Você está na página 1de 20

Distribuição gratuita

Editora Revista dos Tribunais – Ano X – n.o 58 – Maio/Agosto 2009

• Estratégias para aprovação no Exame da OAB. Pág. 3


• Confira a lista dos 10 livros mais vendidos. Pág. 6
• Vitrine: RT lidera indicações ao Prêmio Jabuti 2009. Pág. 19
Perfil Endereços
José Miguel Garcia Medina www.rt.com.br
Atendimento ao Consumidor: 0800 702 2433
Matriz: São Paulo • SP • Rua do Bosque, 820 • CEP 01136-000
Professor de Direito Processual Civil em Tel.: (11) 3613-8400 • Fax: (11) 3613-8450
Filiais: Rio de Janeiro • RJ • Rua da Assembléia, 83
vários cursos de pós-graduação (mes­trado Tel.: (21) 2533-7037/7038 • Fax: (21) 2533-4660
na Unipar e na Unaerp, pós-graduação lato Curitiba • PR • Rua Voluntários da Pátria, 547 • térreo • Telefax.: (41) 3323-2711
sensu na PUC-SP, entre outros) e no curso Porto Alegre • RS • Rua São Nicolau, 955 • Telefax.: (51) 3362-3877
de graduação da UEM-PR, o advogado Belo Horizonte • MG • Rua Paracatu, 304 • loja 2
Tel.: (31) 3293-8535 • Fax: (31) 3293-8423
paranaense José Miguel Garcia Medina é
Brasília • DF • SHC/Sul CL, 402 • Bloco A • loja 21 • Telefax: (61) 3225-8185
mestre e doutor em Direito pela PUC-SP e Recife • PE • Rua Barão de São Borja, 62 • lojas 1, 2 e 3
Conselheiro Estadual da OAB-PR. XXXV, no artigo 5.o da Constituição. Tel.: (81) 3231-0693 • Fax: ( 81) 3231-0688
Essa intensa vivência acadêmica e prática é Aliás, outras restrições à concessão Goiânia • GO • Avenida Goiás, 60 • loja 3 • Setor Central
traduzida em seus livros. Escreveu, sempre de liminares previstas na Lei 12.016 Tel.: (62) 3213-6727 • Fax: (62) 3524-8039
Escritório de Vendas:
pela Editora RT, Prequestionamento e não parecem nada razoá­veis e Ribeirão Preto • SP • Fone/fax.: (16) 3618-3405 / 9134-3405
re­per­­­­cussão geral (5.a edição recém publi­ca­ representam, a meu ver, um amesqui­nhamento do
www.livrariart.com.br
da), O dogma da coisa julgada – Hipóteses de direito fundamental consagrado na Constituição, o São Paulo • SP • Rua Conde do Pinhal, 80 • Telefax: (11) 3107-2433
relativização (com Teresa Arruda Alvim Wambier), qual assegura a via do mandado de segurança como São Paulo • SP • EPD • Avenida Liberdade, 956 • Tel.: (11) 3208-1155
Breves comentários à nova sistemática processual proteção contra os excessos do Poder Público. Itu • SP • Avenida Tiradentes, 1.817 • FADITU • Tel.: (11) 4024-2388
civil (com Luiz Rodrigues Wambier e Teresa Arruda Rio de Janeiro • RJ • Rua da Assembléia, 83
Alvim Wambier) e, recentemente, publicou a co­le­ Além desse, quais seriam os principais proble­ Tel.: (21) 2533-7037/7038 • Fax: (21) 2533-4660
Curitiba • PR • Rua Voluntários da Pátria, 547 • térreo • Telefax.: (41) 3323-2711
ção Processo civil moderno, em quatro volumes, mas da legislação atual?
Belo Horizonte • MG • Rua Paracatu, 304 • loja 2
alguns deles em coautoria. Por exemplo, uma previsão grave da nova Lei es­tá Tel.: (31) 3293-8535 • Fax: (31) 3293-8423
Tanto dinamismo reflete o modo como se rela­ciona na regra que impõe àquele que impetrou mandado Livrarias das Caixas de
com outros operadores do Direito. O autor mantém de segurança individual que desista da ação, para Assistência dos Advogados operadas pela RT
um site acadêmico (www.professormedina.com.br) e poder se beneficiar da sentença de procedência Livraria da CAADF by RT
utiliza o Twitter como meio de comunicação com proferida em mandado de segurança coletivo. Neste Brasília • DF • SHLN • Conjunto B • 3.ª parte
sala 2 • térreo • Tel.: (61) 3447-5124 • Fax: (61) 3447-8744
alunos e professores. “O Direito Processual pre­ caso, pensamos que a regra hoje existente no artigo
Brasília • DF • SHC/Sul CL, 402 • Bloco A • loja 21 • Telefax: (61) 3225-8185
ci­sa ser simples, e o estu­dioso do processo deve 104 da Lei 8.078/1990 é mais favorável ao titular do Livraria CASAG by RT
preocupar-se com a repercussão social das soluções direito individual. Parece, então, que, para o titular Goiânia • GO • Avenida Goiás, 60 • loja 3 • Setor Central
que propõe, para que sejam sempre condizentes do direito individual, é melhor que o legitimado Tel.: (62) 3524-8040 • Fax: (62) 3524-8039
com as garantias mínimas decorrentes do princípio coletivo (associação, por exemplo) ajuíze ação civil Goiânia • GO • Rua 101, n.º 199 • sala 1 • Setor Sul
Tel.: (62) 3231-7109 • Fax: (62) 3213-4529
do devido processo legal”, diz. pública, em vez de mandado de segurança coletivo. Rio Verde • GO • Rua Edmundo de Carvalho, 905 • sala 1 • Centro
Nesta entrevista ao RT Informa, Medina fala de Telefax: (64) 3613-1999
seu mais recente livro, Mandado de segurança Diante disso, quais as possíveis consequências Anápolis • GO • Avenida Senador José Lourenço Dias, 1.362
para a sociedade? sala 3 • Setor Centro • Telefax: (62) 3327-1077
individual e coletivo – Comentários à Lei 12.016,
de 7 de agosto de 2009, que escreveu em co­ Minha preocupação é que haja um fortalecimento Livraria da CAASC by RT
Florianópolis • SC • Av. Beira Mar Norte, 4.860 • Sede OAB • Agronômica
autoria com Fábio Caldas de Araújo. da tendência a se proteger excessivamente o Tel.: (48) 3239-3555/3239-3528 • Fax: (48) 3239-3598 • c/ estacionamento
Poder Público, em detrimento da concretização Florianópolis • SC • Rua Prefeito Osmar Cunha, 91 • Centro
Que pontos da Lei 12.016/2009, em sua opi­ de direitos fundamentais. O mandado de segu­ Tel.: (48) 3222-4241/3333-5656
nião, são os mais significativos? rança é previsto na Constituição como um verda­ Blumenau • SC • Rua XV de Novembro, 1.502 • Centro • Tel.: (47) 3322-2905
deiro instrumento para a contenção da ativi­ Itajaí • SC • Rua Uruguai, 222 • Centro • sala da OAB no Fórum de Itajaí
A nova Lei consolida alguns entendimentos juris­ Tel.: (47) 3344-1700
prudenciais e agrega regras as quais antes existiam dade estatal ilegal. Restringir exageradamente Criciúma • SC • Av. Getúlio Vargas, 465 • sala 1 • Centro • Tel.: (48) 3439-3226
em outras leis especiais que vedavam a concessão o uso do mandado de segurança representa um Chapecó • SC • Rua Marechal José Bormann, 613 E • sala 01
de liminares contra o Poder Público. Alguns ci­ encorajamento à prática de atos arbitrários e Centro • Sede OAB • Tel.: (49) 3324-6364/3323-8092
tam, como novidade, a referência à im­pe­tração do abusivos pelo Poder Público. Joinville • SC • Rua Amazonas, 46 • Saguaçu • Sede OAB
Tel.: (47) 3422-1048/6987
mandado de segurança por meio eletrônico. Mas, Esses defeitos da nova Lei devem ser destacados pela
Livraria da CAAPR by RT
após as al­terações da Lei 11.419/2006, a tendência é doutrina, e a jurisprudência deve afastar qualquer
Curitiba • PR • Avenida Cândido de Abreu, 304 • Casa do Advogado
que gra­dativamente todos os atos pro­ces­suais sejam interpretação da Lei 12.016 que con­tra­rie os pre­ Bairro Centro Cívico • Tel.: (41) 3254-6385
realizados por meio eletrônico. Tudo dependerá da ceitos democráticos expressos na Constituição. Curitiba • PR • Rua Brasilino Moura, 253 • Sede da OAB/PR • Bairro Ahú
modernização da estrutura do Poder Judiciário. Tel.: (41) 3250-5835
Curitiba • PR • Rua Visconde do Rio Branco, 1358 • Livraria da CAA/PR na Casa
A maior novidade da Lei 12.016/2009, a meu ver, está O senhor tem um site acadêmico e é usuário do Advogado - Centro • Bairro Centro • Tel.: (41) 3250-5830/5831
na previsão expressa de um regramento procedimental de mídias sociais, como o twitter. De que ma­ Cascavel • PR • Rua Afonso Pena, 1850, Sala 3 • Centro Comercial Piazza
para o mandado de segurança coletivo. neira elas podem contribuir para o tra­balho Tel.: (45) 3225-0519
dos operadores do Direito? Apucarana • PR • Rua Rene Camargo de Azambuja, 440 • Sobreloja
Tel.: (43) 3422-4524 Fax: (43) 3422-3487
Alguns especialistas criticam a nova Lei, afir­ Inicialmente, fiz o site como um hobby, com Campo Mourão • PR • Rua Rocha Pombo, 1184 • Bairro Centro
mando, inclusive, que ela pode criar um ver­ a intenção de colocar ali aspectos do cotidiano Tel.: (44) 3525-4766
dadeiro apartheid entre pobres e ricos, di­fi­ e de outras áreas do conhecimento, como lite­ Foz do Iguaçu • PR • Rua Pedro Basso, 1001 Forum Estadual • Tel.: (45) 3573-3305
cultando o acesso das pessoas mais neces­ ratura, psicologia etc., que, de algum modo, se Londrina • PR • Rua: Prof. João Cândido, 344 4º Andar • Tel.: (43) 3326-1961
sitadas à Justiça... relacionam com o Direito Processual. Notei, em Maringá • PR • Rua Arthur Tomas, 576 Zona 50 • Térreo • Sala 1
Tel.: (44) 3226-5925
Penso que essa disposição não é feliz. Entendo que seguida, que alunos, professores, advogados e Paranavaí • PR • Rua Neuza Cascão Borba, 1635 • Tel.: (44) 3422-3433
a insuficiência financeira do autor da ação não pode juízes passaram a se interessar pelo site e, então, Ponta Grossa • PR • Rua Leopoldo Guimarães da Cunha, 510
ser óbice à concessão de liminar. A jurisprudência, passei a me comunicar com muitos deles também Tel.: (42) 3222-2217
interpretando outros dispositivos legais que tratam por meio do Twitter. Acho importante saber, Umuarama • PR • Rua Des. Antonio F. da Costa, 3660 • Bairro Centro
Tel.: (44) 3622-4263
da exigibilidade de caução para a concessão de por exemplo, das experiências que um advogado Francisco Beltrão • PR • Rua Tenente Camargo, 2.112 • Forum
liminares, já vinha se manifestando nesse sentido. ou um juiz passam em lugares do Brasil que ainda Tel.: (46) 3523-7130
Penso que tal orientação deve ser aplicada também não conheço. O manejo dessas técnicas tem me Pato Branco • PR • Rua Tocantis, 2007 • Bairro Centro • Tel.: (46) 3224-5443
a esta nova lei, sob pena de se fazer letra morta o proporcionado conhecer fatos interessantes, que Livraria da CAARJ by RT
disposto nos incisos LXIX e LXX, bem como no inciso acabam sendo incorporados nos textos que escrevo. Rio de Janeiro • RJ • Rua São José, 35 • lojas 113 a115 • Centro
Tel.: (21) 2262-9442/9391
Niterói • RJ • Av. Ernani do Amaral Peixoto, 507 • loja 5 • Tel.: (21) 2622-2766
Expediente: O RT Informa é uma publicação da Editora Revista dos Tribunais Ltda. Tira­
gem 10.000 exemplares – Rua do Bosque, 820, São Paulo, SP – CEP 01136-000 – Campos • RJ • Rua Barão da Lagoa Dourada, 201 • Tel.: (22) 2731-7068
www.rt.com.br – Atendimento ao Consumidor: 0800-702-2433 – Diretor Responsável: Carlos Petrópolis • RJ • Rua Marechal Deodoro, 229 • Tel.: (24) 2245-7667
Henrique de Carvalho Filho – Diretor-Superintendente: Antonio Bellinello – Gerente de Marke­ Barra Mansa • RJ • Rua Cristóvão Leal, 65 • Tel.: (24) 3322-5571
ting: Jaime Lin – Analista de Marketing: Líbia Flamini – Editor e Redação: Juliana Tavares (MTB Nova Friburgo • RJ • Rua Ernesto Brasílio, 14 • loja 2 e 3 • Tel.: (22) 2523-5394
15019) – Capa e Diagramação: Equipe de Criação RT – Fotos: Ricardo Hara. As opiniões ex­ Livraria da CAAPE by RT
pressas nos artigos assinados são de responsabilidade de seus autores e as matérias publica­ Recife • PE • Rua Frei Matias Teves, 280 • loja 16 • Ilha do Leite
das não refletem necessariamente a opinião da RT. Empresarial Albert Einstein • Tel.: (81) 3221-4629 / 3423-6434

2 www.rt.com.br
Assessoria

Estratégias para aprovação no Exame da OAB


O alto índice de reprovação no Exame da OAB reflete a má formação
jurídica e a falta de estrutura de muitos cursos – motivo pelo qual cresce
a procura por cursos preparatórios pelos candidatos. No entanto, para o
diretor pedagógico da rede de Ensino LFG, Marco Antonio Araújo Júnior,
é possível traçar uma estratégia que garanta a aprovação nas duas fases
da prova.
Este ano, todos os Estados da Federação, exceto Minas Gerais, farão o Para ser aprovado também nas matérias “grandes”, como Direito Civil,
exame preparado pelo Cespe (Centro de Seleção e Promoção de Eventos Processo Civil, Penal e Processo Penal, a dica de Araújo Júnior é estudar
da UnB), a que, de acordo com o Araújo Júnior, tem uma tendência a o que mais caiu nos exames anteriores. “Afinal, não tem sentido o es-
enfatizar textos de lei e jurisprudências do STJ e STF. “Por isso, a primeira tudante querer rever o conteúdo de cinco anos de graduação”, afirma.
dica importante é traçar um plano de estudos a partir das últimas alte­ “Para tanto, responder as últimas dez provas permite ao candidato veri-
rações legislativas e jurisprudenciais”, diz. ficar os temas de maior incidência em cada uma das matérias, já que as
Para a primeira fase do concurso, Araújo Júnior explica que não há neces- questões do Exame costumam se repetir.”
sidade de se aprofundar em nenhuma matéria. “Sabendo disso, o can- O mesmo vale para o Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, maté­
didato deve estudar, primeiramente, as matérias com menor conteúdo, rias que, juntas, somam 15 questões em média. “O candidato também
dando uma ênfase especial em Ética Profissional, que, embora tenha tem de saber administrar o tempo e passar as respostas para o gabarito
pouquíssimos artigos, é tema obrigatório de dez perguntas.” com muito cuidado e atenção.”
Outra matéria que deve ser priorizada é o Direito Constitucional. “Tomar A decisão do tema que será avaliado na segunda fase também pode ser
conhecimentos das decisões do STJ e do STF e ler a Constituição Fe­deral crucial para a aprovação do candidato. “Uma dica é pegar os dois últimos
é fundamental”, explica o especialista. “Também não se esquive das Exames e resolver a peça e as questões das matérias da última fase. Opte
matérias com menor conteúdo, como Direito do Consumidor.” por aquela que pareceu mais fácil.”
Nessa primeira fase, livros com doutrinas atualizadas podem facilitar Nessa fase, os critérios de avaliação são diferentes: com a possibilidade
o estudo. A coleção Elementos do Direito, da Editora RT, tem a mais de consultar a legislação e a doutrina, o candidato deve mostrar coerên-
completa pesquisa doutrinária em cada um dos vários ramos do Direito, cia na exposição do raciocínio, coesão na peça e boa ortografia. “Pre-
apresentando esquemas de forma sintética e objetiva, e, ainda, a juris- paração, paciência e concentração. Com esses três aspectos, no Exame
prudência mais recente dos Tribunais. da OAB só não passa quem desiste.”

Novos sites RT: ainda mais


Homepage modernos e arrojados
Todos os nove sites do grupo Revista dos Tribu­ ma tecnologia do Google. As imagens, por sua
nais, entre eles o institucional (www.rt.com.br), vez, estão maiores, valorizando os produtos dis-
o da livraria RT (www.livrariart.com.br), o da ponibilizados”, explica.
Vértice Books (www.verticebooks.com.br) e os Além disso, em breve, os clientes poderão to-
demais feitos em parceria com a Caixa de Assis- mar conhecimento de todos os eventos promo-
tência dos Advogados, passaram por uma refor- vidos pela RT, promoções e produtos lançados
mulação e, agora, possuem interface dinâmica, por meio de RSS, sigla em inglês para really sim-
com ferramenta de busca, e-mail, comunicador ple syndication (distribuição realmente simples).
instantâneo e programas de segurança que ga- As novidades, claro, não param por aí. “Esta-
rantem total conforto e comodidade aos usuá- mos trabalhando continuamente para melho-
rios, além do layout moderno e atraente. rar ainda mais os nossos serviços. A interativi-
“Levamos em consideração os conceitos da dade proporcionada pelos avanços da tecnolo- Essas chamadas mídias sociais buscam estreitar
Web 2.0, de acordo com o qual os sites deixam gia será, aos poucos, incorporada em todos os o relacionamento com o cliente, que ganhou
de ter uma característica estática e passam a nossos canais”, aponta Cunha. novos espaços para envio de sugestões, dú-
permitir uma maior interatividade com os in- Interatividade, aliás, é a palavra chave para os vidas, críticas e elogios. Os seguidores da RT
ternautas”, explica Eduardo Cunha, gerente novos canais de comunicação da RT. nesses canais também receberão informações
comercial da Vértice Books. A Editora Revista dos Tribunais está presen- das ações promovidas pelo grupo RT, tais como
Uma das mudanças, por exemplo, é a facilidade te no Orkut (Editora Revista dos Tribunais), lançamentos, eventos e promoções exclusivas.
para encontrar e visualizar as obras disponíveis no Twitter (@editoraRT) e possui um blog Todas essas oportunidades estão disponíveis
nos sites. “A ferramenta de busca utiliza a mes- (editorart.wordpress.com). num clique. Participe!

www.rt.com.br RT Informa • Maio/Agosto 2009 3


Reforma Penal 2009
Mudanças no Código Penal estabeleceram penas maiores para crimes sexuais como
Capa pedofilia, assédio sexual contra menores e estupro seguido de morte.
A reforma também alterou o artigo referente ao sequestro relâmpago e ao porte de
celulares nos presídios, além de ter revogado a contravenção penal de mendicância.

Criado pelo Decreto-Lei 2.848, de 7 de seria presumida. “Neste caso, o legislador


de­zem­­bro de 1940, pelo então presi­den­ presumia que menores de 14 anos não
te Getú­lio Vargas, o Código Penal Bra­­ teriam capacidade para consentir tal ato,
sileiro (CP) en­trou em vigor em 1942, e, por isso, a relação foi violenta”, explica
sob a égide da Constituição Au­tocrática o juiz de São Paulo Guilherme de Souza
de 1937. Desde a sua sanção, sérias e Nucci, também professor dos cursos de
importantes mudanças sociais acon­tece­ graduação e pós-graduação da PUC-SP.
ram, exigindo ajustes na legis­lação. É o “A nova Lei regulou o artigo 224, que
ca­so da introdução da Lei 11.464/2007 tratava da presunção de violência, e
(crimes hediondos) e da Lei 11.340/2007, preferiu criar um tipo penal es­pecífico,
tam­bém conhecida como Lei Maria da cuidando de estupro de vulnerável. Agora,
Penha, que trata da violência doméstica, quem for acusado de ter conjunção carnal
entre tantas outras que inseriram no­vos ou praticar outro ato libidinoso com
artigos e ade­quações dos existentes. No menor de 14 anos poderá receber de 8 a
entanto, pas­sados quase 70 anos, estava 15 anos de reclusão: uma pena superior à
na hora do CP sofrer uma reformulação. de estupro comum”, revela. Guilherme de Souza Nucci: a qualificação do
estupro, na forma simples ou qualificada,
como crime hediondo é um dos aspectos
Aprovada em 7 de agosto, a reforma penal De acordo com o magistrado, ao incor­ positivos da nova lei.
trouxe mudanças significativas – como a porar a presunção em um novo tipo pe­
pró­pria nomenclatura. O Có­digo de 1940 nal, o legislador estimulou discussões so­ len­tado. Com a nova Lei, tanto homem
tra­tava dos crimes contra os costumes: bre a vulnerabilidade – se ela é absoluta quanto mulher podem sofrer estupro. A
uma ter­minologia atrasada, que remetia ou relativa. “Embora ainda passível de consequência disso é que ambos os atos
ao recato sexual e à moralidade. Hoje, o discussão, sob o meu ponto de vis­ta passaram a ser um crime único, o que
Código passou a ser designado “Dos cri­ esta questão deverá ser interpretada nos refletiu na redução da pena: até então,
mes contra a dignidade sexual” – mais mesmos termos da presunção: no que quem era condenado por atentado vio­
compatível com a realidade da dignidade tange o adolescente, deve ser uma vul­­ lento ao pu­dor e estupro recebia uma
da pessoa humana, prevista pela Cons­ ne­­rabilidade relativa, dependendo de pena míni­ma de 12 de reclusão. Hoje,
tituição Federal de 1988. pro­va em juízo. Em se tratando de uma pelo mesmo cri­me, a condenação míni­
criança, podemos considerar uma vulne­ ma é de seis anos. “Isso vai causar uma
Com a introdução da Lei 12.015/2009, por rabilidade absoluta.” avalanche nas va­ras de execução penal,
exemplo, foi criada a figura do “estupro porque a Lei pe­nal benéfica pode ser
de vul­nerável”, um contexto que existia Outra alteração importante foi a uni­fi­ca­ aplicada retroa­­tivamente. Ou seja, todos
na legislação anterior, mas com outros ção do atentado violento ao pudor e do aqueles que fo­ram condenados por dois
termos: quando alguém mantinha relação estupro em uma única figura. Em outras crimes pode­rão recorrer ao juiz e pedir
sexual com menor de 14 anos, dizia-se pa­lavras, até então, o legislador não a correção da pena, para que sejam
que se tratava de estupro ou atentado con­si­derava a possibilidade de o homem condenados apenas por um crime”, ex­
violento ao pudor, porque a violência ser estuprado – mas apenas de ser vio­ plica Nucci.

Livros sobre o assunto

4 RT Informa • Maio/Agosto 2009 www.rt.com.br


Nucci também aponta como estranha
a criação da figura da violação sexual
mediante fraude – unificação do antigo
artigo 215 com o 216. Com a mudança, o
legislador conseguiu introduzir uma frase
considerada perigosa pelo especialista:
“a pessoa pode usar outro meio que
impeça ou dificulte a livre manifestação
de vontade da vítima”. “A gravidade da
Lei está no fato de o legislador não ter
explicado o que é isso. A meu ver, da
maneira como está, será possível ques­
tionar quando duas pessoas vão para a
cama depois de ingerir bebida alcoólica.
Afinal, quem garante que a pessoa está na Luiz Flávio Gomes:a contravenção de Valerio de Oliveira Mazzuoli: com a Convenção
sua capacidade livre de manifestação para vadiagem também deveria ter sido revogada de Viena, o Brasil se iguala aos países mais
consentir a relação sexual?”,questiona. pelo legislador porque é inconstitucional. desenvolvidos em Direito Internacional.
“Isso é preocupante, e espero que os juí­
zes tenham sensibilidade para aplicar essa “Ninguém sabia como enquadrar esse
Lei apenas em casos muito graves.” tipo penal: se em roubo, sequestro ou
ex­torsão. Ago­ra, com a introdução do
Mudanças também no
O juiz aponta como aspecto positivo da artigo 158, parágrafo terceiro, a questão
legis­lação a qualificação do estupro, na
Direito Internacional
fi­cou solucionada”, explica o especia-
forma simples ou qualificada, como crime lista em Direito Penal e diretor-presiden- Quarenta anos após ser criada, a
hediondo. “Antes, alguns tribunais en­ te da Rede de Ensino LFG, Luiz Flávio Con­venção de Viena está prestes a
tendiam que o estupro na forma Go­mes. No entanto, segundo ser adotada pelo Brasil. Espécie de
sim­ples, sem lesão ou morte Reformas ele, ainda restam dúvidas “tratado sobre tratados”, a nor­ma
para a vítima, não era he­ mostram que o legislador se, no caso de o sequestro disciplina a forma como os acordos
diondo”, diz. Outra van­­ está atento às mudanças relâmpago resultar em internacionais devem ser inter­naliza­
ta­­gem da Lei, para o sociais e disposto a morte, aplica-se a Lei dos nos países signatários e foi apro­
especialista, foi a criação corrigir as leis penais dos Crimes Hediondos. vada pelo Senado Federal em julho,
do artigo 218 B, que ti­ anteriores “A Lei não foi clara.” aguardando apenas a sanção do pre­
pi­fica a “relação sexual de sidente Lula.
qualquer tipo com menor de A reforma também introduziu
18 anos, prostituído ou ex­plo­rado se­ um tipo penal para o porte de celular “Ser signatário da Convenção tem
xualmente”. Uma tentativa lou­­vável, na em presídios. “Antes dela, o crime afe­ muita conectividade com essa nova
opinião de Nucci, de coibir a prostituição tava o diretor do estabelecimento, o fase do Direito Penal, uma vez que
juvenil. “Isso já redundou na prisão de agen­te penitenciário ou quem levava o ela regula todos os tratados inter­
um secretário municipal no interior de ce­lular para dentro da prisão. Não havia nacionais, inclusive os de matéria
São Paulo, flagrado num hotel com três punição para o próprio preso. Essa lacuna penal e os acor­dos de Direito Interna­
adolescentes de 15 anos”, afirma. felizmente foi suprida pelo legislador”, cional Penal, prin­cipalmente depois
informa Gomes. da histórica decisão do STF que elevou
No que diz respeito aos crimes contra a o nível hie­rárquico dos tratados de
dignidade humana, as mudanças, salvo A mudança também revogou a contra­ direitos humanos no Brasil”, revela
al­gumas exceções, foram positivas. Mas venção penal de mendicância, presente o professor da rede de ensino LFG
Nucci admite que outras reformas ain­ na Lei de Contravenções. “Essa contra­ e professor da Universidade Federal
da são necessárias. “O legislador de­ ven­­­ção criminalizava os pobres e, por de Mato Grosso, Valerio de Oliveira
ve­­­ria ter feito uma reavaliação de de­­ isso, não tinha sentido. No entanto, o Mazzuoli.
ter­­minados tipos penais que ele man­ le­­gis­lador manteve a contravenção de
te­ve, como o artigo 228, que trata do vadia­gem, que também deveria ter sido O motivo de tanta demora na rati­
favorecimento de prostituição. O que re­vogada, porque é inconstitucional, uma ficação, segundo Mazzuoli, é a com­
deve ser considerado é a dignidade se­ vez que pune o sujeito pelo que ele é, e ple­xidade do documento. “Embora
xual quando ingressa violência, fraude e não pelo que ele fez”, afirma Gomes. sempre tenha cumprido as suas di­re­
exploração. A manutenção do 228 mos­ trizes, o Brasil tinha me­do de inter­
tra que o legislador continua apegado Nenhuma modificação legislativa, cla­ro, nalizá-la e autorizar com­promis­sos
a determinados padrões morais que já permitirá o eficiente combate a qual­quer sem o devido referendo do Con­
não são apregoados na sociedade atual. tipo de impunidade – tarefa exclusiva dos gres­so, o que poderia acarretar a
Nesse sentido, a Lei poderia ter avançado órgãos públicos de repressão e segurança. responsabilidade internacional do Es­
um pouco mais.” Mas, positivas ou polêmicas, as reformas tado. Com a sua celebração, o País
mostram que o legislador está atento às passa a igualar-se aos mais desen­
A Lei também alterou o artigo referente mudanças sociais e disposto a preencher volvidos em Direito Internacional no
ao sequestro relâmpago, an­­te­riormente as lacunas e corrigir as leis penais ante­rio­ mundo.”
considerado confuso pelos magis­tra­dos. res, que não eram claras.

www.rt.com.br RT Informa • Maio/Agosto 2009 5


Confira a lista dos livros publicados pela RT
Ranking mais vendidos no período de Maio a Agosto de 2009*

Os Mais vendidos

1.º Código Penal Comentado – Versão Compacta – Guilherme de Souza Nucci


2.º Direito do Ambiente, 6.ª ed. – Édis Milaré
3.º Constituição Federal Comentada – Nelson Nery Junior e Rosa Maria de Andrade Nery
4.º RT MiniCódigo Penal, Código de Processo Penal, Constituição Federal, 11.ª ed. – Org.: Luiz Flávio Gomes
5.º Direito Tributário – Série Elementos do Direito v. 3, 11.ª ed. – Eduardo Sabbag
6.º Coletânea de Direito Internacional e Constituição Federal, 7.ª ed., Constituição Federal – Valerio de Oliveira Mazzuoli
7.º Tribunal do Júri – Guilherme de Souza Nucci
8.º Manual de Direito das Famílias, 5.ª ed. – Maria Berenice Dias
9.º Código Penal e sua Interpretação Jurisprudencial, 8.ª ed. – Coords. Alberto Silva Franco e Rui Stoco
10.º Tratado de Responsabilidade Civil, 7.ª ed. – Rui Stoco

*Fonte: Livraria RT

Para sua constante atualização profissional, apresentamos


nesta seção os destaques e os lançamentos da
Livros Editora Revista dos Tribunais
Ambiental
ISBN 978-85-203-3457-7 ISBN 978-85-203-3466-9
Direito Ambiental Econômico e a Iso 14000 Direito do Ambiente – A Gestão Ambiental
Análise jurídica do modelo de gestão ambiental e em Foco – Doutrina. Jurisprudência. Glossário
certificação ISO 14001 6.ª edição
2.ª edição Édis Milaré
Clarissa Ferreira Macedo D’Isep Páginas: 1.344 • Formato: 17 x 24 cm
Páginas: 236 • Formato: 14 x 21 cm Acabamento: Cartonado
Acabamento: Brochura 3R  eferência obrigatória para todos os que buscam a
3 Analisa a recepção da ISO 14000 pela política nacional mais atual e apurada visão da matéria
do meio ambiente na seara jurídica 3C  onsagra uma visão abrangente do Direito
3 Com uma ampla abordagem histórica e prática, Ambiental, com ênfase nas questões ética, social,
demonstra os princípios basilares que devem nortear a política e econômica
interpretação no que diz respeito à matéria ambiental, 3 E studa o Patrimônio Ambiental Nacional, que integra
em especial o ”princípio do desenvolvimento os Patrimônios Natural, Cultural e Artificial
sustentável” e o “princípio da prevenção” 3A  nalisa, em detalhes, a Política Nacional do Meio Ambiente, na qual são
3 Trata da interação entre a defesa do consumidor abordados os recursos hídricos, a educação ambiental, o Estatuto da Cidade e
e do meio ambiente como princípios constitucionais a biodiversidade
da ordem econômica 3C  uida do Regime do Patrimônio Florestal
3 E xamina a legislação ambiental brasileira, assim como a evolução
do Direito Ambiental

ISBN 978-85-203-3458-4

Políticas Públicas Ambientais


Estudos em homenagem ao Professor Michel Prieur
Coords.: Clarissa Ferreira Macedo D’Isep, Nelson Nery Junior e Odete Medauar
Páginas: 476 • Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura
3 Traz estudos sobre os diferentes aspectos e elementos determinantes na compreensão
da noção, da metodologia, da estrutura e das diretrizes que devem orientar as denominadas
Políticas Públicas Ambientais
3 Confronta o arcabouço teórico normativo e a realidade empírica
3 Faz uma análise ilustrada do projeto conjunto entre Brasil e França, na região de fronteira da
Guiana Francesa e do Estado do Amapá, para a proteção e valorização da
biodiversidade amazônica

6 RT Informa • Maio/Agosto 2009 www.rt.com.br


Livros
Administrativo
ISBN 978-85-203-3459-1 ISBN 978-85-203-3463-8
Controle do Patrimônio Público A Desapropriação
Comentários à Lei de Improbidade Administrativa À luz da doutrina e da jurisprudência
3.ª edição 6.ª edição
Fernando Rodrigues Martins José Carlos de Moraes Salles
Páginas: 400 • Formato: 14 x 21 cm Páginas: 896 • Formato: 16 x 23 cm
Acabamento: Brochura Acabamento: Capa Flexível
3 Estuda o patrimônio público e sua noção e os aspectos 3R  eúne o que há de melhor na doutrina nacional e
materiais dos atos de improbidade administrativa: estrangeira e na jurisprudência sobre o assunto
conceito, direito fundamental, Administração Pública e 3 F ornece condições para uma análise crítica sobre as
patrimônio, interesse público e interesse difuso, a Lei de questões que suscita
Improbidade 3 E stá dividida em três grandes livros: desapropriação
3 Examina o controle da Administração Pública e a por necessidade ou utilidade pública; institutos afins;
proteção e defesa do patrimônio: espécies de controle, desapropriação por interesse social
controle jurisdicional e controle judicial

Filosofia / Introdução ao Estudo do Direito


ISBN 978-85-203-3490-4 ISBN 978-85-203-3505-5
Hermenêutica Jurídica Teoria Geral do Estado e Ciência Política
9.ª edição 2.ª edição
R. Limongi França Cláudio De Cicco e Alvaro de Azevedo Gonzaga
Atualizador: Antonio de S. Limongi França Páginas: 318 • Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 190 • Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura Acabamento: Capa Flexível
3 Obra adotada na maioria dos cursos de Direito e citada pela 3 Oferece um cabedal de conhecimentos filosóficos e
quase totalidade dos autores de doutrina mais respeitados sócio-históricos ao estudante
da atualidade 3 Esta edição inclui um capítulo sobre o Município,
3 Abrange, em seis partes, a hermenêutica e a interpretação um sobre globalização e pós-modernidade e um
do Direito, a aplicação ou integração do Direito e a aplicação tópico sobre o Estado e a crise econômica mundial,
da lei, do costume, da jurisprudência e do Direito científico além da reformulação dos capítulos sobre o século
3 Em apêndice, o Autor ainda discorre sobre os meios de XX e as visões de eminentes pensadores, como
exteriorização e reconhecimento das regras jurídicas, sem cujo Miguel Reale e Hannah Arendt
intermédio o Direito não pode ser imposto nem obedecido

ISBN 978-85-203-3512-3

Introdução à Ciência do Direito


28.ª edição
André Franco Montoro
Páginas: 686 • Formato: 16 x 23 cm • Acabamento: Capa Flexível
3 Obra de fundamental importância no meio universitário
3 Trata, em termos gerais, do Direito como ciência (epistemologia jurídica), do Direito como justo
(axiologia jurídica), do Direito como norma (teoria da norma jurídica), do Direito como faculdade
(teoria dos direito subjetivos) e do Direito como fato social (Sociologia do Direito).

ISBN 978-85-203-3488-1

Manual de Direito Público & Privado


17.ª edição
Maximilianus Cláudio Américo Führer e Édis Milaré (Max & Édis)
Páginas: 352 • Formato: 16 x 23 cm
Acabamento: Capa Flexível
3 Prática, fácil e objetiva, a obra apresenta todos os conceitos e as noções imprescindíveis
ao entendimento do Direito
3 Os aspectos de maior controvérsia ou de maior interesse e atualidade são enriquecidos por estudos de
casos concretos, baseados na jurisprudência
3 Esta 17.ª edição foi inteiramente revista e atualizada com importantes inovações legislativas

www.rt.com.br RT Informa • Maio/Agosto 2009 7


Livros
Civil
ISBN 978-85-203-3464-5 ISBN 978-85-203-3523-9
Adoção Comentários à Lei Nacional da Adoção – Lei
Regime jurídico – Requisitos – Efeitos – Inexistência – Anulação 12.010, de 3 de agosto de 2009
2.ª edição E outras disposições legais: Lei 12.003 e Lei 12.004
Artur Marques da Silva Filho Luciano Alves Rossato e Paulo Eduardo Lépore
Páginas: 334 • Formato: 14 x 21 cm • Formato: 14 x 21 cm
Acabamento: Brochura Acabamento: Brochura
3 Divulga a adoção como instrumento efetivo de proteção 3 T rata das novas regras da adoção, aprovadas e
integral à criança e ao adolescente sancionadas recentemente
3 Cuida da estrutura do regime jurídico da adoção, dos 3D  etalha o instituto da adoção desde sua origem
seus efeitos pessoais e patrimoniais e da ineficácia e até suas implicações procedimentais, recursais e
cessação da relação adotiva internacionais
3 Aborda várias questões polêmicas, como a adoção por 3A  nalisa os princípios relacionados com a criança e
casais homoafetivos, e a jurisprudência mais recente o adolescente e todas as mutações verificadas na
3 Traz uma lista de grupos de apoio à adoção no Estado construção e no desenvolvimento das famílias
de São Paulo
ISBN 978-85-203-3482-9 ISBN 978-85-203-3481-2
Multa Contratual – Teoria e Prática Responsabilidade Civil
Christiano Cassettari Estudos em homenagem ao professor Rui Geraldo
Páginas: 222 • Formato: 14 x 21 cm Camargo Viana
Acabamento: Brochura Coords. : Rosa Maria de Andrade Nery e
3 Preenchendo uma lacuna na doutrina, a presente Rogério Donnini
obra faz uma releitura da normatização do instituto, Páginas: 576 • Formato: 16 x 23 cm
com base no Código Civil de 2002 e nos princípios Acabamento: Capa Flexível
constitucionais de respeito à pessoa 3C  oletânea de estudos que representa a estima e a
3 Estuda a evolução histórica do instituto, seu conceito, admiração que ilustres doutores, mestres, professores
sua natureza jurídica e seu real objetivo (de intimidação e juristas têm pelo homenageado
do devedor, de perdas e danos, de pena), suas espécies, 3A  borda os aspectos atuais de maior controvérsia da
suas consequências e seus limites responsabilidade civil
3 O instituto é referido a figuras afins (arras, 3 T raz textos relativos ao meio ambiente, às relações de
enriquecimento sem causa, astreintes, multa) e tratado consumo, à bioética, à publicidade, à arbitragem, à
em alguns de seus aspectos relevantes (pluralidade de fiança, aos direitos da personalidade e de família, ao
devedores, requisitos, renúncia, aplicação) Estado de Direito e muitos outros
3 Aborda questões pontuais na casuística e, por fim,
examina o instituto na legislação especial (consumidor,
condomínio, testamento etc.)

ISBN 978-85-203-3469-0

Prática de Contratos e Instrumentos Particulares


2.ª edição
Antonio Celso Pinheiro Franco e Celina Raposo do Amaral Pinheiro Franco
Páginas: 862 • Formato: 16 x 23 cm • Acabamento: Brochura
3 Traz modelos de instrumentos particulares para acordos e compromissos, arbitragem, condomínio,
mandatos e pagamento, além de vários modelos de contratos, como de arrendamento, cessão de direitos,
compra e venda, distribuição, empréstimo e fiança, fornecimento, parceria, penhor, prestação de serviço,
depósito, entre outros
3 Esta edição inclui novos contratos, inclusive com instrumentos de uso no trato internacional, mostrada a
estruturação de uma joint venture, que é objeto de consideração em tópico à parte, alargada,
também, a questão da arbitragem

ISBN 978-85-203-3455-3

União Homoafetiva
O preconceito & a justiça
4.ª edição • Maria Berenice Dias
Páginas: 320 • Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura
3 Trata dos aspectos jurídicos das uniões homossexuais, hoje denominadas preferencialmente,
uniões homoafetivas
3 Aborda a parceria civil, o perfil constitucional, as interfaces da família, a omissão legal e os caminhos a
serem percorridos
3 Ingressa nas questões processuais e, após, nas questões civis, como a natureza jurídica, a obrigação
alimentar, o direito sucessório, a filiação e, finalmente, o direito de mudar
3 Em anexo, encontram-se praticamente todas as normatizações e todos os projetos legislativos a respeito

8 RT Informa • Maio/Agosto 2009 www.rt.com.br


Livros
Processo Civil
ISBN 978-85-203-3477-5 ISBN 978-85-203-3489-8
Ação Rescisória Atípica Aspectos Controvertidos da Ação Civil Pública
Instrumento de defesa da ordem jurídica 2.ª edição
Sérgio Gilberto Porto João Batista de Almeida
Páginas: 256 • Formato: 14 x 21 cm Páginas: 238 • Formato: 14 x 21 cm
Acabamento: Brochura Acabamento: Brochura
3 A partir de uma visão constitucional do processo civil 3 E xamina os pontos controvertidos suscitados pela
contemporâneo, destaca a abrangência real da ação Lei 7.347/1985, assim como a evolução da
rescisória no Direito brasileiro jurisprudência a respeito.
3 Analisa o instituto em seu histórico, suas formas básicas, 3 T emas: legitimação das partes; ação cautelar, liminar e
seus pressupostos e suas causas legais tutela antecipada; pedido e objeto; poder investigatório
3 Verifica que a Constituição abrange garantias a serem do MP; responsabilidade civil; sentença; recursos;
exercidas no curso do processo, que podem ser expressas liquidação e execução da sentença; coisa julgada e
ou implícitas e que não são absolutas, remetendo à outros aspectos processuais, como a sucumbência,
superação da coisa julgada em certas hipóteses e sobre a custas, litigância de má-fé, honorários, compromisso de
função criativa do juízo, emergindo daí a admissibilidade ajustamento de conduta, denunciação da lide, prescrição,
da rescisão atípica do julgado aplicação subsidiária do CPC e integrada do CDC
ISBN 978-85-203-3327-3 ISBN 978-85-203-3507-9
Direito Processual Civil Poderes Introdutórios do Juiz
Teoria Geral do Processo; Processo de conhecimento; 4.ª edição
Juizados especiais cíveis; Ações coletivas; Recursos; José Roberto dos Santos Bedaque
Repercussão geral no recurso extraordinário Páginas: 180 • Formato: 14 x 21 cm
2.ª edição revista, reformulada, atualizada e ampliada da Acabamento: Brochura
obra Curso de Direito Processual Civil 3O  Autor defende uma posição mais ativa do juiz na
Eduardo Arruda Alvim instrução do processo
Páginas: 1.102 • Formato: 17 x 24 cm 3 T raz um estudo sucinto da instrumentalidade
Acabamento: Brochura do processo e da natureza constitucional do
3 Reúne, em um único volume, o antigo vol. 1 (Teoria direito à prova
geral do processo e Processo de conhecimento) e o 3A  nalisa os institutos fundamentais pertinentes
antigo v. 2 (Recursos) (jurisdição, ação, defesa e processo) e os aspectos
3 Texto atualizado com todas as alterações processadas fundamentais da atividade instrutória do juiz
no sistema processual brasileiro nos últimos anos, (natureza, limites, princípios processuais)
devidamente comentadas e interpretadas 3A  borda as tendências preponderantes no Direito
3 Voltada para o conteúdo da disciplina específica nos estrangeiro a respeito
diversos níveis da graduação e pós-graduação
ISBN 978-85-203-3380-8 ISBN 978-85-203-3475-1
Procedimento Sumário – Lei 9.245, de 26.12.1995 Tutela Antecipada – No processo civil brasileiro
2.ª edição 4.ª edição • João Batista Lopes
Joel Dias Figueira Júnior Páginas: 254 • Formato: 14 x 21 cm
Páginas: 400 • Formato: 14 x 21 cm Acabamento: Brochura
Acabamento: Brochura 3D  emonstra a utilidade e a aplicação da
3 Examina todos os aspectos de ordem material e tutela antecipada no sistema processual civil
instrumental que o tema abrange contemporâneo
3 Traz os subsídios necessários para a solução dos mais 3 T rata dos subsídios doutrinários para a solução dos
complexos problemas instrumentais pertinentes problemas ligados ao tema no dia-a-dia forense
3 Aborda o desenvolvimento histórico da sumarização 3 E xamina os pontos mais importantes do assunto,
das formas; as noções fundamentais (ação, processo e como objeto, requisitos, perigo de irreversibilidade,
procedimento); competência; partes e procuradores; momento de concessão, audiência do réu, preclusão,
juiz e conciliadores; propositura da ação; fases tempo de duração, procedimento e execução
procedimentais, citação e provas; audiência; sentença, liquidação e cumprimento do 3A
 borda seus aspectos particulares nos diversos procedimentos, em segunda
julgado; recursos e meios de impugnação instância, na ação rescisória e nas obrigações de fazer e de não fazer, a
3 Um fluxograma do procedimento e índices completos (alfabético-remissivo, responsabilidade objetiva e as tendências atuais
onomástico e legislativo) finalizam a obra 3C
 onta, ainda, com regulamentações atinentes à tutela jurisdicional diferenciada
e à constitucionalização do processo civil, temas de maior atualidade

ISBN 978-85-203-3468-3

Ação Civil Pública


Em defesa do Meio Ambiente, do Patrimônio Cultural e dos Consumidores
Lei 7.347/1985 e legislação complementar
11.ª edição
Rodolfo de Camargo Mancuso
Páginas: 478 • Formato: 16 x 23 cm • Acabamento: Brochura
3 Trata das questões processuais da ação civil pública de maneira extremamente abrangente: objeto, interesse, foro
competente, legitimação para agir, tutela cautelar, litisconsórcio e assistência, acordos, sentença, recursos, coisa
julgada, responsabilidade civil, sanções processuais e dever de informação
3 Os objetos da ação são os mais variados: erário, meio ambiente do trabalho, criança e adolescente, consumidor,
patrimônio cultural, ordem econômica, deficiente físico e comunidade indígena, entre tantos outros

www.rt.com.br RT Informa • Maio/Agosto 2009 9


Livros
Constitucional
ISBN 978-85-203-3438-6 ISBN 978-85-203-3315-0
Liberdade de Expressão e Discurso do Ódio Processo Legislativo
Samantha Ribeiro Meyer-Pflug Atuação das comissões permanentes e temporárias
Páginas: 272 • Formato: 14 x 21 cm Paulo Adib Casseb
Acabamento: Brochura Páginas: 366 • Formato: 16 x 23 cm
3 Verifica a proteção outorgada à liberdade em seus variados Acabamento: Brochura
aspectos, principalmente a liberdade de consciência, 3 T em por objeto a participação das comissões
religiosa, de ensino, de comunicação e de imprensa parlamentares na elaboração de emendas
3 Analisa o tratamento doutrinário e jurisprudencial constitucionais, leis complementares, leis ordinárias,
dispensado ao tema no direito nacional e estrangeiro, leis delegadas, medidas provisórias, decretos
buscando, assim, encontrar uma solução jurídica eficaz para legislativos e resoluções
evitar e combater o discurso do ódio, sem, contudo, violar 3A  nalisa o tema a partir de ampla pesquisa no
a liberdade de expressão e a dignidade humana de suas Direito estrangeiro e nacional e da posição dos mais
vítimas e comprometer o Estado Democrático de Direito importantes juristas

ISBN 978-85-203-3414-0

Constituição Federal Comentada


e legislação constitucional
2.ª edição revista, atualizada e ampliada
Nelson Nery Junior e Rosa Maria de Andrade Nery
Páginas: 1.534 • Formato: 17 x 26 cm • Acabamento: Cartonado
3 Comentários, artigo por artigo, da Constituição Federal
3 Comentários à legislação infraconstitucional pertinente
3 Julgados dos Tribunais nacionais mais importantes e recentes
3 As 13 Súmulas Vinculantes do STF e julgados de Cortes Constitucionais estrangeiras,
estes à medida que sirvam de subsídio ao operador do Direito no Brasil
3 Para cada tema é indicada bibliografia completa e atual
3 A apresentação gráfica permite a imediata visualização e agilidade na consulta

Penal
ISBN 978-85-203-3472-0 ISBN 978-85-203-3329-7
Limites Constitucionais da Investigação A Parte Geral do Direito Penal Internacional
Coords.: Rogério Sanches Cunha, Bases para uma elaboração dogmática
Luiz Flávio Gomes e Pedro Taques Edição brasileira reformulada e atualizada
Páginas: 430 • Formato: 14 x 21 cm Kai Ambos
Acabamento: Brochura Carlos Eduardo Adriano Japiassú e Daniel Andrés Raisman
3 Reúne juristas e profissionais de destaque em suas Páginas: 704 • Formato: 16 x 23 cm
áreas de atuação para examinar os limites da atuação Acabamento: Brochura
de delegados, promotores e juízes 3Q uestões gerais que serão respondidas:
3 O tema é tratado com fundamento nos princípios da 3O que se deve entender por Direito Penal Internacional e
Constituição Federal e a partir da análise de diversos qual sua origem?
tratados internacionais e da Convenção de Palermo 3Q uais formas de manifestação da criminalidade devem
3 Mereceram destaque as abordagens das Comissões ser enfrentadas pelo Direito Penal Internacional?
Parlamentares de Inquérito e o inquérito civil 3O que se entende por “Parte Geral” do Direito Penal
Internacional?

ISBN 978-85-203-3454-6

Manual de Direito Penal


Parte Geral – Parte Especial
5.ª edição
Guilherme de Souza Nucci
Páginas: 1.088 • Formato: 17 x 24 cm • Acabamento: Capa Flexível
3 Reúne, em volume único, a Parte Geral e a Parte Especial do Código Penal
3 Fornece de forma simples e objetiva o que há de mais recente e importante na matéria, como as
derivadas da Lei 11.923/2009 (Sequestro relâmpago) e da reforma processual penal, e, ainda, os
novos critérios para a fixação da pena-base de elaboração do Autor
3 Traz julgados relativos aos temas mais polêmicos e quadros explicativos para recapitulação e
memorização

10 RT Informa • Maio/Agosto 2009 www.rt.com.br


Livros
Processual Penal
ISBN 978-85-203-3460-7 ISBN 978-85-203-3506-2
Direitos e Garantias Individuais Provas no Processo Penal
no Processo Penal Brasileiro Guilherme de Souza Nucci
3.ª edição • Rogério Lauria Tucci Páginas: 140 • Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 398 • Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura Acabamento: Cartonado
3 Fundamentalmente, a obra se dedica aos regramentos 3 S eguindo a ordem do Código de Processo Penal,
constitucionais atinentes ao processo penal o Autor aborda a teoria geral da prova, a prova
3 Analisa na Carta Magna os preceitos da persecução da existência da infração penal, a prova pericial, a
penal, desde o inquérito até a formação da coisa julgada colaboração espontânea do acusado, o ofendido, a
no processo de conhecimento e na execução penal prova testemunhal, o reconhecimento de pessoas
3 Aborda as garantias do devido processo penal, do acesso e coisas, a acareação, a prova documental, a prova
à justiça criminal, do juiz natural, do tratamento paritário indiciária, a busca e apreensão
dos sujeitos parciais do processo penal, da plenitude de 3O  estudo envolve, ainda, todos os aspectos da
defesa, da publicidade, da motivação dos atos decisórios, reforma penal de 2008 (Leis 11.689, 11.690
do término da persecução penal em prazo razoável e da e 11.719) e, também, a nova legislação sobre
legalidade da execução penal videoconferência, que tem ampla ramificação no
campo das provas (Lei 11.900/2009)

ISBN 978-85-203-3479-9

Prática Forense Penal


4.ª edição • Guilherme de Souza Nucci
Páginas: 432 • Formato: 16 x 23 cm • Acabamento: Capa Flexível
3 A presente obra tem enfoque eminentemente funcional, sem deixar de prover os conceitos teóricos
de cada procedimento – inquérito policial, ação penal, ação civil ex delicto, jurisdição e competência,
incidentes processuais, prisão e liberdade provisória, júri, sentença, recursos, ações de impugnação e
execução penal
3 Apresenta as estruturas de competência e o desenvolvimento dos atos processuais
3 As mais de 170 peças práticas não são apenas modelos, mas contêm comentários sobre seus pontos
fundamentais, servindo, assim, também como fonte de estudo
3 O CD-ROM que acompanha o livro traz vários outros modelos de peças, além dos constantes no livro

Comercial
ISBN 978-85-203-3514-7 ISBN 978-85-203-3473-7
Aspectos Jurídicos Controvertidos Curso Avançado de Direito Comercial
dos Juros e da Comissão de Permanência Teoria geral do Direito Comercial. Direito Societário.
Glauber Moreno Talavera Títulos de crédito. Falência e recuperação empresarial.
Páginas: 270 • Formato: 14 x 21 cm Contratos mercantis
Acabamento: Brochura 5.ª edição
3 Situa o instituto dos juros no desenvolvimento da Marcelo M. Bertoldi e Marcia Carla Pereira Ribeiro
civilização humana Páginas: 930 • Formato: 16 x 23 cm
3 Trata dos juros sob as perspectivas jurídica e econômica Acabamento: Capa Flexível
3 Demonstra que Comissão de Permanência é uma 3 T raz, em um só volume, toda a matéria de Direito
espécie do gênero juros Comercial ministrada nas instituições de ensino jurídico:
teoria geral, direito societário, títulos de crédito, falência
e recuperação de empresas, contratos mercantis
3C  ada capítulo abrange um estudo de doutrina e da
legislação atual pertinente, seguido de bibliografia,
citada e recomendada

Trabalho
ISBN 978-85-203-3359-4 ISBN 978-85-203-3452-2
Comentários às Súmulas do TST Processo do Trabalho
9.ª edição revista e atualizada com as regras da Licença Domingos Sávio Zainaghi
Maternidade (Lei 11.770/2008) e do Adicional de Páginas: 158 • Formato: 14 x 21 cm
Insalubridade (Res. 148/2008 do TST) Acabamento: Brochura
Francisco Antonio de Oliveira 3A borda, em texto enxuto, as fontes da disciplina, a
Páginas: 784 • Formato: 17 x 24 cm organização e a competência da Justiça do Trabalho,
Acabamento: Brochura atos, termos e prazos, partes e representação
3 Comentários aprofundados de cada uma das súmulas e processual, a petição inicial, a audiência, a sentença,
de cada um dos novos enunciados os recursos, procedimentos especiais, ações cautelares,
3 Analisa as súmulas canceladas e a redação anterior das execução, as Comissões de Conciliação Prévia, o
súmulas alteradas procedimento sumaríssimo, o dissídio coletivo
3 Completo índice alfabético-remissivo 3A o final, traz modelos das peças processuais mais
utilizadas nas ações trabalhistas

www.rt.com.br RT Informa • Maio/Agosto 2009 11


Editora Revista dos Tribunais e Coimbra Editora
Coimbra Um novo estímulo ao intercâmbio entre Brasil e Portugal

978-85-203-3476-8

Direito Constitucional
As instituições do Estado Democrático e Constitucional
Cristina Queiroz
Páginas: 220 • Formato: 16 x 23 • Acabamento: Capa Flexível
3 Analisa, estuda e interpreta as instituições fundamentais do Estado Democrático e Constitucional
3 Estuda, entre outros temas, o conceito de Estado, a organização interna do poder político, o
conceito de Constituição, os sistemas de governo, o procedimento legislativo, a teoria do controle
de normas, a Constituição e as situações de crise, a proteção dos direitos fundamentais, os
desafios atuais do constitucionalismo

97-232-1162-9 97-232-1110-6 97-232-1716-2


Acto e Processo Branqueamento de A Corrupção
O Dogma da Irrelevância da Capitais: O Sistema Reflexões (a Partir da Lei, da
Vontade na Interpretação e Comunitário de Doutrina e da Jurisprudência)
nos Vícios do Acto Postulativo Prevenção sobre o seu Regime Jurídíco-
Paula Costa e Silva Nuno Brandão Criminal em expanção no
Páginas: 690 Páginas: 120 Brasil e em Portugal
Cláudia Maria Cruz Santos,
Cláudio Bidino, Débora Thaís
de Melo
Páginas: 264

97-232-1631-8 9606939005772 97-232-1353-2


O Direito Direito da União Direito Penal
Administrativo sem Europeia Português
Estado 3 As Consequências Jurídicas
Crise ou Fim de um Textos básicos – Série do Crime
Paradigma? Legislação Jorge de Figueiredo Dias
Luís Filipe Colaço Antunes Maria José Rangel de Páginas: 740
Páginas: 172 Mesquita
Páginas: 556

97-232-1687-5 97-232-1331-1 97-232-1645-5


Internacionalização Linhas de Direito Penal A LitigÂncia de Má Fé
do Direito no Novo e de Filosofia Paula Costa e Silva
Século Alguns Cruzamentos Páginas: 752
Jorge de Figueiredo Dias Reflexivos
Páginas: 248 José de Faria Costa
Páginas: 240

97-232-1661-5 97-232-1657-8 5606939006281


Mobbing ou Assédio Que Futuro para o Teoria Geral do Direito
Moral no Trabalho Direito Processual Civil
Contributo para a sua Penal? 2
Conceptualização Simpósio em homenagem Casos Práticos
Rita Garcia Pereira a Jorge de Figueiredo Dias, Carlos Lacerda Barara
Páginas: 268 por Ocasião dos 20 Anos do Páginas: 76
Código de Processo Penal
Português
Mário Ferreira Monte
Páginas: 828

12 RT Informa • Maio/Agosto 2009 www.rt.com.br


Séries e
Coleções
Biblioteca de Direito Civil – Estudos em homenagem ao Professor Miguel Reale
Coordenadores da coleção: Miguel Reale e Judith Martins-Costa
Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura
ISBN 978-85-203-3474-4
Contratos Nominados v. 2 OUTROS TÍTULOS DA COLEÇão
Mandato • Comissão • Agência e distribuição • Corretagem • Transporte v. 1 – História do Novo Código Civil
Araken de Assis • 2.ª edição • Páginas: 412 v. 3 – C ompra e Venda – Troca
3 Este volume apresenta um estudo sobre os contratos nominados ou Permuta
do Código Civil, objeto dos artigos 653 a 756 v. 4 – Contratos Nominados II
3 Artigo por artigo, examina tais contratos de maneira exaustiva, com v. 5 – D ireito do Promitente
Comprador e Direitos
fundamento na melhor doutrina e na legislação nacional e estrangeira Reais de Garantia
3 Acompanha a metodologia contemporânea, tendo, de um lado, a v. 6 – A dimplemento e Extinção
Constituição e, de outro, as repercussões de cada contrato na dimensão das Obrigações
processual v. 7 – Inadimplemento das
3 Oferece os subsídios necessários para avaliar a aplicação da lei civil aos Obrigações
litígios concretos, inclusive com exemplos práticos v. 8 – Direito Restituitório

Biblioteca de Direito do Consumidor


Antônio Herman V. Benjamin e Claudia Lima Marques
Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura OUTROS TÍTULOS DA COLEÇão
v. 1 – C ontratos no Código de Defesa do Consumidor
v. 4 – R esponsabilidade Civil do Fornecedor pelo Fato do Produto no
Direito Brasileiro
v. 14 – Direito do Marketing
v. 15 – P roteção do Consumidor de Crédito Bancário e Financeiro
v. 16 – A Publicidade Ilícita e a Responsabilidade Civil das Celebridades que
dela Participam
v. 18 – B ancos de Dados e Cadastro de Consumidores
v. 19 – Interesses Difusos, Qualidade da Comunicação e Controle Judicial
v. 20 – Superendividamento
v. 21 – P roteção Contratual do Consumidor
v. 23 – A plicação do Código de Defesa do Consumidor aos Bancos
v. 24 – P roteção do Consumidor no Mercosul e na União Europeia
v. 25 – O Consumidor e os Limites dos Bancos de Dados de Proteção ao
Crédito
ISBN 978-85-203-3508-6 v. 26 – C ódigo de Defesa do Consumidor e o Código Civil de 2002
v. 28 – A plicação do Código de Defesa do Consumidor aos Bancos
Relação de Consumo e Aplicação
v. 29 – D ireitos do Consumidor Endividado
do Código de Defesa do Consumidor
v. 30 – A Incorporação Imobiliária
Leonardo Roscoe Bessa v. 31 – Planos de Saúde
2.ª edição • Páginas: 170 v. 32 – F ormação do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor
3 Aponta soluções para as polêmicas questões de aplicação do CDC v. 33 – A Tutela Administrativa do Consumidor
3 Analisa o critério e o âmbito de incidência do CDC, os conceitos de v. 34 – P rincípios Constitucionais das Relações de Consumo e Dano Moral
fornecedor, produto e serviço e do mercado de consumo v. 35 – R esponsabilidade Civil por Acidente de Consumo na Internet
3 Estuda o diálogo das fontes, harmonizando a disciplina de proteção do v. 36 – Saúde e Responsabilidade 2
consumidor a partir dos princípios constitucionais v. 37 – Informação
3 Examina a questão da incidência do CDC nas atividades bancárias v. 38 – D ano Moral no Direito do Consumidor

Coleção Ciências Criminais


Coord. da coleção: Luiz Flávio Gomes e Rogério Sanches Cunha
Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura

ISBN 978-85-203-3470-6
Legislação Criminal Especial v. 6
Adel El Tasse, Alice Bianchini, Eliana Faleiros Vendramini Carneiro, Jayme Walmer de Freitas,
José Carlos de Oliveira Robaldo, José Luiz Bednarski, Lúcia Bocardo Batista Pinto, Luiz Flávio
Gomes, Renato Brasileiro, Renato M. S. Opice Blum, Ricardo Silvares, Rogério Sanches
Cunha, Ronaldo Batista Pinto, Rony Vainzof, Silvio Maciel, William Terra de Oliveira
Páginas: 1.168
3 Cada lei é estudada por um especialista da área, que traz as mais modernas teorias sobre
OUTROS TÍTULOS DA COLEÇão
o tema e o entendimento mais recente dos tribunais a respeito, especialmente do STF e
v. 1 – D
 ireito Penal – Introdução e princípios fundamentais
do STJ v. 2 – Direito Penal – Parte Geral v. 2
3 Reúne as principais leis penais materiais editadas: consumidor, contravenções, corrupção v. 3 – Direito Penal – Parte Especial v. 3
de menores, drogas, desarmamento, falência, crimes hediondos, interceptação telefônica, v. 4 – D
 ireito Penal – Comentários à Convenção Americana
lavagem de capitais, licitações, meio ambiente, proteção à testemunha, sistema financeiro, sobre Direitos Humanos – Pacto de San José da Costa Rica
software, tortura, trânsito, transplantes, violência doméstica, entre outras v. 5 – Direito Penal – Criminologia v. 5

www.rt.com.br RT Informa • Maio/Agosto 2009 13


Séries e
Coleções
Coleção Direito e Ciências Afins
Alice Bianchini, Luiz Flávio Gomes e William Terra de Oliveira
Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura

A série Direito e Ciências Afins nasceu com o ob­jetivo de difundir informações técnicas e cien­tíficas de áreas que tenham afinidade com o Direito (Filosofia, Filosofia
do Direito, Sociologia e Sociologia Jurídica, Psicologia forense ou judi­cial, Ética, Criminologia, Vitimologia, Justiça Inter­na­cional etc.), contribuindo efetivamente para a
formação do universitário ou do profissional da área jurídica.

ISBN 978-85-203-3511-6 ISBN 978-85-203-3502-4 ISBN 978-85-203-3503-1 ISBN 978-85-203-3516-1


Princípio As Teorias da Conduta em Direito Penal Tribunal Penal Internacional O Controle Jurisdicional
da Insignificância Um estudo da conduta humana do e o Direito Brasileiro da Convencionalidade
e outras excludentes de tipicidade pré-causalismo ao funcionalismo pós-finalista 2.ª edição das Leis
Luiz Flávio Gomes 2.ª edição Valerio de Oliveira Mazzuoli Valerio de Oliveira Mazzuoli
Páginas: 204 Fábio André Guaragni Páginas: 142 Páginas: 142
Páginas: 368

Coleção Direito Penal


Coordenador: Luiz Regis Prado
Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura

ISBN 978-85-203-3461-4
Leis Penais Especiais
Parte I
Adel El Tasse, Cláudio Lopes, Gilson Sidney Amâncio de Souza, Gonçalo Farias de Oliveira Júnior,
Luís Roberto Gomes, Marcos Daniel Veltrini Ticianelli, Mário Coimbra, Nelson Roberto Bugalho,
Pedro Ivo Andrade, Renato de Lima Castro, Rita de Cássia Lopes da Silva e Robervani Pierin do
Prado
Páginas: 238 • Formato: 14 x 21 cm
Acabamento: Brochura
3 Trata da corrupção de menores, discriminação racial, delitos eleitorais, Estatuto do Idoso, crimes
falimentares, genocídio, interceptação telefônica, delitos de trânsito e violência doméstica
3 Ao final de quase todos os capítulos, o leitor encontrará uma seção denominada ”note bem”,
com as questões mais importantes do tema abordado para uma melhor memorização

ISBN 978-85-203-3462-1
Leis Penais Especiais TÍTULOS DA COLEÇÃO
Parte II v. 1 – Direito Penal
Adel El Tasse, Cláudio Lopes, Gilson Sidney Amâncio de Souza, Gonçalo Farias de Oliveira Júnior, Luís Roberto Gomes, Parte Geral
Marcos Daniel Veltrini Ticianelli, Mário Coimbra, Nelson Roberto Bugalho, Pedro Ivo Andrade, Renato de Lima Castro, v. 2 – Direito Penal –
Parte Especial – Arts. 121 a 196
Rita de Cássia Lopes da Silva e Robervani Pierin do Prado
Páginas: 278 • Formato: 14 x 21 cm v. 3 – Direito Penal –
Parte Especial – Arts. 197 a 288
Acabamento: Brochura
v. 4 – Direito Penal
3 Trata do abuso de autoridade, porte e tráfico de drogas, Estatuto do Desarmamento, Estatuto da Criança e do
Parte Especial – Arts. 289 a 359
Adolescente, crimes hediondos, crimes de imprensa, crimes na lei de licitações, responsabilidade penal de prefeitos,
v. 5 – Leis penais especiais
tortura, propriedade intelectual de programa de computador Parte I
3 Ao final de cada capítulo, o leitor encontrará uma seção denominada “note bem”, com as questões mais importantes v. 6 – Leis Penais Especiais
do tema abordado para uma melhor memorização Parte II

Coleção Estudos de Direito de Processo Enrico Tullio Liebman


Orientador da coleção: Arruda Alvim
Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura OUTROS TÍTULOS DA COLEÇão v. 53 – O Princípio da oralidade
v. 16 – Nulidades do Processo e da Sentença v. 54 – A
 Revelia Sob o Aspecto da
ISBN 978-85-203-3513-0
v. 23 – Arresto Cautelar Instrumentalidade
A Causa Petendi no Processo Civil v. 35 – Chamamento ao Processo v. 56 – O
 Princípio da Inafastabilidade do
3.ª edição v. 60 – O Abuso do Processo Controle Jurisdicional
José Rogério Cruz e Tucci  ção Executiva Lato Sensu e Ação
v. 58 – A
Páginas: 332 Mandamental
3 Aponta soluções para as polêmicas questões de v. 37 – Tutela Monitória
aplicação do CDC v. 38 – A
 Causa Petendi nas Ações de
Separação Judicial
3 Analisa o critério e o âmbito de incidência do CDC,
e de Dissolução da União Estável
os conceitos de fornecedor, produto e serviço e do
v. 42 – Processo de Execução
mercado de consumo v. 43 – Condições da Ação
3 Estuda o diálogo das fontes, harmonizando a v. 48 – Execução Civil
disciplina de proteção do consumidor a partir dos v. 49 – Ação Inibitória
princípios constitucionais v. 52 – As Tutelas Cautelar e Antecipada
3 Examina a questão da incidência do CDC nas
atividades bancárias

14 RT Informa • Maio/Agosto 2009 www.rt.com.br


Séries e
Coleções
Coleção Recursos no Processo Civil
Coords. da coleção: Nelson Nery Jr. e
Teresa Arruda Alvim Wambier
Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura

ISBN 978-85-203-3451-5
Agravo Interno
Delosmar Domingos de Mendonça Junior
Páginas: 268
3 Examina questões referentes ao tema à luz dos princípios
constitucionais da duração razoável do processo, do devido
processo legal, do contraditório, ampla defesa e da decisão
colegiada dos tribunais e sua colisão, sua natureza recursal,
denominação, distinção do agravo regimental, contra-razões,
pauta, sustentação oral
3 São apresentadas também propostas dogmáticas a partir da doutrina
acessível e da jurisprudência do STF e do STJ sobre a matéria

ISBN 978-85-203-3471-3
Agravo Interno e Agravo Regimental
Hipóteses de incidência e poderes do relator nos tribunais
Pedro Miranda de Oliveira
Páginas: 334
3 Estudo profundo dos aspectos processuais do tema, ainda pouco
explorados pela doutrina processual brasileira
3 Apresenta algumas posições sobre o novo sistema recursal e um estudo
sobre os poderes do relator nos tribunais
3 Analisa todos os elementos e as características do agravo interno (como
sua importância, sua natureza jurídica, seus requisitos de admissibilidade, ISBN 978-85-203-3480-5
seus efeitos, seu objeto, seu procedimento, sua aplicação de multa) e, Prequestionamento e Repercussão Geral
num capítulo específico, o agravo regimental (diferenças, hipóteses de E outras questões relativas aos recursos especial extraordinário
cabimento), para, ao final, confrontá-los e propor uma sistematização 5.ª edição
José Miguel Garcia Medina
Páginas: 384
OUTROS TÍTULOS DA COLEÇão 3N  esta 5.ª edição, a presente obra vem com alterações estruturais
v. 2 – Os Agravos no CPC Brasileiro relevantes, tendo em vista as recentes transformações por que
v. 3 – Recurso Extraordinário e Recurso Especial passou o recurso extraordinário, pela introdução da necessidade de
v. 6 – O Prequestionamento nos Recursos Extraordinário e Especial repercussão geral da questão nele versada
v. 7 – Apelação Cível 3A  nalisa a admissibilidade e o processamento desses recursos,
v. 10 – Recurso de Terceiro abordando ainda aspectos de teoria geral, como requisitos
v. 11 – Embargos de Declaração
v. 13 – O Recurso Especial
de cabimento, distinção entre admissibilidade e mérito, efeito
v. 14 – O Contraditório nos Recursos e no Pedido de Reconsideração devolutivo
v. 15 – Reclamação 3 Esmiúça os institutos do prequestionamento e da repercussão geral
v. 16 – Efeito Devolutivo da Apelação Civil 3 T rata do procedimento, abrangendo sua regularidade formal,
v. 17 – Princípio da Fungibilidade embargos infringentes, modo de interposição, agravo, interposição
v. 19 – Embargos Infringentes simultânea, forma retida, repercussão geral, sobrestamento e
v. 20 – Apelação no Direito Processual Civil
v. 48 – Repercussão Geral
medidas cautelares

RT Textos Fundamentais
Coord.: Luiz Regis Prado
Formato: 14 x 21 cm • Acabamento: Brochura

ISBN 978-85-203-3456-0
Discurso sobre a Servidão Voluntária OUTROS TÍTULOS DA COLEÇão
v. 1 – Dos Delitos e das Penas
2.ª edição
v. 2 – O Príncipe
Étienne de La Boétie
v. 3 – A Luta pelo Direito
J. Cretella Jr. e Agnes Cretella v. 4 – Institutas do Imperador Justiniano
Páginas: 124 • Formato: 12 x 16 cm v. 5 – Teoria Pura do Direito
3 Considerado como o mais forte e vibrante hino v. 6 – Do Contrato Social
à liberdade jamais escrito v. 7 – A Cidade Antiga
3 La Boétie indaga sobre as razões pelas quais as pessoas v. 9 – Institutas do Jurisconsulto Gaio
se submetem à tirania de um governo, concluindo que v. 10 – C
 urso de Direito Administrativo
o motivo principal da existência deste último reside nas Comparado
próprias pessoas, no seu espírito de servidão voluntária v. 11 – Espadas e Símbolos
3 Assim, comprova, por meio de argumentos incisivos e
exemplos referenciais, o estado de servidão em que se
Formato
encontra a maioria dos homens de seu tempo pocket
12 x 16,5 cm

www.rt.com.br RT Informa • Maio/Agosto 2009 15


1º Fa
se
Ind
Prov icado
a da
OAB

2º Fa
se
Conteúdo especializado para os diversos ramos do Direito em
Periódicos 14 publicações. Nesta edição, destacamos os seguintes títulos:

Limites da interpretação jurídica


Tercio Sampaio Ferraz Junior
exemplo, o uso da forma imperativa: feche a porta contém uma
Doutor em Filosofia pela Johannes Gutenberg Universität,
mensagem cujo conteúdo é a ação de fechar a porta e, ao mesmo
Mainz – Alemanha. Doutor em Direito pela Faculdade de Direito da
tempo, uma relação: o emissor se põe como superior e põe o recep-
USP. Professor Titular do Departamento de Filosofia e Teoria Geral
tor como inferior (relação assimétrica de posições).
do Direito pela Faculdade de Direito da USP. Advogado militante.
Parecerista na área de Direito Tributário, Direito Econômico e Di- A relação/cometimento supõe reações: confirmação, negação, des­
reito Constitucional. confirmação. A reação de confirmação, no exemplo, ocorre pela
obediência; a negação, pela desobediência; a desconfirmação, pela
A interpretação jurídica tem por objeto determinar o sentido vin-
indiferença.
culante da normatividade. Que está no ato, na omissão, no com-
portamento, nas prescrições, nas recomendações, nas políticas, na A mensagem/relato supõe entendimento/desentendimento e exige
organização etc. Por simplificação e abstração, costuma-se dizer compreensão. Fechar a porta pode significar trancá-la, fechar sem
que interpretamos normas jurídicas. Ora o sentido do seu dever-ser, trancá-la ou simplesmente encostá-la.
ora o sentido daquilo que por elas deve-ser, ora o sentido do seu
Entre os dois níveis da comunicação pode haver congruência ou
Este texto pode ser encontrado dever-ser para os destinatários, ora o sentido do seu dever-ser para
incongruência. Quem confirma ou nega ou desconfirma a relação
e lido na íntegra na quem dita normas. Na prática, ora nos fixamos num desses pontos:
nem sempre entende o relato (o conteúdo). Essa incongruência gera
Revista Brasileira de Filosofia interpretamos ou sua validade ou o seu significado ou a sua eficá-
n.º 232 um peculiar problema de metacomunicação e a exigência de ou­
cia ou a sua função. Fixar num desses pontos significa atribuir-lhe
tros relatos sobre a relação, com reafirmação ou com modificação
relevância em vista de um objetivo. Esse objetivo pode ser percebido
expressiva da relação (paráfrase). Por exemplo: eu disse para fechar
num processo de comunicação.
a porta (reafirmação). Ou você está surdo ou não entendeu ou que
A comunicação ocorre em dois níveis: um diz respeito à mensagem eu lhe disse? (ameaça). Ou então: esqueça, eu mesmo fecho a porta
(relato), outro à relação entre os comunicadores (cometimento). Por (desistência).

We the people...
Marcos Zilli
Professor de Direito Processual Penal da USP. Coordenador do De- certa é a renitente preocupação da Suprema Corte com os custos
partamento de Relações Internacionais no IBCCrim. Juiz de Direito. sociais na adoção de tais soluções. Nessa perspectiva, é que a partir
dos anos 70 – e, principalmente, na década de 80 do século passado
A preocupação com os efeitos jurídicos resultantes do emprego de
– a jurisprudência norte americana dá vigorosos sinais em direção a
meios ilegais na obtenção de provas, sobretudo quando desrespei-
um sentido inverso no caminho até então trilhado. É o período em
tados os direitos fundamentais, não é fenômeno recente. A contro-
que são desenhadas várias exceções às exclusionary rules. Boa-fé poli-
vertida questão [...] foi, na experiência americana, produto de uma
cial, fonte independente e descoberta inevitável são apenas alguns
longa elaboração jurisprudencial, constantemente permeada por
dos exemplos mais notórios. Os riscos, obviamente, são mais do que
avanços e retrocessos. Ao menos por aquelas bandas, os esforços fo­
previsíveis. Com efeito, sem um remédio, suficientemente, capaz de
ram concentrados na adoção de medidas que contribuíssem para a
combater o desrespeito aos direitos humanos, difícil será a sedimen-
disseminação de uma cultura de respeitabilidade dos direitos funda-
tação de valores arduamente construídos pela modernidade.
mentais, especialmente por parte dos agentes comprometidos com a
efetivação do sistema de segurança pública. Nessa perspectiva, Herring não constitui um caso isolado. Muito pelo
Este texto pode ser encontrado contrário. Insere-se em um movimento maior de revisão do alcance e
Coube à jurisprudência a fixação de uma rigorosa sanção, qual seja, a
e lido na íntegra na dos efeitos da sanção processual da inadmissibilidade das provas ilíci-
inadmissibilidade processual das provas obtidas em desrespeito àque-
Revista Brasileira de Ciências tas. E nem se alegue cuidar-se de fenômeno restrito ao direito norte-
les direitos. A teoria, que com o passar dos anos ganhou enverga-
Criminais n.º 79 americano. Buscar as raízes históricas, bem como as razões de ordem
dura, é representada por uma conhecida expressão: exclusionary rule.
política e jurídica que motivaram – e ainda motivam – o aperfeiçoa-
Se é certo que as várias decisões proferidas ao longo de décadas mento de tal regra é tarefa crucial, sobretudo para um observador
ampliaram e aprofundaram o alcance da regra – o que foi decisivo estrangeiro, pouco afeito ao dinamismo de um direito que se possa
para a sua incorporação por outros sistemas jurídicos – não menos chamar da casuístico. É a missão que se propõe a íntegra deste artigo.

Lançamento

www.rt.com.br RT Informa • Maio/Agosto 2009 17


Vitrine
25 DE junho
Antonio Celso

Noites de autógrafos em SP Pinheiro Franco e


Celina Raposo do
Os lançamentos da RT foram a atração dos dois mais recentes Amaral Pinheiro
coquetéis realizados pela Editora em São Paulo. O primeiro de- Franco (Prática
les aconteceu no dia 21 de maio e o segundo, em 25 de junho, de Contratos e
na Livraria RT localizada no centro da capital paulista. Ambos os Instrumentos
eventos contaram com a presença dos autores, que receberam os Particulares).
estudantes e profissionais do Direito interessados em conhecer as
novidades e participar das concorridas sessões de autógrafos.

21 DE MAIO
Nas pontas,
Antonio Scarance Édis Milaré
Fernandes (Direito do
e Antonio Ambiente) e
Magalhães Gomes Pedro Miranda de
Filho (Recursos Oliveira (Agravo
no Processo Interno e Agravo
Penal), Marcelo Regimental).
Martins Altoé
(Direito versus
Dever Tributário)
e Gisele Heloisa
Cunha (Embargos
Infringentes).

Mário Sérgio
Sobrinho,
Luiz Fernando Clarissa Ferreira
Vaggione, Macedo D’’Isep
Maurício Zanoide (Políticas Públicas
de Moraes, Ambientais),
Diego Fajardo João Batista
Maranha Leão Lopes (Tutela
de Souza, Antecipada),
Antonio Scarance Rodolfo de
Fernandes, Camargo
Rodrigo Mansour Mancuso (Ação
Magalhães da Civil Pública) e
Silveira, Luís Fernando de Moraes Manzano, Wagner Roby Gídaro, Odete Medauar
Luciana Russo; à frente: Lia Verônica de Toledo Piza e Fernanda Vilares (Políticas Públicas
(Crime Organizado). Ambientais).

José Carlos
José Carlos de
G. Xavier de
Oliveira Robaldo,
Aquino (Manual
Jayme Walmer
de Processo
de Freitas, Eliana
Penal), Vera
Vendramini,
Helena de Mello
Alice Bianchini,
Franco (Direito
José Luiz
Empresarial
Bednarski e
I e II), Odete
Rony Vainzof
Medauar (Direito
(Legislação
Administrativo
Criminal
Moderno) e
Especial).
Cleide Previtalli
Cais (O Processo
Tributário).

18 RT Informa • Maio/Agosto 2009 www.rt.com.br


RT LIDERA INDICAÇÕES AO PRÊMIO JABUTI 2009
A Câmara Brasileira do Livro (CBL) anunciou no dia 20 de agosto os primeiros
finalistas das 21 categorias do 51.º Prêmio Jabuti.
É com orgulho e satisfação que informamos que, das dez obras indicadas em Agenda
cada categoria, a Editora Revista dos Tribunais obteve seis indicações na de
Melhor Livro de Direito.
O Prêmio Jabuti, organizado pela CBL desde 1959, é o mais importante e tradicional prêmio li­terário
brasileiro, sendo aguardado com grande expectativa por toda a comunidade do livro. Mobiliza, 8.º Congresso Brasileiro
anualmente, editores, autores, gráficas, tradutores, capistas, ilustradores, produtores editoriais, livrei- de Direito Constitucional
ros e a mídia geral e especializada. Aplicado
Serão escolhidos três vencedores das obras indicadas. A data da apuração está prevista para o dia 29 Salvador, BA
de setembro, e a entrega do Prêmio, para o dia 4 de novembro. Fiesta Convention Center
10 a 12 de setembro de 2009
Aliada ao desempenho intelectual de nossos autores, a indicação de Melhor Livro de Direito revela a
Informações:
seriedade e credibilidade do trabalho da Editora Revista dos Tribunais.
www.portalmultipla.com.br
Introdução Ao Direito do
Pensamento Jurídico Consumidor Congresso Constituição
e À Teoria Geral do Bruno Miragem e Processo
Direito Privado
Belo Horizonte, MG
Rosa Maria de Andrade Nery
Auditório da PUC – MG
18 a 19 de setembro de 2009
Informações: www.ihj.org.br

Lançamento Coletivo
Execução Prescrição e da Editora Revista
José Miguel Garcia Medina Decadência dos Tribunais
Yussef Said Cahali
São Paulo, SP
Livraria RT
24 de setembro de 2009
Informações: 0800 702 2433

Congresso Internacional de
Piscanálise e Direito – A Lei e
Código de Processo Os Poderes do Juiz e o a Questão Homoafetiva
Civil – Comentado Controle Das Decisões Brasília, DF
Artigo Por Artigo Judiciais
Auditório do MPDFT
Daniel Mitidiero e Coordenadores:
24 a 29 de setembro de 2009
Luiz Guilherme Marinoni José Miguel Garcia Medina,
Luana Pedrosa de Figueiredo Informações: (61) 3346-7736
Cruz, Luís Otávio Sequeira
de Cerqueira e Luiz Manoel XIV Simpósio Sul Brasileiro
Gomes Junior de Direito e Processo
Joinville, SC – Auditório da
Faculdade Tupy/SocieSC
RT marca presença na Bienal do Livro do RJ 01 a 03 de outubro de 2009
Informações: www.voxlegem.com.br
A Editora Revista dos Tribunais está presente
na XIV Bienal do Livro Rio, que acontece no 7.º Congresso Ambiental
período de 10 a 20 de setembro, no Riocentro. São Paulo, SP
A mostra é um dos maiores eventos editoriais Hotel Paulista Plaza
do País e espera atrair 700 mil visitantes. Se a
10 a 21 de outubro de 2009
expectativa for confirmada, a edição deste ano
Informações: www.voxlegem.com.br
se tornará a maior da história do evento, com
cerca de 900 expositores, reunidos numa área www.ibcbrasil.com.br
de 55 mil m2.
Novas Teses das Ciências
O estande da RT conta com 50 m² e uma com- Criminais
pleta infraestrutura para receber os visitantes. Centro de Convenções
Nele, os leitores interessados têm acesso a todo
Salvador – BA
o extenso catálogo de produtos da Editora, acompanham o lançamento de diversas obras e ainda
29 a 31 de outubro de 2009
aproveitam as condições comerciais especialmente preparadas para a ocasião.
Informações:
Por tudo isso, não deixe de visitar o estande da RT na Bienal no Pavilhão Verde, Avenida Zélia www.portalmultipla.com.br
Gattai – P12. “Tenho certeza de que os visitantes vão apreciar as novidades a serem apresentadas”,
afirma Mauro Azevedo, gerente da Livraria RT.

www.rt.com.br RT Informa • Maio/Agosto 2009 19


ira mão
Saiba em prime os juristas
o d e re n o m a d
a opiniã
centes
sobre as mais re
lativas.
alterações legis

Luiz Manoel
Luciano Alves Rossato José Miguel Medina e
Luana Pedrosa
Guilherme de Souza Nucci Paulo Eduardo Lépore Fabio Caldas
Luís Otávio
128 páginas 192 páginas 256 páginas
Rogerio Favreto
Sidney Palharini
272 páginas

Equipe RT Equipe RT Equipe RT Luiz Flávio, Rogério Sanches


e Valério Mazzuoli
160 páginas 176 páginas 48 páginas 160 páginas

WWW.RT.COM.BR

Você também pode gostar