Você está na página 1de 30

!∀#∃%&∋()∗ ,−.

∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:


;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
Grande abraço,

Ricardo Vale

ricardovale@estrategiaconcursos.com.br
http://www.facebook.com/rvale01

“O segredo do sucesso é a constância no objetivo!”

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 2 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
QUESTÕES COMENTADAS

1-(Questão Inédita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

( ) A jurisdição dos serviços aduaneiros estende-se por todo o território


aduaneiro, alcançando também as Áreas de Controle Integrado criadas em
regiões limítrofes dos países integrantes do Mercosul com o Brasil.

( ) As Zonas de Processamento de Exportações são regimes aduaneiros


aplicados em áreas especiais e, para fins de controle aduaneiro, são
consideradas zona primária.

( ) O Ministro de Estado da Fazenda poderá demarcar, na orla marítima ou na


faixa de fronteira, zonas de vigilância aduaneira, nas quais a permanência de
mercadorias ou a sua circulação e a de veículos, pessoas ou animais ficarão
sujeitas às exigências fiscais, proibições e restrições que forem estabelecidas.
O ato que demarcar a zona de vigilância aduaneira deverá ser geral em relação
à orla marítima ou à faixa de fronteira.

( ) O alfandegamento de portos, aeroportos ou pontos de fronteira depende


da prévia habilitação ao tráfego internacional pelas autoridades competentes
em matéria de transporte.

Assinale, dentre as alternativas, aquela que expressa o número de


itens verdadeiros:

a) 1

b) 2

c) 3

d) 4

e) Nenhum

Comentários:

A primeira assertiva está correta. De fato, a jurisdição dos serviços


aduaneiros estende-se por todo o território aduaneiro. Além disso, ela alcança
também as Áreas de Controle Integrado (ACI’s). Isso é o que está previsto no
art. 3º, caput e § 5º, do Decreto nº 6759/2009.

A segunda assertiva está correta. As ZPE’s são consideradas, para


fins de controle aduaneiro, como zona primária (art. 3º, §1º, do R/A). Elas
são bons exemplos de regimes aduaneiros aplicados em áreas especiais.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 4 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
A terceira assertiva está errada. As zonas de vigilância aduaneira
são demarcadas pelo Ministro da Fazenda na orla marítima ou na faixa de
fronteira. O ato que demarcar a zona de vigilância aduaneira poderá ser geral
em relação à orla marítima ou à faixa de fronteira, ou específico em relação a
determinados segmentos delas.

A quarta assertiva está correta. De fato, o alfandegamento de


portos, aeroportos ou pontos de fronteira depende da prévia habilitação ao
tráfego internacional pelas autoridades competentes em matéria de transporte
(art. 6º, do R/A).

2-(Questão Inédita)-Assinale a alternativa incorreta sobre os recintos


alfandegados:

a) Os recintos alfandegados serão assim declarados pela autoridade aduaneira


competente, na zona primária ou na zona secundária, a fim de que neles
possam ocorrer, sob controle aduaneiro, movimentação, armazenagem e
despacho aduaneiro de mercadorias procedentes do exterior, ou a ele
destinadas, inclusive sob regime aduaneiro especial.

b) Poderão ser alfandegados, em zona primária, recintos destinados à


instalação de lojas francas.

c) Os portos secos poderão, excepcionalmente, ser instalados na zona primária


de portos e aeroportos alfandegados.

d) As operações de movimentação e armazenagem de mercadorias sob


controle aduaneiro, bem como a prestação de serviços conexos, em porto
seco, sujeitam-se ao regime de concessão ou de permissão.

e) Portos secos são recintos alfandegados de uso público nos quais são
executadas operações de movimentação, armazenagem e despacho aduaneiro
de mercadorias e de bagagem, sob controle aduaneiro. Eles poderão ser
autorizados a operar com carga de importação, de exportação ou ambas,
tendo em vista as necessidades e condições locais.

Comentários:

Letra A: correta. Isso é exatamente o que está previsto no art. 9º,


inciso I, do R/A. Existem recintos alfandegados de zona primária e recintos
alfandegados de zona secundária. Depois do alfandegamento, poderão ser
realizadas operações de movimentação, armazenagem e despacho aduaneiro
de mercadorias, bagagem de viajantes e remessas postais internacionais.

Letra B: correta. A loja franca é um regime aduaneiro especial que


permite que estabelecimento situado em zona primária de porto ou aeroporto

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 5 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
alfandegado venda mercadoria nacional ou estrangeira a passageiro em
viagem internacional contra pagamento em moeda nacional ou estrangeira.

Letra C: errada. Os portos secos não poderão ser instalados na zona


primária de portos e aeroportos alfandegados. .

Letra D: correta. Segundo o art. 12, do R/A, as operações de


movimentação e armazenagem de mercadorias sob controle aduaneiro em
porto sujeitam-se ao regime de concessão ou permissão.

Letra E: correta. Essa é e exata definição de porto seco, prevista no


art. 11, do R/A. Deve-se destacar que os portos secos são recintos
alfandegados de uso público e poderão operar com cargas de importação,
exportação ou ambas.

3-(Questão Inédita)-Assinale a alternativa correta sobre o imposto de


importação:

a) O imposto de importação não incide sobre bagagem de viajante e sobre


bens enviados como presente ou amostra, ou a título gratuito.

b) Não constitui fato gerador do imposto de importação a entrada no território


aduaneiro do pescado capturado fora das águas territoriais do País, por
empresa localizada no seu território, desde que satisfeitas as exigências que
regulam a atividade pesqueira.

c) Os equipamentos, máquinas, veículos, aparelhos e instrumentos, bem como


as partes, peças, acessórios e componentes, de fabricação nacional, adquiridos
no mercado interno pelas empresas nacionais de engenharia, e exportados
para a execução de obras contratadas no exterior, na hipótese de retornarem
ao País, serão considerados não-estrangeiros para fins de incidência do
imposto de importação.

d) O imposto de importação não incide sobre mercadoria estrangeira destruída


em trânsito aduaneiro de passagem.

e) O fato gerador do imposto de importação se considera ocorrido na data do


registro da declaração de admissão temporária para utilização econômica,
exceto quando houver suspensão parcial dos tributos incidentes na
importação.

Comentários:

Letra A: errada. O imposto de importação também incide sobre


bagagem de viajante e sobre bens enviados como presente ou amostra, a
título gratuito.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 6 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
Letra B: correta. O art. 74 do R/A estabelece duas situações em que
não se considerada ocorrido o fato gerador do I.I:

Art. 74. Não constitui fato gerador do imposto a entrada no


território aduaneiro:

I - do pescado capturado fora das águas territoriais do País, por


empresa localizada no seu território, desde que satisfeitas as
exigências que regulam a atividade pesqueira; e

II - de mercadoria à qual tenha sido aplicado o regime de


exportação temporária, ainda que descumprido o regime.

Letra C: errada. Se um bem é exportado em caráter definitivo, ele se


desnacionaliza, ou seja, torna-se estrangeira. Ao retornar ao Brasil, será,
portanto, considerado estrangeiro.

Letra D: errada. O imposto de importação não incidirá sobre


mercadoria estrangeira destruída em trânsito aduaneiro de passagem caso ela
tenha sido acidentalmente destruída (art. 71, inciso VII, do R/A).

Letra E: errada. Segundo o art. 73, inciso IV, do R/A, considera-se


ocorrido o fato gerador na data do registro da declaração de admissão
temporária para utilização econômica. Destaque-se que, sempre que houver
admissão temporária para utilização econômica, existirá suspensão parcial de
tributos.

4-(Questão Inédita)-Sobre a valoração aduaneira no MERCOSUL e no


Brasil, assinale a alternativa correta:

a) O Código Aduaneiro do MERCOSUL prevê que o pagamento do imposto de


importação deve ser efetuado antes ou no momento do registro da declaração
de mercadoria, sem prejuízo da exigência de eventuais diferenças apuradas
posteriormente.

b) As regras de valoração aduaneira no MERCOSUL não prevêem a inclusão no


valor aduaneiro das despesas com carga, descarga e manuseio, relativos ao
transporte da mercadoria importada até o local de sua entrada no território
aduaneiro.

c) O Código Aduaneiro do MERCOSUL estabelece que a valoração aduaneira


não poderá ser realizada após a liberação da mercadoria no despacho de
importação.

d) Integram o valor aduaneiro, segundo o método do valor de transação,


desde que estejam destacados do preço efetivamente pago ou a pagar pela
mercadoria importada, na respectiva documentação comprobatória, os

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 7 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
encargos relativos à construção, à instalação, à montagem, à manutenção ou à
assistência técnica, relacionados com a mercadoria importada, executados
após a importação.

e) Na hipótese de descumprimento de obrigação de manter em boa guarda e


ordem, pelo prazo decadencial, os documentos obrigatórios de instrução das
declarações aduaneiras, quando existir dúvida sobre o preço efetivamente
praticado, será aplicado método substitutivo ao primeiro.

Comentários:

Letra A: correta. Há previsão no Código Aduaneiro do MERCOSUL


para que o pagamento do imposto de importação seja efetuado antes ou no
momento do registro da Declaração de Importação.

Letra B: errada. As despesas com carga, descarga e manuseio,


relativos ao transporte da mercadoria importada até o local de sua entrada no
território aduaneiro, devem ser incluídas no valor aduaneiro.

Letra C: errada. A valoração aduaneira poderá ser realizada no curso


do despacho aduaneiro ou após a entrega da mercadoria.

Letra D: errada. Os encargos relativos à construção, à instalação, à


montagem, à manutenção ou à assistência técnica, relacionados com a
mercadoria importada, executados após a importação, não integram o valor
aduaneiro.

Letra E: errada. Na hipótese de descumprimento de obrigação de


manter em boa guarda e ordem, pelo prazo decadencial, os documentos
obrigatórios de instrução das declarações aduaneiras, quando existir dúvida
sobre o preço efetivamente praticado, será aplicado o arbitramento.

5-(Questão Inédita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

I) O adquirente de mercadoria entrepostada e o depositário são responsáveis


pelo imposto de importação.

II) O adquirente ou o cessionário de mercadoria beneficiada com isenção ou


redução do imposto é responsável solidário pelo imposto de importação.

III). O encomendante predeterminado que adquire mercadoria de procedência


estrangeira de pessoa jurídica importadora é contribuinte do imposto de
importação.

Estão corretas as seguintes assertivas:

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 8 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
a) I e II

b) I e III

c) I

d) II

e) III

Comentários:

A primeira assertiva está errada. O adquirente de mercadoria


entrepostada é contribuinte do imposto de importação.

A segunda assertiva está correta. De fato, o adquirente ou o


cessionário de mercadoria beneficiada com isenção ou redução do imposto é
responsável solidário pelo imposto de importação.

A terceira assertiva está errada. O encomendante predeterminado


que adquire mercadoria de procedência estrangeira de pessoa jurídica
importadora é responsável solidário pelo imposto de importação.

6-(Questão Inédita)- Levando-se em conta seus conhecimentos sobre


tributação no comércio exterior, analise os itens a seguir e atribua a
letra (V) para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas. Em
seguida, assinale a alternativa que indique a sequência correta.

( ) A base de cálculo do imposto de exportação é o preço normal que a


mercadoria, ou sua similar, alcançaria, ao tempo da exportação, em uma
venda em condições de livre concorrência no mercado internacional. Se o
preço da mercadoria for de difícil apuração ou for suscetível de oscilações
bruscas no mercado internacional, a Câmara de Comércio Exterior fixará
critérios específicos ou estabelecerá pauta de valor mínimo, para apuração da
base de cálculo.

( ) O imposto de exportação será calculado pela aplicação da alíquota de


trinta por cento sobre a base de cálculo, podendo a CAMEX reduzir ou
aumentar essa alíquota, para atender aos objetivos da política cambial e do
comércio exterior.

( ) O fato gerador do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na


importação é o desembaraço aduaneiro. Entretanto, o recolhimento do imposto
será feito no momento do registro da Declaração de Importação (DI).

( ) O fato gerador das contribuições para o PIS/PASEP-Importação e COFINS-


Importação é o desembaraço aduaneiro de mercadoria importada.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 9 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
( ) As contribuições para o PIS/PASEP-Importação e COFINS-Importação não
incidem sobre o retorno ao País de bens exportados temporariamente.

a) VVVFV

b) VFVFV

c) FVFVV

d) FFVFV

e) VVFFV

Comentários:

A primeira assertiva está correta. De fato, a base de cálculo do


imposto de exportação é o preço normal (art. 214, R/A). Pode acontecer de o
preço da mercadoria ser de difícil apuração ou suscetível de oscilações bruscas
no mercado internacional. Nesse caso, a CAMEX fixará critérios específicos ou
estabelecerá pauta de valor mínimo.

A segunda assertiva está correta. A alíquota do imposto de


exportação é de 30%. A CAMEX tem competência para reduzir ou aumentar
essa alíquota.

A terceira assertiva está correta. O fato gerador do IPI vinculado à


importação é o desembaraço aduaneiro. O recolhimento desse tributo, todavia,
ocorre no momento do registro da DI.

A quarta assertiva está errada. O fato gerador do PIS/PASEP-


Importação e COFINS-Importação é a entrada de bens estrangeiros no
território aduaneiro. Ele considera-se ocorrido na data do registro da DI.

A quinta assertiva está correta. O retorno de bens exportados


temporariamente é hipótese de não-incidência das contribuições para o
PIS/PASEP-Importação e COFINS-Importação.

7-(Questão Inédita)-Assinale a alternativa incorreta sobre os regimes


aduaneiros especiais:

a) Poderá ser autorizada a transferência de mercadoria admitida em um


regime aduaneiro especial ou aplicado em área especial para outro, observadas
as condições e os requisitos próprios do novo regime e as restrições
estabelecidas pela RFB.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 3 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
b) A aplicação dos regimes aduaneiros especiais independe da informação da
suspensão ou isenção do pagamento do adicional ao frete para renovação da
marinha mercante, pelo Ministério dos Transportes.

c) Nos regimes aduaneiros especiais em que a destruição do bem configurar


extinção da aplicação do regime, o resíduo da destruição, se economicamente
utilizável, deverá ser despachado para consumo, como se tivesse sido
importado no estado em que se encontra, sujeitando-se ao pagamento dos
tributos correspondentes, ou reexportado.

d) No caso de descumprimento dos regimes aduaneiros especiais, o


beneficiário ficará sujeito ao pagamento dos tributos incidentes, com acréscimo
de juros de mora e de multa, de mora ou de ofício, calculados da data do
registro da declaração de admissão no regime ou do registro de exportação,
sem prejuízo da aplicação de penalidades específicas.

e) O prazo de suspensão do pagamento das obrigações fiscais pela aplicação


dos regimes aduaneiros especiais, na importação, será de até um ano,
prorrogável, a juízo da autoridade aduaneira, por período não superior, no
total, a cinco anos.

Comentários:

Letra A: correta. É admitida a transferência de mercadoria admitida


em um regime aduaneiro especial ou aplicado em área especial para outro
(art. 310, R/A).

Letra B: errada. Segundo o art. 309, do R/A, a aplicação dos regimes


aduaneiros especiais fica condicionada à informação da suspensão ou isenção
do pagamento do adicional ao frete para renovação da marinha mercante, pelo
Ministério dos Transportes.

Letra C: correta. Quando um bem tiver sido destruído como forma de


extinguir um regime aduaneiro especial, o resíduo resultante da
industrialização deverá ser objeto de despacho para consumo (art. 312, R/A).

Letra D: correta. Isso é exatamente o que prevê o art. 311, do R/A.


Se houver o descumprimento de um regime aduaneiro especial, os tributos,
juros e multas serão exigidos desde a data do registro da declaração para
admissão no regime ou do registro de exportação.

Letra E: correta. O prazo de concessão dos regimes aduaneiros


especiais é de 1 (um) ano, podendo chegar a 5 (cinco) anos (art. 307, R/A).

8-(Questão Inédita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 1: ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
( ) O permissionário ou o concessionário de recinto alfandegado poderá ser
beneficiário do regime de trânsito aduaneiro, exceto na modalidade de trânsito
aduaneiro de passagem.

( ) O trânsito aduaneiro é concluído com o desembaraço aduaneiro, que é o


ato final do despacho para trânsito.

( ) Ao conceder o regime de trânsito aduaneiro, a autoridade aduaneira sob


cuja jurisdição se encontrar a mercadoria a ser transportada estabelecerá a
rota a ser cumprida; fixará os prazos para execução da operação e para
comprovação da chegada da mercadoria ao destino; e adotará as cautelas
julgadas necessárias à segurança fiscal.

( ) No regime de trânsito aduaneiro, não há necessidade de constituição de


Termo de Responsabilidade, uma vez que as mercadorias são transportadas
sob controle aduaneiro.

Assinale, dentre as alternativas, aquela que expressa o número de


itens verdadeiros:

a) 1

b) 2

c) 3

d) 4

e) Nenhum

Comentários:

A primeira assertiva está correta. Os beneficiários do regime


aduaneiro especial de trânsito aduaneiro estão relacionados no art. 321, do
R/A. O permissionário ou concessionário de recinto alfandegado poderá ser
beneficiário do trânsito aduaneiro, exceto no caso de trânsito internacional
(trânsito aduaneiro de passagem).

A segunda assertiva está errada. O trânsito aduaneiro é concluído


quando a unidade de destino constata o cumprimento das obrigações pelo
transportador.

A terceira assertiva está correta. Exatamente o que dispõe o art.


329, do R/A:

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 11 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
Art. 329. Ao conceder o regime, a autoridade aduaneira sob
cuja jurisdição se encontrar a mercadoria a ser transportada:
I - estabelecerá a rota a ser cumprida;
II - fixará os prazos para execução da operação e para
comprovação da chegada da mercadoria ao destino; e
III - adotará as cautelas julgadas necessárias à segurança fiscal.

A quarta assertiva está errada. No regime de trânsito aduaneiro,


será exigida, em regra, a constituição de Termo de Responsabilidade.

9-(Questão Inédita)- Assinale a alternativa correta sobre os regimes


aduaneiros especiais:

a) Os bens submetidos ao regime de admissão temporária para utilização


econômica ficaram sujeitos ao pagamento dos impostos federais, da
contribuição para o PIS/PASEP-Importação e da COFINS-Importação,
proporcionalmente ao seu tempo de permanência no território aduaneiro. Em
caso de extinção do regime mediante despacho para consumo, os tributos
originalmente devidos deverão ser recolhidos deduzido o montante já pago.

b) A concessão do regime de admissão temporária está condicionada à


inexistência de cobertura cambial e independe da identificação dos bens.

c) Poderá ser concedido o regime de drawback, na modalidade suspensão,


para mercadoria importada, de forma combinada ou não, com mercadoria
adquirida no mercado interno, em quantidade e qualidade equivalente àquelas
empregadas ou consumidas na industrialização de produto exportado.

d) O beneficiário do regime de entreposto aduaneiro na exportação deverá


adotar as providências para extinção do regime dentro de 45 dias após o prazo
de concessão do regime, sob pena de a mercadoria ser declarada abandonada.
Uma das formas de extinção do regime é a efetiva exportação.

e) A exportação temporária é o regime aduaneiro especial que permite a saída,


do País, por tempo determinado, de mercadoria nacional ou nacionalizada,
para ser submetida a operação de transformação, elaboração, beneficiamento
ou montagem, no exterior, e a posterior reimportação, sob a forma do produto
resultante, com pagamento dos tributos sobre o valor agregado.

Comentários:

Letra A: correta. No caso de bens submetidos ao regime de admissão


temporária para utilização econômica, haverá suspensão parcial de tributos.
Logo, o recolhimento tributário será proporcional à permanência dos bens no
país. Na hipótese de, a posteriori, ser efetuado o despacho para consumo, os
tributos originalmente devidos deverão ser recolhidos, deduzindo-se o
montante já pago.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 12 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
Letra B: errada. Um dos requisitos para a concessão do regime de
admissão temporária é a identificação dos bens. Os requisitos para concessão
do regime de admissão temporária estão no art. 358, do R/A:

Art. 358. Para a concessão do regime, a autoridade aduaneira


deverá observar o cumprimento cumulativo das seguintes
condições:
I - importação em caráter temporário, comprovada esta condição
por qualquer meio julgado idôneo;
II - importação sem cobertura cambial;
III - adequação dos bens à finalidade para a qual foram
importados;
IV - constituição das obrigações fiscais em termo de
responsabilidade; e
V - identificação dos bens.

Letra C: errada. A assertiva descreveu o drawback integrado


isenção. Drawback integrado suspensão é a aquisição no mercado interno ou
a importação, de forma combinada ou não, de mercadoria para emprego ou
consumo na industrialização de produto a ser exportado, com suspensão
dos tributos exigíveis na importação e na aquisição no mercado interno.

Letra D: errada. Uma das formas de extinção do entreposto


aduaneiro é iniciar o despacho de exportação (art. 415, do R/A).

Letra E: errada. O regime aduaneiro especial descrito é a exportação


temporária para aperfeiçoamento passivo.

10-(Questão Inédita)- Assinale a alternativa correta sobre o controle


aduaneiro de mercadorias e veículos:

a) O despacho de importação se considera iniciado na data do registro da


declaração de importação, salvo quando for obrigatória licença de importação.

b) A verificação física da mercadoria, no curso do despacho aduaneiro, será


realizada exclusivamente por Auditor-Fiscal RFB.

c) Os créditos relativos aos tributos e direitos correspondentes às mercadorias


extraviadas na importação, inclusive multas, serão exigidos do responsável por
meio de lançamento de ofício, formalizado em auto de infração.

d) A conferência final do manifesto de carga destina-se a constatar extravio ou


avaria de volume ou de mercadoria entrada no território aduaneiro, mediante
confronto do manifesto com os registros de descarga.

e) O despacho de importação é o procedimento fiscal que visa a identificar o


importador, verificar a mercadoria e a correção das informações relativas à sua

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 14 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
natureza, classificação fiscal, quantificação e valor, e confirmar o cumprimento
de todas as obrigações, fiscais e outras, exigíveis em razão da importação.

Comentários:

Letra A: errada. Mesmo quando for exigida licença de importação, o


despacho de importação se considera iniciado na data do registro da D.I.

Letra B: errada. A verificação física da mercadoria, no curso do


despacho aduaneiro, será realizada por Auditor-Fiscal RFB ou Analista
Tributário, sob supervisão de Auditor-Fiscal RFB.

Letra C: correta. Com o fim do processo de vistoria aduaneira, os


créditos tributários relativos a mercadorias extraviadas serão exigidos
mediante lançamento de ofício (auto de infração).

Letra D: errada. A conferência final de manifesto destina-se a


constatar extravio ou acréscimo de volume. Para isso, é feita uma comparação
entre o manifesto de carga e os registros de descarga.

Letra E: errada. Esse é o conceito de conferência aduaneira. Pela


importância do tema e para que você não confunda na hora da prova,
transcrevo a seguir os conceitos de “despacho de importação” e “conferência
aduaneira”.

Art. 542. Despacho de importação é o procedimento mediante


o qual é verificada a exatidão dos dados declarados pelo
importador em relação à mercadoria importada, aos documentos
apresentados e à legislação específica.

Art. 564. A conferência aduaneira na importação tem por


finalidade identificar o importador, verificar a mercadoria e a
correção das informações relativas a sua natureza, classificação
fiscal, quantificação e valor, e confirmar o cumprimento de todas
as obrigações, fiscais e outras, exigíveis em razão da
importação.

11-(Questão Inédita)- Sobre o despacho de exportação, assinale a


alternativa correta:

a) As mercadorias reexportadas não estão sujeitas a despacho de exportação.

b) O Registro de Exportação (RE) compreende o conjunto de informações de


natureza comercial, financeira, cambial e fiscal que caracteriza a operação de
exportação de uma mercadoria e define o seu enquadramento. O RE será
sempre prévio ao embarque.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 15 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
c) A declaração de exportação será instruída com a primeira via da nota fiscal;
a via original do conhecimento e do manifesto internacional de carga, nas
exportações por via terrestre, fluvial ou lacustre; e outros documentos exigidos
na legislação específica.

d) O desembaraço aduaneiro é o ato final do despacho de exportação, por


meio do qual é registrada a conclusão da conferência aduaneira, e autorizado o
embarque ou a transposição de fronteira da mercadoria.

e) O cancelamento de declaração de exportação somente pode ser realizado de


ofício pela autoridade aduaneira.

Comentários:

Letra A: errada. As mercadorias reexportadas também estão sujeitas


a despacho de exportação.

Letra B: errada. Em regra, o RE é prévio ao embarque da mercadoria


para o exterior. No entanto, em determinadas situações, o RE será posterior ao
embarque.

Letra C: correta. O art. 588, do R/A, relaciona os documentos que


deverão instruir a Declaração de Exportação (DE):

Art. 588. A declaração de exportação será instruída com:


I - a primeira via da nota fiscal;
II - a via original do conhecimento e do manifesto internacional
de carga, nas exportações por via terrestre, fluvial ou lacustre; e
III - outros documentos exigidos na legislação específica.

Letra D: errada. O ato final do despacho de exportação é a


averbação.

Letra E: errada. O cancelamento de Declaração de Exportação poderá


ser realizado de ofício ou a pedido.

12-(Questão Inédita)- Assinale, dentre as alternativas abaixo, aquela


que não está sujeita à aplicação da pena de perdimento;

a) Mercadoria em operação de carga ou já carregada em qualquer veículo, ou


dele descarregada ou em descarga, sem ordem, despacho ou licença, por
escrito, da autoridade aduaneira, ou sem o cumprimento de outra formalidade
essencial estabelecida em texto normativo.

b) Mercadoria importada como bagagem que, por sua quantidade e qualidade,


revele finalidade comercial.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 16 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
c) Mercadoria estrangeira, chegada ao País com falsa declaração de conteúdo.

d) Mercadoria importada e que for considerada abandonada pelo decurso do


prazo de permanência em recinto alfandegado.

e) Mercadoria estrangeira, atentatória à moral, aos bons costumes, à saúde ou


à ordem públicas.

Comentários:

Letra A: correta. Trata-se de hipótese de aplicação da pena de


perdimento prevista no art. 689, inciso I, do R/A.

Letra B: errada. Segundo o art. 702, inciso III, alínea b, do R/A,


trata-se de hipótese de aplicação de multa.

Letra C: correta. Trata-se de hipótese de aplicação da pena de


perdimento prevista no art. 689, inciso XII, do R/A.

Letra D: correta. Trata-se de hipótese de aplicação da pena de


perdimento prevista no art. 689, inciso XXI, do R/A.

Letra E: correta. Trata-se de hipótese de aplicação da pena de


perdimento prevista no art. 689, inciso XIX, do R/A.

13-(Questão Inédita)- Zé Trambique e Maria Gasolina se casaram e


foram em lua de mel para o Paraguai. Lá, compraram uma televisão
LCD 40 polegadas, cujo valor era de US$ 1.000,00. Ao regressarem de
carro ao Brasil, Zé Trambique passou pela Alfândega e declarou ao
Auditor Fiscal RFB Severo Justus que havia comprado uma televisão no
Paraguai, apresentando a nota fiscal no valor de US$1.000,00. Diante
da situação apresentada, assinale a alternativa correta:

a) A televisão estará isenta do imposto de importação, uma vez que, juntos,


Zé Trambique e Maria Gasolina fazem jus ao limite global de US$ 1.000,00
para isenção.

b) O Auditor-Fiscal RFB Severo Justus deverá exigir o recolhimento tributário,


aplicando, ainda multa de 50% sobre o que exceder o limite da isenção.

c) O Auditor-Fiscal RFB Severo Justus deverá aplicar a pena de perdimento na


televisão, uma vez que esse bem não pode ser importado por pessoa física.

d) A televisão não pode ser trazida como bagagem, uma vez que não se
enquadra como bens de uso ou consumo pessoal.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 17 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
e) Será aplicado à televisão o Regime de Tributação Especial, sendo efetuado o
recolhimento do imposto de importação a uma alíquota de 50% sobre o que
exceder o limite de isenção. Não será aplicada multa pelo Auditor-Fiscal RFB
Severo Justus.

Comentários:

Letra A: errada. O limite global para isenção é de US$ 300,00.


Recorde-se, ainda, que o direito à isenção é individual e intransferível.

Letra B: errada. Não haverá aplicação de multa, uma vez que Zé


Trambique efetuou corretamente a declaração de bagagem.

Letra C: errada. A televisão não sofrerá a aplicação da pena de


perdimento. Zé Trambique poderá trazê-la ao Brasil em sua bagagem.

Letra D: errada. A televisão pode, sim, ser trazida como bagagem.

Letra E: correta. Na situação descrita, será aplicado o Regime de


Tributação Especial. Considerando que o limite de isenção para bagagem de
viajante trazida por via terrestre é de US$ 300,00, incidirá a alíquota de 50%
do I.I sobre US$ 700,00 (montante que excede o limite de isenção). Não será
aplicada multa, uma vez que a televisão foi declarada pelo viajante.

14-(Questão Inédita)- Assinale a alternativa correta:

a) Apurando-se, no mesmo processo, a prática de duas ou mais infrações


diferentes, pela mesma pessoa física ou jurídica, aplicam-se cumulativamente,
no grau correspondente, quando for o caso, as penalidades a elas cominadas.

b) O Auditor-Fiscal RFB tem competência para aplicar a pena de perdimento de


mercadorias e veículos.

c) A denúncia espontânea da infração, acompanhada, se for o caso, do


pagamento dos tributos e dos acréscimos legais, não excluirá a imposição da
correspondente penalidade.

d) Em um único processo, não se pode apurar a responsabilidade de duas ou


mais pessoas jurídicas. A responsabilidade de pessoa jurídica por infração à
legislação aduaneira deve ser apurada mediante processo individualizado.

e) Constitui infração à legislação aduaneira toda ação ou omissão, voluntária,


que importe inobservância, por parte de pessoa física ou jurídica, de norma
estabelecida ou disciplinada no Regulamento Aduaneiro ou em ato
administrativo de caráter normativo destinado a completá-lo.

Comentários:

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 18 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
Letra A: correta. Se, em um mesmo processo, forem apuradas duas
ou mais infrações pela mesma pessoa física ou jurídicas, cada uma dessas
infrações será objeto de uma penalidade (art. 679, do R/A).

Letra B: errada. O Auditor-Fiscal RFB tem competência para propor a


aplicação da pena de perdimento de mercadorias e veículos.

Letra C: errada. A denúncia espontânea da infração, acompanhada,


se for o caso, do pagamento dos tributos e dos acréscimos legais, excluirá a
imposição da correspondente penalidade.

Letra D: errada. O art. 680, do R/A, estabelece que se do processo se


apurar responsabilidade de duas ou mais pessoas, será imposta a cada
uma delas a pena relativa à infração que houver cometido.

Letra E: errada. A infração à legislação aduaneira poderá ser


voluntária ou involuntária.

15-(Questão Inédita)-Assinale a alternativa correta sobre o


SISCOSERV:

a) O SISCOSERV permite o registro apenas de operações de importação de


serviços, excluídas as operações que produzam variações no patrimônio das
pessoas físicas, jurídicas ou entes despersonalizados.

b) A obrigação de prestar informações no SISCOSERV não se estende às


transações envolvendo serviços e intangíveis incorporados nos bens e
mercadorias exportados ou importados, registrados no Sistema Integrado de
Comércio Exterior (Siscomex).

c) As pessoas jurídicas optantes pelo Simples Nacional e o Microempreendedor


Individual estão dispensadas de, em qualquer situação, prestarem informações
no SISCOSERV.

d) O SISCOSERV, além de ter como objetivo a produção de estatísticas sobre o


comércio de serviços, tem um caráter licenciatório, à semelhança do
SISCOMEX.

e) O SISCOSERV foi implementado em agosto de 2012 e todos os serviços


previstos na Nomenclatura Brasileira de Serviços (NBS) já devem ser
registrados no sistema.

Comentários:

Letra A: errada. As operações que produzam variações no patrimônio


das pessoas físicas, jurídicas ou entes despersonalizados também devem ser
registradas no SISCOSERV.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 19 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
Letra B: correta. As transações envolvendo serviços e intangíveis
incorporados nos bens e mercadorias exportados ou importados,
registrados no SISCOMEX, não deverão ser registradas no SISCOSERV.

Letra C: errada. Quando as pessoas jurídicas optantes pelo Simples


Nacional e o Microempreendedor Individual utilizarem mecanismos de apoio
ao comércio exterior de serviços, deverão prestar informações no
SISCOSERV.

Letra D: errada. O SISCOSERV não tem um caráter licenciatório.

Letra E: errada. Nem todos os serviços previstos na NBS já devem


ser registrados no SISCOSERV.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 13 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
LISTA DE QUESTÕES

1-(Questão Inédita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

( ) A jurisdição dos serviços aduaneiros estende-se por todo o território


aduaneiro, alcançando também as Áreas de Controle Integrado criadas em
regiões limítrofes dos países integrantes do Mercosul com o Brasil.

( ) As Zonas de Processamento de Exportações são regimes aduaneiros


aplicados em áreas especiais e, para fins de controle aduaneiro, são
consideradas zona primária.

( ) O Ministro de Estado da Fazenda poderá demarcar, na orla marítima ou na


faixa de fronteira, zonas de vigilância aduaneira, nas quais a permanência de
mercadorias ou a sua circulação e a de veículos, pessoas ou animais ficarão
sujeitas às exigências fiscais, proibições e restrições que forem estabelecidas.
O ato que demarcar a zona de vigilância aduaneira deverá ser geral em relação
à orla marítima ou à faixa de fronteira.

( ) O alfandegamento de portos, aeroportos ou pontos de fronteira depende


da prévia habilitação ao tráfego internacional pelas autoridades competentes
em matéria de transporte.

Assinale, dentre as alternativas, aquela que expressa o número de


itens verdadeiros:

a) 1

b) 2

c) 3

d) 4

e) Nenhum

2-(Questão Inédita)-Assinale a alternativa incorreta sobre os recintos


alfandegados:

a) Os recintos alfandegados serão assim declarados pela autoridade aduaneira


competente, na zona primária ou na zona secundária, a fim de que neles
possam ocorrer, sob controle aduaneiro, movimentação, armazenagem e
despacho aduaneiro de mercadorias procedentes do exterior, ou a ele
destinadas, inclusive sob regime aduaneiro especial.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 2: ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
b) Poderão ser alfandegados, em zona primária, recintos destinados à
instalação de lojas francas.

c) Os portos secos poderão, excepcionalmente, ser instalados na zona primária


de portos e aeroportos alfandegados.

d) As operações de movimentação e armazenagem de mercadorias sob


controle aduaneiro, bem como a prestação de serviços conexos, em porto
seco, sujeitam-se ao regime de concessão ou de permissão.

e) Portos secos são recintos alfandegados de uso público nos quais são
executadas operações de movimentação, armazenagem e despacho aduaneiro
de mercadorias e de bagagem, sob controle aduaneiro. Eles poderão ser
autorizados a operar com carga de importação, de exportação ou ambas,
tendo em vista as necessidades e condições locais.

3-(Questão Inédita)-Assinale a alternativa correta sobre o imposto de


importação:

a) O imposto de importação não incide sobre bagagem de viajante e sobre


bens enviados como presente ou amostra, ou a título gratuito.

b) Não constitui fato gerador do imposto de importação a entrada no território


aduaneiro do pescado capturado fora das águas territoriais do País, por
empresa localizada no seu território, desde que satisfeitas as exigências que
regulam a atividade pesqueira.

c) Os equipamentos, máquinas, veículos, aparelhos e instrumentos, bem como


as partes, peças, acessórios e componentes, de fabricação nacional, adquiridos
no mercado interno pelas empresas nacionais de engenharia, e exportados
para a execução de obras contratadas no exterior, na hipótese de retornarem
ao País, serão considerados não-estrangeiros para fins de incidência do
imposto de importação.

d) O imposto de importação não incide sobre mercadoria estrangeira destruída


em trânsito aduaneiro de passagem.

e) O fato gerador do imposto de importação se considera ocorrido na data do


registro da declaração de admissão temporária para utilização econômica,
exceto quando houver suspensão parcial dos tributos incidentes na
importação.

4-(Questão Inédita)-Sobre a valoração aduaneira no MERCOSUL e no


Brasil, assinale a alternativa correta:

a) O Código Aduaneiro do MERCOSUL prevê que o pagamento do imposto de


importação deve ser efetuado antes ou no momento do registro da declaração

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 21 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
de mercadoria, sem prejuízo da exigência de eventuais diferenças apuradas
posteriormente.

b) As regras de valoração aduaneira no MERCOSUL não prevêem a inclusão no


valor aduaneiro das despesas com carga, descarga e manuseio, relativos ao
transporte da mercadoria importada até o local de sua entrada no território
aduaneiro.

c) O Código Aduaneiro do MERCOSUL estabelece que a valoração aduaneira


não poderá ser realizada após a liberação da mercadoria no despacho de
importação.

d) Integram o valor aduaneiro, segundo o método do valor de transação,


desde que estejam destacados do preço efetivamente pago ou a pagar pela
mercadoria importada, na respectiva documentação comprobatória, os
encargos relativos à construção, à instalação, à montagem, à manutenção ou à
assistência técnica, relacionados com a mercadoria importada, executados
após a importação.

e) Na hipótese de descumprimento de obrigação de manter em boa guarda e


ordem, pelo prazo decadencial, os documentos obrigatórios de instrução das
declarações aduaneiras, quando existir dúvida sobre o preço efetivamente
praticado, será aplicado método substitutivo ao primeiro.

5-(Questão Inédita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

I) O adquirente de mercadoria entrepostada e o depositário são responsáveis


pelo imposto de importação.

II) O adquirente ou o cessionário de mercadoria beneficiada com isenção ou


redução do imposto é responsável solidário pelo imposto de importação.

III). O encomendante predeterminado que adquire mercadoria de procedência


estrangeira de pessoa jurídica importadora é contribuinte do imposto de
importação.

Estão corretas as seguintes assertivas:

a) I e II

b) I e III

c) I

d) II

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 22 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
e) III

6-(Questão Inédita)- Levando-se em conta seus conhecimentos sobre


tributação no comércio exterior, analise os itens a seguir e atribua a
letra (V) para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas. Em
seguida, assinale a alternativa que indique a sequência correta.

( ) A base de cálculo do imposto de exportação é o preço normal que a


mercadoria, ou sua similar, alcançaria, ao tempo da exportação, em uma
venda em condições de livre concorrência no mercado internacional. Se o
preço da mercadoria for de difícil apuração ou for suscetível de oscilações
bruscas no mercado internacional, a Câmara de Comércio Exterior fixará
critérios específicos ou estabelecerá pauta de valor mínimo, para apuração da
base de cálculo.

( ) O imposto de exportação será calculado pela aplicação da alíquota de trinta


por cento sobre a base de cálculo, podendo a CAMEX reduzir ou aumentar essa
alíquota, para atender aos objetivos da política cambial e do comércio exterior.

( ) O fato gerador do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na


importação é o desembaraço aduaneiro. Entretanto, o recolhimento do imposto
será feito no momento do registro da Declaração de Importação (DI).

( ) O fato gerador das contribuições para o PIS/PASEP-Importação e COFINS-


Importação é o desembaraço aduaneiro de mercadoria importada.

( ) As contribuições para o PIS/PASEP-Importação e COFINS-Importação não


incidem sobre o retorno ao País de bens exportados temporariamente.

a) VVVFV

b) VFVFV

c) FVFVV

d) FFVFV

e) VVFFV

7-(Questão Inédita)-Assinale a alternativa incorreta sobre os regimes


aduaneiros especiais:

a) Poderá ser autorizada a transferência de mercadoria admitida em um


regime aduaneiro especial ou aplicado em área especial para outro, observadas
as condições e os requisitos próprios do novo regime e as restrições
estabelecidas pela RFB.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 24 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
b) A aplicação dos regimes aduaneiros especiais independe da informação da
suspensão ou isenção do pagamento do adicional ao frete para renovação da
marinha mercante, pelo Ministério dos Transportes.

c) Nos regimes aduaneiros especiais em que a destruição do bem configurar


extinção da aplicação do regime, o resíduo da destruição, se economicamente
utilizável, deverá ser despachado para consumo, como se tivesse sido
importado no estado em que se encontra, sujeitando-se ao pagamento dos
tributos correspondentes, ou reexportado.

d) No caso de descumprimento dos regimes aduaneiros especiais, o


beneficiário ficará sujeito ao pagamento dos tributos incidentes, com acréscimo
de juros de mora e de multa, de mora ou de ofício, calculados da data do
registro da declaração de admissão no regime ou do registro de exportação,
sem prejuízo da aplicação de penalidades específicas.

e) O prazo de suspensão do pagamento das obrigações fiscais pela aplicação


dos regimes aduaneiros especiais, na importação, será de até um ano,
prorrogável, a juízo da autoridade aduaneira, por período não superior, no
total, a cinco anos.

8-(Questão Inédita)- Analise os itens a seguir e atribua a letra (V)


para as assertivas verdadeiras e a letra (F) para as falsas.

( ) O permissionário ou o concessionário de recinto alfandegado poderá ser


beneficiário do regime de trânsito aduaneiro, exceto na modalidade de trânsito
aduaneiro de passagem.

( ) O trânsito aduaneiro é concluído com o desembaraço aduaneiro, que é o


ato final do despacho para trânsito.

( ) Ao conceder o regime de trânsito aduaneiro, a autoridade aduaneira sob


cuja jurisdição se encontrar a mercadoria a ser transportada estabelecerá a
rota a ser cumprida; fixará os prazos para execução da operação e para
comprovação da chegada da mercadoria ao destino; e adotará as cautelas
julgadas necessárias à segurança fiscal.

( ) No regime de trânsito aduaneiro, não há necessidade de constituição de


Termo de Responsabilidade, uma vez que as mercadorias são transportadas
sob controle aduaneiro.

Assinale, dentre as alternativas, aquela que expressa o número de


itens verdadeiros:

a) 1

b) 2

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 25 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
c) 3

d) 4

e) Nenhum

9-(Questão Inédita)- Assinale a alternativa correta sobre os regimes


aduaneiros especiais:

a) Os bens submetidos ao regime de admissão temporária para utilização


econômica ficaram sujeitos ao pagamento dos impostos federais, da
contribuição para o PIS/PASEP-Importação e da COFINS-Importação,
proporcionalmente ao seu tempo de permanência no território aduaneiro. Em
caso de extinção do regime mediante despacho para consumo, os tributos
originalmente devidos deverão ser recolhidos deduzido o montante já pago.

b) A concessão do regime de admissão temporária está condicionada à


inexistência de cobertura cambial e independe da identificação dos bens.

c) Poderá ser concedido o regime de drawback, na modalidade suspensão,


para mercadoria importada, de forma combinada ou não, com mercadoria
adquirida no mercado interno, em quantidade e qualidade equivalente àquelas
empregadas ou consumidas na industrialização de produto exportado.

d) O beneficiário do regime de entreposto aduaneiro na exportação deverá


adotar as providências para extinção do regime dentro de 45 dias após o prazo
de concessão do regime, sob pena de a mercadoria ser declarada abandonada.
Uma das formas de extinção do regime é a efetiva exportação.

e) A exportação temporária é o regime aduaneiro especial que permite a saída,


do País, por tempo determinado, de mercadoria nacional ou nacionalizada,
para ser submetida a operação de transformação, elaboração, beneficiamento
ou montagem, no exterior, e a posterior reimportação, sob a forma do produto
resultante, com pagamento dos tributos sobre o valor agregado.

10-(Questão Inédita)- Assinale a alternativa correta sobre o controle


aduaneiro de mercadorias e veículos:

a) O despacho de importação se considera iniciado na data do registro da


declaração de importação, salvo quando for obrigatória licença de importação.

b) A verificação física da mercadoria, no curso do despacho aduaneiro, será


realizada exclusivamente por Auditor-Fiscal RFB.

c) Os créditos relativos aos tributos e direitos correspondentes às mercadorias


extraviadas na importação, inclusive multas, serão exigidos do responsável por
meio de lançamento de ofício, formalizado em auto de infração.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 26 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
d) A conferência final do manifesto de carga destina-se a constatar extravio ou
avaria de volume ou de mercadoria entrada no território aduaneiro, mediante
confronto do manifesto com os registros de descarga.

e) O despacho de importação é o procedimento fiscal que visa a identificar o


importador, verificar a mercadoria e a correção das informações relativas à sua
natureza, classificação fiscal, quantificação e valor, e confirmar o cumprimento
de todas as obrigações, fiscais e outras, exigíveis em razão da importação.

11-(Questão Inédita)- Sobre o despacho de exportação, assinale a


alternativa correta:

a) As mercadorias reexportadas não estão sujeitas a despacho de exportação.

b) O Registro de Exportação (RE) compreende o conjunto de informações de


natureza comercial, financeira, cambial e fiscal que caracteriza a operação de
exportação de uma mercadoria e define o seu enquadramento. O RE será
sempre prévio ao embarque.

c) A declaração de exportação será instruída com a primeira via da nota fiscal;


a via original do conhecimento e do manifesto internacional de carga, nas
exportações por via terrestre, fluvial ou lacustre; e outros documentos exigidos
na legislação específica.

d) O desembaraço aduaneiro é o ato final do despacho de exportação, por


meio do qual é registrada a conclusão da conferência aduaneira, e autorizado o
embarque ou a transposição de fronteira da mercadoria.

e) O cancelamento de declaração de exportação somente pode ser realizado de


ofício pela autoridade aduaneira.

12-(Questão Inédita)- Assinale, dentre as alternativas abaixo, aquela


que não está sujeita à aplicação da pena de perdimento;

a) Mercadoria em operação de carga ou já carregada em qualquer veículo, ou


dele descarregada ou em descarga, sem ordem, despacho ou licença, por
escrito, da autoridade aduaneira, ou sem o cumprimento de outra formalidade
essencial estabelecida em texto normativo.

b) Mercadoria importada como bagagem que, por sua quantidade e qualidade,


revele finalidade comercial.

c) Mercadoria estrangeira, chegada ao País com falsa declaração de conteúdo.

d) Mercadoria importada e que for considerada abandonada pelo decurso do


prazo de permanência em recinto alfandegado.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 27 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
e) Mercadoria estrangeira, atentatória à moral, aos bons costumes, à saúde ou
à ordem públicas.

13-(Questão Inédita)- Zé Trambique e Maria Gasolina se casaram e


foram em lua de mel para o Paraguai. Lá, compraram uma televisão
LCD 40 polegadas, cujo valor era de US$ 1.000,00. Ao regressarem de
carro ao Brasil, Zé Trambique passou pela Alfândega e declarou ao
Auditor Fiscal RFB Severo Justus que havia comprado uma televisão no
Paraguai, apresentando a nota fiscal no valor de US$1.000,00. Diante
da situação apresentada, assinale a alternativa correta:

a) A televisão estará isenta do imposto de importação, uma vez que, juntos,


Zé Trambique e Maria Gasolina fazem jus ao limite global de US$ 1.000,00
para isenção.

b) O Auditor-Fiscal RFB Severo Justus deverá exigir o recolhimento tributário,


aplicando, ainda multa de 50% sobre o que exceder o limite da isenção.

c) O Auditor-Fiscal RFB Severo Justus deverá aplicar a pena de perdimento na


televisão, uma vez que esse bem não pode ser importado por pessoa física.

d) A televisão não pode ser trazida como bagagem, uma vez que não se
enquadra como bens de uso ou consumo pessoal.

e) Será aplicado à televisão o Regime de Tributação Especial, sendo efetuado o


recolhimento do imposto de importação a uma alíquota de 50% sobre o que
exceder o limite de isenção. Não será aplicada multa pelo Auditor-Fiscal RFB
Severo Justus.

14-(Questão Inédita)- Assinale a alternativa correta:

a) Apurando-se, no mesmo processo, a prática de duas ou mais infrações


diferentes, pela mesma pessoa física ou jurídica, aplicam-se cumulativamente,
no grau correspondente, quando for o caso, as penalidades a elas cominadas.

b) O Auditor-Fiscal RFB tem competência para aplicar a pena de perdimento de


mercadorias e veículos.

c) A denúncia espontânea da infração, acompanhada, se for o caso, do


pagamento dos tributos e dos acréscimos legais, não excluirá a imposição da
correspondente penalidade.

d) Em um único processo, não se pode apurar a responsabilidade de duas ou


mais pessoas jurídicas. A responsabilidade de pessoa jurídica por infração à
legislação aduaneira deve ser apurada mediante processo individualizado.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 28 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
e) Constitui infração à legislação aduaneira toda ação ou omissão, voluntária,
que importe inobservância, por parte de pessoa física ou jurídica, de norma
estabelecida ou disciplinada no Regulamento Aduaneiro ou em ato
administrativo de caráter normativo destinado a completá-lo.

15-(Questão Inédita)-Assinale a alternativa correta sobre o


SISCOSERV:

a) O SISCOSERV permite o registro apenas de operações de importação de


serviços, excluídas as operações que produzam variações no patrimônio das
pessoas físicas, jurídicas ou entes despersonalizados.

b) A obrigação de prestar informações no SISCOSERV não se estende às


transações envolvendo serviços e intangíveis incorporados nos bens e
mercadorias exportados ou importados, registrados no Sistema Integrado de
Comércio Exterior (Siscomex).

c) As pessoas jurídicas optantes pelo Simples Nacional e o Microempreendedor


Individual estão dispensadas de, em qualquer situação, prestarem informações
no SISCOSERV.

d) O SISCOSERV, além de ter como objetivo a produção de estatísticas sobre o


comércio de serviços, tem um caráter licenciatório, à semelhança do
SISCOMEX.

e) O SISCOSERV foi implementado em agosto de 2012 e todos os serviços


previstos na Nomenclatura Brasileira de Serviços (NBS) já devem ser
registrados no sistema.

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 29 ∀# 23


!∀#∃%&∋()∗ ,−.∋/∀∃0∋ 12 345 6 789:
;∀∗0∃∋ ∀ <.∀%=>∀%
?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ ∆ ,.&∋ 8Ε
GABARITO

1-Letra C 6-Letra A 11-Letra C


2-Letra C 7-Letra B 12-Letra B
3-Letra B 8-Letra B 13-Letra E
4-Letra A 9-Letra A 14-Letra A
5-Letra D 10-Letra C 15-Letra B

?0∗≅Α 3∃Β∋0−∗ Χ∋&∀ !!!∀#∃%&∋%#()∋∗+,∗−&∃+∃∀∗+.∀/& 23 ∀# 23