Você está na página 1de 2

FRANCISCO E AS IRMÃS AVES

Personagens: Francisco de Assis, Quetzal, Pássaro Azul, João e Maria.

FRANCISCO: Paz e bem, irmãos! Hoje falo-vos desde as altas montanhas da Guatemala.
Neste país da América Central vive uma das aves mais belas da Terra: o quetzal. Tem
penas verdes e azuis, peito vermelho e uma cauda longa. Bendito seja Deus, que criou tão
bela criatura.
QUETZAL: E bendito sejas tu, irmão Francisco! Bem-vindo à nossa casa!
FRANCISCO: Como sabes o meu nome? Nunca nos tínhamos visto antes...
QUETZAL: Tu és o santo que falas connosco. Os meus antepassados falaram-me de ti.
FRANCISCO: Sendo tu tão majestoso, porque tens um canto tão humilde e baixinho?
QUETZAL: Tenho de me proteger...
FRANCISCO: De quem?
QUETZAL: Das pessoas sem coração. Eu vivo escondendo-me. Só posso fazer o ninho
em árvores como esta, tão altas que fazem cócegas às nuvens. Só aqui encontro a minha
comida favorita... Escuta. Estão aí outra vez!
FRANCISCO: É fogo! Um incêndio!
QUETZAL: Era o que te dizia. Eles queimam as árvores, deixam os montes
desarborizados... E também nos matam a nós.
PÁSSARO AZUL: Good morning!... Good morning!
FRANCISCO: Quem és tu? Como te chamas?
PÁSSARO AZUL: Pássaro azul, porque tenho o céu pintado nas minhas penas.
FRANCISCO: E porque falas em inglês?
QUETZAL: Ele vem do Norte.
PÁSSARO AZUL: Somos aves migratórias. Quando faz frio no Norte, migramos para
Sul. E quando chega o frio ao Sul, voltamos para o Norte. Mas, repara na nossa tragédia.
Vimos aqui à procura de comida e só encontramos terra seca, sem vida. Vimos à procura
de bom tempo, mas o calor está a tornar-se insuportável.
MARIA: Temos complicado a vida a vocês, irmãos pássaros!...
QUETZAL: Mas vocês estão tão mal quanto nós...
JOÃO: Acho que percebo o que dizes...
PÁSSARO AZUL: Nos meus voos, vejo milhares de pessoas, adultos, jovens e também
crianças, que partem da Guatemala, Honduras, México... Vão para o Norte, à procura de
um emprego nos Estados Unidos.
JOÃO: À Europa também chegam imigrantes e refugiados que fogem de África e de
países árabes do Médio Oriente.
MARIA: Compram passagens caríssimas a passadores, Lançam-se ao mar em barcos
frágeis cheios de gente. Muitos morrem afogados durante a travessia do mar
Mediterrâneo, outros chegam à costa da Itália, da Grécia ou de Espanha.
PÁSSARO AZUL: Fogem das mudanças climáticas, das guerras, da falta de trabalho, da
falta de tudo, verdade?
QUETZAL: Nós, pássaros, podemos voar. Mas os imigrantes e refugiados não. E
deparam com muros por ultrapassar, com fronteiras fechadas...
MARIA: Muitos ficam retidos em campos para refugiados...
JOÃO: Outros são repatriados.
FRANCISCO: Essas notícias entristecem-me. Pessoas e animais tratados como
criminosos!...
QUETZAL: Irmãos Francisco, Maria e João, queremos pedir-lhes uma coisa: digam aos
seus irmãos humanos que não queremos desaparecer. Digam-lhes que o mundo seria mais
feio sem nós e sem os nossos cantos. E digam-lhes para acolherem a todos como
habitantes da mesma e única Casa Comum.

* Adaptado da série radiofónica Laudato Si’ da Rede Eclesial Panamazónica (REPAM).


Pode-se ouvir os áudios em http://zip.net/bttm7m

Interesses relacionados