Você está na página 1de 11

Checklist para início da obra.

Leonardo Tiengo Almeida dos Santos

Curso Técnico em Edificações –


GERENCIAMENTO E CONTROLE DE OBRAS.
ÍNDICE

1- INTRODUÇÃO ......................................................................................................... 3
2- CHECKLIST NA CONTRUÇÃO CIVIL....................................................................... 4
3- MODELO DE CHECKLIST DO PROPRIETÁRIO ...................................................... 9
4- BIBLIOGRÁFIA ...................................................................................................... 11

2
1- INTRODUÇÃO

Esta palavra é a junção de check (verificar) e list (lista). Uma checklist é um


instrumento de controle, composto por um conjunto de condutas, nomes, itens ou
tarefas que devem ser lembradas e/ou seguidas.

Uma checklist pode ser aplicada em várias atividades, e é usada


frequentemente como ferramenta de segurança no trabalho, em inspeções de
segurança. Na aviação, por exemplo, consiste em uma lista essencial que deve ser
cumprida antes da decolagem e aterrissagem. Neste caso concreto, deve ser
verificado o correto funcionamento de todos os equipamentos, motores, sistemas de
comunicação em bordo, etc.

No âmbito das viagens, a checklist é uma lista com as coisas importantes


que não devem ser esquecidas antes de fazer a viagem. Podem ser coisas que
devem ser guardadas na mala, ou procedimentos que devem ser feitos para
viabilizar a viagem (como fazer o check-in e imprimir o cartão de embarque).

Na organização de eventos como um casamento, uma checklist assume


uma importância vital. Existem centenas de detalhes que devem ser planejados
cuidadosamente, e por isso é importante ter uma checklist com todos esses detalhes
(por exemplo: marcação da igreja, vestido da noiva, empresa de catering,
convidados e convites de casamento, etc.). Na internet existem vários modelos de
checklist para vários tipos diferentes de eventos.

De acordo com a obra Introduction à la Recherche en Éducation do professor


belga Gilbert De Landsheere (que lutou durante 40 anos para melhorar a formação
dos professores em todos os níveis de instrução), uma checklist é a expressão mais
básica de um questionário pedagógico. Consiste em uma folha de controle, que
contém vários comportamentos ou traços, e que tem como objetivo conduzir a uma
observação sistemátic

3
2- CHECK LIST NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Seja na hora de decidir qual o terreno e/ou como será realizada a obra, a
construção deve ser feita a partir de um planejamento, para que tudo saia
perfeitamente e principalmente para economizar.

Para iniciarmos uma obra com segurança devemos seguir os seguintes


passos:

Contrate um profissional

Procurar um arquiteto ou engenheiro civil que elabore os projetos e faça o


acompanhamento técnico da sua obra (os projetos e a execução podem ser
contratados com diferentes profissionais).

Consultar um arquiteto ou engenheiro não é um luxo e sim uma atitude


inteligente de quem quer ter segurança, e economizar tempo e dinheiro. Um projeto
bem elaborado evita muitas indisposições futuras. O custo com a contratação de
profissionais será recuperado com soluções que minimizem desperdícios e com a
utilização correta dos materiais.

Um projeto bem elaborado permite que a sua casa possa receber a


iluminação do sol em grande parte do dia, fazendo que o seu gasto com energia se
torne bem menor. Levantar corretamente a quantidade necessária de material, criar
obras com boas condições de acústica, ventilação, iluminação, conforto e bem-estar,
farão parte dos serviços contratados.

É importante firmar um contrato entre as partes, descrevendo os serviços que


serão realizados e o preço acertado, além das obrigações de ambas as partes.
Certifique-se que o profissional esteja habilitado perante o CREA-PR (ligue para
0800-410067) e a Prefeitura Municipal de sua Cidade.

Apresente ao profissional as suas necessidades:

• Como quer a sua obra, o que ela deve conter;

4
• Qual é o orçamento disponível;
• Em quanto tempo pretende concluir a obra.

Com essas informações será possível a elaboração dos projetos dentro das
suas condições. O projeto nada mais é que a representação da sua obra no papel,
incluindo detalhes que proporcionam rapidez e economia, além de soluções que
integram beleza, qualidade e segurança.

Documentação necessária:

Já tendo contratado um profissional, saiba que ele tem obrigação legal de


aprovar os projetos junto à Prefeitura Municipal que emitirá o Alvará de Construção
(o Alvará de Construção é a permissão que a Prefeitura concede para o início da
sua obra). Verifique junto à Prefeitura Municipal o valor da taxa de emissão do
Alvará de Construção e demais taxas para aprovação.
Veja a documentação necessária:

• Requerimento solicitando o Alvará;


• Projeto arquitetônico, projetos de engenharia e suas respectivas ARTs;
• Documento de propriedade do imóvel (Matrícula atualizada do registro de imóveis);
• ART de execução de obra/serviço.

Após a emissão do Alvará de Construção a obra deve ser inscrita junto ao


INSS e FGTS, para o registro dos operários que irão trabalhar na construção.

O que é ART? Anotação de Responsabilidade Técnica – criada pela Lei 6.496/77. A


ART é a formalização do contrato entre o cliente e o profissional, onde se
estabelece, além das obrigações contratuais, a identificação dos responsáveis pela
obra ou prestação de serviços. É uma garantia pelos serviços prestados. A taxa
incidente varia de acordo com o tipo de serviço. O recolhimento é obrigação do
profissional ou da empresa contratada (Resolução 425/98 – CONFEA, art. 4º).

5
Escolha do terreno:

 Terreno plano (de preferência) para que não seja necessário mais material
para deixa-lo plano, economizando com terra, fundações e estruturas de
concreto, reduzindo também contenções de arrimo.
 Analise o solo em relação à resistência, se não é muito fofo ou até duro
demais atrasando os procedimentos comuns. Esse procedimento é
necessário à contratação de uma empresa de sondagem. O resultado pode
ser um solo de boa resistência superficial, e sendo a casa a construir de
apenas um pavimento, será possível utilizar uma fundação tipo baldrame
corrido, que consome menos ferragem e utiliza um concreto mais barato;
 Antes de qualquer inicio da obra, contate um engenheiro ou arquiteto para
que ele possa visualizar a melhor forma de “aproveitar” acidentes naturais no
terreno entre outros procedimentos que podem acabar gerando mais custo,
caso não seja acompanhador por um técnico;

Na hora de definir o projeto:

 Assim como já mencionamos no, é inevitável a contratação de um arquiteto


ou engenheiro para dar vida ao projeto, evitando assim possíveis erros e caso
aconteça, você terá acompanhamento para encontrar a melhor solução. Com
o profissional ao seu lado, através do orçamento que você pretende gastar, o
mesmo consegue criar o melhor projeto custo/beneficio.
 Na hora de definir o projeto, explique ao profissional responsável todos os
hábitos da sua rotina diária, para que não falte nada na sua residência.
 Defina prioridades no projeto, como quantidade de quartos, tipos de salas,
necessidade da cozinha, etc. Essa decisão é para aplicar ou evitar
construções que muitas pessoas desejam, mas que encarecem o custo da
obra como adegas, salas de jogos, piscinas, etc.
 Com os dados coletados e o projeto pré-definido, esclareça todas as suas
duvidas com o profissional, para que no meio da obra você não lembre algo
que não tenha sido estipulado, evitando assim atrasos ou gastos indevidos,
como derrubar paredes.

6
Projetos necessários para cada tipo de construção

No planejamento:

 Não seja apressado! Se possível, tente planejar a obra para um período de


poucas chuvas, pois alguns serviços em época chuvosa pode prejudicar o
andamento do trabalho, encarecendo todo o projeto;
 Crie um cronograma para a execução dos serviços, com a duração e custo de
cada procedimento, para que não extrapole prazos e não venha ter mais
gastos que o esperado com mão de obra ou perda de materiais de
construção;
 O planejamento financeiro deve sempre estar alinhado com os passos da
obra, para que não falte dinheiro na hora de pagar as pessoas contratadas ou
materiais de construção. Guarde todos os recibos e notas fiscais dos
pagamentos realizados.
 Compre materiais de construção seguindo a risca o que foi planejado, para
que não tenha problemas no futuro com cores/tonalidades, espessura,
cerâmica, entre outros fatores que podem ser necessário a troca, ocorrendo
atraso.

7
Contratar a mão de obra:

 Opte por profissionais conhecidos ou indicados por amigos ou profissionais


com mais experiência, sempre analisando trabalhos que já foram feitos.
 A Mao de obra pode ser escolhida por você, mas também com a ajuda do
arquiteto ou engenheiro responsável pela obra.
 Prefira o pagamento da mão de obra por produção, para que seja cumprido
prazos e etapas do projeto, evitando assim que os contratados “enrolem” para
receber mais, ou antes, do combinado.

Escolhendo e comprando materiais de construção:

 Consiga o máximo de orçamentos que puder de diferentes empresas, como


empresas de matérias de construção, de demolição, entre outros segmentos.
 Tente sempre fechar a maior quantidade de produtos no mesmo local,
conseguindo assim um desconto maior na compra final.
 Na hora da compra, trabalhe co uma margem de 10% de sobras, para evitar
que falte algo ou um gasto desnecessário.

Para estocar os materiais:

 Fique atento aos prazos de validade de cada material, evitando o


armazenamento de uma grande quantidade ou grande antecedência do seu
uso na obra.
 Deixe-o sempre protegido do tempo: chuva, vento ou excesso de calor. A
umidade também pode ser um grande inimigo e deve sempre estoca-los em
locais ventilado.

No inicio da obra:

 Mantenha o local da obra sempre organizado e com facilidade para encontrar


os materiais, caso contrario, a bagunça pode representar desperdícios e
atrasos, gerando maior custo não planejado.
 Desde o inicio, deixe combinado com engenheiro ou arquiteto que será
responsável, para que faça um acompanhamento de perto, evitando assim
qualquer erro de execução que foi planejado e não está sendo comprido.
8
Esse acompanhamento ajuda a manter os prazos e evitar desperdícios,
principalmente caso precise refazer algo para solucionar um problema.

3- MODELO CHECK LISTO DO PROPRIETÁRIO

9
10
4- BIBLIOGRAFIA

http://www.significados.com.br/checklist/

http://edinaldogonzalez.com.br/05snocanteirodeobra.pdf

http://www.ebah.com.br/search?q=check-list.+EngenhariaCivil

Cartilha: Construção é coisa séria: evite surpresas desagradáveis

11