Você está na página 1de 8

Abra sua bíblia em Atos 2: 42-47

Louvado seja o Senhor Jesus pela sua palavra (curva sua cabeça,
vamos orar)

Introdução

Uma das coisas que a igreja em geral e especialmente a


igreja presbiteriana e conseqüentemente as suas
sociedades internas mais necessita hoje é ter uma
consciência sensível para o mundo que cerca. Se somos
servos e servas de Jesus Cristo, nossos olhos (à
semelhança dos olhos de Jesus) precisam estar sempre
abertos para a necessidade humana e os nossos ouvidos
atentos aos gritos de angustia.
Minhas amadas irmã, se não ouvirmos atentamente as
vozes da sociedade secular, tentando compreendê-las e
ser sensíveis as frustaçãoes, á ira, confusão e desespero
das pessoas, chorando com os que choram, não haverá
em nós autenticidade como discípulos de Jesus de
Nazaré. Pelo contrario, estaremos como se diz por ai,
correndo o risco de responder perguntas que ninguém
está fazendo, coçar onde não há coceira alguma, prover
bens para os quais não há nenhuma demanda ....
Em outras palavras, corremos o risco de ser
totalmente irrelevantes, dentro de um mundo
completamente perdido e desorientado como este em
que estamos inseridos, como homens de Deus, mulheres
de Deus, como igreja do Senhor.
Precisamos fazer algumas perguntas nesta noite especial
de festa e de ação de graça:
 Será que como homens e mulheres que servem a
Deus. Estamos sendo relevantes neste mundo tão
confuso?
 Será que a SAF do presbitério centro oeste está
sendo relevante, cumprindo seu papel dentro da
igreja e na sociedade em que está inserida?
(aliás, permitam trazer a memória dos irmãos o porquê da instituição das
sociedades internas na igreja presbiteriana. lerei o que diz o manual unificado das
sociedades internas)

Você conseguiria descrever as marcas e características de


uma SAF relevante?
Vamos pensar aqui na nossa SAF. Você saberia identificar
uma característica que coloque nossa sociedade
auxiliadora feminina no patamar de SAF sadia e
Relevante?

John Stott escreveu em um de seus livros (ouça o


espírito ouça o mundo), que existem três grandes
carências do ser humano moderno. Três coisas pelo quais
os homem e as mulheres do nosso século anseiam, três
necessidades que clamam de todo seu coração.

 Que carência são estas segundo John Stott?

Primeira delas: uma carência de significado


Nunca fomos expostos a tanto credos, a tantas
religiões, a tantas filosofias, a tanta versões da verdade.
E o homem moderno fica meio paranóico em decidir qual
a verdadeira VERDADE (desculpe ai à redundância). Os homens
e as mulheres modernas não conseguem identificar qual
é a verdade absoluta.
E o mais agravante disso tudo é que vivemos em um
tempo onde as pessoas não acreditam que exista uma
verdade absoluta.
Por isso as pessoas vivem por ai perdidas sem saber pra
onde ir porque necessitam, porque almejam de todo
coração de significado.
Elas não sabem o quer acreditar sobre Deus, sobre o
amor, sobre família, sobre relacionamentos entre homem
e mulher, enfim perderam a convicção de que a vida tem
algum sentido, e isto é muito perigoso porque os seres
humanos têm dentro de si o desejo de significado, a luta
e o desejo para encontrar um significado para a vida é a
força motivadora primordial de uma pessoa A falta de
sentido da vida Lena a monotonia, ao alcoolismo, a
delinqüência juvenil e ao suicídio. Milhares e milhares de
jovens estudantes vivem expostos a uma doutrinação...
que nega a existência de valores. E o resultado disso é
mais e mais pacientes se acotovelando em clinicas
psiquiátricas queixando-se de um vazio interior e de uma
total e extrema falta de significado na vida.
Os homens estão confusos.
Primeira carência os homens precisam de significados.

Segunda carência segundo jhon stott, o ser humano de


nossos tempos tem uma carência de TRANSCENDÊNCIA
(De acordo com a psicologia, transcender está relacionado com
pensamentos e emoções, é a capacidade do ser humano de transpor
certas barreiras, se tornando superior a algumas circunstâncias.)
A busca por transcendência é a busca pela a realidade
suprema, que se encontra além do universo material.
Ou seja, nunca nos vimos tão ocupados pelo nosso
trabalho e pelo nosso passatempo.
O homem moderno tem gasto seus dias na ambição
de juntar e juntar sem saber o certo porque faz isso.
O homem moderno tem carência de transcendência.
Existem perguntas na sua mente que não podem ser
respondidas aqui pelas pedagogias e filosofias deste
mundo.
 Qual o propósito da vida?
 Porque estamos aqui?
Somente um Deus transcendente e imanente pode
responder satisfatoriamente estas perguntas.

Terceira carência, que o homem moderno anseia. O


homem do século 21 necessita de comunhão.

Nunca estivemos tão conectados, nunca tivemos tantos


meios para nos comunicarmos, nas redes sociais, no
whatssap, nos facebooks.
As distancias nunca foram tão curtas, mas ao mesmo
tempo nunca estivemos tão distantes uns dos outros.
Os homens se sentem sós, ilhados, alienados, mesmo
diante de tanta tecnologia.
Exemplo:
Reportagem sobre o grande índice de suicídio no Brasil,
onde a pesquisadora disse que um dos motivos e a
depressão (doença do nosso século), muitas das vezes
proveniente da solidão.
A globo tem exibido uma novela onde tem um
adolescente que só se comunica com a mãe através o
whatssap. Este é o retrato da nossa sociedade.
Os homens têm carência de comunhão.

Então convivemos com estas três carências do homem


moderno:
 Uma carência de significado (o que crer)
 Uma carência de transcendência (porquê viver, qual
o significado da vida)
 Uma carência de comunhão (com quem viver, com
quem compartilhar a vida).
Mas o que isto tem haver com mais um aniversário da
SAF do PCMA?
Ora, meus amados e minhas amadas, acredito que tem
tudo haver.
Porque uma sociedade como a SAF que tem como
objetivos servir e ser fiel a Deus e a sua palavra.
Também devem estar atenta e sensível as necessidades
deste mundo cheio de gente perdidas, que andam como
cegas que não sabem pra onde ir.
A igreja aqui em Atos que comumente chamamos de a
igreja primitiva é um exemplo de uma igreja saudável,
relevante, por isso trouxe este texto esta noite para que
possamos tirar princípios para que sejamos uma igreja,
uma sociedades de mulheres que servem a Deus
relevante neste mundo sem Cristo.
Vejamos o que esta igreja nos ensina:
Lucas (quem escreveu atos) descreve quatro marcas de uma
igreja saudável
Primeira característica, ele perseverava na doutrina.
A primeira coisa que Lucas ao escrever atos diz sobre a
igreja primitiva era que ela perseverava na doutrina dos
apóstolos. (v42)
Era uma igreja que queria aprender, tinham fome da
verdade eles queriam sentar aos pés dos apóstolos e
absorver e as seus ensinamentos.
Os crentes sabiam que Jesus havia nomeado os apóstolos
para que fossem mestres na igreja e procuravam
aprender todo o possível e perseveravam na doutrina.
 Como se aplica isto à igreja de hoje?
 O que significa para nós perseverar na doutrina dos
apóstolos?
Uma igreja saudável é uma igreja bíblica, uma igreja onde
se ensina as escrituras. Os pais ensinam a bíblia aos seus
filhos, os membros da igreja lêem e refletem sobre as
escrituras todos os dias.
Uma igreja saudável é uma igreja que estuda as escrituras

Segunda característica, é uma igreja que amava,


mantinha a comunhão.(42)
Perseveravam na comunhão (koinonia) palavra grega que
vem de koinos que significa comum.
Era uma igreja que compartilhava algo em comum entre
eles que era a crença e a obediência ao Senhor Jesus
Cristo.
Terceira característica, era uma igreja que adorava. (v42)
Os primeiros cristãos não eram só fieis em conservar os
ensinamentos dos apóstolos e na comunhão uns com os
outros. Mas, também se reuniam uns com os outros e
participavam juntos “no partir do pão” e nas orações
(v42). Ler também (v. 46) uma adoração formal no
templo e uma informal em casa em casa.
Quarta característica, uma igreja em evangelização
continua. (v.47)
Uma saudável é uma igreja evangelizadora
Não poderíamos pensar em uma igreja como uma
comunidade ocupada unicamente de si mesma, como se
tivesse abandonado o mundo necessitado que está do
lado de fora. Somente quando chegamos ao final da
passagem, se completa a perspectiva:
“E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles
que se haviam de salvar”. (Atos 2:47)
Nesta breve referência podemos aprender alguns pontos
sobre a evangelização.
O primeiro é que o Senhor mesmo acrescentava os que
haviam de ser salvos. O Senhor Jesus inclui cada dia novos
crentes à igreja.
O ensinamento, o testemunho diário dos membros da
igreja e sua vida de amor aos demais, são os meios que
Deus usa para fazer chegar Sua mensagem ao mundo.
Porém quem salva e incorpora novos membros a Sua
igreja é Jesus Cristo.
Um segundo ponto sobre a evangelização é que Jesus
fazia duas coisas, e estas devem sempre estar juntas.
Acrescentava cada dia à igreja os que iam ser salvos, quer
dizer, não os acrescentava sem serem salvos nem os
salvava sem os acrescentar a igreja. Salvação e vinculação
à igreja são dois atos que vão juntos.
Em terceiro lugar, Jesus fazia isto cada dia. O Senhor fazia
crescer dia a dia a comunidade. A evangelização não é um
assunto ocasional, deve ser algo contínuo. Quando a
igreja está cheia do Espírito Santo, se abre ao mundo
necessitado de Deus e então as pessoas podem ser
acrescentadas cada dia à igreja.

Conclusão:
Quero concluir dizendo que :

Uma igreja saudável deve ter como características suprir


as estas três carências do mundo moderno.
 (o que crer)
 (porquê viver)
 (com quem viver, com quem compartilhar a vida).
A pergunta é somos capazes como igreja de Cristo aqui
em Panaquatira responder a estas carências que
certamente encontramos aqui em nosso meio?
Pense um pouco sobre isto.
Se a resposta for positiva então podemos dizer que
somos uma igreja saudável.
Não uma igreja perfeita, mas uma igreja sadia.
Que Deus em Cristo nos abençoe.