Você está na página 1de 4

Anais do XX Congresso Brasileiro de Automática

Belo Horizonte, MG, 20 a 24 de Setembro de 2014

SENSOR A FIBRA ÓPTICA LPG APLICADO Á LINHA DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA

LEANDRO SOUZA, ÍTALO ALVARENGA, DANIEL D. SILVEIRA, THIAGO V. N. COELHO, ALEXANDRE S. BESSA

Laboratório de Fotônica e Optoeletrônica, Departamento de Circuitos Elétricos, Universidade Federal de Juiz


de Fora. Rua José Lourenço Kelmer, s/n Campus Universitário, Bairro São Pedro, CEP:36036-900, Juiz de
Fora-MG
E-mails: leandro.silva2012@engenharia.ufjf.br,
italo.alvarenga@engenharia.ufjf.br, danieldsilveira@gmail.com,
thiago.coelho@ufjf.edu.br, alexandre.bessa@engenharia.ufjf.edu.br

Abstract This work develops an optical sensor system with the purpose to accomplish an estimation of the electrical current at
power transmission line systems. Initially an electrical current estimator based on a LPG optical sensor combined with an optical
sensor taper attached to the power line scale model was accomplished.

Keywords Electrical current, Long Period Grating, optical sensor.

Resumo Este trabalho desenvolve um sistema sensor óptico com o propósito de obter uma estimativa da corrente elétrica em
sistemas de linha de transmissão. Inicialmente um sensor elétrico de corrente baseado em um sensor óptico LPG combinado com
um sensor óptico em forma de taper colocado junto ao modelo em escala de linha de transmissão foi desenvolvido.

Palavras-chave Corrente elétrica, Grade de Período Longo, sensor óptico.

1 Introdução sensores aplicados à medição de parâmetros elétricos.


Devido às características intrínsicas da fibra óptica, a
sua utilização como elemento sensor ou simplesmente
Smart Grid é um termo geral associado a um
como meio de transmissão da informação do
grupo de soluções capazes de prover inteligência as
mensurando, permite um isolamento elétrico e uma
linhas de transmissão em termos de análise,
imunidade a interferências eletromagnéticas. Desta
monitoramento, controle e capacidade de
forma os sensores ópticos permitem a medição de
comunicação em sistemas de energia. Estas corrente em ambientes extremamente agressivos, com
capacidades são responsáveis por um novo paradigma campos magnéticos e tensões elétricas muito
na estrutura do sistema de transmissão de energia
elevados.
elétrica. Nesta nova abordagem, o desenvolvimento
Os sensores a fibra óptica utilizados neste
de uma rede de sensores ópticos é crucial no
trabalho para a medição da corrente elétrica fazem uso
monitoramento dos parâmetros da linha de
do efeito magneto-óptico de Faraday (Yoshino, 2003
transmissão. Estes sensores necessitam trabalhar em
e Arikawa 2012). Este efeito é responsável pela
ambientes com elevada irradiação eletromagnética o
rotação da polarização de um feixe de luz linearmente
que podem ocasionar alto nível de interferência em
polarizado que percorre a fibra óptica, quando esta é
sensores tradicionais. Posto isso, os sensores em fibra
colocada sob a influência de campos magnéticos.
óptica se apresentam como soluções naturais a este
tipo de cenário (Higueira, 2002 e Silva 2012), pois são A detecção da alteração do estado de polarização
capazes de realizar medidas em tempo real sem é feita por mecanismos polarimétricos ou
experimentar degradação da performance devido a interferométricos (Dan-feng, 2013). De uma forma
radiação eletromagnética das linhas de potência geral, os sensores de corrente elétrica em fibra óptica
(Vengsarkar, 1996 e Kher, 2011) são formados por um enrolamento de fibra colocado
em torno do cabo condutor que transporta a corrente a
Os sensores em fibra óptica podem ser utilizados
medir.
no monitoramento de parâmetros físicos e ambientais
tais como: temperatura, corrente elétrica, Devido ao efeito de Faraday, o campo magnético
deslocamento mecânico, tensão elétrica, pressão, criado pela passagem da corrente elétrica provoca a
entre outros. Os sensores ópticos de corrente elétrica rotação do plano de polarização da luz que percorre
possuem um número considerável de vantagens em esse enrolamento. Assim, a análise do plano de
relação a tecnologias mais convencionais como os polarização da luz à saída do enrolamento permite
transformadores de corrente e sensores por efeito Hall. calcular o valor da corrente elétrica. Nestes sensores,
A medida que as exigências sobre o desempenho dos o efeito simultâneo da birrefringência intrínseca e
sensores de corrente elétrica crescem, a investigação extrínseca, que são caracterizadas pela não
de novas soluções assume grande importância. Tendo uniformidade e tensões externas à fibra, diminui a
como ponto de partida as conhecidas vantagens dos sensibilidade e dificulta a correta medição da corrente
sensores em fibra óptica, tem sido realizado um elétrica.
esforço considerável para a viabilização deste tipo de Neste trabalho, um sensor em fibra óptica
aplicado na medição da corrente elétrica foi

2660
Anais do XX Congresso Brasileiro de Automática
Belo Horizonte, MG, 20 a 24 de Setembro de 2014

desenvolvido e fabricado no laboratório de ésima ordem do modo de casca é função do índice de


Optoeletrônica e Fotônica da UFJF, capaz de refração efetivo do núcleo, da periodicidade da
minimizar os efeitos da birrefringência em relação a modulação tal qual nas FBGs, mas também depende
orientação do plano de polarização do sinal e do índice de refração efetivo do modo de casca que
consequentemente aumentar a sensibilidade da por sua vez depende do índice de refração externo.
medição da corrente elétrica. Esse sensor utiliza Assim as LPGs são bastante susceptíveis as mudanças
também o efeito Faraday como princípio ativo, porém físicas ocorridas no meio que a rodeia.
uma nova montagem foi implementada, inserido A desvantagem deste tipo de sensor é que o
novos componentes e dispositivos. A grande mesmo trabalha em transmissão, ao contrário da FBG
vantagem desta montagem é o aumento da sua que trabalha em reflexão, sendo necessário analisar a
sensibilidade devido a presença de um par de imãs rejeição de potência no comprimento de onda de
combinado à fibra e estes colocados juntos a linha de casamento de fase o que pode levar a níveis de
transmissão construída no laboratório. Outro potência baixos.
parâmetro analisado foi a deformação na linha de Neste trabalho foram desenvolvidos e fabricados
transmissão onde os sensores a fibra óptica também sensores em fibra óptica com intuito inicial de utilizá-
foram utilizados. las na medição da corrente elétrica fibras normais
padrão e fibras escritas com LPGs (Long Period
Gratings - LPG).
2 Metodologia
Diversos sensores a fibra foram confeccionados e
testados no modelo reduzido de linha de transmissão
Primeiramente foi construído no laboratório um construído no laboratório. A medição da corrente
modelo de linha de transmissão reduzido para os testes elétrica na linha de transmissão foi realizada
com os sensores a fibra óptica para a medição da comparando e analisando a reposta destes diferentes
corrente elétrica. Duas diferentes fibras ópticas foram sensores ópticos. Foi colocado junto a linha de
utilizadas como sensores: a própria fibra óptica transmissão, conforme indica a figura 1, um
normal e uma fibra óptica marcada conhecida como dispositivo contendo um par de imãs, ligados ao
Grade de difração. sensor a fibra através de um encapsulamento, no qual
A ideia de utilizar as duas fibras como sensores é o efeito do campo magnético dos imãs era alterado
verificar se ambas são sensíveis utilizando-as no novo pela magnitude da corrente circulante na linha de
setup. Isto porque, utilizando a fibra marcada com a transmissão. Foram testados os dois tipos de sensores,
grade de difração, conhecida como LPG (long period fibra normal e LPG, no setup proposto e apresentado
grating), será possível com o mesmo sensor medir a na figura abaixo. Ressaltando que medições
corrente elétrica e outro parâmetro na linha como sua envolvendo a deformação mecânica da linha de
deformação mecânica. Neste caso, o sensor a fibra transmissão construída no laboratório também foram
LPG irá combinar os efeitos da polarização para a realizadas.
medição da corrente elétrica e os efeitos de
deformação física da fibra para a medição de
parâmetros como a catenária na linha de transmissão.
Neste trabalho apresentamos também alguns
resultados envolvendo os sensores LPG para
deformação física na linha de transmissão, a fim de
comprovar sua eficácia para esta aplicação.
As grades de difração se baseiam na modulação
periódica do índice de refração no núcleo da fibra
através de processos de fotossensibilização
(Vengsarkar, 1996 e Coelho, 2013). Dois tipos de
grades de difração possuem grande destaque, são elas:
As grades de Bragg FBG (Fiber Bragg Gratings) e as
LPGs (Long Period Grating).
As LPGs são um tipo de grade de difração que Figura 1. Setup utilizado na medição da corrente elétrica a partir
operam realizando o acoplamento de energia entre o do sensor a fibra encapsulado proposto.
modo fundamental de núcleo e os n diferentes modos
evanescentes de casca. Estes dispositvos apresentam Todas os sensores LPGs utilizados neste trabalho
algumas vantagens e desvantagens em relação as foram fabricadas no laboratório através da técnica de
FBGs. escrita ponto a ponto baseado em arco-elétrico, a
Uma vantagem é que o custo de fabricação é figura 2 mostra a máquina de inscrição e algumas
menor, devido as menores restrições mecânicas no LPGs fabricadas. Um conjunto de grades com
processo de fotossensibilização do núcleo, pois o diferentes espectros foram fabricados alternado-se
período de modulação do índice de refração das alguns parâmetros tais como número de marcações,
mesmas é consideravelmente maior, da ordem de tempo e intensidade de arco, além do período de
centenas de micrometros até 1mm. Outra vantagem modulação.
significativa é que a condição de casamento com a n-

2661
Anais do XX Congresso Brasileiro de Automática
Belo Horizonte, MG, 20 a 24 de Setembro de 2014

Figura 2: maquina de confecção dos sensores e as fibras ópticas


com as marcações (LPG´s).

3 Resultados
Figura 3: Gráfico da curvatura aplicada a fibra LPG pela linha de
Sobre os sensores LPGs, sabe-se que a condição transmissão e sua consequente variação Vertical, catenária
de casamento de fase entre o modo propagante de
núcleo e os m diferentes modos de casca é encontrado O deslocamento vertical da fibra ocorre de sua
através da resolução das equações de modos posição esticada (raio de curvatura infinito) até a
acoplados (Vengsarkar, 1996) . Quando o peril de situação de curvatura em questão, sendo L0 o
modulação do índice de refração do núcleo é periódico comprimento efetivo da fibra onde ocorre a curvatura.
com perfil senoidal a relação do comprimento de onda O raio de curvatura é obtido por 1/LV. Dois fixadores
acoplado para o m-ésimo modo de casca é governado foram posicionados nas extremidades do
pela seguinte relação: comprimento efetivo da fibra.
No caso dos sensores ópticos aplicados na
𝑚
𝜆 = (𝑛𝑐𝑜𝑟𝑒 − 𝑛𝑐𝑙𝑎𝑑 )Λ (1) medição da corrente elétrica, a tecnologia óptica está
em constante estágio de desenvolvimento. A natureza
A sensibilidade de uma LPG em relação ao dieléctrica dos sensores ópticos reduz a necessidade
esforço mecânico pode ser encontrado diferenciando de isolamento em alta tensão. A maioria das
a equação (1), assim se encontra a seguinte relação: configurações baseia-se no efeito de Faraday: uma
birrefringência circular induzida no meio pela
𝑚 presença de um campo magnético H G, que se traduz,
𝑑𝜆 𝑑𝜆 𝑑𝑛𝑐𝑜𝑟𝑒 𝑑𝑛𝑐𝑙𝑎𝑑 𝑑𝜆
= ( − )+𝛬 (2) para polarização linear, numa rotação do plano de
𝑑𝜀 𝑑(𝛿𝑛𝑐𝑜𝑟𝑒 ) 𝑑𝜀 𝑑𝜀 𝑑𝛬
vibração por um ângulo θ dado por:
onde λ é o comprimento de onda,ε é a deformação
mecânica em microstrain, neff é o índice de refração ⃗ ∙ ⃗⃗⃗
𝛳 = 𝑉∫𝐻 𝑑𝑙 (3)
efetivo do núcleo, nclad é o índice de refração efetivo
da casca , δneff = (neff –ncl) e Λ é o periodo de
modulação do índice de refração do núcleo da LPG. onde V é a constante de Verdet e l o comprimento do
O gráfico da curvatura, apresentado na figura 3, meio. Na figura 1, a configuração utilizada para a
foi realizado posicionando a fibra óptica sobre dois medição da corrente elétrica que passa pelo modelo
fixadores localizados nas extremidades da linha de em escala de linha de transmissão é mostrada. Na
transmissão, deixando a rede no centro dos suportes e montagem, uma fibra normal e uma fibra marcada
sem torção. Quando uma curvatura é aplicada à rede, com LPG, juntamento com o par de imãs e o
as mudanças no comprimento de onda são causadas encapsulamento, são utilizadas como sensores.
pelo deslocamento vertical da linha (LV) como mostra O campo magnético ao qual a fibra foi submetida
a figura 1, responsável por alterações no período da neste experimento, foi proposto a partir da
rede. sobreposição de imãs ao modelo em escala da linha de
transmissão, assim, aumentando-se a sensibilidade do
sensor. Para a distância de 5 mm os gradientes de
campo gerados pelos ímãs cilíndrico e retangular são
semelhantes, tendo uma variação mais acentuada
quanto a distância aumenta. Assim a 20 mm de
distância o gradiente de campo gerado pelo ímã
cilíndrico é de 35 T/mm enquanto o gerado pela ímã
retangular é de 50 mT/mm. Note que estes gradientes
se dão entre valores de campos diferentes, ou seja, o
sensor vai estar num ponto de operação diferente.
Os resultados apresentados na figura 4 mostram o
quanto a sensibilidade foi aumentada com a utilização
do setup proposto, ou seja, com o sensor encapsulado.
Pode-se observar as variações em dB para os sensores

2662
Anais do XX Congresso Brasileiro de Automática
Belo Horizonte, MG, 20 a 24 de Setembro de 2014

a fibra sem e com a utilização do encapsulamento com Referências Bibliográficas


os imãs. Outra observação importante diz respeito aos
resultados obtidos com os sensores LPG agora Arikawa, T.; Wang, X.; Belyanin, A. A. and Kono, J.
aplicados para a medição da corrente. Como (2012) “Giant tunable Faraday effect in a
apresentado, os sensores encapsulados com a fibra semiconductor magneto-plasma for broadband
LPG apresentam sensibilidades muito próximas às terahertz polarization optics”, Optics Express,
obtidas comos sensores encapsulados com a fibra Vol. 20, Issue 17, pp. 19484-19492.
normal, assim, estes podem ser usados como Coelho, T. V. N.; Pontes, M. J.; Carvalho, J. P.;
medidores de corrente combinado à outro parâmetro, Santos, J. L. and Guerreiro, A. (2013) “A Remote
como deformação no cabo. Este estudo já está sendo Long-Period Grating Sensor with Electrical
realizado e os resultados iniciais comprovam sua Interrogation assisted by Raman
eficácia. Amplification”, Optics and Laser Technology, v.
47, p. 107-113.
Dan-feng L. (2013), “An integrated optical
polarimetric interferometer for bio/chemical
sensing applications”, Texas USA.
Lopez-Higuera J. M. (2002), “Handbook of Optical
Fibre Sensing Technology”, New York:
McGraw-Hill.
Kher, S.; Chaubey, S.; Kishore, J.; Saxena, M. and
Oak, S. M. (2011), “Specialty Fiber Grating
Devices for Refractive Index Sensing and
Photonic Switching”, International Journal of
Applied Engineering and Technology ISSN:
2277-212X, Vol. 1, pp.15-17.
Yoshino, T.; Torihata, S.; Yokota, M. and Tsukada, N.
(2003), “Faraday-Effect Optical Current Sensor
with a Garnet Film /Ring Core in a Transverse
Figura 4: Gráfico da potência óptica recebida versus a corrente Configuration”, Applied Optics, Vol. 42, Issue
elétrica no modelo de linha de transmissão para as diferentes 10, pp. 1769-1772.
montagens de sensores Silva, C.; Coelho, J. M.; Caldas, P. and Jorge, P.
(2012), “Fibre Sensing System Based on Long-
Period Gratings for Monitoring Aqueous
Environments”, In Fiber Optics Sensors; M.
4 Conclusão
Yasin; S. Harun; H. Arof. Eds.; InTech:
Lexington, Chapter 13, pp. 317-342, KY, USA.
Pode-se concluir que a sensibilidade do setup Vengsarkar, A. M. et al. (1996), “Long-period fiber-
proposto, sensor encapsulado, é bem superior aos grating-based gain equalizers”, Opt. Lett, v. 21, p.
sensores convencionais a fibra. No exemplo 336-338.
apresentado, onde as correntes elétricas analisadas
estavam próximas a 1 ampere, o sensor convencional
não era capaz de medir. Estes sensores convencionais
a fibra são utilizados para medição de correntes
elétricas de alta magnitude. Sendo assim, utilizando o
setup proposto, consegui-se medir valores de corrente
elétrica próximas a 1 ampere. Outra observação
importante diz respeito às curvas obtidas a partir do
sensor encapsulado com fibra normal e fibra LPG. As
sensibilidades de ambos os sensores encapsulados
estão muito próximas. Também foram realizados
estudos da catenária da linha de transmissão
empregando sensores LPG. A partir destes estudos e
através dos resultados obtidos neste trabalho, está
sendo desenvolvido um sensor encapsulado a fibra
LPG capaz de medir simultaneamente parâmetros
como a corrente elétrica e a deformação mecânica,
catenária, da linha de transmissão.

Agradecimentos

Agradecemos o apoio da Universidade Federal de Juiz


de Fora/PROPESQ e da FAPEMIG.

2663

Você também pode gostar