Você está na página 1de 25

13 - Curando doenças especificas

Nesse link abaixo há lista de enfermidades tratadas com MMS,

http://mmsmurcia.blogspot.com.es/2013/10/lista-de-enfermedades-tratadas-con-mms.html

Lista de doenças tratadas com MMS:

Arteriosclerose

Existem muitas causas para o endurecimento e entupimento das artérias, mas o colesterol
parece ser o mais conhecido. Várias pessoas relataram que o uso de MMS reduz o
entupimento das artérias por colesterol . Uma senhora telefonou para dizer que estava em
muito mau estado. Lhe disseram que suas veias estavam bloqueadas em pelo menos 80%. Os
médicos não podiam dizer se era pior porque não podiam medir mais que isso. Ela tomou
grandes doses, 15 gotas três vezes por dia durante 30 dias e quando medido novamente, a
obstrução foi inferior a 50%. Isto é uma enorme mudança em apenas 30 dias.

Isso dá uma idéia do que o MMS pode fazer. Lembre-se, estamos falando de um purificador de
água. Acho que 975.000 pessoas morrem a cada ano nos Estados Unidos, como resultado do
uso de medicamentos, e ninguém morreu pelo uso de MMS. Na verdade, até hoje, com mais
de 5.000.000 pessoas que tomaram o MMS, não há um único relatório de alguém que tenha
morrido enquanto tomavam.

Há informação de uma pessoa que morreu na Alemanha, mas a pessoa estava muito além de
poder ser ajudada e a causa não foi MMS. Diferente das mortes por medicamentos, onde a
morte aparece como causada pela próprio medicamento.Uma mulher morreu na Austrália
depois de tomar duas gotas de MMS, seu marido relatou isso, mas a autópsia foi feita depois
de muitos meses e nem foi publicada em seguida. De maneira que nenhuma morte foi
diretamente atribuída ao MMS e em todo o mundo mais de 1 milhão de mortes anualmente é
atribuído aos medicamentos.

Há um monte de provas de que os depósitos de colesterol nas artérias e as veias ao redor do


coração não são a causa de ataques cardíacos. As evidências apontam que as paredes destes
vasos, cerca de 10 polegadas (25 cm) mais ou menos justo no coração, se contraem de 70 a 80
vezes cada minuto com cada batimento cardíaco ao longo da nossa vida. As paredes dos vasos
são reforçadas por vitamina C, e uma deficiência de vitamina C junto com vários aminoácidos
causa debilidade. Quando as paredes dos vasos sanguíneos se racham, se mantêm contraídas
e é então quando acontece o ataque cardíaco. O colesterol que os médicos dizem que é a
causa da obstrução das veias, realmente está depositado ali para compensar a deficiência de
vitamina C. É defesa secundária do corpo, que serve para evitar que as paredes das artérias e
veias no coração entrem em colapso.

Para evitar o bloqueio das artérias e veias, tomar 6 a 10 gramas de vitamina C diariamente.
Reduzir a quantidade, se ficar com diarréia. Dr. Matthias Rath investigou esses dados, e
escreveu vários livros. Recomendo que leia o livro, “por que animais não tem ataques do
coração?” e procurar na Internet. A evidência é sólida, sem dúvida cem vezes melhor do que
quaisquer dados apoiando a idéia de que os medicamentos para o colesterol reduzem as
possibilidades de um ataque do coração.

• Lembre-se de que a vitamina C é um antioxidante e cancela a ação oxidante do MMS.

Algumas pessoas relataram reduções do entupimento das artérias com MMS. Não houve
nenhum relatório negativo sobre esse uso. O corpo pode ser capaz de curar as artérias, assim
que o colesterol seja removido.

Duas pessoas ligaram para dizer que depois de iniciar o tratamento com MMS, observaram
fortes palpitações do coração. Algum tempo depois eles voltaram a chamar para dizer que isso
já tinha passado. Na minha opinião, as palpitações eram provavelmente uma indicação de que
as bactérias que às vezes crescem nas válvulas cardíacas morreram. As palpitações podem ter
sido desconfortáveis, mas se deixado sem tratamento, a bactéria poderia ter matado a pessoa
mais tarde.

Artrite

Há algumas coisas que você precisa saber sobre artrite, caso tenha esse problema. Em
primeiro lugar, não importa o grau em que você esteja sofrendo, seu corpo irá curar-se, mas
tem que seguir o procedimento correto. Para isso, você precisa saber que tipo de artrite tem,
já o MMS ajuda com artrite reumatóide, artrite de Lyme e a maioria das outras. Apesar do fato
de que ele pode ajudar com osteoartrite, a pessoa geralmente não supera por completo.

Osteoartrite é causada pelos músculos de uma zona, estirando na direção errada. Esses
músculos em direção errada são responsáveis pela movimentação do corpo nessa área.
Quando todos esses músculos começam a estirar uns contra os outros, cria tensão e dor na
área e começam a destruir a articulação. No entanto, é possível fazê-lo funcionar novamente.
O livro, Pete Egoscue explica como fazer com que os músculos trabalhem de uma maneira
equilibrada.

O corpo cura a articulação, não importa quão ruim esteja com os ossos se raspando uns contra
os outros. Só requer apenas alguns exercícios incomuns e alongamentos, para conseguir que
esses músculos funcionem corretamente de novo. Na maioria dos casos, mesmo em casos
graves, a dor passou dentro de uma semana. Então, sugiro que comprem o livro na internet
ou em alguma livraria . Há também o livrinho de bolso. Também é válido na Alemanha, o
método Feldenkrais, funciona muito bem. A maioria das outras formas de artrite pode ser
manejado com MMS usando o protocolo de 1000.
Artrite de Lyme

Dr. Hesselink, o médico que escreveu o Capítulo 22 do livro o Milagroso Suplemento Mineral
do século XXI, foi o primeiro a começar a usar o ácido cítrico. Enquanto preparava seu amigo
para ir à África para usar o MMS ali, ele decidiu que seria melhor dar-lhe frascos que
contivesse MMS na forma de pó seco (clorito de sódio), para uma vez na África seu amigo
adicionasse água nos frascos. Decidiu, então, fazer o mesmo com o sumo de limão que é usado
como ativador. Para este fim, ele comprou ácido cítrico em pó e funcionou bem. Seu amigo
teve um enorme sucesso e ajudou muitos enfermos.

Depois que seu amigo voltou da África, o Dr. Hesselink estava sentado conversando com um
outro dos seus amigos que tinham artrite de Lyme, na verdade, um caso extremamente mau,
sugeriu a esse amigo que misturasse uma dose de MMS da maneira em que seu outro amigo
tinha misturado na África. As doses utilizadas na África foram 12 gotas de MMS e 60 gotas de
ácido cítrico. Ele fez o que Dr. Hesselink disse e, surpreendentemente, a artrite na manhã
seguinte tinha passado, apesar de ele ter informado que a artrite voltou em seis semanas.

Desde então, é necessário uma dose cada poucas semanas. Isso indica, naturalmente, que ele
não tomou o tempo necessário para certificar-se de que a artrite tinha sido completamente
eliminada. Dr. Hesselink usou MMS e ácido cítrico para remover a artrite de Lyme em vários
outras pessoas.

Então por algum tempo,tenho recomendado o uso de ácido cítrico, como o ácido no suco de
limão e ele também funciona assim como o vinagre.

O que você realmente deve fazer para artrite de Lyme é seguir o protocolo de 1000 durante
três semanas.

Asma

O MMS geralmente para um ataque de asma em 10 minutos ou menos, mas nem sempre. A
melhor maneira de tratar a asma é usado por um longo período de tempo. Para que o MMS
detenha um ataque de imediato e quanto tempo é necessário para remover um caso de asma
depende da condição que esteja. Basta seguir as instruções do protocolo 1000, mas faço-o
pouco a pouco. Comece com um quarto de gota por hora em casos graves e aumente
lentamente. Desta forma deve funcionar bem.

Uma senhora ligou-me e perguntou se o MMS lhe ajudaria no caso de asma. Eu disse a ela que
pensava que sim. Ele começou a tomar MMS e a asma piorou. Ela me chamou e eu lhe disse
que às vezes fica pior antes de melhorar, mas que não ela deveria parar. Bem, acredite ou não,
ela continuou tomando o MMS por seis semanas com a asma no pior estado, mas manteve a
fé. Continuou tomando MMS e se recusou a parar até que finalmente começou a melhorar.
Continuou melhorando, até que desapareceu por completo. Todo o processo levou apenas
dois meses. Não sei o que dizer sobre este tipo de fé, mas funcionou. Temos percebido que a
maioria das doenças podem ser superadas em vários semanas usando o protocolo 1000. Você
poderia fazer o protocolo à tarde depois do trabalho, tomar a primeira ou segunda dose no
final do dia. Comece com uma gota por hora e aumente a 3 gotas por hora. Normalmente, não
terá que ir mais além dessas três gotas por hora. Só tem que continuar até que a asma tenha
desaparecido..

Borreliose, doença de Lyme

A Borreliose e doença de Lyme são os mesmos. Na Europa é conhecido como Borreliose e na


América, como a doença de Lyme. Na Europa, a maioria das pessoas ainda acreditam que é
causado por um carrapato, e nos Estados Unidos acreditam que vem de muitos fontes
diferentes, embora provavelmente no principio tenha sido transmitido por um carrapato. A
história conhecida é que a doença foi criada em um laboratório do governo perto da cidade de
Lyme, New Hampshire. Houve uma explosão no laboratório e a doença se espalhou para os
animais selvagens na área. Depois os carrapatos a estenderam aos animais silvestres nos
Estados Unidos.UU. E o povo a espalhou pela Europa. Em fim, essa é a história.

A doença é extremamente debilitante, ela destrói vários órgãos do corpo e é muito difícil de
curar. O sistema imunológico realmente precisa da ajuda de MMS para superá-lo. Tivemos até
agora bons resultados. Na maioria dos casos livra-se da doença para o resto da vida.

Para curar essa doença é necessário tanto MMS quanto possível. É usado o protocolo, 2000 e
3000 e também o MMS de outras formas. Se a pessoa não melhorar, provavelmente não deve
estar tomando suficiente MMS. Não há prova disso ainda, mas a informação que recebi de
volta é que todos aqueles que têm Lyme e estão tomando MMS experimentam melhora. No
entanto, a indicação é que é preciso tomar o MMS como for possível cada hora sem ter
náusea. O sistema imunológico também precisa de banhos e MMS2. Você pode simplesmente
seguir o protocolo de 2000 e 3000 e talvez acrescentar banhos. Não desista, siga isto até que
esteja bem.

Banhos: A pele é o maior órgão do corpo e pode facilmente absorver MMS. Preparar um
banho quente e adicionar 5 a 20 gotas de MMS ativado. Se a água não for filtrada, prepare-a
muito quente e deixe os vapores subirem por alguns minutos. Permanecer no banho por 10
minutos. Dependendo da sua tolerância à doses de MMS, poderia aumentar para cerca de 40
gotas. Não se preocupe que a água dilua muito o MMS. Qualquer que seja o número de gotas
que ponha na água, a solução entrará em contato com a pele sem importar o quanto esteja
cheia a banheira.

*****
Câncer, incluindo leucemia

O novo protocolo para o câncer que está no protocolo 2000, tem provado ser o mais eficaz
usado em centenas de pessoas. O dióxido de cloro serve como munição perfeita com a qual o
sistema imunológico pode atacar o microorganismo que causa a malignidade dentro das
células cancerosas. Acreditamos que esta teoria já foi comprovada, já que muitas pessoas
com câncer disseram-nos que sua doença, incluindo o melanoma, sararam ou foram muito
reduzidos após a tomada de MMS, no entanto, ainda não existem suficiente investigação neste
domínio. Ainda assim, os resultados obtidos com o uso de MMS são muito melhores do que os
obtidos com os tratamentos médicos. As pessoas muitas vezes nos dizem, e nós percebemos,
que o câncer de pele seca e cai ao longo de uma semana. Não pretendemos que o MMS cause
este efeito, mas temos observado isso.

Alguns cânceres são mais difíceis de serem tratados do que outros, se o câncer não começar a
desaparecer aproximadamente duas semanas após o início do protocolo 2000, então também
deve adicionar o protocolo de 3000. Seria conveniente também solicitar um pouco da erva
índia de Kathleen em: http:www.lifelinewater.comherb.html

• É importante ler o protocolo de 2000, já que recentemente tivemos quase um 100 de


recuperações com seu uso.

Quando a pessoa está tratando o câncer e não melhora, a regra é que ela não está tomando
MMS suficiente, no entanto, pode ser que também esteja tomando demasiado MMS. Se a
pessoa se sente pior, isso quase sempre indica que está tomando demasiado. Vê a diferença?
Se não está melhorando não indica que não está tomando o suficiente MMS. Se sente-se pior
indica que talvez esteja tomando demasiado MMS. A razão para se sentir pior é que ele está
matando o câncer muito rápido e o corpo não pode eliminar o resíduo o suficiente rápido.

Aqui está um resumo do protocolo de 2000:

• Comece pela manhã com uma gota por hora e se tiver muita náuseas, diarréia ou fadiga,
reduza a dose de imediato para meia gota. Faça a dose de 1 gota, mas beba apenas metade. É
possível que tenha que reduzir a dose para um quarto de gota, ou inclusive deixar de tomar
MMS completamente até que essas reações desapareçam.

• Quando a náusea ou outros sintomas sumirem, retomar as doses de MMS em um nível que
possa tolerar. Beba a cada hora por 10 horas ao dia.

• Quando puder aumente as doses a 10 gotas a cada hora.

• Também tome uma cápsula de MMS2 em horas alternadas (de acordo com sua tolerância).

Assim que você sentir náuseas ou outros sinais, diminua o número de gotas em uma dose.
Então comece a aumentar de imediato novamente. Você pode aumentar as doses até 10
gotas a cada hora durante 10 horas por dia. Basta usar menos se notar náuseas, mas, em
seguida, continue aumentando as doses quando a náusea desaparecer. Assegure-se sempre
se está usando MMS ativado. O segredo é manter gotas ativadas de MMS no corpo de forma
contínua tomando uma dose, por pequena que seja, cada hora. Continue fazendo isso até que
o câncer tenha desaparecido, mas lembre-se também que não deve deixar-se ficar doente
doente, com náuseas ou diarreia. Se isso ocorrer, reduza o número de gotas na próxima dose.
Além disso, encontre uma maneira de verificar se o câncer está melhorando. Também
descobriram que o tratamento com MMS protocolo 3000 é muito eficaz para Adicionar ao
protocolo de câncer.

O vírus Coxsackie

Há um número de vírus que podem ser considerados exóticos, mas não é realmente o que eles
são. A menos que você seja um médico, não vai ouvir muitas vezes sobre eles, no entanto,
você deve conhecê-los, já que são muito abundantes. O vírus, Coxsackie B, de acordo com
grande parte da literatura médica atual, é responsável por até um terço dos ataques de
coração que são relatados. Ele faz com que o coração se inflame, e o coração não funciona
bem quando se inflama. Este vírus também faz com que o pâncreas se inflame, o que causa
diabetes tipos 1 e 2.

Quando se toma MMS, este recarga o sistema imune com munições adicionais. Matar o vírus
coxsackie B pode fazer com que o coração palpite por um curto período de tempo, então se
você usar MMS para o tratamento deste vírus, deve ir devagar e tomar pequenas doses. Se o
coração palpita depois de uma dose de MMS, é um bom sinal. Apenas sente-se, relaxe
completamente, que passa em poucos minutos. Se não passar poderia precisar de tratamento
de choque em hospital. Isso nunca aconteceu, porém menciono aqui para que saibas o que
fazer ante essa possibilidade remota.

Condições dentárias Cuidado Dental diário

O MMS pode mudar a saúde da sua boca em uma semana. É importante fazer frente a essa
questão primeiramente porque a saúde bucal afeta o resto do seu corpo. Então, quando você
começar a tomar o MMS, certifique-se de que também está tratando a boca. De milhares de
pessoas que melhoraram através da adoção de MMS, os que se deram melhor foram aqueles
que primeiro curaram a boca, isso faz com que o MMS funcione mais rapidamente.

Faça uma dose de dez gotas de MMS em meio copo de água. Use esta solução para escovar os
dentes. Se você derramar um pouco desse líquido em sua escova de dentes, ao invés de
molhar a escova com água, poderá usar a mesma solução para escovar os dentes e gengivas,
duas ou três vezes por dia, mas é preciso uma garrafa com uma tampa, uma vez que a solução
vai perder força se ficar aberta. Certifique-se de escovar as gengivas. Use uma solução nova
todas as manhãs. MMS fará com que o esmalte dos dentes fiquem brilhantes e fortes. O que
realmente acontece é que o MMS mata bactérias no esmalte que normalmente lhe
prejudicariam. Em raras ocasiões, o MMS pode matar as bactérias que mudam de cor
conforme eles morrem e os dentes ficariam mal por várias semanas, mas finalmente as
manchas se aclaram.
Obscessos dentais, gengivas infectadas e piorréia

Ao usar o MMS, você perceberá que uma dor de dente simples passa imediatamente, e que a
dor de um obsesso dental é superada em menos de 4 horas.

• Todas as infecções e a piorréia passem em uma semana;

• Todos os dentes frouxos tornarnam-se sólidos como uma rocha em 2 semanas;

• Teremos uma boca completamente saudável em menos de 3 semanas.

Por favor, note que a solução MMS é o assassino mais potente de agentes patógenos
conhecidos. Uma vez que a piorréia e infecções passem, a boca fica curada rapidamente e não
precisa usar MMS mais que duas ou três vezes por semana, como manutenção. No entanto,
siga as sugestões anteriores de saúde. Há exceções, é claro. Por exemplo, o MMS pode não
funcionar em um obscesso localizado dentro de um dente, se não alcançá-lo através de um
buraco. Neste caso, é necessário retirar o obsesso mesmo. Duas pessoas me ligaram para dizer
que adicionaram uma colher de chá de Dimetilsulfóxido (DMSO) na dose de 10 gotas de MMS
para a escovação dos dentes e após a escovação várias vezes por hora, essas pessoas foram
capazes de superar um obsesso dental em um dia, mesmo o obsesso estando no interior do
dente.

Apesar do fato de que o DMSO é facilmente encontrado nos Estados Unidos, pouco se sabe
sobre ele na Europa. Foi usado por mais de 60 anos nos Estados Unidos para o tratamento de
animais (sobretudo cavalos) e em pessoas para muitas dores no corpo e outras dificuldades. É
um liquido parecido ao querosene, derivado da madeira, e tem uma assombrosa capacidade
de penetrar nos tecidos da pele e inclusive no esmalte dos dentes e levar os medicamentos
nos lugares mais recônditos do corpo. Se uma pequena quantidade é derramada na palma da
sua mão, você pode sentir o gosto na boca em questão de minutos.

Advertência 1: • O DMSO é um antioxidante que anula a eficácia do MMS em umas 6 horas se


forem deixados juntos sem utilizar. Então para ter certeza do bom resultado, deve-se utilizar a
mistura de DMSO e MMS em menos de duas horas após sua preparação.

Advertência 2: • É necessário desfazer-se de todos os metais na boca. O metal cria correntes


que podem ser lidas em qualquer voltímetro, isso arruinará sua saúde. Meu Amigo recobrou a
vista de um olho com só substituindo o metal na boca com recheios não-metálicos. Ele
recuperou a vista em quatro horas após remover o metal.

É simplesmente um fato da física e da ciência em Geral. O metal tem um eletrólito e


transforma-se em bateria . Saliva é um eletrólito e transforma-se em bateria. Isto significa que
se você tem metal na boca, tem tensões no cérebro do lado onde está os metais.
Diabetes

Para diabetes siga o protocolo de 1000. Às vezes a diabetes é fácil de superar e outras vezes
não. A facilidade de recuperação não depende se é do tipo 1 ou tipo 2. Como vocês sabem, a
diabetes é causada pela inflamação do pâncreas. Sem dúvida, há uma série de diferentes
patógenos que produzem a inflamação do pâncreas, e alguns são mais fáceis de lidar do que
outros. Há também muitas razões pelas quais ele pode ser inflamado ou não funcione
corretamente. Muitas vezes, depois de algumas semanas com o MMS, o pâncreas funciona
bem e diabetes some, mas às vezes as coisas são mais complexas. Quando a diabetes não pode
ser curada em algumas semanas, deve-se continuar com o protocolo de 1000. Se não cura no
período de 4 semanas, siga com o protocolo 2000 e contine até que se cure.

Em algum caso, me foi dito que durou três meses para curar a diabetes. No entanto isso
acontece raramente.

Há portanto, três casos de diabetes:

1. Resolvido dentro de 4 ou 5 dias, ocorre em aproximadamente 10% dos casos.

2. Resolvido em menos de 4 semanas, acontece em aproximadamente 80% / casos.

3. Resolvido em até 3 meses, acontece em cerca de 10% dos casos.

Suponho que, quando algo mais no corpo é a causa do pâncreas se inflamar é quando leva até
3 meses para curar. Uma vez que o diabetes tenha sido resolvido, a maioria dos vírus,
bactérias, fungos e leveduras serão removidos e o corpo estará limpo. Então, podem se
concentrar em boa nutrição, para não alimentar a carga de micro organismos. Apenas
continue a tomar o MMS a um nível reduzido. Deve praticar a boa alimentação (comer bem)
durante todo o tempo que estiver usando o protocolo 1000 ou 2000, mas não adicione
vitaminas ou minerais ou outros suplementos nutricional até que esteja bem.

Claro, não é garantido, mas muitas pessoas declararam que, depois deste procedimento,
voltaram ao normal. Seu corpo será capaz de absorver facilmente as vitaminas, minerais e
muitos outros nutrientes que possa ter lhe faltado até agora. Você deve sentir-se melhor com
o tempo. Continue a tomar as doses de manutenção

Doenças oculares

Para o tratamento dos olhos, use de 4 a 6 gotas de MMS ativado com ácido cítrico em meio
copo de água. Coloque uma ou duas gotas desta solução no olho ou olhos. Repita este
procedimento a cada 2 horas até que a infecção desapareça. Também tome MMS por via oral
na dose de 3 a 4 gotas por horas até que você sinta uma grande melhoria nos olhos.
• Se não puder colocar gotas nos olhos, pode depender da dose oral se tomar a cada hora. O
MMS ativado não irá danificar os olhos. Apenas certifique-se de que está usando água pura
destilada ou que a água não está contaminada e que o MMS esteja limpo.

• Não use MMS sem ativar com ácido cítrico porque tem um pH muito elevado (nível alcalino).
Pode causar queimaduras nos olhos.

Nota: Uma vez eu queimei os olhos. Usei o MMS sem ativar (sem adicionar ácido cítrico).
Deixei o liquido no meu olho, pensando que, como não sentia nada não teria a força suficiente
para causar dano. Mas o MMS não ativado é muito alcalino e me queimou. Não causou
nenhum dano apreciável ao meu globo ocular, mas a pele ao redor do meu olho inclinou-se e
esticou para baixo cerca de uma polegada. Fiquei com um aspecto horrível, como se meu
globo ocular fosse cair. Fiquei preocupado, mas voltou ao normal em poucos dias. Portanto,
não use MMS sem ativar, especialmente nos olhos.

Tipos de gripe: aves, suínos e outras causas de histeria coletiva

Há mais de 100 anos, o dióxido de cloro tem sido usado para esterilizar andares de hospitais,
bancos, a instrumentação, para purificar a água e esterilizar a carne. Durante esse tempo,
nenhum patógeno desenvolveu qualquer tipo da bem-sucedida resistência a ele. Devido à
natureza do dióxido de cloro, é duvidoso que qualquer patógeno o faça algum dia.

Vários biólogos têm mencionado que a natureza da estrutura do microrganismo elimina a


possibilidade de desenvolver uma resistência aos poderes de oxidação do dióxido de cloro. É
como tentar desenvolver resistência contra as granadas de mão ou dinamite. Explosões são
demasiado violentos para resista-lhes. É de se duvidar que as novas doenças de histeria ou
coletiva ou doenças da guerra bacteriológicas sejam capazes de resistir ao dióxido de
cloro(MMS). O Dióxido de cloro foi usado para eliminar o antraz durante o ataque de antraz
em 2001. Agora qualquer um pode usá-lo para o seu corpo. Certifique-se de ter sempre um
pouco no seu armário de remédios.

Neste momento, FDA, com o apoio do Congresso dos Estados Unidos, declarou que qualquer
pessoa que pretenda ter uma cura para a gripe suína vai ser preso e você precisará passar
algum tempo na cadeia por ter feito essa declaração. Bem, eu não vendo MMS em nenhum
lugar do mundo, por isso posso afirmar o que quiser, porque que conto com a proteção da
Constituição dos Estados Unidos. Então deixe-me dizer que o MMS não só já curou muitos
casos de gripe suína, mas na minha opinião, será responsável pelo extermínio de todos os
casos de gripe suína de uma maneira rápida e fácil. Certifique-se de analisar os protocolos de
1000 e 2000.

Há mais uma coisa:

• As empresas farmacêuticas tinham uma vacina para a gripe suína, muito antes de ela existir e
qualquer biólogo poderia dizer que isso seria impossível, a menos claro que esse vírus já
tivesse sido preparado muito antes de ser mencionado. Havia sido falado sobre vacinar todos
nos Estados Unidos. Trinta e seis estados têm leis que lhes permitem vacinar à força.
Gastaram bilhões de dólares no Congresso e as legislaturas estaduais para fazer leis que
permitam fazer isso. Agora vão ganhar bilhões de dólares inoculando a todos e, em seguida,
milhares de milhões de dólares para tratar todas as doenças e tóxicos criados pela inoculação.
A vacina já contém mercúrio e outros venenos. Em seguida, eles querem vacinar todos no
mundo, se possível. Eles dizem que querem nos salvar, mas o que eles realmente querem é
ganhar bilhões de dólares.

Este assunto da gripe suína ter sido espalhada ao redor do mundo é especialmente
verdadeiro.Tenha em conta que o MMS tem demonstrado que pode matar a gripe de todos os
tipos, enquanto que eles não podem mostrar todos os ensaios clínicos, que aleguem que sua
inoculação impede de contrair a gripe suína. Duvido que exista tal coisa como uma gripe que
pode suportar o MMS. Este assunto. Então, basta ter um pouco de MMS e não aceitar as
inoculações de qualquer tipo. Eles contêm venenos que irão afetá-lo para o resto de sua vida.
Roubar anos de sua existência e fará você se sentir mal na maioria das vezes. A prova está na
Internet.

Vocês deves instruírem-se a respeito de que as vacinas nunca funcionaram. As pessoas vivem
mais tempo hoje em dia, mas com mais doenças. Mais pessoas morrem de doenças cardíacas,
câncer e dezenas de outras doenças do que nunca. Não há estudos que mostrem que as
vacinas reduzam as enfermidades. É apenas um monte de palavras. Quando se solicita ver os
estudos demonstrando suas alegações de que as vacinas reduzem o número de doenças, ou
qualquer doença das que estão falando, incluindo a poliomielite, a única coisa que você
consegue é um monte de discursos científicos impressionantes, mas nenhuma evidência real.

O governo japonês comprou dezenas de milhões de dólares em vacinas contra a gripe Porcina,
porém o povo japonês se negou a tomá-las. Custou milhões ao governo para nada.

Úlceras cranianas

Prepare solução suficiente de MMS para penetrar no cabelo e chegar ao couro cabeludo.
Desta forma é tratado em poucos dias a maioria das úlceras na cabeça e a coceira do couro
cabeludo. Se você usar diariamente, seu couro cabeludo se curará.

Herpes

A herpes pode ser curada se o sistema imunológico tiver a munição adequada. Leva um tempo,
mas há aqueles que têm relatado sucesso e que a herpes já não é mais detectada em seus
corpos. Os protocolos atualizados em geral valem a pena para a herpes. Comece com o
protocolo 1000 e se não funcionar, continue com o protocolo 2000 e adicione o protocolo
3000. Na maioria dos casos o protocolo 1000 será suficiente, mas pode demorar algumas
semanas.

Veja meu site www.jimhumble.biz e procure sob o seção "método de doenças mortais".
HIV e AIDS

Para o HIV e AIDS, em geral, não há nenhuma necessidade de ir além de 3 gotas de MMS por
hora. Outras doenças, especialmente câncer, exigem mais gotas por hora. Geralmente, HIV ou
AIDS precisam de 3 semanas de protocolo 1000. Após 3 semanas, já deve estar bem e depois
disso, é aconselhável continuar com 6 gotas por dia, tomadas ao mesmo tempo, para a
manutenção da saúde.

Para HIV e AIDS ( protocolo 1000), tomar 3 gotas de MMS ativado a cada hora pelo menos 8
horas por dia durante três semanas. Se tiver náuseas, diarréia ou qualquer outro desconforto,
reduza o número de gotas, até que o desconforto passe e, em seguida, começar a aumentar de
novo a cada hora até chegar novamente a 3 gotas de MMS. Quando se diz 3 gotas de MMS,
está dizendo: 03 gotas do clorito 28% ativado, com 03 gotas ácido cítrico 50%. Jamais tome o
MMS sem ativar.

Infelizmente, a evidência atual para testes de HIV são apenas para a presença de anticorpos
contra o HIV. O problema com isto é que mesmo que dê negativo para o HIV, é provável que
sempre dê positivo para anticorpos e, portanto, não há nenhuma maneira real de provar se
eles são realmente negativos.

No entanto, ele sempre pode pesar como você se sente e se fazer um teste de CD4 para ver se
seus glóbulos brancos voltaram ao normal. É uma boa indicação se você for HIV-negativo
quando sua contagem de CD4 for cada vez maior que o normal (que é uma contagem igual ou
superior a 400). Temos a intenção de investigar se há um teste que prove os casos de HIV
negativos. O teste padrão do HIV dá muitos falsos positivos, o que leva muitas pessoas a tomar
ARV (Drogas anti Retro virais) quando isso não deve ser feito.

Sobre a leitura de cargas virais

É muito importante que você saiba: Se você receber um teste de carga viral, antes que esteja
completamente bem, os resultados serão muito elevados. Em centenas casos no México e na
África, a carga viral sempre aumentou quando a pessoa estava tomando MMS. A leitura subiu
para 8 ou 9 milhões ou mais. A maioria do médicos nos hospitais onde as pessoas foram
tratadas e fizeram o teste nunca viram leituras tão altas de carga viral. No entanto, as leituras
de todos os que tomaram MMS finalmente caiu para zero. Você deve informar-se, na internet
por exemplo, que menos de 10% da carga viral de qualquer doença se encontra na irrigação
sanguínea. É o sangue que é analisado.

• Os vírus que causam HIV e hepatite C, atacam os glóbulos brancos do sangue e essas células
se enchem de vírus.

• A presença do MMS no sangue faz com que o vírus dos glóbulos brancos do sangue se
multipliquem mais rapidamente e as células explodem, distribuindo vírus através do sangue e,
portanto aumentando drasticamente a leitura da carga viral.
• Enquanto o MMS está presente, os glóbulos brancos do sangue com o vírus dentro,
continuam explodindo, aumentando o número de vírus apenas até que todas essas células
morram. Então, o vírus no sangue morre porque não podem formar suas proteínas especiais,
enquanto o MMS está presente.

Uma leitura temporariamente elevada é necessária. O fato de que tenha obtido uma leitura
alta, talvez um ou 2 milhões mais alto que antes, demonstra que o MMS está funcionando, já
que seria totalmente impossível para HIV crescer tão rápido. Não é que o HIV tenha
aumentado de repente, são os resultados dos glóbulos brancos do sangue que morrem. No
entanto, logo é reduzida a zero, continuando com o protocolo. Por favor, não se preocupe,
sempre é reduzido a zero, se continuar com o protocolo.

Cuidado com os ARV (Anti Retro virais drogas)

Medicamentos anti-retrovirais são muito venenosos. Presume-se que eles envenenam o vírus
HIV, mas o fato é, que eles envenenam o paciente do HIV mais rápido e que HIV e o vírus
continuarão a viver, enquanto o paciente já morreu.

• Uma vez que esteja tomando MMS, deixe de usar o ARVS. O MMS vai matar HIV e você ainda
vai continuar bem dentro de cinqüenta anos.

Se você não puder acreditar no que digo sobre o que o ARV está causando-lhe, leia o
prospecto que está na caixa dessa droga. A lei exige que a fabrica especifique os efeitos
colaterais. A maioria dos hospitais tiram o ARV da caixa de fábrica e o colocam em uma caixa
azul de aspecto mais agradável que lhe impede de ver a lista dos efeitos colaterais.

O ARV não impedirá que o MMS funcione e que você se cure. Mas lhe matará com o tempo.
Por favor, tenha em conta que já temos oitocentos pacientes recuperados do HIV em nosso
programa da selva africana. Todos eles sentem-se bem e estão contentes com os resultados.
Não acho que alguém possa convencer qualquer um deles, que ainda têm o HIV.

O MMS neutraliza o ARV e claro, os tóxicos também, desde que os pacientes estejam tomando
o MMS. As vinte pessoas dos oitocentos que deixaram de tomar o ARV também continuaram
sentindo-se bem sem tomar o MMS. Aqueles que continuaram a tomar ARV também
necessitaram tomar MMS para manter ARV neutralizado.

Doses superiores a 15 gotas

A única razão para tomarmos doses de 15 gotas hoje em dia é para o tratamento da malária.
Podemos tomar duas doses de 15 gotas com uma hora de diferença. Nunca, nunca, nunca
comece com doses elevadas, exceto para mordidas de serpentes ou intoxicação alimentar.
Duas doses separadas por 1 ou 2 horas, contam como uma só dose quando se soma as duas.
Tenha cuidado. Note que sempre obteremos os melhores resultados com muitas doses
pequenas, em vez de uma grande. Então na realidade, mesmo em situações de emergência,
tome doses e cada hora e mantenha isso, ou em situações de emergência, tais como picadas
de cobras ou intoxicação alimentar, tomar doses de 6 gotas a cada 15 minutos.

Devo dizer que algumas pessoas têm relatado que seu sistema imunológico e seu corpo,
responderam ao câncer de próstata quando tomaram até 60 gotas por doses. Ao menos uma
pessoa me informou que tomou 100 gotas ao dia durante mais de uma semana.

• Mesmo que você acha que é uma pessoa resistente, não decida de repente tomar grandes
doses, poderia ser muito grave.

Nunca permita chegar a sentir-se doente, e se isso acontecer, imediatamente reduza o número
de gotas que estiver tomando. Não há nenhum beneficio em tomar grandes doses quando há
náuseas.

Exceções de regra: Só deve começar com uma dose grande, de 15 gotas, no caso de parasitas
como a malária. Se você tomou um veneno ou está com uma intoxicação alimentar, uma dose
maior de MMS normalmente vai ajudar.

Picadas de insetos

Uma picada de mosquito ou de outros insetos podem ser muito desconfortáveis durante
várias horas. Para tratar estas picadas, coloque uma gota de MMS não ativado ( sem ácido
cítrico) em um prato ou na mesa. Coloque a ponta do dedo sobre a gota, e em seguida na
picada, e esfregue. A alcalinidade do MMS neutraliza o ácido da mordida. Evite esfregar a pele
ao redor. A coceira da picada desaparece em menos de 5 minutos e a irritação começa a
diminuir imediatamente. Não é necessário lavar a solução da pequena área da picada.

Quando o MMS é usado em áreas do corpo que são maiores do que a picada de um inseto
pequeno, sempre adicione cerca de 1/8 de xícara de água a uma solução de 10 gotas de MMS
activado. A coceira de uma picada de mosquito é causada pelo veneno ácido e não por
patógenos. Áreas maiores da pele não seriam beneficiadas pelo MMS não ativado, porque o
ativador neutraliza a alcalinidade e evita que a pele se queime. Todos os outros problemas de
pele são causadas por patógenos e, portanto, eles exigem o MMS ativado.

ABSCESO: Protocolo dermatológico, 2-3 a 6 veces por día, si el


absceso es externo puedes combinar con CDS durante 3 semanas, y
si se complica puedes usar la inyección de CDI (dióxido de cloro).
ACNÉ: Protocolo dermatológico, 2-3 veces por día combinado
conCDS durante 3 semanas.
AFTA BUCAL: Aplicar Protocolo de enjuague bucal durante 3
semanas, se puede combinar con CDS.
ALERGIA: CDS (o Protocolo Básico como alternativa)
combinadoProtocolo habitación durante 3 semanas.
ALZHEIMER: CDS (o Protocolo Básico como alternativa)
combinadoKit DMSO aplicado en nuca y columna durante 3 semanas
y un descanso) combinado con Enjuagues bucales. Repetir cada mes.
Se puede combinar 2.000 a 3.000 mg B3
AMIGDALITIS: CDS (o Protocolo Básico como alternativa)
combinado Protocolo habitación durante 3 semanas.
ANSIEDAD: CDS (o Protocolo Básico como alternativa)
combinadoProtocolo habitación durante 3 semanas. En casos
severos Protocolo desparasitación.
APENDICITIS: CDS (o Protocolo Básico como alternativa)
combinadoprotocolo habitación durante 3 semanas. Como
alternativa protocolo de urgencia (antiguo protocolo 6+6) y si se desea
alivio rápidoprotocolo enema.
ARTERIOSCLEROSIS/ARTEROMATOSIS: CDS combinado con 3
infusiones diarias de rompepiedras (lepidium latifolium). Se puede
hacer a largo plazo.
ARTRITIS REUMATOIDE: CDS (o protocolo básico como alternativa)
combinado Kit de DMSO en la zona afectada durante 3 meses.
ARTROSIS: CDS (o protocolo básico como alternativa) combinadoKit
de DMSO durante 3 meses.
ASMA: CDS (o protocolo básico como alternativa)
combinadoprotocolo habitación. Si parásitos aplicar protocolo
parasitos.
AUTISMO: Protocolo parasitos. Contactar con los grupos de padres
afectados como p.e. “parasitosis autista”, o
webwww.andreaskalcker.com, www.cdautism.org., o en el libro de
Kerri Rivera está descrito el tratamiento con más detalle.
BROQUITIS: CDS (o protocolo básico como alternativa)
combinadoprotocolo habitación durante 3 semanas.
BRUCELOSIS: CDS (o protocolo básico como alternativa)
BURSITIS: CDS (o protocolo básico como alternativa) combinado Kit
de DMSO en la zona afectada durante 3 semanas.
CÁLCULO RENAL: Kit de DMSO combinado con el CDS (o protocolo
básico como alternativa) durante 3 semanas. Beber 3 infusiones al día
de la planta rompepiedras (Lepidium latifolium) fresco si es posible,
también se puede hervir óxido de magnesio como alternativa
CALVICIE: Protocolo dermatológico, aplicado en spray, varias veces
al día durante 3 meses. Se puede combinar con el protocolo para
principiantes o CDS
CÁNCER COLORECTAL: CDS, incrementando (o protocolo
básicocomo alternativa) la toma de 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10
veces al día. Se puede combinar con protocolo rectal durante 3-6
meses. De noche protocolo enemas, alternando al siguiente día
conenjuagues bucales. Como todos los protocolos de cáncer se puede
acompañar con infusiones de Artemisa Anua (5 gr. Al día) y la ingesta
de 15 gr de kalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en
azúcares y sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER DE ESÓFAGO: CDS, incrementando (o protocolo
básicocomo alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10
veces al día. Se puede combinar con Kit de DMSO durante 3-6 meses.
De noche enjuagues bucales, si se puede. Como todos los protocolos
de cáncer se puede acompañar con infusiones de artemisa (5 gr. Al
día) y la ingesta de 15 gr de kalanchoe daigremontana. Dieta
adecuada, baja en azúcares y sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER GÁSTRICO O DE ESTÓMAGO: CDS, incrementando la
toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día. Se puede
combinar con Kit de DMSO durante 3-6 meses. De noche enguagues
bucales, si se puede. Como todos los protocolos de cáncer se puede
acompañar con infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15
gr de kalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER DE HÍGADO: CDS, incrementando (o protocolo básicocomo
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con protocolo rectal durante 3-6 meses. De
noche protocolo enema, alternando al día siguiente con enjuagues
bucales. Como todos los protocolos de cáncer se puede acompañar
con infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15 gr
dekalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER DE LENGUA: CDS, incrementando (o protocolo
básicocomo alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10
veces al día. Se puede combinar con protocolo rectal durante 3-6
meses. Indudablemente Lavado bucal . De noche es esencial
aplicarprotocolo enema, alternando el siguiente día con lavados
bucales. Como todos los protocolos de cáncer se puede acompañar
con infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15 gr
dekalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER DE MAMA: CDS, incrementando (o protocolo básico como
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con Kit de DMSO aplicado en la zona durante 3-6
meses. De noche lavados bucales, cuando se pueda. En casos de alta
toxicidad se puede añadir protocolo enema varias veces a la semana.
Como todos los protocolos de cáncer se puede acompañar con
infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15 gr
de kalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER ÓSEO: CDS, incrementando (o protocolo básico como
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con Kit de DMSO aplicado en la zona durante 3-6
meses. De noche protocolo enema, alternando al siguiente día con
con enjuague bucal. Como todos los protocolos de cáncer se puede
acompañar con infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15
gr de kalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER DE OVARIO: CDS, incrementando (o protocolo básicocomo
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con protocolo rectal durante 3-6 meses. De
noche lavados vaginales y también combinar con enjuagues bucales.
Como todos los protocolos de cáncer se puede acompañar con
infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15 gr
dekalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER PANCREÁTICO: CDS, incrementando (o protocolo
básicocomo alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10
veces al día. Se puede combinar con Kit de DMSO aplicado en la zona
durante 3-6 meses. De noche enjuagues bucales, pudiéndose
combinar con protocolo enema. Como todos los protocolos de cáncer
se puede acompañar con infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y la
ingesta de 15 gr de kalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja
en azúcares y sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER DE PRÓSTATA: CDS, incrementando (o protocolo
básicocomo alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10
veces al día. Se puede combinar con protocolo rectal, después de
cada defecación durante 3-6 meses. De noche protocolo enemas,
alternando siguiente día con enjuagues bucales. Como todos los
protocolos de cáncer se puede acompañar con infusiones
deartemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15 gr
de kalanchoedaigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER DE PULMÓN: CDS, incrementando (o protocolo
básicocomo alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10
veces al día, combinando con protocolo habitación. Se puede
combinar conKit de DMSO aplicado en el pecho durante 3-6 meses.
De noche se puede aplicar enjuagues bucales. Como todos los
protocolos de cáncer se puede acompañar con infusiones
de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15 gr
de kalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER RENAL: CDS, incrementando (o protocolo básico como
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con protocolo rectal durante 3-6 meses. De
noche protocolo enema, alternando el siguiente día con enjuagues
bucales. Como todos los protocolos de cáncer se puede acompañar
con infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15 gr
dekalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER TIROIDEO: CDS, incrementando (o protocolo básico como
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con Kit de DMSO aplicado en la zona durante 3-6
meses. De noche, si se puede enjuagues bucales. Como todos los
protocolos de cáncer se puede acompañar con infusiones
de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15 gr
de kalanchoedaigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER UTERINO: CDS, incrementando (o protocolo básico como
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con protocolo vaginal durante 3-6 meses. De
noche protocolo enema, alternando al día siguiente con enjuagues
bucales. Como todos los protocolos de cáncer se puede acompañar
con infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y la ingesta de 15 gr
dekalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja en azúcares y
sustancias que acidifican el cuerpo.
CÁNCER DE VEJIGA: CDS, incrementando (o protocolo básicocomo
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con protocolo rectal, (o V en caso de mujer),
durante 3-6 meses. De noche protocolo enema, alternando el
siguiente día con enjuagues bucales. Como todos los protocolos de
cáncer se puede acompañar con infusiones de artemisa (5 gr. Al día) y
la ingesta de 15 gr de kalanchoe daigremontana. Dieta adecuada, baja
en azúcares y sustancias que acidifican el cuerpo.
CANDIDIASIS: CDS, incrementando (o protocolo básico como
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con protocolo vaginal durante 3 semanas. En caso
grave, de noche protocolo enema, añadido el siguiente día
conenjuagues bucales, el tiempo necesario. Alternativamente con un
par bio magnético, o también lavados vaginales con jugo de 15 gr.
Kalanchoe triturado y disuelto en 300 ml de agua. Dieta baja en
azúcares.
CASPA: Protocolo dermatológico, 2-3 veces al día, se puede
combinar con CDS durante 3 semanas.
CHAGAS: Empapar una gasa en CDS al 0,3%: 3000 ppm del
frigorífico y aplicar encima de la picadura o mordedura. Este protocolo
sirve para todo tipo de insectos, arañas y medusas. En caso de
mordeduras de serpiente venenosa, picadura de escorpión o raya
venenosa, inyecciones de CDI subcutánea.
CHIKUNGUNYA: Protocolo 115 progresivo. Llenar 3 botellas de ½
litro con agua filtrada o mineral y 8 ml de CDS en cada botella. 1ª
botella tomar en 4 tomas cada 15 minutos; 2ª botella tomar en 4 tomas
cada 30 minutos y la 3ª botella, tomar 4 tomas cada 45 minutos.
CIÁTICA: CDS, incrementando (o protocolo básico como alternativa)
la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día. Se puede
combinar con Kit de DMSO aplicado en la zona. De noche
aplicarenjuagues bucales.
CIRROSIS HEPÁTICA: Protocolo básico ó CDS, como alternativa
combinando protocolo enema, cada 2 días, hasta su remisión.
CISTITIS O INFECCIÓN DE ORINA: CDS, incrementando (oprotocolo
básico como alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10
veces al día. Se puede combinar con protocolo vaginal en mujeres
o protocolo rectal para varones. En casos graves protocolo enema,
alternando el siguiente día con enjuagues bucales.
COLESTEROL: CDS, (o protocolo básico como alternativa) durante 3
semanas.
COLITIS ULCEROSA: CDS, incrementando (o protocolo básicocomo
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con protocolo rectal durante 1-3 meses. De
noche protocolo enema, si es necesario.
CONJUNTIVITIS: Protocolo dermatológico, combinado con CDS,
durante 3-7 días.
DEMENCIA: CDS, (o Protocolo básico como alternativa), combinado
con Kit de DMSO aplicado en la nuca y columna vertebral durante 3
semanas y 1 de descanso combinado con enjuagues bucales cuando
se baña el paciente. Repetir cada mes.
DENGUE: Protocolo frecuente, seguido por CDS (o protocolo
básicocomo alternativa). Se combina con kit de DMSO para los
dolores articulares, y para la fiebre con protocolo enema. Si hay
picazón,protocolo baños.
DEPRESIÓN: CDS, (o protocolo básico como alternativa), en casos
graves combinado con protocolo enema durante 3 semanas. Si
persiste, hacer protocolo parasitos.
DERMATITIS ATÓPICA: Protocolo dermatológico ó Kit de DMSO,
según gravedad, 2-3 veces al día, combinado con CDS, durante 3
semanas.
DIABETES: CDS, (o protocolo básico como alternativa), hay que
desparasitarse cada mes durante 6 meses mínimo. Dieta saludable
(sin carnes, harinas refinadas, lácteos). Resultados de 2-3 meses y
remisión completa a los 5 meses. En caso diabetes I, usar protocolo
parasitos. Al protocolo protocolo básico y CDS, añadir 1 cucharilla
deestevia natural y hasta 15 gr de kalanchoe repartido durante el día.
DIARREA: Protocolo urgencia (adultos), usar protocolo niños y
adolescentes (niños). En casos graves protocolo enema, combinado
con Kit de DMSO , aplicado en la barriga.
DISFUNCIÓN ERÉCTIL: CDS, (o protocolo básico como alternativa),
combinado con Kit de DMSO, durante 1 mes.
DIVERTICULITIS: CDS, incrementando (o protocolo básico como
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día.
Se puede combinar con protocolo rectal después de cada deposición,
durante 3 semanas. De noche protocolo enema, alternando el
siguiente día con enjuagues bucales.
DOLOR DE CABEZA: Protocolo frecuente (o protocolo básico como
alternativa). En casos recurrentes, protocolo enema.
ÉBOLA: Protocolo frecuente, seguido por protocolo
básico (el CDScomo alternativa). Si no responde, el Protocolo insectos
y picaduras.
ENFERMEDADES AUTOINMUNES:
ENFERMEDAD DE CROHN: CDS, incrementando (o protocolo
básico como alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10
veces al día. Se puede combinar con protocolo rectal, 3 meses
después de las deposiciones. De noche protocolo enema, alternando
el siguiente día con enjuagues bucales.
ENFERMEDAD DE LYME: CDS, incrementando (o protocolo
básicocomo alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10
veces al día. Se puede combinar con protocolo rectal 3 semanas
después de las deposiciones. Protocolo dermatológico y por
la noche protocolo enema, alternando el siguiente día con enjuagues
bucales. También, de 2,5-5 ml de trementina natural en azúcar.
ENFERMEDAD PULMONAR OBSTRUCTIVA CRÓNICA
(EPOC):Protocolo básico, (o CDS como alternativa) combinado
con protocolo habitación, incrementando la toma a 3 ml de CDS en
100 ml de agua 10 veces al día. Se puede combinar con Kit de
DMSO aplicado en el pecho durante 3-6 meses. De noche enjuagues
bucales.
ERUPCIONES EN LA PIEL: Protocolo dermatológico, 2-3 veces al
día, combinado con CDS, durante 3 semanas.
ESCHERICHIA COLI: CDS ó protocolo básico, durante 3 días
aproximadamente.
ESCLEROSIS LATERAL AMIOTRÓFICA (ELA): Este tratamiento
indicado está reservado para el uso de profesionales de la sanidad.
Es necesario comenzar con la vía oral al menos durante un mes para
desintoxicar. La dosis de CDI no debe exceder el 5% del suero a
aplicar. La aplicación debe ser incrementada paulatinamente
comenzado por 5ml en 100ml de suero cada 5 días 3 series.
Incrementar a 12,5 ml. En 250 ml de suero, por 3 series, cada 7 días.
Aumentar a 25 ml de CDI en 500ml de suero de cada 7 días. El tiempo
de infusión debe ser lo mas largo posible para incrementar el periodo
de exposición. Conviene cada 6 días tomar Acetilcisteína y Silimarina.
El calbre de la vía a usar es el 20.
ESCLEROSIS MÚLTIPLE: CDS, (o protocolo básico como alternativa)
y protocolo Zapper. También se puede combinar con Kit de
DMSO aplicado durante 3-6 meses. De noche protocolo enemacada
2-3 días.
ESQUIZOFRENIA: CDS, durante 3 semanas, seguido por protocolo
parasitos.
ESTOMATITIS VESICULAR: CDS, se puede combinar con lavados
de baño, durante 1 semana.
FIBROMIALGIA: CDS, (o protocolo básico como alternativa) que se
puede combinar, si es posible, con Zapper y protocolo enema. Si
mejora estable, protocolo enema. Después de la desparasitación,CDS,
durante 3 meses, si crisis (presencia masiva parásitos),
aplicarprotocolo enema.
FIBROSIS QUÍSTICA: CDS ó protocolo básico, combinado
conZapper y protocolo parasitos.
FIEBRE TIFOIDEA: CDS ó protocolo básico, y como alternativa casos
severos, protocolo enema.
FÍSTULA ANAL: CDS ó protocolo básico, combinado con protocolo
dermatológico, durante 1-2 semanas y protocolo rectal después de
cada deposición.
FRACTURA: CDS ó protocolo básico, durante 3-6 semanas. Para la
solidificación más rápida se puede utilizar dos imanes fuertes de
altavoz en ambos lados de la fractura unidos por un hierro (la
aportación adicional de sangre, debido al campo magnético, acelera el
proceso de curación).
GASTRITIS: CDS, durante 3-6 días. Según gravedad, protocolo
urgencia.
GASTROENTERITIS: CDS, durante 3-6 días. Según
gravedad,protocolo urgencia.
GLOMERULONEFRITIS POSESTREPTOCÓCICA:
Es el síndrome nefrítico usar el Protocolo para principiante durante
dos semanas, seguido de CDS, (o protocolo básico como
alternativa) durante tres meses.
GINGIVITIS: protocolo lavados de baño, de 3-5 veces al día, durante 1
mes. Se puede acompañar CDS, combinado con Kit de DMSO, si la
gravedad lo requiere.
GONORREA: CDS, (o protocolo básico como alternativa), en caso de
mujeres combinar con protocolo vaginal, y en caso de varón
conprotocolo rectal, durante 1 semana.
GOTA: protocolo básico (el CDS como alternativa), combinado conKit
de DMSO durante 1-3 meses.
GRIPE (INFLUENZA): Protocolo frecuente, seguido por CDS el
tiempo necesario. Como complemento también se puede utilizar
elZapper.
HEPATITIS: CDS, incrementando (o protocolo básico como
alternativa) la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al día
y se combina con protocolo enema, 1 vez al día, alternando
conenjuagues bucales. El tratamiento habitual es de 3 meses.
HERIDA: Protocolo dermatológico, rociando directamente sobre la
herida. Como alternativa 6 gotas de CD activadas en 100 ml. En casos
graves (tétano o similar) protocolo básico ó CDS, durante 1 semana o
más, según situación. Una solución de CDS aplicada directamente
sobre la herida provoca una coagulación casi inmediata, evitando todo
tipo de infección.
HERNIA: CDS, (o protocolo básico como alternativa) y combinarlo
con Kit de DMSO en la zona afectada durante el tiempo necesario.
HERPES: CDS, (o protocolo básico como alternativa con Zapper) y
combinarlo con protocolo dermatológico en zona afectada el tiempo
necesario. En caso recurrente, también protocolo parasitos.
HIPERTENSIÓN ARTERIAL: CDS, durante 1 mes, hasta
normalización.
HIPERTIROIDISMO: Protocolo para principiantes ó protocolo sensible,
según gravedad, combinado con Zapper. Posteriormente,CDS,
durante 3 semanas. Caso de ansiedad y nerviosismo, protocolo
parasitos.
HONGOS-MICOSIS: CDS, (o protocolo básico como alternativa),
combinado con protocolo dermatológico, durante 3 semanas. En caso
grave protocolo gas de noche, y enjuagues bucales el tiempo
necesario. Alternativamente se puede combinar emplastes de
kalanchoe triturado. Este protocolo se puede combinar con parbio
magnético.
INFECCIONES: CDS, (o protocolo básico como alternativa) durante la
infección. Puede ser combinado con Kit de DMSO. Si hay infección
muy grande protocolo insectos, y si no hay posibilidad de
realizarlo,protocolo urgencia.
INSUFICIENCIA CARDÍACA CONGESTIVA: Protocolo
principiantesó protocolo sensible, según gravedad. Si no hay efectos
adversos puede cambiar al CDS y combinarlo con Kit de DMSO en el
pecho, durante el tiempo necesario.
INSUFICIENCIA RENAL: Protocolo principiantes, y en ausencia de
efectos adversos, cambiar a CDS, o el protocolo protocolo básico,
combinado con Kit de DMSO en la zona afectada y el protocolo
enema durante el tiempo necesario de recuperación.
ISQUEMIA REPERFUSIÓN RENAL: Protocolo principiantes, y en
ausencia de efectos adversos, cambiar a CDS, o el protocoloprotocolo
básico, combinado con Kit de DMSO en la zona afectada y
el protocolo enema durante el tiempo necesario de recuperación.
LEISHMANIASIS CUTÁNEA (UTA): CDS, ó el protocolo básico,
combinarlo con protocolo dermatológico en la zona afectada durante el
tiempo necesario y Kit de DMSO.
LEUCEMIA: CDS, ó el protocolo terminal cuando esté muy grave. En
niños las cantidades deben adaptarse a su edad.
LIQUEM ESCLEROSO ATROFICO: CDS, o el protocolo protocolo
básico, y combinarlo con protocolo dermatológico en la zona afectada
durante el tiempo necesario. Después se aplica protocolo parasitos.
LINFOMA: CDS, ó el protocolo terminal cuando esté muy grave y
combinarlo con Kit de DMSO en la zona afectada y protocolo enema,
durante el tiempo necesario de recuperación.
LOU GHERING: Ver Esclerosis Lateral Amiotrófica-ELA).
LUPUS (ERITEMATOSO): Protocolo para principiantes, durante 1
semana y seguir con CDS, durante 3 semanas o el protocolo básico y
combinarlo con protocolo enema cada 3 días. Protocolo
dermatológico, en caso de problemas de piel usar Lavados (protocolo
de baño) en caso de problemas bucales. Usar Protocolo enjuague
bucal.
MALARIA (PALUDISMO):
1) Protocolo rápido (si el paciente adulto no está muy mal):
Tomar 2 dosis de 15 gotas (CD), separadas por 3 horas. Debería ser
suficiente, si no, al otro día tomar 1 dosis más de 15 gotas.
2)Protocolo suave (si el paciente adulto está muy debilitado): cada 2
horas a partir de la primera toma.
8 gotas la primera toma.
5 gotas la segunda hora (desde la 1º toma).
5 gotas la cuarta hora (desde la 1º toma).
6 gotas la sexta hora (desde la 1º toma).
8 gotas la octava hora (desde la 1º toma).
8 gotas antes de dormir (desde la 1º toma).
Total del día: 40 gotas.
En casos excepcionales 1 toma más de 10 gotas.
Bebés: 4 tomas diarias de 1 gota, cada 3 horas, aumentar a 2 gotas si
es necesario. Para niños: 5 tomas diarias de 1 gota, cada 2 horas (por
cada 11 kg de peso). Administrar por 2 días.
MENINGITIS: Protocolo urgencia, seguido por protocolo básico,
óCDS como alternativa en conjunto con Kit de DMSO, en la zona de la
nuca. En caso muy grave, se puede considerar el protocolo Inyección
de CDI, realizado por un profesional de la medicina.
METALES PESADOS: CDS, (ó protocolo básico como alternativa)
incrementando la toma a 3 ml de CDS en 100 ml de agua 10 veces al
día durante 3 meses, en casos severos. Se puede combinar
conLavado (protocolo de baño) ó protocolo enema.
MIGRAÑA: En caso grave y recurrente se recomienda hacerprotocolo
parasitos. Pueden aparecer más cefaleas y migrañas que luego se
van.
MONONUCLEOSIS: CDS, durante 3 semanas. Se recomienda aplicar
los 2 programas específicos víricos del Zapper, que han resultado ser
muy eficaces.
NEFRITIS: CDS, ó protocolo básico y combinarlo con Kit de DMSOen
la zona afectada durante el tiempo necesario.
NEUMONÍA/PULMONÍA: CDS, ó protocolo básico y combinarlo conKit
de DMSO en la zona afectada durante el tiempo necesario. De noche
se puede añadir protocolo habitación, para acelerar el proceso.
OSTEOMIELITIS: CDS, ó protocolo básico y combinarlo conprotocolo
dermatológico, en la zona afectada durante el tiempo necesario.
OSTEOPOROSIS: CDS, ó protocolo básico, durante 3 meses. Si es
posible ingerir 150-250 ml de agua de mar al día para la re-
mineralización. Evitar en la dieta carbohidratos y azúcares. Se puede
añadir 1-2 cucharitas de tierra de diatomeas en la dieta diaria.
OTITIS: Protocolo gas, CDS ó protocolo básico, combinado
conenjuagues bucales. Se recomienda añadir unas gotas de DMSO al
lavado bucal.
PAPILOMA VIRUS: (Ver VPH)
PERIODONTITIS: Enjuagues bucales, incluso cepillar los dientes en
el CDS, sin diluir el tiempo necesario. Después enjuagar con agua. En
caso severo CDS, durante 3 semanas.
PICADURAS: Protocolo insectos, aplicando gasa empapada
en CDS0,3 %, (si no hay use 5 gotas activadas de CD), puede añadir
5 gotasDMSO, si no cede la inflamación.
PIE DE ATLETA: Protocolo dermatológico, 2-3 veces al día,
combinado con CDS durante 3 semanas. Se puede combinar
conbaños de pies: 15 gotas activadas durante 15 minutos.
PROSTATITIS: CDS, ó protocolo básico y combinarlo con protocolo
enema durante 1-3 meses y protocolo rectal, después de cada
deposición.
PSORIASIS: CDS, ó protocolo básico y combinarlo con protocolo
dermatológico en la zona afectada durante el tiempo necesario. En
casos recurrentes y muy severos se recomienda protocolo parasitos.
PULMONÍA: (ver Neumonía)
QUEMADURA: Protocolo quemaduras, combinado con protocolo
dermatológico. En caso de infecciones y fiebre se añade
el CDS óprotocolo básico, como alternativa.
QUISTES: CDS, ó protocolo básico y combinarlo con Kit de DMSo en
la zona afectada durante el tiempo necesario.
REFLUJO GASTROESOFÁGICO: CDS, que se puede combinar con
la ingestión de 150-200 ml de agua de mar al día en varias tomas o
añadido directamente al CDS.
RESFRIADO COMÚN: Protocolo frecuente, y en casos severos se
puede seguir con CDS, cambiando en caso de necesidad
conprotocolo oftalmológico. El Zapper, combinando con los anteriores
ha dado resultados excelentes.
RINITIS ALÉRGICA: CDS, ó protocolo básico combinado
conprotocolo oftalmológico.
SARCOIDOSIS: CDS, ó protocolo básico y combinarlo con protocolo
dermatológico en las zonas afectadas durante el tiempo necesario.
SARNA: Lavados (protocolo de baño) , o como alternativa protocolo
gas. También se puede aplicar ceniza de parra de vino mezclado con
aceite en los lugares más afectados.
SÍNDROME DE SJÖGREN: Protocolo oftalmológico, en conjunto
conCDS, o como alternativa el Básico, se puede combinar
con Protocolo de baño.
SINUSITIS: Protocolo oftalmológico y CDS, o el protocolo básico.
STAPHYLOCOCCUS: CDS, ó el protocolo básico. Para casos
severos recurrentes el Zapper y si es externo el protocolo gas.
TRASTORNO BIPOLAR Y ANSIEDAD GENERALIZADA: CDS, ó
elprotocolo básico combinado con protocolo enema. Posteriormente
se recomienda el protocolo parasitos, muy eficaz en casos severos.
TROMBOSIS VENOSA: CDS, combinado con el protocolo
oftalmológico.
TUBERCULOSIS: CDS, ó el protocolo básico y combinarlo con
elprotocolo habitación. Se puede aplicar el Kit de DMSO.
TUMOR: CDS, (ó protocolo básico como alternativa) incrementando la
toma a 3 ml de CDS disuelto en 100 ml de agua 10 veces al día, se
puede combinar con Kit de DMSO, aplicado en la zona durante 3-6
meses. De noche el Protocolo de baño . En caso de tumor
maligno:Protocolo terminal, acompañado por infusiones de Artemisa (5
gramos al día) y la ingesta de 15 gramos de Kalanchoe
daigremontiana. Dieta adecuada, baja en azúcares.
ULCERAS PÉPTICAS (HELICOBACTER): CDS, (o protocolo
básicocomo alternativa), durante 3-6 meses.
ULCERAS DIABÉTICAS VASCULARES: Protocolo dermatólogico, 2-
3 veces al día, combinado con CDS ó el protocolo básico, durante 3
meses. En casos graves se requiere hacer limpieza de las heridas
adecuadamente.
UVEÍTIS: Protocolo oftalmológico, en conjunto con CDS, ó (Protocolo
básico como alternativa), se puede combinar con lavados en baño.
VAGINOSIS BACTERIANA: CDS, en conjunto con lavados vaginales,
durante 2-3 meses.
VARICES (INSUFICIENCIA VENOSA CRÓNICA): CDS, (ó protocolo
básico como alternativa), combinado con Kit de DMSO.
VERRUGAS VÍRICAS: CDS, (ó protocolo básico como alternativa). En
caso de verrugas resistentes, aplicar 1 gotita de clorito sódico
puro (sólo una vez), tras rascar la superficie (sin producir sangrado).
Cubrir alrededor para que no toque la piel con vaselina. Dejar que
actúe, no es necesario limpiar después con agua. Habitualmente
desaparece en los 20 días siguientes.
VIH/SIDA: CDS, ó protocolo básico y combinarlo con protocolo
habitación. Se puede aplicar también Kit de DMSO. En estado
avanzado se puede utilizar protocolo para Inyección de CDI, con
buenos resultados.
VIRUS EPSTEIN-BARR (CITOMEGALOVIRUS): CDS, ó el protocolo
básico, durante 1-2 meses, también como alternativa el Zapper.
VITILIGO: Protocolo dermatológico combinado con Kit de DMSO y si
no hay respuesta, el protocolo Inyección de CDI y la aplicación de
sesiones de luz UVB específica en la zona.
VIRUS DEL PAPILOMA HUMANO (VPH): CDS y el protocolo lavados
vaginales, durante 1-2 meses.

Interesses relacionados