Você está na página 1de 32

CENÁRIO MACROECONÔMICO E POLÍTICO

DEZEMBRO DE 2017

1
1. Economia Internacional

2. Economia Brasileira

2
Cenário Internacional
 Zona do Euro: a chanceler Merkel saiu
mais enfraquecida das eleições. PIB do
terceiro trimestre mostra momento
Índice VIX EUA: título de 10 anos (%) favorável da economia na região.
18 2,6
 Reino Unido: o preço do Brexit começa
a aparecer. Diversas estimativas
2,5 sugerem que até agora o Brexit reduziu
16
o crescimento econômico entre 0,6% e
2,4 1,2%, com média de 0,9%. A inflação
14 subiu de 0,4%, quando do referendo,
2,3 para 3,1% no mês passado;
12  EUA: contrariando a nossa expectativa,
2,2
a Reforma Tributária foi aprovada no
10 Congresso norte-americano.
2,1
 Petróleo: o acordo da OPEP com a
8 2,0 Rússia foi renovado. Ainda assim
acreditamos que o preço do petróleo
19/06/17 19/08/17 19/10/17 19/12/17
deve ceder;
 A bolha de bitcoin deve explodir logo;
3
EUA: PIB

Var. no trim/ trim anterior, anualizada, com ajuste sazonal - %

5,5

3,5
3,3

1,5

-0,5

-2,5
2012q3 2013q3 2014q3 2015q3 2016q3 2017q3
Fonte: Bureau of Economic Analysis . Elaboração: MB Associados.
EUA: criação de vagas de trabalho

Criação de vagas de trabalho - Em milhares

360
Antes da Revisão Atual
228
240

120

-120
nov/16 mai/17 nov/17
Fonte: BLS. Elaboração: MB Associados. Dados Dessazonalizados.
Europa: economia continua firme no terceiro trimestre
PIB - Alemanha PIB - Zona do Euro
(var. trim. contra trim. anterior - %) (var. trim. contra trim. anterior - %)
0,8
0,6

III/14 III/15 III/16 III/17 III/14 II/15 I/16 IV/16 III/17


PIB - França PIB - Itália
(var. trim. contra trim. anterior - %) (var. trim. contra trim. anterior - %)
0,5
0,4

III/14 II/15 I/16 IV/16 III/17 IV/13 I/15 II/16 III/17


Fonte: Bloomberg. Elaboração: MB Associados.
6
Continuamos com a visão que o preço do petróleo deve
ceder
Produção OPEP Produção EUA
(milhares de barris por dia)
Milhares de barris por dia
nov/17 jan/17 nov/17 - jan/17
Total OPEP 32470 32230 240 10.000
9780
9.600
Preço 9682
nov/17
US$/ Barril
9.200
70
BRENT WTI
65 8915
64,0
8.800 jan/17
60
57,5
55

50
8.400

45 +767
40 8.000
19/02/17 19/07/17 19/12/17 08/12/15 08/12/16 08/12/17

Fonte: Bloomberg. Elaboração: MB Associados 7


1. Economia Internacional

2. Economia Brasileira

8
Sondagem do Consumidor: variação em rel. ao
mesmo mês do ano ant. (%)
Expectativas
Índice de Confiança 26,6
25,1 35,2 35,2
29,5
19,6 27,7 26,5
17,9 23,1 25,2
17,0 17,0
12,7 13,2
10,6 14,8
11,1
6,6 6,5
3,7 4,5
1,9 1,4 3,1 3,2

nov/16 mar/17 jul/17 nov/17 nov/16 mar/17 jul/17 nov/17

Situação Presente
10,2
8,9 9,0
7,2 8,0
6,3 6,5
4,7
2,9
0,4 1,7

-0,7
-3,2

nov/16 mar/17 jul/17 nov/17


Fonte: FGV. Elaboração: MB Associados.
9
Evolução do mercado de autos e comerciais leves
Autos e Autos e
Volume, em Volume, em
Vendas Comerciais (%)
mil unidades Produção Comerciais %
leves mil unidades
leves
2013 3.576 -1,6
2013 3.485 1,0
2014 3.329 -6,9
2015 2.477 -25,6 2014 2.973 -14,7
2016 1.986 -19,8 2015 2.334 -21,5
2017 2.196 10,6 2016 2.077 -11,0
2018 2.457 11,9 2017 2.631 26,7
Fonte: Fenabrave. Elaboração: MB Associados Fonte: Anfavea. Elaboração: MB Associados

Soma em 12 meses em milhares de


unidades de automóveis e comerciais
4.000 leves (vendas)
Milhares

3.500

3.000 2018
2.500
2457
2017
2.000
2196
1.500 2016
1986
1.000

10
Evolução do mercado de autoveículos

Variação do acumulado no ano* em relação ao mesmo período do ano anterior -%

Auto 10,9
Auto + Com Leves 10,1
Comerciais leves 5,3
Total geral 1,5
Ônibus 6,1
Implem. Rodoviário 5,6
Caminhão 0,1
Moto -15,4
Fonte: Fenabrave. Elaboração: MB Associados. *Dados acumulados até Nov/17.
11
IBC-BR: Índice de Atividade Econômica do Bacen

Variação em relação ao mesmo Variação em relação ao mês


mês do ano anterior – % anterior - %
Ajustado sazonalmente

4,0 2,92 1,5


1,0
1,5 0,29
0,5
-1,0 0,0
-0,5
-3,5 -1,0
abr/17 jul/17 out/17 abr/17 jul/17 out/17

Fonte: Banco Central. Elaboração: MB Associados.


PIB e Subsetores

Crescimento em relação ao mesmo trimestre do ano anterior - %

Agropecuária 9,1
Comércio 3,8
Indústria Extrativa Mineral 2,4
Indústria da Transformação 2,4
Serviços imobiliários e aluguel 2,1
Transporte, armazenagem e correio 1,9
PIB 1,4
Outros Serviços 1,2
Prod. E distrib., de eletricidade,gás e água 0,2
Intermed. Financeira, previd. complementar 0,0
Adm., saúde e educação públicas -0,8
Serviços de informação -3,0
Construção civil -4,7
Fonte: Ibge. Elaboração: MB Associados. *Dados referentes ao 3º trim. de 2017.
Crescimento do PIB pela ótica da demanda

Crescimento em relação ao trimestre imediatamente anterior - %

10,0
IV/16 I/17
6,6
II/17 III/17
5,0 4,1

1,2 1,6

0,0
-0,2

-5,0
Consumo das Consumo da Adm. Formação Bruta de Exportação Importação
famílias Pública capital Fixo
Fonte: IBGE. Elaboração: MB Associados.
Investimentos em relação ao PIB a preços de mercado
Formação bruta de capital fixo/PIB a preços de mercado

23%

22%

21%

20%

19%

18%

17%
16,1%
16%

15%
I/13 III/13 I/14 III/14 I/15 III/15 I/16 III/16 I/17 III/17
Fonte: IBGE. Elaboração: MB Associados.
PIB: lado da oferta – crescimento em %

2017 P 2018 P
PIB a preços de mercado 1,0 3,1
Oferta
Agropecuária 13,6 1,8
Indústria 0,0 4,4
Mineração e Petróleo 5,3 6,7
Transformação 1,5 5,0
Construção -5,0 2,8
SIUP (água e eletricidade) 1,2 4,3
Serviços 0,2 2,6

Fonte: IBGE. Elaboração e Projeção: MB Associados


PIB: lado da demanda – crescimento em %

2017 P 2018 P
PIB a preços de mercado 1,0 3,1
Demanda
Consumo do Governo -0,7 -0,8
Consumo das Famílias 1,0 3,4
Formação Bruta de Capital -2,1 3,8
Exportação 4,8 3,0
Importação 4,2 3,0

Fonte: IBGE. Elaboração e Projeção: MB Associados


Caged: Geração de empregos no ano

Mil pessoas - acumulado até outubro

1.931
1.319 1.133
700
217

-899 -792
2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017
Fonte: Caged. Elaboração: MB Associados.
Taxa de desocupação (%)
Trimestre móvel

2015 2016 2017


1º nov-dez-jan 6,8 9,5 12,6
2º dez-jan-fev 7,4 10,2 13,2
3º jan-fev-mar 7,9 10,9 13,7
4º fev-mar-abr 8,0 11,2 13,6 Variação do
5º mar-abr-mai 8,1 11,2 13,3 nível de
ocupados
6º abr-mai-jun 8,3 11,3 13,0 +2.598.000
7º mai-jun-jul 8,6 11,6 12,8
Em 7 meses!
8º jun-jul-ago 8,7 11,8 12,6
9º jul-ago-set 8,9 11,8 12,4
10º ago-set-out 8,9 11,8 12,2
11º set-out-nov 9,0 11,9
12º out-nov-dez 9,0 12,0

Fonte: IBGE. Elaboração: MB Associados.


Massa real de renda (emprego x renda)
crescimento ano contra ano anterior em %

8,0
6,0
4,0 4,4
2,0
0,0
-2,0
-4,0
-6,0
-8,0

Fonte: IBGE. Elaboração: MB Associados.

20
Evolução da concessão de crédito

Crescimento mês/mês ano anterior- %


Pessoa Jurídica
19.0
Pessoa Física
12.0 10.9
5.0 6.6
-2.0
-9.0
-16.0
-23.0
-30.0

Oct-14 Oct-15 Oct-16 Oct-17


Fonte: Bacen. Elaboração: MB Associados.
21
Brasil – safra de grãos

Milhões de toneladas 2016/17 2017/18 2017/18 2017/18


out/17 nov/17 dez/17
Algodão 11,530 1,682 1,689 1,690

Arroz 12,328 11,805 11,711 11,612

Feijão 3,400 3,325 3,268 3,280

Milho 97,843 92,900 92,342 92,223

Soja 114,075 107,133 107,539 109,183

Trigo 4,299 4,881 4,299 4,299

Outros 4,241 4,466 4,568 4,247

Total 237,716 213,079 225,416 226,534


Fonte: Conab (dez/17). Elaboração: MB Associados
IPCA: queda generalizada em todos os componentes

Crescimento acumulado em 12 meses - %


18
Bens Não-Duráveis Bens Semi-Duráveis
Duráveis Serviços
13

4.6
3 2.1

-1.7
-2
-2.9

-7
Nov/12 Nov/13 Nov/14 Nov/15 Nov/16 Nov/17
Fonte: Bacen. Elaboração: MB Associados.
IPCA – acumulado em 12 meses em %

Cresc. acm 12 meses - % IPCA meta de inflação


12,0
2015
10,0
10,7

8,0 2016
6,3
6,0
6,4
5,6 2017 2018
4,0 3,8
2,8
2,0
dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 dez/16 dez/17 dez/18
Fonte: IBGE e Bacen. Elaboração: MB Associados.

24
Taxa de juros real ex-ante (expectativa do IPCA para os
próximos 12 meses)
%
10,0
O Banco Central reduziu o compulsório sobre
os depósitos à vista de 45% para 40% e sobre
os recursos a prazo de 36% para 34%. O que
8,0 implica em uma liberação de R$ 20,5 bilhões e
a expectativa de redução do spread bancário.

6,0

4,0
2,9
2,0

0,0
nov/2011 mai/2013 nov/2014 mai/2016 nov/2017
Fonte: Bloomberg. Elaboração: MB Associados.
Taxa de câmbio e prêmio de risco

550 4,5
500
4,0
450
400
3,5
350 3,29
300 3,0
250
2,5
200
CDS (em pontos base) 164,0
150
Taxa de Câmbio (Real/Dólar) 2,0
100
50 1,5
19/12/14 19/12/15 19/12/16 19/12/17
Fonte: Bloomberg. Elaboração: MB Associados.
26
Desafio final será a política fiscal

Resultado primário (% do Dívida Pública Bruta (% do


4,5 PIB) 77
PIB)
74,4
3,5
2,5 72

1,5
67
0,5
-0,5 62

-1,5
57
-2,5
-2,88
-3,5 52
out/05 out/11 out/17 out/11 out/14 out/17
Fonte: STN. Elaboração: MB Associados.

27
Cenários para dívida bruta (% do PIB)

100,0
95,0
Básico Pessimista 97,6
90,0 Média 2019-2022 Básico Pessimista
Primário (% do PIB) 0,6 1,6
85,0
Juros (% média) 7,44 10,36
80,0 Inflação (%) 4,2 5,9 80,7
75,0 Crescimento PIB (%) 2,8 0,2

70,0
65,0
60,0
55,0
50,0
2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022
Fonte: Bacen, IBGE. Elaboração e projeção: MB Associados
Cenário político básico de curto prazo: previdência adiada para
fevereiro.
– Tentaram aprovar este mês usando uma combinação de:

• boa comunicação: privilégio dos servidores públicos;

• discurso de um crescimento mais substantivo à época das eleições;

• usual disponibilização de cargos e emendas.

– Não deu e o tema volta no início do próximo ano legislativo. Dificuldade


maior por conta de ser um ano eleitoral.

– Porém a estratégia de exposição dos ganhos extraordinários da burocracia


estatal, já em andamento, com destaque para o Judiciário deve ajudar a
aumentar o apoio da população.

29
Cenário Político Básico de curto prazo: julgamento de Lula em janeiro
pelo TRF4
 Lula será julgado no caso do tríplex em 24 de janeiro.

– Questão criminal: Cabe recurso? Poderá ser preso?

– Questão eleitoral : já fica inelegível pela Lei da Ficha Limpa?

 Não há consenso entre juristas sobre estas questões. No caso


eleitoral, a Lei da Ficha Limpa diz que fica inelegível após a 2ª
instância , mas se a defesa de Lula entrar com embargos , os efeitos
da lei são suspensos até o julgamento dos mesmos.

 Nesta situação, Lula poderá registrar a candidatura no TSE (até agosto


de 2018). Só depois disto o TSE julgará o caso.

 Única coisa possível: aceleração dos passos para evitar um imbróglio


político muito grande.
30
Cenário Político Básico para a eleição

 Colocada a situação de Lula, reafirmamos o dito na última reunião : o grid de


largada ainda não está formado e a polarização Lula-Bolsonaro não está
consolidada.

 Lula ? Como ficará o candidato e o PT?

 Bolsonaro tem sido testado em diferentes fóruns sem grande sucesso. Ainda
não há clareza se resistirá a uma campanha dura.

 Ciro e Marina manterão uma posição competitiva? No cenário sem Lula,


Marina cresce? E Ciro?

 Luciano Huck, que desistiu da empreitada voltará ao páreo mais à frente?

 Maior disputa será ao cento. Por “default” hoje, Geraldo Alckmin é o nome
mais consolidado.

31
OBRIGADO!

É expressamente proibido retransmitir, publicar ou copiar o conteúdo desta


apresentação sem a autorização prévia da MB Associados.

Rua Henrique Monteiro, 90


Térreo / 12o andar | Pinheiros
05423-020 | São Paulo | SP
Brasil Fone: (11) 3372-085
contato@mbassociados.com.br