Você está na página 1de 72
QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

AULA 04: ESTATÍSTICA DESCRITIVA

SUMÁRIO

PÁGINA

1. Resolução de exercícios

01

2. Questões apresentadas na aula

47

3. Gabarito

64

Caro aluno,

Neste encontro vamos continuar resolvendo questões sobre o tema

“Estatística Descritiva” e “Amostragem” do seu edital.

Descritiva” e “Amostragem” do seu edital. 1. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2003) Considere a tabela

1. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2003) Considere a tabela de

frequências seguinte correspondente a uma amostra da variável X. não

existem observações coincidentes com os extremos das classes.

observações coincidentes com os extremos das classes. Assinale a opção que corresponde ao valor do coeficiente

Assinale a opção que corresponde ao valor do coeficiente de assimetria

percentílico da amostra de X, baseado no 1º, 5º e 9º decis.

a) 0,024

b) 0,300

c) 0,010

d) - 0,300

e) - 0,028 RESOLUÇÃO: QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく

e) - 0,028

RESOLUÇÃO:

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

O coeficiente percentílico de assimetria é dado por:

AS

P

90

P

10

2 P

50

P

90

P

10

Podemos escrever essa fórmula em função dos decis, lembrando

que P 90 = D 9 , P 50 = D 5 e P 10 = D 1 :

AS

D

9

D

1

2 D

5

D

9

D

1

Vamos calcular o 1º, 5º e 9º decis. O primeiro decil encontra-se na

posição 10%. Observando as freqüências acumuladas, veja que ele se

encontra na classe 4000-6000. Montando a proporção, temos:

Frequência: 5%

10%

16%

|-----------------------------|----------------|

Valores:

4000

D 1

6000

|-----------------------------|----------------|

16% 10%

6000 D

1

16% 5%

6000 4000

D 1 4909

O

quinto

decil

encontra-se

na

posição

50%.

Observando

as

freqüências acumuladas, veja que ele se encontra na classe 8000-10000.

Montando a proporção, temos:

Frequência: 42%

50%

77%

|-----------------------------|----------------|

Valores:

8000

D 5

10000

|-----------------------------|----------------|

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

77% 50%

10000 D

50

77% 42%

10000 8000

D

50

8457

O nono decil encontra-se na posição 90%. Observando as

freqüências acumuladas, veja que ele se encontra na classe 12000-

14000. Montando a proporção, temos:

Frequência: 89%

90%

100%

Valores:

|-----------------------------|----------------|

12000

14000

|-----------------------------|----------------|

D 9

Portanto,

100% 90%

14000 D

90

100% 89%

14000 12000

D

90

12181

AS

AS

D

9

D

1

2 D

5

D

9

D

1

12181 4909 2 8457

12181 4909

0,024

Resposta: A

2. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2001) Numa amostra de tamanho 20

de uma população de contas a receber, representadas genericamente por

X, foram determinadas a média amostral M = 100 e o desvio-padrão S

=13 da variável transformada (X-200)/5.

Assinale a opção que dá o coeficiente de variação amostral de X.

a) 3,0 %

b) 10,0 %

c) 9,3 %

d) 17,3 %

e) 17,0 %

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

Portanto, CV X =4,8/62 = 0,0774 = 7,74%.

Resposta: C

4. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2006) Considere os seguintes

conjuntos de observações referentes a cinco diferentes variáveis:

T: 10; 10; 10; 10; 10; 8

V: 10; 10; 10; 10; 8; 8

X: 10; 10; 10; 8; 8; 8

Y: 10; 10; 8; 8; 8; 8

Z: 10; 8; 8; 8; 8; 8

O conjunto de observações que apresenta a maior variabilidade, medida

pelo desvio padrão, é o referente à variável

a) Y

b) T

c) V

d) X

e) Z

RESOLUÇÃO:

Para resolver essa questão, podemos lembrar que se subtrairmos

um valor constante de todos os termos de uma distribuição, o desvio

padrão permanece inalterado. Assim, podemos subtrair 10 unidades em

cada termo das distribuições T, V e X, e 8 unidades em cada termo das

distribuições Y e Z, ficando com:

T: 0; 0; 0; 0; 0; -2

V: 0; 0; 0; 0; -2; -2

X: 0; 0; 0; -2; -2; -2

Y: 2; 2; 0; 0; 0; 0

Z: 2; 0; 0; 0; 0; 0

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ Assim, bastaria calcular a variância de cada distribuição pela

fórmula:

2

n

1

i

X

i

2

1

 

n

n

1

i

X

i

 

2

n

Ao invés disso, você pode observar diretamente que a distribuição

com maior variabilidade é a X. Afinal, ela possui 3 valores iguais a 0 e 3

valores iguais a -2, enquanto nas outras distribuições temos 4 ou 5

números iguais a 0.

Resposta: D

5. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2006) A tabela mostra a distribuição de

freqüências relativas populacionais (f ’) de uma variável X.

relativas populacionais (f ’) de uma variável X. Sabendo que “k” é um número real, a

Sabendo que “k” é um número real, a média e o desvio padrão de X são,

respectivamente,

a) 0,3; 0,9.

b) 0,0; 0,3.

c) 0,3; 0,3.

d) k; 3k.

e) 0,3k; 0,9k.

RESOLUÇÃO:

A média é dada por:

Média = (-1.3k + 0.k + 1.6k) / (3k + k + 6k)

Média = 3k / 10k = 0,3

A variância populacional pode ser obtida assim:

Assim, p + q = 50 + 5 = 55. Resposta: C QUESTÕES COMENTADAS DE

Assim, p + q = 50 + 5 = 55.

Resposta: C

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

7. ESAF – MINISTÉRIO DA FAZENDA – 2013) Duas categorias de

trabalhadores − CT 1 e CT 2 − possuem diferentes médias salariais e,

também,diferentes medidas de dispersão, todas expressas em unidades

monetárias. O salário médio da categoria CT 1 é igual a 7,5 u.m., com

desvio padrão igual a 3 u.m

u.m., com desvio padrão igual a 3,2 u.m

seu salário atual é igual a 9 u.m

Deste modo, pode-se

corretamente afirmar que:

a) a dispersão salarial absoluta de CT 1 é menor do que a de CT 2 , e a

dispersão relativa de CT 1 é maior do que a de CT 2 .

b) a dispersão salarial absoluta de CT 1 é menor do que a de CT 2 , e a

dispersão relativa de CT 1 é menor do que a de CT 2 .

c) a dispersão relativa de CT 1 é menor do que ade CT 2 , e o salário de Ana

ocupa pior posição relativa do que o de Beatriz.

d) a dispersão relativa de CT 1 é igual a de CT 2 , e o salário de Beatriz

ocupa melhor posição relativa do que o de Ana.

e) a dispersão relativa de CT 1 é igual a de CT 2 e os salários de Ana e

Beatriz ocupam a mesma posição relativa nas respectivas séries de

salários.

RESOLUÇÃO:

A dispersão salarial absoluta em cada categoria é dada pelo próprio

desvio padrão (3 na CT 1 e 3,2 na CT 2 ). Assim, a categoria 2 possui maior

dispersão absoluta.

A dispersão salarial relativa pode ser medida pelo coeficiente de

variação. Assim, temos:

CV 1 = 3 / 7,5 = 0,4 = 40%

CV 2 = 3,2 / 8 = 0,4 = 40%

Ana pertence à categoria CT 1 e

O salário médio da categoria CT 2 é igual a 8

Por outro lado, Beatriz pertence à

categoria CT 2 e seu salário atual é igual a 9,6 u.m

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ Portanto, ambas as categorias possuem mesma dispersão salarial

relativa.

Podemos verificar ainda “quantos desvios-padrões acima ou abaixo

da média” estão os salários de Ana e de Beatriz, para saber a posição

relativa de cada uma delas dentro da própria categoria:

7,5

3

9,6

8

3,2

9

Ana

Beatriz

0,5

0,5

(desvios-padrões acima da média)

(desvios-padrões acima da média)

Assim, tanto Ana como Beatriz estão na mesma posição relativa,

cada uma dentro da distribuição de sua própria categoria, afinal ambas

estão 0,5 desvio-padrão acima da média salarial da categoria que

pertencem.

Com as informações da análise acima, podemos marcar a

alternativa E.

Resposta: E

8. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2012) A variância da amostra formada

pelos valores 2, 3, 1, 4, 5 e 3 é igual a

a) 3.

b) 2.

c) 1.

d) 4.

e) 5.

RESOLUÇÃO:

Podemos calcular a variância amostral através da fórmula:

Veja que:

2

s

n

1

i

X

i

2

1

 

n

n

1

i

X

i

 

2

n 1

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

e) Nené foi melhor em Lógica do que em Inglês.

RESOLUÇÃO:

Para compararmos os desempenhos, podemos calcular quantos

desvios-padrões acima (ou abaixo) da média estão as notas das três

mulheres.

A nota média da prova de inglês foi igual a 7 com desvio-padrão

igual a 2. Como Naná tirou 8, então sua nota foi 8 – 7 = 1 ponto acima da

média. Dividindo pelo desvio padrão, temos ½ = 0,5. Isto é, Naná tirou

uma nota que é “meio desvio-padrão” acima da média. Podíamos ter

calculado diretamente assim:

Desempenho Naná

Nota Média

desvio padrão

Desempenho Naná

8

7

2

0,5

Desempenho Nené

Desempenho Nini

7,5

7

7,5

2

7

2

0, 25

0,25

Na prova de lógica, a média foi 7,5 e o desvio padrão foi 4. Assim:

Desempenho Naná

8

7,5

4

0,125

Desempenho Nené

Desempenho Nini

8,5

7,5

4

0,25

9

7,5

4

0,375

Portanto, repare que o desempenho de Nené foi o mesmo nas duas

disciplinas (ela ficou 0,25 desvios-padrões acima da média).

Resposta: D

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

11. ESAF – IRB – 2006) O grau ao qual os dados numéricos tendem a

dispersar-se em torno de um valor médio chama-se

a) média.

b) variação ou dispersão dos dados.

c) mediana.

d) correlação ou dispersão.

e) moda.

RESOLUÇÃO:

Devemos analisar a dispersão dos dados em torno de um valor

médio através das medidas de dispersão dos dados (letra B).

A média, mediana e moda são medidas de posição. A correlação,

por sua vez, é uma medida de associação entre 2 variáveis aleatórias.

Resposta: B

12. ESAF – MDIC – 1998) Num estudo sobre a distribuição do preço

de venda de um produto obteve-se, a partir de uma amostra aleatória de

25 revendedores, a tabela de freqüências seguinte:

de 25 revendedores, a tabela de freqüências seguinte: As quantidades m i e f i representam

As quantidades m i e f i representam o ponto médio e a freqüência da

classe de preços i. Sabendo-se que

(

fm

i

i

2

)

(

fm

i

i

2

) / 25

694

assinale a opção que melhor aproxima o desvio padrão amostral.

a) 0,5 (347/3) 0.5

b) 6

c) 0,9 (345/3) 0.5

d) 28,91

Resposta: A QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく

Resposta: A

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

15 12,5

17

X

15 8

17 13

2,5

17 X

7

4

X = 15,57

14. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2009) A tabela mostra a

distribuição de frequências relativas populacionais (f’) de uma variável X:

relativas populacionais (f’) de uma variável X: Sabendo que “a” é um número real, então a

Sabendo que “a” é um número real, então a média e a variância de X são,

respectivamente:

então a média e a variância de X são, respectivamente: RESOLUÇÃO: A média é calculada por:

RESOLUÇÃO:

A média é calculada por:

Média

n

i 1

(

Xi

Fi

)

n

i 1

Fi

Média

 

2

6

a

 

1

1

a

2

3

a

6

a

1

a

3

a

 0,5

b) 92,64 c) 94,45 d) 90,57 e) 98,73 RESOLUÇÃO: QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA

b) 92,64

c) 94,45

d) 90,57

e) 98,73

RESOLUÇÃO:

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

Para resolver essa questão vamos usar a seguinte fórmula:

s

2

n

1

i

X

i

2

1

 

n

n

1

i

X

i

 

2

n 1

Foi dado que n = 23, e que:

n

i 1

X

i

2

8676

e

n

i 1

X

i

388

Portanto,

s

s

2

2

Resposta: A

 

1

 

 

2

 

n

 

n

 

X

i

2

n

 

X

i

i

1

i

1

 

n

1

 

96,84

 

8676

1

23

388

2

23

1

18. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2005) Em uma determinada

semana uma empresa recebeu as seguintes quantidades de pedidos para

os produtos A e B:

as seguintes quantidades de pedidos para os produtos A e B: Assinale a opção que apresente

Assinale a opção que apresente os coeficientes de variação dos dois

produtos:

a) CV A = 15,1% e CV B = 12,3%

b) CV A = 16,1% e CV B = 10,3%

c) CV A = 16,1% e CV B = 12,3%

A = 15,1% e CV B = 10,3%

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ Aqui temos uma amostra, e não uma população. Portanto, a

fórmula da variância é:

(

Variancia amostra

)

S

2

n

1

(

Xi

X

)

2

n 1

O primeiro passo é calcular a média, que é dada por:

Média

n

 

i 1

(

Xi

Fi

)

Média

 

n

 

Fi

 

i 1

5

2

6

6

7

6

8

4

9

3

147

7

 

2

6

6

4

3

21

Para o cálculo da variância, temos:

S

2

(5

7)

2

2

(6

7)

2

6

(7

7)

2

6

(8

7)

2

4

(9

7)

2

3

21

1

Resposta: C

30

20

1,5

20. ESAF – SEFAZ/SP – 2009 – Adaptada) Considerando que uma

série de observações constituem uma amostra aleatória simples X 1 , X 2 ,

, X n de uma variável aleatória X, determine o valor mais próximo da

variância amostral, usando um estimador não tendencioso da variância de

X.

Considere que:

não tendencioso da variância de X. Considere que: a) 96,85 b) 92,64 c) 94,45 Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ

a) 96,85

b) 92,64

c) 94,45

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

d) 90,57

e) 98,73

RESOLUÇÃO:

Para resolver essa questão é preciso lembrar que a variância pode

ser calculada com a seguinte fórmula, sem a necessidade de obtenção da

média amostral:

s

2

n

1

i

X

i

2

1

 

n

n

1

i

X

i

 

2

n 1

Veja que foi dado que n = 23, e que:

Portanto,

Resposta: A

s

s

2

2

n

i 1

X

i

2

8676

e

 

1

 

 

2

 

n

 

n

 

X

i

2

n

 

X

i

i

1

i

1

 

n

1

 

96,84

 

n

i 1

X

i

8676

388

1

23

388

2

23

1

21. CESGRANRIO – PETROBRAS – 2015) Numa amostra de quatro

observações, a média é 4, a mediana é 3, a moda é 2, e a amplitude total

é 6. O valor da variância amostral é dado por

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

RESOLUÇÃO:

Sejam os valores A, B, C e D, em ordem crescente. A média deles é

4, portanto:

Média = soma / quantidade

4 = (A + B + C + D) / 4

2

4

6

8

10

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

16 = A + B + C + D

A mediana é a média aritmética entre os valores B e C, ou seja,

3 = (B + C)/2

6 = B + C

C = 6 – B

A amplitude é a diferença entre o menor e o maior:

Assim,

D

– A = 6

D

= A + 6

16 = A + B + C + D

16 = A + B + (6 – B) + (A + 6)

16 = A + B + 6 – B + A + 6

16 = A + 6 + A + 6

16

= 2A + 12

16

– 12 = 2A

4 = 2A

A = 2

Veja que o termo A é igual a 2, e a moda também é 2. Portanto, é

preciso que o valor 2 seja repetido pelo menos mais uma vez, de modo

que B = 2. Assim,

 

C

=

6 – B

C

=

6 – 2

 

C

= 4

E, por fim,

 

D

=

A + 6

D

=

2 + 6

 

D

= 8

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

A classe modal é aquela com maior número de frequências, ou seja,

a classe 650 – 700, que possui 8 frequências. Utilizando o método de

Czuber, uma vez que não foi determinado um método, temos a moda:

Resposta: D

Moda

Moda

li

650

c

50

fcm fant

2

fcm

(

fant fpost

)







8

4

2

8

(4

5)







678,57

23. CEPERJ – SEFAZ/RJ – 2012) Considerando a tabela da

distribuição de frequências e os resultados obtidos na questão anterior,

podemos afirmar que se trata de uma distribuição classificada como:

A) Simétrica, pois a média, a mediana e a moda têm valores diferentes

B) Assimétrica negativa, pois a distribuição tem assimetria à direita

C) Assimétrica negativa, pois a distribuição tem assimetria à esquerda

D) Assimétrica positiva, pois a distribuição tem assimetria à direita

E) Assimétrica positiva, pois a distribuição tem assimetria à esquerda

RESOLUÇÃO:

Observe que obtivemos Média > Mediana > Moda no exercício

anterior. Como a moda é o menor valor, há uma concentração de dados

(“pico”) na parte esquerda do gráfico de frequências. E há uma cauda que

se estende para a direita do gráfico, “puxando” a média para um valor

mais alto:

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

650 – 5400 3645000 675 8 700 700 – 3625 2628125 725 5 750 750
650 –
5400
3645000
675
8
700
700
3625
2628125
725
5
750
750
-
1550
1201250
775
2
800
800
-
825
680625
825
1
850
TOTAL =
Soma =
Soma =
20
13900
9717500

Assim, a variância AMOSTRAL (o próprio enunciado disse se tratar

de uma amostra) é dado por:

n

2

f

i

)

1

 

n

n

 

2

1

(

PM

i

i

1

PM

i

i

(

f

)

2 i

s

2

s

9717500

n 1

1

20

13900

2

3000

20

1

O desvio padrão amostral é a raiz quadrada da variância, ou seja,

Resposta: B

s = 54,77

25. CEPERJ – SEFAZ/RJ – 2013) Compare os conjuntos de dados

mostrados abaixo:

– 2013) Compare os conjuntos de dados mostrados abaixo: Pode-se dizer que: A) ambos os conjuntos

Pode-se dizer que:

A) ambos os conjuntos apresentam a mesma média, porém o conjunto 1

possui maior variância

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

B) ambos os conjuntos apresentam a mesma média, porém o conjunto 2

possui maior variância

C) o conjunto 1 possui maior média e menor variância em relação ao

conjunto 2

D) o conjunto 1 possui menor média e maior variância em relação ao

conjunto 2

E) o conjunto 1 possui maior média e maior variância em relação ao

conjunto 2

RESOLUÇÃO:

Calculando a média de cada conjunto temos:

Conjunto 1 = (12 + 3 + 7 + 9 + 4) / 5 = 7

Conjunto 2 = (7 + 5 + 5 + 6 + 8) / 5 = 6,2

Como o conjunto possui maior média, ficamos entre as alternativas

C e E. Precisamos avaliar qual conjunto possui maior variância. Ao invés

de efetuar o cálculo da variância de cada conjunto, observe que os dados

do conjunto 1 estão bem espalhados em relação a média (7), havendo

valores extremos como 3 e 12. No conjunto 2, os dados encontram-se

mais próximos da média (6,2), variando entre 5 e 8 apenas. Portanto,

certamente o conjunto 1 possui maior variância que o conjunto 2.

Resposta: E

26. CEPERJ – SEFAZ/RJ – 2013) O comprimento de um determinado

tipo de barra de ferro produzido por uma metalúrgica possui uma

variância igual a 4cm 2 . Pode-se dizer que o desvio padrão desse

comprimento vale:

A) 1 cm

B) 2 cm

C) 2 cm 2

D) 16 cm

E) 16 cm 2

RESOLUÇÃO:

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ Sabemos que o desvio padrão é a raiz quadrada da variância. Como

a raiz quadrada de 4cm 2 é 2cm, nosso gabarito é a alternativa B.

Resposta: B

27. CEPERJ – PREF. SÃO GONÇALO – 2011) Foram registradas as

notas de três turmas A, B e C em uma determinada escola. Sabe-se que a

0, e a máxima é 10. Depois calculou-se as

variâncias, obtendo o seguinte:

nota mínima possível é

Turma A: 0,1

Turma B: 2

Turma C: 10

Com base nessas informações, pode-se afirmar que necessariamente:

A) A turma C é a turma que tem o maior rendimento.

B) As notas da turma B foram maiores que as da turma A.

C) Os alunos da turma C apresentam desempenhos muito próximos.

D) Os alunos da turma A apresentam desempenhos muito próximos.

E) Na turma A nenhum aluno tirou a nota máxima.

RESOLUÇÃO:

Vimos que a variância é uma medida de dispersão. Quanto menor a

variância, menos dispersos estão os dados (neste caso, as notas dos

alunos). A turma A é aquela onde os dados estão mais próximos entre si,

pois é a que possui menor variância. Letra D.

Resposta: D.

28.

das mulheres é de R$1.025,00, com um desvio padrão de R$410,00. Se,

nessa

R$500,00 e o coeficiente de variação é o mesmo que o do salário das

mulheres, então o salário médio dos homens é de:

A) R$1.075,00

B) R$1.125,00

C) R$1.200,00

de

CEPERJ – SEPLAG/RJ – 2012) Numa empresa, o salário médio

empresa, o desvio padrão para

o

salário dos homens é

D) R$1.225,00 E) R$1.250,00 RESOLUÇÃO: QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO

D) R$1.225,00

E) R$1.250,00

RESOLUÇÃO:

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

O coeficiente de variação (CV) de uma variável aleatória é dado

pela divisão entre o seu desvio-padrão e a sua média:

No caso

CV

das mulheres, a média é

1025

e

o

desvio padrão é

410 . Deste modo, o coeficiente de variação é:

CV

0,4

1025

410

No caso dos homens, o desvio padrão é 500 e o coeficiente de

variação é o mesmo das mulheres, ou seja, CV = 0,4. Logo, a média de

salário dos homens pode ser obtida assim:

Resposta: E

CV

0,4

500

0,4

500

1250

reais

29.

valores assumidos por uma variável quantitativa discreta. Multiplicando-

se cada um desses valores por k, onde k é uma constante positiva, pode-

se afirmar que:

A) a média aritmética fica multiplicada pela constante k e a variância não

n

CEPERJ – SEPLAG/RJ – 2012) Sejam X 1 , X 2 , X 3 ,

X n

,

os

se altera

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

B) a média aritmética fica acrescida da constante k e a variância não se

altera

C) a média aritmética fica multiplicada por k e a variância por k 2

D) a média aritmética e a variância ficam multiplicadas por k

, X n não são

conhecidos

RESOLUÇÃO:

Lembre-se das propriedades da média e da variância que

estudamos. Uma delas nos dizia que, ao multiplicar todos os elementos

de

multiplicada por este mesmo valor. Outra propriedade dizia que, ao

uma distribuição por um valor fixo (k), a média também seria

E) nada se pode afirmar, pois os valores de X 1 , X 2 , X 3 ,

multiplicar todos os elementos de uma distribuição por um valor fixo (k),

a variância seria multiplicada pelo seu quadrado (k 2 ).

Logo, a afirmação da alternativa C reproduz o que vimos nesta aula.

Resposta: C

30. FGV – AUDITOR ICMS/RJ – 2010) A média, a mediana e a

variância das idades de um grupo de vinte pessoas são, hoje, iguais,

respectivamente, a 34, 35 e 24. Daqui a dez anos, os valores da média,

da mediana e da variância das idades dessas pessoas serão,

respectivamente:

(A)

44, 35 e 34.

(B)

44, 45 e 12.

(C)

44, 45 e 24.

(D)

34, 35 e 12.

(E)

44, 45 e 124.

RESOLUÇÃO:

Aqui é fundamental se lembrar das propriedades da média, mediana

e variância.

Ao somarmos um valor fixo (no caso, 10 anos) a cada elemento de

uma distribuição, a média é somada daquele mesmo valor. Assim, a nova

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ média é 34 + 10 = 44 anos. Da mesma forma, a mediana é somada

daquele mesmo valor, passando a ser 35 + 10 = 45 anos. Por fim, a

variância não se altera, visto que a dispersão dos dados não se alterou

(todos os dados cresceram 10 unidades, de modo que a “distância” entre

eles se manteve inalterada). Assim, a nova variância é também de 24.

Resposta: C

31. FGV – AUDITOR ICMS/RJ – 2007) Uma amostra de 100

servidores de uma repartição apresentou média salarial de R$ 1.700,00

com uma dispersão de R$ 240,00. Pode-se afirmar que:

(A) a média aritmética não é uma boa medida para representar a amostra

em função do elevado valor do desvio-padrão.

(B) a melhor medida para representar a amostra é a remuneração por

unidade de desvio-padrão.

(C) a média aritmética pode perfeitamente representar os salários da

amostra pelo fato de esta apresentar uma dispersão relativa inferior a

20%.

(D) a amostra não é suficientemente grande para analisarmos o valor

encontrado para a média dos salários.

(E) o salário mediano representaria melhor a amostra devido ao alto nível

de heterogeneidade dos salários na amostra.

RESOLUÇÃO:

Observe que o coeficiente de variação é:

CV = desvio padrão / média = 240 / 1700 = 0,14 = 14%

Portanto, em termos relativos nós podemos dizer que esta

distribuição possui pequena dispersão em relação à média, ou seja, a

maior parte dos dados se encontra próximo à média. Por isso, podemos

dizer que a média “resume” satisfatoriamente toda a distribuição, como

vemos na alternativa C.

Resposta: C

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

32. FCC – AUDITOR ICMS/SP – 2006) Considerando as respectivas

definições e propriedades relacionadas às medidas de posição e de

variabilidade, é correto afirmar:

a) Dividindo todos os valores de uma sequência de números estritamente

positivos por 4, tem-se que o respectivo desvio padrão fica dividido por 2

b) Em qualquer distribuição de valores em estudo, a diferença entre a

mediana e a moda é sempre diferente de zero

c) Concedendo um reajuste de 10% em todos os salários dos empregados

de uma empresa, tem-se também que a respectiva variância fica

multiplicada por 1,10

d) Definindo o coeficiente de variação (CV) como sendo o quociente da

divisão do desvio padrão pela respectiva média aritmética (diferente de

zero) de uma sequência de valores, tem-se então que CV também poderá

ser obtido dividindo a correspondente variância pelo quadrado da média

e) Subtraindo um valor fixo de cada salário dos funcionários de uma

empresa, tem-se que o respectivo desvio padrão dos novos valores é

igual ao valor do desvio padrão dos valores anteriores.

RESOLUÇÃO:

Vamos analisar cada alternativa:

a) Dividindo todos os valores de uma sequência de números estritamente

positivos por 4, tem-se que o respectivo desvio padrão fica dividido por 2

Multiplicando ou dividindo todos os elementos de uma amostra por

um número, o desvio padrão fica multiplicada ou dividido pelo mesmo

número (e a variância pelo quadrado desse número). Item Falso.

b) Em qualquer distribuição de valores em estudo, a diferença entre a

mediana e a moda é sempre diferente de zero

A mediana, moda e média podem ser iguais em distribuições

simétricas. Neste caso, a diferença entre mediana e moda é igual a zero.

Item Falso.

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ c) Concedendo um reajuste de 10% em todos os salários dos empregados

de uma empresa, tem-se também que a respectiva variância fica

multiplicada por 1,10

Multiplicando todos os elementos de uma amostra por um número,

a variância é multiplicada pelo seu quadrado. Neste caso, por 1,21. Item

Falso.

d) Definindo o coeficiente de variação (CV) como sendo o quociente da

divisão do desvio padrão pela respectiva média aritmética (diferente de

zero) de uma sequência de valores, tem-se então que CV também poderá

ser obtido dividindo a correspondente variância pelo quadrado da média

Como CV

, temos que

2

2

CV

2 . Ou seja, dividindo a variância

(que é o quadrado do desvio padrão) pelo quadrado da média, não se

obtém CV, mas sim o quadrado de CV. Item Falso.

e) Subtraindo um valor fixo de cada salário dos funcionários de uma

empresa, tem-se que o respectivo desvio padrão dos novos valores é

igual ao valor do desvio padrão dos valores anteriores.

Item Verdadeiro, pois ao somar/subtrair um valor fixo em todos os

elementos de uma amostra, o desvio padrão não é alterado.

Resposta: E

Considere duas variáveis X e Y

representando o peso (em kg) e a altura (em cm), respectivamente, dos

33.

FCC

TRE/SP

2012)

100 sócios de um clube. Em um censo realizado neste clube, foram

apurados os seguintes resultados:

neste clube, foram apurados os seguintes resultados: X i e Y i são o peso e

X i e Y i são o peso e a altura, respectivamente, do i-ésimo sócio (i = 1, 2,

3,

Está correto afirmar que o coeficiente de variação de

(A) X é maior que o coeficiente de variação de Y.

,100).

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

CV

X

CV

Y

6

60

32

160

0,1

0,2

Logo, o coeficiente de variação de X é igual à metade do coeficiente

de variação de Y.

Resposta: D

34. FGV – SEAD/AP – 2010) Os dados a seguir são as quantidades de

empregados de cinco pequenas empresas: 6, 5, 8, 5, 6. A variância da

quantidade de empregados dessas cinco empresas é igual a:

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

RESOLUÇÃO:

0,8.

1,2.

1,6.

2,0.

2,4.

A variância pode ser calculada assim:

n

1

 

n

n

 

2

1

X

i

2

1

X

i

i

i

2

n

Onde:

n

i 1

X i = 6 + 5 + 8 + 5 + 6 = 30

n

i 1

X

2

i

= 6 2 + 5 2 + 8 2 + 5 2 + 6 2 = 36 + 25 + 64 + 25 + 36 = 186

Temos n = 5 elementos. Assim,

1


2

186

5

30

2

5

Resposta: B

1, 2

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

35. FCC – SEFAZ/SP – 2010)

extraída de uma população, com tamanho 10 e representada por X i ; i =

1, 2,

Seja uma amostra aleatória simples

, 10. Sabe-se que

1, 2, Seja uma amostra aleatória simples , 10. Sabe-se que A variância desta amostra apresenta

A variância desta amostra apresenta o valor de

(A)

67,3

(B)

63,0

(C)

61,0

(D)

59,7

(E)

57,0

RESOLUÇÃO:

Para resolver essa questão devemos lembrar da fórmula para

da

cálculo

da variância amostral que não necessita da média

( X )

distribuição:

s

2

n

1

i

X

i

2

1

 

n

n

1

i

X

i

 

2

n

1

Veja que n = 10, e, além disso:

10

i 1

X

i

2

7803

e

10

i 1

X

i

270

Substituindo esses valores na fórmula, temos:

Resposta: E

s

2

7803

1

10

270

2

7803

1

10

72900

s

10

2

1

7803

7290

9

10

57

1

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

de uma

população de tamanho N são dados, respectivamente, por 2 e 3. A soma

dos quadrados dos elementos dessa população é igual a 390. Nessas

condições, o valor de N é

(A)

(B)

(C)

37.

FCC

ARCE –

2012) O desvio padrão

e

a

média

90.

80.

60.

40.

30.

(D)

(E)

RESOLUÇÃO:

Como a média desta população é igual a 2, então:

2

n

i 1

n

i 1

Xi

N

Xi

2

N

Como o desvio padrão é 3, então a variância é

que a soma dos quadrados dos elementos n 2  X  390 .Lembrando que:
que
a
soma
dos
quadrados
dos
elementos
n
2
X
 390
.Lembrando que:
i
i  1
2
n
n
1
2
X
X
i
i
N
 
 
1
i
1
 2 i
N
Temos:
1
2
390
2 N
N
9 
N
390 
4 N
9 

Resposta: E

N

9N 390 4N N 30

2

é

9 . Foi dito ainda

seja,

390,

ou

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ CEPERJ – SEPLAG/RJ – 2013) Examinando a relação dos 30

38.

candidatos aprovados e convocados, que fizeram o Curso de Formação no

concurso para Analista de Planejamento e Orçamento da SEPLAG em

2011, e pesquisando, com estratificação por sexo, o arquivo de Resultado

para a Prova Objetiva realizada em 08.01.2012, o número de acertos

para as 5 questões de Estatística desses 30 candidatos, obtivemos as

seguintes informações:

desses 30 candidatos, obtivemos as seguintes informações: A média e a variância do número de acertos,

A média e a variância do número de acertos, sem distinção de sexo, para

os 30 candidatos foram, respectivamente:

A) 3,4 e 1,32

B) 3,5 e 1,32

C) 3,4 e 1,56

D) 3,5 e 1,68

E) 3,4 e 1,68

RESOLUÇÃO:

Veja que temos duas populações, a feminina (F) e a masculina (M),

e para os quais foram fornecidos os números de elementos, as médias

populacionais e as variâncias populacionais. São solicitadas a média e

variância da união das duas populações. Vejamos:

n

12

F

X

F

2

F

4

1, 2

n

M

18

X

M

3

2

M

1,4

A média pode ser facilmente calculada:

 

X

X

n

 

X

 

n

M

F

F

M

F

M

 
 

n

F

n

M

X

4

12

3

18

 
 

F

M

  3,4

12

18

Para calcularmos a variância combinada, vamos usar a fórmula:

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ;

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

 

2

F

X

2

M

X

1

X

F

X

M

2

 

2

n

F

n

M

F

M

 

n

F

n

M

 

Veja que:

X

4

12

48

 
 

X

F

X

n

F

X

n

F

3

18

54

Além disso,

M

M

M

2

X F

 

 

F

2

X

n

F

F

 

2



 

n

F

1,2

 

48

12

 

2

 

12

206, 4

2

2

Assim,

X

2

M

 

 

2

M

X

n

M

M

  



 

n

M

1,4

 

54

18

 

 

18

187,2

 

2

F

X

2

M

X

1

X

F

X

M

2

 

2

n

F

n

M

F

M

 

n

F

n

M

 
 

206, 4

187,2

12

1

18

48

54

2

 

2

F

M

1,56

 
 

12

18

 

Resposta: C

39. FCC – BACEN – 2006)

alturas dos 120 rapazes é de m centímetros com uma variância de d 2

centímetros quadrados (d > 0). A média aritmética das alturas das 80

Em um colégio, a média aritmética das

moças é de

(m –

8) centímetros com um desvio padrão igual a

20

21

d

centímetros. Se o correspondente coeficiente de variação encontrado para

o grupo de rapazes é igual ao coeficiente de variação encontrado para o

grupo de moças, tem-se que a média aritmética dos dois grupos reunidos

é de

a) 162,0 cm

b) 164,6 cm

c) 164,8 cm

d) 166,4 cm e) 168,2 cm RESOLUÇÃO: QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL

d) 166,4 cm

e) 168,2 cm

RESOLUÇÃO:

QUESTÕES COMENTADAS DE ESTATÍSTICA AUDITORどFISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Pヴラaく Aヴデエ┌ヴ Lキマ; に A┌ノ; ヰヴ

O coeficiente de variação é dado por CV

(desvio padrão dividido

pela média). O enunciado nos disse que, para os rapazes, m e

(portanto, d ). Portanto, o coeficiente de variação para os rapazes é:

2

d

CV rapazes

d

m

2

Para as moças, foi dito que m 8 e

coeficiente de variação:

Como foi dito que

CV

moças

20

d

21

m 8