Você está na página 1de 25

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA

GRAMÁTICA NORMATIVA DA
LÍNGUA YORUBÁ.

O ALFABETO E OS ACENTOS DA LÍNGUA YORUBÁ.

1.Três são os acentos, comumente usados: o agudo ( ´ ), o acento grave ( ` ), e


o acento circunflexo ( ~ ) conhecido por nós como til. O acento agudo como sinal
de entonação é colocada sobre a vogal para indicar elevação da voz; o acento
grave é para indicar a queda da voz; o acento circunflexo ( ~) indica uma
contração, representando, desta forma, um som dobrado, de que resulta uma
sílaba longa. O som médio, usado sem elevação ou abaixamento de voz, é
representado pelo sinal ( – ), que geralmente é omitido.

EX: ifé, amor.


rè, dele, dela, seu.
âgo, contração de agogo, sino, sineta.

2. Os fonemas são representados por 25 letras, sendo 7 vogais, e 18


consoantes. As vogais são: a, e, e, i, o, o, u. As consoantes são: b ( bi ), d ( di ),
f ( fi ), g ( gui ), gb ( gbi ), j ( dji ), h ( hi ), k ( ki ), l ( li ), m ( mi ), n ( ni ), p (kpi ), r
( ri ), s ( si ), t ( ti ), w ( wi ), y ( yi ).

3. As vogais que tem som aberto são e, o.


Estas vogais que aqui estão sublinhadas com negrito abaixo são escritas em
Yorubá com um traço perpendicular sob si, mas como não existem tais sinais
gráficos em nossa língua, usamos estes artifícios. Assim na palavra ifé a letra
em negrito, e sublinhada ( e ), em Yorubá é escrita com um pequeno traço
perpendicular sob si. Na palavra ebo ( sacrifício ), as letras em negrito ( e, o )
são escritas com o mesmo traço perpendicular logo abaixo.
Nota: e pronuncia-se como na palavra fé.
o pronuncia-se como na palavra pó.
e pronuncia-se como na palavra leite.
o pronuncia-se como na palavra ouro.
4. As vogais podem ser longas, e breves. As vogais longas são as finais de
substantivos seguidos por um possessivo; são as usadas como partículas
auxiliares no futuro; são vogais de tom baixo. A vogal que representa o
pronome pessoal awon ( a ) ( isto é ), também é longa.

EX: Ará mi – meus parentes.


Emi õ sùn – eu dormirei.
A fé mi – eles me amam, eu sou amado.
Nota 1. õ, corruptela de yío, é auxiliar do futuro.
Nota 2. A é a corruptela de awon – eles.
Nota 3. Todas as vogais que servem como pronome na função objectiva, são
vogais breves.

5. Os ditongos são ai, como na palavra lailai ( para sempre ); ei como na


palavra eiye ( pássaro ).

6. Não existe as consoantes c, q, v, z. O fonema xi é representado pela letra S


com um pequeno traço perpendicular sob si, correspondente a letra X. Por não
existir tal sinal gráfico em nossa língua usamos a letra em negrito. Na palavra
Sango, a letra sublinhada S pronuncia-se como o nosso fonema representado
pela letra X. O fonema representado pela letra H é sempre aspirado, não
existindo H mudo. As consoantes P e Gb tem sons peculiares que requerem
treino especial. A letra G representa um fonema gutural. A letra J é palato
alveolar pronunciada como na palavra inglesa JAM.

O SUBSTANTIVO

7. Não há em Yorubá desinências que determinam o masculino, e o feminino.


O masculino, e o feminino são formados por palavras diferentes ou por
anteposição, e preposição de palavras especiais.
a) usando palavras diferentes:
masculino
oba – rei
bàbá – pai
okònrin – homem
akuko – galo
oko – marido
bõkinni – cavalheiro
oso – feticeiro

feminino
ayaba – rainha
iyá – mãe
obinrin – mulher
agbébò – galinha
aya – esposa
iyalode – senhora, dama
aje – feiticeira

b) usando a palavra okònrin – homem


omokònrin – filho
erúkònrin – escravo
arakònrin – irmão
omodekònrin – menino
usando a palavra obinrin – mulher
omobinrin – filha
erúbinrin – escrava
arabinrin – irmã
omodebinrin – menina

c) Usando a palavra ako – macho


ako – esin – cavalo
ako – aja – cachorro
ako – mãlu – boi
Usando a palavra abo – fêmea, como prefixo
abo – esin – égua
abo – ajá – cadela
abo – mãlu – vaca
Nota: Abo significa fêmea de animais inferiores, empregado também para
infantes, mas nunca para adultos. Ara significa corpo, Omode significa criança.

d) Outras formações
bàbà – nlá – avô
arakunrin baba – tio
oko iyawó – noivo
opó – viúvo
iya – nlá – avó
arabinrin iya – tia
iyáwó – noiva
opó – binrin – viúva

8. Não há flexão especial para a formação do plural. Usa-se o pronome pessoal


da 3ª pessoa ( awon ), quando se quer pluralizar.
Ex: Iworí awon okonrin – Você vê os homens.
Emi ni awon aga – Eu tenho cadeiras.
Nibo ni awon omokónrin wa? – Onde estão os filhos?
Nota: Usando adjetivos numerais não há necessidade de usar awon.
Ex: Emi ni arakunrin méta – Tenho três irmãos.
Awa ni ilé méwa – Nós temos dez casas.
Awon ri esin méta – Elas vêem três cavalos.
9. Usando também adjetivos indefinidos temos o plural formado.
Ex: Emi ni arakunrin pipo – Eu tenho muitos irmãos.
On ni omokunrin opolopo – Ele tem muitíssimos filhos.

10. Quando dois ou mais substantivos são usados, emprega-se AWON antes
do primeiro. Quando se usam substantivos com relação aos seres inanimados,
pode usar-se a palavra WONYI ou WÕNNI.
Ex: Emi ri ilé wonyi – Vejo as casas.

11. COMPARAÇÃO
1. A comparação dos substantivos é formada com as seguintes palavras:

a) JU e LO ( comparativo de superioridade ) mais… do que, que.


Ex: Emi ni iwé ju on lo – Eu tenho mais livros que ele. Eu tenho livros mais ele
do que.
b) O comparativo de inferioridade é feito com a palavra DIE – pouco, e a
expressão ju… lo.
Ex: Emi ni iwé die ju on lo – Eu tenho menos livros do que ele.
On ni owó dié ju emi lo – Ele tem menos dinheiro que eu.

ADJETIVOS
12. O adjetivo vem após o substantivo.
Ex: Ore mi owon – Meu caro amigo ( Amigo meu caro ).
Iwo ni iwé ré – Tu tens teu livro – Você tem seu livro.
Olùkó mi Ana nko Yoruba – Minha professora Ana ensina Yorubá.
Nota: Os adjetivos não flexionam em números.

13. Os afjetivos possessivos são:


Mi – meu, minha, meus, minhas.
Re – teu ou seu empregado como adjetivo de segunda pessoa.
Rè – seu, dele, dela.
Wa – nosso.
Nyin – vosso ou seu empregado como adjetivo de segunda pessoa.
Won – seu, deles, delas.
Nota: As palavras usadas como adjetivos possessivos são originados dos
pronomes pessoais.
Ex: Bàbá mi ni ilé kan – Meu pai tem uma casa.
On ni àpóti ré – Ele tem sua casa (dele).
Awa ni aga wa – Nós temos nossa cadeira

14. Os adjetivos concordam com o possuidor, e não com a coisa possuída.


Ex: Awon ni òré won – Eles tem seus amigos ( dele ).
Oun ni aja ré – Ele tem seu cachorro ( dele ).
Nota: Quando em portugues usarmos o adjetivo seu, é necessário saber se a
palavra se refere a 2ª ou a 3ª pessoa. Se for adjetivo de 2ª pessoa escreve-se
RE; mas em sendo adjetivo de 3ª pessoa escreve-se RÈ com o acento grave
indicando baixa entonação. Com relação ao plural da 3ª pessoa escreve-se
WON, e o da 2ª pessoa escreve-se NYIN.

Ex: Awon mbe pelu òré won – Eles estão com seus amigos ( deles)

16. Os adjetivos demonstrativos são:


Yi, éyi – este, esta.
Wonyi, awonyi – estes, estas.
Nã, ni – aquele, aquela.
Wõnni, awonna – aqueles, aquelas.
Ex: Emi fe aga wonyi – Eu quero esta mesa.
Oun ri bàta wonna – Ele vê aqueles sapatos.
Fi iwé yi si ègbé aga nã – Ponha este caderno perto daquela cadeira.

Nota: O plural é formado com o pronome pessoal, e as formas adjetivas.


awon + yi = estes, estas.
awon + nã = aqueles, aquelas.
iwòn + yi = estes, estas.
iwòn + ni = aqueles, aquelas.

17. O artigo definido é traduzido pelo adjetivo demonstrativo nã. Vem sempre
depois do substantivo.
Ex: Iwé nã – o livro.
Igi nã – a árvore.
Awon igi nã – as árvores.
Nota: Nem sempre o sinal longo vem sobre NÃ.

18. O artigo indefinido é traduzido pelo adjetivo numeral KAN.

19. Os adjetivos QUALIFICATIVOS são escritos após os substantivos. Não


flexionam em gênero, número, e gráu.
Ex: Òre mi rà aja funfun èta – Meu amigo compra três cachorros brancos.

20. Os adjetivos quantitantivos indefinidos são:


òpolópò, pupo – muitos, muito.
die – pouco, poucos.
die, kan – algum
gbogbo – todo, todos.
okan ninu meji – um dos dois.
mélókan – poucos
omíran – outro
miràn – outro, um outro
olukulùku – cada, todo
onirurú – vários
Ex: Awon ni olúkò pùpò – Eles têm muitos professores.
Fun mi li àkàrà diè – Dê-me algum pão.

21. Os adjetivos quantitantivos são:


eni, õkan – um ikini – primeiro
èji – dois ekeji – segundo
èta – três eketa – terceiro
erin – quatro ekerin – quarto
ãrun – cinco èkarun – quinto
efa – seis ekefa – sexto
eje – sete ekeje – sétimo
ejo – oito ekejo – oitavo
esan – nove ekesan
èwa – dez ekewa – décimo
õkanla – onze ekokánlá – décimo primeiro.
ejila – doze ekejila – décimo segundo.
etala – treze eketala – décimo terceiro.
erinla – quatorze ekerinla – décimo quarto.
edogun – quinze ekedogun – décimo quinto.
erindilogun – dezesseis ekerindilogun – décimo sexto.
etadilogun – dezessete eketadilogun – décimo sétimo.
ejidilogun – dezoito ekejidilogun – décimo oitavo.
õkandilogun – dezenove ekokandilogun – décimo nono.
ogún – vinte ogún – vigésimo.
õkanlelógun – vinte e um ekokanlelógun - vigésimo primeiro.

22. Os adjetivos distributivos são:


olukúlùku – cada
enikõkan – cada
okan ninu meji – um dos dois.

23. O adjetivo interrogativo é:


WO – que, o que
Ex: Iwé wo niyi? – Que livro é este?
Iwé wo l’o nkà? – Que livro está ele lendo?
Nota: N é o sinal do particípio presente que vem antes do verbo. Mo nlo – estou
indo. O adjetivo interrogativo também vem após o nome.

24. Forma-se o comparativo de igualdade usando as palavras:


a) bi ( conjunção ) como.
Ex: Ile Olorun wa tobi bi tirè – Nossa
igreja ( é tão ) grande como a dele.
Aja mi funfun bi tirè – Meu cahorro ( é tão ) branco como o dele.
b) Com o advérbio gege significando exatamente seguido de bi.
Ex: Robotó li osùpá gege bi õrùn –
Redonda é a lua exatamente como o sol.

25. O comparativo de inferioridade é feito com os advérbios KÒ…TÓ.


Ex: Pedro kò lóye tó Antonio – Pedro ( é ) menos inteligente que Antonio.
Obinrin yi kò gun tó okonrin – Esta mulher não ( é ) mais alta que o homem.

26. O comparativo de superioridade é feito com a expressão adverbial JU…LO.


Ex: Mo gun ju iwo lo – Eu sou mais alto que você.
Erin tobi ju erin-omi lo – O elefante ( é ) maior que o Hipopotamo.
Ilù oyinbó kéré jù Afrika lo – A europa ( é ) menor que a Africa.

27. O superlativo de inferioridade é formado com a expressão: KÒ…JULO ou


JU GBOGBO WON.
Ex: Carlos ni kò gbón jùlo, ninu gbogbo won – Carlos é menos sabido de todos
eles.

28. O superlativo de superioridade é expresso por JULO ou JÙ GBOGBO LO.


Ex: Òré re logbòn jùlo – Teu amigo é o mais sabido.
On gun ju gbogbo omode lo – Ele é o mais alto dos meninos.
Nota: O mais alto gráu também é expresso pelo advérbio TAN.
Ex: O buru tan – É ( é ) muito mau.

OS PRONOMES
29. Os pronomes pessoais são:
Eu – emi, mo, ng.
Tu, você – iwo, õ.
Ele, ela – oun, on, o.
Nós – awa, a.
Vós, vocês – enyin, e, ye.
Eles, elas – awon, nwon, a.
Nota: Observar as formas contratas por serem muito usadas.
Ex: Emi fe – eu quero, eu amo.
Iwo fe – ele quer.
On fe – ele quer.
Awa ri – nós vemos.
Enyin soro – vós falais, vocês falam.
Awon orin – eles cantam.
b) dativo, e acusativo ( função objetiva ).
Me, mi, migo – mi
Te, ti, tigo, você – o, re.
O, a, lhe, sigo – oun, a, e, e, i, o, ou, rè.
Nos, nosco – wa.
Vós, vosco, vocês – nyin.
Os, as, lhes, sigo – won.

Nota: Iwo, õ são formas do pronome pessoal com funções subjetivas que são
traduzidos por tu, e você. Como em Portugues, você, corruptela de vossa
mercê, se impôs como forma pronominal de segunda pessoa quando o
traduzirmos para o Yorubá, devemos lembrar de Iwo. Quando VOCÊS for
objeto do verbo, caso acusativo, função objetiva, devemos lembrar da forma
NYIN; quando for sujeito, ENYIN. Os pronomes O, A, LHE, quando usados na
segunda pessoa do singular devido ao uso de VOCÊ, devem ser traduzidos por
O, RE, OS, AS, LHES empregados como pronomes de segunda pessoa devem
ser traduzidos por NYIN; empregados como pronomes da terceira pessoa
devem ser traduzidos por WON. O fonema MI nos faz lembrar do fonema latino
ou de línguas derivadas, oferecendo achega para a tese do monogenismo
lingüístico.

30. As vogais que são usadas como pronomes pessoais, na função objetiva,
escrevem-se depois de verbos com o mesmo som ou semelhante.
Ex: On wa a – Ele a olha.
O ri i ni òde – Ele o vê na rua.
Awa yé e – Nós o compreendemos.
Emi fe e – Eu te amo
Awon sòro si i – Eles falam a ele
( ela ).
Mo mo o – Eu o conheço, eu te conheço.
Nota: A forma O, da segunda pessoa, usa-se depois das formas
monissilábicas, das preposições, RE, outra forma da segunda pessoa, usa-se
nos demais casos.

31. Observações sobre as vogais, sobre as formas pronominais.


I ) A, como vimos, pode ser empregado como pronome da terceira pessoa
corespondendo às formas pronominais A, O, LHE.
Ex: Mo rà a – Eu compro isso, eu o compro.
II ) A é a forma contrata do pronome de primeira pessoa do plural AWA.
Ex: A nlo lola – Nós estamos indo amanhã
III ) A, também, é forma contrata de terceira pessoa do plural, AWON; é usada
na voz passiva.
Ex: A ri mi – Eu sou visto, Eles me vêem.
IV ) E, como forma pronominal de terceira pessoa é usada quando verbo
termina nesta vogal.
Ex: Mo pé e – Eu o chamo.
V ) E, também, é forma pronominal de terceira pessoa, na função objetiva,
correspondendo às formas O, A, LHE; é usada quando o verbo termina no
mesmo som.
Ex: Iwo fe e – Voce gosta dele, dela, disto.
VI ) E, pronome da segunda pessoa, é uma forma contrata de ENYIN.
VII ) I é forma pronominal empregado quando o verbo termina em i,
correspondendo aos pronomes O, A, LHE.
Ex: On ri i – Ele vê isso, Ele o vê.

VIII ) O é pronome pessoal, correspondendo ao pronome da terceira pessoa


OUN, ON, ele, ela.
Ex: O nlo – Ele está indo, Ele vai.
IX ) O, também, é pronome na função objetiva correspondendo às formas O, A,
LHE.
Ex: Tani wa libé? – Quem está aí?
Emi ni o – Sou eu ( eu sou ele ).
X ) O, também, pode ser advérbio, correspondendo a sim.
XI ) O, YIO, são formas do verbo auxiliar do futuro.
XII ) O, também, é verbo auxiliar que se traduz por poder; vem precedido da
conjunção KI, que, a fim e que.
XIII ) O é forma contrata de IWO, pronome de segunda pessoa.
XIV ) O é forma objetiva, correspondendo às formas A, O, LHE. Usada depois
de um verbo monossilálabido e após preposições.
Ex: Mo ri o – Eu o vejo, Eu vejo você.
XV ) O é verbo correspondendo a deve, quer, é preciso, usado, em vez de O,
antes de e, O.
XVI ) U pronome da terceira pessoa, na função objetiva, corespondendo às
formas O, A, LHE, empregado depois dos verbos que terminem em U.
Ex: O lu u – Ele bate nele, nela.

32. Os pronomes pessoais do caso genitivo, os chamados pronomes


possessivos são.
Meu, minha, meus, minhas – temi
Teu, tua, de você – tire
Seu, dele, dela – tirè
Nosso – tiwa
Vosso, seu, de você – tinyin
Seu, deles, delas – tiwon
Ex : Iwe yi temi ni – Este livro é meu.
Ilé yi tiwa ni – Esta casa é nossa.
Aga nã tire ni – A cadeira é sua ( de você, tua )
Aga nã tinyin ni – A cadeira é vossa ( de vocês )
Aga nã tiwon ni – A cadeira é sua ( deles ) ( delas ).
Nota: Quando seu se refere a de vocês, emprega-se tire. Quando seu se refere
a dele, dela devemos usar tion, tirè. Em Português a forma genitiva é clara, isto
é, é prepositiva quando usamos dele, dela, de você. Em Yorubá, todas as
formas vem precedidas da preposição TI ( dè ).
seu = de você …. tire
seu = dele, dela …. tirè
seu = de vocês …. tinyin
seu = deles, delas …. Tiwon

33. Os pronomes reflexivos são:


1ª pessoa – Emi nã, emi tikárá mi – eu mesmo, me.
2ª pessoa – Iwo nã, iwo tikárá re – Tu mesmo, te.
3ª pessoa – Onnã, on tikárá rè – Ele mesmo, se.
1ª pessoa – Awanã, awa tikárá, wa – Nós mesmos, nós.
2ª pessoa – Eyinnã, eyin tikárá yin – Vós mesmos, vós.
3ª pessoa – Awon nã, awon tikáráwon – Eles mesmos, se.

34. O pronome relativo é TI que pode ser usado como.


Nominativo …… ti ( que )
Acusativo …… ti ( que, quem )
Genitivo …… ti … re ( cujo )
Ex: Okonrin ti mo àbúrò mi ni – O homem que eu vejo é meu irmão mais moço
Okonrin ti soro ègbòn mi ni – O homem que fala é meu irmão mais velho.
Obinrin ti omokunrin rè wa nibi – A mulher cujo filho está aqui, A mulher que o
filho dela esta aqui.
Nota: Costuma-se escrever Ó ou Ò depois de TI quando na função subjetiva.
Quando o verbo começa por M ou N dispensa-se.
Ex: Iwo ti o feran itànná – Você que gosta de flores.
Emi ti nko iwé – Eu que escrevo cartas.
Nota: Aquele que se traduz por ENITI, aqueles que se traduz por AWON TI, o
que se traduz por EYI ou NKAN TI.
Ex: Eniti o gbà mi gbó ki yio ku – Aquele que crer em mim não morrerá.
Nkan ti iwo wi kò dara. – O que você diz não está certo.

35. Os pronomes interrogativos são:


a) Para pessoas
Nominativo – tani ( tan+ni ) quem.
Acusativo – tani – quem.
Genitivo – titani ( de quem ).
Ex: Tani se bebe? – Quem está fazendo assim?
Tani wà nibè? – Quem está lá?
Titani tabili yi? – De quem é esta mesa.
Nota: Como em Português, o caso genitivo é prepositivo. TABILI é uma palavra
de origem inglesa.
b) Para objetos
KI – Que
KINI – Que
Ex: Ki? – Que?
KINI? – O que é?
KILI IWO FE? – Que quer você?
KIL’O FE? – Que quer você?
Nota: A forma kini é mudada para kili antes de vogais.
Ex: TAL’O WI BE FUN O? – Quem disse a você assim?
KINI MBE? – Que há?
TANI NSORO? – Quem está falando?

36. Os pronomes indefinitos:


OMIRAN – algum.
ELOMIRÀN – um outro.
ELÒMÍ – outro, um outro.
ENIKAN – qualquer, algum.
OHUNKOHUN – qualquer coisa.
IRÚ – tal.
NKAN – algo ( forma contrata de ohun kan)
KÒ SI ENIKAN – ninguém.
OPÒLOPO – muito.
Ex: Lo pè enikan fun mi – Chame alguém para mim.
Ohunkohun ti o ba se, se e rere – Qualquer coisa que o fizer, faça-o o bem
Enikan je olùko ni, ekeji si je onisegun – Um é professor, o outro é doutor.

37. Pronomes Demonstrativos.


EYI, ELEYI, EYIYI – Este, esta, isto.
ONA, EYINA, EYINI – Aquele, aquela, aquilo, isso.
AWON YI, IWÒNYI – Estes, estas.
AWONNA – Aqueles, aquelas, esses.
Ex: Eyini kò dara – Isto não é bom
Tal’ o so eyi fun o? – Quem disse isso a você?

VERBOS
38. Vários são os verbos auxiliares.
I ) – BA, é usado como auxiliar do subjuntivo. Vem precedido pela conjunção BI
( se ). É usado no presente do subjuntivo, e no futuro.
Ex: Bi mo ba ni – Se eu tenha
Bi nwon o ba ni – Se eles tiverem
Nota: O é o verbo auxiliar do futuro.
II ) IBA, verbo defectivo que se traduz por tivesse, teria. Implica também
obrigação. Faz parte do condicional.
Ex: On iba dé, emi iba lo – Tivesse ele vindo, eu teria dito.
Emi iba féràn – Eu amaria.
Emi iba ti féràn – Eu seria amado.
III ) KI, verbo auxiliar correspondendo a deve, devia, pode, podia.
Ex: O ye ki o lo – Você devia ir.
Ki iwo ki o wí – Que você devia dizer.
Ki nlo? – Posso ir?
IV ) KI é precedido por JE, no modo imperativo.
Ex: Jeki o ma wi – Que ele possa dizer.
Nota: JEKI é traduzido pelo verbo deixar.
Ex: Jeki iwo lo – Deixa-o ir, Vai tú, Vá você.
V ) MA, verbo auxiliar indicando ação contínua. Às vezes usa-se AMÃ ou IMA.
Ex: Iwo amã lo sibe – Tens o costume de ir lá.
VI ) MA, como partícula negativa, vem junto ao verbo SE, fazer, no modo
imperativo.
Ex: Má se féràn – Não ame.
Kó má féràn – Não ame.
VII ) LE, verbo auxiliar, que entra na composição do tempo potencial. É
traduzido por pode, podia.
Ex: Iwo lè lo – Você pode ir.
Emi lè soro – Eu posso falar.
VIII ) O, YIO, formas verbais auxiliares do futuro, sendo O uma corruptela.
Ex: Emi yio fèrán – Eu amarei.
Emi ò fèrán – Eu amarei.
IX ) TI, verbo ter, usado para formar o pretérito.
Ex: Emi ti fèrán – Eu tenho amado.

39. O verbo ter, NI, tem a forma LI ou L’ antes de vogais com exceção de i.
Ex: On ni iwé – Ele tem cadernos
On ni iwé kan – Ele tem um caderno
Mo li owó – Eu tenho dinheiro.

40. O verbo ser, e estar apresentam-se com várias formas.


I ) JE, não tendo a tradução de existir.
Ex: Emi jé Brasili – Eu sou brasileiro.
Iwo jé obinrin – Tú és mulher.
II ) Como auxiliar do tempo contínuo, usa-se N.
Ex: Mo nlo – Eu estou indo.
Iwo nrí – Tú estás vendo, Você está vendo.
III ) Para expressar existência, emprega-se MBE.
Ex: Olorun mbe – Deus existe.
IV ) WA, traduz-se por estar.
Ex: Iwo wà nibi – Você está aqui.
On wà lode – Ele está na rua.
Iya re wà nile bi – Sua ( Tua ) mãe está em casa?
Tani wà libè? – Quem está aí?
V ) O verbo SI, ser, existir, haver, sempre vem precedido pela negativa KO.
Ex: Iya re ko si mo – Sua mãe não existe mais.
VI ) Quando o verbo estar traz o significado de morar emprega-se GBÉ.
Ex: Nibo l’o ngbé? – Onde você está? Onde você mora?
VII ) O verbo WA é usado nas espostas quando se pergunta poe alguém.
Ex: Ile nkó? – Como vai sua família, sua casa?
O wà – Muito bem, Ela existe.
VIII ) Qunado o verbo ser traduz o significado de parecer, emprega-se RI.
Ex: Ko ri bè? – Não é assim?
O ri bè – É.
IX ) Na forma enfática usa-se NI, LI.
Ex: Emi ni – Sou eu.
Ana ni – É Ana.
Tani wà libè? – Quem está lá?
Emi ni o – Sou eu.
Kili eyi? – Que é isto?
X ) Quando o verbo ser expressa algo que não é normal, emprega-se YÁ.
Ex: Oun yá òmugo púpò – Ele é tal bobo
XI ) Usa-se o predicativo junto o sujeito sem o emprego do verbo ser.
Ex: O riri – Ele está sujo.
Kò mò – Não está limpo.
Ko buru – Não é mau.
XII ) O verbo auxiliar representado pela letra O dá margem que se lhe dê a
tradução de SER.
Ex: Obinrin o lewa – A menina é bonita.
Malu o kere – O boi é pequeno.

41. Há uns verbos compostos que têm seus termos separados quando em
sentenças.
Mu … lo – levar
Mú … wa – trazer
Gbe … lo – carregar
Fi … han – apresentar
Gba … gbo – acreditar
So … nu – perder
Ex: Mo mu àkàrá wa fun baba re – Eu trago pão para seu pai.
Iwo mu omokonrin oni lo s’ile iwé – Eu levo meu filho à escola.
Iwo ko fi ore han fun mi? – Você não apresenta seu amigo a mim?
Kil’o nmulo fun iya re? – Que leva para a sua mãe?
Nota: Nestas sentenças, não havendo um substantivo como objeto direto, os
elementos vêm juntos.
Ex: Kil’o ngbe lo? – Que está carregando?
Gbà mi gbó – Acredita-me.
Emi ko so owo mi nu – Eu não perdi meu dinheiro.
Kil’o nmulo sinu apo re? – Que leva no seu bolso?
Mo mu owo lo sinu apo mi – Levo dinheiro dentro do meu bolso

42. Conjugação do verbo ver – RÍ.


MODO INDICATIVO
Tempo Presente
Emi, mo rí – Eu vejo Awa, a rí…
Iwo o rí – Enyin, e rí…
On, ó rí – Nwón rí…
Nota: Não há desinências. IWO RÍ, segunda pessoa do singular, não só se
traduz por TU VÊS, como VOCÊ VÊ. ENYIN RÍ, segunda pessoa do plural, não
só se traduz VÓS VEDES como por VOCÊS VÊEM.
Pretérito
Emi rí – Eu vi, via Awa rí
Enyin rí – Iwo rí
Nwón rí – On rí
Nota: O pretérito tem a mesma forma do presente.
Pretérito Perfeito
Composto
Em´tí rí – Tenho visto Awa tí rí
Iwo tí rí – Enyin tí rí
On tí rí – Nwon tí rí
Nota: TI é o verbo ter para a forma auxiliar.
Futuro simples
Emi yio ( õ ) rí – Verei Awa yio ( õ ) rí
Iwo yio ( õ ) rí Enyin yio ( õ ) rí
On yio ( õ ) rí Nwó yio ( õ ) rí
Futuro Composto
Emi yio tí rí – Terei visto Awa yio tí rí
Iwo yio tí rí – Enyin yio tí rí
On yio tí rí – Nwón yio tí rí
MODO CONDICIONAL
Presente
Emi iba rí – Eu viria Awa iba rí
Iwo iba rí Enyin iba rí
On iba rí Nwon iba rí
Composto
Emi iba tí rí – Teria visto Awa iba tí rí
Iwo iba tí rí Enyin iba tí rí
On iba tí rí Nwon iba tí rí
MODO IMPERATIVO
1ª Pessoa: Ki emi rí – Que eu veja
Ki emi ki o ri – Que e deva ver
2ª Pessoa: BI – Vê tu. Veja você
Ki o rí – Vê tu. Veja você
Mà rí – Vê tu. Veja você
Ki o mã rí – Veja você.
3ª Pessoa: Ki on ( o ) rí – Veja ele
Ki on ki o rí – Que ele deva ver
Nota: KI é precedido às vezes por JE.
Jeki awa rí – Vejamos
Jek’a a rí – Vejamos
Jek’a a lo – Vamos
MODO SUBJUNTIVO
Presente
Emi rí – Eu veja Awa rí
Iwo rí – Enyin rí
On rí – Nwon rí
Nota: Antes do pronome sempre vem uma conjunção: BI ( Se ), KI ( Que ).
Qunado a conjunção é KI, e o sujeito começa por uma consoante, ou seja uma
palavra de duas ou mais sílabas, então a conjunção KI é seguida por KI O ou
KI O, verbo dever.
Ex: KI emi ki o rí – Que eu possa ver
Pretérito
Bi emi ba tí rí – Se eu visse Bi awa ba tí rí
Bi iwo ba tí rí – Bí enyin ba tí rí
Bi on ba tí rí – Bi nwon ba tí rí
Futuro
Bi emi yio ba rí – Se vir Bi awa yio ba rí
Bi iwo yio ba rí Bi enyin yio ba rí
Bi on yio ba rí Be nwon yio ba rí
MODO POTENCIAL
Presente
Emi lè rí – Eu posso ver. Awa lè rí
Iwo lè rí – Enyin lè rí
On lè rí – On lè rí
Pretérito
Emi lè ti rí – Eu podia ver. Awa lè ti rí
Iwo lè ti rí – Enyin lè ti rí
On lè ti rí On lè ti rí
MODO INFINITO
RI – Ver.
Particípio presente
Nota: Não há formas definidas para o particípio presente. O próprio verbo
precedido do prefixo N, corruptela de NI ( estar, ser ), funciona como particípio
presente.
Ex: Emi nlo – Estou indo.
Particípio passado
Nota: A mesma forma do infinito serve como particípio passado.
Ex: Emi ti rí – Eu tenho visto.

43. A forma negativa é feita com os advérbios de negação KO, _O, KI, MÁ.
Ex: Emi o féran – Eu não amo.
Emi ò ti féran – Eu não tenho amado.
Emi ò nféran – Eu não estou amando.
Emi ò ti nféran – Eu não estava amando.
44. No futuro, usa-se a negativa KI.
Ex: Emi ki ì féran – Eu não amarei.
Emi ki yio ti féran – Eu não terei amado.
45. No futuro progressivo, usa-se o verbo auxiliar progressivo MÃ.
Ex: Iwo ki yio ma féran – Tu não estarás amando.
Iwo ki yio ti ma féran – Tu não terás estado amando ( 1 ).
( 1 ) Tempo pouco usado em Portugues.

46. No imperativo emprega-se a forma Ma Se além de simplesmente MA e KO.


Ex: Má se féran – Não ames tu, não ame você.
Iwo má se féran – Não ames tu, não ame você.
Ko má féran – Não ames tu, não ame você.

47. No subjuntivo, emprega-se a partícula negativa MÁ.


Ex: Ki emi má féran – Que eu não ame.

48. No infinito, usa-se a negativa MÁ.


Ex: Má féran – Não amar.

49. A forma contínua é feita com a prefixação do verbo NI, na sua forma
sincopada, ao verbo principal.
Ex: On nféran – Ele está amando.
On ti nféran – Ele tem estado amando.
50. Na forma contínua do futuro emprega-se, como já dissemos, o auxiliar
contínuo MÃ.
Ex: Emi yio mã – Estarei vendo. Awa yio mã rí.
Iwo yio mã rí Enyin yio mã rí.
On yio mã rí Nwon yio mã rí.
Emi yio ti féran ( 1 ).
( 1 ) Tempo não usado em Portugues.

51. Também no condicional, emprega-se a forma auxiliar contínua MÃ.


Ex: Emi iba mã féran – Eu estaria amando.
Emi iba ti mã féran – Eu teria estado amando.

52. Já nos tempos do subjuntivo, emprega-se o verbo sincopado NI.


Ex: Bi emi nféran – Se eu esteja amando.

53. A forma interrogativa traz a partícula BI que é escrita no fim da sentença.


Ex: Emi rí bi? – Eu vejo?
On wá n’ile bi? – Está ele em casa?

54. A forma passiva é feita com o pronome pessoal da terceira pessoa na sua
forma abreviada A ( awon ).
Ex: A féran mi – Eu sou amado, ou melhor, eles me amam.
A ti féran mi – Eu tenho sido amado ou eles tem me amado.
A õ féran – Eu serei amado. Eles me amarão.
A rí mi – Eu sou visto.
Nota: Também se pode formar, colocando o suplemento terminativo de causa
eficiente como sujeito.
Ex: Olorun féran mi – Eu sou amado por Deus.

55. A negativa da voz passiva pode ser Õ, KI, MA, KÒ.


Ex: A kò rí mi – Eu não sou visto.
A kò rí o – Tu não és visto.
A ò rí i – Ele não é visto.
A ò rí wá – Nós não somos vistos.
A ò rí nyin – Vós não sois visto.
A ò rí won – Eles não são vistos.
VI

ADVÉRBIO
56. O advérbio vem após a palavra modificada, com exceção do advérbio de
negação e dúvida que vem antes da palavra modificada.
Ex: Awa de laipé – Chegamos cedo.
Emi ò lè – Eu não posso.
Bóya emi yio lo – Talvez ele irá.

57. O advérbio empregado enfaticamente, a frase adverbial apresentada pela


preposição FI ( com ), vem antes da palavra modificada.

58. Alguns advérbios de tempo.


Loni – hoje. On nlo loni – Ele vai hoje.
Láná – ontem. On ti lo láná – Ele tem ido ontem.
Lola – amanhã. Emi yio o lola – Verei amanhã.
Nijéta – anteontem. Emi rí i nijéta – Eu o ví anteontem.
Lótúnla – depois de amanhã. Awa yio rí ajá lótúnla – Veremos o cachorro
depois de amanhã.
Siwaju – antes. Ó ti lo siwaju – Ele tinha ido antes.
Lehin – depois. Emi nlo lehin – Estou indo depois.
Laipé – cedo. Awa yio de laipé – Chegaremos cedo.
Pé – tarde. Awa de pé – Chegamos tarde.
Nissisiyi – agora. Kil’o ti wi nissisiyi? – Que tem você a dizer agora?
L’osan – de tarde
L’osan yi – nesta tarde
Nigbàwo – quando
Nigbàti – quando
atijó – há muito tempo
lalé – de noite, a tardinha
lòru – de noite, a noite

59. Alguns advérbios de lugar


Léhin – atrás. Duro léhin – Fique atrás
Nibi – aqui. Tabili wa nibi – A mesa está aqui.
Nibè – lá. Aga wa nibè – A cadeira está lá.
N’ile – em casa. Mo wá n’ile – Eu estou em casa. Mo mbe n’ile.
L’ode – na rua. O wa l’ode – Ele está na rua.
Lóhun – lá
Loke – para cima
jina – longe
nibo – onde
ninu – dentro
niwajú – em frente

60. Alguns advérbios de modo


Daradara – bem. Emi yio kà daradara – Lerei bem.
Pèlú-pèlú – também. Emi pada wa pèlúpèlú – Eu volto também.
buburu – mal.
kiakia – apressadamente.
61. Advérbio de negação e afirmação
bèni – sim
en – sim
dájudáju – certamente
bèkó – assim não
ndão – nunca
tótohun – nunca
Beni mo wa – Sim, eu venho
Agbedo, ogá – Não, senhor

62. Advérbio de comparação


Jù – muito mais. Mu gun jù iwo lo – Eu sou mais alto que você.
Julo – o mais.
Tó – bastante. Pedro kò lóye tó Ojo – Pedro ( é ) menos inteligente ( do que )
Ojo
Tán – muitíssimo. O buru tán – Ele é muito mal ( péssimo )

63. Advérbios de interrogação


Bawo – como. Bawo ni ki a se? – Como é que nós fazemos?
Nitori kini – Por que. Nitori kini iwo kò lo? – Por que você não vai?
Nibo – Onde. Nibo lo nlo? – Onde vai?
Nigbàwo – Quando. Nigbàwo ni on lo? – Quando ele vai?

64. Alguns advérbios de quantidade


Jù – muito
Julo – muito
Fèrè – quase
Die – menos

65. Alguns advérbios de número


Lekan – uma vez ou ekan
Lemeji – duas vezes ou eméji
Lemeta – três vezes ou eméta
Lèmãrin – quatro vezes ou emerin

66. Alguns advérbios de ordem


Lekini – primeiramente
Lekeji – secundariamente
Leketa – em terceiro lugar
Lekérin – em quarto lugar

67. Alguns advébios de conseqüência


Nitorinã – portanto
Nigbànã – então

68. Advérbio de dúvida


Boya – talvez

PREPOSIÇÃO
69. As preposições denotando lugar:
Lori – sobre. Iwe yi wa lòri tabili – Este livro está sobre a mesa.
Lábe – sob. Aja na o wa lábe tabili – O cachorro está sob a mesa.
Lori – acima de. Itana wa lori mi – A lâmpada está acima de mim.
Sóri – sobre. Emi fi aja sóri tabili – Eu ponho o cachorro sobre a mesa.
Lódò – junto a. Edie na o wa lódò ile – A galinha está junto à casa.
Lehin – atrás de. On mbe lehin mi – Ele está atrás de mim.
Níwaju – antes de. On mbe níwaju mi – Ele está antes de mim. Emi mbe níwaju
re – Estou em sua frente.
Lãrin – entre. Emi wa lãrin tabili ati aga – Eu estou entre a mesa e a cadeira.
Sinu – dentro, em – Emi mu owó lo sinu àpo mi – Eu levo dinheiro no bolso.
jina – distante. Aja jina si mi – O cachorro está longe de mim. On mbe jina si ilu
re – Ele está longe de sua cidade.

70. A preposição denotando posse.


TI, de. Tabili ti Ana o ga – A mesa de Ana é grande.

71. A preposição denotando procedencia.


On dé lati Èko – Ele vem de Lagos.
Lati Rio dé Bahia – Do Rio para Bahia.
Mo sún lati ãgo kan di ãgo meji lojõjumo – Eu durmo de uma às duas todos os
dias.
Nota: Lati ….. di refere-se a tempo.

72. Preposição denotando propósito.


Lati – para. Omi dudu ni lati mu – O café é para beber.

73. Preposição referindo-se à direção.


Si – para. Emi nlo s’ile – Eu vou para casa.
Dé – para, a. Lati Rio dé Bahia – Do Rio à Bahia.
Di – para, a, até. Lati ãgo kan di ãgo meji – De uma hora às duas horas.

74. Preposição denotando endereço.


Fun – para. O fi fun mi – Ele deu para mim.
75. Preposição denotando companhia.
Pelu – com. On wá pelu mi – Ele está comigo. On mbe pelu mi – Ele está
comigo.

76. Preposição denotando em volta de.


Ni – em. On ni egba ni apa – Ela tem a pulseira no braço. On ni ileke l’òrun –
Ele tem as contas no pescoço.
Kãkiri Jeki awa lo kãkiri ile – Vamos em volta da casa.

77. Preposição indicando exceção.


Bikòse – exceto. Awon nlo bikòse Pedro – Eles vão exceto Pedro.

78. Preposição denotando valor.


Niwón – cerca de. A n niwón ogórun aja – Temos cerca de cem cachorros.

79. Outras preposições.


Ati – e.
Ba – com, para.
Fi – por, para, com.
Lù – sobre.
Mo – em direção a, contra.
Kà – para cima.
Lojú – em frente de.
Okánkan – oposto a.
Kuro ni – dentro de.
Lagbedemeji – entre.
Lara – entre muitos.
Lãrin – no meio de.
Latigba – durante.
Leti – perto de.
Nihà – ao lado de.
Sodo – perto de.

80. Depois do verbo denotando movimento, emprega-se SI, em direção a, para.


Sem idéia de movimento, emprega-se FUN. Antes dos verbos no infinito,
emprega-se LATI, a fim de, para que, para.
Ex: On ti de lati mu omi – Ele veio para beber água.
Emi nlo s’ile – Eu vou para casa.
Se eyi fun mi – Faça isso para mim.

81. A preposição FI, com, denota instrumento, enquanto a preposição BA, com,
denota junto a, PELU traduz-se por com, junto com.
Ex: O ba mi lo lana – Ele foi comigo ontem.
O fi ibon pa eiye nã – Ele com a arma matou o pássaro.
Nota: A preposições monossilábicas, também chamadas preposições verbais,
escrevem-se antes dos verbos.

82. A preposição EM, contraída com o artigo, pode ser traduzida em Yoruba da
seguinte forma:
I) – Denotando repouso.
Ex: Kil’o se n’ile? – Que faz em casa?
Ni ilú wa – Em nosso país.
Nota: Emprega-se a forma NI, quando a palavra seguinte começa por I ou por
uma palavra estrangeira. A forma LI é empregada antes de qualquer outra
vogal.
Ex: Mo gbé osu meta li Èkó – Permanecí 3 meses em Lagos.
II) – Denotando tempo.
Ex: On nlo s’ile ni ojo keji ose. – Ele vai para casa na segunda feira.
On nlo s’ile rè ni osú kiní ti odun. – Ele vai para a dele em janeiro.
III) – Denotando em cima de.
Ex: Iwé na wa lori tabili. – O livro está na mesa.
IV) – Denotando em cima de:
Ex: Emi fi aja sori tabili. – Eu ponho o cachorro na mesa.
Nota: Aqui havendo movimento, emprega-se sori.
V) – Denotando em volta de.
Ex: On ni egba ni apa. – Ela tem a pulseira no braço.

83. Quando a preposição DE implica procedência, emprega-se LATI. Quando


implica posse, emprega-se TI, embora a justa posição seja usada
freqüentemente.
Ex: Ile ti baba mi. – A casa de emu pai.
Iwé Pedro. – O livro de Pedro.

CONJUNÇÃO.
84. Algumas conjunções subordinadas condicionais.
BI, se.
Ex: BI emi ti féran. – Se eu tenha amado.
IBASEPE, contanto que.
BIKOSEPE, a não ser.
Ex: O wi pé oun yio ná à bikosepe o jewo. – Ele disse que ela apanharia, a nã
ser que confessasse.

85. Conunções causais.


NITORI, porque.
Ex: Iwo yio bori nitori o ti se ise rere. – Você será bem sucedido porque você
tem trabalhado bem.
NITORITI – porque.
NITORÍPE – porque.
86. Conjunção final.
KI, para que, a fim de que.
Ex: Enia nje onje ki nwon ki o lè wa – Os homens comem para que possam
viver.
KI… MA BA, para que não.

87. Conjunção comparativa.


BI… TI, tão como. O féran re bi mo tí féran re – Ele gosta de você tanto como
eu.

88. Conjunção temporal.


LEHIN, depois que. On yio lo lehin ti o ba ti lo – Ele irá depois que tiver ido.
KI… TO, antes que. Mo ri i ki o to dé – Eu o vi antes de você chegar.

89. Conjunção integrante.


PÉ, que. Emi wi pé on je àbúrò mi – Eu digo que ele é meu irmão mais moço.
Emi ró pé on wa nibi – Penso que ele está aqui.
Mo mò pé on ko ede Yorubá – Sei que ele estuda a língua.

90. Algumas conjunções coordenativas copulativas.


ATI, e. Omodekonrin ati omodebirin won mbe nibi – Os meninos, e as meninas
estão aqui.
ON, e. Luiz Carlos on Lícia Maria – Luiz Carlos, e Lícia Maria.
Nota. ON refere-se mais a substantivos próprios.
ATI liga pronomes, preposições, advérbios, substantivos, mas não liga verbos.
SI, (e) une verbos e sentenças.

91. Conjunções adversativas.


SUGBON, mas, porém. O dé ile mi sugbon nkò sí nibè – Ele foi à minha casa
mas eu não estava lá.
SIBÈ, contudo. O lówó sibè inu rè kò dún – Ele (é) rico contudo ( inu rè
estomago seu ) ele não é feliz.

92. Conjunções alternativas.


TABI, ou. Emi yio ra akuko tabi agbebò kan – Eu comprarei (ou) um galo ou
uma galinha.
KÔ… BÊNI… KÒ, nem…nem. Nwon ko jé beni nwon kò o mu – Eles nem
comem nem bebem.
KI… BÊNI… KÒ, nem… nem.
BI… TABI, se… ou. Nkò mò bi ara rè le tabi kò lo – Eu não sei se ( o corpo dele
é forte ) ele está bem ou não.
BIKOSE BÉ, senão. Mà se o bikose sè iwo yio kábámò – Não faça isso senão
você se arrependerá.
INTERJEIÇÕES.
93. Algumas interjeições:
ÕHU! Que viva muito.
KÃBO! Que viva muito.
KINLA! Surpresa. O que!
KINI! ” ” . Que é isso
HEPA! ” ” .
HA! ” ” .
SIMI! Silêncio.
DAKE! ” ” .
KAI! Alegria, surpresa. Ah! Oh!
KIYESI! Atenção!
YÊ! Dor! Ui!
O MASE O! Que pensa!
PARTÍCULAS E PREFIXOS
A é usado para transformar um verbo em substantivo.
LO, ir PÈJO, encontrar
álo, partida, apejo, encontro.
saída. BÙLÉ, remendar
PEJA, pescar abulé, remendo
apeja, pescador YO, alegrar-se
BULA, misturar ayo, alegria
abula, adulteração. FE, querer, amar
BO, adorar afe, prazer
abò, adorador KEKO, aprender
KÒWÉ, escrever akêko, aluno.
akòwé, o que escreve.
Nota: O prefixo A entra nas formações de palavras, indicando o que efetua a
ação, e de substantivos abstratos.
ATIJ… WA entram na formação de palavas dando idéia passada. ATIJ vem de
ATIJÓ, há muito tempo.
ATIJETAWA, 3 dias atrás, há três dias.
ATIJEWA, há dez dias.
AI é um prefixo negativo.
AIBUWO – Ignorância AIFÉ – Sem
vontade, des
gosto.
AIDAJU – Incerteza AIJINNA – Não
longe, perto.
AIMÒ – Ignorância AIPÉ – Imperfeição
E é usado para formar substantivos.
BO – Adorar LO – Usar
ebo – Sacrifício Elo – Utensílio
BÚ – Abusar DI – Encantar,
êbú – abuso enfeitiçar
êdi, encanto
DU – Preto GBÈ – Carregar
êdu – carvão ègbé – auxílio, favoritismo
GÉ – Cortar LE – Poder
ègé – um corte èle – força
fatia.
RÉ – Saltar, SI – Faltar
pular. esi – erro, engano.
I entra na formação de substantivo, dando idéia de continuação, ação.
BO – Adorar. BÀLÓ – associar-se,
relacionar.
Ibo – Adoração. IBÀLÓ – relações,
negócios.
BEWO – Visitar. FÉ – amar.
IBEWÒ – visita. IFÉ – amor.
BORÍ – Cobrir, vencer. DÁ – criar, fazer.
DÉ – chegar. DÉSÈ – Pecar.
IDÉ – Chegada. IDESE – Pecado.
JA – Lutar. JO – Dançar.
IJA – Luta. IJÒ – Dança.
SE – Fazer. SE – Desempenhar,
cumprir.
ISE – Ação. ISÉ – Trabalho, dever.
MÓ – Conhecer. PA – Matar.
IMÓ – Conhecimento. – IPA – Matança.
LAI prefixo negativo.
LAIBU – Inquebrável. LAIBÈRU – Sem
medo.
LÁIBÒ – Encoberto. LAILERA – Fraco,
imbecil.
LAIDÈ – Crú. LAIFÉ – Desagradável.
LAIKÓWE – Analfabeto. LAIMÓ – Impuro.

N é a corruptela de NI ( ser, estar ) que entra como prefíxo na formação do


particípio presente, ou forma contínua do modo indicativo.
Ex: On nlo – Ele está indo.
“O” entra também na formação do substantivo.
GUN – Guerrear. JÒ – Pingar, cair em
gotas.
OGUN – Guerra, exército. ÒJO – Chuva.
KÓ – Colher. KU – Morrer.
OKÓ – Fazenda. OKU – Cadáver.
KÓ – Aprender, ensinar. DÉ – Chegar.
ÕKO – Nome. ÒDE – Rua.
MI – Engulir. RI – Ver.
OMI – Água. ORI – Cabeça.
LU – Bater. NI – Ter.
OLU – Chefe. ONI – Aquele que tem.

“O” prefíxo significando dono de. Talvez corruptela de OLU.


ÒRUN – Céu. OFÀ – Arco.
OLORUN – Deus. OLÓFÀ – Arqueiro.
ÒSA – Lagoa. OGBÓN – Sabedoria.
ONÁ – Arte. ORÒ – Riqueza.
OLONÀ – Artista. OLÓRÒ – O rico.
OLU, ( chefe ) palavra que serve de prefíxo.
FE – Amar. GBÀLÁ – Slavar.
OLÚFÉ – Amante, querido. OLÚGBÀLÁ – Salvador.
JEWO – Confessar. KO – Ensinar.
SE – Fazer. TA – Vender.
OLUSE – Ator. OLUKO – Professor.
RA – Comprar. SÓGBÁ – Vigiar um jardim.
OLURA – Comprador. OLUSOGBÁ – Jardineiro.

ONI, que por sua vez é uma composição de NI, vai dar formação a outros
substantivos.
BÃRÁ – Esmolar. BÁTA – Sapato.
ONIBÃRA – Esmoler. ONIBATA – Sapateiro.
DÁJÒ – Julgar. IFA – Deus da Divinação.
ONIDAJÓ – Juiz. ONIFA – Adorador de IFA.
FARI – Barbear. GBA…GBO – Acreditar.
ONIFARI – Barbeiro. ENIGBAGBÓ – Crente cristão.
NIHOHO – Nu. JO – Dançar.
ONIHÕHÕ – Pessoa nua. ONIJO – Dançarina.
LÀ – Fender, cortar. ILE – Casa.
ONÍLÀ – Circunciso, judeu. ONILE – Dono da casa.
PIN – Distribuidor. SEGUN – Fazer remédio
ONIPIN – Supremo Ser. ONISEGUN – Doutor.