Você está na página 1de 2

Astronomy Brasil /// Outubro 2006 { ASTRONOMIA PARA INICIANTES } POR OSCAR MATSUURA

Nossa estrela, o Sol


Não prestamos muita atenção nas coisas, que estão presentes todos os dias. Só nos damos conta da
importância delas quando faltam. Felizmente, quanto ao Sol, por muito tempo poderemos continuar
contando que amanhã ele voltará a nascer.
Mas qual é a importância do Sol para massa é hidrogênio, 27% hélio e 2%
nós? Num exercício de imaginação, uma mistura dos elementos mais
acabe com o Sol. Restaria uma noite pesados que os astrônomos chamam
infindável. Em pouco tempo a Terra genericamente de metais.
se tornaria insuportavelmente gélida.
A vegetação e os animais morreriam. Como e onde é gerada a energia? No
Nossas atividades cessariam, pois, o Sol a energia é gerada em seu núcleo,
Sol, é a fonte de energia que um caroço que toma uns 20% do seu
dinamiza a vida na Terra. Ele é vital raio e se comporta como uma usina
e imprescindível. de força. Aí a temperatura atinge uns
15 milhões K. Nesse ambiente
Todavia os pontinhos brilhantes que infernal ocorrem reações de fusão
vemos à noite no céu, a olho nu, são nuclear: quatro núcleos de
na vasta maioria astros da mesma hidrogênio, por conta das violentas
natureza do Sol: estrelas. Por que a ENERGIA SOLAR é gerada no núcleo da estrela colisões devidas à alta temperatura,
estrela noturna mais brilhante, Sirius, fundem-se formando um núcleo de
da constelação do Cão Maior, é 12 ------------------------------------------------ hélio. O produto final tem 0,7%
bilhões de vezes menos brilhante que menos massa que os quatro núcleos
o Sol? Claro, as estrelas também têm O Sol é uma estrela, é a iniciais de hidrogênio. A matéria que
sua diversidade. Há as que irradiam desaparece é convertida em energia
luz até 10 mil vezes mais que o Sol, nossa estrela, fonte de segundo a famosa equação de
assim como as que irradiam 10 mil vida na Terra. Einstein: E = mc2, e é essa a origem
vezes menos. Contudo, o fator da energia do Sol. A cada segundo o
principal que diferencia o Sol das Sol perde cinco milhões de toneladas
---------------------------------------
demais estrelas é a sua proximidade. de sua massa convertida em energia.
O Sol é a nossa estrela, a estrela do
Sistema Solar do qual o nosso O Sol gera em apenas um segundo a
A energia produzida pelo Sol flui de
planeta faz parte. Se estivéssemos à energia que 2,5 bilhões das mais
seu núcleo na forma de fótons
distância da estrela mais próxima poderosas usinas hidrelétricas da
energéticos que, primeiro,
(4,2 anos-luz), veríamos o Sol brilhar Terra gerariam em um ano. Essa é a
atravessam uma camada concêntrica
apenas como Achernar, a estrela luminosidade do Sol.
cuja espessura é de cerca da metade
azulada mais brilhante da de seu raio. Essa camada é chamada
constelação do Erídano, mas uma Luminosidade é um termo radiativa pois, sendo densa, os fótons
estrela noturna. astronômico importante e com não fluem através dela livremente.
Significado preciso. É o análogo de Eles caminham apenas alguns
potência de uma lâmpada. Uma centímetros e já são absorvidos por
Uma usina no centro lâmpada de 120 W tem o dobro da um átomo. Mais tarde esse átomo
luminosidade de uma de 60 W. emite um fóton que não é aquele
Estrelas são astros que brilham com Refere-se a uma propriedade
luz própria. Diferem da Lua e dos mesmo que ele absorveu. É uma
intrínseca de uma fonte de energia, multidão de átomos fazendo isso
planetas que também brilham, não diferentemente de brilho que diminui
porque geram luz, mas porque ao mesmo tempo. O resultado global
conforme o observador se afasta da é um lentíssimo processo de difusão
refletem a luz solar com a qual são fonte.
iluminados. Um astro com luz da energia de dentro para fora,
própria irradia a luz que ele próprio análogo à passagem da água por um
Para gerar luz, estrelas seriam feitas filtro poroso. Assim a energia gerada
gera. de alguma substância especial? Não. pelo núcleo não atravessa a camada
Estrelas são constituídas de matéria radiativa com a velocidade da luz,
ordinária composta de elementos mas gasta aí algumas centenas de
químicos da velha tabela periódica. milhões de anos.
Eis a composição do Sol: 71 % de sua
Astronomy Brasil /// Outubro 2006 { ASTRONOMIA PARA INICIANTES } POR OSCAR MATSUURA

Depois a energia deve atravessar não são visíveis para nós, portanto energia que o Sol perde irradiando.
uma segunda camada que chega até não recebemos fótons emitidos por Ajustando nos cálculos a
a superfície do Sol. Sua espessura elas. Por outro lado, camadas acima composição química do Sol, sua
ocupa os restantes 20% do raio do da fotosfera são muito rarefeitas e luminosidade, raio e temperatura de
Sol. Essa camada é denominada quase não contribuem com a luz superfície, podemos inferir a sua
convectiva porque a energia é que recebemos. estrutura interna.
transportada pelo movimento
convectivo da matéria solar. Esse Estrutura do Sol Neutrinos solares
movimento é como o da água em
ebulição numa chaleira. Células de
Como os astrônomos decifraram a Por vários anos essa estrutura ficou
matéria solar são aqueci das no
estrutura interna do Sol e das sob suspeita. As reações que geram
fundo da camada convectiva. Então
estrelas? Na verdade não há acesso energia no Sol também geram
elas se expandem, tornam-se menos
direto ao interior do Sol. Mas sua partículas elementares chamadas
densas e bóiam até atingirem a
estrutura foi inferida teoricamente neutrinos porque não têm carga
superfície solar. Aí irradiam para o
através de uma modelagem que elétrica. Elas se movem à
espaço, resfriam-se, tornam-se
combina os princípios físicos velocidade próxima da luz e
mais densas e voltam a mergulhar
envolvidos. Um deles é que o Sol se praticamente não interagem com a
para o fundo, estabelecendo um
encontra em equilíbrio mecânico, matéria comum. Assim,
circuito fechado de transporte de
ou melhor, em equilíbrio diferentemente dos fótons,
energia para fora. Boas fotografias
hidrostático. Pensemos que a neutrinos podem sair do núcleo do
do disco solar mostram as
matéria no Sol esteja sedimentada Sol segundos depois de terem sido
granulações, essas células
em conchas concêntricas. Cada produzidos, atravessar depois
convectivas cobrindo toda a
concha, como não poderia deixar nossos corpos, a Terra etc., como se
superfície do Sol.
de ser, é atraída para o centro pela nada houvesse pela frente. Apesar
gravidade. Se fosse só isso a estrela de ser difícil detectar algo tão
A radiação que sai da superfície do toda colapsaria para o centro - caso elusivo, experimentos foram
Sol chega até nós em oito minutos. dos buracos negros. realizados em laboratórios
É o tempo para a luz viajar pelo instalados geralmente em fundo de
espaço entre o Sol e a Terra. Uma minas, que sempre mediam fluxos
Para evitar o colapso e manter o
conseqüência disso é que, ao de neutrinos menores que os
equilíbrio, uma força de igual
observarmos um fenômeno no Sol esperados teoricamente. Só
intensidade, mas no sentido oposto
num determinado instante, ele já recentemente chegou-se à
ocorreu oito minutos atrás. Nunca conclusão de que o déficit de
seremos informados de um ------------------------------------------
neutrinos é causado pelo fato de
fenômeno solar no mesmo instante que parte deles muda para um outro
em que ele ocorre. Estrelas são astros que tipo de neutrino a que os primeiros
Dada a importância de fontes
têm luz própria. Elas detectores não eram sensíveis.
Além de confirmar os modelos
alternativas limpas de energia, geram no seu interior a teóricos da estrutura do Sol, essa
podemos perguntar: porque não se energia que irradiam. descoberta esclareceu que os
reproduzem na Terra usinas neutrinos possuem massa, ainda
geradoras de energia como a que que Ínfima.
------------------------------------------
funciona no interior do Sol? A
dificuldade tecnológica é manter
confinado estavelmente um gás a l5 ao da gravidade, deve atuar em Hélio-sismologia
milhões K em ambiente de cada concha. Se a camada
laboratório, o que no Sol é considerada tiver uma camada Nos últimos anos o Sol passou a ser
realizado pela gravidade. contígua interna com pressão maior estudado de uma nova forma, ou
e uma camada externa com pressão seja, segundo um método similar ao
menor, surgirá uma diferença de usado por geofísicos para
Superfície do Sol pressão que empurrará a camada investigar o interior da Terra
em questão para fora, contra a analisando as ondas sísmicas. O
Usamos a expressão: superfície do gravidade. Se esse empurrão para estudo sismológico do interior do
Sol. Mas o Sol não tem, como a fora contrabalançar a gravidade, Sol é denominado héliosismologia.
Terra, uma superfície sólida ou essa camada estará em equilíbrio A idéia é mais ou menos esta: se
líquida bem definida. O Sol é um hidrostático. Numa estrela em tivermos vários barris de vinho,
corpo gasoso. Contudo, quando equilíbrio mecânico todas as mesmo que não possamos ver o seu
fotografamos o Sol na luz branca camadas estão em equilíbrio interior, podemos inferir qual está
(sem nenhum filtro), um bordo hidrostático. Daí resulta que cheio, vazio ou parcialmente cheio,
bastante nítido é perceptível no estrelas têm no seu centro as batendo neles externamente e
disco solar. Esse bordo, na temperaturas, densidades e ouvindo como o som reverbera. No
realidade, é uma camada bastante pressões mais elevadas, sendo que Sol as vibrações são excitadas pelo
fina chamada fotosfera (esfera de seus valores decrescem à medida movimento das células convectivas
luz). Com apenas 200 km de que se afasta dessa região. e podem ser observadas através de
espessura (0,0003 do raio do Sol), variações de brilho causadas pela
ela bem pode ser considerada uma A modelagem de estrelas também compressão das ondas. Os estudos
superfície. São os átomos dessa deve levar em conta o princípio de hélio-sismológicos refinaram a
camada que irradiam o grosso da que o Sol se encontra em equilíbrio descrição do interior do Sol, mas
radiação solar que recebemos na térmico. As reações nucleares que confirmaram os modelos teóricos
Terra. Camadas abaixo da fotosfera geram energia compensam a desenvolvidos anteriormente.