Você está na página 1de 8

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

3.º teste sumativo de FQA | 16.dezembro.2014


11.º Ano | Turma A | Professor: Maria do Anjo Albuquerque
Duração da prova: 90 minutos.
Este teste é constituído por 8 páginas e termina na palavra FIM
NOME: Nº 1
Classificação Professor Encarregado de Educação

1. Um corpo move-se de acordo com a seguinte equação:


x   2,0  5,0 t  5 t 2 (SI )

1.1. Indique
1.1.1. A posição inicial

1.1.2. A velocidade inicial

1.1.3. A aceleração do corpo.

1.2. Escreva a lei de velocidade do corpo?

1.3. Elabore um pequeno texto onde explique em que instante o corpo inverte o sentido do
movimento e os intervalos de tempo em que o movimento é acelerado e retardado e porquê.

1
2. Na figura seguinte, encontra-se representado o gráfico da componente escalar da posição, x, desse
carrinho, segundo esse eixo, em função do tempo, t, decorrido desde que se iniciou o estudo do
movimento.
Admita que no intervalo de tempo [0,0; 2,0] s a curva representada é um ramo de parábola.

2.1. Qual das seguintes figuras pode ser uma representação estroboscópica do movimento do
carrinho no intervalo de tempo [0,0; 2,0] s?

2
2.2. Qual dos esboços seguintes pode representar a componente escalar da aceleração, ax, do
carrinho, em função do tempo, t, no intervalo de tempo [0,0; 2,0] s?

2.3. Considere que no instante inicial o valor da velocidade do carrinho, de massa 400 g, é 3,0 m s -1.
Calcule a intensidade da resultante das forças não conservativas aplicadas no carrinho, no
intervalo de tempo [0,0; 2,0] s.
Admita que a resultante das forças não conservativas tem a direção do movimento.
Apresente todas as etapas de resolução.

3
3. Um corpo é abandonado de uma altura de 1,20 m. Considere desprezável a resistência do ar.

3.1. Apresente o esboço do gráfico da componente escalar, segundo o eixo Oy, da posição, y, do
corpo em função do tempo, t, desde o instante em que é abandonado até chegar ao solo.

3.2. A equação v (t) da componente escalar, segundo o eixo Oy, da velocidade, vy, do corpo é

(A) v y  10 t
(B) v y   10 t
(C) v y  1,20 10 t
(D) v y  1,20  10 t

4.3. Qual das expressões seguintes permite calcular o tempo, em segundos (s), que o corpo
demorará a chegar ao solo se a altura da qual é abandonado se reduzir a metade?

2 1,20
(A)
g

1,20
(B)
2g
1,20
(C)
2
g
1,20
(D)
g

3.3. Admita que, em simultâneo com o corpo, se abandona da mesma altura uma esfera metálica de
maior massa.

Se o corpo e a esfera metálica caírem livremente, a esfera chegará ao solo com velocidade de
(A) igual módulo e energia cinética maior.
(B) igual módulo e energia cinética igual.
(C) maior módulo e energia cinética igual.
(D) maior módulo e energia cinética maior.

4
4. A figura mostra um gráfico da variação da velocidade de um paraquedista durante um salto.

4.1. Durante os primeiros 35 s, o valor da velocidade do paraquedista aumenta. Descreva,


justificando, o que acontece nesse intervalo de tempo, à aceleração.

4.2. Após 50 s, o paraquedas abre. Calcule a aceleração nos 10 segundos seguintes.

4.3. A velocidade mantém-se constante entre t = 60 s e t = 80 s. Por que razão acontece isso?

5
5. Um corpo de massa 2 kg sobe um plano inclinado sujeito a uma força constante de 20 N e a uma
força de atrito cuja intensidade é 15% da reação normal.

A intensidade da força de atrito é dada pela expressão:

(A) Fa = 0,15 m g sen 37°


(B) Fa = 0,15 m g cos 37°
(C) Fa = 0,15 m g
(D) Fa = 15 m g
Selecione a opção correta.

6. Mediram-se sucessivamente os valores das acelerações produzidas em dois blocos, 1 e 2, pelas


correspondentes forças resultantes que sobre eles atuaram. A figura seguinte expressa a relação
entre as intensidades dessas forças e as suas respetivas acelerações.

Se o valor da massa do bloco 1 é igual a ¾


do valor da massa do bloco 2, podemos
afirmar que o valor F0 indicado no gráfico
é:
(A) 3,0 N
(B) 4,0 N
(C) 6,0 N
(D) 8,0 N

7. Um corpo de massa m é lançado horizontalmente com velocidade de módulo v0 a uma altura h do


solo, como mostra a figura. Despreze a resistência do ar.
Considere a energia potencial no solo igual a zero.
h
A energia cinética do corpo quando este está uma altura vale:
4
1 3
(A) m v02  m g h
2 4
1 1
(B) m v02  m g h
2 4
1
(C) m g h
4
3
(D) m g h
4

6
8. Na figura está indicado o módulo da velocidade, em km/h, de diferentes pessoas em diversos
locais da Terra, considerando apenas o movimento de rotação da Terra.

8.1. Tendo em conta unicamente o movimento de rotação da Terra, selecione a afirmação correta.
(A) A frequência do movimento de um ponto no equador é igual à de um ponto na Europa.
(B) Todas as pessoas cujo módulo da velocidade está indicado na figura têm a mesma aceleração
centrípeta.
(C) O período do movimento de um ponto no equador é maior do que o de um ponto na Austrália.
(D) A velocidade angular de um ponto em Portugal é menor do que a de um ponto no equador.

8.2. Determine o módulo da velocidade angular de uma pessoa que se encontra em Lisboa.

9. O telescópio Hubble descreve, em torno da Terra, uma órbita praticamente circular, com
velocidade de valor constante, v, a uma altitude de cerca de 5,9 × 102 km.

9.1. Conclua, justificando, se a aceleração do telescópio Hubble é nula.

9.2. Calcule o tempo que o telescópio Hubble demora a descrever uma órbita completa.
G mT
Considere v 
rórbita

Apresente todas as etapas de resolução.

7
10. Dois atletas com pesos diferentes, em queda livre, experimentam, ou não, a mesma aceleração?
Tentando dar resposta a esta questão, um grupo de alunos realizou algumas experiências com
corpos de massas diferentes, para determinar a aceleração da gravidade.
Após a realização de vários ensaios, este grupo de alunos obteve os resultados registados na tabela
seguinte.

Corpo m/g a/ m s-2


9,46
A 30 9,63
9,98
9,66
B 60 9,97
9,94

10.1. Represente os vetores velocidade e aceleração em dois instantes consecutivos do movimento,


para um mesmo corpo.

10.2. Determine o valor da aceleração adquirida por cada corpo.

10.3. O valor da aceleração para o corpo A expresso em função do seu valor médio e da sua incerteza
absoluta é
(A) (9,69  0,3) m s 2
(B) (9,69  0,29) m s 2
(C) (9,7  0,29) m s 2
(D) (9,7  0,2) m s 2

10.4. Com base nos resultados experimentais, que resposta dá à questão colocada inicialmente.

FIM

COTAÇÕES
Questões 1 2 3.1 3.2 4.1 4.2 5.1 5.2 5.3 5.4 5.5 6 7

Cotação

Questões 8.1 8.2 8.3 8.4 8.5 9.1 9.2 10.1 10.2 10.3 Total

Cotação 200