Você está na página 1de 22

09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Centro de dados
Um data center é uma instalação usada para hospedar sistemas
informáticos e componentes associados, como sistemas de
telecomunicações e armazenamento . Em geral, inclui redundante ou
fontes de alimentação de backup , conexões de comunicação de dados
redundantes, controles ambientais (por exemplo, ar condicionado,
supressão de fogo) e vários dispositivos de segurança. Um grande centro de
dados é uma operação em escala industrial que usa tanta eletricidade como
uma pequena cidade. [1] [2]
Um engenheiro de operações que
supervisiona uma sala de controle
de operações de rede de um data
center
Conteúdo
História
Requisitos para centros de dados modernos
neutralidade do operador
níveis e níveis dos centros de dados
Considerações de design
Programação de design
Critérios de modelagem
Recomendações de design
Projeto conceitual
Projeto detalhado
Projetos de infra-estrutura de engenharia mecânica
Projeto de infra-estrutura de engenharia elétrica
Design de infraestrutura tecnológica
Disponibilidade expectativas
Seleção do site
Modularidade e flexibilidade
Controle ambiental
metal
Energia elétrica
Roteamento de cabos de baixa tensão
Proteção contra incêndio
Segurança
Uso de energia
Emissões de gases de efeito estufa
Eficiência energética
Análise do uso da energia
Análise de energia e resfriamento
Análise da eficiência energética
Análise computacional de dinâmica de fluidos (CFD)
Mapeamento da zona térmica
Centros de dados verdes
Reutilização de energia
infra-estrutura de rede
Gerenciamento de infra-estrutura do centro de dados

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 1/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Gerenciando a capacidade de um data center


Aplicações
fornecedores de colocação por atacado e varejo nos EUA
Veja também
Referências
Ligações externas

História
Os centros de dados têm suas raízes nas enormes salas de informática das
primeiras idades da indústria de informática. Os primeiros sistemas
informáticos, complexos para operar e manter, exigiam um ambiente
especial para operar. Muitos cabos eram necessários para conectar todos os
componentes, e os métodos para acomodar e organizar estes foram
concebidos, tais como racks padrão para montar equipamentos, pisos
elevados e bandejas de cabos (instalados sobre a cabeça ou debaixo do piso
elevado). Um único mainframe exigia grande poder e teve que ser resfriado
para evitar o superaquecimento. A segurança tornou-se importante - os
computadores eram caros e eram freqüentemente usados para Sala de computadores de controle
militarespropósitos. As diretrizes básicas de projeto para controlar o acesso de missão da NASA por volta de
à sala de computadores foram, portanto, planejadas. 1962

Durante o auge da indústria de microcomputadores, e especialmente


durante a década de 1980, os usuários começaram a implantar computadores em todos os lugares, em muitos casos
com pouco ou nenhum cuidado com os requisitos operacionais. No entanto, à medida que as operações de tecnologia
da informação (TI) começaram a crescer em complexidade, as organizações tornaram-se conscientes da necessidade
de controlar os recursos de TI. O advento do Unix desde o início dos anos 1970 levou à proliferação subsequente de
livremente disponíveis Linux Compatível PC operacional de sistemas durante a década de 1990. Estes foram
chamados de " servidores ", já que os sistemas operacionais de tempo compartilhado como o Unix dependem
fortemente do modelo cliente-servidor para facilitar o compartilhamento de recursos únicos entre vários usuários. A
disponibilidade de equipamentos de rede baratos , aliada a novos padrões de cabeamento estruturado em rede ,
possibilitou o uso de um design hierárquico que colocasse os servidores em uma sala específica dentro da empresa. O
uso do termo "centro de dados", aplicado a salas de computadores especialmente projetadas, começou a ganhar
reconhecimento popular sobre esse tempo.

O boom dos centros de dados veio durante a bolha ponto-com de 1997-2000. As empresas precisavam de
conectividade rápida à Internet e operação sem parar para implementar sistemas e estabelecer uma presença na
Internet. A instalação de tais equipamentos não era viável para muitas empresas menores. Muitas empresas
começaram a construir instalações muito grandes, chamadas centros de dados da Internet (IDCs), que fornecem
clientes comerciaiscom uma gama de soluções para implantação e operação de sistemas. Novas tecnologias e práticas
foram projetadas para lidar com a escala e os requisitos operacionais de tais operações em larga escala. Essas práticas,
eventualmente, migraram para os centros de dados privados e foram adotadas principalmente por causa de seus
resultados práticos. Os centros de dados para computação em nuvem são chamados centros de dados da nuvem
(CDCs). Mas hoje em dia, a divisão desses termos quase desapareceu e eles estão sendo integrados em um termo "data
center".

Com o aumento da absorção da computação em nuvem , as organizações empresariais e governamentais examinam os


centros de dados em maior grau em áreas como segurança, disponibilidade, impacto ambiental e adesão aos padrões.
Os documentos de padrões de grupos profissionais credenciados , como a Associação da Indústria de

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 2/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Telecomunicações , especificam os requisitos para o design do data center. As métricas operacionais bem conhecidas
para a disponibilidade do centro de dados podem servir para avaliar o impacto comercial de uma interrupção. O
desenvolvimento continua na prática operacional, e também no design de centro de dados ambientalmente amigável.
Os centros de dados geralmente custam muito para construir e manter.

Requisitos para centros de dados modernos


As operações de TI são um aspecto crucial da maioria das operações
organizacionais em todo o mundo. Uma das principais preocupações é a
continuidade do negócio; As empresas contam com seus sistemas de
informação para executar suas operações. Se um sistema não estiver
disponível, as operações da empresa podem ser prejudicadas ou
interrompidas completamente. É necessário fornecer uma infra-estrutura
confiável para operações de TI, a fim de minimizar qualquer chance de
interrupção. A segurança da informação também é uma preocupação e, por
Racks de equipamentos de
esse motivo, um centro de dados oferece um ambiente seguro que
telecomunicações em parte de um
minimiza as chances de uma violação de segurança. Um centro de dados
data center
deve, portanto, manter padrões elevados para garantir a integridade e a
funcionalidade do seu ambiente de computador hospedado. Isso ocorre
através da redundância de sistemas de refrigeração e energia mecânica (incluindo geradores de energia de
emergência) que atendem o centro de dados juntamente com os cabos de fibra óptica.

O Padrão de Infra-estrutura de Telecomunicações da Associação de Indústria de Telecomunicações para Centros de


Dados [3] especifica os requisitos mínimos para infra-estrutura de telecomunicações de centros de dados e salas de
informática, incluindo centros de dados corporativos de inquilino único e centros de dados de hospedagem de internet
multi-tenant. A topologia proposta neste documento destina-se a ser aplicável a qualquer data center de tamanho. [4]

Telcordia GR-3160, NEBS Requisitos para Equipamentos e Espaços do Centro de Dados de Telecomunicações , [5]

fornece diretrizes para espaços de centros de dados dentro de redes de telecomunicações e requisitos ambientais para
o equipamento destinado a instalação nesses espaços. Esses critérios foram desenvolvidos conjuntamente pela
Telcordia e representantes da indústria. Eles podem ser aplicados aos espaços do centro de dados habitação de
processamento de dados ou equipamentos de Tecnologia da Informação (TI). O equipamento pode ser usado para:

Operar e gerenciar a rede de telecomunicações de um transportador


Fornecer aplicativos baseados em centros de dados diretamente para os clientes da operadora
Fornecer aplicativos hospedados para que um terceiro forneça serviços aos seus clientes
Fornecer uma combinação desses e aplicativos semelhantes de data center.
A operação efetiva do centro de dados requer um investimento equilibrado na instalação e nos equipamentos alojados.
O primeiro passo é estabelecer um ambiente de instalação de linha de base adequado para instalação de
equipamentos. A padronização e a modularidade podem gerar poupanças e eficiências na concepção e construção de
centros de dados de telecomunicações.

A padronização significa construção integrada e engenharia de equipamentos. A modularidade tem os benefícios da


escalabilidade e do crescimento mais fácil, mesmo quando as previsões de planejamento são menores do que o ótimo.
Por estas razões, os centros de dados de telecomunicações devem ser planejados em blocos de construção repetitivos
de equipamentos e equipamentos associados e de suporte (condicionamento) quando praticáveis. O uso de sistemas
centralizados dedicados requer previsões mais precisas de necessidades futuras para evitar costosas sobre a
construção, ou talvez pior - em construção que não atenda às necessidades futuras.

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 3/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

O centro de dados "luzes apagadas", também conhecido como um data center escuro ou escuro, é um centro de dados
que, idealmente, eliminou a necessidade de acesso direto pelo pessoal, exceto em circunstâncias extraordinárias.
Devido à falta de necessidade de pessoal entrar no data center, ele pode ser operado sem iluminação. Todos os
dispositivos são acessados e gerenciados por sistemas remotos, com programas de automação usados para executar
operações desatendidas. Além das economias de energia, da redução dos custos de pessoal e da capacidade de localizar
o site a partir de centros populacionais, a implementação de um centro de dados sem esclarecimento reduz a ameaça
de ataques mal-intencionados contra a infraestrutura. [6] [7]

Existe uma tendência para modernizar os centros de dados, a fim de aproveitar o desempenho e os aumentos da
eficiência energética dos novos equipamentos e capacidades de TI, como a computação em nuvem . Esse processo
também é conhecido como transformação do centro de dados. [8]

As organizações estão passando por um rápido crescimento de TI, mas seus centros de dados estão envelhecendo. A
empresa de pesquisa da indústria International Data Corporation (IDC) coloca a idade média de um data center aos
nove anos de idade. [8] A Gartner , outra empresa de pesquisa, diz que data centers com mais de sete anos são
obsoletos. [9]

Em maio de 2011, a organização de pesquisa do centro de dados Uptime Institute informou que 36% das grandes
empresas pesquisadas esperam esgotar a capacidade de TI nos próximos 18 meses. [10]

A transformação do centro de dados leva uma abordagem passo-a-passo através de projetos integrados realizados ao
longo do tempo. Isso difere de um método tradicional de atualizações de centro de dados que leva uma abordagem
serial e manuseada. [11] Os projetos típicos dentro de uma iniciativa de transformação de data center incluem
padronização / consolidação, virtualização, automação e segurança.

Padronização / consolidação: o objetivo deste projeto é reduzir o número de centros de dados que uma grande
organização pode ter. Este projeto também ajuda a reduzir o número de hardware, plataformas de software,
ferramentas e processos dentro de um data center. As organizações substituem o equipamento do data center
do envelhecimento por novos que oferecem maior capacidade e desempenho. As plataformas de computação,
redes e gerenciamento são padronizadas para que sejam mais fáceis de gerenciar. [12]
Virtualize: existe uma tendência para usar tecnologias de virtualização de TI para substituir ou consolidar vários
equipamentos do centro de dados, como servidores. A virtualização ajuda a reduzir as despesas de capital e de
operação [13] e reduzir o consumo de energia. [14] As tecnologias de virtualização também são usadas para criar
desktops virtuais, que podem ser hospedados em data centers e alugados em assinatura. [15] Dados divulgados
pelo banco de investimentos A Lazard Capital Markets informa que 48 por cento das operações da empresa
serão virtualizadas até 2012. O Gartner vê a virtualização como um catalisador para a modernização. [16]
Automatização: a automação do centro de dados envolve a automação de tarefas como provisionamento ,
configuração, parcelamento , gerenciamento de lançamento e conformidade. À medida que as empresas sofrem
de poucos trabalhadores de TI qualificados, [12] tarefas de automação tornam os centros de dados executados
de forma mais eficiente.
Garantia: nos centros de dados modernos, a segurança dos dados em sistemas virtuais é integrada com a
segurança existente das infra-estruturas físicas. [17] A segurança de um data center moderno deve levar em
consideração segurança física, segurança de rede e segurança de dados e usuários.

Neutralização da transportadora
Hoje em dia, muitos centros de dados são geridos por provedores de serviços de internet apenas com a finalidade de
hospedar seus próprios servidores e terceiros .

No entanto, tradicionalmente, os centros de dados foram construídos para o uso exclusivo de uma grande empresa, ou
como hotéis de operadoras ou centros de dados neutros em rede .

Essas instalações permitem a interconexão de operadoras e atuam como centros regionais de fibra que atendem
negócios locais, além de hospedar servidores de conteúdo .

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 4/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Níveis e níveis dos centros de dados


A Telecommunications Industry Association é uma associação comercial credenciada pelo ANSI (American National
Standards Institute). Em 2005, publicou ANSI / TIA-942, Padrão de Infra-estrutura de Telecomunicações para
Centros de Dados, que definiu quatro níveis de centros de dados de maneira cuidadosa e cuidadosa. [18] O TIA-942 foi
alterado em 2008, 2010, 2014 e 2017. TIA-942: a Visão geral dos padrões do centro de dados descreve os requisitos
para a infra-estrutura do centro de dados. O mais simples é um centro de dados de Nível 1, que é basicamente uma
sala de servidores, seguindo diretrizes básicas para a instalação de sistemas informáticos. O nível mais rigoroso é um
centro de dados de Nível 4, que é projetado para hospedar os sistemas de computador mais importantes para a
missão, com subsistemas totalmente redundantes, a capacidade de operar continuamente por um período de tempo
indefinido durante interrupções de energia primárias.

O Uptime Institute , uma organização de pesquisa e organização de serviços de dados baseada em Seattle, WA, definiu
o que comumente se refere hoje como "Tiers" ou com mais precisão, o "Padrão de Nível". Os níveis padrão de Nível de
Uptime descrevem a disponibilidade de processamento de dados a partir do hardware em um local. Quanto maior o
nível de nível, maior a disponibilidade esperada. Os Padrões de Nível do Uptime Institute são mostrados abaixo.
[19] [20]

Para a TIA 942-revisão 2014, a organização TIA e Uptime Institute mutuamente acordado Que TIA eliminaria
qualquer uso da palavra "nível" de seus publicados TIA-942 especificações, reservando essa terminologia a ser
utilizada unicamente pelo Uptime Institute para descrever seu sistema.

Outras classificações também existem. Por exemplo, o programa German Datacenter Star Audit usa um processo de
auditoria para certificar cinco níveis de "gratificação" que afetam a criticidade do centro de dados.

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 5/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Padrões de nível do Instituto Uptime

Nível
de Requisitos
nível

Eu Um único caminho de distribuição não redundante servindo as cargas críticas


Componentes de capacidade crítica não redundantes

Atende todos os requisitos de Nível I, além de:


II Componentes de capacidade crítica redundante
Os componentes da capacidade crítica devem poder ser isolados e removidos do serviço enquanto
ainda fornecem N capacidade para as cargas críticas.

Atende todos os requisitos de Nível II além de:


Vários caminhos de distribuição distintos independentes que atendem as cargas críticas do
equipamento informático
Todo o equipamento de TI deve ser de alimentação dupla, com dois alimentadores UPS redundantes e
distintos. Os dispositivos de TI de um único cabo devem usar um Switch de Transferência de Ponto de
III Uso para permitir que o dispositivo receba energia e selecione entre os dois alimentadores de UPS.
Todo e cada componente de capacidade crítica, caminho de distribuição e componente de qualquer
sistema crítico deve ser totalmente compatível com a topologia da arquitetura de um site isolada para
eventos planejados (substituição, manutenção ou atualização) enquanto ainda fornece N capacidade
para as cargas críticas .
Os sistemas de produção de energia no local (como os sistemas geradores de motores) não devem
ter limitações de tempo de execução nas condições do site e na carga do projeto.

Atende todos os requisitos do Nível III além de:


Vários caminhos de distribuição distintos e ativos independentes que atendem as cargas críticas
IV Compartimentação de componentes de capacidade crítica e caminhos de distribuição
Os sistemas críticos devem ser capazes de fornecer N capacidade autónoma para as cargas críticas
depois de uma única falha ou falha
Refrigeração contínua é necessária para sistemas de TI e UPS.

Embora algum dos sistemas de resiliência do centro de dados da indústria tenha sido proposto no momento em que a
disponibilidade foi expressa como uma teoria e um certo número de "Nines" no lado direito do ponto decimal,
geralmente foi acordado que essa abordagem era algo enganosa ou muito simplista, então os vendedores hoje
geralmente discutem disponibilidade em detalhes que eles realmente podem afetar, e em termos muito mais
específicos. Assim, os sistemas de nivelamento disponíveis hoje já não definem seus resultados em percentuais de
tempo de atividade.

Nota: O Uptime Institute também classifica os Tiers para cada uma das três fases de um data center, seus documentos
de design, a facilidade construída e sua sustentabilidade operacional em andamento. [21]

Considerações de design
Um data center pode ocupar uma sala de um edifício, um ou mais andares ou um edifício inteiro. A maior parte do
equipamento é muitas vezes na forma de servidores montados em armários de rack de 19 polegadas , que geralmente
são colocados em linhas simples que formam corredores (chamados corredores) entre eles. Isso permite que as
pessoas acessem a frente e a retaguarda de cada armário. Os servidores diferem muito em tamanho de servidores de
1U para grandes silos de armazenamento independentes que ocupam muitos pés quadrados de espaço. Alguns
equipamentos, como computadores mainframe e dispositivos de armazenamento , geralmente são tão grandes quanto
os próprios racks e são colocados ao lado deles. Centros de dados muito grandes podem usar recipientes de transporte
embalados com 1.000 ou mais servidores cada; [22]Quando são necessários reparos ou upgrades, os recipientes
inteiros são substituídos (em vez de reparar servidores individuais). [23]

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 6/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Os códigos de construção locais podem reger as alturas mínimas do teto.

Programação de design
A programação de design, também conhecida como programação
arquitetônica, é o processo de pesquisa e tomada de decisões para
identificar o escopo de um projeto de design. [24] Além da arquitetura do
prédio, existem três elementos para a concepção de programação para
centros de dados: design de topologia de instalações (planejamento de
espaço), design de infra-estrutura de engenharia (sistemas mecânicos
como sistemas de resfriamento e sistemas elétricos, incluindo energia) e
design de infraestrutura tecnológica ( fábrica de cabos). Cada um será
influenciado por avaliações de desempenho e modelagem para identificar
lacunas relativas aos desejos de desempenho do proprietário da instalação
ao longo do tempo.
Um rack de servidor típico,
Vários fornecedores que fornecem serviços de design de centros de dados comumente visto em colocação
definem as etapas do design do centro de dados de forma ligeiramente
diferente, mas todos abordam os mesmos aspectos básicos abaixo.

Critérios de modelagem
Os critérios de modelagem são usados para desenvolver cenários de estado futuro para espaço, energia, refrigeração e
custos no data center. [25] O objetivo é criar um plano mestre com parâmetros como número, tamanho, localização,
topologia, layouts de sistemas de piso de TI e tecnologia e configurações de energia e refrigeração. O objetivo deste
objetivo é permitir o uso eficiente dos sistemas elétricos e mecânicos existentes e também o crescimento no centro de
dados existente sem a necessidade de desenvolver novos edifícios e atualizar ainda mais a fonte de alimentação
recebida.

Recomendações de design
As recomendações / planos de projeto geralmente seguem a fase de critérios de modelagem. A infra-estrutura
tecnológica ideal é identificada e os critérios de planejamento são desenvolvidos, tais como capacidades críticas de
energia, requisitos gerais de energia do centro de dados usando uma PUE (eficiência de utilização de energia)
acordada, capacidades de refrigeração mecânica, quilowatts por gabinete, espaço elevado e nível de resiliência para a
instalação.

Conceptual design
Os projetos conceituais incorporam as recomendações ou planos de projeto e devem levar em consideração os cenários
"what-if" para garantir que todos os resultados operacionais sejam cumpridos para garantir o futuro. Os layouts de
piso conceituais devem ser orientados pelos requisitos de desempenho de TI, bem como pelos custos do ciclo de vida
associados à demanda de TI, eficiência energética, eficiência de custos e disponibilidade. A prova de futuro também
incluirá capacidades de expansão, muitas vezes fornecidas em modernos data centers através de projetos modulares.
Estes permitem que mais espaço levantado seja instalado no centro de dados enquanto utiliza a planta elétrica
principal existente da instalação.

Design detalhado

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 7/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

O design detalhado é realizado uma vez que o design conceitual adequado é determinado, geralmente incluindo uma
prova de conceito. A fase de projeto detalhada deve incluir a informação detalhada arquitetônica, estrutural, mecânica
e elétrica e a especificação das instalações. Neste estágio, o desenvolvimento de esquemas de instalação e documentos
de construção, bem como esquemas e especificações de desempenho e detalhamento específico de toda a infra-
estrutura tecnológica, produzem-se o detalhamento da estrutura de TI e a documentação da infraestrutura de TI.

Projetos de infra-estrutura de engenharia mecânica


O projeto de infra-estrutura de engenharia mecânica aborda sistemas
mecânicos envolvidos na manutenção do ambiente interior de um data
center, como aquecimento, ventilação e ar condicionado (HVAC);
equipamento de humidificação e desumidificação; pressurização; e assim
por diante. [26] Esta etapa do processo de design deve ter como objetivo
economizar espaço e custos, garantindo simultaneamente que os objetivos
de negócios e de confiabilidade sejam atendidos, além de alcançar
requisitos PUE e verdes. [27] Os projetos modernos incluem modularizar e
dimensionar cargas de TI e garantir que os gastos de capital na construção Manipulador de ar CRAC
do prédio sejam otimizados.

Projeto de infra-estrutura de engenharia elétrica


O projeto de infra-estrutura de Engenharia Elétrica está focado em projetar configurações elétricas que acomodam
vários requisitos de confiabilidade e tamanhos de centro de dados. Os aspectos podem incluir o planejamento do
serviço de utilidade; distribuição, troca e desvio de fontes de energia; sistemas de fonte de energia ininterrupta (UPS);
e mais. [26]

Esses projetos devem corresponder aos padrões de energia e às melhores práticas, ao mesmo tempo em que atendem
aos objetivos comerciais. As configurações elétricas devem ser otimizadas e operacionalmente compatíveis com as
capacidades do usuário do centro de dados. O design elétrico moderno é modular e escalável, [28] e está disponível para
requisitos de baixa e média tensão, bem como DC (corrente contínua).

Design de infraestrutura tecnológica


O projeto de infraestrutura tecnológica aborda os sistemas de cabeamento
de telecomunicações que são executados em centros de dados. Existem
sistemas de cabeamento para todos os ambientes de centro de dados,
incluindo serviços de telecomunicações de cabeamento horizontal, voz,
modem e fax, equipamentos de comutação de instalações, conexões de
gerenciamento de computadores e telecomunicações, conexões de teclado /
vídeo / mouse e comunicações de dados. [29] As redes de área ampla, área
local e área de armazenamento devem se conectar com outros sistemas de
sinalização de construção (por exemplo, fogo, segurança, energia, HVAC, Under Floor Cable Runs
EMS).

Disponibilidade de disponibilidade
Quanto maior as necessidades de disponibilidade de um data center, maiores os custos de capital e operacionais de
construção e gerenciamento. As necessidades empresariais devem determinar o nível de disponibilidade exigido e
devem ser avaliadas com base na caracterização da análise de custos estimados dos sistemas informáticos a partir de
cenários modelados. Em outras palavras, como um melhor nível de disponibilidade pode ser cumprido por critérios de

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 8/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

design para evitar riscos financeiros e operacionais como resultado do tempo de inatividade? Se o custo estimado do
tempo de inatividade dentro de uma unidade de tempo especificada exceder os custos de capital amortizados e as
despesas operacionais, um maior nível de disponibilidade deve ser levado em consideração no projeto do centro de
dados. Se o custo de evitar o tempo de inatividade excede muito o custo do tempo de inatividade em si, um menor
nível de disponibilidade deve ser tido em conta no projeto. [30]

Seleção do site
Aspectos como a proximidade de redes elétricas disponíveis, infra-estrutura de telecomunicações, serviços de rede,
linhas de transporte e serviços de emergência podem afetar custos, riscos, segurança e outros fatores a serem
considerados no projeto do centro de dados. Embora uma grande variedade de fatores de localização seja levada em
consideração (por exemplo, caminhos de vôo, usos vizinhos, riscos geológicos), o acesso a uma potência disponível
adequada é muitas vezes o item de tempo de lead mais longo. O local afeta o design do centro de dados também
porque as condições climáticas determinam quais tecnologias de refrigeração devem ser implantadas. Por sua vez, isso
impacta o tempo de atividade e os custos associados ao resfriamento. [31] Por exemplo, a topologia e o custo de
gerenciar um centro de dados em um clima quente e úmido variam muito de gerenciar um em um clima frio e seco.

Modularidade e flexibilidade
A modularidade e a flexibilidade são elementos-chave para permitir que
um data center cresça e mude ao longo do tempo. Os módulos do centro de
dados são pré-projetados, blocos de construção padronizados que podem
ser facilmente configurados e movidos conforme necessário. [32]

Um centro de dados modular pode consistir em equipamentos de centro de


dados contidos em contêineres de transporte ou contêineres portáteis
semelhantes. [33] Mas também pode ser descrito como um estilo de design
em que os componentes do data center são pré-fabricados e padronizados
para que possam ser construídos, movidos ou adicionados rapidamente à
medida que as necessidades mudam. [34]

Controle ambiental
O ambiente físico de um data center é rigorosamente controlado. O ar
condicionado é usado para controlar a temperatura e umidade no data Corredor de gabinete em um data
center. As "Diretrizes Térmicas para Ambientes de Processamento de center

Dados" da ASHRAE [35] recomendam uma faixa de temperatura de 18-27 °


C (64-81 ° F), uma faixa de ponto de orvalho de -9 a 15 ° C (16 a 59 ° F) , e
umidade relativa ideal de 60%, com uma faixa permitida de 40% a 60% para ambientes de centro de dados. [36]A

temperatura em um data center aumentará naturalmente porque a energia elétrica utilizada aquece o ar. A menos que
o calor seja removido, a temperatura ambiente aumentará, resultando em mau funcionamento do equipamento
eletrônico. Ao controlar a temperatura do ar, os componentes do servidor no nível da placa são mantidos dentro da
faixa de temperatura / umidade especificada pelo fabricante. Os sistemas de ar condicionado ajudam a controlar a
umidade ao arrefecer o ar do espaço de retorno abaixo do ponto de condensação . Muito umidade e água pode começar
a condensar em componentes internos. No caso de uma atmosfera seca, os sistemas auxiliares de umidificação podem
adicionar vapor de água se a umidade for muito baixa, o que pode resultar em eletricidade estáticaproblemas de
descarga que podem danificar os componentes. Os centros de dados subterrâneos podem manter o equipamento
informático frio, enquanto gastam menos energia do que os projetos convencionais.

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 9/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Os centros de dados modernos tentam usar o resfriamento do economizador, onde eles usam o ar exterior para manter
o centro de dados fresco. Pelo menos um data center (localizado no Upstate New York ) arrefecerá os servidores
usando o ar externo durante o inverno. Eles não usam refrigeradores / aparelhos de ar condicionado, o que cria
potenciais economias de energia em milhões. [37] O fluxo de ar (http://www.datacenterdynamics.com/focus/archive/2
013/09/air-air-combat-indirect-air-cooling-wars-0) cada vez mais indireto (http://www.datacenterdynamics.com/foc
us/archive/2013/09/air-air-combat-indirect-air-cooling-wars-0) está sendo implantado em centros de dados
globalmente, o que tem a vantagem de um resfriamento mais eficiente que reduz os custos de consumo de energia no
data center. Muitos centros de dados recém-construídos também estão usando unidades de refrigeração evaporativa
indireta (IDEC), bem como outras características ambientais, como água do mar, para minimizar a quantidade de
energia necessária para arrefecer o espaço.

Telcordia GR-2930, NEBS: Requisitos genéricos de piso elevado para rede e centros de dados (http://telecom-info.te
lcordia.com/site-cgi/ido/docs.cgi?ID=SEARCH&DOCUMENT=GR-2930&) , apresenta requisitos genéricos de
engenharia para pisos elevados que se enquadram nas diretrizes NEBS rigorosas.

Existem muitos tipos de pisos comercialmente disponíveis que oferecem uma ampla gama de resistência estrutural e
capacidades de carregamento, dependendo da construção dos componentes e dos materiais utilizados. Os tipos gerais
de pisos levantados incluem plataformas horizontais, sem suporte e estruturais, todas as quais são discutidas em
detalhes no GR-2930 e resumidas abaixo.

Andares elevados com estradas - Este tipo de piso levantado geralmente consiste em uma disposição vertical
de conjuntos de pedestais de aço (cada montagem é constituída por uma placa de base de aço, um suporte
tubular e uma cabeça) uniformemente espaçados em centros de dois pés e mecanicamente presos à Piso de
concreto. A cabeça do pedestal de aço tem um perno que é inserido no suporte do pedestal e a altura total é
ajustável com uma porca niveladora no suporte soldado da cabeça do pedestal.
Andares sem piso sem piso - Um tipo de piso elevado sem terremoto geralmente consiste em uma série de
pedestais que fornecem a altura necessária para cabos de roteamento e também servem para suportar cada
canto dos painéis do chão. Com este tipo de piso, pode haver ou não provisão para fixar mecanicamente os
painéis do chão aos pedestais. Este tipo de sistema sem suporte (sem acessórios mecânicos entre as cabeças
do pedestal) proporciona o máximo de acessibilidade ao espaço embaixo do chão. No entanto, os pisos sem
estrias são significativamente mais fracos do que os pavimentos elevados com suporte para suportar cargas
laterais e não são recomendados.
Plataformas estruturais - Um tipo de plataforma estrutural consiste de membros construídos de ângulos de aço
ou canais que são soldados ou aparafusados para formar uma plataforma integrada para equipamentos de
suporte. Este design permite que o equipamento seja fixado diretamente na plataforma sem a necessidade de
barras de alternar ou reforço suplementar. As plataformas estruturais podem ou não conter painéis ou extensões.
Os centros de dados tipicamente têm piso elevado composto de telhas quadradas removíveis de 60 cm (2 pés). A
tendência é para 80-100 cm (31-39 in) vazio para atender uma distribuição de ar melhor e uniforme. Estes fornecem
um plenum para que o ar circule abaixo do chão, como parte do sistema de ar condicionado, além de proporcionar
espaço para cabos de energia.

Bigodes de metal
Os pavimentos levantados e outras estruturas metálicas, como bandejas de cabos e dutos de ventilação, causaram
muitos problemas com bigodes de zinco no passado, e provavelmente ainda estão presentes em muitos centros de
dados. Isso acontece quando se formam filamentos metálicos microscópicos em metais como o zinco ou a lata que
protegem muitas estruturas metálicas e componentes eletrônicos da corrosão. A manutenção em um piso elevado ou a
instalação de um cabo, etc., podem desalojar as bigodes, que entram no fluxo de ar e podem cortar componentes ou
fontes de alimentação do servidor, às vezes através de um arco de plasma de vapor de metal de alta corrente . Este
fenômeno não é exclusivo dos data centers e também causou falhas catastróficas de satélites e hardware militar. [38]

Energia elétrica
O poder de backup consiste em uma ou mais fontes de energia ininterrupta , bancos de bateria e / ou geradores de
turbinas a diesel / gás . [39]
https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 10/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Para evitar pontos únicos de falha , todos os elementos dos sistemas


elétricos, incluindo sistemas de backup, geralmente são duplicados e os
servidores críticos estão conectados aos feeds de alimentação "A-side" e "B-
side". Esse arranjo é muitas vezes feito para alcançar a redundância N + 1
nos sistemas. Os interruptores de transferência estática são usados às vezes
para assegurar a troca instantânea de um fornecimento para o outro em
caso de falha de energia.

Roteamento de cabo de baixa tensão


O cabeamento de dados normalmente é encaminhado através de bandejas
de cabos aéreos em centros de dados modernos. Mas alguns ainda Um banco de baterias em um
recomendam sob cabos de piso elevado por razões de segurança e grande centro de dados, usado para
consideram a adição de sistemas de resfriamento acima das prateleiras no fornecer energia até que os
caso de esse aprimoramento ser necessário. Centros de dados mais geradores a diesel possam começar
pequenos / menos caros sem piso elevado podem usar telhas antiestáticas
para uma superfície de revestimento. Os armários de computadores são
muitas vezes organizados em um arranjo de corredor quente para maximizar a eficiência do fluxo de ar.

Proteção contra incêndio


Os centros de dados possuem sistemas de proteção contra incêndio ,
incluindo elementos passivos e de Design Ativo , bem como a
implementação de programas de prevenção de incêndio nas operações. Os
detectores de fumo geralmente são instalados para fornecer aviso prévio de
um incêndio em seu estágio incipiente. Isso permite a investigação, a
interrupção do poder e a supressão manual de fogo usando extintores de
mão antes do incêndio crescer para um tamanho grande. Um sistema de
proteção contra incêndio ativo , como um sistema de extinção de incêndio
ou um sistema gaseoso de supressão de incêndio de agente limpo , é Tanques de supressão de fogo
freqüentemente fornecido para controlar um fogo em escala total se ele se FM200
desenvolver. Detectores de fumaça de alta sensibilidade, comodetectando
detectores de fumaça , ativando os sistemas gasosos de supressão de
incêndio de agentes limpos ativados antes dos sprinklers de incêndio.

Sprinklers = proteção de estrutura e construção de segurança de vida.


Agentes limpos = continuidade do negócio e proteção de ativos.
Não há água = nenhum dano colateral ou limpeza.
Os elementos passivos de proteção contra incêndio incluem a instalação de paredes de fogo em torno do centro de
dados, de modo que um incêndio pode ser restrito a uma parte da instalação por um período limitado em caso de falha
nos sistemas ativos de proteção contra incêndio. As penetrações de parede de incêndio na sala do servidor, tais como
penetrações de cabos, penetrações de linha de refrigerante e dutos de ar, devem ser fornecidas com montagens de
penetração de fogo, como a parada de incêndio .

Segurança
A segurança física também desempenha um papel importante com os data centers. O acesso físico ao site geralmente é
restrito a pessoal selecionado, com controles, incluindo um sistema de segurança em camadas, muitas vezes
começando com esgrima, tachos e mantraps . [40] A vigilância da câmera de vídeo e os guardas de segurança

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 11/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

permanentes estão quase sempre presentes se o data center for grande ou contiver informações confidenciais em
qualquer um dos sistemas dentro. O uso de mantraps de reconhecimento de impressão digital está começando a ser
comum.

Uso de energia
O uso de energia é uma questão central para os data centers. O empate de
energia para centros de dados varia de alguns kW para um rack de
servidores em um armário para várias dezenas de MW para grandes
instalações. Algumas instalações têm densidades de potência mais de 100
vezes a de um prédio de escritórios típico. [41] Para maiores instalações de
densidade de energia, os custos de eletricidade são uma despesa
operacional dominante e representam mais de 10% do custo total de
propriedade (TCO) de um data center. [42] Até 2012, o custo do poder para
Google Data Center , The Dalles,
o data center deve exceder o custo do investimento de capital original. [43]
Oregon

Emissões de gases de efeito estufa


Em 2007, estima-se que todas as tecnologias de informação e comunicação ou setor de TIC são responsáveis por cerca
de 2% das emissões globais de carbono, com data centers representando 14% da pegada de TIC. [44] A EPA dos EUA
estima que os servidores e os centros de dados são responsáveis por até 1,5% do consumo total de eletricidade nos
Estados Unidos, [45] ou aproximadamente 0,5% das emissões de GEE dos EUA [46] para 2007. Dado um negócio como
de costume o cenário de emissão de gases de efeito estufa dos centros de dados é projetado para mais que duplicar em
relação aos níveis de 2007 até 2020. [44]

A localização é um dos fatores que afetam o consumo de energia e os efeitos ambientais de um datacenter. Em áreas
onde o clima favorece o resfriamento e muita eletricidade renovável está disponível, os efeitos ambientais serão mais
moderados. Assim, países com condições favoráveis, como: Canadá, [47] Finlândia, [48] Suécia, [49] Noruega [50] e Suíça
[51] estão tentando atrair centros de dados de computação em nuvem.

Em uma investigação de 18 meses por estudiosos do Instituto Baker de Políticas Públicas da Universidade Rice de
Houston e do Instituto de Infodinâmica Sustentável e Aplicada de Cingapura, as emissões relacionadas aos centros de
dados terão mais que triplicar em 2020. [52]

Eficiência energética
A métrica mais utilizada para determinar a eficiência energética de um data center é a eficácia do uso de energia , ou
PUE. Esta relação simples é a potência total que entra no centro de dados dividido pela energia utilizada pelo
equipamento informático.

O poder de instalação total consiste em energia usada pelo equipamento de TI, além de qualquer energia aérea
consumida por qualquer coisa que não seja considerada um dispositivo de comunicação ou comunicação de dados
(por exemplo, resfriamento, iluminação, etc.). Um PUE ideal é 1,0 para a situação hipotética de zero poder aéreo. O
centro de dados médio nos EUA tem um PUE de 2.0, [45], o que significa que a instalação usa dois watts de energia
total (despesas gerais + equipamentos de TI) por cada watt entregue ao equipamento de TI. A eficiência energética do
centro de dados de última geração é estimada em aproximadamente 1,2. [53] Alguns grandes operadores de centros de
dados como a Microsoft e Yahoo! publicaram projeções de PUE para instalações em desenvolvimento; Googlepublica
desempenho trimestral de eficiência real a partir de centros de dados em operação. [54]
https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 12/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

A Agência de Proteção Ambiental dos EUA possui uma classificação Energy Star para centros de dados autônomos ou
grandes. Para se qualificar para o rótulo ecológico, um data center deve estar dentro do quartil superior da eficiência
energética de todas as instalações relatadas. [55]

A União Europeia também tem uma iniciativa similar: Código de Conduta da UE para Centros de Dados [56]

Análise de uso de energia


Muitas vezes, o primeiro passo para reduzir o uso de energia em um centro de dados é entender como a energia está
sendo usada no centro de dados. Existem múltiplos tipos de análise para medir o uso de energia do centro de dados.
Os aspectos medidos incluem não apenas a energia utilizada pelo próprio equipamento de TI, mas também pelo
equipamento do centro de dados, como os resfriadores e os fãs. [57]

Análise de energia e resfriamento


O poder é o maior custo recorrente para o usuário de um data center. [58] Uma análise de energia e refrigeração,
também referida como uma avaliação térmica, mede as temperaturas relativas em áreas específicas, bem como a
capacidade dos sistemas de refrigeração para lidar com temperaturas ambientes específicas. [59] Uma análise de
energia e refrigeração pode ajudar a identificar pontos quentes, áreas super-resfriadas que podem lidar com maior
densidade de uso de energia, ponto de ruptura do carregamento do equipamento, eficácia de uma estratégia de piso
elevado e posicionamento ótimo do equipamento (como AC unidades) para equilibrar as temperaturas no centro de
dados. A densidade de refrigeração de energia é uma medida de quanta metragem quadrada que o centro pode
refrigerar na capacidade máxima. [60]

Análise da eficiência energética


Uma análise de eficiência energética mede o uso de energia do equipamento de instalações de TI e equipamentos de
data center. Uma análise típica da eficiência energética mede fatores como a eficácia do uso de energia de um data
center (PUE) contra os padrões da indústria, identifica fontes mecânicas e elétricas de ineficiência e identifica métricas
de gerenciamento de ar. [61]

Análise computacional de dinâmica de fluidos (CFD)


Este tipo de análise utiliza ferramentas e técnicas sofisticadas para compreender as condições térmicas únicas
presentes em cada centro de dados, prevendo a temperatura, fluxo de ar e comportamento de pressão de um centro de
dados para avaliar o desempenho e o consumo de energia, usando modelagem numérica. [62] Ao prever os efeitos
dessas condições ambientais, a análise CFD no centro de dados pode ser usada para prever o impacto de racks de alta
densidade misturados com bastidores de baixa densidade [63] e o impacto subseqüente nos recursos de resfriamento,
gerenciamento de infra-estrutura deficiente práticas e falhas AC ou desligamento AC para manutenção programada.

Mapeamento da zona térmica


O mapeamento de zonas térmicas usa sensores e modelagem de computador para criar uma imagem tridimensional
das zonas hot e cool em um data center. [64]

Esta informação pode ajudar a identificar o posicionamento ideal do equipamento do data center. Por exemplo,
servidores críticos podem ser colocados em uma zona legal que é atendida por unidades CA redundantes.

Centros de dados verdes

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 13/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Os centros de dados usam muita energia, consumidos por dois usos


principais: a energia necessária para executar o equipamento real e, em
seguida, a energia necessária para arrefecer o equipamento. A primeira
categoria é abordada pela concepção de computadores e sistemas de
armazenamento que são cada vez mais eficientes em termos de energia. Este centro de dados resfriado a
[2]Para água no Porto de Estrasburgo ,
reduzir os custos de resfriamento, os designers de centros de dados
França, reivindica o atributo verde .
tentam usar maneiras naturais de resfriar o equipamento. Muitos centros
de dados estão localizados perto de boa conectividade de fibra, conexões de
rede elétrica e também concentrações de pessoas para gerenciar o equipamento, mas também há circunstâncias em
que o data center pode estar a quilômetros de distância dos usuários e não precisa de muita gestão local. Exemplos
disso são os centros de dados "de massa" como o Google ou o Facebook: esses DCs são construídos em torno de muitos
servidores e matrizes de armazenamento padronizados e os usuários reais dos sistemas estão localizados em todo o
mundo. Após a compilação inicial de um número de pessoal do centro de dados necessário para mantê-lo
funcionando, geralmente são relativamente baixas: especialmente centros de dados que fornecem armazenamento em
massa ou poder de computação que não precisam estar perto dos centros populacionais.[65]

Reutilização de energia
A prática dos centros de dados de resfriamento é um tema de discussão. É muito difícil reutilizar o calor que vem dos
centros de dados refrigerados a ar. Por esta razão, as infra-estruturas dos centros de dados são mais frequentemente
equipadas com bombas de calor. Uma alternativa às bombas de calor é a adoção de refrigeração líquida em um centro
de dados. Diferentes técnicas de refrigeração líquida são misturadas e combinadas para permitir uma infra-estrutura
totalmente refrigerada a líquido que captura todo o calor na água. Diferentes tecnologias líquidas são categorizadas em
3 grupos principais, refrigeração líquida indireta (racks refrigerados a água), refrigeração líquida direta (resfriamento
direto a chip) e refrigeração líquida total (imersão completa em líquido). Esta combinação de tecnologias permite a
criação de uma cascata térmica como parte do encadeamento de temperatura cenários para criar saídas de água de alta
temperatura a partir do data center.

Infra-estrutura de rede
As comunicações nos data centers hoje são mais frequentemente baseadas
em redes que executam o conjunto de protocolos IP . Os centros de dados
contêm um conjunto de roteadores e switches que transportam o tráfego
entre os servidores e para o mundo externo, que estão conectados de
acordo com a arquitetura de rede do centro de dados . A redundância da
conexão com a Internet geralmente é fornecida usando dois ou mais
provedores de serviços a montante (ver Multihoming ).

Alguns dos servidores no data center são usados para executar os serviços
Um exemplo de servidores básicos de Internet e intranet necessários aos usuários internos da
"montados em rack" organização, por exemplo, servidores de e-mail, servidores proxy e
servidores DNS .

Os elementos de segurança da rede também são geralmente implantados: firewalls , gateways VPN , sistemas de
detecção de intrusão , etc. Também são comuns sistemas de monitoramento para a rede e algumas das aplicações.
Outros sistemas de monitoramento fora do local também são típicos, em caso de falha nas comunicações dentro do
data center.

Gerenciamento de infra-estrutura do centro de dados

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 14/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

O gerenciamento de infra-estrutura do centro de dados (DCIM) é a integração de disciplinas de tecnologia da


informação (TI) e de gerenciamento de instalações para centralizar monitoramento, gerenciamento e planejamento de
capacidade inteligente dos sistemas críticos de um centro de dados. Através da implementação de software, hardware
e sensores especializados, o DCIM permite uma plataforma comum de monitoramento e gerenciamento em tempo real
para todos os sistemas interdependentes em infraestrutura de TI e instalações.

Dependendo do tipo de implementação, os produtos DCIM podem ajudar os gerentes de centros de dados a identificar
e eliminar fontes de risco para aumentar a disponibilidade de sistemas críticos de TI. Os produtos DCIM também
podem ser usados para identificar interdependências entre instalações e infra-estruturas de TI para alertar o
gerenciador de instalações para lacunas na redundância do sistema e fornecer benchmarks dinâmicos e holísticos
sobre consumo de energia e eficiência para medir a eficácia das iniciativas de "TI verde".

É importante medir e entender as métricas de eficiência do data center. Muitas discussões nesta área se concentraram
em questões de energia, mas outras métricas além da PUE podem dar uma imagem mais detalhada das operações do
centro de dados. As métricas de servidor, armazenamento e utilização do pessoal podem contribuir para uma visão
mais completa de um centro de dados corporativo. Em muitos casos, a capacidade do disco não é utilizada e, em
muitos casos, as organizações executam seus servidores com 20% de utilização ou menos. [66] Ferramentas de
automação mais eficazes também podem melhorar o número de servidores ou máquinas virtuais que um único
administrador pode lidar.

Os provedores de DCIM estão cada vez mais ligados aos provadores computacionais de dinâmica de fluidos para
prever padrões complexos de fluxo de ar no centro de dados. O componente CFD é necessário para quantificar o
impacto das mudanças futuras planejadas na resiliência, capacidade e eficiência do resfriamento. [67]

Gerenciando a capacidade de um data center


Vários parâmetros podem limitar a capacidade de um data center. Para o
uso a longo prazo, as principais limitações serão a área disponível, então a
energia disponível. Na primeira fase do seu ciclo de vida, um centro de
dados verá o seu espaço ocupado crescer mais rapidamente do que a
energia consumida. Com a densificação constante de novas tecnologias de
TI, a necessidade de energia vai se tornar dominante, o que equivale a
superar a necessidade de área (segundo, a terceira fase do ciclo). O
desenvolvimento e a multiplicação de objetos conectados, as necessidades
Capacidade de um datacenter - de armazenamento e tratamento de dados levam à necessidade de os
Ciclo de vida
centros de dados crescer cada vez mais rapidamente. Portanto, é
importante definir uma estratégia de data center antes de ser encurralada.
O ciclo de decisão, concepção e construção dura vários anos. Assim sendo, é imperativo iniciar esta consideração
estratégica quando o data center atingir cerca de 50% de sua capacidade de energia. A ocupação máxima de um centro
de dados precisa ser estabilizada em torno de 85%, seja no poder ou na área ocupada. Os recursos assim gerenciados
permitirão uma zona de rotação para gerenciar a substituição de hardware e permitirão a coabitação temporária de
antigas e novas gerações. No caso em que este limite seria excessivamente cruzado de forma durável, não seria possível
proceder a substituições de material, o que invariavelmente levaria a sufocar o sistema de informação. O data center é
um recurso próprio do sistema de informação, com suas próprias limitações de tempo e gerenciamento (vida útil de 25
anos), portanto, precisa ser levado em consideração no quadro do planejamento do meio ambiente do SI (entre 3 e 5
anos). A ocupação máxima de um centro de dados precisa ser estabilizada em torno de 85%, seja no poder ou na área
ocupada. Os recursos assim gerenciados permitirão uma zona de rotação para gerenciar a substituição de hardware e
permitirão a coabitação temporária de antigas e novas gerações. No caso em que este limite seria excessivamente
cruzado de forma durável, não seria possível proceder a substituições de material, o que invariavelmente levaria a
sufocar o sistema de informação. O data center é um recurso próprio do sistema de informação, com suas próprias
limitações de tempo e gerenciamento (vida útil de 25 anos), portanto, precisa ser levado em consideração no quadro
https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 15/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

do planejamento do meio ambiente do SI (entre 3 e 5 anos). A ocupação máxima de um centro de dados precisa ser
estabilizada em torno de 85%, seja no poder ou na área ocupada. Os recursos assim gerenciados permitirão uma zona
de rotação para gerenciar a substituição de hardware e permitirão a coabitação temporária de antigas e novas
gerações. No caso em que este limite seria excessivamente cruzado de forma durável, não seria possível proceder a
substituições de material, o que invariavelmente levaria a sufocar o sistema de informação. O data center é um recurso
próprio do sistema de informação, com suas próprias limitações de tempo e gerenciamento (vida útil de 25 anos),
portanto, precisa ser levado em consideração no quadro do planejamento do meio ambiente do SI (entre 3 e 5 anos).
Os recursos assim gerenciados permitirão uma zona de rotação para gerenciar a substituição de hardware e permitirão
a coabitação temporária de antigas e novas gerações. No caso em que este limite seria excessivamente cruzado de
forma durável, não seria possível proceder a substituições de material, o que invariavelmente levaria a sufocar o
sistema de informação. O data center é um recurso próprio do sistema de informação, com suas próprias limitações de
tempo e gerenciamento (vida útil de 25 anos), portanto, precisa ser levado em consideração no quadro do
planejamento do meio ambiente do SI (entre 3 e 5 anos). Os recursos assim gerenciados permitirão uma zona de
rotação para gerenciar a substituição de hardware e permitirão a coabitação temporária de antigas e novas gerações.
No caso em que este limite seria excessivamente cruzado de forma durável, não seria possível proceder a substituições
de material, o que invariavelmente levaria a sufocar o sistema de informação. O data center é um recurso próprio do
sistema de informação, com suas próprias limitações de tempo e gerenciamento (vida útil de 25 anos), portanto,
precisa ser levado em consideração no quadro do planejamento do meio ambiente do SI (entre 3 e 5 anos). o que
invariavelmente levaria a sufocar o sistema de informação. O data center é um recurso próprio do sistema de
informação, com suas próprias limitações de tempo e gerenciamento (vida útil de 25 anos), portanto, precisa ser
levado em consideração no quadro do planejamento do meio ambiente do SI (entre 3 e 5 anos). o que invariavelmente
levaria a sufocar o sistema de informação. O data center é um recurso próprio do sistema de informação, com suas
próprias limitações de tempo e gerenciamento (vida útil de 25 anos), portanto, precisa ser levado em consideração no
quadro do planejamento do meio ambiente do SI (entre 3 e 5 anos).

Aplicações
O principal objetivo de um centro de dados é executar as aplicações de
sistemas de TI que gerenciam os principais negócios e dados operacionais
da organização. Tais sistemas podem ser proprietários e desenvolvidos
internamente pela organização, ou comprados de fornecedores de software
corporativo . Tais aplicações comuns são sistemas ERP e CRM .

Um data center pode estar preocupado com a arquitetura de operações


justas ou pode fornecer outros serviços também.
Um Centro de Dados Modulares
Muitas vezes, esses aplicativos serão compostos por múltiplos hosts, cada Portáveis de 40 pés
um executando um único componente. Os componentes comuns de tais
aplicativos são bancos de dados , servidores de arquivos , servidores de
aplicativos , middleware e vários outros.

Os centros de dados também são usados para backups fora do site. As empresas podem se inscrever em serviços de
backup fornecidos por um data center. Isso geralmente é usado em conjunto com fitas de backup . Os backups podem
ser retirados localmente para as fitas. No entanto, as fitas armazenadas no local representam uma ameaça à segurança
e também são suscetíveis a incêndios e inundações. Empresas maiores também podem enviar seus backups fora do
site para maior segurança. Isso pode ser feito fazendo backup em um data center. Os backups criptografados podem
ser enviados pela Internet para outro centro de dados onde eles podem ser armazenados de forma segura.

Para implantação rápida ou recuperação de desastres , vários grandes fornecedores de hardware desenvolveram
soluções móveis / modulares que podem ser instaladas e operacionais em muito pouco tempo. Empresas como

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 16/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Cisco Systems , [68]


Sun Microsystems ( Sun Modular Datacenter ), [69] [70]
Bull (mobull), [71]
IBM ( Portable Modular Data Center ),
Schneider-Electric ( Portable Modular Data Center ),
HP ( Performance Optimized Datacenter ), [72]
ZTE Corporation ,
FiberHome Technologies Group (FitMDC Modular Data Center Um centro de dados modular
Solution), [73] conectado à rede elétrica em uma
Huawei (solução de centro de dados de contêiner), [74] subestação de utilidade
O Google ( Google Modular Data Center ) desenvolveu sistemas que
poderiam ser utilizados para esse fim. [75] [76]
BASELAYER possui uma patente no centro de dados modular definido pelo software. [77] [78]

Fornecedores de colocação de atacado e varejo dos EUA


De acordo com os dados fornecidos no terceiro trimestre de 2013 pelo Synergy Research Group, "a escala do mercado
de colocação por atacado nos Estados Unidos é muito significativa em relação ao mercado retalhista, com as vendas
por atacado do Q3 atingindo quase US $ 700 milhões. A Digital Realty Trust é a líder do mercado atacadista, seguido à
distância por DuPont Fabros ". A Synergy Research também descreveu o mercado de colocação dos EUA como o mais
maduro e bem desenvolvido do mundo, com base na receita e na adoção contínua de serviços de infraestrutura em
nuvem.

Estimativas dos dados do Q3 2013 da Synergy Research Group. [79]

Classificação Nome da empresa Participação no mercado dos EUA

1 Vários fornecedores 34%

2 Equinix 18%

3 CenturyLink-Savvis 8%

4 SunGard 5%

5 AT & T 5%

6 Verizon 5%

7 Telx 4%

8 CyrusOne 4%

9 Comunicações de nível 3 3%

10 Internap 2%

Veja também
Sala de aparelhos centrais Centro de dados modular
Centro de colocação Neher-McGrath
Gerenciamento de infraestrutura de data center Centro de operações de rede
Recuperação de desastres Open Compute Project , por Facebook
Infra-estrutura dinâmica Peering
Rede elétrica Fazenda de servidores
HVAC Sala de servidores
Ponto de intercâmbio na Internet Sistema de monitoramento do ambiente do servidor
Serviço de hospedagem na internet Difusão do servidor

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 17/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

Sun Modular Datacenter Serviço de hospedagem na web


Rede de telecomunicações Conector Anderson Powerpole
Utah Data Center

Referências
1. James Glanz (22 de setembro de 2012). "Poder, Poluição e Internet" (https://www.nytimes.com/2012/09/23/techn
ology/data-centers-waste-vast-amounts-of-energy-belying-industry-image.html) . O New York Times .
Recuperado 2012-09-25 .
2. " Técnicas de gerenciamento de energia para centros de dados: uma pesquisa (https://www.academia.edu/69823
93/Power_Management_Techniques_for_Data_Centers_A_Survey) ", 2014.
3. TIA-942 Padrão de infraestrutura de telecomunicações para centros de dados (http://www.tia-942.org)
4. "Copia arquivada" (https://web.archive.org/web/20111106042758/http://www.tiaonline.org/standards/) . Arquivado
a partir do original (http://www.tiaonline.org/standards/) em 2011-11-06 . Recuperado 2011-11-07 .
5. GR-3160, NEBS Requisitos para Equipamentos e Espaços do Centro de Dados de Telecomunicações (http://tele
com-info.telcordia.com/site-cgi/ido/docs.cgi?ID=SEARCH&DOCUMENT=GR-3160&)
6. Kasacavage, Victor (2002). Livro completo de acesso remoto: conectividade e segurança . A Auerbach Best
Practices Series. CRC Press. p. 227. ISBN 0-8493-1253-1 .
7. Burkey, Roxanne E .; Breakfield, Charles V. (2000). Projetando uma solução de dados total: tecnologia,
implementação e implantação . Melhores Práticas de Auerbach. CRC Press. p. 24. ISBN 0-8493-0893-3 .
8. Mukhar, Nicholas. "Soluções de Transformação do Centro de Dados de Atualizações da HP," 17 de agosto de
2011 [1] (http://www.mspmentor.net/2011/08/17/hp-updates-data-transformation-solutions/)
9. "Sperling, Ed." Centros de dados de próxima geração, "Forbes, 15 de março de 2010" (https://www.forbes.com/2
010/03/12/cloud-computing-ibm-technology-cio-network-data-centers.html) . Forbes.com . Recuperado
2013-08-30 .
10. Niccolai, James. "Os Centros de dados se voltam para a terceirização para atender às necessidades de
capacidade", CIO.com, 10 de maio de 2011[2] (http://www.cio.com/article/681897/Data_Centers_Turn_to_Outsou
rcing_to_Meet_Capacity_Needs)
11. Tang, Helen. "Três sinais é hora de transformar seu data center", 3 de agosto de 2010, Data Center
Knowledge[3] (http://www.datacenterknowledge.com/archives/2010/08/03/three-signs-it%E2%80%99s-time-to-tra
nsform-your-data-center/)
12. Miller, Rich. "Complexidade: Growing Data Center Challenge", Data Center Knowledge, 16 de maio de 2007 [4]
(http://www.datacenterknowledge.com/archives/2007/05/16/complexity-growing-data-center-challenge/)
13. Sims, David. "O perito do Carousel percorre os principais benefícios da virtualização", TMC Net, 6 de julho de
2010[5] (http://virtualization.tmcnet.com/topics/virtualization/articles/193652-carousels-expert-walks-through-major
-benefits-virtualization.htm)
14. Delahunty, Stephen (15 de agosto de 2011). "A Nova urgência para a Virtualização do Servidor" (https://web.archi
ve.org/web/20120402220551/http://www.informationweek.com/news/government/enterprise-architecture/2313005
85) . InformationWeek . Arquivado a partir do original (http://www.informationweek.com/news/government/enterpri
se-architecture/231300585) em 2012-04-02.
15. "HVD: o revestimento de prata da nuvem" (http://webarchive.nationalarchives.gov.uk/20121002231021/http%3A//
www.intrinsictechnology.co.uk/FileUploads/HVD_Whitepaper.pdf) (PDF) . Tecnologia intrínseca. Arquivado no
original (http://www.intrinsictechnology.co.uk/FileUploads/HVD_Whitepaper.pdf) (PDF) em 2012-10-02 .
Recuperado 2012-08-30 .
16. Miller, Rich. "Gartner: a virtualização perturba os fornecedores de servidores", Data Center Knowledge, 2 de
dezembro de 2008[6] (http://www.datacenterknowledge.com/archives/2008/12/02/gartner-virtualization-disrupts-s
erver-vendors/)
17. Ritter, Ted. Nemertes Research, "Protegendo a Transformação do Centro de Dados Alinhando a Segurança e a
Dinâmica do Centro de Dados",[7] (http://lippisreport.com/2011/05/securing-the-data-center-transformation-alignin
g-security-and-data-center-dynamics/)

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 18/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

18. "Telecomunicações Infra-estrutura padrão para Data Centers" (http://global.ihs.com/doc_detail.cfm?currency_cod


e=USD&customer_id=2125452B2C0A&oshid=2125452B2C0A&shopping_cart_id=292558332C4A2020495A4D3
B200A&country_code=US&lang_code=ENGL&item_s_key=00414811&item_key_date=940819&input_doc_numb
er=TIA-942&input_doc_title=) . ihs.com . 2005-04-12 . Recuperado 2017-02-28 .
19. Um documento do Uptime Institute descrevendo os diferentes níveis (clique na página de download) "Data
Center Site Infrastructure Tier Standard: Topology" (https://web.archive.org/web/20100613072610/http://uptimeins
titute.org/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=82) . Uptime Institute. 2010-02-13.
Arquivado no original (http://uptimeinstitute.org/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=82)
(PDF) em 2010-06-13 . Recuperado 2010-02-13 .
20. As diretrizes de classificação do Uptime Institute "Data Center Site Infrastructure Tier Standard: Topology" (http
s://web.archive.org/web/20091007121511/http://professionalservices.uptimeinstitute.com/UIPS_PDF/TierStandar
d.pdf) (PDF) . Uptime Institute. 2010-02-13. Arquivado a partir do original (http://professionalservices.uptimeinstitu
te.com/UIPS_PDF/TierStandard.pdf) (PDF) em 2009-10-07 . Recuperado 2010-02-13 .
21. "Uptime Institute - Certificação de nível" (http://uptimeinstitute.com/TierCertification/) . uptimeinstitute.com .
Recuperado 2014-08-27 .
22. "Google Container Datacenter Tour (video)" (https://www.youtube.com/watch?v=zRwPSFpLX8I) .
23. "Andando a conversa: a Microsoft constrói o primeiro centro de dados baseado em contêiner principal" (https://we
b.archive.org/web/20080612193106/http://www.computerworld.com/action/article.do?command=viewArticleBasic
&articleId=9075519) . Arquivado a partir do original (http://www.computerworld.com/action/article.do?command=vi
ewArticleBasic&articleId=9075519) em 2008-06-12 . Recuperado 2008-09-22 .
24. Cherry, Edith. "Programação Arquitetural: Introdução", Guia de Design de Edifício Integral, 2 de setembro de
2009
25. Mullins, Robert. "O Romonet oferece uma ferramenta de modelagem preditiva para o planejamento do centro de
dados", Network Computing, 29 de junho de 2011[8] (http://www.networkcomputing.com/data-center/231000669)
26. judeu, Jonathan. "Padrão do centro de dados BICSI: um recurso para os operadores e designers do centro de
dados de hoje", BICSI News Magazine, maio / junho de 2010, página 28. [9] (http://www.nxtbook.com/nxtbooks/bi
csi/news_20100506/#/26)
27. Data Center Energy Management: Best Practices Checklist: Mechanical, Lawrence Berkeley National Laboratory
"Arquivado cópia" (https://web.archive.org/web/20120223225537/http://hightech.lbl.gov/DCTraining/strategies/ma
m.html) . Arquivado a partir do original (http://hightech.lbl.gov/dctraining/strategies/mam.html) em 2012-02-23 .
Recuperado 2012-02-08 .
28. Clark, Jeff. "Hedging Your Data Center Power", The Data Center Journal, 5 de outubro de 2011.[10] (http://www.d
atacenterjournal.com/design/hedging-your-data-center-power/)
29. Judeu, Jonathan. "Padrão do centro de dados BICSI: um recurso para os operadores e designers do centro de
dados de hoje", BICSI News Magazine, maio / junho de 2010, página 30.[11] (http://www.nxtbook.com/nxtbooks/b
icsi/news_20100506/#/26)
30. Clark, Jeffrey. "O preço da disponibilidade do centro de dados - Quanta disponibilidade você precisa?", 12 de
outubro de 2011, The Data Center Journal "Arquivado na cópia" (https://web.archive.org/web/20111203145721/htt
p://www.datacenterjournal.com/home/news/languages/item/2792-the-price-of-data-center-availability) . Arquivado
no original (http://www.datacenterjournal.com/home/news/languages/item/2792-the-price-of-data-center-availabilit
y) em 2011-12-03 . Recuperado 2012-02-08 .
31. Tucci, Linda. "Cinco dicas sobre como selecionar uma localização do centro de dados", 7 de maio de 2008,
SearchCIO.com[12] (http://searchcio.techtarget.com/news/1312614/Five-tips-on-selecting-a-data-center-location)
32. Niles, Susan. "Padronização e Modularidade na Infra-estrutura Física do Centro de Dados", 2011, Schneider
Electric, página 4. "Copia Arquivada" (https://web.archive.org/web/20120416120624/http://www.apcmedia.com/sa
lestools/VAVR-626VPD_R1_EN.pdf) (PDF) . Arquivado a partir do original (http://www.apcmedia.com/salestools/V
AVR-626VPD_R1_EN.pdf) (PDF) em 2012-04-16 . Recuperado 2012-02-08 .
33. Pitchaikani, Bala. "Estratégias para o Centro de Dados Containerizados", DataCenterKnowledge.com, 8 de
setembro de 2011.[13] (http://www.datacenterknowledge.com/archives/2011/09/08/strategies-for-the-containerize
d-data-center/)
34. Niccolai, James. "HP says prefab data center cuts costs in half," InfoWorld, July 27, 2010. [14] (http://www.infowor
ld.com/d/green-it/hp-says-prefab-data-center-cuts-costs-in-half-837?page=0,0)

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 19/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

35. ASHRAE Technical Committee 9.9, Mission Critical Facilities, Technology Spaces and Electronic Equipment
(2012). Thermal Guidelines for Data Processing Environments (3 ed.). American Society of Heating, Refrigerating
and Air-Conditioning Engineers. ISBN 978-1936504-33-6.
36. ServersCheck. "Best Practices for data center monitoring and server room monitoring" (https://serverscheck.com/
sensors/temperature_best_practices.asp). Retrieved 2016-10-07.
37. "tw telecom e NYSERDA anunciam expansão de co-localização" (https://www.reuters.com/article/pressRelease/id
US141369+14-Sep-2009+PRN20090914) . Reuters . 2009-09-14.
38. "NASA - pesquisa de bigodes de metal" (http://nepp.nasa.gov/whisker/other_whisker/index.htm) . NASA .
Recuperado 2011-08-01 .
39. Explicação detalhada das topologias da UPS "AVALIANDO O IMPACTO ECONÔMICO DA TECNOLOGIA DA
UPS" (https://web.archive.org/web/20101122074817/http://emersonnetworkpower.com/en-US/Brands/Liebert/Doc
uments/White%20Papers/Evaluating%20the%20Economic%20Impact%20of%20UPS%20Technology.pdf) (PDF)
. Arquivado a partir do original (http://www.emersonnetworkpower.com/en-US/Brands/Liebert/Documents/White%
20Papers/Evaluating%20the%20Economic%20Impact%20of%20UPS%20Technology.pdf) (PDF) em 2010-11-22.
40. Sarah D. Scalet (2005-11-01). "19 formas de construir segurança física em um centro de dados" (http://www.csoo
nline.com/article/220665) . Csoonline.com . Recuperado 2013-08-30 .
41. "Tendências do consumo de energia do centro de dados" (http://www1.eere.energy.gov/femp/program/dc_energy
_consumption.html) . Departamento de Energia dos EUA . Recuperado 2010-06-10 .
42. J Koomey, C. Belady, M. Patterson, A. Santos, KD Lange. Avaliando Tendências ao longo do Tempo em
Desempenho, Custos e Uso de Energia para Servidores (http://www.intel.com/assets/pdf/general/servertrendsrel
easecomplete-v25.pdf)Liberados na web 17 de agosto de 2009.
43. "Guia de Iniciação Rápida para Aumentar a Eficiência Energética do Centro de Dados" (https://web.archive.org/w
eb/20101122035456/http://www1.eere.energy.gov/femp/pdfs/data_center_qsguide.pdf) (PDF) . Departamento de
Energia dos EUA. Arquivado a partir do original (http://www1.eere.energy.gov/femp/pdfs/data_center_qsguide.pd
f) (PDF) em 2010-11-22 . Recuperado 2010-06-10 .
44. "Smart 2020: habilitando a economia de baixo carbono na era da informação" (https://web.archive.org/web/20110
728032834/http://www.smart2020.org/_assets/files/03_Smart2020Report_lo_res.pdf) (PDF) . O Grupo do Clima
para a Iniciativa Global de E-Sustentabilidade. Arquivado a partir do original (http://www.smart2020.org/_assets/fil
es/03_Smart2020Report_lo_res.pdf) (PDF) em 2011-07-28 . Recuperado 2008-05-11 .
45. "Relatório ao Congresso sobre Servidor e Data Energy Energy Efficiency" (http://www.energystar.gov/ia/partners/
prod_development/downloads/EPA_Datacenter_Report_Congress_Final1.pdf) (PDF) . Agência de Proteção
Ambiental dos EUA Programa ENERGY STAR.
46. Um cálculo dofator deeletricidade do centro de dados citado noRelatório ao Congresso sobre Servidor e Data
Center Eficiência Energética (http://www.energystar.gov/ia/partners/prod_development/downloads/EPA_Datacent
er_Report_Congress_Final1.pdf)e contribuições de geração de eletricidade para emissões de gases de efeito
estufa publicadas pela EPA noRelatório de Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa (http://epa.gov/clim
atechange/emissions/downloads10/US-GHG-Inventory-2010_ExecutiveSummary.pdf). Recuperado 2010-06-08.
47. Canadá chamou Prime Real Estate para computadores de dados macios - Globe & Mail (https://www.theglobean
dmail.com/report-on-business/canada-called-prime-real-estate-for-massive-data-
computers/article2071677/)Retrieved 29 de junho de 2011.
48. Finlândia - Primeira escolha para a localização do seu Centro de dados de computação em nuvem. (http://datace
nter-siting.weebly.com/). Retirado em 4 de agosto de 2010.
49. "Estocolmo coloca visões nos clientes do centro de dados" (https://web.archive.org/web/20100819190918/http://
www.stockholmbusinessregion.se/templates/page____41724.aspx?epslanguage=EN) . Arquivado no original (htt
p://www.stockholmbusinessregion.se/templates/page____41724.aspx?epslanguage=EN) em 19 de agosto de
2010 . Retirado em 4 de agosto de 2010 .
50. Em um mundo de emissões de carbono que aumentam rapidamente do setor de TIC, a Noruega oferece uma
solução sustentável (http://www.innovasjonnorge.no/en/start-page/invest-in-
norway/industries/datacenters/)Recuperada a 1 de março de 2016.
51. Os servidores Swiss Carbon-Neutral atingem a nuvem. (http://www.greenbiz.com/news/2010/06/30/swiss-carbon-
neutral-servers-hit-cloud). Retirado em 4 de agosto de 2010.

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 20/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

52. Katrice R. Jalbuena (15 de outubro de 2010). "Notícias de negócios verdes" (https://web.archive.org/web/201606
18081417/http://ecoseed.org/en/business-article-list/article/1-business/8219-i-t-industry-risks-output-cut-in-low-car
bon-economy) . EcoSeed. Arquivado a partir do original (http://ecoseed.org/en/business-article-list/article/1-busin
ess/8219-i-t-industry-risks-output-cut-in-low-carbon-economy) em 2016-06-18 . Recuperado 2010-11-11 .
53. "Data Center Energy Forecast" (https://microsite.accenture.com/svlgreport/Documents/pdf/SVLG_Report.pdf)
(PDF) . Silicon Valley Leadership Group.
54. "Eficiência: como fazemos isso - Centros de dados" (https://www.google.com/about/datacenters/efficiency/interna
l/) . Google . Retirado 2015-01-19 .
55. Comentário sobre a introdução da Energy Star para os Centros de Dados "Apresentando EPA ENERGY STAR
para Centros de Dados" (https://web.archive.org/web/20100925210539/http://emerson.com/edc/post/2010/06/15/I
ntroducing-EPA-ENERGY-STARc2ae-for-Data-Centers.aspx) . Jack Pouchet. 2010-09-27. Arquivado a partir do
original (http://www.emerson.com/edc/post/2010/06/15/Introducing-EPA-ENERGY-STARc2ae-for-Data-Centers.as
px) (site) em 2010-09-25 . Recuperado 2010-09-27 .
56. "Código de Conduta da UE para Centros de Dados" (http://iet.jrc.ec.europa.eu/energyefficiency/ict-codes-conduc
t/data-centres-energy-efficiency) . iet.jrc.ec.europa.eu . Recuperado 2013-08-30 .
57. Sweeney, Jim. "Reduzindo o poder do centro de dados e o consumo de energia: economizando dinheiro e" Verde
indo "," Soluções GTSI, páginas 2-3 ". [15] (http://www.gtsi.com/cms/documents/white-papers/green-it.pdf)
58. Cosmano, Joe (2009), Escolhendo um Centro de Dados (http://www.atlantic.net/images/pdf/choosing_a_data_ce
nter.pdf) (PDF) , Disaster Recovery Journal , recuperado 2012-07-21
59. Needle, David. "O portfólio do Green Data Center da HP continua crescendo", InternetNews, 25 de julho de 2007.
[16] (http://www.internetnews.com/xSP/article.php/3690651/HPs+Green+Data+Center+Portfolio+Keeps+Growing.
htm)
60. Inc. staff (2010), Como escolher um centro de dados (http://www.inc.com/guides/2010/11/how-to-choose-a-data-c
enter_pagen_2.html) , recuperado 2012-07-21
61. Siranosian, Kathryn. "A HP mostra às empresas como integrar a gestão de energia e a redução do carbono",
TriplePundit, 5 de abril de 2011.[17] (http://www.triplepundit.com/2011/04/hp-launches-program-companies-integr
ate-manage-energy-carbon-reduction-strategies/)
62. Bullock, Michael. "Computation Fluid Dynamics - Hot topic no Data Center World," Transitional Data Services, 18
de março de 2010.[18] (http://blog.transitionaldata.com/aggregate/bid/37840/Seeing-the-Invisible-Data-Center-wit
h-CFD-Modeling-Software) Arquivado (https://web.archive.org/web/20120103183406/http://blog.transitionaldata.c
om/aggregate/bid/37840/Seeing-the-Invisible-Data-Center-with-CFD-Modeling-Software)em 3 de janeiro de 2012,
naWayback Machine.
63. Bouley, Dennis (editor). "Impacto da Virtualização na Infra-estrutura Física do Centro de Dados", The Green grid,
2010.[19] (http://www.thegreengrid.org/~/media/WhitePapers/White_Paper_27_Impact_of_Virtualization_Data_O
n_Center_Physical_Infrastructure_020210.pdf?lang=en)
64. Fontecchio, Mark. "O Mapeamento de Zona Térmica HP localiza pontos críticos do centro de dados,"
SearchDataCenter, 25 de julho de 2007.[20] (http://searchdatacenter.techtarget.com/news/1265634/HP-Thermal-
Zone-Mapping-plots-data-center-hot-spots)
65. "CC refrigerado no Fjord na Noruega afirma ser mais verde" (http://www.gizmag.com/fjord-cooled-data-center/209
38/). Retirado 23 de dezembro de 2011 .
66. "Medindo a eficiência do centro de dados: mais fácil do que o feito" (https://web.archive.org/web/2010102708334
9/http://content.dell.com/us/en/enterprise/d/large-business/measure-data-center-efficiency.aspx) . Dell.com.
Arquivado a partir do original (http://content.dell.com/us/en/enterprise/d/large-business/measure-data-center-effici
ency.aspx) em 2010-10-27 . Consultado em 2012-06-25 .
67. "Computação-Fluid-Dynamic (CFD) Análise | Gartner IT Glossário" (http://www.gartner.com/it-glossary/computatio
nal-fluid-dynamic-cfd-analysis) . gartner.com . Recuperado 2014-08-27 .
68. "Informações e vídeos sobre a solução da Cisco" (https://web.archive.org/web/20080519213241/http://www.datac
enterknowledge.com/archives/2008/May/15/ciscos_mobile_emergency_data_center.html) .
Datacentreknowledge. 15 de maio de 2007. Arquivado no original (http://www.datacenterknowledge.com/archive
s/2008/May/15/ciscos_mobile_emergency_data_center.html) em 2008-05-19 . Recuperado 2008-05-11 .
69. "Especificações técnicas do Blackbox do Sun" (https://web.archive.org/web/20080513090300/http://www.sun.co
m/products/sunmd/s20/specifications.jsp) . Arquivado no original (http://www.sun.com/products/sunmd/s20/specifi
cations.jsp) em 2008-05-13 . Recuperado 2008-05-11 .

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 21/22
09/01/2018 Centro de dados - Wikipedia

70. e artigo Wiki inglês nodatacenter modular da Sun


71. Kidger, Daniel. "Mobull Plug and Boot Datacenter" (https://web.archive.org/web/20101119103409/http://bull.com/e
xtreme-computing/mobull.html) . Touro. Arquivado no original (http://www.bull.com/extreme-computing/mobull.htm
l) em 2010-11-19 . Recuperado 2011-05-24 .
72. "HP Performance Optimized Datacenter (POD) 20c e 40c - Visão geral do produto" (http://h18004.www1.hp.com/
products/servers/solutions/datacentersolutions/pod/index.html) . H18004.www1.hp.com . Recuperado 2013-08-30
.
73. "FitMDC Modular Data Center Solution" (https://www.bloomberg.com/research/stocks/private/snapshot.asp?privc
apId=22662281) .
74. "Solução do centro de dados de contêiner da Huawei" (http://www.huawei.com/ilink/enenterprise/download/HW_1
43893) . Huawei . Recuperado 2014-05-17 .
75. Kraemer, Brian (11 de junho de 2008). "O Projeto Grande Verde da IBM Toma o Segundo Passo" (https://web.arc
hive.org/web/20080611114732/http://www.crn.com/hardware/208403225) . ChannelWeb. Arquivado no original (ht
tp://www.crn.com/hardware/208403225) em 2008-06-11 . Recuperado 2008-05-11 .
76. "Modular/Container Data Centers Procurement Guide: Optimizing for Energy Efficiency and Quick Deployment" (h
ttps://web.archive.org/web/20130531191212/http://hightech.lbl.gov/documents/data_centers/modular-dc-procure
ment-guide.pdf) (PDF). Archived from the original (http://hightech.lbl.gov/documents/data_centers/modular-dc-pro
curement-guide.pdf) (PDF) on 2013-05-31. Retrieved 2013-08-30.
77. Slessman, George (May 7, 2013), System and method of providing computer resources (http://www.google.com/p
atents/US8434804), retrieved 2016-02-24
78. "Modular Data Center Firm IO to Split Into Two Companies" (http://www.datacenterknowledge.com/archives/2014/
12/02/modular-data-center-firm-io-to-split-into-two-companies/). Data Center Knowledge. Retrieved 2016-02-24.
79. Synergy Research Group, Reno, NV. "Mature US Colocation Market Led by Equinix and CenturyLink-Savvis |
Synergy Research Group" (https://www.srgresearch.com/articles/mature-us-colocation-market-led-equinix-and-ce
nturylink-savvis). srgresearch.com. Retrieved 2014-08-27.

External links
Lawrence Berkeley Lab (https://web.archive.org/web/20060929131812/http://hightech.lbl.gov/datacenters.html) -
Research, development, demonstration, and deployment of energy-efficient technologies and practices for data
centers
DC Power For Data Centers Of The Future (https://web.archive.org/web/20110723081149/http://hightech.lbl.gov/d
c-powering/faq.html) - FAQ: 380VDC testing and demonstration at a Sun data center.
White Paper (http://media.wix.com/ugd/fb8983_e929404b24874e4fa7a8279f1cda58f8.pdf) - Property Taxes: The
New Challenge for Data Centers

Retirado de " https://en.wikipedia.org/w/index.php?title=Data_center&oldid=816600389 "

Esta página foi editada pela última vez em 22 de dezembro de 2017, às 11h40.

O texto está disponível sob a licença Creative Commons Attribution-ShareAlike ; podem ser aplicados termos
adicionais. Ao usar este site, você concorda com os Termos de Uso e Política de Privacidade . Wikipedia® é uma
marca registrada da Wikimedia Foundation, Inc. , uma organização sem fins lucrativos.

https://en.wikipedia.org/wiki/Data_center 22/22