Você está na página 1de 2

Sábado, 30 de dezembro de 2017 editais 12

Tramujas Mader por esta na direção sul incluindo apenas o lado oeste até um ponto localizado a 160 m da faixa
de domínio da Rodovia Presidente Dutra, seguindo na direção oeste incluindo apenas o lado norte, mantendo o
afastamento de 160 m da faixa de domínio da referida rodovia até encontrar o limite oeste do loteamento Mutum
prosseguindo pelos limites deste loteamento na direção oeste e norte até encontrar o limite do loteamento Jardim
Martinelli por estes limites ao sul até encontrar a Av. Dr. Arnaldo Marzotto por esta incluindo apenas o lado sul até
cruzar o Córrego Martinelli por este córrego abaixo até encontrar o Rio das Pedras por este rio abaixo até cruzar LEI Nº 869, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2017.
a Rodovia Cel. Rubens Tramujas Mader, por esta rodovia na direção sul até encontrar a Av. Dr. Arnaldo Marzotto, Ementa: Estima a Receita e Fixa a Despesa do Município de Itatiaia para o Exercício Financeiro de 2018.
ponto inicial desta delimitação. O Prefeito Do Município de Itatiaia, usando das atribuições que lhe são conferidas por Lei, faz saber
Art. 2º - Será acrescentado ao Anexo 2 da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril de 2016, o texto que trata da que a Câmara Municipal de Itatiaia, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei,
ZI – Zona Industrial, da localidade denominada Jardim Penedo, conforme se segue:
Inicia-se num ponto localizado na Rodovia Cel. Rubens Tramujas Mader situado a 160 m da faixa de domínio CAPÍTULO I
da Rodovia Presidente Dutra, deste ponto, seguindo na direção oeste até encontrar o limite oeste do loteamento DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
Mutum, prosseguindo por este limite na direção sul até encontrar a faixa de domínio da Rodovia Presidente Dutra, Art. 1º - O Orçamento do Município de Itatiaia para o exercício inanceiro de 2018, estima a Re-
por esta faixa de domínio na direção leste até encontrar a Rodovia Cel. Rubens Tramujas Mader, por esta Rodovia ceita e ixa a Despesa em R$ 208.400.000,00 (duzentos e oito milhões e quatrocentos mil reais)
no sentido norte até encontrar o ponto inicial. compreendendo os Poderes do Município e os órgãos e entidades da administração pública
Art. 3º - O texto que trata da ZI – Zona Industrial, da ZR 5, do Anexo 2 da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril municipal direta e indireta;
de 2016, acerca da Zona Industrial do Vale dos Reis e Jardim das Rosas, passa a vigorar com a seguinte redação:
I - ZI - ZONA INDUSTRIAL - Partindo do entroncamento da Rodovia Presidente Dutra com a Rodovia Cel. Rubens
Art. 2º - Fazem parte integrante desta Lei, os Anexos 1,2,6,7,8 e 9, na forma da Lei Federal 4.320
Tramujas Mader, seguindo por esta apenas pelo lado leste, no sentido norte, até um ponto localizado a 160 m
de 17 de março de 1964 e as propostas orçamentárias da Câmara Municipal de Itatiaia e do Instituto
da faixa de domínio da Rodovia Presidente Dutra, seguindo na direção leste até encontrar o Rio das Pedras, por
de Previdência dos Servidores Públicos de Itatiaia – IPREVI, para o exercício de 2018.
este rio abaixo até encontrar com o Ribeirão Portinho, por este ribeirão abaixo até encontrar a Rodovia Presidente
Dutra, por esta rodovia apenas pelo lado norte até o entroncamento com a Rodovia Cel. Rubens Tramujas Mader.
CAPÍTULO II
Art. 4º - Será acrescentado ao Anexo 2 da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril de 2016, o texto que trata da
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
ZR 5 – ZONA RESIDENCIAL 5, acerca da Zona Industrial do Vale dos Reis e Jardim das Rosas, como se segue:
ZR 5 - ZONA RESIDENCIAL 5 - Partindo de um ponto localizado na Rodovia Cel. Rubens Tramujas Mader a
ESTIMATIVA DA RECEITA
160 m da faixa de domínio da Rodovia Presidente Dutra, seguindo no sentido leste até encontrar com o Rio das
Pedras, por este rio acima até encontrar com a via de acesso ao Vale dos Reis, seguindo por esta até encontrar a Artigo 3º - A Receita total estimada nos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social é de R$
Rodovia Cel. Rubens Tramujas Mader, por esta rodovia até encontrar o ponto situado a 160 m da faixa de domínio 208.400.000,00 (duzentos e oito milhões e quatrocentos mil reais) conforme discriminado:
da Rodovia Presidente Dutra.
Art. 5º - O campo que trata do uso residencial das ZR’s 2, 4 e 5, do Anexo 4 da Lei Complementar nº 36, de 05 I. R$ 180.400.000,00 (cento e oitenta milhões e quatrocentos mil reais) do Orçamento Fiscal;
de abril de 2016, passa a ter a seguinte redação: II. R$ 25.000.000,00 (vinte e cinco milhões de reais), do Orçamento da Seguridade Social.
I - Ediicações unifamiliares ou multifamiliares, por lote, podendo aqui inserirem-se hotéis de pequeno porte e III. R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais) do Reinanciamento da Dívida constante no Orça-
pousadas. mento Fiscal.
Art. 6º - Serão inseridos nas observações já constantes do Anexo 4 da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril
de 2016, os seguintes textos: Parágrafo Único: As Receitas de Transferência da União também serão destinadas ao reinanciamento
I. Nas áreas urbanas serão permitidas as atividades já previstas para cada zona cujas construções existentes da Dívida Pública Contratual, em observância ao disposto nos parágrafos 1° e 2°, do artigo 5°, da Lei
possuam área construída maior que a determinada na legislação, desde que estejam lançadas no Cadastro Imobiliário Complementar 101, de 04 de maio de 2000, Lei de Responsabilidade Fiscal.
da Prefeitura e que seja anteriores a esta lei. As construções não cadastradas terão um prazo de 180 dias para ins de
regularização das mesmas junto à Prefeitura, após a publicação da presente lei. Art. 4º - A receita decorrerá da arrecadação de tributos próprios, dos recursos de transferências e
II. Será permitida a implantação de atividades industriais nas Rodovias Estaduais e Federal, consideradas das demais receitas correntes e de capital na forma da legislação vigente, estimados e apontados por
como ZUM 2 e ZUM 3, que sejam de baixo impacto e não poluentes, desde que autorizadas pela Secretaria Mu- categoria econômica, fontes de origem com o seguinte desdobramento:
nicipal de Planejamento e, ouvida a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
FONTES ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO TOTAL
III. As novas construções que venham a serem implantadas no município, poderão ter área máxima de
DIRETA INDIRETA
construção maior que ao determinado na legislação, obedecidos os índices urbanísticos previstos nos locais des-
de que seja apresentado estudo de impacto de vizinhança e, que o empreendedor arque com todas as medidas I. RECEITAS CORRENTES 204.637.700,00 14.035.000,00 218.672.700,00
mitigadoras que venham a serem determinadas. Tributária 44.831.500,00 44.831.500,00
Art. 7º - Serão inseridos nas observações já constantes do Anexo 5 da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril de Contribuições 2.100.000,00 4.963.100,00 7.063.100,00
2016, os seguintes textos:
Patrimonial 861.700,00 9.025.400,00 9.887.100,00
I. O afastamento frontal da ZUM 2 será de 4 m, excetuando nos casos em que este afastamento for usado
para ins de estacionamento, que deverá ser de 6 metros no mínimo. Serviços 1.000,00 1.000,00
Transferências Correntes 155.579.500,00 10.000,00 155.589.500,00
II. No loteamento Nova Penedo será permitido 4 pavimentos, para atividades de hotel de médio e grande
Outras Receitas Correntes 1.264.000,00 36.500,00 1.300.500,00
porte, sendo um por outorga desde que o projeto arquitetônico a ser implementado no local obedeça a arquitetura
dos países de origem germânica, alpino e países baixos e outros a critério da Secretaria de Planejamento, sendo
II. REC. INTRA-ORÇAMENTÁRIAS 10.965.000,00 10.965.000,00
para este caso a taxa máxima de ocupação de 50% e impermeabilização de 60%. Rec. Contribuição intra-orçam. 10.965.000,00 10.965.000,00
III. RECEITAS DE CAPITAL 211.000,00 211.000,00
III. Nas ZUM 2 da Unidade de Planejamento de Penedo, onde a Zona Residencial prevista na legislação
Operações de Crédito 201.000,00 201.000,00
é a ZR 2, será permitido hotéis de médio e grande porte desde que a taxa de ocupação máxima seja de 30% e a
taxa de impermeabilização máxima seja de 50%, devendo ser apresentado estudo de impacto de vizinhança e, Transferências de Capital 10.000,00 10.000,00
caberá ao empreendedor a execução das medidas mitigadoras que se izerem necessárias. Para as atividades de IV. CONTAS RETIFICADORAS -21.448.700,00 -21.448.700,00
hospedagem, as mansardas poderão ser utilizadas como complementação destas atividades desde que respeitada Redução da Receita para
a altura máxima determinada para o local. Deverá também o empreendimento reservar 20% da área para
Formação do FUNDEB -21.448.700,00 -21.448.700,00
relorestamento com espécies a serem determinadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
V. TOTAL DAS RECEITAS 183.400.000,00 25.000.000,00 208.400.000,00
IV. Será permitido afastamento mínimo de 2,00 m quando pelo menos 80% do logradouro possuir construção
com recuo inferior ao mínimo exigido para a localidade, desde que a caixa de rua do logradouro em questão possua DA FIXAÇÃO DA DESPESA
no mínimo 13 m no total, tendo pelo menos 7 m de pista de rolamento. Não será aplicado este afastamento para
nenhum logradouro da Unidade de Planejamento de Maromba/Maringá e nem para os seguintes logradouros: Rua Art. 5º - A despesa total ixada nos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social é de R$ 208.400.000,00
Prefeito Assunção, Avenida Casa das Pedras, Avenida das Mangueiras, Avenida Três Cachoeiras, Rua Wanderbilt (duzentos e oito milhões e quatrocentos mil reais) conforme discriminado:
Duarte de Barros, Estrada Rubens Tramujas Mader.
I. R$ 180.400.000,00 (cento e oitenta milhões e quatrocentos mil reais) do Orçamento Fiscal; e
Art. 8º - O termo Hotel de Pequeno Porte, constante do Glossário da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril de II. R$ 25.000.000,00 (vinte e cinco milhões de reais), do Orçamento da Seguridade Social.
2016, passa ater a seguinte redação:
III.R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais)do Reinanciamento da Dívida constante no Orçamento Fiscal.
I – HOTEL DE PEQUENO PORTE - estabelecimento com serviço de recepção, alojamento temporário,
com ou sem alimentação, ofertados em unidades individuais e de uso exclusivo dos hóspedes, mediante cobrança Art. 6º - A despesa será realizada de acordo com as normas de Direito Financeiro e será controlada
de diária, possuindo no máximo 40 unidades. Estabelecimento este que não pode abrigar centro de convenções, por Função, Subfunção, Programas, projetos, atividades, operações especiais, Categoria Econômica
salão de festas ou equipamentos recreacionais complementares, sendo proibido a promoção de eventos.
e Unidades Administrativas, estas, a saber, dar-se-ão por funções de Governo.
Art. 9º - O termo taxa de ocupação, constante no Glossário da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril de 2016,
passa ater a seguinte redação:
I. POR FUNÇÕES
Taxa de Ocupação – é aquela que indica a área máxima de projeção do pavimento térreo da ediicação, não
consideradas as projeções de telhado ou em balanço, e incide sobre a área do lote. FUNÇÕES ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÂO TOTAL (R$)
Art. 10 - O mapa de zoneamento da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril de 2016, referente à Unidade de DIRETA (R$) INDIRETA (R$)
Planejamento de Itatiaia, sofrerá modiicação passando algumas ZUM 3 para ZUM 2, conforme mapa de alteração 01. Legislativa 7.840.000,00
que seguirá em anexo. 04. Administração 44.655.000,00 2.605.000,00 47.145.000,00
Art. 11 - O mapa de zoneamento da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril de 2016, referente à Unidade de
06.Segurança Pública 947.000,00
Planejamento de Penedo, sofrerá modiicação conforme alterações citadas anteriormente nesta nova lei, conforme
mapa de alteração que seguirá em anexo. 08. Assistência Social 3.560.000,00
Art. 12 - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário, em especial 09. Previdência Social 6.260.000,00 22.395.000,00 28.655.000,00
a Lei Complementar nº 36/2016, no que lhe for incompatível. 10. Saúde 36.964.600,00
Eduardo Guedes da Silva - Prefeito Municipal
11. Trabalho 165.000,00
LEI COMPLEMENTAR Nº 042 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2017. 12. Educação 53.046.200,00
Ementa: Altera o uso previsto de parte da localidade denominada de Fazenda da Serra e da outras providências. 13. Cultura 947.000,00
O Prefeito Municipal de Itatiaia, faz saber que a Câmara Municipal de Itatiaia aprovou e eu sanciono a seguinte lei.
14. Direitos da Cidadania 0,00
Art. 1º - O texto que trata a ZRU - ZONA RURAL, do Anexo 2 da Lei Complementar nº 36 de 05 de abril de 2016,
da localidade denominada Fazenda da Serra, na Unidade de Planejamento de Penedo, passa para ZR 1 – ZONA 15. Urbanismo 6.026.200,00
RESIDENCIAL 1 com a seguinte redação: 16. Habitação 53.000,00
“Área delimitada ao sul pela ZEU – Zona de Expansão Urbana da Fazenda da Serra, à oeste e ao norte pelos limites 17. Saneamento 1.569.000,00
do Parque Estadual da Pedra Selada e à leste pela área de especial interesse social dos bairros África e Jambeiro.”
18. Gestão Ambiental 9.563.500,00
Art. 2º - Os índices urbanísticos previstos para a localidade são os previstos no Anexo 5 da Lei de Uso e Ocupação
do Solo, Lei Complementar nº 36/2016, para a ZR 1 - Zona Residencial 1. 19. Ciência e Tecnologia 0,00
Art. 3º - Fica autorizado na localidade denominada de Fazenda da Serra, deinida como ZR 1 – Zona Residencial 20. Agricultura 24.000,00
1, a construção de hotéis de médio e grande porte, com até quatro pavimentos sendo um mediante outorga. 22. Indústria 0,00
Art. 4º - O mapa de zoneamento da Lei Complementar nº 36, de 05 de abril de 2016, referente à Unidade de Pla-
nejamento de Penedo, sofrerá modiicação conforme alterações citadas anteriormente nesta nova lei, conforme
23.Comércios e Serviços 535.000,00
mapa de alteração que seguirá em anexo. 24. Comunicações 1.152.500,00
Art. 5º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário, em especial 25. Energia 572.000,00
a Lei Complementar nº 36/2016, no que lhe for incompatível.
26. Transporte 2.126.00,00
Eduardo Guedes da Silva - Prefeito Municipal
27. Desporto e Lazer 594.000,00
LEI COMPLEMENTAR Nº 043 DE 28 DE DEZEMBRO DE 2017. 28. Encargos Especiais 5.800.000,00
Ementa: Altera a Lei nº 36 de 05 de abril de 2016 e dá outras providências. 99. Reserva de Contingência 1.000.000,00
O Prefeito Municipal de Itatiaia, faz saber que a Câmara Municipal de Itatiaia aprovou e eu sanciono a seguinte lei.
TOTAL 183.400.000,00 25.000.000,00 208.400.000,00
Art. 1º - Altera o parágrafo único do Artigo 50 da Lei de Uso e Ocupação do Solo dando nova redação.
Parágrafo Único – Para construções com mais de um pavimento, independentemente de existir aberturas de
ventilação e iluminação, respeitando os prismas de ventilação previstos na legislação pertinente e demais leis
II. POR UNIDADES ADMINISTRATIVAS
vigentes, será obedecido o afastamento conforme tabela abaixo. ADMINISTRAÇÃO DIRETA
I. Para testada de lotes com mais de 15 m (quinze metros) – afastamento mínimo de 2 m (dois metros) 01. PODER LEGISLATIVO 9.200.000,00
entre as divisas do terreno;
02. PODER EXECUTIVO 174.200.000,00
II - Para testada de lotes com menos de 15 m (quinze metros) e superior a 10 m – afastamento mínimo de 2 m
(dois metros) para pelo menos uma das divisas do terreno 02.01 Gabinete do Prefeito 2.617.500,00
III - Para testada com até 10 m (dez metros) – sem obrigatoriedade de afastamento lateral 02.02 Secretaria Municipal de Administração 44.225.000,00
Art. 2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário, em especial 02.03 Secretaria Municipal de Fazenda 9.267.000,00
a Lei Complementar nº 36/2016, no que lhe for incompatível.
02.04 Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico 100.000,00
Art. 3º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Eduardo Guedes da Silva - Prefeito Municipal 02.05 Secretaria Municipal de Planejamento 58.000,00
Sábado, 30 de dezembro de 2017 editais 13

02.06 Procuradoria Geral do Município 2.620.000,00


02.07 Controladoria Geral do Município 30.000,00
02.08 Secretaria Municipal de Ordem Pública 1.019.000,00
02.09 Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos 17.336.700,00
02.10 Secretaria Municipal de Educação 53.146.200,00
02.11 Secretaria Municipal de Esporte e Lazer 629.000,00
02.12 Secretaria Municipal de Turismo 26.000,00
02.13 Fundo Municipal de Turismo 449.000,00
02.14 Secretaria Municipal de Meio Ambiente 163.000,00
02.15 Fundo Municipal de Meio Ambiente 574.000,00
02.17 Secretaria M. de Políticas Públicas para a Mulher 82.000,00
02.18 Fundo Municipal de Assistência Social 3.047.000,00
02.19 Fundo Municipal da Criança e Adolescente 290.000,00
02.20 Fundo Municipal de Habitação 53.000,00
02.21 Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Geração de Renda 171.000,00
02.23 Fundo Municipal da Pessoa Com Deiciência 75.000,00
02.24 Fundo Municipal da Pessoa Idosa 89.000,00
02.25 Secretaria Municipal de Saúde 26.636.000,00
02.26 Fundo Municipal de Saúde 10.378.600,00
02.27 Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária 32.000,00
02.28 Secretaria M. de Assist. Soc. E Dir. Humanos 86.000,00
02.99 Reserva de Contingência 1.000.000,00
ADMINISTRAÇÃO INDIRETA
Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Itatiaia – IPREVI 25.000.000,00
IPREVI 11.450.000,00
RESERVA DO RPPS 13.550.000,00
TOTAL 208.400.000,00

Art. 7º - Fica o Poder Executivo autorizado a adotar medidas para, em decorrência de alteração de
estrutura organizacional ou da competência legal ou regimental de órgãos da administração direta,
indireta ou funcional instituídas pelo Poder Público Municipal, adaptar o orçamento aprovado pela
presente Lei, através da redistribuição dos saldos das dotações, unidades orçamentárias e categorias
de programação, necessários à adequação.

Art. 8º - Estão plenamente assegurados as Deduções de Receita para a Formação do FUNDEB,


constante do Orçamento Fiscal, num valor global de R$ 21.448.700,00 (vinte e um milhões quatro-
centos e quarenta e oito mil e setecentos reais) conforme Portaria nº 48, de 31 de janeiro de 2007 da
secretaria do Tesouro Nacional.

CAPÍTULO III
DA AUTORIZAÇÃO PARA ABERTURA DE CRÉDITOS
Art. 9º - Fica o Poder Executivo autorizado, a realizar por Decreto, no decorrer do exercício de
2018, a transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de
programação para outra ou de um órgão para outro, até o limite de 10% (dez por cento) do total
das receitas arrecadadas, nos termos do que dispõe o art. 167, inciso VI, da Constituição da
República Federativa do Brasil.”

DA AUTORIZAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CRÉDITOS


Art. 10 - Fica o Poder Executivo autorizado, a realizar por Decreto, no decorrer do exercício de 2018,
créditos suplementares até o limite de 5% (cinco por cento) do total das receitas arrecadadas, de
acordo com o art. 7º, inciso I, combinados com o art. 43 e seus LEI Nº 8.507/16 4 parágrafos e incisos,
da Lei Federal n.º 4.320/64, ratiicado pelo § 8º do art. 165 da Constituição Federal.

CAPÍTULO IV
DAS DISPOSIÇÕES SOBRE AS ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA MUNICIPAL
Art. 11 - Fica o Poder Executivo autorizado, a conceder desconto aos contribuintes dos tributos
municipais, de até 15% (quinze por cento) do valor do tributo lançado, para pagamento a vista, cujo
recolhimento se veriique até a data do vencimento, desde que acompanhado de demonstrativo re-
gionalizado do efeito sobre receitas e despesas, decorrentes dos benefícios concedidos, nos termos
do art. 165 § 6º da Constituição Federal.

CAPÍTULO V
DAS DISPOSIÇÕES RELATIVAS ÀS DESPESAS COM PESSOAL
Art. 12 - As despesas com pessoal da administração direta ou indireta icam limitadas a 60% (sessenta
por cento) da Receita Corrente Líquida, sendo 54% (cinquenta e quatro por cento) para Poder Executivo
e 6% (seis por cento) para o Poder Legislativo, atendendo ao disposto no inciso III, parágrafo primei-
ro e parágrafo segundo do artigo 19 e inciso III, parágrafo primeiro artigo 20, da Lei Complementar
101/2000, bem como ao disposto no artigo 182 da Constituição Federal.
§ 1º - Fica autorizada a revisão geral anual de que trata o artigo 37, inciso X, da Constituição cujo
percentual será deinido em lei especiica.
§ 2º - A concessão de qualquer vantagem ou aumento da remuneração acima dos índices inlacionários,
a criação de cargos ou alteração da estrutura da organização administrativa municipal, bem como, a
admissão de pessoal a qualquer título, pelo órgão ou entidade da Administração Direta, Autarquias
ou Fundações, só poderá ser feita se houver disponibilidade orçamentária suiciente para atender as
projeções de despesas até o inal do exercício inanceiro e obedecerão ao limite de que se trata o
“caput” deste artigo.
§ 3º - As iniciativas que impliquem aumento de gastos com pessoal e encargo social do Poder
Executivo Municipal, deverão ser acompanhadas de manifestações das Secretarias Municipais
de Administração, de Finanças, da Procuradoria e da Controladoria Geral, nas suas respectivas
áreas de competência.
§ 4º - No caso do Poder Legislativo, deverão ser obedecidos, adicionalmente, os limites ixados nos
Artigos 29 e 29 – A, da Constituição Federal de 1988.
§ 5º - Fica ainda o Poder Executivo autorizado a proceder à contratação de Pessoal por tempo deter-
minado para suprir essencial necessidade nas áreas da saúde, educação, assistência social, adminis-
tração geral e serviços de limpeza publica e desde que a despesa total com Pessoal não ultrapasse,
limites especiicado no “caput” do artigo.

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS


Art. 13 - Na elaboração da proposta orçamentária serão atendidos, preferencialmente, os projetos
e atividades VOLTADAS AO DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA GOVERNAMENTAL, podendo,
na medida das necessidades, serem elencadas novas Ações, desde que inanciadas com recursos
próprios ou de outras esferas de governo.

Parágrafo único. O Poder Executivo somente poderá incluir novos projetos desde que devidamente
atendidos aqueles em andamento e contempladas as despesas de conservação do patrimônio público
e compatíveis com o Plano Plurianual e com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Art. 14 - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogada as disposições em contrário.

Eduardo Guedes da Silva - Prefeito Municipal

Anexo a Lei 869/2017


Demonstrativo da Compatibilidade das Metas Fiscais (Resultado Nominal e Primário)
estabelecidas nas previsões orçamentárias da LDO e da LOA para 2018.
LDO LOA

Receita Prevista 150.000.000,00 Receita Prevista 183.400.000,00


(-) Aplicações Financeiras 1.500.000,00 (-) Aplicações Financeiras 861.700,00
Receita Fiscal (Primária) 148.500.000,00 Receita Fiscal (Primária) 182.538.300,00
Despesa Prevista 150.000.000,00 Despesa Prevista 183.400.000,00
(-) Amortização da Dívida 2.500.000,00 (-) Amortização da Dívida 3.000.000,00
(-) Juros e Encargos (-) Juros e Encargos
Despesa Fiscal (Primária) 147.500.000,00 Despesa Fiscal (Primária) 180.400.000,00
Resultado Primário 1.000.000,00 Resultado Primário 1.955.000,00
Resultado Nominal (2.600.000,00) Resultado Nominal (6.000.000,00)