Você está na página 1de 27

Universidade do Estado da Bahia – UNEB

Departamento de Educação – Campus VIII


Curso de Graduação em Sociologia

PROJETO
EDUCAÇÃO PARA PAZ: UMA VISÃO HOLÍSTICA

Paulo Afonso
Junho/2010
Fátima Simeão
Fátima Magalhães
Geraldo Flor
José Rodrigues
Maria Neide Targino
Mércia França
Nadja Kelly LIins Cavalcanti

PROJETO
EDUCAÇÃO PARA PAZ: UMA VISÃO HOLÍSTICA

Projeto elaborado pelas alunas


do Curso de Sociologia da
Universidade Estadual da Bahia-
UNEB, como pré-requisito para
as Oficinas Interarticulares.
Orientação: Profª Floriza Sena

Paulo Afonso
Junho/2010
"Não há caminho para a
paz, a paz é o caminho".
Gandhi
AGRADECIMENTOS:

Agradecemos a toda direção do CETEP e Escola Wilson Pereira, que acolheu o Projeto
e nos acolheu;

Aos alunos das turmas participantes do Projeto;

Professores parceiros que conosco embarcaram nessa viagem;

Alunas da equipe técnica que nos acompanharam sempre nos auxiliando com tanta
presteza;

A nossa querida professora e orientadora Floriza Sena pela paciência e dedicação.


JUSTIFICATIVA:

A Cultura de Paz está intrinsecamente relacionada à prevenção e à resolução não-violenta


dos conflitos. É uma cultura baseada em tolerância, solidariedade e compartilhamento em
base cotidiana, uma cultura que respeita todos os direitos individuais – o princípio do
pluralismo, que assegura e sustenta a liberdade de opinião – e que se empenha em
prevenir conflitos resolvendo-os em suas fontes, que englobam novas ameaças não-
militares para a paz e para a segurança como exclusão, pobreza extrema e degradação
ambiental. A Cultura de Paz procura resolver os problemas por meio do diálogo, da
negociação e da mediação, de forma a tornar a guerra e a violência inviáveis.

A Cultura de Paz é uma iniciativa de longo prazo que deve levar em conta o contexto
histórico, político, econômico, social e cultural de cada ser humano. É necessário aprendê-
la, desenvolvê-la e colocá-la em prática no dia-a-dia familiar, regional ou nacional. É um
processo sem fim.

Educação, no sentido mais amplo do termo, é o componente crucial da Cultura de Paz;


uma educação que torne cada cidadão sensível ao outro, e que imponha um senso de
responsabilidade com respeito aos direitos e liberdades. A educação para todos ao longo
de toda a vida, formal e informal, deve ser baseada nos quatro pilares do conhecimento,
conforme sugere o relatório Educação: um tesouro a descobrir (1996) da Comissão
Internacional de Educação para o Século 21, presidida por Jacques Delors: "aprendera
conhecer", "aprender a fazer", "aprender a viver junto", e "aprender a ser".

Como fortalecer a consciência sobre a importância e urgência da tarefa vital que se faz
presente ao final desse século de se promover a transição de uma cultura de guerra para
uma cultura da paz? Como encontrar os caminhos e meios para alterar os valores,
atitudes, crenças e comportamentos do tempo presente? Este é o propósito deste Projeto
que visa levar o aluno a pensar e a construir em seu entorno uma Cultura de Paz.
OBJETIVOS:

• Tornar a educação para a não-violência uma das prioridades da escola;


• Oportunizar que adolescentes e jovens sejam protagonistas no processo de
fortalecimento de uma Cultura de Paz.
• Possibilitar atividades visando à re-educação de hábitos e atitudes frente a uma cultura
de paz;
• Promover diversas atividades educacionais (oficinas temáticas, palestras, caminhadas)
que valorizem a construção do conhecimento sobre a cultura da paz.
• Formar agentes multiplicadores capazes de estimular a família e a comunidade na
construção de uma cultura de paz;
• Identificar culturas diferentes, contextualizando o período da COPA DO MUNDO;
• Valorizar a identidade cultural sinalizando como forma de reconhecimento e afirmação
da cidadania;
• Intervir diretamente na sociedade na busca de alternativas que minimizem as questões
das muitas desigualdades.

PÚBLICO:

• Reconhecendo a escola como uma instituição privilegiada para o fomento de uma


cultura de paz, o Projeto vem investir seus esforços no sentido de compartilhar
conhecimento gerador de reflexões e transformações efetivas em prol da prática
pacífica diária, com a participação de alunos, professores, coordenadores e equipe
gestora.
METODOLOGIA:

A metodologia do projeto baseia-se em:


• Sensibilização nas escolas para o Projeto;
• Trabalho em classe com textos, músicas e filmes que tragam a temática da paz;
• Pesquisa dos grandes pacifistas e suas contribuições para um mundo de paz;
• Contato com ONGs;
• Buscar na Comunidade pessoas que trabalhem com a cultura de paz para palestras.
• Socialização do grupo com a temática da COPA, no contexto da África do Sul;
• Análise de filmes que conduzem a temática de intervenções com a comunidade;
• Ação direta e efetiva com a comunidade, intervindo de forma direta com a sociedade
vigente.

AVALIAÇÃO:

• Participação
• Freqüência na oficina

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

AÇÕES DATA CARGA


HORÁRIA
Divulgação do Projeto nas turmas 31/05 a
02/06
Decoração das salas ambientes para as oficinas 31/05 a
07/06
Pesquisa sobre as questões dos valores: 09/06 a
11/06
- Éticos, morais
- Grupos sociais
- Desigualdades sociais

Cinema na Escola 12/06/2010

- Projeção do filme: A corrente do Bem

Análise e debate do filme 14 /06/2010


Estudo dos pacifistas 15 e
16/06/2010
Análise das músicas

Pesquisa de campo 17 e
18/06/2010
-Elaboração das oficinas

OFICINAS: 19/06/2010
 Mutirão no colégio (6ªB, 7ª A e B)
 Reforço Escolar (3ª A,B e C);
 Distribuição de cestas bpasicas (1ª A,B,C,2ªA e B,3ªD)
 Distribuição de material de higiene pessoal nos
Vicentinos
(3ª E e F)

OBS: Turmas que participaram do Projeto

 6ªB, 7ªA e B
 1ª A,B,C
 2ª A, B e I
 3ª A,B, C,D,E e F
CONCLUSÃO:

BIBLIOGRAFIA:

Educação para a Paz: a arte do amor / organizadoras, apresentação e conclusão Gilda


Maria Lins de Araújo, Maria José de Matos Luna.- 2º Ed. Recife:Ed.Universitária da
UFPE:2009.112p.

GADOTTI, Moacir. Histórias das Idéias Pedagógicas.8ª Ed.São Paulo: Ática,2002.

REVISTA EDUCAÇAO. Educadores Brasileiros. São Paulo: Editora Segmento,2010.106p.


Edição Especial.
Líderes que inspiram a paz

Mahatma Gandhi foi um dos maiores líderes pacifistas da história, levando


multidões a conhecer e a praticar o significado da não violência, na sua luta
pela independência da Índia. Certa vez o líder indiano comentou o seguinte:
"Posso até estar disposto a morrer por uma causa, mas nunca a matar por
ela!". Quando, em certos momentos, a violência começou a se manifestar entre
os indianos, Gandhi praticou o jejum, por duas vezes, colocando em risco a sua
própria vida, com o objetivo de sensibilizar seus seguidores a não fazer uso da
violência.

No outro lado do mundo, Martin Luther King, no seu famoso discurso "Eu tenho
um sonho", em 1963, exortou os seus ouvintes com toda a convicção a lutarem
pela liberdade e dignidade dos negros nos EUA, que na época sofriam
segregação racial, violência policial e perseguições diversas. Porém,
acrescentou no seu discurso "Não devemos deixar que nosso criativo protesto
degenerasse em violência física. Sempre e cada vez mais devemos nos erguer
às alturas majestosas de enfrentar a força física com a força da alma".

Homens como Gandhi e Martin Luther King provaram ao mundo que é possível
promover grandes mudanças sem lançar mão da violência como forma de
resolver conflitos. A Índia conheceu sua independência depois de décadas de
diálogos e protestos pacíficos, liderados por Gandhi e seus discípulos. As leis
racistas americanas foram abolidas graças ao empenho e à persistência de
Martin Luther King e seus seguidores.

O educador Paulo Freire apresentou uma síntese inovadora das mais


importantes correntes do pensamento filosófico de sua época, como o
existencialismo cristão, a fenomenologia, a dialética hegeliana e o materialismo
histórico. Essa visão foi aliada ao talento como escritor que o ajudou a
conquistar um amplo público de pedagogos, cientistas sociais, teólogos e
militantes políticos.
Toda sua obra é voltada para uma teoria do conhecimento aplicada à
educação, sustentada por uma concepção dialética em que educador e
educando aprendem juntos, numa relação dinâmica na qual a prática, orientada
pela teoria, reorienta essa teoria, num processo de constante aperfeiçoamento.

Seu trabalho revela dedicação e coerência aliados a convicção de luta por uma
sociedade justa, voltada para o processo permanente de humanização entre as
pessoas onde ninguém é excluído ou posto à margem da vida. Paulo Freire
mostrou que é possível educar para a sociedade, neste sentido a educação
deve ser um instrumento de transformação global do homem e da sociedade,
tendo como essência a dialogicidade.

Os grandes líderes da humanidade nos ensinam que a não violência não se


confunde com passividade ou harmonia idealizada. A não violência é um
caminho que exige um exercício contínuo e incansável de diálogo, uma luta
determinada e persistente contra as injustiças, uma prática constante de ações
criativas em prol da humanidade.

Como vivemos numa época em que carecemos de bons modelos éticos para
guiar nossas ações, busquemos nas belas páginas das vidas dos grandes
líderes do passado a inspiração necessária para fazer a nossa parte na
construção de uma cultura da paz no presente. E se houver lutas nesta
construção, que elas aconteçam com a força da alma.
Roupa Nova - A Paz

É preciso pensar um pouco nas pessoas que ainda vêm, nas crianças
A gente tem que arrumar um jeito de deixar pra eles um lugar melhor
Para os nossos filhos e para os filhos de nossos filhos, pense bem

Deve haver um lugar dentro do seu coração


Onde a paz brilhe mais que uma lembrança
Sem a luz que ela traz já nem se consegue mais
Encontrar o caminho da esperança

Sinta, chega o tempo de enxugar o pranto dos homens


Se fazendo irmão e estendendo a mão

Só o amor, muda o que já se fez


E a força da paz junta todos outra vez
Venha, já é hora de acender a chama da vida
E fazer a terra inteira feliz

Se você for capaz de soltar a sua voz


Pelo ar, como prece de criança
Deve então começar outros vão te acompanhar
E cantar com harmonia e esperança

Deixe, que esse canto lave o pranto do mundo


Pra trazer perdão e dividir o pão

Só o amor, muda o que já se fez


E a força da paz junta todos outra vez
Venha, já é hora de acender a chama da vida

E fazer a terra inteira feliz

Quanta dor e sofrimento em volta a gente ainda tem


Pra manter a fé e o sonho dos que ainda vêm
A lição pro futuro vem da alma e do coração
Pra buscar a paz, não olhar pra trás, com amor

Se você começar outros vão te acompanhar


E cantar com harmonia e esperança

Deixe, que esse canto lave o pranto do mundo


Pra trazer perdão e dividir o pão

Só o amor, muda o que já se fez


E a força da paz junta todos outra vez
Venha, já é hora de acender a chama da vida
E fazer a terra inteira feliz

Só o amor, muda o que já se fez


E a força da paz junta todos outra vez
Venha, já é hora de acender a chama da vida
E fazer a terra inteira feliz

Só o amor, muda o que já se fez


E a força da paz junta todos outra vez
Venha, já é hora de acender a chama da vida
E fazer a terra inteira feliz

Venha, já é hora de acender a chama da vida


E fazer a terra inteira feliz

Inteira feliz
Inteira feliz
Inteira feliz
Inteira feliz
Inteira feliz.

Paz Pela Paz - Nando Cordel

A paz do mundo
Começa em mim
Se eu tenho amor,
Com certeza sou feliz
Se eu faço o bem ao meu irmão,
Tenho a grandeza dentro do meu coração
Chegou a hora da gente construir a paz
Ninguém suporta mais o desamor

Paz pela paz - pela criança


Paz pela paz - pela floresta
Paz pela paz - pela coragem de mudar.
Paz pela paz - pela justiça
Paz pela paz - a liberdade
Paz pela paz - pela beleza de te amar.

(repetir a 1ª estrofe)
Paz pela paz - pro mundo novo
Paz pela paz - a esperança
Paz pela paz - pela coragem de mudar.
Paz pela paz - pela justiça
Paz pela paz - a liberdade
Paz pela paz - pela beleza de te amar.

Soldado da Paz - Herbert Viana

Não há perigo
Que vá nos parar
Se o bom de viver é estar vivo
Ter amor, ter abrigo
Ter sonhos, ter motivos pra cantar...
Armas no chão
Flores nas mãos
Mas se o bom de viver é estar vivo
Ter amor, ter abrigo
Vivendo em paz, prontos pra lutar...
O soldado da paz não pode ser derrotado
Ainda que a guerra pereça perdida
Pois quanto mais se sacrifica a vida
Mais a vida e o tempo são os seus aliados
O soldado da paz não pode ser derrotado
Ainda que a guerra pareça perdida
Pois quanto mais se sacrifica a vida
Mais a vida e o tempo são os seus aliados
A paz – Gilberto Gil

A paz invadiu o meu coração


De repente me encheu de paz
Como se o vento de um tufão
Arrancasse meus pés do chão
Onde eu já não me enterro mais

A paz fez o mar da revolução


Invadir meu destino, a paz
Como aquela grande explosão
Uma bomba sobre o Japão
Fez nascer o Japão na paz

Eu pensei em mim
Eu pensei em ti
Eu chorei por nós
Que contradição
Só a guerra faz
Nosso amor em paz

Eu vim, vim parar na beira do cais


Onde a estrada chegou ao fim
Onde o fim da tarde é lilás
Onde o mar arrebenta em mim
O lamento de tantos "ais"

Eu pensei em mim
Eu pensei em ti
Eu chorei por nós
Que contradição

Só a guerra faz
Nosso amor em paz
Eu vim, vim parar na beira do cais
Onde a estrada chegou ao fim
Onde o fim da tarde é lilás
Onde o mar arrebenta em mim
O lamento de tantos "ais"

A paz invadiu o meu coração


A paz fez o mar da revolução.

Pela Paz - Titãs

Você espera sempre mais


Você não se conforma
Você não se satisfaz
Todo mundo diz acreditar na paz
E você acredita ou não
E então
O que você faz pela paz
O que você faz pela paz
O que você faz....
Todos são capazes da guerra
Mas ninguém luta por você
Você ainda está sozinho
Ninguém acredita em ninguém
E você acredita ou não

E então
O que você faz pela paz
O que você faz pela paz
O que você faz...

Paz - Claudinho e Buchecha

Ninguém se respeita
Ninguém tem direitos
Ninguém se aceita
E Ninguém é perfeito
Afinal de contas
O que mais é preciso mudar?

Eu com a minha raça


Você na sua crença
Entre tantas cores
Qual a diferença?
É preciso todas,para o arco-íris brilhar

Aviões caindo
Irmãos se separando
Bombas explodindo
Crianças chorando
Mas que mundo é esse
Que a gente ta tentando salvar?

Refrão:

A gente tá querendo paz,paz


O mundo precisa de paz,paz,
De objetivos iguais mais
Amor dentro do coração.
A gente tá querendo paz,paz
Mais uma chance pra paz,paz,
Que os sentimentos de paz,paz
Acabem num abraço de irmão.

Uns acendem velas


Outros cantam hinos
Uns batem tambores
Outros tocam sinos
Mas todos se ajoelham
Porque a intenção é igual.

Uns trocam palavras


Outros usam livros
Uns carregam armas
Outros ficam vivos
A eterna luta
Que existe entre o bem e o mal.

Uns fazem banquetes


Outros comem lixo
Quem será o homem?
Quem será o bicho?
Mas que mundo é esse

Que a gente tá tentando salvar?

Refrão:

A gente tá querendo paz,paz


O mundo precisa de paz,paz,
De objetivos iguais mais
Amor dentro do coração.
A gente tá querendo paz,paz
Mais uma chance pra paz,paz,
Que os sentimentos de paz,paz
Acabem num abraço de irmão.

A gente tá querendo paz,paz


O mundo precisa de paz,paz,
De objetivos iguais mais
Amor dentro do coração.
A gente tá querendo paz,paz
Mais uma chance pra paz,paz,
Que os sentimentos de paz, paz
Acabem num abraço de irmão

Nós Queremos Paz - Joanna


Participação Especial: Coral da Escola de Música da Rocinha

Nossos dias quando estão assim difíceis


Não estamos sós, tem alguém por nós
Vejo cenas que jamais pensei que visse
Vidas que se vão, inocentes vão

Seja amigo ou estranho, dói em mim


São Geísas, Carolinas, Omymares, Tins
Quantas vezes me pergunto, o que é ser um cidadão?
Eu não quero só sobreviver, quero a plenitude do viver

Já nem sei pra onde vai a humanidade


Tem que ter amor, sem qualquer temor
Todos têm direito à felicidade
E a poder sonhar, em qualquer lugar

Quero andar sem ter o medo no meu calcanhar


Na cidade à noite amando estrelas e luar
Quero ver numa criança a esperança refletir no sorriso
Me fazendo crer nessa paz que eu quero tanto
Ter paz, peço agora, paz

Esse grito eu não vou calar


Como não calo uma oração
Paz, nós queremos paz
Quem deseja faz acontecer
Não fica esperando em vão

Quero andar sem ter o medo no meu calcanhar


Na cidade à noite amando estrelas e luar
Quero ver numa criança a esperança refletir no sorriso
Me fazendo crer nessa paz que eu quero tanto
Ter ô,ô,ô,ô, paz; ô,ô,ô,ô paz.

Charlie Brown Jr. - Aquela Paz

A vida é feita de atitudes nem sempre descentes


não lhe julgam pela razão mas pelos seus antecedentes
É quando eu volto a me lembrar do que eu pensava nem ter feito
Vem, me traz aquela paz, você procura a perfeição
eu tenho andado sob efeito, posso te dizer que já não agüento mais
Desencana, não vou mudar por sua causa, não tem jeito
Quem é que decide o que é melhor pra minha vida agora ?

Ouvi dizer que só era triste quem queria


Ouvi dizer que só era triste quem queria

Lidei com coisas que jamais entenderei


Ah! Se eu pudesse estar em paz
me livrar do pesadelo de vê-lo nesse estado,
e não poder ajudá-lo, não
Triste é não poder mudar, porque estais tão revoltado irmão

Ouvi dizer que só era triste quem queria


Ouvi dizer que só era triste quem queria

A vida é feita de atitudes nem sempre descentes


não lhe julgam pela razão, mas pelos seus antecedentes!
Cuidado com seus passos!

Paz Na Terra

Roberto Carlos

Meu pensamento vai distante


Eu não entendo a razão
Porque tanta coisa triste
O amor é o grande sentimento
E não matar é o mandamento
Porque então uma guerra existe
Mas que animal estranho é o homem
Que procura a vida prolongar
Permitindo abusos da ciência
Absurdos nucleares
E outras formas de matar
Enlouquecidos e em conflito
falam de armas no infinito
Nas estrelas não eu peço eu peço
Não deixem que o azul do céu se inflame
E o sangue de inocentes se derrame
Deus é pai ao amor não faz a guerra
Peço paz irmãos aqui na terra, na terra
Não deixem que o azul do céu se inflame
E o sangue de inocentes se derrame
Deus é pai e o amor não faz a guerra
Peço paz irmãos, aqui na terra, na terra
Antes que o azul do céu se inflame
e a dor nos oceanos se derrame
Deus é pai e o amor não faz a guerra
Peço paz irmãos, aqui na terra, na terra

Viver em paz - Nando Cordel

Vamos viver em paz


Não suporto mais tanta confusão
Quem semeia desamor,
Colhe tempestade no seu coração
A gente tá passando um tempo
Aqui nessa terra aprendendo a amar
De onde agente veio?
Pra onde agente vai?
É bom agente pesquisar.
Quem faz o mal sempre se quebra
É hora da gente entender
Eu só vou ter felicidade,
Na hora que amar você.

A Terra É Uma Escola - Nando Cordel

Quero paz na minha vida


Quero luz no meu caminho
Quero viver
Entender que tudo passa
Que a terra é uma escola
Quero aprender
O amor é a estrada
Que devemos caminhar
Quem tiver vontade firme
Tem felicidade
Vem viver a emoção
Dê a mão vamos seguir
Quem quiser um tempo novo
Tem que ter bondade
Eu quero amor...
Eu vou te amar
Fazendo assim
A nossa vida vai mudar.

Amor Imenso - Nando Cordel

Vem, tá difícil viver, sem você, por aqui


Vem colorir nosso mundo e me fazer feliz
Traz teu amor, que é tão forte e de muita beleza
Meu coração não consegue viver na incerteza
Abre a porta e deixe entrar
Essa paz que faz o amor imenso,
Imenso 2x)
Vamos deixar o amor enramar essa terra
Vamos deixar essa paz enraizar todo o mundo
Vamos deixar a pureza invadir nossos corações
Se transformar em corrente, em busca de soluções
Abre a porta e deixe entrar
Essa paz que faz o amor imenso
Imenso (2x)
(REPETE)