Você está na página 1de 61

1968: REBELIÕES E UTOPIAS

“O ano que não terminou”


“Lutas nacionalistas, libertárias e utopias de
esquerda”
Definições – Caracterizações (?):
• Movimento social de caráter fortemente libertário,
com enorme apelo junto a uma juventude de camadas
médias urbanas, e com uma prática e um ideário que
colocavam em cheque alguns valores centrais da
cultura ocidental.

• Movimentos jovens de rebeldia que foram


denominados “Internacional Estudantil Espontânea”,
referência a um movimento não organizado
politicamente em termos internacionais, mas com
inúmeras afinidades entre seus componentes.
Gestação nas condições históricas
precedentes (FATORES):
• Quadro geral da Guerra Fria:
– Ameaças à paz, clima de terror...

• Revoluções de Libertação Nacional:


– Argélia, Zaire, Vietnã, Cuba.......

• Contestação ao modelo soviético:


– Burocrático e acomodado
– Nova esquerda – Chê Guevara...
Gestação nas condições históricas
precedentes (FATORES):
• Generalização do “American Way of Life”:
– Consumismo capitalista

• Consolidação da televisão como meio de


comunicação de massa:
– Difusão cultura dominante, consumista e inútil

• Crise Educacional:
– Afunilamento entre secundário e superior (universidade).
Questionamentos:
• Conservadorismo,
• Repressão das, e nas, instituições,
• Limites estreitos do comportamento:
• Modo de vida caduco para época.

• Industrialismo:
• Recusa a eventuais vantagens e ofertas do sistema.

• Massificação da cultura e do consumo.


Formas de Questionamento:
• Cabelos compridos,
• Roupas coloridas e extravagantes,
• Linguajar – vocabulário,
• Protestos – enfrentamento nas ruas,
• Eletrificação de instrumentos (Rock: sonoridade
frenética),
• Jeans, camisetas, sandálias...
• Liberação sexual – anti-concepcionais,
• Uso de drogas – comportamento.
Contracultura:
• Subcultura que rejeita e questiona valores e
práticas da cultura dominante da qual faz parte.
Conceito definidor de todas as práticas e
manifestações que visam criticar, debater e
questionar tudo aquilo que é visto como vigente
em um determinado contexto sócio-histórico.
• Contracultura é a cultura marginal, independente
do reconhecimento oficial. No sentido
universitário do termo, é uma “anticultura”.
Obedece a instintos desclassificados nos quadros
acadêmicos.
CULTURA ou MOVIMENTO
UNDERGROUND:
• Expressão usada para designar um ambiente
cultural que foge dos padrões comerciais, dos
modismos e que está fora da mídia. Utilizado
também para designar toda produção cultural
com estas características, ou Cena
Underground, usado para nomear a produção
de cultura underground em um determinado
período e local.
EXEMPLOS:
• Youth International Party,
• Hippie,
• Flower Power,
• Black Power,
• Gay Power,
• Pink Power;
• Students for a Democratic Society (SDS)
• Women’s Lib ...
Woodstock e a Contracultura
• “O movimento contracultural foi massificado com Woodstock, em 1969,
que reuniu cerca de 1.000.000 de pessoas em três dias de shows no
interior dos Estados Unidos, com o mesmo intuito: chocar a sociedade
contra a imposição de uma guerra, segundo Fornatele (2009). A
contracultura é a crista movente de uma onda, uma região de incerteza
em que a cultura se torna quântica. Tomando emprestada a expressão
do Premio Nobel de física Ilya Prigogine, a contracultura é o equivalente
cultural do “terceiro estado da termodinâmica”, a “região não-linear” em
que equilíbrio e simetria deram lugar a uma complexidade tão intensa
que a nossos olhos parece caos, como diz os estudiosos do assunto,
Goffman e Dan Joy (2007). A contracultura não visa o poder político nem
pessoal. Visa à ascensão da comunidade ao manuseio do conhecimento
e do senso crítico”.
UNIVERSALIZAÇÃO
• EUA – GUERRA DO VIETNÃ (1959 – 1975):
• Em 1968, EUA tinham 14.692 mortos e 92.820 feridos.
• Em fins de março de 1973, 57.605 mortos.

- Movimentos Negros: Martin Luther King - Assassinato em abril 1968 provoca


distúrbios em mais de 150 cidades.
. “Panteras Negras”:

• Mulheres: Lutas contra a sociedade “fálica e imperialista”... Homossexuais...

• Eleições:
– Republicano Richard Nixon – maioria silenciosa, temerosa movimentos
jovens.
– Democrata Robert Kennedy: retirada do Vietnã. Assassinado em junho 1968.
UNIVERSALIZAÇÃO
• Tchecoslváquia – PRIMAVERA DE PRAGA:
• Alexandre Dubcek – “Socialismo Democrático” ou
“Socialismo de Face Humana”.
• 1968: Florescimento político e cultural
• Agosto 1968: Invasão pelas forças do Pacto de
Varsóvia – 30 mortos.
• “Circo russo na cidade, não alimente os animais”.
• “Grande exposição de armas soviéticas na praça
Venceslau, entrada franca, saída difícil”
UNIVERSALIZAÇÃO
• 1968 ESTUDANTIL E OPERÁRIO – FRANÇA:
• Guerra da Argélia (1954 – 1962):
- Crise gerada pela guerra leva centro—direita ao poder
(Junho 1958) com General Charles De Gaulle.

• Movimento Estudantil no Campus da Sorbonne (MAIO 68):


. Contornos de Revolução Socialista,
. Adesão operária – Greve de 22 de Maio – 9 M trabalhadores.
. Repressão.
. Antecipação das eleições – Vitória de Gaulle – a 10 anos
poder autocrático.
Frases pichadas nos muros franceses
em maio 1968:
• “Sejamos realistas, peçamos o impossível”.

• “A mercadoria, nós a queimaremos”.

• “A barricada fecha a rua, mas abre o caminho”.

• “A palavra é um coquetel Molotov”.

• “Corra camarada, o velho mundo está atrás de


você”.
Frases pichadas nos muros franceses
em maio 1968:
• “Você está sendo intoxicado: rádio, jornal, televisão,
mentira”.
• “A morte é necessariamente uma contra-revolução”.
• “Levemos a revolução a sério, mas não nos levemos a
sério”.
• “Revolução eu te amo”.

• “A humanidade nunca será feliz até o último
capitalista ser enforcado com as tripas do último
burocrata”.
BRASIL:
• Influências dos fatores internacionais;
• Identidade com movimentos contestadores;
• Internacionalização – desqualificação da
educação;
• Crescimento movimentos populares – reflexos
período democrático.
• Dinâmica de luta própria – Ditadura Civil-Militar.
OCORRÊNCIAS:
• Ação de grupos paramilitares de direita;
• Morte estudante secundarista Edson Luis no Rio de
Janeiro;
• Greve em Contagem (Minas Gerais) e Osasco;
• “Sexta Feira Sangrenta”;
• Passeata dos Cem Mil;
• Proibição de marchas no país;
• Invasão do Campus da UNB;
• XXX Congresso da UNE em Ibiúna – 700 presos;
• AI5 e Fechamento do Congresso.
• Festivais da MPB - Record
Viola Enluarada - Marcos Valle
• http://www.vagalume.com.br/marcos-
valle/viola-enluarada.html

Canção de protesto
A Estrada e o Violeiro – Sidney Miller
• http://www.youtube.com/watch?v=MsY0QsgT
QyQ

• http://www.letras.com.br/sidney-miller/a-
estrada-e-o-violeiro

• Canção de protesto
Pra não dizer que não falei das flores –
Geraldo Vandré

• http://www.vagalume.com.br/geraldo-
vandre/pra-nao-dizer-que-nao-falei-das-
flores.html

• Canção de protesto
Alegria Alegria – Caetano Veloso
• http://www.letras.com.br/caetano-
veloso/alegria-alegria

• Tropicalismo
Superbacana – Caetano Veloso
• http://mais.uol.com.br/view/e8h4xmy8lnu8/c
aetano-veloso--superbacana-
0402183172D89913A6?types=A&

• Tropicalismo
Outras canções de protesto:
• Que as Crianças cantem livres
• Che Tajira
• O cavaleiro da esperança
• Achados e Perdidos
• Artistas da vida
• Bié Bié Brasil
• É proibido proibir
Outras canções de protesto:
• O que será?
• Cálice
• Roda Viva
• Apesar de você
• Pedro Pedreiro
• Meu caro amigo
• Vai Passar
EFEITOS:

• Valores monetários X valores éticos e morais,


• Ideologias críticas agonizam,
• O futuro recua frente ao imperativo da perenização do
presente,
• A felicidade é reduzida à soma de prazeres,
• Bens finitos são mais cobiçados do que os bens
infinitos.
• A razão técno-científica prevalece sobre a inteligência e
a intuição,
• É o triunfo do capitalismo em suas versões neoliberal
(economia) e neofascista (guerra).