.000;
soldados que me conduziram ao Calvário, 980; soldados que me vigiaram eram 3.
Gotas de sangue que derramei foram 38.430.‖
"A toda pessoa que rezar 7 Pai Nossos, 7 Ave- Marias e 7 Glórias ao Pai, pelo
espaço de 15 anos continuados, para completar o número de gotas de sangue
derramado por mim, concedo cinco graças que são:
Primeira- Indulgência plenária e remissão de todos os seus pecados;
Segunda-Será livrado das penas do Purgatório;
Terceira- Se morrer antes de ter completado os 15 anos, será como se os tivesse
completado;
Quarta- Será como se fosse um mártir e derramasse todo o seu sangue pela santa fé;
Quinta-Virei Eu do Céu pela alma dos seus parentes até à quarta geração.”
”Aquele que trouxer consigo esta oração não morrerá afogado, nem de má sorte, será
livrado do contágio, da peste e do raio, não morrerá sem confissão; será livre de seus
inimigos, do poder da justiça, de ações más e falso testemunho;
E a mulher que não puder dar à luz, pondo esta oração no pescoço, logo dará e sairá do
perigo. As casas onde estiver esta oração não sofrerão traição nem outras coisas e, 40
dias antes da hora da morte, verão a Santa Virgem Maria."

Um capitão espanhol, viajando por terra perto de Barcelona, viu uma cabeça cortada do
corpo, a qual lhe falou assim: "Viajante, como vais a Barcelona, conduz-me a um
confessor, porque já faz três dias que os ladrões me mataram, e não posso morrer sem
me confessar".
O capitão conduziu um confessor ao mesmo lugar: a cabeça vivente se confessou e
depois expirou; foram ver o corpo do qual a cabeça estava cortada e acharam-lhe a dita
oração, a qual foi aprovada por vários tribunais da Santa Religião, e pela rainha da
Espanha.Os mesmos Pais-Nossos podem ser aplicados por qualquer intenção, com a
invocação das gotas de sangue de nosso Senhor Jesus Cristo. Outra semelhante cópia
foi milagrosamente achada no lugar de Possuit, três léguas distantes de Marselha,
escrita em letras de ouro, por obra divina, trazida por um menino de 7 anos do mesmo
lugar de Possuit, em 2 de janeiro de 1752; com a declaração seguinte:
"Diz Deus que todos os que trabalharem no dia de domingo serão amaldiçoados da
minha parte, porque no domingo devem ir à igreja rogar para que se perdoem os seus
pecados. Por isso deixei seis dias de trabalho, e o sétimo para descansar e fazer
exercícios de devoção, e da vossa abundância dai aos pobres, e assim, a vossa gente
será abençoada e cheia de graça. E pelo contrário, aqueles que não acreditarem na
presente oração serão amaldiçoados, eles e seus filhos, e lhes mandarei a fome, peste e
guerra, dor e angustia de coração, em prova do meu desgosto. Verão sinais do Céu,
trovões e terremotos; aqueles que julgarem que estas letras não foram escritas por obra
divina e ditadas por minha sagrada boca, e aqueles que a tiveram maliciosamente
escondida sem a publicarem a outras pessoas, serão amaldiçoados e confundidos, e no
dia do juízo. Ao contrário, quem a publicar - ainda que tenha cometido tantos pecados
como estrelas há no céu - lhe serão perdoados, porque verdadeiramente se verá
arrependido de me ter ofendido, ainda que tenha feito alguma injúria ao seu próximo,
pedirá perdão de todos os seus pecados".
Aqueles que copiarem, lerem, ou derem a ler esta oração e a conservarem dentro de
casa, nunca passarão por perigos.

Invocação a Deus e à Santa Cruz de Cristo


“Bendito seja o Senhor Jesus Cristo que por nossos pecados
morreu no lenho da santa cruz.”
Ó santa cruz de Cristo, esteja comigo.
Ó santa cruz de Cristo, sê minha confiança.
Ó santa cruz de Cristo, sê a verdadeira luz e bem-aventurança
para minha alma.
Ó santa cruz de Cristo, desvia de mim todas as armas inimigas.

Ó santa cruz de Cristo, afasta de mim todo o mal.


Ó santa cruz de Cristo, infunde em mim todo o bem; por meio de
Ti, ó santa cruz, chego ao caminho da minha salvação.
Ó santa cruz de Cristo, preserva-me contra todo perigo corporal.
Ó Jesus de Nazaré, crucificado, tem compaixão de mim, para
que o inimigo maligno visível ou invisível se afaste de mim, desde
agora até a eternidade.
Em honra ao sofrimento de Jesus, em honra de Seu Precioso
Sangue, em honra de Sua morte ignominiosa, em honra à Sua
Santa encarnação e ressurreição, por meio de que Ele nos quer
levar à salvação; tão verdadeiro como Jesus nasceu na noite
santa; tão verdadeiro como Jesus foi circuncidado, tão verdadeiro
como os três reis magos levaram presentes no 13º (décimo
terceiro) dia, tão verdadeiro como Jesus foi crucificado na sextafeira
santa, tão verdadeiro como José e Nicodemos tiraram Jesus
da cruz e o depositaram no sepulcro, tão verdadeiro como Jesus
no terceiro dia ressuscitou dos mortos e subiu ao céu; da mesma
forma, espero fervorosamente que o Senhor Jesus me queira
preservar contra todos os meus inimigos visíveis e invisíveis,
desde agora até a eternidade. Ó Pai Celeste, nas Tuas Mãos, eu
entrego o meu espírito. Jesus, Maria e José acompanhem-me à
alegria eterna.
Oração:
“Ó Senhor Jesus, pelas amarguras que sofreste por mim na
santa cruz, especialmente quando Tua santíssima alma separouse
de Teu santíssimo corpo, compadece-Te da minha pobre
alma, quando ela partir deste mundo. Jesus dá-me coragem para
carregar minha cruz Contigo. Ensina-me a sofrer sem me
queixar, a regozijar-me nos sofrimentos e das necessidades fazer
uma virtude. Que a onipotência do Pai me cubra, a sabedoria do
Filho me governe, as graças e a força do Espírito Santo me
guardem; a Santíssima Trindade me acolha e leve minha alma
para a vida eterna. Amém.”(Vidit e approbavit H.V.L)

13. AS SETE SANTAS CHAVES DO CÉU


Um piedoso eremita recebeu de seu anjo da guarda, as sete santas chaves
do céu.
Vós devotos e piedosos cristãos, eu vos peço em nome de Jesus, que
acrediteis na grande força e efeito das sete santas chaves do céu, que um
piedoso eremita recebeu de seu anjo da guarda, e quando ele estava para
morrer, revelou o grande valor das 7 santas chaves do céu à Sua
Santidade o Papa Clemente XII e disse:
“Daquela pessoa, que consigo levar as sete santas chaves do céu, deve
se afastar de dia e de noite todos os espíritos malignos, demônios e
fantasmas, e naquela casa, na qual as santas sete chaves do céu se
acham impressas, nenhuma tempestade causará prejuízo, e esta casa
será protegida contra todo o incêndio e, quando uma mulher entrar
nas dores de parto, coloquem as santas sete chaves do céu sobre seu
peito ou sobre a cabeça, então ela dará à luz sem grandes dores e se
alegrará com o seu filho. As santas sete chaves do céu já foram
experimentadas em uma senhora de Praga, que já tinha tido cinco filhos
nascidos mortos; quando ficou grávida do sexto filho e, na hora do parto,
a parteira lhe colocou sobre a cabeça as santas sete chaves do céu, ela
deu à luz uma criança viva. As santas sete chaves do céu também foram
experimentadas num homem, que durante oito anos era atormentado por
trezentos espíritos malignos, um sacerdote da companhia de Jesus leu a
oração das santas sete chaves do céu sobre ele e a colocou sobre sua
cabeça. Escutai o milagre! No mesmo instante os demônios saíram do
homem. Aquela pessoa que consigo levar as santas sete chaves do
céu, a esta pessoa Cristo vai revelar, três dias antes de sua morte, a
hora em que vai morrer. Mas se alguém rezar, durante sete sextasfeiras
seguidas, as santas sete chaves do céu e as oferecer aos seus
amigos falecidos ou a outras almas do purgatório, poderá salvar uma
alma do purgatório; e na casa, na qual estão estas santas sete chaves
do céu, não entrará nenhuma peste ou outra doença maligna. Todas as
pessoas devem levar consigo as santas sete chaves do céu. Mas quem
não souber ler, reze às sextas-feiras sete vezes o Pai Nosso e sete
vezes a Ave Maria e o Creio em honra a dolorosa paixão e morte de
Jesus Cristo.”
Oração: “Ó santíssimo Senhor Jesus Cristo, eu me lembro de Tua
santa humanidade que, pelo consentimento de Deus Pai e do
Espírito Santo, foi concebida no ventre da Santíssima Virgem
Maria. Ó Jesus, Tu derramaste Teu precioso sangue com muita
paciência por nós, pobres pecadores. Ó meu Jesus, Tu abriste
com Tua santa e dolorosa paixão e morte a porta celestial e
sofreste por nós pecadores, durante trinta e três anos. Ó meu
Jesus, eu contemplo a dolorosa separação de Tua muito querida
Mãe Maria. Ó meu Jesus, eu me lembro que durante três horas
rezaste no santo Monte das Oliveiras, quando de esgotamento,
correu sobre Teu santo rosto, o suor de sangue. Ó meu Jesus, eu
contemplo quando Tu foste preso, atado com cordas, foste levado
de um juiz ao outro e Teu santíssimo corpo foi flagelado, de tal
modo que Teu precioso sangue correu sobre todo Teu corpo.
Depois puseram sobre Tua santa cabeça uma coroa de espinhos
pontudos, sendo que um espinho perfurou, quebrou e ficou
cravado na Tua santa testa. Ó meu Jesus, eu contemplo como Te
puseram uma cruz sobre os ombros e a levaste até o Monte
Calvário, pela qual recebeste uma profunda chaga no Teu santo
ombro. Ó meu Jesus, eu contemplo como Tu foste pregado na
santa cruz. Ó meu Jesus, eu contemplo como, durante três horas,
sofreste na cruz e disseste sete palavras:
1. Pai! Perdoai-lhes porque não sabem o que fazem.
2. Em verdade, Eu te digo, ainda hoje estarás Comigo no
paraíso.
3. Mulher, eis aí teu filho; filho, eis aí tua Mãe.
4. Meu Deus! Meu Deus! Porque Me abandonaste?
5. Tenho sede.
6. Tudo está consumado
7. Pai! Nas Tuas Mãos entrego o Meu Espírito.
Meu querido Jesus, depois disto morreste na santa cruz.
Ó meu Jesus, com Tua santíssima e dolorosa paixão e morte e
com Tuas santas sete palavras eu (dizer seu nome) quero
chavear meu corpo e minha alma eternamente. Amém.”
(com autorização eclesiástica.)

14. ORAÇÃO FORTE ANTIQÜISSIMA E


BÊNÇÃO CONTRA A TEMPESTADE.
“Jesus Cristo, O Rei da Glória, veio na paz + Deus se fez homem
+ e o Verbo se fez carne + Cristo nasceu da Virgem Maria +
Cristo sofreu + Cristo foi crucificado + Cristo morreu + Cristo
ressuscitou dos mortos + Cristo subiu ao céu + Cristo reina +
Cristo ordena + que Cristo nos proteja contra raios e trovões +
Cristo passou por eles em paz + e o Verbo se fez carne + Cristo
está conosco com Maria + fugi vós espíritos inimigos, porque o
Leão da descendência de Judá, a raiz de Davi venceu + santo
Deus + santo e forte Deus + santo Deus imortal + tem piedade de
nós.”
C. + M. + B. +
Rezar 3 Pai Nosso e 3 Ave Maria.
Breve relato sobre a origem e a grande força desta bênção:
Em Portugal, sobre um monte, uma légua distante de Lisboa, se encontra
um convento em cuja igreja uma imagem milagrosa de N. Senhora é
apreciada e venerada pelo povo. Este monte, tempos atrás, foi abalado
por grandes tempestades anualmente, prejudicando o convento e
deixando todos com medo, que outrora não só a Igreja e o convento
sucumbiram, mas também alguns religiosos foram mortos pelo raio e
granizo e alguns ficaram como mortos deitados no chão. Em seguida,
nevou muito e logo que amanheceu, chegou um devoto religioso
trajando vestes de peregrino e pediu para ver a Igreja. O porteiro o levou
à igreja, meio em ruínas, apontou para os sacerdotes mortos e contou
que tinham a intenção de abandonar o convento e a igreja e
seestabelecer em outro lugar. O sacerdote aconselhou não abandonar o
monte, mas servir-se dessa poderosa oração que lhe deu por escrito,
levá-la consigo ou pendurá-la no convento, com a certeza de que, no
futuro, a tempestade não teria mais força para causar prejuízo. O
porteiro agradeceu e correu logo ao seu superior, o qual mandou
convidar o religioso para o almoço, em agradecimento.
O irmão correu atrás do sacerdote, mas como não viu pegadas na neve,
desceu o monte e perguntou a um mendigo se não tinha visto um
sacerdote descer o monte.

O mendigo lhe garantiu que não viu ninguém subir nem descer. Quando
o superior ouviu isto, resolveu não abandonar o monte na firme fé que o
sacerdote era um anjo, enviado por Deus. Ele ordenou aos religiosos de
sempre levar consigo, esta poderosa oração, e a pendurar nas
diversas salas do convento e na igreja; desde aquele tempo, a
tempestade não prejudicou mais o convento nem nenhum religioso. Esta
história foi levada a Roma (por uma pessoa daquele lugar que também
foi atingida pelo temporal.)
A Sua Santidade, o Papa, ordenou imprimir a oração e publicá-la. Em
Roma se vê esta oração, muitas vezes em casas e portas de igrejas.
(Imprimatur, Salzburg, 14 julho 1927. F. e. Ordinariat.)
15. IMAGEM DA CRUZ DE LA SALETTE
Esta imagem representa a cruz de La Salette nos Alpes franceses, onde a
Mãe de Deus, em 1846 apareceu a duas pobres pastorinhas. Elas A
viram chorando, sentada sobre uma pedra. No pescoço usava uma
tríplice corrente com uma cruz. Na cruz as crianças viram Jesus vivo.
Nas duas traves da cruz elas viram um martelo e torquês, o símbolo da
paixão. A Mãe de Deus chorou sobre o mundo ímpio, o qual Ela
convidou para a oração, penitência e conversão, para que o castigo de
Deus não caísse sobre ele. A imagem da cruz nos protege durante as
provações, porque os anjos do Senhor circundam a cruz e nos
defenderão contra tudo. Ela brilhará durante os três dias de escuridão
(durará de 70 até 73 horas), assim também os céticos a verão. Devemos,
diariamente, se possível, rezar diante desta imagem, a seguinte
pequena oração e honrar as cinco Santas Chagas e o Precioso Sangue.
“Nós Vos adoramos, santo Senhor Jesus Cristo e Vos louvamos,
porque pela Vossa Santa Cruz Vós remistes o mundo.”
“Louvado e adorado seja o santíssimo Coração e o precioso
Sangue de Jesus no Santíssimo Sacramento do altar.”
(cada vez 300 dias de indulgência Pio X 1908.)

16. SETENTA E SETE GRAÇAS NOS SÃO DADAS


PELA DEVOTA PARTICIPAÇÃO NA SANTA MISSA
Padre Martin de Cochem O.F.M. Cap. (1634-1712.)
1. Por causa de tua salvação, Deus Pai envia Seu Filho do céu.
2. Para o teu bem, o Espírito Santo transforma pão e vinho no
verdadeiro Corpo e Sangue de Cristo.
3. Por tua causa, o Filho de Deus desce do céu e se esconde na Santa
Hóstia.
4. Sim. Ele se humilha tanto, a fim de que Ele possa estar presente na
menor partícula da Santa Hóstia.
5. Por causa da tua salvação, Ele renova o abençoado segredo de sua
encarnação.
6. Para tua salvação, Ele renasce verdadeiramente, durante cada Santa
Missa.
7. Para o teu bem, Ele realiza sobre o altar, as devoções que Ele realizou
na terra.
8. Para tua salvação, Ele renova Sua dolorosa paixão, a fim de que Ele
te faça participar da mesma.
9. Para tua salvação, Ele, espiritualmente, morre novamente e entrega
Sua nobre vida por ti.
10. Para tua salvação, Ele, no espírito em verdade, derrama Seu Santo
Sangue e o oferece por ti ao Eterno Pai.
11. Com Seu precioso Sangue, Ele asperge tua alma e a limpa de suas
manchas.
12. Por ti, Cristo se oferece como verdadeiro holocausto e dá à
Divindade tão grande honra como compete a sua dignidade.
13. Se ofereceres esta honra a Deus, tu Lhe restituirás a honra que
deixaste de Lhe prestar.
14. Por ti, Ele se oferece em sacrifício de louvor e restitui o que tu
deixaste faltar no louvor a Deus.

15. Se ofereceres este louvor de Cristo a Deus, tu Lhe darás um maior


louvor do que os anjos Lhe dão.
16. Por ti, Cristo se oferece no mais perfeito sacrifício de ação de
graças e restitui o que negligenciaste em agradecimentos.
17. Se ofereceres este agradecimento de Cristo a Deus, retribuirás a
Ele copiosamente todos os benefícios que Ele te manifestou.
18. Por ti, Cristo se oferece como o mais poderoso sacrifício de
reconciliação e torna Deus, que estava irritado, novamente teu amigo.
19. Ele te perdoa todos os pecados veniais que tu queres evitar.
20. Ele substitui muitas de tuas negligências, que cometeste por omissão
de praticar o bem.
21. Ele corrige muitas de tuas negligências, que cometeste ao fazer, de
modo imperfeito o bem.
22. Ele te perdoa também os pecados que cometeste inconscientemente e
os pecados que esqueceste e por isso nunca confessaste.
24. Por meio de cada Santa Missa, expias mais castigos do que
fazendo outra penitência muito difícil;
25. Por meio da Santa Missa, Cristo te presenteia com uma parte de
Seus merecimentos, que tu podes oferecer ao Pai Eterno por teus
pecados.
26. Cristo se oferece por ti, como o mais forte sacrifício de petição, e,
pede por ti tão cordialmente, como Ele na cruz rezou por seus inimigos.
27. Seu precioso Sangue fala por ti com tantas palavras, quantas
gotinhas de Sangue jorraram de Seu corpo.
28. Suas santas Chagas gritam por ti, tantas vezes quantas chagas
tinham em seu corpo.
29. Por causa do forte sacrifício de petição alcanças o que pediste
mais depressa do que fora da Santa Missa.
30. Oração que fazes durante a Santa Missa é bem melhor do que
aquela que fazes fora da Santa Missa. Por quê:
31. Cristo a une as suas orações e a oferece ao Seu Pai Celeste.

32. Ele apresenta fielmente tuas necessidades e perigos, e se


compromete com a tua salvação.
33. Todos os anjos presentes rezam também por ti e oferecem ao Deus
Altíssimo tua pobre oração.
34. O sacerdote celebra na tua presença a Santa Missa que, por sua
força, o inimigo maligno é afastado de ti.
35. O sacerdote também celebra a Santa Missa por ti e a oferece para
Deus por tua salvação.
36. Se participares da Santa Missa, espiritualmente serás um
sacerdote, e Cristo te dará poder, espiritualmente, de ofereceres a Santa
Missa, tanto por ti, como pelos outros.
37. Se ofereceres a Santa Missa, honras à Santíssima Trindade com o
dom mais agradável. Por quê:
38. Tu Lhe ofereces um dom precioso que vale mais que o céu e a terra.
39. Tu Lhe ofereces um dom tão precioso que tem o mesmo valor que Deus.
40. Por este oferecimento demonstras para com Deus uma tão elevada
honra assim como Ele merece ser honrado.
41. Por este oferecimento alegras a Santíssima Trindade de modo
infinito.
42. Este dom tão nobre, tu ofereces como teu próprio dom, porque ele te
foi dado por Cristo.
43. Se participares bem da Santa Missa prestas o mais elevado culto
Divino.
44. Participando da Santa Missa, prestas à humanidade de Cristo o
mais elevado culto e agrado.
45. Por meio disto, honras a paixão de Cristo, do melhor modo, e te
tornas participante dos frutos da mesma.
46. Por meio disto também podes honrar e alegrar a Mãe de Deus de
modo mais perfeito.
47. Podes honrar mais a todos os anjos e santos, pela participação à
Santa Missa do que pela recitação de muitas orações.

48. Pela devota participação à Santa Missa, tua alma pode ficar mais
rica do que por meio de qualquer outra coisa do mundo. Por quê:
49. Por meio disto fazes uma das melhores obras de caridade.
50. Tu realizas um exercício em alto grau da verdadeira fé e mereces,
por isso, uma grande recompensa.
51. Se te ajoelhares ante a Santa Hóstia e o Santo Cálice, realizarás
um excelente ato de adoração.
52. Tantas vezes olhares devotamente para a Santa Hóstia, tantas
vezes merecerás uma recompensa especial no céu.
53. Tantas vezes tu, humildemente, bateres em teu peito, tantas vezes
alcançarás o perdão de alguns pecados.
54. Se participares da Santa Missa em estado de pecado, Deus te
oferecerá a graça da conversão.
55. Se participares da Santa Missa em estado de graça, Deus aumentará
milagrosamente Sua divina graça.
56. Durante a Santa Missa, verdadeiramente, comerás o Corpo e
beberás o Sangue de Cristo.
57. Serás digno de olhar com teus olhos Cristo e de seres olhado por Ele.
58. Tu receberás a bênção sacerdotal e Cristo a confirmará no céu.
59. Pela assídua participação a Santa Missa serás abençoado com
bens temporais e corporais.
60. Por meio disto serás preservado de muitas desgraças, nas quais
terias caído.
61. Serás fortalecido em tuas tentações, pelas quais, em outras ocasiões
terias sido subjugado.
62. Por meio de cada Santa Missa adquires a graça de morrer feliz.
63. Por causa das Missas participadas receberás auxílio e consolo dos
anjos e dos santos, em tua última necessidade.
64. Na hora da morte as Missas participadas te consolarão e te
alcançarão uma firme confiança na Misericórdia Divina.

65. Elas te acompanharão ao juízo Divino e te alcançarão Misericórdia


do Juiz severo.
66. Terás um purgatório breve e ameno, porque tu já pagaste em grande
parte teus castigos com as numerosas Santas Missas.
67. Por meio de cada Santa Missa, suavizarás teu purgatório mais do
que por qualquer outro ato de expiação.
68. Uma Santa Missa, participada em vida, terá mais valor do que
muitas celebradas por ti depois da morte.
69. No céu, com certeza, terás um degrau mais elevado de glória e o
possuirás eternamente.
70. Cada Santa Missa participada te elevará mais no céu e aumentará,
consideravelmente, tua bem-aventurança.
71. Para teus amigos não podes rezar mais forte, que participar e
oferecer a Santa Missa, em sua intenção.
72. Aos teus benfeitores poderás, pela participação da Santa Missa,
agradecer ricamente os benefícios deles recebidos.
73. Aos miseráveis, doentes e agonizantes poderás melhor ajudar e
consolar, participando de Santas Missas.
74. Para muitos, muitos pecadores, pelo oferecimento da Santa Missa,
poderás alcançar sua conversão.
75. Participando da Santa Missa, tu poderás pedir a salvação de todos
os cristãos.
76. Participando da Santa Missa, tu poderás refrescar todo purgatório
e aliviar, em muito, as almas que lá estão.
77. Se não puderes mandar celebrar Santas Missas pelos teus falecidos,
poderás salvá-los participando da Santa Missa.
O argumento de todas essas graças encontrareis ao continuar a leitura,
no livro do padre Martin von Cochem: “Explicação do Santo Sacrifício
da Missa”, do qual a presente relação é um resumo.
(N.B. Essas promessas valem riquíssimas graças para todos os tempos,
fixados pelo Papa Pio V, inalterável Santa Missa tridentina.)

17. MISSAS GREGORIANAS


O Santo Padre, o Papa Gregório, o Grande, mandou que fossem
celebradas 30 Santas Missas, em ininterrupta seqüência pela salvação do
falecido monge Justo, que apesar do voto de pobreza, secretamente
apoderou-se de algumas moedas de ouro. No trigésimo dia, depois da
celebração da última Santa Missa, apareceu o falecido monge a seu
superior Kopiosus e disse: “Eu sofri tormentos e vê, agora estou livre”.
Assim, mais tarde, muitas vezes, mandaram celebrar 30 Santas Missas,
sem interrupção, para pessoas falecidas. Foram chamadas missas
gregorianas. Mais tarde o número de missas passou para 12 (doze),
depois para 6 (seis) e foram chamadas “missas misteriosas” ou “missas
da paixão” – A celebração do Santo Sacrifício da Missa ajuda mais
aos falecidos do que qualquer outra obra.
18. RELATO DAS SEIS SANTAS MISSAS
Estas missas podem ser celebradas, pelos vivos e falecidos, para maior
louvor de Deus, em Sua honra e ação de graças e pelas almas do
purgatório, aplicadas com grande merecimento, proveito e consolo,
como se pode deduzir do seguinte:
Um erudito e bem-aventurado sacerdote da Companhia de Jesus e
professor da Sagrada Escritura, iluminado pela revelação, pregou
abertamente ao povo que, quando se deixam celebrar estas seis Missas
por um falecido, a alma do mesmo, instantaneamente, será salva do
purgatório, mesmo se tivesse sido determinado de ficar lá, sofrendo até
o último dia. Duas senhoras que ouviram isto no sermão prometeram
mutuamente, logo que uma morresse, a sobrevivente deveria mandar
celebrar seis Santas Missas pela falecida, o que de fato aconteceu.
Depois da morte de uma das senhoras, conforme sua promessa, a outra
mandou celebrar seis Santas Missas. A falecida lhe apareceu durante a
noite em extraordinária beleza e claridade, que ela não se conteve de
alegria e prazer, tanto que durante três dias não tomou nenhum
alimento nem bebida. Quando tornou a si novamente, seu único desejo
foi de também morrer. Ela ordenou que as seis Santas Missas fossem
celebradas por ela, falecendo alegre e feliz, no sétimo dia depois que isto
aconteceu.

Uma alma que deveria sofrer no purgatório até o fim do mundo,


apareceu a um devoto sacerdote e lhe pediu que rezasse estas seis Santas
Missas por ela. Depois que o sacerdote celebrou com muita devoção as
Santas Missas, a alma lhe apareceu e disse: Eu sou a alma pela qual tu
celebraste as seis Santas Missas. Para Deus, e a ti, seja dado o maior
agradecimento, que eu fui salva de tão grande tormento, o qual eu teria
de suportar até o fim do mundo.
Quando uma pessoa manda celebrar, por um sacerdote, seis Santas
Missas para vivos ou falecidos, na ordem, conforme abaixo, a alma
daquela pessoa, por quem foram oferecidas as Santas Missas,
infalivelmente, logo será salva da dolorosa prisão do purgatório.
É de notar que estas seis Santas Missas devem ser celebradas por um
sacerdote, na seguinte ordem e intenção:
A 1ª Santa Missa
Esta missa deve ser oferecida em honra ao injusto aprisionamento de
Nosso Senhor Jesus Cristo, a fim de que seja salva a alma que se
tenciona libertar de sua prisão e de seu doloroso tormento no purgatório,
pelos pecados cometidos durante sua vida terrestre.
A 2ª Santa Missa
Esta missa deve ser oferecida em honra ao injusto julgamento, que
nosso querido Senhor Jesus Cristo suportou, sendo sacrificado, a fim de
que a pobre alma seja absolvida de seus grandes tormentos que, por
causa dos pecados cometidos, foi condenada pelo severo Juiz Divino.
A 3ª Santa Missa
Esta missa deve ser oferecida em honra a injusta zombaria, que nosso
querido Senhor Jesus Cristo suportou durante toda Sua santa vida e,
especialmente na Sua última dolorosa paixão, no lenho da santa cruz, a
fim de que Ele possa absolver a pobre alma de toda desagradável
perseguição e de todos os castigos, que ela mereceu por causa de seus
pecados.

A 4ª Santa Missa
Esta missa deve ser oferecida em honra as Santas Chagas e dores de
nosso amado Senhor Jesus Cristo, bem como de Sua miséria e morte que
sofreu no lenho da Santa Cruz, a fim de que Ele possa absolver a pobre
alma do castigo merecido e curar todas as chagas mortais, que ela
recebeu por causa de seus pecados graves.
A 5ª Santa Missa
Esta missa deve ser oferecida em honra ao enterro de nosso querido
Senhor Jesus Cristo, para pedir-Lhe que esconda eternamente, em Sua
infinita misericórdia, todos os pecados e más ações cometidos, por esta
pobre alma e absolvê-la de seu castigo merecido.
A 6ª Santa Missa
Esta missa deve ser celebrada, em honra da ressurreição e ascensão
ao céu de nosso Senhor Jesus Cristo, a fim de que Ele tire a pobre
alma da sombra da morte e a conduza à luz eterna e lhe proporcione, o
quanto antes, a ressurreição e uma rápida ascensão ao céu.
É de se notar que ninguém é capaz de expressar quão grandes
merecimentos adquire, perante Deus, aquele que publica as vantagens
das mencionadas seis Santas Missas e de que modo devem ser
celebradas.
Sobre isto se diz:
Se uma pessoa peregrina por todo mundo de um lugar ao outro, ela não
pode adquirir tantos e tão grandes merecimentos, do que quando ela
exorta outras pessoas a fazer uso dessas seis Santas Missas, porque
por meio disto muitas pobres almas se alegrarão e serão salvas.
Também não se deve esquecer de dizer que grandes vantagens receberão
todas as pessoas, que ainda em vida mandarem celebrar para si as
seis Santas Missas, e assim elas não só alcançarão o perdão de seus
pecados, por força dessas seis Santas Missas e, mesmo se estiverem em
desagrado de Deus, chegarão ao reconhecimento e arrependimento e,
escaparão desta maneira, da condenação eterna.
(De um antigo livrinho, aprovado pelo Papa Clemente XII. As seis mencionadas Santas
Missas são chamadas missas da paixão. O Papa Clemente XII (1730-1740) aprovou
estas Santas Missas e as recomendou. As seis Missas devem ser celebradas em seis dias
seguidos, as missas gregorianas 30 dias seguidos.)
19. UM QUARTO DE HORA PERANTE O
SANTÍSSIMO SACRAMENTO DO ALTAR
Estímulos do Santo Antônio Maria Claret
Padre Claret (1807-1870), mais tarde Arcebispo de Cuba, fundou a
Sociedade das Missões dos Filhos do Imaculado Coração de Maria – o
Clareteano. Os seguintes textos do santo foram escolhidos e publicados,
pelo Ministério da Pastoral da arquidiocese de Viena, em- 1988.
Padre Claret usa o estilo pessoal deixando Jesus falar a cada um.
“Não é necessário saber muito para Me agradar – basta que Me ames
muito. Fala singelamente Comigo como falarias com teu amigo mais
íntimo.”
Queres pedir-Me alguma coisa por alguém?
Cita-Me seu nome e dize-Me então o que desejas que Eu, agora, faça por
ele. Pede muito. Não hesites em pedir.
Fala simples e sinceramente Comigo dos pobres, que queres consolar;
dos doentes, que vês sofrendo; dos extraviados, que ardentemente
gostarias que voltassem para o reto caminho. Dize-Me por todos pelo
menos uma palavra.
E, para ti, não necessitas de nenhuma graça?
Dize-Me, abertamente, que tu és, talvez orgulhoso, egoísta, inconstante,
negligente... e Me pede, então, para Eu vir em teu auxílio e te ajudar nos
pequenos ou grandes esforços, que fazes para te livrares desses defeitos.
Não te envergonhes! Há muitos justos, muitos santos no céu, que tinham
os mesmos defeitos. Eles pediam humildemente... e, pouco a pouco,
viram-se livres desses defeitos.
E não hesites em pedir pela saúde, como também êxito em teus
trabalhos, negócios ou estudos.
Tudo isto, Eu te posso dar e Eu te dou.
E, Eu desejo por isso, que tu Me peças estas coisas, desde que não
sejam contra a tua santificação, mas a favoreça e a apóie.
E que precisas hoje? Que posso Eu fazer por ti?
Se soubesses, o quanto Eu desejo te ajudar.

Tens um plano?
Conta-o para Mim. Que te prejudica? Que pensas? Que desejas?
Que posso fazer por teu irmão, tua irmã, teus amigos, tua família, teus
superiores? Que tu gostarias de fazer por eles?
E quanto a Mim? Não tens o desejo que Eu seja glorificado?
Não gostarias de fazer um bem a teus amigos, que talvez ames muito,
que talvez vivam sem se lembrarem de Mim?
Dize-Me: Que desperta especialmente hoje tua atenção?
Que desejas ardentemente?
De que meios dispões para alcançares isto?
Dize-Me se tua intenção não sair bem, e Eu te direi os motivos de teu
insucesso. Não gostarias que Eu te pertencesse?
Sentes-te, talvez triste ou aborrecido?
Conta-Me minuciosamente o que te deixa triste. Quem te ofendeu?
Quem ofendeu teu amor próprio? Quem te desprezou?
Comunica-Me tudo e, em breve, conseguirás Me dizer que, conforme
Meu exemplo, tudo perdoas, tudo esqueces.
Em recompensa receberás Minha bênção consoladora.
Talvez tenhas medo?
Tu sentes em tua alma aquela indefinida depressão, embora infundada,
mas apesar disso não cessa de dilacerar teu coração? Entrega-te nos
braços da Minha providência! Eu estou contigo, ao teu lado. Eu vejo
tudo, ouço tudo e, em nenhum instante, Eu te abandono.
Sentes antipatia em pessoas que gostavam de ti, agora se esqueceram e
se afastam de ti, sem que lhes deste o menor motivo para isto? Pede por
elas e Eu as reconduzirei ao teu lado, se não for impedimento para a tua
santificação.
E não tens, talvez, alguma alegria para Me comunicar?
Porque não Me deixas participar nisto, Eu que sou teu amigo?
Conta-Me, o que desde tua última visita, consolou teu coração e te fez
sorrir.
Talvez tenhas tido agradáveis surpresas; talvez recebido notícias felizes,
uma carta, um sinal de afeto, talvez; vencido uma dificuldade,
conseguido sair de uma situação difícil. Tudo isto é obra Minha.
É para tu simplesmente dizeres: Obrigado, meu Pai!

Não me queres prometer nada?


Eu leio no fundo de teu coração. Pode-se, enganar os homens, mas Deus
não. Conta tudo para Mim com sinceridade. Estás firmemente decidido,
a não te expor mais àquela ocasião de pecado, renunciar aquele objeto
que te prejudica, não ler mais aquele livro que irritou tua imaginação,
não mais andar com aquela pessoa que perturba a paz da tua alma?
Novamente tu serás meigo, amável e prestativo com aquela pessoa que
até hoje consideraste teu inimigo, porque cometeu uma falta contra ti?
Bem, volta a tuas habituais ocupações, para teu trabalho, tua família, teu
estudo. Mas não te esqueças dos QUINZE MINUTOS, que nós dois aqui
passamos juntos. Conserva, quanto possível, silêncio, modéstia,
concentração interior, amor ao próximo.
Ama Minha Mãe, que também é tua.
Volta com um coração que está mais cheio de amor, e que é mais
dedicado ao Meu Espírito. Tu encontrarás então, no Meu coração,
cada dia, novo amor, novos benefícios e novas consolações!”
(Conforme uma folha de oração do W.R.S. secretariado Ochenhausen.)
Promessas de Jesus aos que veneram o Santíssimo
Sacramento do Altar.
1. Aqueles que, na noite de quinta para sexta-feira, fizerem uma
hora de adoração em honra ao Santíssimo Sacramento do Altar, (ela
também pode ser feita em casa) não morrerão sem antes terem
recebido a Santa Comunhão e, assim, passarão para a eternidade.
2. Aqueles que em quinta-feira, durante o dia, fizerem uma visita de
meia hora na igreja e ficarem na frente, bem perto do sacrário,
alcançarão um alto grau do conhecimento da fé, do mistério da Minha
onipotência e o amor ao Santíssimo Sacramento do Altar e, por meio
disto, um amor verdadeiro e desinteressado para com o próximo
sofredor (bem como alcançarão uma boa compreensão para com ele).
3. Aqueles que, diariamente, participarem com muita devoção da
Santa Missa, poderão alcançar para o seu próximo, muitas graças e
auxílio em todas as solicitações e, na eternidade, estarão bem perto de
Mim.

4. Aqueles que, antes de receberem a Santa Comunhão, fizerem uma


mortificação ou um sacrifício, em honra ao Santíssimo Sacramento
do Altar sentirão tanta saudade de Mim e da Santa Comunhão, que não
poderão mais viver sem Mim e, assim, cada Santa Comunhão, terá para
eles um valor dobrado, verdadeiramente digno.
5. Aqueles que se derem o tempo de, depois da santa comunhão,
fazer meia hora de adoração e ação de graças, introduzirei sempre
mais profundamente no mistério de Meu amor e comunicá-los-ei o Meu
amor, a fim de que consigam, por meio disto, uma consciência pura e
compreensão clara e segura de suas faltas e fraquezas.
6. Aqueles que durante a transubstanciação, ao levantar o corpo e o
sangue de Jesus, com humildade, pedirem uma graça e um conselho,
serão logo atendidos, assim como for melhor para sua salvação.
7. Aqueles que se oferecem Comigo, em união com Minhas Chagas e
Meu Sangue ao Eterno Pai, em expiação dos pecados do mundo,
durante a consagração, guiarei e consolarei até o fim de suas vidas
com a Minha graça, de modo que não mais necessitarão do consolo dos
homens.
8. Aqueles que fazem, perante o Santíssimo Sacramento exposto,
uma hora de adoração e oferecem, com sincera humildade, Meu
precioso sangue pelos seus próprios pecados e os de todo mundo,
podem estar certos que tenho agrado em sua hora de adoração e perdôo
todos os seus pecados e, por isso, os dotarei com muitas graças,
especialmente o dom da sabedoria.
9. Aqueles que com especial predileção participam da Missa com
bênção, durante a qual é rezada a Ladainha do Santíssimo
Sacramento ou o Rosário das Chagas, estes alcançarão um especial
grau de santidade e os acompanharei, com especial proteção, bênção,
graça e muito êxito em todos os seus empreendimentos.
10. Aqueles que se empenham de também conduzir outras pessoas
ao Meu sacrário, ou levar mais uma pessoa às horas de adoração,
alcançarão a grande graça de serem luz e guia para estas pessoas que
ainda estão afastadas de Mim, procurando conduzi-las ao céu e, por
meio disto, serem meus instrumentos para a salvação da humanidade.
(Do “O exército do precioso sangue” a Rodolfo Sahaffer S. 81 f.f.)

20. FACE DE CRISTO


Ó adorável Face de Nosso Senhor que foi desfigurada por meio de
insultos. Pelo Seu infinito amor, Nosso Senhor imprimiu Sua Face cheia
de dor no véu de Verônica. O véu no qual Jesus imprimiu com Seu suor
e sangue, a Sua Santa Face está sendo guardado na Igreja de São Pedro,
em Roma, hoje Turim, é muito honrado.
Também de nós o Senhor quer o obséquio da Santa Verônica. “Procura
para Mim almas como a da Verônica, que novamente limpem e honrem
a Minha Divina Face, que é tão pouco honrada” disse o Senhor a Sua
serva Santa Maria Saint-Pierre, carmelita em Tours (+1848). Como
outrora a Santa Mechtildes e Santa Gertrudes, o Senhor lhes fez grandes
promessas sobre isto. Também Santa Terezinha do Menino Jesus foi
uma grande veneradora da Santíssima Face de Jesus.
Ofereçamos muitas vezes ao Pai Celeste a dolorosa Face de Jesus,
em expiação às blasfêmias, profanação do domingo e conversão dos
pecadores. (Do folheto de orações Kanisiusverlag Frankfurt)
Promessas do Senhor para os fiéis devotos
de Sua Santíssima Face
1. Para Santa Gertrudes Jesus disse: “Eles terão espiritualmente pelo
retrato da Minha humanidade um vivo reflexo da Minha divindade, eles
serão assim iluminados até o âmago de sua alma e, pela semelhança
com Minha Face, aparecerão mais brilhantes na vida eterna do que
muitos outros.”
2. Para Santa Mechtildes o Senhor falou daqueles que honram Sua
Face: “Nenhum deles será separado de mim.” (I Livro/8 cap.)
3. À Santa Maria de S. Pedro, Jesus disse: “Às almas, que venerarem
Minha Santa Face, imprimirei os traços da Minha divindade”. (21 de
janeiro de 1844.)
4. “Minha Santa Face iguala ao selo da divindade, que tem a força de
imprimir novamente nas almas o retrato de Deus”. (06/11/1845).
5. “Por Minha Santa Face fareis milagres”. (27 de outubro de 1845).
6. “Por Minha Santa Face conseguireis a salvação de muitos
pecadores.”

7. “Por este dom sacrifical nada lhes será negado. Ó! Se soubésseis


como é agradável ao Meu Pai à vista da Minha Face!” (22 de novembro de
1848).
8. “Assim como se pode num reino, com uma moeda que traz o retrato
do príncipe, conseguir tudo o que se deseja, bem assim alcançareis tudo
na terra com a preciosa moeda da Minha Santa humanidade, assim
como esta Face adorável a representa e a qual os anjos desejam
contemplar”. (29 de outubro de 1845).
9. “Quanto mais estiverdes preocupados, em restaurar sua beleza, a
Santa Face disforme pelas blasfêmias, tanto mais voltarei Meu
cuidado para a vossa face deformada pelo pecado. Eu lhe imprimirei
novamente Minha imagem, dar-lhe-ei novamente sua beleza que recebeu
no seu batismo”. (03 de novembro de 1845).
10. “Eu defenderei, perante Meu Pai, todos os que Me defendem por
esta obra de expiação, pela palavra, oração ou escrita. Na hora da
morte, purificarei sua alma, lavarei as manchas do pecado e lhes
restituirei a beleza original”. (Imprimatur: Friburgi Helv., die 31 octobres 1961.
Th Perroud, vic.gen.; Veneração da Santa Face de Jesus Cristo, WKS, Ochsenhausen).
Saudação a Santa Face: em reparação pelas blasfêmias
“Seja bendita, ó Santa Face de Jesus nobre selo da Divindade.
Seja bendita, ó santa Face de Jesus espelho da divindade.
Seja bendita, ó Santa Face de Jesus alegria e delícia de todos os
anjos e santos.
Seja bendita, ó santa Face de Jesus que, por causa de nossos
pecados, foi desfigurada, maltratada e despojada de toda beleza.
Seja bendita, ó Santa Face de Jesus que se virou cheia de
misericórdia para São Pedro.
Seja bendita, ó Santa Face de Jesus que se imprimiu no véu de
Santa Verônica.
Seja bendita, ó Santa Face de Jesus que por nós foi cuspida,
batida e ferida.
Seja bendita, ó Santa Face de Jesus que acalma a ira de Deus.
Seja bendita, ó Santa Face de Jesus que será eternamente a
alegria e delícia de todos os escolhidos.”
(Impimatur Friburgi Helv. 5 Vil 1966 Th. Perroud. vic. gen.)

Oração: “Senhor Jesus Cristo, por um milagre extraordinário deixaste


para nós no santo sudário a completa imagem de Teu Santo Corpo;
Teu Santo Corpo que, para nossa salvação, foi martirizado e
crucificado. Igualmente deixaste-nos a imagem de Teu divino rosto,
com os sinais do espancamento e das chagas, os quais os carrascos
Te causaram. Pelos merecimentos que adquiriste pelos cruéis
sofrimentos, queiras nos conceder a graça de, aqui na terra, honrar Teu
Rosto amoroso, este Santo Rosto, perante o qual até os anjos se
inclinam. Também queiras nos conceder a graça de contemplar esta
Santa Face, eternamente no céu. Amém.”
Ladainha
Senhor, tende piedade de nós.
Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Cristo, ouvi-nos.
Cristo, atendei-nos.
Deus, Pai do céu, tende piedade de nós.
Deus Filho, Redentor do mundo, tende piedade de nós.
Deus, Espírito Santo, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, um só Deus tende piedade de nós.
Santa Face do Filho de Deus vivo, tende piedade de nós.
Santa Face, espelho da Divina Majestade, tende piedade de nós.
Santa Face, de nosso Salvador, tende piedade de nós.
Santa Face, coberta com suor de sangue, tende piedade de nós.
Santa Face, humilhada pelo beijo do traidor, tende piedade de nós.
(beijar a face de Jesus, com amor)
Santa Face, cruelmente espancada por meio de bofetadas, tende
piedade de nós.
Santa Face, coberta pela ignomínia, tende piedade de nós.
Santa Face, vergonhosamente velada, tende piedade de nós.
Santa Face, batida com um cano, tende piedade de nós.
Santa Face, ferida com espinhos, tende piedade de nós.
Santa Face, atormentada pela febre e sede, tende piedade de nós.
Santa Face, na sentença perante a multidão do povo, tende piedade de
nós.
Santa Face, molhada com lágrimas dolorosas, tende piedade de nós.
Santa Face, impressa no sudário de Verônica, tende piedade de nós.
Santa Face, cumulada de blasfêmias, tende piedade de nós.
Santa Face, inclinada morrendo na cruz, tende piedade de nós.

Santa Face desfigurada pelas cicatrizes e golpes, admiravelmente


representada no Santo Sudário, tende piedade de nós.
Santa Face, glorificada pela ressurreição, tende piedade de nós.
Santa Face, alegria dos anjos e santos, tende piedade de nós.
Santa Face, consolo dos aflitos, tende piedade de nós.
Santa Face, cuja veneração nos traz auxílio nas angústias, tende
piedade de nós.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, mostra-nos Sua
Santa Face, vira para nós Seu Santo semblante e nós seremos salvos.
Amém.”
Hino a Santa Face
“Bendito seja Jesus!
Bendita seja a Santa Face de Jesus!
Bendita seja a Santa Face na majestosa beleza de Seus traços
celestiais!
Bendita seja a Santa Face em todas as Suas palavras, que
saíram de Sua Divina boca!
Bendita seja a Santa Face em todos os seus olhares, de Seus
olhos dignos de adoração!
Bendita seja a Santa Face na transfiguração, no Monte Tabor!
Bendita seja a Santa Face, esgotada pelo esforço do apostolado!
Bendita seja a Santa Face, no suor de Sua agonia, transformada
em sangue!
Bendita seja a Santa Face, nas humilhações da paixão!
Bendita seja a Santa Face, nas dores da morte!
Bendita seja a Santa Face, no esplendor da ressurreição!
Bendita seja a Santa Face, pelo brilho da luz eterna!
Ó Jesus, por causa de Teu infinito amor, nós Te suplicamos:
Deixa-nos consolar Teu amoroso coração, que não esqueçamos
Teu choro, conservemos nossas almas puras de todo pecado e
não Te causemos mais lágrimas. Com isto, nos uniremos às
lágrimas do delicado sentir do coração de Maria, quando esteve
sob a cruz de Seu único Filho muito amado, e uma espada
transpassou Seu coração, causando-Lhe tanta dor, como se
tivessem sete espadas transpassado o Seu coração.”

Rosário em Honra à Santa Face


“Santa Face, nós clamaremos tanto tempo por Ti, até que Tu nos
atendas, milagrosamente nos podes ajudar! Santo Deus, Deus
Santo Forte, Deus Santo Imortal tende piedade de nós e do
mundo inteiro! Senhor mostra-nos Tua Face e seremos salvos!”
Nas contas grandes se reza:
“Pai celestial, nós Te oferecemos humilde e insistentemente os
infinitos merecimentos e dores da Santa Face, Seu precioso
Sangue, todas as Suas Chagas e Lágrimas, para Tua maior
glória e para auxílio em nossa extrema necessidade!”
Nas contas pequenas, em vez da Ave Maria, se reza:
Na 1ª dezena: “Santa Face, coberta de chagas, tende piedade de
nós, nós clamamos por Ti!”
Na 2ª dezena: “Santa Face, coberta de sangue, tende piedade de
nós, nós clamamos por Ti!”
Na 3ª dezena: “Santa Face, em Teu amor infinito, derramando
lágrimas amargas, tende piedade de nós, nós clamamos por Ti!”
Na 4ª dezena: “Santa Face, coberta com desprezo e humilhação,
tende piedade de nós, nós clamamos por Ti!”
Na 5ª dezena: “Santa Face suportando silenciosamente dores
atrozes, tende piedade de nós, nós clamamos por Ti!”.
Final:
“Queremos adorar a Santa Face de Nosso Senhor Jesus Cristo,
o Salvador, imerso em merecimentos e riquíssimo em
misericórdia, para com todos que O invocam! Ele nos conceda o
perdão de nossos pecados, conversão de nossa vida e a
realização de nossos justos desejos. Queremos consolá-lo pela
sinceridade de nosso agir, pela intrepidez de nossa fé e pelo
fervor de nosso amor. Amém.”

21. CABEÇA DE CRISTO


Esta imagem corresponde a visão de Teresa Higginson (1844-1905), que
tinha os estigmas, era natural da Inglaterra. Jesus quer que Sua Cabeça
seja venerada como “Sede da Divina Sabedoria.”
“Eu vos dou Minha Cabeça Sagrada, para vos salvar do perigo deste
tempo.”
1 “Qualquer um que ajude a favorecer esta Devoção será abençoado 1000 vezes;
mas castigo aquele que rejeitar e for contra os Meus desejos com respeito a isto, pois
serão dispersos em minha ira, e não mais saberão os seus lugares.” (2 de Junho, 1880)

2 Nosso Senhor “coroaria e vestiria com particular glória todos aqueles que
favorecessem esta Devoção” para com a Sagrada Cabeça. “Ele vestiria com glória
ante anjos e homens nas cortes do céu aqueles que vestirem-No com glória na terra, e
os coroaria com a felicidade eterna” (10 de Setembro, 1880)

3 “Nós fazemos grande homenagem à sempre Abençoada Santíssima Trindade,


adorando a Cabeça Sagrada de nosso Querido e Abençoado Senhor como 'Trono da
Sabedoria Divina'" (Anunciação 1881)

4 Nosso Senhor abençoa “todos que praticam ou favorecem esta Devoção de


qualquer forma” (16 de Julho, 1881)

5 “Incontáveis bênçãos são prometidas a todos aqueles que tentarem atender aos
desejos de Nosso Senhor em espalhar esta Devoção” (1 de Junho, 1880)

6 “O quão mais praticarmos a devoção à Sagrada Cabeça, o quão mais veremos


o trabalho do Espírito Santo de Deus na alma humana, e melhor conheceremos e
amaremos ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo” (2 de Junho, 1880)

7 “ A devoção e amor ao Seu Sagrado Coração devem ser dados cem vezes sobre
aqueles que praticam a devoção ao Trono da Sabedoria Divina” (Maio, 1883)

8 “Nosso Abençoado Senhor disse que tudo o que Ele havia prometido àqueles
que amarem e honrarem com virtude a Sua Sagrada Cabeça deve ser
derramado sobre aqueles que a honraram por conta própria, ou que foram o
meio pelo qual outros o fizeram. Ó Sagrada Cabeça, que Tua Sabedoria sempre
nos guie, e que sua sagrada língua sempre nos abençoe e peça por misericórdia e
perdão, e que nunca escutemos a maldição pronunciada contra aqueles que
atrapalhem ou desprezem esta Devoção” (2 de Junho, 1880)

9 “Para aqueles que Me honram eu concederei minha força, e serei seu Deus, e
eles serão Meus filhos, e colocarei Meu sinal sobre suas testas e Meu selo sobre
seus lábios” (2 de Junho, 1880)

10 Ele deu-me o conhecimento de que esta sabedoria e Luz era o selo que marcava o
número de Seus eleitos, e que eles verão Sua Face, e Seu Nome será marcado em sua
testa. (23 de Maio, 1880)

11 Nosso Senhor deu-me o conhecimento de que São João referiu a Sua Sagrada
Cabeça do Trono da Sabedoria Divina “nos últimos dois Capítulos das Revelações,
e com esta marca foram selados o número de seus eleitos” (23 de Maio, 1880)
12 Nosso Senhor mostra-me a grande bênção e graças que tem guardado para aqueles
que favorecerem a Sua Vontade divina para este fim. (9 de Maio, 1880)
“Quando esta imagem for venerada, iniciar-se-á o fim dos tempos.”
“Eu desejo que a primeira sexta-feira, depois da festa do Meu
Sagrado Coração, seja classificada como dia de festa em honra a
Minha Cabeça Sagrada, como sede da divina sabedoria e que Me
seja prestada adoração pública, em reparação de toda humilhação e
pecados que continuamente são cometidos contra Mim.” (Jesus a Theresa
Higginson 2.06.1880)
“Todas as almas que venerarem Minha Cabeça coroada de espinhos
e, coberta de sangue, a contemplarem com amor expiatório, estas
serão Minha gloriosa coroa no céu.”
(Jesus para Ir. Maria Martha Chambon) comp. Imagem “Cabeça de Cristo”
A Sagrada Cabeça é o altar dos poderes da Alma. “A Cabeça é também o centro de todos
os sentidos do corpo, e que esta devoção é o complemento não apenas da devoção ao
Sagrado Coração, mas a coroação e perfeição de todas as devoções; e Ele mostrou-me como
a adorável Trindade no Seu baptismo revelou ao mundo que esta devoção especial por Sua
Sagrada Humanidade é o tabernáculo da três vezes sagrada Trindade; e que São João
especificamente falou sobre esta devoção, pois o Mais Alto revelou-lhe que assim devesse
ser adorada antes do fim do mundo” (9 de Abril, 1880)

ACTO DE CONSAGRAÇÃO À SAGRADA CABEÇA DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO,


SEDE DA DIVINA SABEDORIA

Meu Deus e meu Senhor, humildemente prostrado a Vossos pés, adoro a Tua Sagrada Cabeça como Sede
da Divina Sabedoria, Santuário da potência da Tua Santíssima Alma e das Vossas faculdades intelectuais,
centro dos 5 sentidos do Vosso adorável Corpo.

Quando medito a profundidade de Vossa incomensurável bondade, potência e sabedoria, de Vosso infinito
amor, vejo-me abismado e calo-me diante dos segredos de Vossa bondade.

Ó Luz das luzes, ó Luz gloriosa, invadi o meu coração, a Luz de Vossa Sagrada Cabeça ilumine os meus
pensamentos e afectos, ó Sol de justiça, feri o meu coração com o raio de ardente amor, que emana de
Vosso Sagrado Coração. Faça-se em mim, Santíssimo Jesus, a Vontade do Pai celeste, dirigi-me e
iluminai-me e governai-me em todas as minhas obras, movimentos e acções, governai-me e santificai-me
todos os afectos do meu coração e uni os movimentos de meu coração aos movimentos do Vosso Sagrado
Coração, ó Deus feito homem.

Ó Inteligência, que conheceis todas as coisas, guiai-me sempre com a Vossa Luz, ó Memória santíssima,
que conheceis o meu passado, presente e futuro, fazei que toda a minha vida, seja uma recordação da
Vossa. Dai-me os Vossos favores e Vossa força para que no presente possa construir um futuro de
santidade e graça, segundo a luz, que de Vós procede.

Por Vossa resplandecente luz, que emana de Vossa visão, ensina-me a ver-Vos em todas as coisas.

Pelo sentido de Vossa audição, ensina-me a ouvir sempre a Vossa palavra e a pregá-la com afecto e
destemor, ensina-me ouvir sempre a Tua voz, na voz da Tua Igreja.

Dai-me sempre amor e gosto por tudo que é justo e honesto, faz-me sentir gozo na doçura, perseverança
nos momentos de amargura pelo sentido do Vosso paladar.

Fazei-me sempre sentir o odor das virtudes e das graças e transformar-me cada vez mais no bom olfacto
de Cristo.

Pelo sentido de Vosso tacto, fazei-me ser a Vossa mão, que toca os caídos e aponta o caminho para o céu,
ó Oceano de bondade, ó Cristo, mar de misericórdia, fonte de água viva, fogo de amor, fonte de todo o
bem, a Ti consagro os meus sentidos, no tempo presente e futuro.

Ó Sagrada Cabeça, fonte de Divina Sabedoria, Tabernáculo de Deus, em Vós, Paraíso terrestre e celeste,
queremos ser uma única coisa, queremos viver em Vós, Jesus, para que nossa alma sinta já nesta terra,
gosto pelas coisas celestes; que vivamos na terra, aspirando à glória do céu; que trabalhemos
incansavelmente para levar as almas a confiar na Jerusalém celeste, nossa eterna e definitiva morada.
Ó Divino Amor crucificado, cuja Sagrada Cabeça, coroada de espinhos, machucada pelos tormentos de
Vossa cabeça, dai-nos a graça, ó Divino Jesus de sermos perseverantes e firmes , resolutos e destemidos na
imitação de Vossa vida, na difusão de Vossa palavra, e na defesa de Vossa palavra. Fazei-nos, ó Jesus,
apóstolos de Vossa divina sabedoria.

Ó Sabedoria sem princípio e sem fim, ó Conhecimento infinito, fazei, que conheçamos já nesta vida e
possamos compreender a Vossa luz, que todo o Vosso sofrimento, paixão e ressurreição foram por nossa
salvação e salvação da humanidade.

Tornai-nos, ó Jesus, almas unidas à Vossa Paixão, almas reparadoras de Vosso sofrimento, almas unidas
aos anjos, que incessantemente louvam o Vosso Sacratíssimo Coração, Vossas Santas Chagas e Vossa
Sagrada Cabeça, templo da Sabedoria Divina, que saibamos viver pobres, obedientes, puros, desapegados
dos bens deste mundo e muito apegados aos bens do céu; que possamos viver na expiação e no sacrifício
para reparar as feridas causadas em Vossa Sagrada Cabeça.

Ó Jesus, outrora os espinhos O feriram, hoje, os espinhos de nossos pecados continuamente ferem Vossa
Sagrada Cabeça e Vosso Coração Sacratíssimo. Unidos ao nosso anjo da guarda queremos reparar este
sofrimento por nossa conversão e nossa perseverança na busca da santidade.

Ó Jesus, amo-Vos mais do que tudo e amo-Vos mais do que todos os bens que possuo e possa possuir,
embora tenha consciência de que meu amor é limitado.
Jesus, meu doce esposo e tesouro, minha alma está aflita por saber que no passado, ofendi-Vos
gravemente.

Ó Jesus, sejais a minha luz, a luz que me leva a conhecer no mais íntimo de minha alma, os meus vícios e
defeitos.

Ó Jesus, cuja cabeça é o Templo da Divina Sabedoria, iluminai a minha inteligência para que eu possa por
ela, conhecer a menor de minhas faltas e buscar os meios para reparar estes pecados de outrora.

Ó Templo da Sabedoria, ó Sagrada Cabeça de Jesus, consagro-Vos todos os meus sentidos, consagro-Vos
minha cabeça e minha mente para pensar em vos, consagro-Vos meus ouvidos para ouvir as sugestões de
Vossa Graça, consagro-Vos minha língua para Vos louvar e proclamar Vossas verdades, consagro-Vos
meu coração para que nele possais viver.

Fazei, ó Jesus, do meu coração, o Vosso pequeno paraíso.

Ó Sagrada Cabeça, ó Cabeça santíssima, guiai-me, conduzi-me e iluminai-me com a Vossa luz. Ámen.

PEQUENA CONSAGRAÇÃO À SAGRADA CABEÇA

Ó Sagrada Cabeça de Jesus, ó Trono da Sabedoria Divina, que complementa a devoção ao Sagrado
Coração e aperfeiçoa todas as outras devoções, dai-me fervor por sua Sagrada Cabeça e aceitai meu
humilde ato de consagração.
Ó Centro de todos os sentidos de seu santo corpo, purificai meus sentidos.
Ó Morada do Espírito Santo, concedei-me os dons do Espírito Santo.
Ó Sabedoria do Pai, que Tua Sabedoria sempre oriente minha vida.
Ó Altar dos poderes da Sagrada Alma, que Tua santa Alma sempre me conserve puro.
Ó Verdadeiro Rei dos Reis, impulsione-me a tratá-lo verdadeiramente como Rei de minha vida.

E deste modo, ó Sagrada Cabeça de Jesus, consagro-Vos todos os meus sentidos para agir como Vos,
consagro-Vos minha cabeça e minha mente para pensar em Vos, consagro-Vos meus ouvidos para ouvir as
sugestões de Vossa Graça, consagro-Vos minha língua para Vos louvar e proclamar Vossas verdades,
consagro-Vos meu coração para que nele possais viver, fazei, ó Jesus, o meu coração, Vosso pequeno
paraíso.
Ó Sagrada Cabeça, ó Cabeça santíssima, guiai-me, conduzi-me e iluminai-me com a Vossa luz em cada
um dos meus actos e durante toda a minha vida. Ámen.

Nossa Senhora das Dores, rogai por nós.


ORAÇÕES DE TERESA HIGGINSON

À SAGRADA CABEÇA (3vezes)

- Ó Sabedoria da Sagrada Cabeça de Jesus, guia-me em todos os caminhos


- Ó Amor da Sagrada Cabeça de Jesus, consuma com todo o seu fogo de amor
- Gloria ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo como era no principio agora e sempre por todos os
séculos dos séculos

PARA A DIFUSÃO DA DEVOÇÃO DA SAGRADA CABEÇA

Ó infinita Sabedoria, Amor interminável, quão incompreensível são Teus meios! Seja sabido, Ó
Senhor, Teu desejo de que Tua Sagrada Cabeça seja honrada como Trono da Sabedoria Divina, e de
ser a Tua Sagrada Alma, entristecida até a morte, confortada. Levante-Te, e mostre que És o Todo-
poderoso Deus. Faça conhecido o incandescente desejo do Teu Sagrado Coração. Tenha Pressa, Ó
Senhor, por teu próprio bem.

Não atrase; eu conjuro a Ti através de Teu Precioso Sangue, e por Tua amarga Paixão. Eu peço a
Ti, Ó sempre Sagrada Trindade, pelo nome sagrado de Jesus, em honra deste mesmo Trono da
Sabedoria Divina, e pelo amor incandescente de Teu Sagrado Coração; Eu peço a Ti em nome de
Maria e José, e pela salvação das almas, que Tu faças conhecida e difundida esta Devoção.

Ó Senhor Tu conheces o desejo com o qual eu quero satisfazer-Lhe; mas também o quão fraco e
desamparado eu sou, e o quão pouco já foi feito. Fale, Senhor, e diga o que Tu desejas que façamos.
Ámen.
Oração de Teresa Higginson
“Ó Sagrada Cabeça de Jesus, sede da sabedoria Divina, que
soprou, guiou e regeu todas as emoções e inclinações do
Sagrado Coração, guia também todos os meus pensamentos,
minhas palavras e minhas ações, como Tu o prometeste. Sê
remédio contra a grande miséria de nossa existência: o orgulho
espiritual e infidelidade. Queiras por Teus sofrimentos, pela coroa
de espinhos que dilacerou Tua testa, pelas batidas, pelo sangue,
os insultos com os quais foste cumulado, e em toda parte, pelo
fervoroso amor de Tua Santa Mãe, em breve, e perfeito como é
possível, conforme as intenções da Divina Providência, ser
honrado, adorado e glorificado para a honra de Deus, pela
salvação das almas, para realização da vontade Divina e do
ardente desejo que Tu mesmo manifestaste. Amém.”
(De: Honra do santo Rosto de Jesus Cristo pag. 16, WKS. Ochsenhausen.)
LADAINHA DA SAGRADA CABEÇA

Senhor, tende piedade de nós.


Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.


Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus Pai dos céus, tende piedade de nós.


Deus Filho, Redentor do mundo, tende piedade de nós.
Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Sagrada Cabeça de Jesus, formada no seio da santíssima Virgem Maria, tende piedade
de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, unida substancialmente ao Verbo divino, tende piedade de
nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, templo da Divina Sabedoria, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, Luz de eterna claridade, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, santuário de inteligência infinita, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, providência contra o erro, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, sol que ilumina o sol e a terra, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, tesouro da ciência e da fé, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, radiante de beleza, de justiça e de amor, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, templo de graça e de verdade, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, exemplo vivo de humildade, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, reflexo da infinita majestade de Deus, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, centro do universo, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, objecto de complacência do Pai celeste, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, luz que Vos fez unir intimamente o coração de Maria
santíssima, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, sobre a qual pousou o Divino Espírito Santo no baptismo,
tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que vos mostrastes resplandecente na transfiguração do Tabor,
tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que não achastes lugar de repouso nesta terra, tende piedade
de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que suastes sangue no Getsemani, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, ungida e perfumada por Madalena e as piedosas mulheres,
tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que olhando para Jerusalém, chorastes sobre ela, tende
piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, coroada de agudos espinhos, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, ultrajada durante a Paixão, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, consolada pelo amoroso gesto de Verónica, tende piedade de
nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que sobre a cruz destes a salvação ao ladrão arrependido,
tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, luz dos homens, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, nossa guia e nossa esperança, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que conheceis os nossos desejos, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, dispensadora de todas as graças, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que dirigia os movimentos do coração Divino, tende piedade
de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que governais o mundo, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que guiais todas as nossas acções, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que conhecêsseis os segredos de nossos corações, tende
piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que fazei-nos conhecer Vossa vontade, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, alegria de todos os santos e anjos, tende piedade de nós.
Sagrada Cabeça de Jesus, que esperamos contemplar um dia sem véus, tende piedade de
nós.

Adoramos Tua Sagrada Cabeça e obedecemos a todos os decretos de Tua infinita


Sabedoria.

Oremos:

Ó Jesus, que vos dignastes revelar pelo imenso desejo de ver adorado Vossa Sagrada
Cabeça, concede-nos a alegria de vê-La conhecida, amada e honrada. Fazei descer sobre
nossas almas, um raio da Vossa Divina Luz, conduz-nos pela Vossa Divina Sabedoria e
concedei-nos a recompensa eterna reservada aos vossos eleitos; Vós que sendo Deus,
viveis e reinais com o Pai, em perfeita união com o Espírito Santo, por todos os séculos
dos séculos.
Ámen.

Bendita seja a Sagrada Cabeça de Jesus, agora e para sempre.


Ámen.
22. A DIVINA MISERICÓRDIA
Entre os anos 1931-1938 o Senhor se dignou revelar à Santa
Faustina algumas novas formas devocionais que pretendem auxiliar o cristão a
se aproximar mais e mais do mistério da Divina Misericórdia – o terço, a novena,
a hora, a imagem da Divina Misericórdia (esta, uma vez abençoada, torna-se um
sacramental), e uma nova celebração litúrgica, a Festa da Divina Misericórdia
(aprovada no ano 2000 e enriquecida com especiais indulgências). Podemos
falar de “devoção” em relação ao mistério da Divina Misericórdia – que nasce do
“culto” e frutifica no “apostolado”. A vida dos santos fala por si mesma – é uma
teologia encarnada. Ora, Santa Faustina alimentava a sua vida cristã sobretudo
da Sagrada Liturgia (vivia intensamente cada celebração do Ano Litúrgico), mas
o Espírito não deixava de suscitar nela as mais variadas expressões
devocionais relacionadas a Deus e aos Santos (ao Sagrado Coração de Jesus,
à Paixão de Cristo, à sua Morte, a Maria, S. José, S. Miguel Arcanjo, S.
Teresinha do Menino Jesus, as “Quarenta Horas” de Adoração – cf. Diário, nn.
40; 93; 150; 667; 914; 948; 1029; 1203; 1388; 1641; 1704; 1774), e de um modo
especial ao mistério da Divina Misericórdia.
A Hora da Misericórdia e Santa Faustina
Jesus deixou claro que a meditação sobre a sua Paixão é uma fonte inesgotável de
bênçãos para o indivíduo: “Concedo as graças mais abundantes às almas que
meditam piedosamente sobre a Minha Paixão” (D 737).
Em 1935 descreve uma belíssima vivência mística: “Na Sexta-feira Santa, às três horas
da tarde, quando entrei na capela, ouvi estas palavras: Desejo que a Imagem
seja venerada publicamente. Então vi Jesus agonizando na cruz em grandes
dores, e do Seu Coração saindo os mesmos dois raios, tal como na
Imagem” (D 414).
Em 1936 se lê: “Sexta-feira Santa. Às três horas vi Jesus crucificado, que olhou para mim e
disse: Tenho sede. — Então, vi que do Seu lado saíam os mesmos dois raios que estão na
Imagem. Então, senti na alma um desejo de salvar almas e de aniquilar-me pelos pobres
pecadores. Ofereci-me em sacrifício ao Pai Eterno pelo mundo inteiro, com Jesus
agonizante” (D 648).
Em 1937, também na Sexta-feira Santa: “Às três horas rezei, com os braços estendidos, pelo
mundo todo. Jesus já estava terminando Sua vida como mortal. Ouvi Suas sete palavras,
depois olhou para mim e disse: Querida filha do Meu Coração, tu és Meu alívio em meio aos
terríveis tormentos” (D 1058).
No final daquele ano, Jesus pediu:
“Às três horas da tarde, implora à Minha misericórdia especialmente pelos
pecadores e, ao menos por um breve tempo, reflete sobre a Minha Paixão,
especialmente sobre o abandono em que Me encontrei no momento da agonia.
Esta é a Hora de grande misericórdia para o Mundo inteiro. Permitirei que
penetres na Minha tristeza mortal. Nessa hora nada negarei à alma que Me pedir
pela Minha Paixão…” (D 1320).
No ano da morte de S. Faustina (1938), o Senhor completou a sua
instrução sobre a hora da misericórdia:

“Lembro-te, Minha filha, que todas as vezes que ouvires o bater do


relógio, às três horas da tarde, deves mergulhar toda na Minha
misericórdia, adorando-A e glorificando-A. Implora a onipotência dela em
favor do Mundo inteiro e especialmente dos pobres pecadores, porque
nesse momento foi largamente aberta para toda a alma. Nessa hora,
conseguirás tudo para ti e para os outros. Nessa hora, realizou-se a
graça para todo o Mundo: a misericórdia venceu a justiça. Minha filha,
procura rezar, nessa hora, a Via-sacra, na medida em que te permitirem
os teus deveres, e se não puderes fazer a Via-sacra, entra, ao menos por
um momento na capela e adora o Meu Coração, que está cheio de
misericórdia no Santíssimo Sacramento. Se não puderes sequer ir à
capela, recolhe-te em oração onde estiveres, ainda que seja por um
breve momento. Exijo honra à Minha misericórdia de toda criatura, mas
de ti em primeiro lugar, porque te dei a conhecer mais profundamente
esse mistério” (D 1572).
Destes ensinamentos se pode depreender que Jesus deseja que às
3 horas da tarde:
1. Façamos uma parada para clamar a misericórdia divina pelos pecadores
do mundo inteiro (naturalmente nos incluindo nesta oração!);
2. Recordemos na fé o seu sofrimento por nós (físico, psicológico e
espiritual), e ipso facto a sua cruz
3. Não apenas devemos pedir a misericórdia, mas glorificar este
excelentíssimo atributo divino;
4. Este momento de oração pode ser realizado em qualquer lugar em que
estivermos, e quem o puder procure rezar numa igreja ou oratório;
5. Recomenda-se explicitamente a Via-Sacra, mas pode ser utilizada
qualquer oração, como p. ex. o terço da divina misericórdia.
Imagem de Jesus Misericordioso
A veneração de um quadro representando Nosso Senhor com os traços da visão com
que Faustina foi agraciada aos 22/02/1931 em Plock, na Polônia, é vontade
expressa do Senhor, inaugurando a série de 83 revelações especiais a respeito da
divina misericórdia, segundo a classificação do estudioso Pe. IgnacyRózycki em
1980 (Il Culto della Divina Misericordia, LibreriaEditrice Vaticana, 2002, p. 127):
―Pinta uma Imagem de acordo com o modelo que estás vendo, com a
inscrição: Jesus, eu confio em Vós. Desejo que esta Imagem seja venerada,
primeiramente, na vossa capela e, depois, no mundo inteiro‖ (D 47)
A Festa da Misericórdia
É um dos elementos mais importantes da devoção à Divina Misericórdia presentes nas revelações de
Nosso Senhor à Santa Faustina. No Diário o tema recorrem em 37 números, em 16 dos quais nos
deparamos com uma manifestação extraordinária de Jesus a seu respeito. Com efeito, aos 22/02/1931,
uma das primeiras revelações de Jesus à Santa Faustina diz respeito à Festa da Misericórdia, que
deveria ser celebrada no 2º domingo da Páscoa:
“Eu desejo que haja a Festa da Misericórdia. Quero que essa Imagem, que
pintarás com o pincel, seja benzida solenemente no primeiro domingo depois
da Páscoa, e esse domingo deve ser a Festa da Misericórdia” (Diário, 49; cf. 88;
280; 299b; 458; 742; 1048; 1517).
A Festa é uma obra divina, mas Ele quer que Santa Faustina se empenhe tanto em
sua implantação (D. 74; 341; 463; 1581; 1680), como em seu incremento: “Na Minha
festa, na Festa da Misericórdia, percorrerás o mundo inteiro e trarás as almas
que desfalecem à fonte da Minha misericórdia. Eu as curarei e fortalecerei” (D.
206); “Pede ao Meu servo fiel que, nesse dia, fale ao mundo inteiro desta Minha
grande misericórdia, que aquele que, nesse dia, se aproximar da Fonte da Vida,
alcançará perdão total das culpas e penas” (D. 300a; cf. 1072). Santa Faustina
abraça com toda a alma esta causa, pelo que exclama e reza: “Oh! como desejo
ardentemente que a Festa da Misericórdia seja conhecida pelas almas!” (D. 505);
“Apressai, Senhor, a Festa da Misericórdia, para que as almas conheçam a fonte da
Vossa bondade” (D. 1003; cf. 1041). Jesus leva a sério a dedicação de Santa
Faustina nesta missão: “Pelos teus ardentes desejos, estou apressando a Festa
da Misericórdia…” (D. 1082; cf. 1530), e por isso o demônio procura atrapalhar o
seu caminho (D. 1496). “Essa Festa saiu do mais íntimo da Minha misericórdia e
está aprovada nas profundezas da Minha compaixão. Toda alma que crê e
confia na Minha misericórdia irá alcançá-la” (D. 420; cf. 1042; 1073). ―Desejo
que a Festa da Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas,
especialmente para os pecadores. Neste dia, estão abertas as entranhas da
Minha misericórdia. Derramo todo um mar de graças sobre as almas que se
aproximam da fonte da Minha misericórdia. A alma que se confessar e
comungar alcançará o perdão das culpas e das penas. Nesse dia, estão
abertas todas as comportas divinas, pelas quais fluem as graças. Que
nenhuma alma tenha medo de se aproximar de Mim, ainda que seus pecados
sejam como o escarlate. A Minha misericórdia é tão grande que, por toda a
eternidade, nenhuma mente, nem humana, nem angélica a aprofundará. Tudo o
que existe saiu das entranhas da Minha misericórdia. Toda alma contemplará
em relação a Mim, por toda a eternidade, todo o Meu amor e a Minha
misericórdia. A Festa da Misericórdia saiu das Minhas entranhas. Desejo que
seja celebrada solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa‖ (D. 699);
―Desejo conceder indulgência plenária às almas que se confessarem e
receberem a Santa Comunhão na Festa da Minha misericórdia‖ (D. 1109).
Terço da Divina Misericórdia
Nosso Senhor ditou este novo terço à jovem Irmã Faustina – então com 30
anos – em Vilna (Lituânia), entre os dias 13-14 de setembro de 1935 (Festa da
Exaltação da Santa Cruz), como uma oração de intercessão e reparação pelos
pecados cometidos por toda a humanidade (cf. Diário, nn. 474-476).
Graças e promessas alcançadas pela oração do Terço da
Misericórdia
Através do Terço da Misericórdia, o fiel é convidado a manifestar primeiramente a
sua confiança filial no “Pai das misericórdias” (2Cor 1,3), que jamais nos recusa a
sua graça e o seu perdão (cf. Lc 11,13; 15,20). Jesus nos ensinou a rezar ao Pai
pedindo que manifeste em nós a sua misericórdia: “Pai,…perdoa-nos os nossos
pecados…” (Mt 11,4), e rezando o Terço o impetramos com insistência filial. A
confiança em Deus é inseparável da caridade para com o próximo (cf. Mt 22,36-40),
de modo que através do Terço da Misericórdia o cristão está outrossim realizando
uma obra de misericórdia espiritual, animado pelas palavras do Apóstolo: “A graça
que obteremos pela intercessão de muitas pessoas suscitará a ação de graças de
muitos em nosso favor” (2Cor 1,11). A eficácia desta forma de piedade depende
primeiramente, como sempre, da vontade do Pai (cf. Mt 26,39); como toda oração
cristã, há de ser acompanhada também da humildade (cf. Lc 18,13-14), do perdão
(cf. Mt 6,14s) e da perseverança (cf. Lc 11,8; 18,1-8). Assim, os fiéis podem
esperar o cumprimento das promessas de Cristo a Santa Faustina e a todos
que rezam com justa intenção, atenção e devoção o Terço da Misericórdia:
1) Jesus promete acompanhar aquele que reza este Terço com Sua
benevolência durante toda a sua vida: “As almas que rezarem este Terço serão
envolvidas pela Minha misericórdia, durante a sua vida … (D 754); Oh! que grandes graças
concederei às almas que recitarem este Terço. As entranhas da Minha misericórdia comovem-
se por aqueles que recitam este Terço (D 848); Minha filha, exorta as almas a rezarem esse
Terço que te dei. Pela recitação deste Terço agrada-Me dar tudo o que Me peçam (D 1541) –
se estiver conforme à sua vontade (D 1731);
2) Jesus promete particular assistência na hora da morte: Todo aquele que o recitar
alcançará grande misericórdia na hora da sua morte (D 687; cf. 754; 1541);
3) Jesus promete olhar para toda a humanidade com compaixão: Minha filha,
agrada-Me a linguagem do teu coração; pela recitação desse Terço aproximas a Humanidade
de Mim (D 929);
4) Jesus promete a graça da paz e da conversão aos pecadores: Os sacerdotes o
recomendarão aos pecadores como a última tábua de salvação. Ainda que o pecador seja o
mais endurecido, se recitar este Terço uma só vez, alcançará a graça da Minha infinita
misericórdia. (D 687); Quando os pecadores empedernidos o recitarem, encherei de paz as
suas almas …(D 1541);
5) Jesus promete particular socorro ao agonizante pelo qual rezamos: Defendo
toda alma que recitar esse Terço na hora da morte, como se fosse a Minha própria glória, ou
quando outros o recitarem junto a um agonizante, eles conseguirão a mesma indulgência.
Quando recitam esse terço junto a um agonizante, aplaca-se a ira de Deus, a misericórdia
insondável envolve a alma e abrem-se as entranhas da Minha misericórdia, movidas pela
dolorosa Paixão do Meu Filho (D 811; cf. 810; 834; 1035; 1036; 1541; 1565; 1797).

Inicie rezando:

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém

Pai-Nosso…

Ave-Maria…

Creio…
Nas contas do Pai-Nosso, reza-se:

Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, a Alma e Divindade de Vosso


diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e
do mundo inteiro.

Nas contas das Ave-Marias, reza-se:


Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro. (10 vezes)

Ao fim do terço, reza-se:

Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro.3
vezes.
Novena à Divina Misericórdia
Aquele que é ―três vezes Santo‖ quis ocultar-se ―por nove meses no Coração
da Virgem‖ (Santa Faustina, Diário, n. 161) ―O Senhor me disse para rezar o
Terço da Misericórdia por nove dias antes da Festa da Misericórdia. Devo
começar na Sexta-feira santa. Através desta novena concederei às almas toda
espécie de graças‖ (n. 796);
– Revelação completa, em 1937: ―Jesus me manda fazer uma novena antes da
Festa da Misericórdia, e hoje devo começá-la, pedindo a conversão do mundo
inteiro e o conhecimento da misericórdia de Deus‖ (n. 1059);
– ―Novena à Misericórdia Divina que Jesus me mandou escrever e rezar antes
da Festa da Misericórdia. Começa na sexta-feira santa. Desejo que, durante
estes nove dias, conduzas as almas à fonte da Minha misericórdia, a fim de
que recebam força, alívio e todas as graças de que necessitam nas
dificuldades da vida e, especialmente na hora da morte. Cada dia conduzirás
ao Meu Coração um grupo diferente de almas e as mergulharás nesse oceano
da Minha misericórdia. Eu conduzirei todas essas almas à Casa de Meu Pai.
Procederás assim nesta vida e na futura. Por Minha parte, nada negarei
àquelas almas que tu conduzirás à fonte da Minha misericórdia. Cada dia
pedirás a Meu Pai, pela Minha amarga Paixão, graças para essas almas‖ (n.
1209).

Novena à Misericórdia – 1° dia


Hoje traze-me a humanidade inteira, especialmente todos os pecadores e mergulha-os
no oceano da minha Misericórdia. Com isso me consolarás na amarga tristeza em que
me afunda a perda das almas. Misericordiosíssimo Jesus, de quem é próprio ter
compaixão de nós e de nos perdoar, não olheis os nossos pecados, mas a confiança
que depositamos em vossa infinita bondade. Acolhei-nos na mansão do vosso
compassivo Coração e nunca nos deixeis sair d´Ele. Nós vo-lo pedimos pelo amor que
vos une ao Pai e ao Espírito Santo. Eterno Pai, olhai com misericórdia para toda a
Humanidade, encerrada no Coração compassivo de Jesus, mas especialmente para os
pobres pecadores. Pela sua dolorosa Paixão mostrai-nos a Vossa misericórdia, para que
glorifiquemos a onipotência da Vossa misericórdia, por toda a eternidade. Amém.
Novena à Misericórdia – 2° dia
Hoje traze-me as almas dos sacerdotes e religiosos e mergulha-as na Minha insondável
misericórdia. Elas me deram força para suportar a amarga paixão. Por elas, como por
canais, corre sobre a humanidade a Minha misericórdia. Misericordiosíssimo Jesus, de
quem provém tudo que é bom, aumentai em nós a graça, para que pratiquemos dignas
obras de misericórdia, a fim de que aqueles que olham para nós, glorifiquem o Pai da
Misericórdia que está no Céu. Eterno Pai, dirigi o olhar da vossa Misericórdia para a
porção eleita da vossa vinha: para as almas dos sacerdotes e religiosos. Concedei-lhes
o poder da vossa benção e, pelos sentimentos do Coração de vosso Filho, no qual estão
encerradas, dai-lhes a força da vossa luz, para que possam guiar os outros no caminho
da salvação e juntamente com eles cantar a glória da vossa insondável Misericórdia, por
toda a eternidade. Amém.
Novena à Misericórdia – 3° dia
Hoje traze-me todas as almas piedosas e fiéis e mergulha-as no oceano da minha
Misericórdia. Estas almas consolaram-me na Via-Sacra; foram aquela gota de
consolações em meio ao mar de amarguras. Misericordiosíssimo Jesus, que concedeis
prodigamente a todos as graças do tesouro da Vossa misericórdia, acolhei-nos na
mansão do Vosso compassivo Coração e não nos deixeis sair dele pelos séculos. Nós
vos suplicamos pelo amor inconcebível de que está inflamado o Vosso Coração para
com o Pai Celestial. Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas fiéis, como a
herança do vosso Filho. Pela sua dolorosa Paixão concedei-lhes a vossa benção e
cercai-as da vossa incessante proteção, para que não percam o amor e o tesouro da
santa fé, mas com toda a multidão dos Anjos e dos Santos glorifiquem a vossa imensa
Misericórdia, por toda a eternidade. Amém.
Novena à Misericórdia – 4° dia
Hoje traze-me os pagãos e aqueles que ainda não me conhecem e nos quais pensei na
minha amarga Paixão. O seu futuro zelo consolou o meu Coração. Mergulha-os no mar
da minha Misericórdia. Misericordiosíssimo Jesus, que sois a luz de todo o mundo,
aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas dos pagãos que ainda não
vos conhecem. Que os raios da vossa graça os iluminem para que também eles,
juntamente conosco, glorifiquem as maravilhas da vossa Misericórdia e não os deixeis
sair da mansão do vosso compassivo Coração. Eterno Pai, olhai com misericórdia para
as almas dos pagãos e daqueles que ainda não Vos conhecem e que estão encerrados
no Coração compassivo de Jesus. Atrai-as à luz do Evangelho. Essas almas não sabem
que grande felicidade é amar-vos. Fazei com que também eles glorifiquem a riqueza da
vossa Misericórdia, por toda a eternidade. Amém.
Novena à Misericórdia – 5° dia
Hoje, traze-me as almas dos Cristãos separados da unidade da Igreja, mergulha-as no
mar da Minha misericórdia. Na Minha amarga Paixão dilaceravam o Meu Corpo e o Meu
Coração, isto é, a Minha Igreja. Quando voltam à unidade da Igreja, cicatrizam-se as
Minhas Chagas e dessa maneira eles aliviam a Minha Paixão. Misericordiosíssimo
Jesus, que sois a própria Bondade, Vós não negais a luz àqueles que Vos pedem,
aceitai na mansão do Vosso compassivo Coração as almas dos nossos irmãos
separados, e atraí-os pela Vossa luz à unidade da Igreja e não os deixeis sair da
mansão do Vosso compassivo Coração, mas fazei com que também eles glorifiquem a
riqueza da Vossa misericórdia. Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas dos
nossos irmãos separados que esbanjaram os Vossos bens e abusaram das Vossas
graças, permanecendo teimosamente nos seus erros. Não olheis para os seus erros,
mas para o amor do Vosso Filho e para a Sua amarga Paixão, que suportou por eles,
pois também eles estão encerrados no Coração compassivo de Jesus. Fazei com que
também eles glorifiquem a Vossa misericórdia, por toda a eternidade. Amém.
Novena à Misericórdia – 6° dia
Hoje, traze-Me as almas mansas e humildes, assim como as almas das criancinhas e
mergulha-as na Minha misericórdia. Essas almas são as mais semelhantes ao Meu
Coração. Elas Me confortaram na amarga Paixão da Minha agonia. Eu as vi quais anjos
terrestres que futuramente iriam velar junto aos meus altares. Sobre elas derramo
torrentes de graças. Só a alma humilde é capaz de aceitar a Minha graça. Às almas
humildes favoreço com a Minha confiança. Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes:
“Aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração”, aceitai na mansão do Vosso
compassivo Coração as almas mansas e humildes e as almas das criancinhas. Essas
almas encantam o Céu todo e são a especial predileção do Pai Celestial. São como um
ramalhete diante do Trono de Deus, com cujo perfume o próprio Deus se deleita. Essas
almas têm a mansão permanente no Coração compassivo de Jesus e cantam sem
cessar um hino de amor e misericórdia pelos séculos. Eterno Pai, olhai com misericórdia
para as almas mansas, humildes e para as almas das criancinhas, que estão encerradas
na mansão compassiva do Coração de Jesus. Estas almas são as mais semelhantes a
Vosso Filho. O perfume destas almas eleva-se da Terra e alcança o Vosso Trono. Pai de
misericórdia e de toda bondade, suplico-Vos pelo amor e predileção que tendes para
com estas almas: abençoai o mundo todo, para que todas as almas cantem juntamente
a glória à Vossa misericórdia, por toda a eternidade. Amém.
Novena à Misericórdia – 7° dia
Hoje, traze-Me as almas que veneram e glorificam de maneira especial a Minha
Misericórdia e mergulha-as na Minha misericórdia. Estas almas foram as que mais
sofreram por causa da Minha Paixão e penetraram mais profundamente no Meu Espírito.
Elas são a imagem viva do Meu Coração compassivo. Estas almas brilharão com um
especial fulgor na vida futura. Nenhuma delas irá ao fogo do Inferno. Defenderei cada
uma delas de maneira especial na hora da morte. Misericordiosíssimo Jesus, cujo
Coração é o próprio Amor, aceitai na mansão do Vosso compassivo Coração, as almas
que honram e glorificam de maneira especial a grandeza da Vossa Misericórdia. Estas
almas tornadas poderosas pela força do próprio Deus, avançam entre penas e
adversidades, confiando na Vossa Misericórdia. Estas almas estão unidas com Jesus e
carregam sobre seus ombros a Humanidade toda. Elas não serão julgadas severamente,
mas a Vossa Misericórdia as envolverá no momento da morte. Eterno Pai, olhai com
misericórdia para as almas que glorificam e honram o Vosso maior atributo, isto é, a
Vossa insondável misericórdia. Elas estão encerradas no Coração compassivo de Jesus.
Estas almas são o Evangelho vivo e as suas mãos estão cheias de obras de
misericórdia; suas almas repletas de alegria cantam um hino da misericórdia ao
Altíssimo. Suplico-Vos, ó Deus, mostrai-lhes a Vossa misericórdia segundo a esperança
e a confiança que em Vós colocaram. Que se cumpra nelas a promessa de Jesus, que
disse: As almas que veneram a Minha insondável Misericórdia, Eu mesmo as defenderei
durante a sua vida, e especialmente na hora da morte, como Minha glória. Amém.
Novena à Misericórdia – 8° dia
Hoje, traze-Me as almas que se encontram na prisão do Purgatório e mergulha-as no
abismo da Minha misericórdia. Que as torrentes do Meu Sangue refresquem o seu ardor.
Todas estas almas são muito amadas por Mim. Elas pagam as dívidas à Minha justiça.
Está em teu alcance trazer-lhes alívio. Tira do tesouro da Minha Igreja todas as
indulgências e oferece-as por elas. Oh! se conhecesses o seu tormento,
incessantemente oferecias por elas a esmola do espírito e pagarias as suas dívidas à
Minha justiça. Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes que quereis misericórdia, eis
que estou trazendo à mansão do Vosso compassivo Coração as almas do Purgatório,
almas que Vos são muito queridas e que, no entanto, devem dar reparação a Vossa
justiça. Que as torrentes de Sangue e Água que brotaram do Vosso Coração apaguem
as chamas do fogo do Purgatório, para que também ali seja glorificado o poder da Vossa
misericórdia. Eterno Pai, olhai com misericórdia para as almas que sofrem no Purgatório
e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Suplico-vos que, pela
dolorosa Paixão de Jesus, Vosso Filho, e por toda a amargura de que estava inundada a
sua Alma Santíssima, mostreis Vossa misericórdia às almas que se encontram sob o
olhar da Vossa justiça. Não olheis para elas de outra forma senão através das Chagas
de Jesus, Vosso Filho muito amado, porque nós cremos que a Vossa bondade e
misericórdia são incomensuráveis. Amém.
Novena à Misericórdia – 9° dia
Hoje, traze-Me as almas tíbias e mergulha-as no abismo da Minha misericórdia. Estas
almas ferem mais dolorosamente o Meu Coração. Foi da alma tíbia que a Minha alma
sentiu repugnância no Jardim das Oliveiras. Elas levaram-Me a dizer: Pai, afasta de Mim
este cálice, se assim for a Vossa vontade. Para elas, a última tábua de salvação é
recorrer à Minha misericórdia. Ó compassivo Jesus, que sois a própria compaixão, trago
à mansão do Vosso compassivo Coração as almas tíbias; que se aqueçam no fogo do
Vosso amor puro estas almas geladas que, semelhantes a cadáveres, Vos enchem de
tanta repugnância. O Jesus, muito compassivo, usai a onipotência da Vossa misericórdia
e atraí-as até o fogo do Vosso amor e concedei-lhes o amor santo, porque Vós tudo
podeis. Eterno Pai, olhai com Vossa Misericórdia para as almas tíbias e que estão
encerradas no Coração compassivo de Jesus. Pai de Misericórdia, suplico-Vos pela
amargura da Paixão de Vosso Filho e por Sua agonia de três horas na Cruz, permiti que
também elas glorifiquem o abismo da Vossa Misericórdia. Amém.

23. AS DOZE PROMESSAS DO SAGRADO


CORAÇÃO DE JESUS AOS SEUS DEVOTOS
Promessas feitas a Santa Margarida Maria Alacoque para os
devotos do Sagrado Coração de Jesus:
1. Eu lhes concederei as graças necessárias ao seu estado de vida.
2. Eu darei a paz às suas famílias.
3. Eu os consolarei em todos os seus sofrimentos.
4. Eu derramarei copiosas bênçãos sobre todos os seus
empreendimentos.
5. Eu serei seu refúgio seguro na vida e especialmente na hora da
morte.
6. Os pecadores encontrarão no Meu coração um mar de misericórdia.
7. As almas mornas tornar-se-ão fervorosas.
8. As almas fervorosas rapidamente trilharão o caminho da perfeição.
9. Eu mesmo abençoarei as casas, nas quais se encontra e é
venerada a imagem do Meu Sagrado Coração.
10. Eu darei aos sacerdotes o dom de converterem os pecadores mais
obstinados.
11. Aqueles que propagam esta veneração, seu nome será inscrito em
Meu coração e dali jamais será apagado.
12. Eu prometo, no excesso da Misericórdia do Meu coração, que Meu
amor onipotente dará a todos, aqueles que receberem a Santa
Comunhão durante nove primeiras sextas-feiras consecutivas, a
graça da conversão antes da morte. Eles não morrerão no estado de
desagrado, nem sem receber antes os santos sacramentos. Meu Divino
Coração será seu refúgio seguro no último instante de sua vida.
(Imprimatur: Friburgi, Helv. 15.10.1950 – L. Waeber, vic. gen.)

Rosário ao Sagrado Coração de JESUS.


1. “Do Vosso Sagrado Coração jorram todas as graças, tende
piedade de nós e salvai-nos!
2. Em Vosso bondoso Coração colocamos toda nossa
esperança, tende piedade de nós e salvai-nos!
3. Vosso Coração onipotente vence todo poder e astúcia do
inimigo, tende piedade de nós e salvai-nos!
4. Vosso Sagrado Coração merece ser amado infinitamente,
tende piedade de nós e salvai-nos!
5. Vosso Coração fidelíssimo, por amor a nós, foi aberto por uma
lança, tende piedade de nós e salvai-nos!”
Oração ao Sagrado Coração de JESUS.
“Sagrado Coração de Jesus, fonte de todo bem, eu Te adoro, eu
creio em Ti, eu espero em Ti, eu Te amo e me arrependo de
todos os meus pecados. Eu Te dou este meu pobre coração,
torna-o humilde, paciente, limpo e faze-o corresponder a todos os
Teus desejos. Dá ó bom Jesus, que eu viva em Ti e Tu em mim,
protege-me nos perigos, consola-me nas tristezas profundas e
aflições. Dá-me a saúde do corpo, Tua bênção para todos os
meus trabalhos e a graça de uma morte santa. Amém.”
(Benedikt XV, Breve 4.12.1915. Conforme os escritos de Santa Margarida Alacoque;
com autorização eclesiástica.)
Novena de confiança ao Sagrado Coração de JESUS
“Ó Jesus, ao Teu Sagrado Coração confio... (esta alma... este
pedido... esta dor... este caso...)
Olha sobre isto e faze o que Teu Coração Te inspira!... Deixa
Teu Coração agir.
Ó Jesus, eu confio em Ti, eu me abandono a Ti, eu me dou
inteiramente a Ti, faze o que quiseres!”
(Nihil obstat: Dr.A.Cottier, librorum censor. Imprimatur: Friburgi Helv., 12 outubro
1951. L. Waeber, vic.gen. de um folheto de orações da editora Canisius. Friburgo-
Suíça.)

24. OFERECIMENTO DIÁRIO DE UMA CLARISSA


1. “Pai Eterno, eu Te ofereço o Sagrado Coração de Jesus com
todas as Suas obras que realizou sobre a terra, em reparação por
todo bem que deixei de fazer hoje e em todos os dias da minha
vida.” Glória ao Pai...
2. “Pai Eterno, eu Te ofereço o Sagrado Coração de Jesus, Teu
Filho amado, com todo o amor com o qual Ele realizou todas as
Suas obras aqui na terra, em reparação de todas as negligências
e faltas cometidas por mim, na prática do bem, hoje e em todos
os dias da minha vida.” Glória ao Pai...
3. “Pai Eterno, eu Te ofereço o Sacratíssimo Coração de Jesus,
Teu amadíssimo Filho, com todas as dores que Ele sofreu pela
nossa salvação, pelo perdão de todos os pecados que cometi
hoje e em todos os dias da minha vida, por pensamentos,
palavras e ações.” Glória ao Pai...
Observação: Uma pobre clarissa, recém falecida, apareceu à sua
superiora que estava orando por ela e lhe disse: “Eu entrei no céu por
meio desta oração que recitava todas as noites, pagando assim todas
as minhas dívidas, por isso não deixe nunca de rezar esta oração.
25. IMAGEM SANGRENTA DO CORAÇÃO DE
JESUS Por Abbé Vachére de Grateloup em Mirebeau.
Antes da primeira guerra mundial, dia 08 de setembro de 1911, foram
vistas na imagem do Sagrado Coração de Jesus, que o sacerdote Vachére
recebeu em Roma de herança da viúva Sacchetti, que morreu em odor de
santidade, gotas de sangue na testa. Mais tarde, começaram também a
sangrar as Chagas das mãos e do Coração. Este acontecimento foi como
um sinal e prenúncio da futura guerra mundial.
Soldados franceses, da primeira guerra mundial, que honraram esta
imagem e a levaram consigo, conforme as palavras de Jesus
receberam uma proteção incomum e, na segunda guerra mundial, se
confirmou esta proteção para os que levaram consigo a imagem e a
honraram.
A imagem é uma advertência e um convite para venerar, de
modo especial, o Precioso Sangue de Jesus Cristo e oferecê-Lo ao
Pai Eterno pela conversão dos pecadores.
Orações: Para veneração especial do precioso Sangue de Jesus
Cristo, que é o único meio de salvação do perigo e da morte!
“Ó Jesus cobre com Teu Precioso Sangue o mundo inteiro, lava toda
culpa do pecado e renova-o pelo Espírito Santo.”
“Ó Jesus, meu dulcíssimo Salvador, permite que eu Te ofereça e, por
Ti ao Eterno Pai, Teu Precioso Sangue e a Água, que no lenho da
Cruz, jorrou da Chaga de Teu Divino Coração. Digna-Te de conceder
os frutos da mesma a todos os homens, especialmente, aos pobres
pecadores e a minha alma. Purifica, renova, e nos salva pela força de
Teus merecimentos, e concede-nos a graça de nos abrigar para
sempre em Teu amoroso coração. Amém.”
“Nós Te adoramos, precioso Sangue de Jesus Cristo e, pelo coração
de Tua santa Mãe, nós queremos prestar-Te reparação e pedir
desculpas. Meu JESUS, Misericórdia!”
“Doce Coração de Maria, concebida sem pecado, sê nossa salvação!”
“Oferece ó Santa Imaculada Virgem, ao Eterno Pai, o precioso sangue
de Teu Divino Filho, na intenção de que neste dia (nesta noite) seja
evitado um pecado mortal.”

26. IRRESISTÍVEL NOVENA DE DEVOÇÃO


AO SACRATÍSSIMO CORAÇÃO DE JESUS
1. Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo: pedi e recebereis,
procurai e achareis, batei; e abrir-se-vos-á;”
“Eis, eu bato, eu procuro e peço a graça... Pai Nosso... Ave
Maria... Glória ao Pai... Sagrado Coração de Jesus, eu confio e
espero em Vós!”
2. Ó meu Jesus, que dissestes: “Em verdade, vos digo: tudo que
pedirdes ao Meu Pai em Meu nome, Ele vo-lo dará;”
“Eis, eu peço a Vosso Pai em Vosso nome a graça... Pai Nosso...
Ave Maria... Glória ao Pai... Sagrado Coração de Jesus, eu confio
e espero em Vós!”

passarão, mas as Minhas palavras não passarão;”


“Eis, apoiado na infalibilidade de Vossas santas palavras, peço-
Vos a graça... Pai Nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...
Sagrado Coração de Jesus, eu confio e espero em Vós!”
(Aprovado pela Igreja.)
27. MEU JESUS, MISERICÓRDIA!
Palavras comoventes que o Senhor falou a uma senhora idosa e piedosa,
que vivia para a oração e o sacrifício.
Bate muitas vezes em teu peito com a súplica: “Meu Jesus,
misericórdia!” Misericórdia é Meu louvor e Minha honra. Clama
muitas vezes por ela. Este pedido por misericórdia Eu sempre tenho de
conceder, porque Meu sangue jorrou em misericórdia, para todos em
espírito.
Vós deveis com isto assaltar o céu!
Em graças se abrirá o céu! Meu sangue umedecerá a terra e a absolverá.
Não podeis mais impedir a mão que castiga, deve vir auxílio do céu.
Agradeça a Deus por esta oração, ela pode substituir muita coisa.

Esta oração vem da minha Mãe, que por ninguém foi superada. É a
oração para os pecadores. Seu coração foi o berço da misericórdia. Diga
a muitas vezes e tu participarás da misericórdia. A paz está nesta
oração e, por meio dela, o inferno perde seu poder. Agonizantes
alcançam graça, pecadores perdão e, todos alcançam o dom do amor. É
uma oração bem humilde a qual DEUS não pode resistir: Misericórdia!
“MEU JESUS, MISERICÓRDIA!”
“Esta oração assusta o inferno, tão poderosa é Minha Misericórdia. É a
chave do amor - Eu a recomendo como o Pai Nosso. Esta oração é muito
importante para todos. Não só para ti. Pertence a todos. Esta oração atua
tão misteriosamente e é tão pouco reconhecida. Eu cubro tudo com
esta oração. A Misericórdia está mergulhada no amor e ainda salvará
muitas almas.”
(De: Orações em grandes aflições)

28. SÓ PELO AMOR SE SALVA


Quando a capuchinha Consolata Betrone, natural da Itália superior,
sempre pronta para o sacrifício, tinha pouco mais de trinta anos, o
Senhor lhe fez uma grande oferta de graças. Ele lhe ensinou o ato de
Amor:
“Jesus, Maria! Eu Vos amo. Salvai almas!” Este ato de amor, assim
disse Jesus, serve para o aperfeiçoamento da própria alma, pois só o
amor tem poder salvador. “Medita”, assim ensinou Jesus à irmã
admirada, “um ato de amor pode decidir sobre a eterna felicidade de
uma alma. Por isso não percas tempo! Cada ato de amor é uma alma!”
Também a querida Mãe de Deus a estimulou: “Só no céu reconhecerás o
valor e a bênção do ato de amor.” Na primavera de 1973 numa nova
prova de benevolência foi lhe recomendado um suplemento:
“Salvai almas sacerdotais e as consagradas a Deus.”
Até São José podemos incluir e tudo multiplicar por mil.
Por isso rezai sempre e em cada minuto que tiverdes livre:
“Jesus, Maria e José, eu Vos amo! Salvai almas, salvai almas sacerdotais
e as consagradas a Deus! Eu Vos amo e faço o grande pedido de poder
repetir este ato de amor, mil vezes, em cada respiração e a cada
pulsação.” (Folheto de orações! Editora F. Farber, Neuburg / Donau)
29. TODAS AS PESSOAS DEVEM ATIRAR-SE NOS
MEUS BRAÇOS E NÃO DEVEM TER MEDO, EU SOU
SEU PAI!
“Eu sou Deus, um Deus de Amor! Eu sou Pai, um Pai que ama com
bondade e não com rigor. Meu Coração é infinitamente Santo, mas
também infinitamente sábio; Ele conhece a miséria e as fragilidades dos
homens e se inclina, com infinita misericórdia, para os pobres pecadores.
Sim, Eu os amo, depois que cometeram seu primeiro pecado, quando
eles vêm a Mim e humildes pedem perdão... Eu ainda os amo, quando
choram por causa de seu segundo pecado; e se isto se repetir, Eu não
digo bilhões de vezes, mas milhões de bilhões de vezes, Eu lavo seu
primeiro como seu último pecado no Meu Sangue, assim Eu os amo e os
perdôo
Eu não aborreço as almas e Meu coração espera, por elas, com saudades,
sem parar, a fim de que venham, e Nele se refugiem, tanto mais quanto
mais miseráveis forem.
Não se preocupa um pai mais, com um filho doente, do que com um
filho são? Ele não é mais carinhoso com ele? Assim se derramam a
compaixão e o carinho do Meu Coração mais, copiosamente, sobre os
pecadores do que sobre os justos.”
“Aqueles que constantemente vivem unidos Comigo, glorificam-Me e
atuam em alto grau em favor das almas. Quando executam um
trabalho que em si tem pouco valor, mas mergulham este trabalho
no Meu Precioso Sangue, ou em união com o trabalho que Eu mesmo
realizei durante Minha vida terrestre, trarão muitos frutos para a
salvação das almas; mais talvez do que se tivessem pregado ao mundo
inteiro! Tanto faz se estudam, se falam ou escrevem, limpam a casa,
trabalham na costura ou descansam; enquanto a tarefa não for feita por
capricho, mas ordenada pela obediência e dever e em íntima união
Comigo, ela é fecunda para as almas...
Eu desejo tanto que as criaturas compreendam isto. Não é a ação em si
que determina seu valor, mas a intenção pela qual será executada.
Quando trabalhava, na oficina em Nazaré, prestei tanta honra ao Meu
Pai Celeste, como quando ensinava publicamente.
Muitos que, aos olhos do mundo, ocupam um lugar de destaque, prestam
ao Meu Coração grande honra. Mas Eu tenho também muitas almas, que
na obscuridade de sua tarefa diária, são operários úteis na Minha vinha,
porque o amor os impulsiona e eles sabem mergulhar no Meu Sangue os
seus atos insignificantes e, assim, cobri-los com o ouro da boa intenção.
Meu Amor vai tão longe, que as almas podem ganhar grandes tesouros
das coisas bem pequenas. Se elas, pela manhã, oferecem seu dia e se
unem a Mim, desejando cordialmente que Meu Coração se utilize
delas para a salvação das almas, realizam todas as suas obrigações
por amor, hora por hora e minuto por minuto, quantos tesouros
colhem num dia!

A estas almas revelarei cada vez mais Meu amor inesgotável. Elas
reconhecerão como é fácil para um coração amoroso deixar-se guiar
pelo amor.”
“Se me dás o nome de Pai, comprometes Meu coração de cuidar de ti.
Não sabes como os pais se alegram, quando seu filho ou filha começa a
falar e pronunciar a palavra tão meiga “Pai”? Então: ele o estreita em
seus braços e o aperta ao seu coração, de modo que todas as alegrias do
mundo não significam nada perto dessa felicidade. Se isto é assim com
um pai ou mãe terrena, como não será com Aquele que é, ao mesmo
tempo, Pai, Mãe, Deus, Criador, Salvador e Noivo!... cujo Coração não
tem igual em delicadeza e amor?
Sim, amada, pequena alma! Quando estás medrosa e oprimida, vem e
apressa-te até Mim, chama-me “Pai” e descansa sobre Meu coração!
Se não te for possível permanecer aos Meus pés, por causa do serviço,
então só reza a única palavra: “Pai”, e Eu te ajudarei, fortificarei,
guiarei e consolarei.”
“Três coisas Eu recomendo especialmente ao teu coração:

1. Prática da hora santa, porque nela pode ser oferecida uma expiação
de incomensurável valor ao Pai Celeste com Cristo e por Cristo, Seu
Divino Filho.
2. Os Cinco Pai Nosso em honra as Minhas Santas Chagas; porque
por elas o mundo foi salvo.
3. Constante união com os merecimentos de Meu Divino Coração,
porque através disto todas as vossas obras recebem um valor infinito.
Refugia-te, muitas vezes, no Meu Precioso Sangue!... Confia sem
reservas no Meu Coração! Poucos compreendem este mistério. Procura
tu aprende-lo e utiliza-lo!”
(Palavras do livro: “O amor chama!” Mensagem do Coração de Jesus ao mundo e a
Sua mensageira Irmã Josefa Menéndez da Companhia das Religiosas do Sagrado
Coração de Jesus, 1890-1923; prefácio do cardeal Pacelli.)

30. ORAÇÃO DO ÂNGELUS


Origem da oração do Ângelus: Já na Idade Média, ao escurecer, os sinos
chamavam à oração pelo poder de Deus contra as forças ameaçadoras da
escuridão. Desde o 13º século, originou-se o hábito de, depois de rezar a
oração do breviário clerical da manhã e da noite, saudar a Mãe de Deus
com três Ave Maria. Em 1346, bispos alemães recomendaram rezar esta
oração da noite em geral “pela conservação da paz”. Quando os turcos
vindos do leste, ano após ano, penetraram mais na Europa, o Papa
Calisto III ordenou que nas igrejas tocassem os sinos. Em 1456, também
tocaram os sinos ao meio-dia, para chamar o povo à oração e para pedir
a proteção da Mãe de Deus, neste grave perigo. Ao mesmo tempo, na
oração do Ângelus, a esta hora do dia, quando Jesus oferecia ao Pai
Eterno Seu sacrifício da salvação na cruz, devia o povo também
implorar a salvação dos incrédulos. Com isto, o trabalho diário do povo
cristão recebeu uma ordem consagrada a Deus: não só servir ao tempo,
mas também à eternidade.
“O anjo do Senhor anunciou a Maria, e Ela concebeu do Espírito
Santo.” Ave Maria...
“Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em Mim segundo a Vossa
Palavra.” Ave Maria...
“E o verbo se fez carne e habitou entre nós.” Ave Maria...
Como é agradável a Jesus o agradecimento por se ter tornado homem,
Ele o deixou perceber a Santa Gertrudes: Tantas vezes que alguém, se
inclina com devoção e Me agradece ao pronunciar as palavras “E o
Verbo se fez carne” que Eu me tornei homem por causa dos homens,
tantas vezes fico movido, por Minha bondade e ofereço do fundo do Meu
coração, todos os frutos e merecimentos da Minha santa humanidade
para duplicar a eterna salvação daqueles que Me prestam esta honra.
Nós vemos que a Igreja nos presenteou com o “Anjo do Senhor” uma
oração tão profunda e rica, como uma fonte viva, a qual não se pode
esgotar, uma vez que sempre infunde nova força em nossa vida, porque
pelo humilde Fiat de Maria podemos experimentar a abundância da
graça Divina. Justamente hoje, no tempo mariano, este acontecimento
recebe um novo prometedor significado.

“Quando este grande dia de festa for reconhecido em todo mundo, então,
então sim o céu triunfará e o inferno estremecerá”, diz Jesus à mãe Vogl,

em 1955, na noite antes da anunciação a Maria: “Isto é o reino de Maria


que o Pai no céu reservou para o último tempo. Só então todo mundo
reconhecerá que foi a Virgem Maria, com o seu Sim, que nos trouxe a
salvação. É o tempo onde haverá um só rebanho e um só pastor. Maria
vencerá, mas o que vem antes será terrível.”
A Mãe de Deus encorajava uma alma que lutava com a dúvida e
preconceito, com as palavras: “Se soubésseis como Me é preciosa cada
Ave. É muito pouco rezada. Perguntas o que esta oração significa para
Mim? Nunca ouviste dizer que o demônio foge quando se reza? Eu, com
as Aves, o posso bombardear de modo que sua influência sufoca.”
(La. Carta circular 11, Nov. 1976; WKS Ochsenhausen.)
Rezemos, muitas vezes, e com devoção a “Ave Maria”, da qual o
bispo e doutor da Igreja, Afonso de Liguori diz: “Uma Ave Maria tem
mais valor do que toda a criação!” e São Francisco: “Com uma „Ave
Maria‟ rezada devotamente, alegra-se o céu, soltam gritos de júbilo os
coros dos anjos, jubila a terra, range o inferno, fogem os demônios!”
31. TRÊS AVE MARIA, A ESCADA DO CÉU OU
A CHAVE DOURADO DO CÉU!
Santa Mechtild von Hackeborn, uma beneditina do século 13 (+1299),
recebeu da Mãe de Deus a grande promessa da qual falaremos.
Em fins de sua vida a santa se lembrou, cheia de medo, do grande
momento em que sua alma deixaria seu corpo para ir à eternidade. Por
isso, ela pediu a misericordiosa Mãe de Deus assistência para sua última
hora.
A Nossa Senhora, que já muitas vezes aparecera a sua fiel serva, atende
sua súplica e lhe disse: “Sim, Eu com certeza atenderei teu pedido minha
filha, mas exijo que tu rezes por amor a Mim, três vezes a Ave Maria.”
A primeira Ave em honra a Deus Pai, que em sua magnífica
onipotência distinguiu Minha alma que, depois Dele, sou onipotente no
céu e na terra.
A segunda Ave em honra ao Filho de Deus que, na grandeza de Sua
impenetrável sabedoria, Me ornou e encheu com tais dons da ciência e
inteligência, para que Eu possa ver mais intimamente a Santíssima
Trindade do que todos os outros santos. Além disso, Ele deitou sobre
Mim tal brilho que, como sol radiante, Eu ilumino todo céu...
A terceira Ave em honra ao Espírito Santo, que derramou a abundância
de Seu amor no Meu coração e Me criou tão boa e misericordiosa que
Eu, depois de Deus, sou a criatura mais suave e bondosa...”
Agora, as promessas que a Santíssima Virgem ligou a devoção das três
Ave Maria:
“Eu te assistirei na hora da morte, te consolarei e afastarei todo poder
do demônio de ti. Eu derramarei em ti a luz da fé e do conhecimento, a
fim de que tua fé não seja tentada por causa da ignorância ou engano.
Eu estarei perto de ti na hora de tua morte e deixarei transbordar em
tua alma a delícia do amor Divino para que, em virtude de sua
superpotência, mude, pelo amor, a angústia e amargura da morte, em
bem-aventurança.” (Líber specialis gratiae, PI. Kap. 47.)
Esta devoção não nasceu de um querer e esforço humano, mas foi o
fruto da expressa revelação de Maria e continha promessas tão
consoladoras, como só a Rainha do Céu as pode dar.
(De: “As 3 Ave-Maria,” G. Pasquali S.S.P. Editora Hacher, Gröbenzell)
Nas revelações da Santa Gertrudes, uma contemporânea da Santa
Mechtilde, está escrito o seguinte:
Enquanto a santa cantava a Ave Maria, durante a missa da anunciação,
ela viu de repente irromper três raios de luz do coração do Pai, do Filho
e do Espírito Santo, que penetraram no coração da bem-aventurada
Virgem Maria. Então ouviu as seguintes palavras:
“Depois do poder do Pai, da sabedoria do Filho, do amor
misericordioso do Espírito Santo, nada é parecido ao poder, sabedoria
e o amor misericordioso da Virgem Maria”.
À irmandade das três Ave Maria, sua Santidade Bento XV, elevou à
arqui-irmandade e lhe concedeu valiosas indulgências. Também recebeu
a autorização de incorporar mais irmandades, com o mesmo nome e da
mesma natureza, participando das mesmas indulgências.

Exercício: De manhã e à noite, rezar as três Ave Maria em honra a


estas três grandes prerrogativas, com a seguinte invocação no fim:
“Ó minha Mãe, preserva-me neste dia / nesta noite de todo
pecado mortal.” 200 dias indulgência por Papa Leão XIII (41.)
A todos os pastores, sacerdotes, todos os pais e educadores da juventude
e todos os que querem a salvação eterna de seus parentes, e aos que lhe
são confiados, e dos seus próximos, queiram gritar-lhes:
“Propagai esta milagrosa e eficaz devoção das três Ave Maria e a rezai
também vós com o coração cheio de amor.” “Ave Maria...”
“Santa Mãe de Deus roga por nós!” “Ave Maria...”
“Ó Maria concebida sem pecado, roga por nós, que recorremos a
Ti.” “Ave Maria...”
“Querida Mãe, preserva-nos do pecado mortal!”
Mesmo pessoas consagradas a Deus recebem desta devoção preciosos
frutos de salvação. A experiência ensinou que muitas pessoas, por este
meio tão simples, receberam graças extraordinárias. Foram graças de
conversão, de perseverança ou até da vocação sacerdotal ou religiosa.
Nossa juventude é, atualmente, seduzida sistematicamente em quase
todos os aspectos. A velha serpente estendeu uma rede de sua arte de
sedução. Não deixem a juventude se corromper! Vigiai sobre a inocência
de vossos filhos! Deus um dia exigirá conta de vós!
A oração das três Ave Maria é, por assim dizer, um remédio celeste
contra a peste de hoje, a imoralidade e, por isso, deve ser
insistentemente recomendada à juventude.
Santos notáveis como Santo Antônio de Pádua, Santo Afonso de
Liguori, São Leonardo de Portomaurizio, São Dom Bosco, São
Clemente Maria Hofbauer e outros, fervorosamente, praticavam esta
devoção e a difundiram. Santo Antônio solicitou para si a graça da
perfeita pureza nas tentações do mundo. Por isso, seja esta simples
devoção à Imaculada Virgem Maria, especialmente em nosso tempo, o
tempo dos grandes combates e lutas pela pureza, a todos os fiéis devotos
um prestimoso apoio.

32. 15 PROMESSAS DA RAINHA DO ROSÁRIO


A Irmã Lúcia de Fátima fala sobre o Terço A Santíssima Virgem, nestes
últimos tempos em que vivemos, deu uma nova eficácia à oração do
Santo Rosário. De tal maneira que agora não há problema, por mais
difícil que seja, seja temporal ou, sobretudo, espiritual – que se refira à
vida pessoal de cada um de nós; ou à vida das nossas famílias, sejam as
famílias do mundo sejam as Comunidades Religiosas; ou à vida dos
povos e das nações –, não há problema, repito, por mais difícil que seja,
que não possamos resolver agora com a oração do Santo Rosário. “Com
o Santo Rosário nos salvaremos, nos santificaremos, consolaremos a
Nosso Senhor e obteremos a salvação de muitas almas.”
O bem aventurado Albanus de Rupe, um eminente pregador do rosário
da ordem dos dominicanos, recebeu, durante a aparição da Mãe de Deus,
a incumbência de se empenhar para divulgar a oração do rosário. A bem
aventurada Virgem prometeu àqueles que a honram com fé, por meio
desta oração, inúmeras graças.
Estas graças são mencionadas nas obras do bem-aventurado Albanus e
são conhecidas sob o nome “15 promessas.”
1. Aqueles que Me servem, com perseverança pela reza do rosário,
receberão qualquer graça especial.
2. A todos que com devoção rezam o rosário, Eu prometo Minha
especial proteção e grandes graças.
3. A oração do rosário será uma das mais poderosas armas contra o
inferno. Ela apaga o vício, aniquila o pecado, extermina a heresia.
4. Esta oração deixa florescer as virtudes e santas obras, consegue as
mais ricas misericórdias de Deus, comovendo os corações dos
pecadores, para que deixem o fútil amor pelo mundo e, inflamados pelo
amor de Deus, sintam saudades pelas coisas eternas. Como as almas
serão santificadas por tal meio!
5. Uma alma que se recomenda a Mim pela reza do rosário jamais
perecerá.
6. Quem sempre reza o rosário devotamente e contempla os
mistérios não será esmagado pela desgraça, nem experimentará a ira
de Deus, nem terá morte súbita. Se for um pecador obstinado ele se
converterá, se for um justo permanecerá na graça e se tornará digno
para a vida eterna.
7. Aqueles que deveras rezam devotamente o rosário não morrerão
sem receber os sacramentos.
8. Eu quero que todos, que rezam o rosário, tenham na vida e na morte
luz e abundância da graça e participem nos merecimentos dos santos.
9. Diariamente, Eu liberto almas do purgatório que se dedicaram à reza
do rosário.
10. Os verdadeiros filhos e filhas do Meu rosário gozam de uma
grande glória no céu.
11. Seja o que for que tu pedires na oração do rosário, alcançarás
desde que não seja contra a tua salvação.
12. Aqueles que defendem a propagação do Meu rosário, Eu
auxiliarei em todas as suas necessidades.
13. De Meu Divino Filho alcancei que todos, que estão inscritos na
irmandade do rosário, (pág.248) terão na vida e na morte confrades
celestes.
14. Os que rezam o Meu rosário são Meus filhos e filhas e irmãos e
irmãs de Jesus Cristo, Meu Filho Unigênito.
15. A Devoção ao Meu rosário é um grande sinal de eleição.
(P. Ludovicus Fanfani O. P. De Rosário B.M. Virginis, Taurini – Romae, Marietti,
1930, pág.27/28. Aprovado pela Igreja.)
Assim se reza o rosário :Creio em Deus Pai,todo-
poderoso,Criador do céu e da Terra e em Jesus Cristo seu Único
Filho Nosso Senhor, que foi Concebido pelo Poder do Espirito
Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Poncio Pilatos, foi
crucificado, morto e sepultado, desceu à mansão dos mortos;
ressuscitou ao terceiro dia, subiu ao céu, está sentado à direita
de Deus Pai todo poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os
mortos. Creio no Espírito Santo, na santa Igreja Católica, na
comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição
da carne, na vida eterna. Amém.” “Glória ao Pai, ao Filho e ao
Espírito Santo, como era no princípio, agora e sempre. Amém.”
“Pai-Nosso que estais no céu, santificado seja Vosso nome,
venha a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade assim na
terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dai hoje,
perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a
quem nos tem ofendido e não nos deixeis cair em tentação, mas
livrai-nos do mal. Amém.”

Três Ave Maria...:


“Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é Convosco, bendita sois
Vós entre as mulheres e bendito é o fruto do Vosso ventre,
Jesus. Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora
e na hora da nossa morte. Amém.”
Acrescenta-se na 1ª Ave: Aumentai, Senhor, em nós a fé.
2ª Ave: Fortificai, Senhor, nossa esperança.
3ª Ave: Inflamai, Senhor, em nosso coração o Vosso amor.
Contas grandes: “Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo; como
era no princípio, agora e sempre. Amém.”
Em seguida se contempla o mistério (no primeiro mistério
contemplamos “A Anunciação do Anjo a Nossa Senhora” e assim por
diante... até contemplar todo o rosário que é composto de quatro partes.
A contemplação dos mistérios está abaixo.)
Inicia-se cada Mistério com um “Pai Nosso”
Nas contas pequenas: 10 “Ave Maria...”
No final de cada Mistério “Glória ao Pai...”
Depois de cada “Glória ao Pai...”
Nossa Senhora em Fátima, no ano de 1917, pediu a seguinte oração:
“Ó meu Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do inferno, levai
as almas todas para o céu e socorrei principalmente as que mais
precisarem.” (texto original Fátima)
Os mistérios do rosário
O rosário é uma oração contemplativa. Contemplados são os mistérios
que no âmago de nossa existência nos trazem salvação e paz. O meditar
sobre a vida de Jesus é o fim principal da reza do rosário. Maria, que deu
Jesus ao mundo, quer nos indicar Cristo. A oração do rosário está
essencialmente ligada à reflexão sobre a vida de Jesus. Cada verdadeira
veneração de Maria culmina na aceitação do Filho de Deus. “Quando o
tempo se completou, Deus mandou Seu Filho, nascido de uma mulher.”
(Gal.4,4).

Dividimos em quatro grupos o conteúdo dos mistérios da nossa fé:


gozosos, luminosos, dolorosos e gloriosos.
1. Mistérios gozosos (segundas e sábados)
Sobre a infância de Jesus:
1. “Jesus o qual Tu, ó Virgem, concebeste do Espírito Santo!”
2. “Jesus o qual Tu, ó Virgem, levaste a Isabel!”
3. “Jesus o qual Tu, ó Virgem, deste à luz em Belém!”
4. “Jesus o qual Tu, ó Virgem, ofereceste no templo!”
5. “Jesus o qual Tu, ó Virgem, encontraste no templo!”
2. Mistérios Luminosos: (quintas-feiras)
Da vida pública de Jesus:
1. “Jesus batizado no Rio Jordão!”
2. “Jesus que transformou a água em vinho!”
3. “Jesus que anunciou o Reino de Deus!”
4. “Jesus transfigurado no Monte Tabor!”
5. “Jesus presente no Pão!”
3. Mistérios dolorosos (terças e sextas-feiras)
A paixão de Jesus deve estar viva ante nossos olhos:
1. “Jesus que por nós suou sangue!”
2. “Jesus que por nós foi flagelado!”
3. “Jesus que por nós foi coroado de espinhos!”
4. “Jesus que por nós carregou a pesada cruz!”
5. “Jesus que por nós foi pregado na cruz!”
4. Mistérios gloriosos (quartas e domingos)
A ressurreição e a magnificência de Jesus com Sua Mãe, para nós, é
sinal de esperança, e para qual somos chamados por Jesus Cristo:
1. “Jesus que ressuscitou dos mortos!”
2. “Jesus que subiu ao céu!”
3. “Jesus que nos enviou o Espírito Santo!”
4. “Jesus que a Ti, ó Virgem, acolheu no céu!”
5. “Jesus que a Ti, ó Virgem, coroou no céu!”

33. VENERAÇÃO DO CORAÇÃO IMACULADO


DE MARIA
“Jesus quer fundamentar no mundo a veneração do Meu Imaculado
Coração; para quem a pratica Eu lhe prometo a salvação, estas almas
serão preferidas por Deus como flores que Eu levo ante Seu trono.”
(A Mãe de Deus, em Fátima, 13/06/1917.)
Mensagem da Mãe de Deus, de 1949, que o “Bispo voador do Canadá,”
Msgr. Breyant divulgou com toda sua autoridade.
“Por Meu Imaculado Coração, o Coração de Jesus quer dar aos pobres
pecadores, ao mundo infeliz e carregado de culpas, o presente da paz e
da felicidade. Ele deseja ansiosamente a volta dos transviados, para
mergulhá-los no Seu Coração Divino, e dar-lhes o perdão de seus
pecados. Ele espera só uma coisa deles: Confiança na bondade de
Seu Divino Coração. Confiança que farei descer em seus corações
quando procurarem refúgio no Meu Imaculado Coração. Para amar
a Jesus como Ele deseja, deve-se amá-Lo por meio do Meu Imaculado
Coração. Quanto mais estiverdes unidos ao Meu coração, tanto mais
torrentes de amor ao Coração de Jesus, Eu derramarei em vossos
corações.”
“Lembra-te que do coração de tua Mãe, agora triturado como numa cruel
prensa, e que dali irrompem sangue e lágrimas em abundância; e que
estes são os únicos sacrifícios que ainda podem acalmar a ira contra os
ímpios.” (JESUS para Marguerite, 21.03.1968. Mensagem do amor misericordioso.
Imprimatur: Lüttich, 04.03.1971.)
A Mãe de Deus para Irmã Lúcia – 10 de dezembro de 1925:
“Minha filha, olha Meu Coração que é cercado de espinhos, com os
quais os homens ingratos, a cada instante, transpassam com suas
blasfêmias e sua ingratidão. Procura consolar-Me ao menos tu.”
Eu, da minha parte, prometo para todos que, no primeiro sábado de
cinco meses seguidos confessam e comungam, e rezam o terço, e
durante 15 minutos Me fazem companhia, contemplando os
mistérios do rosário com a intenção de Me prestar satisfação,
assistirei, na hora da morte, com todas as graças necessárias para sua
salvação.” (De: Maria fala ao mundo: Prof. Dr. Fonseca, com Imprimatur.)

Por que cinco sábados de expiação?


“Minha filha” diz Jesus à Irmã Lúcia: “O motivo é simples - é por causa
de cinco maneiras de ofensas e blasfêmias que são cometidos contra o
Imaculado Coração de Maria:”
1. As blasfêmias contra a Imaculada Conceição.
2. Contra Sua virgindade.
3. Contra Sua maternidade divina, ao mesmo tempo não A
reconhecendo como Mãe de todos os homens.
4. As ofensas daqueles que publicamente procuram incutir no coração
das crianças a indiferença, o desprezo e até o ódio contra esta
Imaculada Mãe.
5. Aqueles que A desonram diretamente em suas imagens.
Quem no primeiro sábado não puder atender ao desejo da Mãe de Deus,
pode fazê-lo no domingo seguinte, “se os Meus sacerdotes o permitirem
às almas, por motivos justos”, explicou Jesus à Irmã Lúcia.
(De: “A mensagem de Fátima em Pontevedra” Alberto Cosme do Amaral, Bispo de
Leiria – Fátima..
34. ATO DE AMOR – ROSÁRIO
“Ó minha querida Mãe celeste,
Eu Te saúdo e bendigo
Do regaço do Pai Eterno.
Eu confio em Ti com o Coração
E com as palavras de Jesus, Teu Divino Filho.
Eu Te amo fora e no ardor de Seu Divino Amor.
Eu sou todo Teu e tudo o que eu tenho pertence a Jesus, por
meio de Ti Salvador, eu confio em Ti.”
(Sempre dez vezes:) “Jesus, Maria e José, eu Vos amo, salvai
almas.”
Jesus diz a Ir. Consolata: Que oração mais linda, para Eu aceitar, do que
este ato de amor? Se conhecesses o valor de um ato de amor! Reflita,
um ato de amor pode decidir sobre a salvação de uma alma.
Não percas tempo, cada ato de amor é uma alma.
Um “Jesus, Maria e José eu Vos amo salvai almas” expiam mil
blasfêmias.

O ato de amor inclui todos, as almas do purgatório como os da Igreja


militante; os inocentes como os culpados; os agonizantes como os
ímpios; - Não penses em ti.
(Do: Coração de Maria sábado de expiação.)
35. ROSÁRIO DAS LÁGRIMAS
A Mãe de Deus entregou a Ir. Amália um rosário, feito com 49 contas
brancas pequenas, separadas em sete mistérios por meio de contas
maiores da mesma cor. Ele é muito parecido com o rosário das sete
dores.
Evidentemente devem chamar nossa atenção para honrar Maria, nossa
Mãe, por causa das dores e lágrimas que Ela derramou por nós. O
elemento essencial do rosário de nossa querida Mulher das Lágrimas é a
medalha que deve ser igual a que Nossa Senhora revelou para Ir.
Amália, no dia 08 de abril de 1930.
Esta medalha é fabricada na Alemanha, em todas as línguas européias,
com a exigida inscrição.
Não se reza o Creio, nem o Pai Nosso, nem a Ave Maria. Em seu lugar,
rezam-se as seguintes orações e invocações:
Em vez do Creio reza-se:
“Jesus crucificado! Ajoelhados aos Teus pés, nós Te oferecemos
as lágrimas Daquela que Te acompanhou com íntimo amor e
interesse, na Tua tão dolorosa via-sacra. Dá-nos, ó bom Mestre,
que consideremos os ensinamentos que nos dão as lágrimas de
Tua santa Mãe, a fim de que cumpramos assim na terra Tua
santa vontade, que nós nos tornemos dignos de Te louvar e
bendizer no céu, por toda eternidade.”
Em vez do Pai Nosso reza-se:
C. “Ó Jesus, olha as lágrimas Daquela que mais Te amou na
terra;
T. E que mais intensamente Te ama no céu!”

Em vez das Ave Maria reza-se:


C. “Ó Jesus, atende nossas súplicas;
T. Por causa das lágrimas de Tua santa Mãe!”
Rezar, no fim, três vezes:
C. “Ó Jesus, olha as lágrimas Daquela que mais Te amou na
terra;
T. E que mais intensamente Te ama no céu.”
Depois das três últimas invocações reza-se a oração final:
“Ó Maria, Mãe do amor, das dores e da misericórdia! Nós Te
pedimos, une Teus pedidos aos nossos, a fim de que Jesus, Teu
Divino Filho, a quem nós nos dirigimos, atenda nossas súplicas
em nome de Tuas lágrimas maternais e, com as graças que
imploramos, queira nos conceder a coroa da vida eterna. Amém.”
Quem poderia negar um pedido às lágrimas da Mãe de Deus?
Nem o Criador do universo – e ainda menos Seu Divino Filho!
É conhecido que o querido Jesus recompensa muito a fiel veneração das
dores de Sua santa Mãe, e não nega nenhum pedido àquele que o
implora em nome das lágrimas de Sua santa Mãe.
Por isso dirijamo-nos em nossa tristeza, medo e necessidade às
lágrimas de nossa querida Mãe. Honremos nossa Rainha celeste pelo
Rosário das lágrimas. Existem muitíssimas provas de graças
alcançadas, com o atendimento destas orações, em muitos países.
Recomenda-se rezar o Rosário de Nossa Senhora das Lágrimas, durante
nove dias, recebendo os santos sacramentos e praticar obras de caridade.
NB: Em vez de dizer “lágrimas” também se pode dizer “lágrimas de
sangue.”
Também reze seguidamente:
“Por Tua divina meiguice, ó Jesus algemado preserva o mundo
da ameaçadora perdição! Mãe dolorosa, Tuas lágrimas destroem
o poder do inferno.
(Do: Folheto de orações Kreuz – Verlag, Wien.).

36. VENERAÇÃO DIÁRIA DAS SETE DORES


DE MARIA.
Quem lembra a paixão de Cristo também deve lembrar a paixão de Sua
Mãe. A Mãe de Deus prometeu a Santa Brígida da Suécia (1303 até
1373) que todo aquele que diariamente rezar sete Ave Maria e,
juntamente, contemplar suas lágrimas e dores e, conforme suas
possibilidades, propagar esta devoção, alcançará as seguintes graças:
Paz na família, inspiração nos mistérios divinos, realização de todos os
pedidos, uma vez que estejam de acordo com a vontade de Deus e sejam
úteis à salvação da alma, e eterna alegria em Jesus e Maria.
Oração Inicial:
Virgem dolorosíssima, seríamos ingratos, se não nos esforçássemos em
promover a memória e o culto de vossas dores, vosso Divino Filho tem
vinculado à devoção de vossas dores, particulares graças para uma
sincera penitência, oportunos auxílios e socorros em todas as
necessidades e perigos. Alcançai-nos, Senhora, de vosso Divino Filho,
pelos Méritos de vossas Dores e lágrimas, a graça .....
Creio, Pai-Nosso, Ave-Maria em honra a Santíssima Trindade.
1ª Dor: Profecia de Simeão
“Ave Maria...”
2ª Dor: Fuga para o Egito
“Ave Maria...”
3ª Dor: Perda do Menino Jesus, aos 12 anos, no templo de Jerusalém.
“Ave Maria...”
4ª Dor: Encontro a caminho do Calvário
“Ave Maria...”
5ª Dor: Crucifixão, Morte, o golpe da lança e descida de Jesus da
cruz no calvário.
“Ave Maria...”
6ª Dor: O corpo desfigurado do Senhor nos braços da pobre Mãe.
“Ave Maria...”
7ª Dor: Jesus depositado no sepulcro; lágrimas e abandono de
Maria.
“Ave Maria...”
(De: Luis Clarus, “Vida e profecia da Santa Brígida”, volume 1-4, Regengsburg, 1856.)

37. JEJUAR EM 12 SEXTAS-FEIRAS.


O Papa Eugênio escreve e ensina: Se a gente jejua, em 12 sextas-feiras
em honra da Santíssima Virgem, com pão e água, se exercita na
virtude, e evita pecados, a Mãe de Deus manda doze dias antes de sua
morte, para seu auxílio e sua consolação, um grupo de anjos e lhe serão
dados os sete dons do Espírito Santo.
1. Dom: para que não se tenha morte maligna.
2. Dom: para que não se seja condenado.
3. Dom: para que não se viva na pobreza.
4. Dom: para que não se morra sem receber o Santíssimo Sacramento.
5. Dom: para que 12 dias antes da morte nos seja revelado o dia da morte.
6. Dom: para que a querida Mãe de Deus nos auxilie com todos os santos.
7. Dom: para que a querida Mãe de Deus Maria, receba nossa alma e a
conduza à vida eterna.
8. Dom: para que a querida Mãe de Deus Maria, receba nossa alma e a
conduza à vida eterna.

Quem conhece estas sextas-feiras deve ensiná-las a outros


A 1ª sexta-feira é antes do carnaval.
A 2ª sexta-feira é antes da Anunciação.
A 3ª sexta-feira é antes da sexta-feira santa.
A 4ª sexta-feira é antes da Ascensão de Nosso Senhor.
A 5ª sexta-feira é antes de Pentecostes.
A 6ª sexta-feira é antes de João Batista.
A 7ª sexta-feira é antes de S. Pedro e S. Paulo.
A 8ª sexta-feira é antes da Assunção de N. Senhora ao céu.
A 9ª sexta-feira é antes de São Miguel.
A 10ª sexta-feira é antes de São Simão e São Judas Tadeu.
A 11ª sexta-feira é antes de Santo André.
A 12ª sexta-feira é antes do Natal.
Em 17 de julho de 1737, faleceu em Colônia, perto do Reno na
Alemanha, um homem chamado Franz Webelmann, que morava em
cima do mercado do feno, o qual jejuava nas mencionadas sextas-feiras,
em honra à querida Mãe de Deus e, na sua última hora, ele alegre
confessou que 12 dias, antes de seu fim, viu a querida Mãe de Deus e
Ela lhe anunciou a hora de sua morte.
(O livrinho do qual foram tiradas estas linhas foi aprovado pela S. Congregation como
também pelo Sac. Collegio d‟ Propaganda fide pelo Papa Clemente XII).

38. MODO DE REZAR NO DIA DO


NASCIMENTO DE MARIA
Anna Katharina Emmerich viu muitas coisas, como Santa Brígida, e lhe
foram comunicados muitos conhecimentos, que foram declarados a esta
santa por Maria sobre Sua conceição e nascimento. Ela ainda se lembra
que a Santa Virgem disse, “Se mulheres grávidas, na véspera de seu
aniversário natalício, observam jejum, e fazem orações piedosas de
nove Ave Maria, em honra aos nove meses de sua permanência no
seio materno, e renovarem estas orações mais vezes, durante sua
gravidez e, na véspera do parto recebem devotamente os santos
sacramentos, Ela, a Santa Virgem, promete levar sua oração perante
Deus e, mesmo em circunstâncias difíceis, implorar-lhes um parto
feliz.”
Mesmo vós, disse a Santa Virgem em uma aparição, entre outras coisas:
Quem hoje à tarde rezar nove Ave Maria, com devoção e amor, em
honra de sua permanência durante nove meses no seio materno e do
seu nascimento, praticando esta devoção durante nove dias, dá aos
anjos, diariamente, nove flores para um ramalhete, que Ela recebe no
céu e entrega a Santíssima Trindade, para implorar, por isso, uma
graça para os que rezam.
(De: “Vida de S. Virgem Maria” AK Emmerich.)
39. BENDITO SEJA SÃO JOSÉ!
São José, o mais bendito entre os homens, merece ser conhecido e
venerado por todas as gerações e povos. Suas maiores distinções de
graças são a intimidade com os mistérios de Jesus Cristo e de Sua Santa

Mãe, uma vez que viveu na companhia Deles, por muitos anos, foi o pai
adotivo de Nosso Senhor e o Noivo da Rainha do Céu. Foram-me (Maria
de Agreda) também revelados alguns privilégios que o Altíssimo
concedeu a São José, por causa de Sua santidade.
1. Por Sua intercessão, consegue-se a virtude da pureza e a vitória nos
perigos das tentações da carne.
2. Por meio Dele se recebe poderoso auxílio de graças para abandonar
o estado de pecado e voltar à amizade de Deus.

3. Por Sua intercessão, recebe-se a graça de amar a bem-aventurada


Virgem Maria e uma verdadeira devoção a Ela.
4. Por meio Dele alcançamos a graça de uma boa morte e proteção
contra satanás na hora da morte.
5. Os maus espíritos tremem quando ouvem o nome José.
6. Por meio Dele pode-se alcançar a saúde do corpo e auxílio em
diversas necessidades.
7. Sua intercessão alcança a bênção para a descendência nas famílias.
“Eu gostaria de pedir a todos os filhos e filhas, da santa Igreja, para que
sejam grandes devotos de São José. Então, experimentarão em si estas
graças se eles se prepararem dignamente para essa recepção.”
(Maria de Agreda, 5ª livro – 16 parte principal)
A Vós São José
“A Vós, São José, recorremos em nossa tribulação e, depois de
ter implorado o auxílio de Vossa Santíssima Esposa, cheios de
confiança, solicitamos também o Vosso patrocínio. Por esse laço
sagrado de caridade que Vos uniu à Virgem Imaculada Mãe de
Deus, pelo amor paternal que tivestes ao Menino Jesus,
ardentemente suplicamos que lanceis um olhar benigno, sobre a
herança que Jesus Cristo conquistou com Seu Precioso Sangue,
e nos socorrais em nossas necessidades, com Vosso auxílio e
poder. Protegei, ó guarda providente da Sagrada Família, o povo
eleito de Jesus Cristo. Afastai para longe de nós, ó Pai
amantíssimo, a peste do erro e do vício! Assisti-nos do alto do
Céu, ó nosso fortíssimo sustentáculo na luta contra o poder das
trevas, e assim como outrora salvastes da morte a vida
ameaçada do Menino Jesus, assim também hoje, defendei a
Santa Igreja de Deus das ciladas de seus inimigos e de toda
adversidade. Amparai, a cada um de nós, com o Vosso constante
patrocínio, a fim de que, com o Vosso exemplo, e sustentados
com o Vosso auxílio, possamos viver virtuosamente, morrer
piedosamente e obter no Céu a eterna bem-aventurança. Amém.”
(Leão XIII).
40. HERÓICO ATO DE AMOR PELAS ALMAS
DO PURGATÓRIO
ORAÇÃO DE SANTA GERTRUDES pelas almas do
Purgatório.(Jesus prometeu à Santa Gertrudes que salvaria
(1000) mil almas do purgatório cada vez,que cada pessoa rezar
com fervor esta Oração)
Eterno Pai, Ofereço-Vos o Preciosíssimo Sangue de Vosso Divino Filho Jesus,
em união com todas as Missas que hoje são celebradas em todo o mundo;
por todas as Santas almas do purgatório, pelos pecadores de todos os
lugares, pelos pecadores de toda a Igreja, pelos de minha casa e de meus
vizinhos. Amém.
Terço de jaculatórias pelas almas do Purgatório:
(Com a oração ditada por Nosso Senhor à Santa Gertrudes.)

- Faz-se o sinal da Santa Cruz.

- Reza-se o ato penitencial (“Confesso a Deus Todo Poderoso que pequei...”)

- Evocação a Deus Espírito (“Vinde Espírito Santo, Vinde por meio da poderosa
intercessão do Imaculado Coração de Maria...”)

- Creio, Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

Nas Contas do Pai-Nosso, reza-se a Oração ditada por Nosso Senhor à Santa
Gertrudes:

“Eterno Pai, ofereço-vos o Preciosíssimo Sangue do Vosso Divino Filho


JESUS, em união com todas as santas Missas que hoje são celebradas em
todo o mundo, por todas as santas almas do Purgatório, pelos pecadores em
todos os lugares, pelos pecadores na Igreja Católica, pelos pecadores em
todas as outras igrejas, pelos de minha casa e meus vizinhos. Amém!”

Nas contas da Ave-Maria:

“Jesus, Maria e José eu Vos amo, salvai almas!”

Na conta da salve Rainha:

- “Sagrado Coração de Jesus, sede nosso Amor”!


- “Doce Coração de Maria, sede nossa Salvação”!

No encerramento:

“Dai-lhes Senhor o descanso eterno e que a luz perpétua as ilumine,


Descansem em paz. Amém”.

Terço de oferecimento
dos méritos infinitos das Santas Chagas
de Nosso Senhor Jesus Cristo
pelas almas do Purgatório
Disse Nosso Senhor Jesus Cristo à Santa Gertrudes:

“Muitíssimo grata Me é a oração pelas almas do Purgatório, porque


por ela tenho ocasião de libertá-las das suas penas e introduzi-las na gloria
eterna”.

“Certa vez pregava São Domingos sobre a importância de rezarmos o Rosário,


quando um homem que o ouvia atenta e piedosamente, teve uma visão espiritual,
concedida por Deus, para comprovar a veracidade das palavras de São Domingos: Ele
viu muitas almas dos que estavam morrendo, adentrarem profundamente no
purgatório. Ao mesmo tempo via Nossa Senhora com uma laçada de ouro, era o
Rosário, através do qual a Mãe de Misericórdia retirava desse local de forte
purificação, as pobres almas sofredoras.
“Tudo o que damos por caridade às almas do Purgatório, converte-se em
graças para nós, e após a morte encontramos o seu valor centuplicado.” (Santo
Ambrosio)

“Socorrendo as almas, praticamos a caridade em toda a sua extensão. A


devoção às almas do purgatório encerra todas as obras de misericórdia, cuja prática,
elevada ao sobrenatural, nos há de merecer o Céu. (São Francisco de Sales)

“Poupai Vossas lágrimas pelos defuntos e dai-lhes mais orações”. (São José
Crisóstomo)

Início do terço:

(Propício para rezar todos os dias; em especial nos cemitérios, dia de finados e
velórios.)

- Fazer cinco vezes o sinal da sana cruz em honra as cinco grandes


Chagas do Senhor
- Ato penitencial (Confesso a Deus, Todo Poderoso, que pequei muitas vezes...)
- invocação ao Espírito Santo (vinde Espírito Santo, vinde por meio da
poderosíssima intercessão do Imaculado Coração de Maria, Vossa amadíssima
Esposa!) repetir três vezes
- Salmo 129:
“Do profundo abismo em que me encontro, clamo a Vos! Sejas Vossos
Ouvidos atentos a voz de minhas súplicas. Se olhardes, Senhor, para as nossas
iniqüidades, quem poderá, Senhor, subsistir em Vossa presença?
Porém, Vós sois cheio de misericórdia, e eu espero em Vós, Senhor, por causa
de Vossa Lei.
Coloquei minha confiança no Senhor e em sua palavra.
Espere assim todo Israel no Senhor, desde a aurora ate a noite. Porque o
Senhor é cheio de misericórdia e Nele se encontra copiosa redenção. E Ele mesmo há
de remir Israel de todas as iniqüidades.

- “O descanso eterno concedei-lhes, Senhor! E a luz perpetua as


ilumine. Amem”.
- “Senhor, ouvi as minhas orações! E meus clamores cheguem até Vós!
Amem.
-“Divino Jesus, ofereço-vos este terço que vou rezar, contemplando os
mistérios da Vossa Dolorosíssima Paixão. Concedei-me, por intercessão de Maria,
Vossa Mãe Santíssima, a quem nos dirigimos, as virtudes que nos são necessárias
para bem rega-lo e a graça de ganharmos as indulgências anexas a esta santa
devoção. Assim seja. Amém.

“Tende misericórdia, ó Senhor, das almas dos fieis que padecem no


purgatório. Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno. Amém.
“Pai eterno, eu Vos ofereço o Sangue preciosíssimo de nosso Senhor
Jesus Cristo em expiação dos meus pecados, pelas necessidades da Santa
Igreja Católica, pelas almas do Purgatório pela alma de.... que pela
misericórdia Vossa descanse em paz. Amém.

Pai Nosso...

Na 1ª Ave-Maria: “Glorifico-vos ó Pai Criador e pelo Imaculado e puríssimo


Coração de Vossa Filha predileta, a Santíssima Virgem Maria, peço-vos pelas almas
do purgatório e pela alma de......., que pela Vossa Misericórdia descanse em
paz”. Ave-Maria...
Na 2ª Ave-Maria: “Glorifico-vos ó Filho Redentor do mundo, nosso Senhor
Jesus Cristo, e pelo Imaculado e puríssimo Coração de Vossa Mãe, a Santíssima
Virgem Maria, peço-vos pelas almas do purgatório e pela alma de ....., que pela
Vossa misericórdia descanse em paz”! Ave-Maria...
Na 3ª Ave-Maria: “Glorifico-vos ó Espírito Santo de Deus, nosso santificador,
e pelo Imaculado e puríssimo Coração de Vossa amadíssima Esposa, a Santíssima
Virgem Maria, peço-vos pelas almas do purgatório e pela alma de ......, que pela
Vossa misericórdia descanse em paz”. Ave-Maria...

1° Mistério doloroso: A agonia do Senhor no Horto das Oliveiras.

Ofereço-vos ó Divino Salvador, os vossos preciosissimos suor e sangue, que


derramastes em vossa santa agonia, pelas almas de meus parentes, em todos os
graus.
- Pai-nosso, 10 Ave-Marias (ao final de cada uma, acrescentar a seguinte
jaculatória: “Misericordiosissimo Jesus, dai-lhes o repouso eterno”)

2° Mistério doloroso: A Flagelação do Senhor.

Ofereço-vos ó Divino Salvador, o Vosso preciosissimo Sangue derramado na


impiedosa, brutal e dolorosissima flagelação pelas almas dos meus benfeitores
espirituais e materiais, principalmente por aquelas almas que mais padecem por
minha causa.
- Pai-nosso, 10 Ave-Maria (ao final de cada uma.....)

3° Mistério doloroso: A Coroação de espinhos do Senhor.

Ofereço-vos ó Divino Salvador, o Vosso preciosissimo sangue derramado na


dolorosissima Coroação de espinhos pelas almas do purgatório, especialmente pelas
mais aflitas e abandonadas.
- Pai-nosso, 10 Ave-Marias (ao final de cada uma.....)

4° Mistério doloroso: O Senhor carrega a pesada Cruz.

Ofereço-Vos ó Divino Salvador, o Vosso preciosissimo Sangue derramado de


vosso sagrado Ombro, de Vossa sagrada Face, de todo o Vosso Santo Corpo, ferido
por terríveis golpes e torturas as vossas fadigas, incontáveis e inimagináveis dores e
sofrimentos que suportastes ao levar a pesada cruz ao calvário, por todas as almas
que entram neste momento nas chamas do purgatório, pelas almas dos sacerdotes,
religiosos e profetas dos últimos séculos, autênticos videntes e confidentes de Jesus e
Maria; enfim, por todas aquelas almas que me foram recomendadas.
- Pai-nosso, 10 Ave-Marias (ao final de cada uma.....)

5° Mistério doloroso: A Crucificação e Morte do Senhor.

Ofereço-vos ó Divino Salvador, o Vosso preciosissimo sangue derramado


desde o despojar de suas vestes, coladas em vossas feridas, das vossas mãos e dos
vossos pés perfurados e todas as vossas agonias na hora de vossa morte, pela alma
de....... Que o sangue precioso e a água sagrada emanada de vosso puríssimo
coração lanceado e trespassado pela dura lança, abram-lhe a porta dos céus, a fim de
que unida aos santos anjos, santos e principalmente a vossa mãe santíssima, vos
bendiga para sempre junto ao eterno Pai na unidade do Espírito Santo, Amém.
- Pai-nosso, 10 Ave-Marias (acrescentando ao final de cada
uma: “Misericordiosissimo Jesus, dai-lhes o repouso eterno”)

- Salve Rainha.
O heróico ato de amor aconselhado por Pio IX, ainda hoje conserva
inalterável seu valor. Deveríamos fazê-lo com grande devoção e
conscienciosamente.
Santa Gertrudes presenteava seus merecimentos diariamente, às
almas do purgatório. Por isso, ela foi consolada de modo especial por
Jesus ao morrer. Ele lhe assegurou: “Eu te perdôo todos os castigos de
teus pecados; mais ainda: Eu aumentarei tua glória no céu: todas as
almas a quem ajudaste irão ao teu encontro e te conduzirão a Jerusalém
celeste, entre cantos de alegria”.
“Pai Celeste! Em união com os merecimentos de Jesus e Maria, eu Te
ofereço pelas almas do purgatório todos os atos de expiação e
satisfação de toda minha vida, bem como os que serão oferecidos por
mim depois da minha morte. Eu os deposito nas mãos da Imaculada
Virgem Maria, para que Ela os aplique àquelas almas, que primeiro
queira libertar do purgatório, conforme Sua sabedoria e amor maternal.
Aceita benigno, Pai Celeste, este sacrifício e deixa-me por isso
diariamente crescer na Tua graça. Amém.”
Renovem muitas vezes este oferecimento.
“Pai Celeste, por Maria Te ofereço toda expiação e satisfação do
meu trabalho, que hoje faço, pelas almas do purgatório, a elas
também quero dar todas as indulgências que eu hoje possa
ganhar. Amém.”
“Ó se a gente soubesse que poder estas boas almas tem, sobre o coração
de Deus, e quantas graças podemos alcançar, por sua intercessão, elas
não seriam tão abandonadas! Deve-se rezar muito por elas, a fim de que
rezem muito por nós.” - O santo Cura d‟Ars.
“Cada vez que por tua oração e sacrifício uma alma pode sair do
purgatório, Me dás tão grande alegria, como se tirasses a Mim essa dor.”
- Jesus para Santa Gertrudes.
A seguinte antiga oração é, especialmente, um grande auxílio para as
almas do purgatório.

Oração insistente pelas almas do purgatório.


“Ó Senhor Jesus, eu Te peço por Teu Precioso Sangue que
derramaste em Tua agonia no Monte das Oliveiras, salva as
almas de Teus fiéis do tormento doloroso do fogo da expiação,
especialmente, aquelas almas que estão mais desamparadas, e
conduze-as ao lugar de Teu esplendor, a fim de que Te
glorifiquem e bendigam por toda eternidade.”
Pai Nosso... Ave Maria...
“Ó Senhor Jesus, eu Te peço, por Teu Precioso Sangue que fluiu
na Tua cruel flagelação, salva todas as almas dos fiéis,
especialmente, aquelas que estão mais próximas de sua
libertação e conduze-as a Tua contemplação, a fim de que Te
glorifiquem e bendigam por toda eternidade.”
Pai Nosso... Ave Maria...
“Ó Senhor Jesus, eu Te peço por Teu Precioso Sangue, que
derramaste na cruel coroação de espinhos, salva as almas dos
fiéis do cárcere do purgatório, especialmente aquelas almas que
ainda durante muitos anos deveriam sofrer, e conduze-as a feliz
comunhão dos eleitos, a fim de que Te glorifiquem e bendigam
por toda eternidade.”
Pai Nosso... Ave Maria...
“Ó Senhor Jesus Cristo, eu Te peço por Teu Precioso Sangue,
que derramaste na Tua cruel crucificação, salva as almas dos
falecidos, especialmente de meu pai, minha mãe, meus irmãos,
minhas irmãs, meus consangüíneos, benfeitores e conduze-as às
alegrias eternas, a fim de que Te louvem e glorifiquem por toda a
eternidade.” Pai Nosso... Ave Maria...
“Ó Senhor Jesus Cristo, eu Te peço, por Teu Precioso Sangue,
que fluiu de Teu lado bendito, salva as almas do purgatório,
especialmente aquelas que durante sua vida amaram Tua Mãe
virginal e conduze-as a Tua eterna glória, a fim de que Te louvem
e glorifiquem por toda a eternidade.”
Pai Nosso... Ave Maria... Amém!
(Imprim. Friburgi Brisgoviae, die oct 1901 + Thomas, Archiepps

41. DEVOÇÃO À ALMA MAIS NECESSITADA


DE UM SACERDOTE.
Para alcançar uma graça especial, reza-se, especialmente, pela alma
daquele sacerdote que mais precisa sofrer no purgatório.
Quando se pondera que Deus ama Seus sacerdotes, como a pupila dos
Seus olhos, é certo que se agradará ao Senhor, quando se reza pela
alma daquele sacerdote, que mais tem que sofrer no purgatório, e
Deus, sem dúvida, concederá a graça solicitada.
O alto grau que é destinado aos sacerdotes no céu, logo que alcançam
sua libertação do purgatório, e o julgamento que os mesmos devem
executar no último juízo, tudo isto nos deve incentivar a empreender,
com mais fervor e confiança, a seguinte devoção, na melhor convicção,
que pela intercessão daquela alma alcançaremos o que pedimos a Deus.
A devoção se faz da seguinte maneira: Escolhe-se a alma daquele
sacerdote que mais sofre no purgatório, a fim de que ela peça a Deus
a graça desejada por nós.
Para este fim se oferece 33 vezes durante o dia o precioso sangue de
Nosso Senhor Jesus Cristo, em memória dos seus 33 anos de vida.
Esta devoção faz-se durante 9 (nove) semanas.
Em todos os domingos recebe-se a Santa Comunhão e a oferece pela
alma escolhida. Coloca-se, na primeira semana na Chaga da mão
direita, na segunda semana na Chaga da mão esquerda, na terceira
semana na Chaga do pé direito, na quarta semana, na Chaga do pé
esquerdo, as últimas cinco semanas na Chaga do lado de Nosso Senhor
Jesus Cristo. Enquanto se pratica a devoção, colocar-se sob a proteção
de nossa querida Mãe, invocando-A diariamente, para que Ela nos ajude.
Nunca aconteceu que, aquele que realizou com fervor a devoção
mencionada, não tenha recebido o que havia pedido.
Oração: “Pai Eterno, eu Te ofereço o Precioso Sangue pela
alma daquele sacerdote, que mais tem que sofrer no purgatório e
que está mais abandonada”. (Rezar diariamente 33 vezes).
“E tu alma santa, suplica para mim a graça, se for para a maior
glória de Deus e para minha salvação.” (Aqui se diz o se quer
alcançar).
“Ó Nossa querida Senhora do Sagrado Coração, reza por esta
pobre alma sacerdotal.” (Rezar 12 vezes).
(De: Benediktus–Bote, 1952, Verlag Reisinger,Wels, OÖ, Com permissu Superiorum.)
42. O “PAI NOSSO” DA SANTA MECHTILDES
PARA AS ALMAS DO PURGATÓRIO
Depois que a Santa Mechtildes de Hackeborn recebeu a Santa
Comunhão pelos falecidos, apareceu-lhe Jesus e disse: “Reza por elas
um Pai Nosso!” Ela compreendeu que devia rezar como segue. Depois
que ela o tinha feito, viu subir uma multidão de almas ao céu. (Offb
1,21) Veja caderno: “Pobres Almas” p. 41, WKS. Ochsenhausen.)
Pai Nosso que estás no Céu
“Eu Te peço, ó Pai Celeste, perdoa as almas do purgatório que
por pura graça as aceitaste como filhos, que a Ti, seu Senhor e
Pai, não Te amaram e não Te renderam a devida honra, mas
pelo pecado Te expulsaram de seu coração, onde sempre
querias morar. Para apagar estas dívidas, eu Te ofereço aquele
amor e honra que Teu Filho unigênito Te rendeu durante Sua
vida terrena, e todas as obras de expiação e satisfação com as
quais Ele apagou e expiou os pecados da humanidade. Amém.”
Santificado seja Teu nome
“Eu Te peço insistentemente, ó Pai boníssimo, perdoa as almas
do purgatório que nem sempre honraram dignamente Teu
santíssimo nome, o pronunciaram, muitas vezes, sem
necessidade e, por sua vida pecaminosa, se tornaram indignas
de serem chamados cristãos. Em expiação por esses seus
pecados, eu Te ofereço toda honra, que Teu Filho bem-amado
rendeu na terra, ao Teu nome por Suas pregações e Suas obras.
Amém.”
Venha a nós o Teu reino
“Eu Te peço, ó Pai boníssimo, perdoa as almas do purgatório,
que a Ti e ao Teu reino, nem sempre desejaram e procuraram
com fervor e cuidadosa assiduidade, reino este onde se encontra
o verdadeiro repouso e a paz eterna. Em expiação, por sua
indiferença para o bem, eu Te ofereço o santo anseio de Teu
Filho, com o qual Ele deseja e exige que também elas sejam
herdeiras do Teu reino. Amém.”
Seja feita a Tua vontade aqui na terra como no céu
“Eu Te peço, ó Pai boníssimo, que perdoes as almas do
purgatório, que não submeteram sua vontade a Tua e não
procuraram realizá-la em todas as coisas, mas, muitas vezes,
agiram e viveram conforme sua vontade própria. Por sua
desobediência, Te ofereço a perfeita união do santíssimo
Coração de Teu Filho, com Tua santa vontade e Sua profunda
submissão, com a qual Ele foi obediente até a morte na cruz.
Amém.”
O pão nosso de cada, dia, nos dá hoje.
―Eu Te peço, ó Pai boníssimo, perdoa as almas do purgatório
que não receberam sempre a Sagrada Comunhão com grande
desejo, mas, muitas vezes, sem devoção e amor e até
indignamente, ou então a deixaram de receber. Por estes seus
pecados eu Te ofereço a grande santidade e devoção de Jesus
Cristo, Teu Filho, como também Seu ardente amor, com que Ele
nos deu este Bem Santíssimo. Amém.” (E vos rogo ainda por
aquelas almas que comungaram sem fé, sem gesto de adoração, não
cuidando das migalhas da Hóstia, com roupas indecentes ou até
provocadoras, com pecados mortais, sem terem se confessado. Eu vos
rogo igualmente, pelas almas dos protestantes que rejeitaram este
Augusto Sacramento, e agora o lamentam no meio das chamas.
Compadecei-Vos delas, suscitando em mim, em seu lugar, a Fome
Eucarística.)
Perdoa-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que
nos têm ofendido.

“Eu Te peço, Pai boníssimo, perdoa as almas do purgatório,


todas as ofensas que carregaram sobre si pelos sete pecados
capitais, especialmente também porque não amaram seus
inimigos e não os quiseram perdoar. Por esses pecados, Te
ofereço a oração carinhosa, que Teu Filho dirigiu a Ti na santa
cruz por seus inimigos. Amém.”
E não nos deixes cair em tentação
“Eu Te peço, ó Pai boníssimo, perdoa as almas do purgatório que
muitas vezes não resistiram aos vícios e tentações, mas
obedeceram ao espírito maligno e seguiram a concupiscência da
carne. Por estes múltiplos pecados eu Te ofereço a gloriosa
vitória de Jesus Cristo, com a qual Ele venceu o mundo, como
também Sua vida santa, Suas fadigas e trabalhos e Sua amarga
paixão. Amém.”
Mas livra-nos do mal. Amém!
“E de todos os castigos pelos merecimentos de Teu querido
Filho, conduze as almas do purgatório e a nós ao reino da eterna
glória que és Tu mesmo. Amém.”
(“Sinais e aparições do outro mundo”, Kare Johannes Wagnes.)

43. PALAVRAS VEEMENTES AO NOSSO


TEMPO
Dia 02.12.1930, percebeu a mãe Catarina Vogl de Munique, considerada
santa (falecida em 1956), as seguintes palavras interiormente: “Querida
alma, quase todos os homens perderam o bem supremo da alma, o
Espírito Santo, por isso essa escuridão sobre toda a terra e esta confusão
de línguas.
O Espírito Santo é excluído em toda parte e, contudo, ninguém pode
fazer alguma coisa sem o Espírito Santo, por isso não Me podes
oferecer, em união com Maria e por Maria, uma oração mais forte
que o rosário do Espírito Santo, em nome de todos e para todas as
almas... O Espírito Santo é muito pouco honrado.”

Dia 16.07.1930, ela percebeu: “Filha, tu sabes que sem o Espírito Santo
ninguém é capaz de fazer coisa alguma. Eu Sou a Noiva do Espírito
Santo. Implora-Me o quanto te for possível, através do rosário do
Espírito Santo. Estas súplicas, que estão contidas nele, serão atendidas
de modo especial pela Santíssima Trindade, por Minha intercessão. Dize
ao teu guia espiritual. (N.B.: Foi o muito conhecido, considerado santo,
sacerdote franciscano Bonaventura Blattmann). Ele deve mandar
imprimir este rosário, a fim de que seja distribuído e rezado muito. Por
estas graças, a humanidade ficará novamente cheia de amor. O Espírito
Santo é o Espírito do amor.”
Dia 30.01.1931: “Filha, reza-o muitas vezes e com muita devoção. Eu
lhes enviarei por isso homens célebres ou importantes, que são
totalmente imbuídos e cheios do Espírito Santo. Eles falarão ao povo do
Espírito do Amor e da Verdade, a fim de que todos fiquem cheios do
Espírito Santo; só então muitos reconhecerão sua cegueira e
reconhecerão o que os leva à paz... Por estes homens, deve-se rezar
muito o rosário do Espírito Santo.”
Como de costume, rezam-se as cinco dezenas com 10 Ave Maria e
acrescentam-se os seguintes mistérios (antes de cada dezena):
1. “Àquele que quer tornar nosso coração suscetível para a
abundância de graças do Espírito Santo.”
2. “Àquele que nos quer implorar o Espírito Santo, aumentar e
fortificar em nós as três virtudes teologais.”
3. “Àquele que por meio do Espírito Santo, nos quer, fortificar,
iluminar, guiar, reger, conduzir e santificar.”
4. “Àquele que quer inflamar nosso coração com o amor do
Espírito Santo e enchê-lo com profunda humildade, meiguice,
paciência, resignação, dedicação, força e santidade.”
5. “Àquele que nos quer implorar os sete dons e os doze frutos
do Espírito Santo, conceder-nos todo bem e afastar todo mal.”
(De: Pfr. A.M. Weigl, Mutter Vogls weltweite Liebe; Imprimatur.)

44. UM SEGREDO DE SANTIDADE E DE


FELICIDADE
Um segredo de santidade e de felicidade Eu lhes quero comunicar:
Todos os dias, durante cinco minutos deixem vossa fantasia em
completo silêncio. Fechai vossos olhos a todas as coisas visíveis e
vossos ouvidos a todo barulho do mundo. Entrai no santuário de
vossa alma, batizada no templo do Espírito Santo, e falai a este
Espírito Divino:
“Ó Espírito Santo, alma da minha alma! Eu Te adoro, eu creio em
Ti, eu espero em Ti, eu Te amo. Ilumina-me, guia-me, fortifica-me
e consola-me. Dize-me o que devo fazer e dá-me Tuas ordens.
Eu Te prometo de me sujeitar totalmente as Tuas ordens e
aceitar tudo, que me possa acontecer pela Tua permissão. Só me
deixa reconhecer Tua vontade.”
Se fizerdes isto, vossa vida ficará bem clara interiormente, ficareis
felizes e consolados, mesmo no meio de todos os sacrifícios, pois a graça
aumenta na mesma proporção que a provação, ela vos dá a força para
suportar a cruz. Chegareis cobertos de merecimentos à porta do paraíso.
Esta submissão, sob a direção do Espírito Santo, é o segredo da
santidade. (Do Kardinal Mercier, Imprimatur:. 17.7.1958, L. Waeber, vic. gen.).
45. POSSIBILIDADE DE SUBSTITUIR E RECUPERAR
NOVAMENTE O TEMPO PERDIDO E ANOS MAL
EMPREGADOS. Oração revelada à Santa Mechtildes por Cristo:
“Ó boníssimo Jesus, eu Te ofereço todo o Teu tempo, que
viveste neste mundo, em expiação e substituição de todo tempo
de minha vida que foi mal empregado. Glória ao Pai... Pai
Nosso... Ave Maria...”
“Ó boníssimo Jesus, eu Te ofereço todos os Teus anos, meses,
semanas, dias, horas, momentos, pensamentos, palavras e
ações em eterna substituição de todos os anos, meses,
semanas, dias, horas, momentos, palavras e ações da minha
vida que foram mal empregados. Glória ao Pai... Pai Nosso... Ave
Maria...”

“Ó boníssimo Jesus, eu Te ofereço Tua profunda humildade em


lugar do meu orgulho; Tua paciência em lugar da minha
impaciência; Tua pureza em lugar da minha impureza, Teu amor
infinito em lugar do meu capricho; todas as Tuas virtudes e
perfeições Divinas, em lugar de meus incontáveis pecados e
vícios de toda minha vida, dos quais me arrependo por amor a Ti;
faço o firme propósito de antes morrer mil vezes do que Te
ofender novamente. Amém. Glória ao Pai... Pai Nosso... Ave
Maria...” “Jesus, Maria e José, eu Vos amo salvai almas. (3x)”
“Ó Maria por Tua morte feliz, suplica para nós a morte no Amor.”
(folheto de oração Neugra-Druck, München.)
46. TRÊS ORAÇÕES MUITO BONITAS
(ORAÇÕES DO PAPA)
Estas orações são muito úteis para um agonizante, e proveitosas para a
salvação.
Em Roma, havia um Papa que estava carregado de pecados.
Deus, o Senhor, prostrou-o com uma doença mortal. Mas como
ele reconheceu que deveria morrer, chamou para perto de si
cardeais, bispos e sábios e lhes disse: “Meus queridos amigos!
Que consolação vós me dais? Pois, em breve, morrerei e com
meus pecados, mereci a condenação eterna.
Ninguém lhe respondeu. Um, entre eles, era um piedoso capelão,
chamado João, ele disse: “Senhor Pai, porque queres perder a fé
na misericórdia de DEUS?” O Papa falou: “Que consolação me
dás, porque tenho que morrer e temo que, com os meus
pecados, serei condenado?” João respondeu: “Eu quero fazer-te
isto e te dizer três orações. Eu espero, serás consolado e
receberás misericórdia do Senhor!”
Neste meio tempo, o Papa já não podia mais falar. Aí o capelão
se ajoelhou bem como todos os que lá estavam, e rezou um Pai
Nosso... e depois as seguintes orações:

1. Oração
“Senhor Jesus Cristo! Filho de Deus e Filho da Virgem Maria,
Deus e homem, que derramaste por nós no Monte das Oliveiras,
penoso e sangrento suor, queira estender e oferecer Teu suor
sangrento a Deus, Teu Pai Celeste, pela presença deste homem
agonizante... se for que pelos seus pecados mereceu a
condenação eterna, que seja dele então afastada a mesma. Isto,
ó Pai Eterno, por Jesus Cristo Nosso Senhor, Teu amado Filho,
que Contigo vive e reina na unidade do Espírito Santo agora e
eternamente. Amém.”
2. Oração
“Senhor Jesus Cristo! Que Te dignaste morrer por nós no lenho
da santa cruz e Te recomendaste com toda modéstia ao Teu Pai
Celeste, digna-Te de estender e oferecer Tua santíssima morte a
Deus, Teu Pai Celeste, para o... (nome para quem se está rezando)
libertar e esconder tudo, o que ele mereceu com seus pecados.
Concede-nos isto, Deus Pai Eterno, por nosso Senhor Jesus, Teu
amado Filho, que Contigo vive e reina na unidade do Espírito
Santo, agora e sempre. Amém.”
3. Oração
“Senhor Jesus Cristo! Que Te dignaste falar pela boca dos
profetas: com amor eterno Eu te atraí a Mim. Esse amor Te atraiu
do alto dos céus para o seio da Virgem Maria. Esse amor Te
atraiu do seio de Maria para o vale deste pobre mundo. Esse
amor Te manteve aqui no mundo durante 33 anos e, nesse sinal
do imenso amor, deste Teu sagrado corpo como verdadeira
comida e Teu sagrado sangue como verdadeira bebida. Nesse
sinal do Teu grande amor quiseste ser preso e levado de um juiz
ao outro e, nesse sinal do grande amor, quiseste ser condenado
à morte, morrer e ser sepultado. Verdadeiramente, ressuscitaste
e apareceste a Tua santa Mãe e a todos os santos apóstolos. E,
nesse sinal do imenso amor, subiste ao céu por Tua própria força
e poder e estás sentado à mão direita de Deus, Teu Pai Celeste.

E mandaste o Espírito Santo aos corações de Teus apóstolos e


aos corações de todos, que esperam e crêem em Ti, por Teu
sinal do amor eterno. Assim, abre hoje o céu e aceita este
homem agonizante... (nome) pessoalmente no reino de Teu Pai
Celeste, apesar de seus pecados, a fim de que ele viva Contigo,
agora e eternamente. Amém.”
Neste meio tempo faleceu o Papa. O capelão permaneceu até a terceira
hora, quando o Papa lhe apareceu consolador, seu rosto estava luminoso
como o sol, sua veste era como a neve, e falou: “Meu querido irmão!
Apesar de que eu deveria ser filho da condenação eterna, fiquei filho da
bem-aventurança. Quando pronunciaste a primeira oração, meus
pecados caíram de mim como uma chuva do céu. E quando
pronunciaste a segunda oração, fiquei limpo, como o ourives purifica
o ouro num fogo violento. Quando pronunciaste a terceira oração,
estava purificado. Aí vi o céu aberto e o Senhor Jesus parado à mão
direita de Deus Pai, o qual disse para mim: “Vem, todos os teus
pecados te são perdoados. No reino de Meu Pai estarás e ficarás
eternamente. Amém.” Com estas palavras, minha alma separou-se de
meu corpo e os anjos de Deus a levaram para alegria eterna.”
Quando o capelão ouviu isto, ele disse: “Ó Pai santo! Não devo dizer a
ninguém estas coisas, porque não vão me acreditar”. O Papa falou: “Em
verdade eu te digo, o anjo de Deus está perto de mim e escreveu as
orações, com letras douradas, para consolo de todos os pecadores e
pecadoras. Se uma pessoa tiver cometido todos os pecados do mundo,
mas se forem rezadas estas três orações no fim de sua vida, todos os
pecados lhe serão perdoados. Se uma alma tiver de sofrer dores até o
último dia, com estas orações, ela será salva.
O homem, que as ouvir ler, não terá morte maligna; também na casa
onde elas forem lidas, nenhuma criança nascerá morta. Por isso, para
que se tenha uma consolação certa, toma as orações e as leva à Igreja de
S. Pedro e as coloca na capela chamada Assunção de Maria. O homem
que estiver em agonia, aquele que as lê ou ouvir ler, receberá 400 anos
de indulgência, pelos dias que deveria sofrer no purgatório por causa
de sua merecida culpa. Também quem ler a oração ou a ouvir ler,
àquele será revelada a hora de sua morte. Amém.”
(Conforme um velho bilhete de oração.)

47. MEIO FÁCIL DE EVITAR MUITOS


PECADOS GRAVES
Aqui sobre a terra jamais reconheceremos suficientemente o que é o
pecado. Para expiação dos pecados foi preciso que o Deus Homem
morresse. A alma que peca se revolta contra Deus. O pecado é um
assassinato de Deus, como ensina São Bernardo, quando diz: “O pecado
assassina Deus na medida como lhe é possível.” À Santa Catarina de
Gênova mostraram a monstruosidade de um pecado venial. Sobre isto
ela escreve: “Minha visão se referiu só a uma leve falta e durou somente
um segundo, se durasse mais tempo seria o suficiente para me matar, e
transformar um corpo inabalável em pó.”
O menor pecado é um mal tão grande, que os santos dizem: “Se
abríssemos o inferno, libertássemos todas as almas, esvaziássemos o
purgatório e fizéssemos santos todos os homens, tudo isto por uma
pequena mentira, não o deveríamos fazer; porque a honra de Deus
sofre mais por meio desta, pequena mentira, do que ela ganharia com
todo restante.” Uma grande honra se presta a Deus, quando se impede
alguém de cometer um pecado mortal e como isto é fácil!
Padre Faber diz: “Se todas as noites antes de descansarmos, nós
pedíssemos a Santa Virgem, que oferecesse para Deus o Precioso
Sangue de Seu Filho, na intenção de que, por meio disto, fosse
impedido um pecado mortal, durante a noite, em qualquer parte do
mundo. E se nós, todas as manhãs, renovássemos este oferecimento
para este dia, muitos pecados mortais poderiam ser evitados.” Por este
meio fácil pode-se reparar os próprios pecados e adquirir imensos
merecimentos para o céu!
O Santo Paphnutius durante muitos anos morava num deserto e por meio
de severa penitência trabalhou na sua santificação. De repente, teve um
pensamento estranho. Ele desejou saber quem na terra tinha a santidade
igual a dele, e pediu, com toda simplicidade e humildade por isto. Deus
lhe deu a conhecer que neste instante ele estava no mesmo degrau, que
certo tocador de flauta, de uma aldeia no Egito. O santo viajou para lá.
Chegando a mencionada aldeia, soube que o tocador de flauta estava
numa taberna e divertia os bebedores com sua arte.

Isto é estranho, pensou Paphnutins. Ele pediu que o músico fosse ter
com ele, o chamou à parte e lhe perguntou: “Que boas obras tu praticaste
em tua vida?”- “Boas obras?” Perguntou o tocador de flauta, - “eu não
creio já ter praticado coisa semelhante. Só me recordo que um dia,
quando ainda roubava, salvei a honra de uma virgem religiosa e, uma
outra vez, dei meu dinheiro a uma pobre mulher, que em sua
necessidade era impelida a cometer um crime.” Paphnutius reconheceu
que DEUS tinha dado ao tocador de flauta as mesmas graças que a ele:
porque ele (o tocador de flauta), para maior glória de seu Criador, em
sua vida rude, impediu que se cometessem dois pecados mortais.
Seja quem fores tu, que lês isto, decide-te por esta boa obra e reza
todas as manhãs e noites.
“Ó Santíssima e Imaculada Virgem, oferece Tu ao Eterno Pai o
precioso sangue do Teu Divino Filho, na intenção de que, neste
dia (e quando rezado à noite, nesta noite) muitos sejam
impedidos de cometer pecados mortais.”
Reza ainda a querida Mãe de Deus nesta intenção uma Ave Maria!
Ensina esta devoção a outros! Pratica-a com fervor e perseverança,
por meio disto adquirirás imensos merecimentos.
Quando amamos verdadeiramente a Deus, para nós não deve ser
indiferente, quando outros O ofendem! A Santa Madalena de Pazzi era
uma criança de oito anos, quando ela, um dia, ouviu que duas pessoas
tiveram um bate-boca tão vergonhoso que cometeram pecado mortal.
Ela sentiu tão grande dor sobre as ofensas feitas a Deus, que ela durante
toda a noite chorou. Depois de dezesseis anos, Deus deu-lhe o
conhecimento, durante uma inspiração divina (a santa já não se lembrava
do acontecimento), que em recompensa daquelas lágrimas, que ela
derramou por causa dos pecados de pessoas desconhecidas, que ela era
destinada a uma glória especial, a qual Ele lhe mostrou, sob a forma de
uma vestimenta cor de fogo e brilhante.
Será nossa recompensa menor se nós, por amor a Deus, impedirmos que
Ele seja gravemente ofendido? Impeçamos, por todos os meios,
especialmente pela oração e o oferecimento do Precioso Sangue, que
sejam cometidos pecados mortais!
(Do: Caderno de orações de A. Ruhland, Altötting.)

48. UMA ORAÇÃO QUE EXPIA BLASFÊMIAS.(SETA DE


OURO)
Jesus disse para a beata Irmã Maria de São Pedro: “A blasfêmia
é uma flecha envenenada que fere Meu coração. Eu te quero
dar uma ―flecha dourada,‖ que expia as profanações e
blasfêmias do santo nome de Deus.” E o Senhor lhe ensinou a
seguinte oração:
“Seja sempre bendito, louvado, amado, adorado e glorificado o
Altíssimo, o mais digno de adoração e inenarrável nome de Deus
no céu, na terra e embaixo da terra, por todas as criaturas que
saíram da mão de Deus e pelo Sacratíssimo Coração de Nosso
Senhor Jesus Cristo, no Santíssimo Sacramento do altar. Amém.”
(Aprovado pela Igreja.)
49. ORAÇÃO FORTE NAS DIFÍCEIS
NECESSIDADES
O Santo pároco Vianney de Ars disse, muitas vezes, que pela
sua experiência a seguinte oração produzia quase milagres em
grandes pedidos populares, como pessoais, se rezada com
fé. É a seguinte:
“Ó Mãe de Jesus, por Tuas imensas dores, na agonia de Teu
Divino Filho e pelas amargas lágrimas que derramaste, eu Te
peço, oferece ao Pai Celeste o santo corpo, coberto com
Chagas e Sangue de nosso Divino Redentor, em união com
Tuas dores e lágrimas, pela salvação das almas e para
alcançar a graça pela qual eu Te imploro. Amém.‖
“Meus filhos”, ele acrescentou uma vez ao dito, profundamente
emocionado, quando pregava no púlpito,“observai isto! Todas as vezes
que recebi uma graça, eu a implorei desse modo. Esta oração não
engana ninguém.”
(Do folheto de orações St. Michael, Borken.)

50. PEQUENO ROSÁRIO DOS NOVE COROS


DOS SANTOS ANJOS
1. “São Miguel, eu Te recomendo a hora da minha morte!
Acorrenta naquela hora o inimigo maligno, para que ele não me
possa atacar e não possa prejudicar minha alma. Pai Nosso...”
2. “São Gabriel, alcança-me de DEUS uma fé viva, uma forte
esperança, fervoroso amor e grande devoção ao Santíssimo
Sacramento do Altar! Pai Nosso...”
3. “São Rafael, guia-me sempre pelo caminho da virtude e da
perfeição! Pai-Nosso...”
4. “Santo Anjo da Guarda, alcança-me inspirações divinas e a
graça especial de segui-las fielmente! Pai Nosso...”
5. “Ó vós, Serafins chamejantes, alcançai-me um ardente amor
a Deus! Pai Nosso... e 3 Ave Maria...”
6. “Ó muito iluminados Querubins, alcançai-me o verdadeiro
conhecimento de DEUS e a ciência dos santos! Pai Nosso... e 3
Ave Maria...”
7. “Ó excelentes Tronos, alcançai-me a paz e tranqüilidade do
coração! Pai Nosso... e 3 Ave Maria...”
8. “Ó altas Potestades, alcançai-me a vitória sobre todas as
minhas más inclinações e cobiça! Pai Nosso... e 3 Ave Maria...”
9. “Ó invencíveis Dominações, alcançai-me a força contra todos
os espíritos malignos! Pai Nosso... e 3 Ave Maria...”
10. “Ó forças Milagrosas, alcançai-me a abundância de todas as
virtudes e perfeições! Pai Nosso... e 3 Ave Maria...”
11. “Eminentes Principados, alcançai-me perfeita obediência e
justiça! Pai Nosso... e 3 Ave Maria...”
12. “Ó santos Arcanjos, alcançai-me conformidade com a
vontade de Deus! Pai Nosso... e 3 Ave Maria...”

13. “Ó santos Anjos, fiéis protetores, alcançai-me a verdadeira


humildade e grande saudade da misericórdia de Deus! Pai
Nosso... e 3 Ave Maria...”
Oferecimento
“Amado Jesus! Ao Teu Sagrado Coração entrego este pequeno
rosário, a fim de que Tu o aperfeiçoes e com isto dês alegria aos
Teus santos anjos, para que eles me protejam, especialmente, na
hora de minha morte, para a qual eu os convido a todos de
coração, a fim de que eu, fortificado (a) por sua presença, espere
a morte com alegria e seja preservado (a) das ciladas infernais.
Peço-vos, insistentemente, a vós, queridos santos anjos, visitai
as almas no purgatório, principalmente meus pais, amigos e
benfeitores, ajudando-as o quanto antes na sua salvação, e não
me esqueçais depois da morte, isto eu peço de todo coração,
pelos Sagrados Corações de Jesus e Maria. Amém.”
Promessas do Arcanjo São Miguel
Quem rezar devotamente este pequeno rosário antes da Santa
Comunhão, será acompanhado à Santa Eucaristia por nove santos
anjos, um de cada coro: também sua alma será purificada com o
precioso sangue de Jesus e será ornada, para que possa comungar
dignamente.
Quem rezar este pequeno rosário, diariamente, será visitado em sua
hora da morte por um destacado número de santos anjos, sendo
consolado e fortificado; será libertado e protegido contra os inimigos e
dores infernais. Também os seus parentes, se ainda alguns deles se
encontrarem no purgatório, serão visitados nove vezes ao dia e serão
consolados.
(Conforme um velho folheto de orações.)

51. EXORCISMO E BENÇÃO DE SANTO


ANTÔNIO DE PÁDUA
O exorcismo de Santo Antônio significa tanto quanto a sentença do
desterro, do exílio ou expulsão dos espíritos malignos. Melhor seria a
denominação “benção” de Santo Antônio de Pádua. O santo abençoava e
abençoa os fiéis, com as suas casas e qualquer bem, defende-os das
influências malignas de Lúcifer e de seus adeptos diabólicos, ou os
afugenta de onde estes se instalam e causam infortúnio. A expressão
“Exorcismo” é a original, encontra-se em crônicas antigas e foi impressa
em telas, ou escrito sobre pergaminho ou papel. As crônicas relatam
sobre a origem do exorcismo.
Em Santarém, Portugal, outrora sede do governo, vivia no tempo de
Dionys uma senhora que venerava muito Santo Antônio. Ela era muito
molestada pelo espírito maligno. Este lhe apareceu na figura do
Redentor e a animava a se atirar no Rio Tejo, em expiação de seus
pecados, para se afogar e assim ir ao céu! A senhora se deixou lograr.
No caminho para o rio, ela chegou numa igreja, na qual estavam
comemorando a festa de Santo Antônio. Felizmente, ela entrou na igreja
para fazer mais uma oração. Ante o altar, na capela de Santo Antônio,
ela implorou ao grande santo milagroso, para lhe revelar se ela realizaria
uma obra agradável a Deus, caso executasse o seu propósito. Vencida
pelo medo, dúvida, confusão e fadiga, adormeceu. Santo Antonio lhe
apareceu e disse: “Ó mulher, levanta e conserva este bilhete
cuidadosamente contigo, pelo qual alcançarás a saúde e serás libertada
das ciladas do demônio.” Ela acordou e encontrou uma folha de
pergaminho, pendurada no seu pescoço, na qual estavam escritas
palavras douradas, que depois foram chamadas o exorcismo de Santo
Antônio (ou breve de Santo Antônio.)
Enquanto a senhora levava consigo o pergaminho, ela estava livre de
todas as ciladas diabólicas. Ela contou o acontecimento ao seu marido.
O rei ficou sabendo disto e queria ver o pergaminho. A senhora mal o
havia dado ao rei, quando começaram novamente as ciladas. Ela pediu
ao rei que lhe devolvesse o pergaminho, mas o rei mandou fazer uma
cópia, que fazia o mesmo efeito.

Ela sempre levava consigo este escrito e ainda viveu 20 anos em perfeita
saúde, sem ser novamente molestada pelo maligno. Santo Antônio,
quando ainda era menino, espantou o espírito maligno pelo sinal da
Santa Cruz e, mais tarde, experimentou a força do sinal da nossa
redenção. Por isso não nos devemos admirar, que ele recomendava fazer
o sinal da cruz, como meio infalível, contra as tentações e ataques do
inferno.
Do exorcismo já se fala em livros antigos, que é muito útil “o levar
consigo para se proteger contra a influência do maligno, do demônio.”
Também foi recomendado prender o exorcismo nas portas da casa e
dos quartos, etc. para impedir a entrada desses espíritos impuros. Este
exorcismo foi, portanto, compreensivelmente utilizado por muitos e, em
forma, de escapulário posto ao redor do pescoço ou costurado nos
vestidos. Ultimamente este exorcismo está sendo usado com devoção.
Muitos o levam sempre consigo, rezam-no uma vez ao dia,
devotamente, e se recomendam à proteção de Santo Antônio.
O simples uso deste exorcismo não deve ser considerado como proteção
infalível, a confiança, no auxílio de Deus e na proteção de Santo
Antônio, deve ser o principal, pois a fé é o sustento de uma vida
cristã. Quanto maior for a culpa, tanto mais o espírito maligno pode
causar infortúnios.
O exorcismo de Santo Antônio é o seguinte:
“Ecce crucem Domini! Fugite, partes adversae! Vicit Leo de tribu
Juda, radix David. Alleluja!”
“Eis a cruz do Senhor! Fugi, vós forças inimigas! Venceu o Leão
da tribo de Judá, a Raiz de Davi. Aleluia!”
Esta oração é assim denominada exorcismo de Santo Antônio. O Papa
Sixtus V o mandou esculpir ao pé do grande obelisco (em Roma, na
Praça de São Pedro.) O Papa Leão XIII concedeu, dia 21 de maio de
1892, uma indulgência de 100 dias, para quem rezasse esta oração uma
vez ao dia, contrito e devotamente (também pode ser aplicada às almas
do purgatório.)

52. AS NOVE TERÇAS-FEIRAS DE SANTA


MARTHA
Martha de Betânia, irmã de Lázaro e de Maria, empenhou-se solícita
pelo bem corporal de seu hóspede Jesus. Ao seu pedido insistente, Jesus
ressuscitou Lázaro que havia morrido.
O dia de Santa Martha é comemorado em 29 de julho.
As nove terças-feiras de S. Martha rezam-se com uma vela benta
acesa. Esta oração é tão forte que antes de passarem as nove terçasfeiras
te será concedido o que pedes (se isto for para o bem da tua alma
e para tua salvação), mesmo sendo muito difícil.
“Ó Santa Martha, milagrosa, eu me refugio em teu auxílio, confio
inteiramente em ti, confio que me ajudarás em minhas
necessidades e me assistirás em minhas provações. Em
agradecimento, te prometo divulgar esta oração em toda parte.
Eu te peço, humildemente, consola-me em minhas preocupações
e dificuldades.
Pela grande alegria que encheu teu coração quando hospedaste
Jesus, acolhendo-O do mundo, em teu lar em Betânia, eu te peço
intercede por mim e minha família, que conservemos Deus em
nossos corações e que mereçamos alcançar o remédio para
nossa pobreza, especialmente, na preocupação que agora me
oprime...
Eu te peço, tu auxiliadora em toda necessidade vence todas as
dificuldades, assim como venceste o dragão, até que ele esteve
aos teus pés.
Pai Nosso... Ave Maria... Glória ao Pai... e três vezes: S. Martha
intercede por nós.”
(De um folheto de orações sem maiores detalhes.)

53. O GRANDE VALOR DO “DEUS LHE PAGUE”


Um verdadeiro acontecimento, que muito nos leva a pensar. Foi no ano
de 1852, na pequena cidade de Albendorf, pertencente naquele tempo, a
Áustria, no Glatzer Land.
Uma pobre operária, cujo marido há mais tempo estava doente de cama,
queria pedir ao açougueiro um pedaço de carne para fazer uma sopa bem
forte. Ela fez o pedido ao açougueiro. Mas ele sacudiu a cabeça e disse:
“Não gosto deste tipo de fregueses. Quero ver dinheiro vivo.” “Não a
quero de graça,” disse a mãezinha. “Eu te digo um Deus lhe pague. Isto
pesa bem.” Irônico disse o açougueiro: “Quanto pesará seu Deus lhe
pague?” Logo veremos isto.
Num pedaço de papel ele escreve: “Deus lhe pague” e o coloca num
prato da balança. Mas veja! Ele não acredita no que está vendo. De
repente este prato se abaixa. Ligeiro, ele corta mais um pedaço de carne
da mesa vizinha, e a coloca sobre a outra que está no prato da balança.
Esta não se mexe. Um segundo pedaço, um terceiro, coloca sobre a
carne no prato, já toda carne que está sobre a mesa. Ele não consegue
levantar o prato, no qual está o papel com o escrito. “Deus lhe pague.”
Este fica embaixo e o outro com toda carne encima. O açougueiro não
consegue sair de sua admiração. Ele sacode continuamente a cabeça e
diz: “Isto não é de acreditar, mas eu vejo com meus próprios olhos: Este
“Deus lhe pague” tem mais peso do que toda minha carne.” Ele deu à
surpreendida mulherzinha, um bom pedaço de carne e, dali em diante,
deu muito valor ao “Deus lhe pague.”
Na minha infância, ouvi muitas vezes contar esta história. Ela é
testemunhada por aqueles que a ouviram contar no tempo dos bis avós.
(Veja: Anais da infância de Jesus. Ano IV, pág. 21 AM. Weigl.)
Jesus: Querida alma, como vejo teu coração cheio de desejo, de
preparar-Me muita alegria com o “Deus lhe pague” e com o “Deus o
abençoe,” quero chamar a atenção, como podes aumentar bem mais o
efeito dos dois pedidos.
Alma: Ó Jesus existe coisa maior ainda do que já falaste sobre “Deus lhe
pague?”
Jesus: Certamente, Minha filha, o meio para isto é tua livre vontade. Na
livre escolha de tua vontade podes simplesmente dizer: “Deus lhe
pague.” Mas também podes dizer: “Mil vezes, Deus lhe pague.”

Com o último, tu Me intimas a retribuir o dom não simplesmente, mas


mil vezes. Com este pedido, muitas vezes, aumentado Me dás alegria
maior do que com um simples “DEUS lhe pague.” Por isso, o valor e o
efeito, quando se diz mil vezes é bem maior.
Apesar desse pedido reforçado, ser tão grande e tão eficaz e tão
agradável para Mim, ele contém certa restrição. Por isso não te contentes
com isso, mas ao “Deus lhe pague” antepõe a palavra “eterno.”
Se seguires este conselho, não só Me dás alegria, mas honras-Me
também como verdadeiro onipotente, eterno bondoso e misericordioso
Deus. Tu fazes à alma a qual tu agradeces com um “eterno Deus lhe
pague” uma obra de misericórdia, incomparavelmente, maior do que se
só agradecesses com um “mil vezes Deus lhe pague.” O mesmo vale
também para o “Deus o abençoe eternamente.”
Mas podes tornar o “Deus lhe pague” e o “Deus o abençoe” em algo
muito mais precioso, valoroso e meritório. O meio para isto é a
grande intenção. Faze, por isso, por toda tua vida o ato da tua
vontade, de dizer sempre em nome de todas as almas e para todas
as almas, “Eterno Deus lhe pague” e “Deus o abençoe eternamente”.
Com este ato Me ofereces o agradecimento de todos os homens, também
daqueles que nunca Me agradecem. Para que este ato de tua vontade
do agradecimento universal não adormeça em ti, Eu te aconselho de
o renovares muitas vezes. Mas também não deixes passar nenhuma
ocasião de praticar a misericórdia, a fim de que muitas vezes te digam
um “Eterno Deus lhe pague” e “Deus o abençoe eternamente”. Se
todas as almas agissem assim mutuamente, então não só o amor em
muito aumentaria nas almas, mas também a bênção de Deus em muito
se desenvolveria e chegaria, sempre mais, a uma maior atividade
espiritual.
Depois que, querida alma, foste instruída sobre o valor do “Deus lhe
pague” e “Deus o abençoe,” cuida para que também aquelas almas,
que não sabem nada destas fontes de graças, possa chegar a seu
conhecimento. Se fizeres isto, terás parte em todos os efeitos que
resultam desta instrução.
Ó querida alma, por isto sê tu zelosa e aproveita cada ocasião, para o
bem e saiba que sempre estou pronto para te ajudar e te enriquecer
espiritualmente. (D. P. Bonaventura Blattmann O. F. M)

54. EXORCISMO DO PAPA LEÃO XIII


Origem da oração
O Papa Leão XIII (+1903) teve certa vez, repentinamente, uma aparição
depois da Santa Missa, quando havia chegado ao último degrau e queria
afastar-se do altar, nitidamente ouviu duas vozes: uma feia e uma suave.
A voz feia (a voz do maligno) disse: “Eu posso destruir Tua Igreja.” A
outra voz (a voz de Cristo) respondeu: “Tu o podes? Então vai e faze-o!”
Demônio: “Para que eu o possa fazer, preciso de mais tempo e mais
poder.” Cristo: “Quanto tempo? Quanto poder?” Demônio: “75 anos eu
preciso e maior poder sobre todos aqueles que estão ao meu serviço.”
Cristo: “Eu te dou o tempo e o poder. Faze o que quiseres.”
Neste ponto foi mostrado ao Santo Padre que, logo que terminar este
tempo e este poder, o demônio sofreria uma grande derrota. Além disso,
que os poderes dos bons não se confrontariam desamparados, e que
também a eles seriam concedidas forças especiais, a fim de poderem
resistir ao ataque do demônio e suas legiões. Por suas orações, boas
obras e sacrifícios, os esforços do demônio e daqueles que querem viver
em pecado, portanto os que estão a seu serviço, não alcançarão seu fim
desejado, isto é, destruir a Santa Igreja.
E, enfim, foi mostrado ao Santo Padre que nesta luta monstruosa sobre
vida e destruição, especialmente, o Arcanjo São Miguel desempenhará
uma grande função e concederá auxílio poderoso. Esta aparição
motivou o Santo Padre Leão XIII a compor a oração ao Arcanjo São
Miguel.
(de: Folheto de orações Mediatrix – Verlag Wien.)
Exorcismo da Igreja Católica contra o demônio e os anjos
rebeldes (do Papa Leão XIII)
“Em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo. Amém.”
Oração ao Arcanjo São Miguel
Vitorioso guia do exército celeste, Arcanjo São Miguel, protegenos
na luta contra os poderosos príncipes da escuridão, que
dominam o mundo ocultamente e contra os maus espíritos nos
ares. (Ef. 6,12).

Vem em auxílio dos homens que Deus criou a sua imagem e


semelhança (Sabedoria 2,23) e que foram “comprados por um
grande preço” da tirania do demônio (1 Cor. 6,20). A Ti, a Santa
Igreja venera como seu protetor; a Ti confiou o Senhor as almas
dos remidos, a fim de que Tu as conduzas à salvação celeste.
Pede ao Deus da paz que Ele queira deixar o demônio, de tal
modo, esmigalhado debaixo de nossos passos, que não seja
mais capaz de conservar aprisionados os homens, e danificar a
Igreja de Deus!
Leva, Tu, nossas orações ante a face do Altíssimo, a fim de que
mais depressa possamos experimentar as misericórdias do
Senhor, e segura “o dragão, a primitiva serpente, que é o
demônio e satanás,” e o acorrenta e o atira no abismo, para que
não seduza mais as nações. (Ap. 20,2-3).
Exorcismo
Em nome de Jesus Cristo Nosso Senhor e Deus, e em vista da
intercessão da Imaculada Virgem Maria e Mãe de Deus, do
Arcanjo São Miguel, dos santos apóstolos Pedro e Paulo e de
todos os santos (e na confiança de nosso ministério sacerdotal;
quem não for sacerdote deixa de rezar a parte que está entre parênteses) com toda
confiança procuramos afastar os ataques insidiosos do inimigo
diabólico.
Do Salmo 67
Levanta-se Deus; eis que se dispersam Seus inimigos,
e fogem diante Dele os que o odeiam.
Eles se dissipam como a fumaça,
como a cera que se derrete ao fogo.
Assim perecem os maus diante de Deus.
C. Olhai a cruz do Senhor; fugi poderes inimigos.
T. Venceu o Leão da tribo de Judá, descendente de Davi.
C. Tua misericórdia esteja conosco, ó Senhor,
T. Pela dimensão de nossa confiança em Deus.

Em nome e na força de Nosso Senhor Jesus Cristo nós vos


conjuramos todos juntos, vós espíritos impuros, vós poderes
diabólicos, vós bandos de inimigos infernais, vós legiões e hordas
diabólicas. Até a última fibra sereis exterminados e expulsos da
Igreja de Deus, e das almas criadas à imagem de Deus e salvas
pelo Precioso Sangue do Cordeiro Divino +. Tu não deverás
ousar mais, serpente traiçoeira, enganar o gênero humano,
perseguir a Igreja de Deus e sacudir e peneirar como o trigo os
escolhidos do Senhor +.
Deus, o Altíssimo te aprisiona +, a quem, em tua orgulhosa
presunção e insolente arrogância, tu queres ser igualmente
amado; Deus “que deseja que todos os homens se salvem e
cheguem ao conhecimento da verdade” (1. Tim 2,4). Deus Pai te
amansa +; Deus Filho te amansa +; Deus Espírito Santo te
amansa +; o Cristo Verbo Eterno de Deus te amansa +; Ele, que
se tornou carne para a nossa salvação, pois por tua inveja a
humanidade se perdeu, “humilhou-se ainda mais, tornando-se
obediente até a morte e morte de cruz” (FL. 2,8); Ele construiu
Sua Igreja sobre a rocha e prometeu que “as portas do inferno
não prevalecerão contra ela”. (Mt. 16,18) porque “Eu estou
convosco todos os dias, até o fim do mundo” (Mt. 28,20). O sinal
da cruz e o poder de todos os segredos da fé cristã te amansam
+. A poderosa Virgem e Mãe de Deus, Maria te amansa +, Ela,
que no primeiro instante de Sua Imaculada Conceição, por Sua
humildade, esmagou com o pé tua cabeça orgulhosa. A fé, dos
santos apóstolos Pedro e Paulo e dos demais apóstolos, te
amansa +. O sangue dos mártires e a piedosa intercessão de
todos os santos te amansam +.
Nós te conjuramos dragão maldito, e todas vós legiões
diabólicas, com Deus Vivo + ; com Deus, o Verdadeiro + ; com
Deus, o Santo + ; com Deus, Aquele “que muito amou o mundo,
que lhe deu Seu Filho único, para que todo o que Nele crer não
pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo. 3,16). Pára de enganar os
homens e lhes incutir o veneno da condenação eterna! Pára de
prejudicar a Igreja de Deus e acorrentar sua liberdade! Afasta-te
satanás, tu inventor e mestre de toda mentira e fraude, tu inimigo
da salvação das almas dos homens!

bandona o campo de Cristo, no qual não encontraste nada de


tuas obras! Dá lugar para a Igreja, a única, santa, católica
apostólica Romana, que Cristo mesmo adquiriu pelo preço de
Seu precioso sangue! Inclina-te sob a poderosa mão de Deus!
Treme e vai embora ante o Santo, majestoso Nome de Jesus, o
qual nós invocamos e o qual o inferno teme, e a quem se
inclinam o poder, forças e autoridade celestes, o qual os
querubins e serafins louvam incansavelmente: Santo, Santo,
Santo é o Senhor, o Deus dos exércitos!
C. Senhor, escuta minha prece,
T. E deixa minha súplica chegar até TI,
C. O Senhor esteja convosco,
T. E com Teu espírito.
Oração:
Deus do céu, Deus da terra, Deus dos anjos, Deus dos arcanjos,
Deus dos patriarcas, Deus dos profetas, Deus dos apóstolos,
Deus dos mártires, Deus dos confessores, Deus das virgens,
Deus, que Tens o poder de dar a vida depois da morte, o repouso
depois da fadiga, porque não há Deus além de Ti e não pode
haver outro senão a Ti, o criador de todas as coisas visíveis e
invisíveis, cujo reino não terá fim; humildemente imploramos a
Tua sublime majestade, compadece-Te e livra-nos com Teu
poder de toda violência e astúcia, engano e maldade dos
espíritos infernais e conserva-nos ilesos, por Cristo, Nosso
Senhor. Amém.
Das ciladas do demônio livra-nos, ó Senhor!
Que dês a Tua Igreja segurança e liberdade em Teu serviço, nós
Te pedimos, atende-nos!
Que queiras humilhar os inimigos da Santa Igreja, nós te
pedimos, atende-nos!
(No fim aspergir com água benta o lugar onde a gente se encontra.)
Arcanjo São Miguel, primeiro defensor do reinado de Cristo, roga
por nós!
Arcanjo São Miguel, protege-nos na luta, a fim de que não
pereçamos no terrível juízo!

Oração à Santíssima Virgem Maria


“Augusta Rainha do céu, e Senhora dos Anjos, Tu que desde o
princípio, recebeste de Deus o poder e a missão de esmagar a
cabeça de satanás, nós Te pedimos humildemente que envies
Tuas santas legiões para que elas, sob Teu poder e Tuas ordens,
persigam os infernais espíritos, combatendo-os em toda parte,
confundam a sua audácia e os precipitem no abismo!
QUEM COMO DEUS?
Ó boa e terna Mãe, Tu serás sempre o nosso amor e a nossa
esperança! Ó Mãe de Deus envia os Santos Anjos para nos
defender e repelir para longe de nós o cruel inimigo. Santos
Anjos e Arcanjos, defendam-nos e protejam-nos! Amém.”
(Exorcismo Druckgenehmigung nº 2355. Innsbruck, 18 de novembro 1957,
Weisskopf, Provikar.)
Acontecimentos e experiências com a oração do Rosário e
do exorcismo do Papa Leão XIII
Os seguintes acontecimentos relatados aconteceram há muitos anos.
Ao entrar no quarto, onde se achava uma senhora possessa de
Oberschwaben, aconteceu o seguinte: Ela estava ajoelhada no
chão, mais ou menos, a distância de dois metros da porta do
quarto, estendeu insistentemente as duas mãos em nossa
direção e chamou com voz chorosa: “Menos uma Ave, não
precisam sempre ser 50, 49 são suficientes!” Tanto atormentam
os espíritos maus, a oração do Santo Rosário, feita com devoção,
como há pouco tínhamos feito.
Em outra ocasião, estavam 08 pessoas, em semicírculo ao redor
dela, a qual estava, distante de mim, uns dois metros. Pela
primeira vez, pegamos o exorcismo na mão. Mal a senhora havia
visto a imagem do Arcanjo São Miguel ela logo exclamou. “Mas
vocês não farão, vocês não farão!” Eu perguntei. “O que não
faremos?” Ela nos olhou energicamente para que ficássemos
com medo. Tomamos todos os exemplares na mão e,
vagarosamente, começamos a rezar.

De repente, a senhora deu um pulo na minha direção, arrancou o


exorcismo das minhas mãos, rasgou-o em questão de segundos
e sapateou sobre os pedacinhos. Nós estávamos todos um
pouco assustados, mas aí mesmo é que recomeçamos a rezar o
exorcismo!
Depois que rezamos um exorcismo no carro, nós não podíamos
entender nossa própria palavra, por causa dos gritos dos
demônios. Quando rezamos, em seguida, um segundo exorcismo
a senhora estava deitada, como morta, no chão do carro e
ansiava por ar; de vez em quando se podia ver sair de sua boca
fumaça, com cheiro de enxofre.
Num domingo, todos nós fomos convidados por uma comunidade
e sentamos ao redor de uma mesa maior. Junto, no canto da
mesa, estava a mencionada senhora, à sua direita e à esquerda
estavam dois jovens sacerdotes. Estes rezaram secretamente o
exorcismo e abençoaram embaixo da mesa. De repente a
possessa gritou bem alto: “Parem, eu sei o que estão fazendo!”

55. Devoção a Rainha Vitoriosa do Universo

Aparições de Jesus e Maria a Irmã Natália da Hungria

 posição oficial da Igreja: as orações e divulgação dos eventos


relacionados a esta revelação têm aprovação da Igreja.
 mensagem principal: Nossa Senhora pede que aquelas pessoas que
comungam diariamente ou pelo menos uma vez por semana, que
ofereçam sua vida por amor a Ela e pelas intenções de Seu Coração
Imaculado. A essas pessoas, Ela faz cinco promessas:
1. O seu nome será inscrito no Coração ardente de Amor de Jesus e
no Seu Coração Imaculado.
2. Unindo seu oferecimento de vida aos méritos de Jesus, salvarão
muitas almas da condenação. O mérito de seus sacrifícios manterá a
eficácia para a salvação das almas até o fim do mundo.
3. Nenhum dos membros de sua família será condenado, mesmo
quando as aparências externas o façam supor. Isto porque, antes da
alma abandonar o corpo, receberá a graça de um completo
arrependimento.
4. No dia de seu oferecimento de vida, os seus familiares que
estiverem ainda no Purgatório serão libertados.
5. Maria promete ainda: "Assistirei estas almas na hora da morte e
livrá-las-ei do Purgatório. Acompanhá-las-ei até a Gloriosa
Santíssima Trindade onde, na casa preparada pelo Senhor, se
alegrarão junto a Mim eternamente."

O oferecimento deve ser feito com espírito de humildade e intenção


pura.

OFERECIMENTO DE VIDA
Meu amado Jesus! Na presença da Santíssima Trindade, de Maria,
nossa Mãe do Céu, e de toda a corte celeste, uno-me aos méritos do
vosso Preciosíssimo Sangue e de Vossa Morte de Cruz.
Ofereço toda minha vida pelas intenções do Vosso Sagrado Coração
Eucarístico e do Coração Imaculado de Maria. Ofereço-vos
igualmene todas as Santas Missas, comunhões, boas obras,
sacrifícios e sofrimentos de toda a minha vida. Ofereço tudo em
espírito de reparação por nossas ofensas e para que a Gloriosa
Santíssima Trindade seja adorada, assim como pela unidade da nossa
Santa Mãe Igreja, pelo Santo Padre, pelos sacerdotes, por santas
vocações sacerdotais e por todas as almas até o fim do mundo.
Meu Jesus! Aceitai o oferecimento da minha vida e concedei-me a
graça para que nisto eu persevere fielmente até o fim de minha vida.
Amém.

AS DUAS GRANDES NOVENAS AOS SAGRADOS CORAÇÕES DE JESUS E


MARIA
A 15 de agosto de 1942, Jesus deu-me uma enorme graça. Durante uma visão deu-me
uma grande promessa para aqueles que fizessem uma novena em honra de seu Sagrado
Coração e do Coração Imaculado de Maria. Disse-me:
- Filha minha, veja vossa Mãe como Rainha do Universo. Ama-A e trata-A com a
confiança de uma criança. Isto é o que quero de ti e de todos. Então levantou um pouco
o manto de sua Mãe, mostrou-me seu Imaculado Coração e, voltando-se para o mundo,
disse:- Eis aqui o Coração Imaculado de minha Mãe no qual tenho posto minha graças
para o mundo e para as almas. Este Coração é a fonte de minhas graças, do qual fluem a
vida e a santificação do mundo. Como o Pai celestial Me deu tudo a Mim, do mesmo
modo Eu dou meu vitorioso poder sobre o mundo e sobre o pecado ao Imaculado
Coração de minha Mãe. Através de minha filha, Margarida Maria Alacoque, prometi ao
mundo grandes coisas, mas como minha bondade é infinita agora ofereço muito mais.
- Se as pessoas desejam ganhar os benefícios de minhas promessas devem amar e
venerar o Imaculado Coração de minha Mãe. O maior sinal desta veneração é que
comunguem, bem preparados e arrependidos, em nove consecutivos primeiros sábados,
paralelamente com as nove primeiras sexta feiras. Sua intenções deverão consolar a meu
Coração ao mesmo tempo que ao Coração Imaculado de minha Mãe. Entendi que Jesus
estava pedindo por sua Mãe o mesmo que havia pedido a santa Margarida para Sim
mesmo. Perguntei a Jesus:- Devemos consolar também a vossa Mãe, já que Ela recebe
tantas ingratidões? Jesus respondeu: - Querida filha, se alguém Me fere, esta pessoa fere
também a minha Mãe. Se alguém Me consola, consola ao mesmo tempo a minha Mãe,
porque minha Mãe e Eu somos um no amor. Quando o Salvador me disse isto, entendi
muitas coisas sobre a unidade dos Sacratíssimos Corações .Jesus me disse também que
se alguém se confessa com regularidade uma vez por mês, não faz falta que se confesse
para ir à comunhão se não cometeu nenhum pecado mortal desde a última confissão.
Jesus me ensinou esta oração para os primeiros sábados: "Sacratíssimo Coração de
Jesus, Vos ofereço esta santa comunhão por meio do Coração Imaculado de
Maria, para Vos consolar por todos os pecados cometidos contra Vós".
As 33 promessas de Jesus para aqueles que façam a dupla novena
1. Tudo o que Me peçam por meio do Coração de minha Mãe sob a condição de que a
petição seja
compatível com a vontade do Pai a concederei durante a novena.
2. Sentirão em cada circunstância a extraordinária ajuda de minha Mãe, junto com suas
bênçãos.
3. Paz, harmonia e amor reinarão em suas almas e nas almas dos membros de suas
famílias.
4. Protegerei suas famílias de contrariedades, enganos e injustiças.
5. Os matrimônios se manterão juntos e, se um vai embora, ele ou ela, voltará.
6. Os membros de sua família se compreenderão uns aos outros e perseverarão na fé.
7. As mães, em particular as que esperam, receberão uma especial proteção para elas,
assim em especial
para seus filhos.
8. Os pobres receberão alojamento e comida.
9. Os farei amar a oração e o sofrimento. Aprenderão a amar a Deus e a seu próximo.
10. Os pecadores se converterão sem dificuldade embora seja outra a pessoa que faça
esta novena por
eles.
11. Os pecadores não voltarão a cair em seu estado anterior. Não somente receberão
perdão por seus
pecados senão que, através de uma perfeita contrição e amor, recuperarão a inocência
batismal.
12. Aqueles que façam esta novena em sua inocência batismal (especialmente os
meninos) nunca
ofenderão a meu Coração com pecados graves.
13. Os pecadores que se arrependam sinceramente escaparão não só do inferno, mas
também do
purgatório.
14. Os cristãos tíbios se tornarão fervorosos, perseverarão e alcançarão a perfeição e a
santidade num
curto tempo.
15. Se os pais ou outros membros da família fazem esta novena, ninguém dessa família
será condenado ao
inferno.
16. Muita gente jovem receberá a vocação para a vida religiosa e o sacerdócio.
17. Os descrentes se tornarão crentes e aqueles que andam sem direção voltarão para a
Igreja.
18. Os sacerdotes e religiosos permanecerão fiéis à sua vocação. Os que não eram fiéis
receberão a graça
de uma sincera contrição e a possibilidade de voltar.
19. Os pais e as pessoas de mando receberão ajuda em suas necessidades espirituais e
materiais.
20. O corpo estará livre de tentações do mundo e da carne.
21. O orgulhoso ficará humilde; o impetuoso se tornará amoroso.
22. As almas fervorosas sentirão a doçura da oração e do sacrifício; nunca serão
atormentadas pela
inquietação ou a dúvida.
23. As pessoas agonizantes não sofrerão os ataques de Satanás. Ir-se-ão subitamente
com uma morte
inesperada.
24. Os moribundos experimentarão um desejo veemente da vida eterna; deste modo,
eles se abandonarão
à minha vontade e se irão da vida nos braços de minha Mãe.
25. Sentirão a extraordinária proteção de minha Mãe no juízo final.
26. Receberão a graça de ter compaixão e amor para meu sofrimento e de minha Mãe.
27. Aqueles que se esforçam para ser perfeitos obterão como um privilégio as principais
virtudes de
minha Mãe: humildade, amor e pureza.
28. Estarão acompanhados com certa alegria exterior e interior e com paz ao longo de
suas vidas, estejam
enfermos ou sãos.
29. Os sacerdotes receberão a graça de viver na presença de minha Mãe sem nenhuma
adversidade.
30. Aqueles que progridem em sua união Comigo receberão a graça de sentir esta união.
Saberão o que
significa: "eles já não viverão, senão que Eu viverei neles". Quer dizer, amarei com seus
corações, orarei
com suas almas, falarei com suas línguas, e servirei com todo o seu ser. Experimentarão
que o bom,
formoso, santo, humilde, manso, valioso e admirável neles sou Eu. Eu, o Onipotente, o
Infinito, o único
Senhor, o único Deus, o único Amor.
31. As almas daqueles que façam esta novena estarão radiantes como lírios brancos ao
redor do Coração
de minha Mãe por toda a eternidade.
32. Eu, o Divino Cordeiro de Deus, unido com minha Mãe e com o Espírito Santo, nos
regozijaremos
para sempre vendo as almas que através do Imaculado Coração de minha Mãe ganharão
a glória da
eternidade.
33. As almas dos sacerdotes avançarão sempre em fé e em virtude.

Reparação pedida por Jesus :


1. Jejum e oração. Jesus disse: "Estou buscando meus filhos e desejo lhes pedir que
jejuem e rezem. Não devem dizer somente orações convencionais, mas estar comigo, fazer
penitência, rezar o rosário e fazer tudo isto unidos ao Coração Imaculado de Maria. Nos
conventos deve haver adoração ao Santíssimo Sacramento dia e noite.
2. O clero não deve ostentar títulos e deve doar todas suas propriedades aos pobres
(somente o cardeal Mindszenty cumpriu com este desejo de Nosso Senhor).
3. Muitos de meus filhos fervorosos devem formar grupos de oração com o objetivo de
consolar-Me junto com minha Mãe Imaculada.
4. É um consolo para Mim que a imagem de minha Mãe esteja cunhada em sua moeda,
mas mais gosto me daria se cada pessoa a levasse gravada em seu coração.
5. A blasfêmia deve cessar, é o pecado mais abominável da língua.
6. Rezem a Grande Novena Dupla, para alcançar muitas graças e honrar a Mim e a minha
Mãe Imaculada.
7. Desejo a devoção a minha Mãe como Rainha Vitoriosa do Mundo.
8. Que a hierarquia construa um lugar para Mim, onde Eu derrame minhas graças e de
onde Eu desejo
chamar a meus queridos filhos pecadores de todo o mundo para que se arrependam (a
capela da reparação).
Horas de reparação
O Senhor pediu que os sacerdotes levassem a cabo horas de reparação. Porém as
autoridades não davam sinais de entender. Então o Senhor, firme, porém ainda com seu
acostumado amor, disse: - Oh cegos e ingratos sacerdotes meus, por que me causam tanta
angústia? Eu esperava gratidão e prontidão de vocês, e vocês me contestam
ridicularizando e rechaçando meu amor. Por que vocês desejam esconder das gentes o
meu amor, minha misericórdia e minha onipotência, quando o inimigo está usando
sempre novas armas contra Mim e contra aqueles que me amam? Amem-me como Eu vos
amo. Queiram o que Eu quero. Façam reparação, façam penitência, alimentem a confiança
e o amor a Mim em vocês e nas almas confiadas a vocês.
Dirigindo-se a mim, disse: - Filha minha, ali onde as almas abandonadas clamam sem
cessar, por misericórdia receberão minha paz através da reparação. Sem reparação não há
graça, nem misericórdia, nem união. A salvação é diálogo e união com Deus. Se aqueles
que em suas almas mancharam minha beleza divina, reconhecem sua miséria
e voltam para Mim, serão perdoados; mas os que persistem em seus pecados, irão para a
ruína.O Salvador ensinou-me como devia fazer-se a hora de reparação, e como deviam ser
frequentes ditas horas. "Meus sacerdotes deverão informar ao povo sobre as horas de
reparação. Deverão animar as almas com zelo, e permitir a estas almas fazer reparação de
acordo com meu bendito chamado".
Horas noturnas de reparação
Em vista dos tempos críticos, Jesus pediu horas noturnas de reparação. Apertou-me para
que rezássemos não tanto para que se evitasse o castigo, mas muito mais para a
perseverança na reparação. Deste modo, nossas pregações seriam ouvidas pelo Pai
celestial. Numa ocasião fiz uma hora de reparação pelos sacrilégios cometidos com o
roubo nas igrejas. O Senhor mostrou-me numa visão como ocorria um roubo
sacrílego, e disse: "Vês, filha minha, por isto é que tenho pedido a hora de reparação
durante a noite". Posteriormente, o Salvador mostrou-me os consagrados que atacavam
seu projeto de reparação. Quando eles iam receber a sagrada Comunhão, vi o Senhor neles
coberto de sangue e feridas, igual ao que via nos sacrários profanados no roubo das
igrejas. Disse-me: "Vês, filha minha, estas roseiras dão espinhos em
lugar de rosas".
56. Novena milagrosa de Nossa Senhora do rosário de Pompeia
“Filha, você me invocou com vários títulos e sempre obteve favores de mim. Agora, posto
que me invocou com o título que muito me agrada, „Rainha do Santo Rosário‟, não posso
mais recusar o favor que você me pede; porque este nome é o mais precioso e querido por
mim. Faça três novenas e você obterá tudo”.
Mais uma vez Nossa Senhora lhe apareceu e disse: “Qualquer um que deseja obter favores
de mim deveria fazer três novenas da oração do Rosário e três novenas em
agradecimento”.

Padre Pio depositava uma fé inabalável nas “Três Novenas” a Nossa Senhora do Rosário
de Pompéia, recomendando-as muitas vezes a seus filhos espirituais nas cartas que lhes
escrevia.

A “Novena a Nossa Senhora do Rosário de Pompéia” elaborada pelo Bem Aventurado


Bartolo Longo, em 1879, deve ser rezada três vezes em seguida, para implorar graças nos
casos considerados mais desesperados.

Padre Pio recomendava ainda que os que fizessem deveriam receber a “Comunhão diária
em honra de Nossa Senhora” e rezar o Rosário inteiro, todos os dias da Novena.

ORIGEM DA NOVENA

A “Novena do Rosário de 54 dias” é uma ininterrupta série de Rosários em honra de


Nossa Senhora, revelada à doente incurável Fortuna Agrelli, por Nossa Senhora de
Pompéia, em Nápoles, Itália, no ano de 1884. Por 13 meses Fortuna Agrelli sofria de
terríveis dores e nem mesmo os médicos mais célebres conseguiam curá-la. Em 16 de
Fevereiro de 1884, a menina e seus pais começaram uma novena do Rosário. A Rainha do
Santo Rosário a premiou com uma aparição a 3 de março. Maria sentava-se sobre um alto
trono, contornado por numerosas figuras; trazia o Seu Divino Filho sobre o colo e na mão
um rosário. Nossa Senhora e o Menino Jesus estavam acompanhados por São Domingos e
Santa Catarina de Sena. O trono estava decorado com flores, a beleza de Nossa Senhora
era maravilhosa. A Santa Virgem disse: “Filha, você me invocou com vários títulos e
sempre obteve favores de mim. agora, posto que me invocou com o título que muito me
agrada, „Rainha do santo Rosário‟, não posso mais recusar o favor que você me pede;
porque este nome é o mais precioso e querido por mim. Faça três novenas e você obterá
tudo”. Mais uma vez Nossa Senhora lhe apareceu e disse: “Qualquer um que deseja obter
favores de mim deveria fazer três novenas da oração do Rosário e três novenas em
agradecimento”.
Rezar a novena 3 vezes, durante 27 dias, fazendo o pedido - rezar o terço, meditando
os mistérios nesta seqüência: gozosos, dolorosos e gloriosos, sem levar em conta o dia
da semana. Logo a seguir, rezar a novena 3 vezes, durante 27 dias, agradecendo o
favor pedido, mesmo não o tendo recebido ainda - rezar o terço da mesma maneira
que rezou ao fazer o pedido.

(Quando Nossa Senhora propôs esta novena à sua confidente, ainda não havia os mistérios
luminosos.

Oração Preparatória:

Ó Santa Catarina de Sena, minha Protetora e Mestra, vós que assistis do Céu aos
vossos devotos quando rezam o Rosário de Maria, assisti-me neste momento, e
dignai-vos rezar juntamente comigo esta novena à Rainha do Rosário, que
estabeleceu o trono de suas graças no Vale de Pompéia, a fim de que, por vossa
intercessão eu obtenha a graça que desejo. Amém.

Ó Deus, vinde em meu auxilio. Senhor, apressai-vos em me socorrer.

Rezar o Credo – 1 Pai-Nosso – 3 Ave-Marias - 1 Glória ao Pai.

1º mistério – (proclamar e meditar o mistério do dia)

Ò Virgem Imaculada e Rainha do Santo Rosário, vós nestes tempos de fé extinta e


Impiedade triunfante, quiseste estabelecer a vossa sede de Rainha e Mãe sobre a antiga
Pompéia, morada dos mortos pagãos. E desse lugar onde eram adorados os ídolos e os
demônios, vós hoje Mãe da divina Graça espalhais, por toda a parte, os tesouros das
celestes misericórdias. Volvei, também sobre mim, ó Maria, desse trono em que reinais
piedosamente, os vossos olhos misericordiosos, e tende compaixão de mim, que tanto
necessito de vosso socorro. Mostrai-vos também a mim, como a tantos outros vos tendes
mostrado, verdadeiramente Mãe de Misericórdia, concedendo-me a graça de, pela força
do Espírito Santo, colherdes do Coração de vosso divino Filho, Jesus, a vontade do Pai
para a minha vida e a vida de Thiago neste e no próximo ano, enquanto eu, de todo o
coração vos saúdo e vos invoco, ó soberana Rainha do Sacratíssimo Rosário. Amém.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...

2º mistério – (proclamar e meditar o mistério do dia)

Prostrada aos pés de vosso trono, ó grande e gloriosa Senhora, minha alma vos venera em
meio dos gemidos e das angústias que pesam intensamente sobre ela. Nestes temores e
agitações em que me encontro, levanto cheia de confiança os olhos para vós, que vos
dignastes eleger, para vossa morada, as terras de pobres e abandonados camponeses. E ali,
em face da cidade e do anfiteatro dos prazeres mundanos onde reinam o silencio e a ruína,
tu como Rainha das Vitórias, levantastes a vossa voz poderosa para chamar de todos os
pontos da Itália e do mundo católico, os vossos devotos e filhos para vos construírem um
Templo. Ó Senhora tende compaixão desta minha alma que jaz na miséria; tende piedade
de mim que estou cheia de miséria e humilhações. Vós que sois o extermínio dos
demônios, defendei-me destes inimigos que me assaltam; Vós que sois o Socorro dos
Cristãos, tirai-me destas tribulações em que miseravelmente estou mergulhada. Vós, que
sois a Nossa Vida, triunfai da morte que ameaça minha alma nestes perigos a que está
exposta: , concedei-me a graça de, pela força do Espírito Santo, colherdes do Coração de
vosso divino Filho, Jesus, a vontade do Pai para a minha vida e a vida de Thiago neste e
no próximo ano e restituí-me a paz, a tranqüilidade, o amor e a saúde! Amém.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...

3º mistério – (proclamar e meditar o mistério do dia)

Ah! Sabendo que são numerosos aqueles que têm sido por vós beneficiados, unicamente
porque recorreram a vós com Fé, sinto novo desejo e coragem de vos invocar em meu
socorro. Vós já prometestes outrora, a São Domingos que quem quisesse graças, com o
vosso Rosário as obteria e eu, com o terço na mão, vos chamo, ó Mãe, ao cumprimento
das vossas maternais promessas. Ainda agora, em nossos dias, operais contínuos
prodígios, a fim de conduzir os vossos filhos para vos honrarem ao Templo de Pompéia...
Quereis, pois, enxugar as nossas lágrimas, suavizar os nossos trabalhos! E eu, com o
coração nos lábios, com viva fé, vos chamo e vos invoco: “Minha Mãe!...” Minha querida
mãe... Minha mãe tão bela!... Minha mãe dulcíssima, ajudai-me “Mãe e Rainha do
Sacratíssimo Rosário de Pompéia, concedei-me a graça de, pela força do Espírito Santo,
colherdes do Coração de vosso divino Filho, Jesus, a vontade do Pai para a minha vida e a
vida de Thiago neste e no próximo ano. Não tardeis mais em estender-me a vossa mão
poderosa para me salvar, pois a demora, como vedes, me levaria à ruína! Amém.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...

4º mistério – (proclamar e meditar o mistério do dia)

E a quem mais recorrerei eu, senão a vós, que sois o Alivio dos Aflitos, o Conforto dos
Abandonados, a Consolação dos Infelizes? Oh! Eu confesso: a minha alma é miserável,
está sobrecarregada de enormes pecados, merece arder no Inferno, indigna de receber
graças... Mas, vós sois a Esperança dos Desesperados, a grande Medianeira entre o
homem e Deus, a nossa poderosa Advogada junto ao trono do Altíssimo, o Refugio dos
Pecadores! Ó, basta que digais uma palavra, em meu favor, ao Vosso Filho e Ele vos
ouvirá. Pedi-lhe, pois, ó Mãe, esta graça de que tenho tanta necessidade: pela força do
Espírito Santo, colhei do Coração de vosso divino Filho, Jesus, a vontade do Pai para a
minha vida e a vida de Thiago neste e no próximo ano. Somente vós podereis obtê-la para
mim. Vós, que sois a minha esperança, a minha consolação, a minha doçura, e toda a
minha vida. Assim espero! Amém.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...

5º mistério – (proclamar e meditar o mistério do dia)

Ó Virgem e Rainha do Sacratíssimo Rosário, vós sois a Filha do Pai Celeste, a Mãe do
Divino Filho, a Esposa do Espírito Septiforme. Vós que tudo podeis junto à Santíssima
Trindade, deveis impetrar-me esta graça, que me é tão necessária, contanto que não sirva
de obstáculo à minha salvação eterna: pela força do Espírito Santo, colhei do Coração de
vosso divino Filho, Jesus, a vontade do Pai para a minha vida e a vida de Thiago neste e
no próximo ano. Eu vo-la rogo, pelo Coração de vosso adorável Jesus, pelos nove meses
em que O trouxestes em vosso seio, pelos méritos do Seu Nome Santíssimo, pelo seu
preciosismo Sangue. Peço-a, enfim, pelo vosso dulcíssimo Coração, pelo vosso nome
glorioso, ó Maria que sois a Estrela do Mar, a Senhora Poderosa, a Porta do Céu, a Mãe de
Todas as Graças. Em vós confio, de vós tudo espero de bom. Vós me haveis de ajudar!
Amém.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...

Tornai-me digna de vos louvar, ó Virgem Puríssima! Daí-me Força contra vossos
inimigos! Rogai por nós, Rainha do Sacratíssimo Rosário!

Salve Rainha...
Oremos

Ó Deus, cujo Filho Unigênito, por sua Vida, Morte e Ressurreição nos mereceu a graça da
salvação eterna, concedei, nós vo-lo suplicamos, que meditando estes mistérios do
Sacratíssimo Rosário da Bem – aventurada Virgem Maria, imitemos o que contêm e
obtenhamos o que prometem. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

NOVENA DE AGRADECIMENTO

A NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DE POMPÉIA

Depois de rezar a primeira novena e receber a graça, reza-se esta novena meditando os
quinze mistérios do Rosário, como pediu Nossa Senhora. Diante da imagem da Santíssima
Virgem do Rosário, acendam-se duas velas, se possível, e, ajoelhados, tendo nas mãos o
Rosário, reza-se:

Ó Deus, vinde em meu auxílio,

Senhor, apressai-vos em me socorrer.

(Glória)

1. Eis-me novamente aos vossos pés, ó Imaculada Mãe de Jesus, que vos comprazeis em
ser invocada como Rainha do Rosário do Vale de Pompéia.

Com alegria no coração, e com a alma compenetrada da mais viva gratidão, torno a vir a
vós, minha generosa benfeitora, minha doce Senhora, soberana do meu coração; a vós que
vos mostrastes verdadeiramente ser minha Mãe, Mãe que tanto me ama. Eu estava aflito, e
vós me ouvistes, estava triste e me consolastes, estava em angústia e me restituístes a paz.
Dores e penas de morte assaltaram meu coração, e vós, ó Mãe, do vosso trono de
Pompéia, com um olhar compassivo, me serenastes o ânimo.

Quem se dirigi a vós com confiança, e não foi ouvido? Oh! Se todos soubessem quanto
sois bondosa, quanto sois compreensiva com quem sofre, então todos recorreriam a
vós!… Sede sempre bendita, ó Virgem Soberana do Rosário de Pompéia, por mim e por
toda a humanidade, pelos Santos Anjos, por toda a terra como sois no Céu. Amém.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...

2. Mil graças rendo a Deus e mil graças a vós, ó Mãe divina, pelos novos benefícios que
por vossa bondade e misericórdia me foram concedidos. Que teria sido de mim se
tivésseis repelido os meus suspiros e as minhas lágrimas? Por mim vos agradeçam os
Anjos do Paraíso, os Santos Apóstolos, os Mártires e os Confessores. Por mim vos
agradeçam tantas almas pecadoras, salvas por vosso intermédio, que agora gozam no Céu
a visão de vossa imortal beleza. Quisera que, juntamente contigo, todas as criaturas vos
amassem e que o mundo todo repetisse o eco das minhas ações de graças. Que poderia eu
vos oferecer, ó Rainha de piedade e magnificência?

A vida que me resta eu a consagro a vós, e a propagar por toda parte o vosso culto, ó
Virgem do Rosário de Pompéia, por cujas preces a graça do Senhor me visitou.
Promoverei a devoção do vosso Rosário, contarei a todos a misericórdia que me
alcançastes, proclamarei sempre quanto fostes boa para comigo, de modo que até os
indignos e pecadores como eu para vós se voltem com confiança.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...
3. Como vos chamarei eu, ó cândida Pomba de paz? Com que títulos vos invocarei, vós a
quem os Santos Doutores chamaram Senhora de tudo criado por Deus, Porta da Vida,
Templo de Deus, Raio de Luz, Glória dos Céus, Santíssima de todos os Santos, Mártir dos
Mártires, Paraíso do Altíssimo?

Vós sois a tesoureira das graças, a onipotência suplicante, a própria misericórdia de Deus
que desce sobre os infelizes. Mas sei também que é agradável ao vosso coração ser
invocada como RAINHA DO ROSÁRIO DO VALE DE POMPÉIA.

E, assim chamando-vos, sinto a doçura do vosso místico nome, ó Rosa do Paraíso,


transplantada no vale do pranto para suavizar os trabalhos dos degradados filhos de Eva;
rubra Rosa de Caridade, cujo perfume é mais agradável que todos os aromas do Líbano,
que com a fragrância da vossa suavidade celestial atraís ao vosso Vale os corações dos
pecadores e os conduzis ao Coração de Deus. Vós sois a Rosa de eterno frescor que,
regada pelos arroios das águas celestes, lançastes as vossas raízes sobre a terra ressequida
por uma chuva de fogo. Rosa de intemerata beleza, que no lugar da desolação plantastes o
Jardim das delícias do Senhor.

Adorado seja Deus que tornou o vosso Nome tão admirável! Bendizei, ó povos, bendizei o
Nome da Virgem do Rosário, pois toda a terra está cheia de sua misericórdia. Amém.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...

4. No meio das tempestades que me tinham submergido, levantei meus olhos a vós, nova
Estrela de esperança, aparecida em nossos dias sobre o vale das ruínas.

Da profundeza das amarguras ergui as minhas súplicas a vós, ó Rainha do Rosário de


Pompéia, e experimentei o poder deste título que vos é tão caro.

Salve! Clamarei sempre, salve! ó Mãe de piedade, mar imenso de graças, oceano de
bondade e compaixão.

As vossas glórias de vosso Rosário, as recentes vitórias da vossa coroa, quem as cantará
dignamente? Vós, ao mundo, que se desprende dos braços de Jesus para se entregar aos de
satanás, ensinastes a salvação naquele vale, onde o inimigo atirou as almas.

Vós calcastes, triunfadora, os alicerces dos templos pagãos e sobre as ruínas da idolatria
pusestes o escabelo do vosso domínio. Vós mudastes a região da morte em vale de
ressurreição e de vida, e sobre a terra dominada por vosso inimigo fundastes a cidade do
refúgio, onde acolheis os povos para salvá-los.

Eis que os vosso filhos, espalhados pelo Mundo, ali vos ergueram um trono, como sinal
de vossos prodígios, como troféu de vossa misericórdia. Vós, desse trono, me chamastes
também a mim, entre os filhos da vossa predileção; sobre mim, pecador, também
repousou o olhar da vossa misericórdia.

Sejam benditas eternamente as vossas obras, ó Senhora, sejam benditos todos os prodígios
por vós operados no Vale da desolação e do extermínio. Amém.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...

5. Ressoe em todas as línguas vossa glória, ó Senhora, e a tarde transmita ao dia seguinte
o concerto das vossas bênçãos. Todos os povos vos chamem bem-aventurada, e bem-
aventurada repercutam todas as plagas da terra, as mansões dos Céus. Três vezes bem-
aventurada, também eu vos chamarei com os Anjos, com os Arcanjos, com os
Principados; três vezes bem-aventurada com as angélicas Potestades, com as Virtudes dos
Céus, com as Dominações supernas, bem-aventurada, vos aclamarei com os Tronos, com
os Querubins e os Serafins.

Ó minha Soberana Salvadora, não deixeis de volver os vossos olhos misericordiosos sobre
esta família, sobre esta nação, sobre toda a Igreja Católica apostólica. Sobretudo, não me
negueis a maior das graças, isto é, que a minha fragilidade nunca me separe de vós.

1 Pai-Nosso e 10 Ave-Marias...

57. CHAMA DE AMOR DO IMACULADO CORAÇÃO DE


MARIA
Devoção com aprovação eclesiástica.
Nossa Senhora confiou esta mensagem a uma alma na Hungria:
“Entrego nas vossas mãos um raio de luz: a Chama de Amor do meu Coração.
Eu sou a vossa Mãe amorosa e cheia de bondade e, unida a vós, quero salvar-
vos.
Ofereço-vos um novo meio de salvação. Aceitai-o e procurai compreendê-lo
bem porque Eu olho-vos do Céu com o coração aflito!”
“Esta chama cheia de graças, que do meu Imaculado Coração vos dou, deve
propagar-se de coração a coração. Este será o grande milagre, cuja luz cegará
Satanás. Ela é o fogo de Amor e de União, e nós iremos apagar o fogo com o
fogo: o fogo do ódio com o fogo do Amor! Alcancei-vos esta graça do Pai
Eterno, pelas Cinco Chagas do meu divino Filho.”
Rosário da Chama de Amor
(com aprovação eclesiástica)
Em honra das cinco Santas Chagas de Nosso Salvador, faz-se cinco vezes
seguidas o Sinal da Cruz.

(pode-se fazer assim: + Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; + Pelo


Sinal da Santa Cruz, + Livrai-nos Deus, nosso Senhor, + dos nossos inimigos; +
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo).

Nas três contas pequenas do início do terço:


1. Meu Deus, creio em Vós, pois sois infinitamente bom.
2. Meu Deus, espero em Vós, pois sois infinitamente misericordioso.
3. Meu Deus, amo-Vos, pois sois digno de ser amado sobre todas as coisas.

Nas contas do Pai Nosso:

Coração Doloroso e Imaculado de Maria, rogai por nós, que recorremos a Vós!

Nas contas das Ave-Marias:


Mãe, salvai-nos, pela Chama de Amor do Vosso Coração Imaculado!

Após cada dezena:

Mãe de Deus, derramai sobre a humanidade inteira as graças eficazes da Vossa


Chama de Amor, agora e na hora da nossa morte. Amém.

Ao final do terço:
reza-se 3 vezes o Glória, em homenagem à Santíssima Trindade.

Terço da Chama de Amor


É rezado da mesma forma que o Terço comum, iniciando-se fazendo cinco
vezes seguidas o Sinal da Cruz em honra das Cinco Chagas de Jesus (pode-se
fazer assim: + Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; + Pelo Sinal da
Santa Cruz, + Livrai-nos Deus, nosso Senhor, + dos nossos inimigos; + Em
nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo) e todas as Ave-Marias são rezadas
com a jaculatória da Chama de Amor:

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco


Bendita sois Vós entre as mulheres
e Bendito é o fruto do Vosso ventre, Jesus
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores
e derramai sobre a humanidade inteira
as graças eficazes da vossa Chama de Amor,
agora e na hora da nossa morte.
Amém!

A Ave-Maria assim rezada cega o maligno, de modo que ele nada pode
fazer para tentar e perder as almas durante essa oração. A cada 3 Ave-
Marias assim rezadas, uma alma é libertada do Purgatório; no mês das
almas (novembro), a cada Ave-Maria assim rezada são libertadas 10 almas
do Purgatório!

ORAÇÃO ENSINADA POR NOSSO SENHOR JESUS CRISTO PARA


CEGAR O MALIGNO.

Juntemos os nossos passos no mesmo ritmo,


Juntos estendamos as nossas mãos para que colham os mesmos
bens,
Juntos pulsem os nossos corações,
O mesmo sentimento penetre o nosso íntimo,
O mesmo pensamento proceda do nosso espírito,
Nossos ouvidos escutem o mesmo silêncio,
Nossos olhares se encontrem e se fundam em um só olhar,
Nossos lábios peçam juntos Misericórdia ao Pai Eterno.

"Esta oração é um instrumento valioso em vossas mãos! Porque se alguém


trabalha Comigo, com isso cega Satanás, e através do mundo, salva as
almas do pecado no mundo inteiro." (04-05-1962).

58. AS SEIS PRIMEIRAS QUINTAS-FEIRAS


PROMESSAS DE JESUS: Para que este devoção revelada por Jesus à Beata
Alexandrina Maria da Costa, seja bem compreendida, é importante coloca-la no
contexto em que foi recebida. Nos “Sentimentos da alma” de 25 de Fevereiro de
1949, ela escreveu: “Ontem de manhã [24 de Janeiro], senti como se assumisse
a mim toda a maldade humana. Tudo entrou para mim, e eu era o mundo.
Causou-me tal tormento que não sabia como resistir. Lembrei-me que neste dia
a ordem de alívio dada pelo meu Paizinho não teria lugar”.
Depois, Jesus revela a nova devoção, uma devoção cuja prática é fácil, mas os
seus resultados imensos, são promessas inauditas: de facto “Só podia ser o
amor de um Deus, o amor de Jesus!” como dizia acima a Beata Alexandrina:

“— Minha filha, minha esposa querida, faz com que Eu seja amado, consolado e
reparado na minha Eucaristia. Diz em Meu Nome que todos aqueles que
comungarem bem, com sincera humildade, fervor e amor em seis primeiras
quintas-feiras seguidas e junto do Meu Sacrário passarem uma hora de
adoração, e íntima união comigo lhes prometo o Céu. É para honrarem pela
Eucaristia as Minhas santas Chagas, honrando primeiro a do Meu sagrado
Ombro tão pouco lembrada. Quem isto fizer, quem às Santas Chagas juntar as
dores da minha Bendita Mãe, e em nome delas nos pedirem graças, quer
espirituais, quer corporais, Eu lhas prometo; a não ser que sejam de prejuízo à
sua alma. No momento da morte trarei comigo Minha Mãe Santíssima para as
defender”.

– Receber Jesus sacramentado dignamente (em estado de graça);

– Seis primeiras quintas-feiras de seis meses consecutivos;

– Fazer uma hora de adoração diante do Sacrário;

– Lembrar as Santas Chagas de Jesus e particularmente aquela do Ombro;

– Lembrar as dores de Maria.

Quanto às promessas de Jesus para aqueles que fizerem dignamente esta


devoção, elas são simplesmente maravilhosas e estimulantes:

— Quem isto fizer, quem às Santas Chagas juntar as dores da minha


Bendita Mãe, e em nome delas nos pedirem graças, quer espirituais, quer
corporais, Eu lhas prometo; a não ser que sejam de prejuízo à sua alma.

— No momento da morte trarei comigo Minha Mãe Santíssima para as


defender.

59. A Oração de Dozulé e as Promessas a quem rezar diariamente


ORAÇÃO à CRUZ GLORIOSA:

―Piedade, meu Deus, para os que te blasfemam, perdoai-lhes, pois não


sabem o que fazem.
Piedade, meu Deus, para os escândalos do mundo. Livrai-os do
espírito de satanás.
Piedade, meu Deus, para os que fogem de ti. Dai-lhes o gosto da
Santa Eucaristia.
Piedade, meu Deus, para os que vieram arrepender-se aos pés da
Cruz Gloriosa, que eles encontrem ali a paz e a alegria em Deus nosso
Salvador.
Piedade, meu Deus, a fim de que venha o teu Reino, mas salvai os
que ainda é tempo. Porque o tempo está próximo e eis que Eu venho.
Amém.
Vinde Senhor Jesus!‖
Em seguida, rezar uma dezena do terço...

Encerrar com a seguinte jaculatória:


―Senhor derramai sobre o mundo inteiro os tesouros da tua infinita
misericórdia‖.

Em 28 de março de 1975 (sexta-feira) acrescentou o Senhor Jesus sobre


a oração acima descrita:

“Desejo que digam cada dia a oração, seguida de uma dezena do terço.
Cada lar que a rezar com grande confiança, será protegido de todo cataclisma,
pois derramarei, em seus corações, a Minha misericórdia”.

Se pedirem: quem vos envia? Direis que é Jesus de Nazaré, o Filho do


homem Ressuscitado. Lembrai-vos não temei as humilhações, as maledicências
e as zombarias que se levantarão contra vós. Sereis odiados por causa de Meu
nome, mas perseverais até o fim. Se o desejardes, fazei-vos acompanhar por
uma pessoa. Tendes todo o vosso tempo para cumprir esta tarefa. (...) No lar
cuja porta vos for fechada não voltai mais. _ Adoçarei a amargura em que se
afogam as almas dos pecadores;
_ Cumularei de graças as almas sacerdotais e religiosas, pois é por elas que
deve ser conhecida Minha mensagem;
_ Guardarei perto do Meu Coração as almas piedosas dos fiéis; elas têm me
conformado no caminho do Calvário;
_ Derramarei os Raios da Minha Graça, no momento em que conheceram a
Minha mensagem, sobre os pagãos e sobre todos aqueles que ainda não Me
conhecem;
_ Atrairei para a unidade da Igreja as almas dos hereges e dos apóstolos;
_ Receberei na morada de Meu Coração as crianças e as almas humildes a
fim de que guardam uma afeição especial ao Nosso Pai dos Céus;
_ Concederei graças de todo tipo aqueles que, conhecendo Minha
mensagem, perseveraram até o fim;
_ Aliviarei as almas do Purgatório, Meu Sangue extinguirá suas
queimaduras;
_ Reaquecerei os corações mais endurecidos as almas indiferentes,
aquelas que forem mais profundamente o Meu Coração;
_ Prometo a todos aqueles que vierem arrepender-se ao Pé da Cruz
Gloriosa, e que disserem todos os dias a oração que lhes ensinei, que nesta vida,
satanás não terá mais poder sobre eles, e que, por todo um tempo de sujeira, num
instante, tornar-se-ão puros e serão filhos de Deus para a eternidade. Meu Pai,
cuja bondade é infinita, quer salvar a humanidade, que está à beira do abismo.
Com esta última mensagem é preciso preparar-vos. Sabei que será no momento
em que não mais acreditareis que a mensagem se cumprirá, pois não sabeis nem
o dia, nem a hora em que voltarei na Glória‖.

60. Oração e Promessas ao Coração Esmagado de Nosso Senhor


Jesus Cristo
O Coração Esmagado de JESUS
Esta imagem do Sagrado Coração de JESUS, tal como se apresentava a Claire
Ferchaud, tem sido propagada, em todo o mundo, até aos nossos dias. A ela estão
ligadas importantes promessas, feitas pelo próprio Senhor JESUS CRISTO.
"Venho manifestar-Me a ti... sobretudo por causa dos pecadores. A todas as
almas que rezarem pelos seus irmãos transviados, prometo atender os seus
desejos, reconduzindo as almas ao seu dever...

- Todos os pecadores que se ajoelharem, sem contrição, diante da imagem


do meu Coração Esmagado, a minha graça agirá neles com uma força tal que
eles levantar-se-ão convertidos.

- Aos indiferentes, bastará o meu olhar para comover o seu coração e para
os inflamar de ardor para praticar o bem... Quero que esta imagem seja
espalhada por toda a Terra... Em toda a parte onde for honrada, derramarei
abundantes bênçãos.

- É sobre tudo aos sacerdotes que Eu me dirijo. Quero formar, em redor do


meu Coração, uma coroa de doze estrelas, onde escolherei para Mim doze
vítimas sacerdotais que serão meus consoladores...

- Peço aos sacerdotes para espalharem esta imagem por todo o lado onde
passarem e, onde eles tornarem conhecido o meu Coração martirizado,
tornarei frutuoso o seu ministério e abençoarei a menor palavra que
disserem em meu Nome...

- Se encontrarem almas empedernidas, que rezem ao meu Sagrado Coração


e elas converter-se-ão. Se alguns se recusarem a acreditar nas verdades da
Religião, que lhes coloquem, sem eles saberem, na sua habitação, a imagem
do meu Coração Esmagado... Ela fará milagres de graças em conversões
súbitas e completamente sobrenaturais.

- Aos que beijarem, com verdadeiro amor, a imagem do meu Coração


Esmagado, concedo-lhes o perdão dos seus pecados, mesmo antes da
absolvição...

- Por esta devoção, atrairei a Mim os corações... eleva-los-ei à mais alta


perfeição... suscitarei numerosas vocações sacerdotais e haverá santos
sacerdotes pela virtude deste Coração despedaçado.
- Finalmente, serei o consolador à hora da morte: "as almas que Me tiverem
honrado na Terra neste Coração Esmagado, exalarão o último suspiro nos
mais elevados êxtases de amor...”- Os pecadores darão um sinal de arrepen-
dimento na última hora, quando se lhes apresentar a imagem. Será a única
coisa que lhes não poderão recusar... Um simples olhar... um simples ato de
amor e de pedido de perdão em direção a esta imagem será suficiente para
Eu abrir o Céu à alma que tem que comparecer diante de Mim na hora
derradeira”.

IMPRIMATUR: Carlos, Bispo de Verdum

Oração ao Coração esmagado de JESUS


Coração de JESUS, esmagado por causa dos nossos pecados,

Coração entristecido e martirizado por tantos crimes e faltas,

Coração, vítima de todas as iniqüidades,

Eu Vos amo com toda a minha alma e acima de todas as coisas,

Eu Vos amo por aqueles que Vos desprezam e Vos abandonam,

Eu Vos amo por aqueles que Vos ultrajam e Vos impedem de reinar,

Eu Vos amo por aqueles que Vos deixam sozinho na Sagrada Eucaristia,

Eu Vos amo pelas almas ingratas que ousam profanar o vosso Sacramento de Amor
com seus insultos e sacrilégios.

Coração de JESUS, perdoai os pecadores: eles não sabem o que fazem!

Coração de JESUS, ajudai os que propagam o vosso Nome Santo!

Coração de JESUS, ajudai a todos os que sofrem e lutam!

Coração de JESUS, fazei que a sociedade se inspire em tudo no vosso Evangelho,


única salvaguarda da justiça e da paz!

Coração de JESUS, que as famílias e as nações proclamem os vossos direitos!

Coração de JESUS, reinai na minha Pátria! Coração de JESUS, venha a nós o vosso
Reino, pelo Coração Imaculado de Maria! Amém

A pedido de Sua Eminência o Cardeal Lépicier, Sua Santidade Pio XI abençoou


especialmente e aprovou esta Oração ao Coração de JESUS, em 26/04/1930.

61. Os 40 PAI NOSSOS


Oferecidos em combate contra a impureza do corpo, da mente, dos sentidos, do
coração e do espírito, pedindo a santa pureza. Rezar durante 40 dias seguidos,
apenas aos sábados não é obrigatória.

EXPLICAÇÃO: No Domingo de Páscoa, dia 18 de abril de 1936, escreveu a


irmã Imaculada Virdis, Jesus falou-me do amor que é devido para com Pai o
Eterno, que é tantas vezes deixado de lado, pois muitas almas não se
interessam por Ele dedicando sua maior devoção aos santos. “Quando
necessitas de alguma graça, recorre ao eterno Pai, como nas tuas necessidades
materiais recorres ao teu pai terreno. Frequentemente rezarás em Sua honra o
Pai-Nosso; e nas necessidades extraordinárias rezarás quarenta, que Lhe
oferecerás pelos quarenta dias de jejum que fiz, quando Eu estava sobre a
terra.” “Com esta oração os devotos alcançarão qualquer graça que pedirem:
especialmente devem repeti-la as almas que desejarem progredir no espírito de
mortificação. Existem muitas almas que não conseguem vencer os estímulos da
gula. Pois bem: com esta oração, tornar-se-ão vencedoras.”
ORAÇÃO (Antes de cada dezena)

1 - Eterno divino Pai, humildemente prostrado diante de Vossa divina majestade,


ofereço-Vos os merecimentos das cruciantes dores que o coração imaculado de
Jesus sofreu, quando se retirou, por quarenta dias, no deserto, a fim de que
todos aqueles que deixaram o mundo e os pais, para corresponder ao chamado
divino, alcancem de Vós a força para vencer a separação e suportar tudo com
santa paciência. Amém. (Rezar: 10 Pai-Nosso.)

2 - Eterno divino Pai, humildemente prostrado diante de Vossa divina majestade,


ofereço-Vos os merecimentos de todo o grande sofrimento do corpo imaculado
de Jesus, causado pelo extenuante jejum de quarenta dias e quarenta noites,
para reparar todos os pecados de gula e de intemperança que muitos homens
cometem ao satisfazer as doentias exigências de seu mísero corpo. Amém.
(Rezar: 10 Pai-Nosso.)

3 - Eterno divino Pai, humildemente prostrado diante de Vossa divina majestade,


ofereço-Vos os merecimentos de todas as múltiplas e dolorosas provações e
mortificações a que voluntariamente se submeteu o imaculado Jesus nos
quarenta dias de jejum no deserto, para repara o espírito de mortificação e
desonestidade de muitos homens, e também para que as almas generosas
suportem com paciência as provações e abracem de boa vontade as cruzes que
Nosso Senhor lhes mandar. Amém. (Rezar: 10 Pai-Nosso.)

4 - Eterno divino Pai, humildemente prostrado diante de Vossa divina majestade,


ofereço-Vos os merecimentos das cruciantes dores que o coração imaculado de
Jesus sofreu durante os quarenta dias de jejum no deserto, prevendo que, não
obstante o Seu jejum e os Seus grandes sofrimentos, a maior parte da
humanidade se entregaria à intemperança e aos prazeres dos sentidos.
Ofereço-Vos os méritos de Suas grandes penas, para que os homens se
arrependam dos seus pecados e imitem a Jesus na Sua vida de pobreza, na
mortificação e na temperança. Amém. (Rezar: 10 Pai-Nosso.)

Venha a nós o vosso Reino!

62. Devoções e promessas a Nossa Senhora Rosa Mística e do


Desterro

Oração a Nossa Senhora do Desterro: proteção viagem ao exterior, contra


calamidades, doenças, maldições, inimigos, ladrões e todo o mal
Nossa Senhora do Desterro é muito conhecida na Itália com o nome de
"Madonna degli Emigrati".
É a padroeira dos imigrantes e refugiados que imploram cheios de fé pelo auxílio
da Virgem do Desterro a fim de encontrarem compreensão e simpatia na terra
adotiva. Também conforta os que estejam saudosos de sua terra natal.
Também protege todos os que viajam para o exterior.
Todos os fiéis cristãos que rezarem diariamente e divulgarem esta oração à
Nossa Senhora do Desterro, verão a extinção de todos os castigos que
houverem contra eles; nem fome, nem peste, nem guerra, nem doenças
contagiosas lhe afligirão. Os seus inimigos não terão mãos nem poder de ofendê-
los, nem roubá-los. Resistirão às tentações de satanás e dos demônios. Pragas,
ratos e formigas lhe serão desterrados das lavouras. Todos os que tiverem
confiança nas misericórdias da grande Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, serão
felizes nos seus negócios e nas viagens. Não morrerão sem confissão e estarão
livres da morte repentina. Aprovada pelo Arcepisbo de Braga, Dom José e pelo
Arcebispo do Porto (MG), Dom Américo, em 08-05-1972.

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO DESTERRO

Ó Bem-aventurada Virgem Maria, mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo Salvador


do Mundo, Rainha do Céu e da Terra, advogada dos pecadores, auxiliadora dos
cristãos, protetora dos pobres, consoladora dos tristes, amparo dos órfãos e
viúvas, alívio das almas penantes, socorro dos aflitos, desterradora das
indigências, das calamidades, dos inimigos corporais e espirituais, da morte cruel
dos tormentos eternos, de todo bicho e animal peçonhentos, dos maus
pensamentos, dos sonhos pavorosos, das cenas terríveis e visões espantosas,
do rigor do dia do juízo, das pragas, dos incêndios, desastres, bruxarias e
maldições, dos malfeitores, ladrões, assaltantes e assassinos.
Minha amada mãe, eu prostrado agora aos vossos pés, com piedosíssimas
lágrimas, cheio de arrependimento das minhas pesadas culpas, por vosso
intermédio imploro perdão a Deus infinitamente bom. Rogai ao vosso Divino Filho
Jesus, por nossas famílias, para que ele desterre de nossas vidas todos estes
males, nos dê perdão de nossos pecados e nos enriqueça com sua divina graça
e misericórdia.Cobri-nos com o vosso manto maternal, ó divina estrela dos
montes. Desterrai de nós todos os males e maldições. Afugentai de nós a peste e
os desassossegos.Possamos, por vosso intermédio, obter de Deus a cura de
todas as doenças, encontrar as portas do Céu abertas e convosco ser felizes por
toda a eternidade.
Amém.
(Rezar 7 Pai-nossos, 7 ave-marias e 1 Credo ao Sagrado Coração de Jesus,
pelas sete dores de Maria Santíssima)

Os pedidos de Nossa Senhora Rosa Mística são os seguintes:


1. O dia 13 de cada mês deve ser consagrado a uma especial devoção a Nossa
Senhora, que deve ser preparado com a oração dos doze dias anteriores, que
pode ser a “Trezena de Nossa Senhora Rosa Mística“;
2. O dia 13 de Julho de cada ano seja festejado em honra a Nossa Senhora
Rosa Mística;
3. Todo ano, “o dia 13 de Outubro seja santificado com a comunhão reparadora.
Nossa Senhora pede a União Mundial da Santa Comunhão Reparadora”1;
4. O dia 8 de Dezembro de cada ano, no qual a Igreja celebra a solenidade da
Imaculada Conceição da Virgem Maria, seja santificado com a oração do Santo
Rosário, meditado com piedade e devoção, ao meio-dia, naquela que ela
chamou de “Hora da Graça”;
5. Na devoção a Nossa Senhora Rosa Mística, devemos fazer orações,
sacrifícios e penitências, simbolizadas pelas três rosas que a Virgem Maria traz
no peito em suas aparições, na intenção da santificação das almas consagradas,
da conversão dos infiéis e da santificação do fiéis, e do aumento das vocações
religiosas e sacerdotais;
6. Devemos viver a devoção a Nossa Senhora Rosa Mística em reparação das
ofensas contra a Eucaristia, ao santo nome de Jesus e aos privilégios da Virgem
Maria;
7. Maria Rosa Mística nos pede a oração do Terço mariano, especialmente o
Rosário da Santíssima Virgem;
8. A oração das “mil Ave-Marias” foi também um pedido da Virgem Rosa Mística;
9. A Rosa Mística pediu também que rezemos o “Terço das Lágrimas de Sangue”
todos os dias e espalhemos esta devoção, para que o mundo se converta e
tenha Paz;
Se formos fiéis aos seus pedidos, Nossa Senhora Rosa Mística prometeu
estas abundantes graças:
1. “A maior abundância de vocações religiosas e desejo de santidade para os
sacerdotes e almas consagradas, com o regresso do verdadeiro espírito dos
fundadores”2;
2. Numerosas conversões de pecadores a Jesus Cristo e a Igreja Católica;
3. Nossa Senhora prometeu ainda um seguro caminho para o Céu, para a
salvação eterna, com a sua maternal proteção e uma superabundância de
graças;
4. Montichiari e Fontanelle tornar-se-ão lugares de oração, de fé e de penitência,
com curas físicas e espirituais aos que visitarem a fonte;
5. Entre todas estas graças, a Mãe de Deus diz que “o milagre mais espantoso
será o regresso dos filhos à verdadeira e única fé e ao amor para com Deus, com
reconciliação e verdadeira paz no mundo que deve se seguir.

63. ORAÇÃO DE OFERTA AOS SAGRADOS CORAÇÕES


UNIDOS DE JESUS E DE MARIA

PAI CELESTE,

COM CONFIANÇA, EU VOS OFEREÇO

OS CORAÇÕES UNIDOS DE JESUS E MARIA,

AS CHAGAS SANGRENTAS E VITORIOSAS

DE JESUS E AS LÁGRIMAS DE MARIA,

NOSSA MÃE DO CÉU.

SENHOR, SEJA FEITA A VOSSA VONTADE!

AMÉM.

O senhor Jesus fez reconfortantes promessas em relação com a oração de oferta


e a consagração aos corações unidos de Jesus e Maria:

Graças de reconciliação das famílias;


Graças em favor da unidade da igreja;
Graças em beneficio quer da alma, quer do corpo.

A alma vítima vê os corações unidos sob a forma de um campo de luz e de


graça salvítica onde o sopro do mal não pode penetrar (os nossos leitores
podem comparar a alusão desta vidente com o chama de amor dos corações de
Jesus e de Maria, “de que o senhor Jesus fala a Margarida, e que foi mostrada
nas aparições de Kérizinem, França, também como um campo de luz e força.

É neste campo de luz que se encontram as virtudes curativas: aí não há nada


envenenado, nada manchado pelo pecado. É uma atmosfera de paraíso, onde tudo
é são. Por esta razão, nós deveríamos, por intermédio da nossa oração confiante de
oferta, colocamo-nos a nós mesmos, as nossas intenções e preocupações, neste
foco de virtudes curativas.

A graça obtida pelo culto aos sagrados corações unidos rompe as leis da natureza,
assim como as predisposições hereditárias. Esta alma carismática foi testemunha
das virtudes curativas da oração de oferta: males hereditários, por causa dos
pecados das gerações anteriores, desapareceram.

A vidente fala-nos de outra grande graça, fruto da oração oferta: “Soube que se
qualquer pessoa que aos nossos olhos nos parece como um ser mais objeto, nos
prestar, por caridade, um só pequeno serviço que seja, e nós rezarmos por ela o ato
de oferta, essa pessoa poderá salvar-se. Por isso, é conveniente levar essas
pessoas a fazer pequenos atos de caridade, para que a graça ligada à oração possa
atuar nelas.

È aconselhável, também, fazer esta oferta a Deus por todos aqueles com quem nos
encontramos ao longo do dia, ainda que nos cruze uma centena de vezes.

Isso significa, que eles se encontram em grande necessidade por estarem


mergulhados no pecado, ou que Deus deseja fazer deles grandes santos.”

A alma carismática soube, também, que a virtude benfazeja desta oração se


estende igualmente à natureza. Pode, por exemplo, anular os efeitos provenientes
das camadas de águas correntes subterrâneas (principalmente nos lugares onde
elas se cruzam, e que são especialmente prejudicadas para a saúde causando o
câncer).
Além disso, foi-lhe dito que se coloque o nosso corpo e todos os órgãos, as
glândulas, as vísceras, os nervos, as células, os ossos, o sangue, etc., no campo
magnético, sagrado e salutar dos sagrados corações unidos, como num
sanatório celeste.

Foram-lhe explicadas as conexões que existem entre o pecado e os diversos males


ou doenças. A respeito do câncer, Jesus disse-lhe: “A humanidade já não teme nem
a Deus, nem ao pecado, mas teme o câncer. É um flagelo. Os homens só se dão
conta do câncer quando ele está avançado, quando a vida está em perigo. Não
conseguem a cura do câncer, porque não vivem conforme a minha vontade, senão
eu não lhes esconderia os meus segredos. Por orgulho, é o espírito do mal que eles
escutam. Este espírito não lhes fornecerá os segredos, porque teria que revelar
também o segredo do pecado. Este começa desde a mais pequena imperfeição…
Assim o câncer tem origem numa infinitamente pequena célula do organismo e se
desenvolve com ela, assim acontece com o pecado”.

Ao revelar-nos esta oração de oferta dos sagrados corações unidos, Deus oferece-
nos a possibilidade de sermos libertados do câncer do corpo e da alma.
Assim como se pode salvar o maior pecador com pratica perseverante desta oração,
assim também se pode curar, do mesmo modo, o câncer do corpo.

Esta promessa é extraordinária, pois pela oferta diária desta oração de oferta, nós
poderemos extirpar da nossa vida o pecado, acolher e irradiar as bênçãos de Deus
sobre o nosso corpo, nossa família e todos que nos rodeiam, no tempo e no espaço!

Mas se quisermos nos beneficiar plenamente destas graças, deveremos viver


segundo a vontade de Deus.A alma carismática afirma: “há pouquíssimas
conversões, porque nós vivemos muito pouco a consagração e não nos submetemos
totalmente à vontade de Deus. Assim, nós não somos suficientemente receptivos às
bênçãos dos sagrados corações unidos e não podemos ser canal da irradiação
dessas bênçãos…”Vivemos segundo o novo testamento, participando dos
sacramentos, especialmente assistindo à santa missa e comungando, se possível
diariamente, pois é o culto máximo da cristandade, e deixando que
Cristo reine em nossos corações, com a recitação constante desta oferta, Jesus
permitirá que sejamos canal de suas graças.Cristo então, agirá eficazmente
curando-nos, abençoando-nos, como também as nossas famílias e nosso círculo de
conhecidos.
Sagrados Corações de Jesus e Maria, imprima-se Dom Oscar de Oliveira, Ex-
Arcebispo de Mariana Entre Rios de Minas, 07/10/1994, Editora da Divin

A alma carismática dá as seguintes explicações: “Descobri em mim


grandes luzes sobre esta oração. O senhor JESUS explicou-me o
sentido da oração. No que se refere às Suas Chagas indicou-me outra
oração, que tem aprovação eclesiástica. Mas insistiu no fato de que
Maria seja também mencionada nesta oração revelada, tal como Ela se
encontrava ao pé da cruz, com o Seu Coração estritamente unido ao do
Seu Divino Filho agonizante. Na noite de 18 de Outubro, tive uma visão
do Senhor JESUS pregado na Cruz, em tamanho natural, erguendo-se
a Cruz no meio de um campo recentemente trabalhado.

Ao mesmo tempo, obtive um conhecimento de Deus como nunca


havia tido na minha vida.

Ajoelhei-me, escondendo o rosto entre as mãos. A minha alma


ficou profundamente comovida; eu só sentia que eu era ―nada‖!

Tinha perdido o uso dos sentidos e da fala. Ao voltar a mim, não


fazia senão repetir: ―Meu senhor e meu Deus, tende piedade de
mim, pecadora!‖ No início senti-me como que aterrada pelo
conhecimento do que o homem é em relação a Deus.

No dia seguinte, o Senhor disse-me, numa locução interior: ―Esta


noite, recebestes o último dos Sete Dons do ESPÍRITO SANTO, o
santo temor de DEUS.‖ O Senhor fez-me compreender a graça que
concedia ao Mundo pela revelação desta oração e acrescentou:
―Deves dá-la a conhecer ao Mundo. Ela deverá dar a volta ao
Mundo e renovará a face da Terra. Ela será, com as graças dela
provenientes, uma revolução do ESPIRITO SANTO‖.

O senhor pediu-me para rezar o PAI Nosso, fazendo-me


compreender que, graças a esta oração jaculatória, a concessão
dos pedidos do PAI Nosso será acelerada.

Ato de consagração aos Corações Unidos de Jesus e Maria

Oração revelada por Jesus a Catarina, alma privilegiada contemporânea

Corações unidos de Jesus e Maria

Nós nos consagramos a vós

Queremos viver em união de amor com vós

Para lutar ao seu lado e sob sua proteção divina

Todos os tipos de maldade

Com você e para você

Queremos trabalhar para a salvação do mundo

E o triunfo da Santa Igreja

O corpo místico do Cristo ressuscitado

Aceita o nosso desejo de subir e depositar com humildade

Em seus corações adoráveis nossas fraquezas e nossos erros, de modo que, pela santa
graça de nosso Criador, tudo se torne virtudes para melhor atende- lo amar e tornar-se dia
a dia mais digno do amor que você nos dá.

Corações Unidos de Jesus e Maria orem por nós.

Corações Unidos de Jesus e Maria orem por nós.

Corações Unidos de Jesus e Maria orem por nós.

Amém

Tudo o que será solicitado em nome de nossos dois corações unidos e contribuirá
para a sua santidade será concedida.

Amém

Obrigado Jesus.
64. Orações ensinadas por Nossa Senhora
Pedido de Oração da Santíssima Virgem Maria com o título de (Nossa Senhora
de todos os Povos) em Amsterdã na Holanda em 1945 a vidente Ida
Peerdeman.

Para rezar a seguinte oração:

―Senhor Jesus Cristo, Filho do Pai, envia agora o teu Espírito sobre a
Terra. Faze habitar o Espírito Santo nos corações de todos os povos, a fim
de que sejam preservados da corrupção, da calamidade e da guerra. Que a
Senhora de todos os povos, que uma vez era MARIA, seja a nossa
advogada. Amém‖;
Que seja definido o dogma mariano de CO-REDENTORA, MEDIANEIRA e
ADVOGADA.

Oração pedida pela Mãe de DEUS à Irmã Agnes Sasagawa Katsuko. Servas da
Eucaristia.

dia 6 de julho de 1973

―Minha filha, minha noviça, você tem me obedecido bem, abandonando


tudo para me seguir.

A oração:

―Sacratíssimo Coração de Jesus, verdadeiramente presente na Sagrada


Eucaristia, eu consagro meu corpo e minha alma para ser inteiramente um
com Vosso Coração, sendo sacrificado a cada instante em todos os altares
do mundo e dando louvor ao Pai implorando pela vinda do Seu Reino.
Por favor receba este humilde oferecimento de mim mesma. Use-me como
Vós desejais para a glória do Pai e a salvação das almas.
Santíssima Mãe de Deus, nunca me deixe ficar separada de Vosso Divino
Filho. Por favor defendei-me e protegei-me como Vossa Especial Filha.
Amém.‖

...Recitem a oração das Servas da Eucaristia com consciência do seu


significado; coloquem-na em prática; ofereçam em reparação (o que quer que
Deus envie) pelos pecados. Deixe cada uma esforçar-se, de acordo com sua
capacidade e posição, para oferecer a si mesma ao Senhor.
Mesmo em uma instituição secular a oração é necessária. Almas que desejam
orar já estão a caminho de serem reunidas. Sem prender-se demasiadamente à
forma, sejam fiéis e fervorosas na oração para consolar o Mestre.

A ORAÇÃO:

Enquanto Maria estava rodeada duma luz brilhante, de repente, o globo


desapareceu e suas mãos se estendem suavemente, derramando sobre o globo
brilhantes raios de luz. Formou-se assim um quadro oval, rodeado pelas
palavras em letras de ouro:

"Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós".
Virou-se então o quadro, aparecendo, no reverso, um " M" encimado por uma
cruz e, embaixo, os corações de Jesus e de Maria. E a Santíssima Virgem lhe
pede:
A PROMESSA:

’'Manda cunhar uma Medalha por este modelo; as pessoas que a


trouxerem indulgenciada, receberão grandes graças, mormente se a
trouxerem ao pescoço; hão de ser abundantes as graças para as pessoas que
a trouxerem com confiança. “

E assim foi cunhada, em Paris, esta medalha, que logo s espalhou pelo mundo
inteiro, derramando graças tão numerosas e extraordinárias que o povo,
espontaneamente, passou a chamá-la: " A Medalha Milagrosa".

ORAÇÃO Ditada pela Santíssima Virgem à Beata Ana Maria Taigi

Prostrada aos vossos pés, grande Rainha do céu, eu Vos venero com o mais profundo
respeito e confesso que sois Filha de Deus Pai, Mãe do Verbo Divino, Esposa do Espírito
Santo.Sois a tesoureira e a distribuidora das divinas misericórdias. Por isso Vos chamamos
de Mãe da Divina Piedade.Eu me encontro em aflição e angústia. Dignai-vos mostrar-me que
me amais de verdade. Peço-vos igualmente que rogueis com fervor à Santíssima Trindade
para que nos conceda a graça de vencer sempre o demônio, o mundo e as más paixões;
graça eficaz que santifique os justos, converta os pecadores, destrua as heresias, ilumine os
infiéis e conduza os judeus à verdadeira fé.Obtende-nos que o mundo inteiro forme um só
povo e uma só Igreja. Amém!

Enquanto Santa Gertrudes desejava ardentemente saudar a Virgem Maria ela viu
Nossa Senhora que lhe disse: Nenhuma saudação pode superar esta e nem pode ser
mais doce aos meus ouvidos como a que Deus o Supremo Pai me saudou desta
forma:

Salve Maria! Em união com aquela reverencia com qual Deus Pai vos saudou, e por sua
Onipotência vos preservou de toda mancha e pecado. Ave Maria! Em união com aquele
amor com qual Deus Filho vos iluminou com sua sabedoria e vos fez estrela de doce luz que
iluminou o Céu e a Terra. Ave Maria! Em união com aquela doce unção do Espírito Santo
que vos fez tão cheia de graça que todos que por vós buscarem a graça a encontrarão.
Lembrai-vos agora da obra que toda Santíssima Trindade operou em vós quando tomando a
carne humana da vossa substância a uniu tanto a Divina Natureza que Deus se fez Homem
e o Homem foi elevado, e vossa alma foi tão plena de toda doçura e alegria que coração
humano nenhum pode conceber. E desde então que toda criatura em grande admiração
reconheça e confessa que sois a bendita entre todas as mulheres e incomparavelmente
exaltada acima de toda criatura e bendito o fruto de vosso ventre Jesus que renova, santifica
e abençoa todas as coisas para sempre. Amém.

Foi revelado a Santa Gertrudes que quem recomendar-se a Deus por esta
oração, Deus não esquecerá dele, e ainda que permita alguma queda, a
graça de Deus o sustentará e o ajudará a voltar pela penitência mais
facilmente.

Ó Jesus cheio de compaixão eu entrego meu espírito e minha alma a vós em


união com aquele amor com o qual vos entregaste o vosso Espírito ao Pai na
Cruz e os coloco na sacratíssima chaga do vosso terno Coração para que sejam
protegidos de todas as armadilhas do inimigo. Sapientíssimo Jesus sabeis e eu
sei por minha própria triste experiência, que quão frágil e fraco sou que não
poderia por mim mesmo perseverar no bem ou resistir a tentação nem por uma
hora. Eu rogo pela reverencia, pela união da vossa humanidade com a Trindade
que vos digneis unir minha vontade á vossa Divina vontade; fortalece-la, protegê-
la e não consentir que ela se rebele contra vós. Em união com vossos inocentes
lábios encomendo todos os membros do meu corpo com todos seus movimentos
que neste dia ame a vossa glória somente. Amém.

65. Santos escapulários e suas promessas


O ESCAPULARIO MARROM DO CARMO
No dia 16 de julho, há 750 anos, o mais extraordinário penhor de salvação
jamais dado ao homem - o Escapulário do Carmo - era entregue a São Simão
Stock.
Certo dia, que já vai longe, andando pelas ruas de Roma, encontraram-se três
insignes homens de Deus. andando pelas ruas de Roma, encontraram-se três
insignes homens de Deus.

Um era Frei Domingos de Gusmão, que recrutava membros para a Ordem que
fundara, a dos Pregadores, mais tarde conhecida como dos "dominicanos". Outro
era o Irmão Francisco de Assis, o Poverello, que havia pouco reunira alguns
homens para servir ao que chamava a Dama Pobreza. O terceiro, Frei Ângelo,
tinha vindo de longe, do Monte Carmelo, na Palestina, chamado a Roma como
grande pregador que era.

Os três, iluminados pelo Divino Espírito Santo, reconheceram-se


mutuamente, e no decurso da conversa fizeram muitas profecias.
Santo Ângelo, por exemplo, predisse os estigmas que seriam concedidos
por Deus a São Francisco.

E São Domingos profetizou: "Um dia, Irmão Ângelo, a Santíssima Virgem


dará à tua Ordem do Carmo uma devoção que será conhecida pelo nome de
Escapulário Castanho, e dará à minha Ordem dos Pregadores uma devoção
que se chamará Rosário. E um dia Ela salvará o mundo por meio do Rosário
e do Escapulário".
No lugar desse encontro construiu-se uma capela, que existe até hoje em
Roma.
A Grande Promessa: não irás para o fogo do inferno

Se a bula Papal aplacara momentaneamente o furor dos inimigos do


Carmelo, não o fizera cessar de todo.
Depois de um período de calmaria, as perseguições recomeçaram com
mais intensidade. Carente de auxílio humano, São Simão recorria à Virgem
Santíssima com toda a amargura de seu coração, pedindo-Lhe que fosse
propícia à sua Ordem, tão provada, e que desse um sinal de sua aliança com
ela.

Na manhã do dia 16 de julho de 1251, suplicava com maior empenho à Mãe


do Carmelo sua proteção, recitando a bela oração por ele composta, Flor
Carmelis.
Segundo ele próprio relatou ao Pe. Pedro Swayngton, seu secretário e
confessor, de repente "a Virgem me apareceu em grande cortejo, e, tendo na
mão o hábito da Ordem, disse-me:
'Recebe, diletíssimo filho, este Escapulário de tua Ordem como sinal
distintivo e a marca do privilégio que eu obtive para ti e para todos os
filhos do Carmelo; é um sinal de salvação, uma salvaguarda nos perigos,
aliança de paz e de uma proteção sempiterna.
Quem morrer revestido com ele será preservado do fogo eterno'".

Essa graça especialíssima foi imediatamente difundida nos lugares onde


os carmelitas estavam estabelecidos, e autenticada por muitos milagres que,
ocorrendo por toda parte, fizeram calar os adversários dos Irmãos da
Santíssima Virgem do Monte Carmelo.
São Simão atingiu extrema velhice e altíssima santidade, operando
inúmeros milagres, tendo também obtido o dom das línguas; entregou sua alma
a Deus em 16 de maio de 1265.

Privilégio Sabatino: livre do Purgatório no primeiro sábado após a


morte

Além dessa graça específica da salvação eterna, ligada ao Escapulário,


Nossa Senhora concedeu outra, que ficou conhecida como privilégio sabatino.
No século seguinte, apareceu Ela ao Papa João XXII, a 3 de março de
1322, comunicando àqueles que usarem seu Escapulário:

"Eu, sua Mãe, baixarei graciosamente ao purgatório no sábado


seguinte à sua morte, e os levarei daquelas penas e os levarei ao monte
santo da vida eterna" .

O ESCAPULARIO VERDE DO IMACULADO CORAÇÃO DE


MARIA
O Escapulário Verde foi revelado por Nossa Senhora através de uma série de aparições à
irmã Justine Bisqueyburn, religiosa das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, no
ano de 1840 em Paris, França.

Na festa da Natividade de Nossa Senhora, no dia 8 de setembro de 1840, a Mãe de Deus


apareceu segurando em Sua mão direita o Seu Coração Imaculado, rodeado de chamas e
segurando na outra mão um Escapulário: um pedaço de pano verde, de forma retangular,
pendurado em um cordel verde. De um lado está uma imagem de Nossa Senhora vestida
com um longo vestido branco que chega até Seus pés descalços, usando um manto azul e
sem véu: os cabelos caíam sobre seus ombros, e em suas mãos Ela segurava o Seu
Coração Inflamado do qual jorrava sangue abundante.

Do outro lado do Escapulário foi retratado Seu Imaculado Coração, todo em chamas e
transparente como cristal, e traspassado com uma espada, cercado por uma inscrição em
forma oval e encimado por ima cruz de ouro. A inscrição dizia:

"Coração Imaculado de Maria, rogai por nós, agora e na hora de nossa morte"

Ao mesmo tempo, uma voz interior revelou à Irmã Justine que Deus quis estabelecer entre
os homens o mais terno e confiante amor e apreciação pela Sua Amada Mãe, por meio da
devoção a Ela através do título de Seu Coração Imaculado. Quando invocada sob este
título e, através desta imagem, Nossa Senhora obteria grandes favores de Seu Divino
Filho, especialmente quanto à saúde física, a paz de espírito e a conversão espiritual.

Maria Santíssima queria cópias do Escapulário feitas o mais rapidamente possível e


distribuídos com grande confiança.

Depois de muitos atrasos e uma investigação minuciosa e cuidadosa, o Bispo local


aprovou as aparições e estava pronto para permitir a propagação deste novo sacramental.
Porém, havia várias questões sobre esta devoção que precisavam ser respondidas. Para
resolver estas dificuldades, foi decidido que a Irmã Justine iria pedir a Nossa Senhora qual
era a Sagrada Vontade de Deus sobre estes assuntos. Maria Santíssima respondeu durante
uma aparição em 8 de setembro de 1846, exatamente seis anos após seu pedido inicial
para a confecção do Escapulário Verde.

Nossa Senhora respondeu a todas as questões, como relatou a irmã Justine:

"...Este Escapulário não é como os outros (que não é a roupa do hábito de uma confraria),
mas apenas duas imagens sagradas em um único pedaço de material. Portanto, nenhuma
fórmula especial é necessário para abençoá-lo ou inscrever-se em confrarias. Basta que ele
seja abençoado e usado por aquele a quem desejamos beneficiar por intercessão de Nossa
Senhora. Se, por outro lado, a pessoa é incapaz ou mesmo não disposto a usá-lo ou
carregá-lo, pode até ser colocado, sem o conhecimento da pessoa, em suas roupas, quarto,
ou posses... Há apenas uma oração que precisa ser dita, pelo menos uma vez por
dia: "Imaculado Coração de Maria, rogai por nós agora e na hora de nossa morte". Se
a pessoa que é o beneficiária do uso do Escapulário não dizê-la, então alguém pode dizer
que em seu lugar. O Escapulário Verde pode ser usado em qualquer lugar, por qualquer
um. As maiores graças são anexadas ao seu uso, mas essas graças são mais ou menos
grandes em proporção ao grau de oração, amor e confiança da pessoa."

A eficácia especial deste escapulário manifesta-se, sobretudo, em obter a conversão


(que, por vezes, se julga impossível) dos pecadores considerados impenitentes ou já
perdidos, principalmente quando, por ignorância ou desespero, recusam os
Sacramentos.

O Papa Pio IX abençoou e aprovou este Escapulário por duas vezes: em 1863 e 1870.

O ESCPULARIO AZUL DA IMACULADA CONCEIÇÃO

O Escapulário Azul tem sua origem com a aparição de Nossa Senhora Imaculada
Conceição acontecida em 2 de fevereiro de 1617 a Venerável Irmã Ursula
Benincasa, fundadora das irmãs Teatinas na cidade de Nápoles Itália. O
Escapulário Azul é dado por Nossa Senhora a Irmã Ursula com o pedido de
difundi-lo entre todos os fiéis que crêem em sua proteção maternal.

A Imaculada promete a todos que usarem com devoção:

1- Estarão todos cobertos pelo seu manto Sagrado;

2- Terão sua defesa contra todas as armadilhas do inimigo que nos


conduzem ao pecado;

3- Indulgências plenárias e parciais, tanto na vida quanto na morte;


4- Cura nas enfermidades;

5- Fortaleza de fé diante das dificuldades;

6- Uma boa morte assistido pelos sacramentos da unção e reconciliação;

7- Sabedoria e a luz de Deus nos momentos difíceis;

8- A defesa de Nossa Senhora no dia do julgamento final;

9- Um escudo de graças contra todos os perigos;

10- Sua eterna interseção junto a Jesus e muitas outras graças.

Esta Aparição vem preparar o mundo inteiro para a promulgação do dogma da


Imaculada Conceição de Maria pela igreja em 8 de Dezembro de 1854.

Alguns Santos que usaram e divulgaram o Escapulário Azul

Santo Afonso Maria de Ligório (l750), GRANDE PROMOTOR DA DEVOÇÃO


Mariana, usava e ensinava aos devotos de Nossa Senhora a terem sempre a
proteção e a Graça de Maria.

São Domingos Sávio (l842-l857) usava constantemente o Escapulário Azul,


fundando em 08/06/1856 uma irmandade da Imaculada Conceição difundindo
assim esta devoção ao Escapulário Azul. Em 12 de Setembro de 1856, vai a
Turim-Itália, para assistir sua mãe que está em perigo de morte devido A UM
PARTO COMPLICADO, LEVA CONSIGO O Escapulário Azul da Imaculada
Conceição e apenas o impõe em sua mãe, Dona Brígida, que dá a luz
tranqüilamente a sua irmãzinha Catarina.

São Pio X Papa(l903-l9l4) o usava com muita devoção sobre o peito, sinal
constante de seu amor a Maria.

Venerável Madre Ursula Benincasa - sempre recebera muitas cartas das damas
da nobreza Européia e de muitas pessoas devotas de N. Sra. Que usavam o
Escapulário Azul, contando que haviam alcançado muitas graças e riquíssimas
curas alcançadas através deste Escapulário.

O Escapulário Azul é um símbolo de devoção a Imaculada Conceição de Maria


que traz a cor de seu Manto Sagrado. Na parte da frente - traz a imagem de N.
Sra. Da Imaculada Conceição que roga sempre por nós e todos os momentos de
nossas vidas, livrando-nos do pecado e das tramas do inimigo.

Na parte de trás traz a aparição de N. Sra. A Venerável Ursula Benincasa,


fundadora das Irmãs Teatinas da Imaculada Conceição, a quem a Virgem
Imaculada deu a incumbência de espalhar esta devoção.

Deve ser sempre usado com amor a Maria para obter dele as graças anexadas e
prometidas a esta santa devoção.

Ainda sobre o Escapulário Azul da Imaculada Conceição, as Magníficas


IndulgênciasIsso exposto, passamos agora à longa enumeração das
indulgências e privilégios do Escapulário Azul da Imaculada Conceição da Bem-
Aventurada Virgem Maria, começando pelo extraordinário privilégio da
indulgência plenária quotidiana sem confissão nem comunhão.

I. Indulgências plenárias que se podem lucrar sem confissão nem comunhão:

– Ao fiel que usa o Escapulário Azul devidamente imposto, concede-se lucrar as


mesmas indulgências plenárias que são concedidas àqueles que visitam as sete
basílicas de Roma, a igreja da Porciúncula de Assis, a igreja de Santiago de
Compostela e a Terra Santa, quotidianamente, a cada vez que rezarem 6 (seis)
Pai-nossos, 6 (seis) Ave-Marias e 6 (seis) Glórias-ao-Pai, em honra da
Santíssima Trindade e da Bem-Aventurada Virgem Maria concebida sem pecado,
orando ao mesmo tempo pela exaltação da Santa Igreja Romana e pela
extirpação das heresias. Para lucrarem-se estas indulgências não é necessário
dizer outras orações, nem confessar-se e nem comungar, bastando estar em
estado de graça (e este, em caso de pecado grave, pode ser recuperado por um
ato de contrição unido ao propósito de confessar-se depois). Todas estas são
aplicáveis aos defuntos. Este extraordinário privilégio foi reconhecido e
confirmado pela Santa Sé em decreto de 31 de março de 1856, confirmado pelo
papa Pio IX em 14 de abril do mesmo ano.

II. Indulgências plenárias nas condições de costume:

Ao fiel que usa o Escapulário Azul devidamente imposto, concede-se lucrar uma
indulgência plenária a cada um dos dias abaixo, desde que nesse dia comungue,
reze qualquer oração pelas intenções do Papa, tenha arrependimento e propósito
de emenda até de seus pecados veniais, e tenha se confessado no dia ou
semana anterior, sem ter de rezar outras preces. Remontam ao Decreto do papa
Gregório XVI, de 12 de julho de 1846. São os seguintes dias:

– No dia da imposição do escapulário;

– Na hora da morte;

– Todo primeiro domingo do mês;

– Todo sábado da Quaresma;

– Na domingo e na sexta-feira da semana que antecede a Semana Santa;

– Na Quarta, Quinta e Sexta-Feira da Semana Santa;

– Em um dos dias das Quarenta Horas;

– No primeiro domingo de Julho;

– No primeiro e último domingo da novena de Natal;

– Nas festas do Natal, Páscoa, Ascensão, Pentecostes, Invenção e Exaltação da


Santa Cruz;

– Nas festas da Imaculada Conceição, da Purificação, da Anunciação, da


Assunção e da Natividade de Nossa Senhora;

– No dia 2 de agosto, festa da Porciúncula;


– Nas festas de São Miguel, Anjos da Guarda, São José, São João Batista, São
Pedro e São Paulo, Santo Agostinho, Santa Teresa de Ávila e Todos os Santos.

– Uma vez durante qualquer retiro de ao menos 3 dias;

– Uma vez num dia qualquer do ano, à escolha da pessoa;

– Nas festas principais dos teatinos, a saber: 24 de março, 12 de abril, 17 de


julho, 7 de agosto, 10 de novembro e 13 de dezembro.

– No dia da primeira missa, se o que usa o escapulário é sacerdote;

– Duas vezes no mês, em dia à escolha da pessoa;

– Pode-se, além disto, ganhar as mesmas indulgências das Estações de Roma,


nos dias designados pelo missal, visitando-se nesses dias uma igreja dos
Teatinos ou, se não for possível, a própria paróquia. Os dias assim designados
pelo missal são: Os domingos do Advento; os dias 26, 27 e 28 de dezembro; as
festas da Circuncisão do Senhor e da Epifania; os domingos da Septuagésima,
Sexagésima e Quinqüagésima; a quarta-feira de Cinzas e todos os dias que lhe
seguem, até ao domingo de Pascoela inclusive; a festa de São Marcos (25 de
abril) e os três dias das rogações; a festa da Ascensão; a vigília de Pentecostes
e todos os dias da semana que lhe segue; os três dias das 4 Têmporas).

III. Indulgências parciais:

Ao fiel que usa o Escapulário Azul devidamente imposto, concede-se lucrar


(bastando estar em estado de graça e ter a intenção geral de ganhar todas as
indulgências que puder):

– 60 anos de indulgência pela prática da meditação diária por ao menos meia


hora, a cada vez.

– 20 anos a cada dia das oitavas das festas de Nosso Senhor e outras festas de
diversas Ordens Religiosas;

– 20 anos ao visitar os enfermos, ou, havendo impedimento para tanto, ao rezar


5 Pai-nossos e 5 Ave-Marias pelos enfermos;

– 7 anos e 7 quarentenas em todas as festas de Nossa Senhora não


mencionadas acima;

– 7 anos e 7 quarentenas cada vez que se confessarem e comungarem;

– 5 anos e 5 quarentenas cada vez que visitarem uma igreja dos teatinos ou a
própria igreja, rezando aí 5 Pai-nossos, 5 Ave-Marias e 5 Glórias-ao-Pai em
honra da Santíssima Trindade e da Bem-Aventurada Virgem Maria concebida
sem pecado, orando ao mesmo tempo pela exaltação da Santa Igreja Romana e
pela extirpação das heresias;

– 300 dias em cada dia da oitava de Pentecostes;

– 200 dias a cada vez que ouvir uma pregação;


– 60 dias a cada vez que se fizer qualquer ato de piedade;

– 50 dias a cada vez que se invocar devotamente os Nomes de Jesus e Maria;

– 50 dias a cada vez que rezar um Pai-nosso e Ave-Maria pelos fiéis vivos e
defuntos.

(Essas quantidades de tempo mencionadas significam que o fiel recebe, do


Tesouro Espiritual da Igreja, uma remissão das penas temporais de seus
pecados já perdoados equivalente àquela que receberia um penitente dos
primeiros séculos da Igreja por tantos dias ou anos de penitência pública e
canônica.)

IV. Altar Privilegiado:

– Todas as missas que se dizem em qualquer altar, por um defunto que em vida
trazia o Escapulário Azul, desfrutam dos benefícios de Altar Privilegiado (altar em
que cada Santa Missa lucra indulgência plenária em favor da alma pela qual se
oferece a Santa Missa).

O ESCAPULARIO VERMELHO DA PAIXÃO


ORIGEM DO ESCAPULÁRIO DA PAIXÃO
No dia 26 de julho de 1846, na oitava da festa de São Vicente, à tarde, Nosso
Senhor apareceu à Irmã Apolline Andriveau, Filha da Caridade, em Troyes, na
França. Ela contou que viu Nosso Senhor revestido de túnica vermelha e de
manto azul. Seu rosto não estava desfeito pelas dores do pretório, mas era a
beleza por essência. Segurava na mão direita um escapulário suspenso por duas
fitas de lã, no qual Ele estava representado pregado na cruz, e ao pé da cruz
estavam os instrumentos da paixão que mais o fizeram sofrer. Ao redor do
crucifixo estava escrito: Santa Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, salvai-nos.
Na outra extremidade das fitas, em pano escarlate, estava a imagem dos
Corações de Jesus e de Maria; um cercado de espinhos e, o outro, ferido pela
lança, entre os dois corações se elevava uma cruz.
Passados alguns dias, Irmã Apolline viu de novo a mesma imagem. Enfim, Nosso
Senhor explicou como o escapulário deveria ser usado.
Poucos meses antes de lhe ser revelado o escapulário da Paixão, Irmã Apolline
teve outra visão. Fazia a Via-Sacra, quando na 13ª estação, Nossa Senhora lhe
depôs nos braços o corpo inanimado do Mestre e lhe disse: “O mundo se perde
porque não pensa na Paixão de Jesus Cristo; faça tudo para que o mundo
pense, faça tudo para que ele se salve.”
As aparições se repetiam e, em todas elas, Nosso Senhor acentuava a sua
infinita misericórdia para com os homens e o desejo de sua salvação.

II- COMO SE DEVE USAR ESTE ESCAPULÁRIO


Nosso Senhor disse à Irmã Apolline que só os Padres da Missão deveriam dar
este escapulário, e aqueles que o trouxessem, bento por eles, receberiam, em
todas as sextas-feiras, a remissão total das próprias faltas e um aumento de fé,
esperança e caridade. Nosso Senhor pediu também que se falasse muito de
seus sofrimentos e de sua morte.
III – APROVAÇÃO ECLESIÁSTICA
Em 1847, Pe. Etienne, então Superior Geral, foi a Roma e tendo sido recebido
em audiência pelo Santo Padre Pio IX aproveitou para comunicar-lhe as
aparições. Pio IX não colocou nenhum obstáculo à aprovação do escapulário.
O poder de benzer o escapulário da Paixão tinha sido concedido exclusivamente
aos Padres da Missão e por isso a difusão era lenta, visto que não lhes era
possível percorrer todas as paróquias.
Muitos pedidos foram, então dirigidos ao Pe. Etienne para que alcançasse da
Santa Sé a faculdade de delegar esse privilégio aos sacerdotes seculares e
regulares que o pedisse.
O Santo Padre não só concedeu a licença, mas, ao mesmo tempo acrescentou
às indulgências concedidas antes, uma indulgência plenária, todas as sextas-
feiras do ano, às pessoas que usassem o escapulário constantemente.