Você está na página 1de 16

Wilson Araújo – Contabilidade Pública – Aula 038 - 041

Curso de Contabilidade Pública

QUADRO DE EXECUÇÃO DE
RP NÃO PROCESSADO

Neste quadro, deverão ser informados os restos a pagar não processados inscritos até o
exercício anterior e suas respectivas fases de execução. Os restos a pagar inscritos na condição
de não processados que tenham sido liquidados em exercício anterior ao de referência deverão
compor o Quadro da Execução de Restos a Pagar Processados.

q Inscritos em Exercícios Anteriores


Compreende o valor de restos a pagar não processados relativos aos exercícios anteriores, exceto
os relativos ao exercício imediatamente anterior, que não foram cancelados porque tiveram seu
prazo de validade prorrogado.

q Inscritos em 31 de Dezembro do Exercício Anterior


Compreende o valor de restos a pagar não processados relativos ao exercício imediatamente
anterior que não foram cancelados porque tiveram seu prazo de validade prorrogado.

1 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


q Liquidados
Compreende o valor dos restos a pagar não processados, liquidados após sua inscrição e ainda não
pagos.
q Pagos
Compreende o valor dos restos a pagar não processados, liquidados após sua inscrição e pagos.
q Cancelados
Compreende o cancelamento de restos a pagar não processados por insuficiência de recursos,
pela inscrição indevida ou para atender dispositivo legal.

QUADRO DE EXECUÇÃO DE RP PROCESSADOS E RP NÃO PROCESSADOS LIQUIDADOS

Neste quadro, deverão ser informados os restos a pagar processados inscritos até o exercício
anterior nas respectivas fases de execução. Deverão ser informados, também, os restos a pagar
inscritos na condição de não processados que tenham sido liquidados em exercício anterior. Os
entes que não conseguirem fazer o controle dos restos a pagar não processados liquidados
poderão ao final do exercício transferir seus saldos para restos a pagar processados.

Não se faz necessária a coluna Liquidados, uma vez que todos os restos a pagar evidenciados
neste quadro já passaram pelo estágio da liquidação na execução orçamentária.

2 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


q Inscritos em Exercícios Anteriores
Compreende o valor de restos a pagar processados e de restos a pagar não processados liquidados
relativos aos exercícios anteriores, exceto os relativos ao exercício imediatamente anterior, que
não foram cancelados porque tiveram seu prazo de validade prorrogado.
q Inscritos em 31 de Dezembro do Exercício Anterior
Compreende o valor de restos a pagar processados e de restos a pagar não processados liquidados
relativos ao exercício imediatamente anterior que não foram cancelados porque tiveram seu prazo
de validade prorrogado.
q Pagos
Compreende o valor dos restos a pagar processados pagos e restos a pagar não processados
liquidados.
q Cancelados
Compreende o cancelamento de restos a pagar processados e de restos a pagar não processados
liquidados por insuficiência de recursos, pela inscrição indevida ou para atender dispositivo legal.

NOTAS EXPLICATIVAS

O Balanço Orçamentário deverá ser acompanhado de notas explicativas que divulguem, ao


menos:
a. o detalhamento das receitas e despesas intraorçamentárias, quando relevante;
b. o detalhamento das despesas executadas por tipos de créditos (inicial, suplementar, especial
e extraordinário);
c. a utilização do superávit financeiro e da reabertura de créditos especiais e extraordinários,
bem como suas influências no resultado orçamentário;
d. as atualizações monetárias autorizadas por lei, efetuadas antes e após a data da publicação
da LOA, que compõem a coluna Previsão Inicial da receita orçamentária;
e. o procedimento adotado em relação aos restos a pagar não processados liquidados, ou seja,
se o ente transfere o saldo ao final do exercício para restos a pagar processados ou se mantém o
controle dos restos a pagar não processados liquidados separadamente;
f. o detalhamento dos “recursos de exercícios anteriores” utilizados para financiar as despesas
orçamentárias do exercício corrente, destacando-se os recursos vinculados ao RPPS e outros
com destinação vinculada;

3 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


4 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?
5 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?
QUESTÕES

1. Assinale a alternativa que indica a demonstração e a forma em que é apurado o resultado da


execução orçamentária.
(A) No balanço orçamentário, pela diferença entre a receita arrecadada e a despesa empenhada.
(B) No balanço orçamentário, pela diferença entre a receita prevista e a despesa fixada.
(C) No balanço orçamentário, pela diferença entre a receita arrecadada e a despesa paga.
(D) Na demonstração das variações patrimoniais, pela diferença entre as variações ativas e as
variações passivas.
(E) Na demonstração das variações patrimoniais, pela diferença entre as variações quantitativas
aumentativas e as diminutivas.

2. Considere as informações, a seguir, referentes ao exercício financeiro de X1 de uma entidade


pública governamental:

Com base nestas informações, é correto afirmar que, em X1 e em milhares de reais,


(A) o excesso de arrecadação foi 230.000.
(B) o valor inscrito em restos a pagar não processados foi 160.000.
(C) o resultado de execução orçamentária foi superavitário em 150.000.
(D) o valor inscrito em restos a pagar processados foi 80.000.
(E) a variação no caixa em decorrência da execução do orçamento foi 60.000.

EXCESSO DE ARRECADAÇÃO
RP NÃO PROCESSADO
RESULTADO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
RP PROCESSADO
VARIAÇÃO FINANCEIRA

6 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


3. Ao final de um determinado exercício, os dados da execução orçamentária foram levantados
pela Contabilidade, conforme o quadro 1 a seguir.

Considerando-se as informações do quadro 1 e as regras de elaboração do Balanço


Orçamentário, pode-se afirmar que:
(A) a economia orçamentária do exercício foi de 14.900;
(B) houve superávit no orçamento de capital de 1.000;
(C) o excesso de arrecadação do exercício foi de 11.700;
(D) o orçamento da despesa corrente foi atualizado em 10%;
(E) o resultado da execução orçamentária foi de 15.000.

ECONOMIA ORÇAMENTÁRIA
EO = DF TOTAL – DESPESA EMPENHADA
EO = DF TOTAL + SUPLEMENTAÇÃO – ANULAÇÃO DE DOTAÇÃO – DESPESA EMPENHADA

SUPERÁVIT NO ORÇAMENTO DE CAPITAL


EXCESSO DE ARRECADAÇÃO
ATUALIZAÇÃO DO ORÇAMENTO CORRENTE
RESULTADO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA

7 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


4. O Balanço Orçamentário será preparado, considerando as informações das classes 5 e 6 do
PCASP, e será complementado por nota explicativa detalhando as despesas executadas por tipos
de créditos. Será informado, ainda, o montante da movimentação financeira relacionado à
execução do orçamento do exercício, bem como os valores referentes à abertura de créditos
adicionais e aos cancelamentos de crédito, de forma a evidenciar a diferença entre a dotação
inicial e a atualizada. Adicionalmente ao Balanço Orçamentário, devem ser incluídos os quadros
demonstrativos:
(A) de execução dos restos a pagar não processados e de execução dos restos a pagar processados
e não processados liquidados;
(B) de déficit e de superávit;
(C) de refinanciamento e de saldos de exercícios anteriores;
(D) de operações de crédito e de reservas contingenciais;
(E) de amortização da dívida e de desembolso com pessoal.

5. Apresenta as receitas detalhadas por categoria econômica, origem e espécie, especificando a


previsão inicial, a previsão atualizada para o exercício, a receita realizada e o saldo a realizar.
Demonstra também as despesas por categoria econômica e grupo de natureza da despesa,
discriminando a dotação inicial, a dotação atualizada para o exercício, as despesas empenhadas,
as despesas liquidadas, as despesas pagas e o saldo da dotação.
(A) Balanço Patrimonial.
(B) Balanço Financeiro.
(C) Balanço Orçamentário.
(D) Demonstração das Variações Patrimoniais.

6. O Balanço Orçamentário demonstrará a receita e despesas previstas em confronto com as


realizadas. Analise as opções abaixo e assinale a correta.
(A) A economia orçamentária ocorre quando a despesa realizada é maior que a despesa fixada.
(B) O superávit orçamentário ocorre quando a despesa realizada é maior que a receita arrecadada.
(C) O déficit orçamentário ocorre quando a despesa realizada é menor que a receita arrecada.
(D) O excesso de arrecadação ocorre quando a receita arrecadada é menor que a receita estimada.
(E) A insuficiência de arrecadação ocorre quando a receita arrecadada é menor que a receita
estimada.

7. De acordo com a Norma NBC T 16.6 –Demonstrações Contábeis (Resolução CFC nº


1.133/2008), os modelos de demonstrações contábeis elaborados em formato reduzido,
objetivando complementar o processo de comunicação contábil, são denominados:
(A) elementos não relevantes.
(B) itens não significantes.
(C) comunicações irrelevantes.
(D) versões simplificadas.
(E) designações genéricas.

8 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


8. Um determinado ente público, disponibilizou algumas informações, do seu orçamento, bem
como, sua realização de um determinado exercício financeiro.
Essas informações foram as seguintes:
Receita Prevista: R$ 510.000,00
Despesa Fixada: R$ 505.000,00
Receita Arrecadada: R$ 500.000,00
Despesa Executada: R$ 502.000,00
Considerando as informações acima, pode-se afirmar que o resultado orçamentário apurado
nesse exercício financeiro foi:
A) deficitário em R$ 2.000,00.
B) superavitário em R$ 3.000,00.
C) deficitário em R$ 10.000,00.
D) superavitário em R$ 2.000,00.
E) superavitário em R$ 5.000,00.

RESULTADO ORÇAMENTÁRIO

9 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


9.

Instruções: Para responder a questão de número 10, considere o Balanço Orçamentário da


Prefeitura Alfa referente ao exercício financeiro de X1.

10 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


10. Pela análise do Balanço Orçamentário, é correto afirmar que
(A) a inscrição de restos a pagar processados foi R$ (mil) 1.900,00.
(B) a inscrição de restos a pagar não processados foi R$ (mil) 1.500,00.
(C) houve abertura de créditos adicionais.
(D) o resultado de execução orçamentária foi deficitário em R$ (mil) 500,00.
(E) não houve economia na realização da despesa.

BALANÇO FINANCEIRO

O Balanço Financeiro (BF) evidencia as receitas e despesas orçamentárias, bem como os


ingressos e dispêndios extraorçamentários, conjugados com os saldos de caixa do exercício
anterior e os que se transferem para o início do exercício seguinte.

ESTRUTURA

O Balanço Financeiro é composto por um único quadro que evidencia a movimentação


financeira das entidades do setor público, demonstrando:
a. a receita orçamentária realizada e a despesa orçamentária executada, por fonte / destinação
de recurso, discriminando as ordinárias e as vinculadas;
b. os recebimentos e os pagamentos extraorçamentários;
c. as transferências financeiras recebidas e concedidas, decorrentes ou independentes da
execução orçamentária, destacando os aportes de recursos para o RPPS; e
d. o saldo em espécie do exercício anterior e para o exercício seguinte.

11 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


12 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?
DEFINIÇÕES

• Receitas e Despesas Orçamentárias Ordinárias


Compreendem as receitas e despesas orçamentárias de livre alocação entre a origem e a aplicação
de recursos, para atender a quaisquer finalidades.
• Receitas e Despesas Orçamentárias Vinculadas
Compreendem as receitas e despesas orçamentárias cuja aplicação dos recursos é definida em lei,
de acordo com sua origem.
A identificação das vinculações pode ser feita por meio do mecanismo fonte / destinação de
recursos. As fontes / destinações de recursos indicam como são financiadas as despesas
orçamentárias, atendendo sua destinação legal.

13 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


• Transferências Financeiras Recebidas e Concedidas
Refletem as movimentações de recursos financeiros entre órgãos e entidades da administração
direta e indireta.
Podem ser orçamentárias ou extraorçamentárias. Aquelas efetuadas em cumprimento à execução
do Orçamento são as cotas, repasses e sub-repasses. Aquelas que não se relacionam com o
Orçamento em geral decorrem da transferência de recursos relativos aos restos a pagar. Esses
valores, quando observados os demonstrativos consolidados, são compensados pelas
transferências financeiras concedidas.
• Recebimentos Extraorçamentários
Compreendem os ingressos não previstos no orçamento, por exemplo:
a. ingressos de recursos relativos a consignações em folha de pagamento, fianças, cauções, dentre
outros; e
b. inscrição de restos a pagar.
Art. 103 Parágrafo único. Os Restos a Pagar do exercício serão computados na receita
extraorçamentária para compensar sua inclusão na despesa orçamentária.
• Pagamentos Extraorçamentários
Compreendem os pagamentos que não precisam se submeter ao processo de execução
orçamentária, por exemplo:
a. relativos a obrigações que representaram ingressos extraorçamentárias (ex. devolução de
depósitos); e
b. restos a pagar inscritos em exercícios anteriores e pagos no exercício.
• Saldo do Exercício Anterior e Saldo para o Exercício Seguinte
Compreendem os saldos dos recursos financeiros e o valor das entradas compensatórias no ativo
e passivo financeiros.

ELABORAÇÃO

O Balanço Financeiro será elaborado utilizando-se as seguintes classes do Plano de Contas


Aplicado ao Setor Público (PCASP):
a. Classes 1 (Ativo) e 2 (Passivo) para os Recebimentos e Pagamentos Extraorçamentários, bem
como para o saldo em espécie do exercício anterior e o saldo em espécie a transferir para o
exercício seguinte;
b. Classe 3 (Variações Patrimoniais Diminutivas) para as Transferências Financeiras Concedidas;
c. Classe 4 (Variações Patrimoniais Aumentativas) para as Transferências Financeiras Recebidas;
d. Classe 5 (Orçamento Aprovado) para a Inscrição de Restos a Pagar; e
e. Classe 6 (Execução do Orçamento) para a Receita Orçamentária, Despesa Orçamentária e
Pagamento de Restos a Pagar.

Classes 1 (Ativo) e 2 (Passivo); Classe 3 (Variações Patrimoniais Diminutivas; Classe 4 (Variações


Patrimoniais Aumentativas); Classe 5 (Orçamento Aprovado); Classe 6 (Execução do
Orçamento).

14 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


Os Ingressos (Receitas Orçamentárias e Recebimentos Extraorçamentários) e Dispêndios
(Despesa Orçamentária e Pagamentos Extraorçamentários) se equilibram por meio da inclusão
do Saldo em Espécie do Exercício Anterior na coluna dos Ingressos e do Saldo em Espécie para o
Exercício Seguinte na coluna dos Dispêndios.
RO + REO + AS = DO + DEO + SF

As receitas e despesas orçamentárias deverão ser segregadas quanto à destinação em ordinárias


e vinculadas. Deverão ser detalhadas, no mínimo, as vinculações à educação, saúde, previdência
social (RPPS e RGPS) e seguridade social. Como a classificação por fonte / destinação de recursos
não é padronizada para a Federação, cabe a cada ente adaptá-la à classificação por ele adotada,
criando uma linha para cada fonte / destinação de recursos existente.

Recomenda-se que as vinculações agrupadas nas linhas Outras Destinações de Recursos não
ultrapassem 10% do total da receita ou despesa orçamentária.

15 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


NOTAS EXPLICATIVAS

Algumas operações podem interferir na elaboração do Balanço Financeiro, como, por exemplo,
as retenções.
Dependendo da forma como as retenções são contabilizadas, os saldos em espécie podem ser
afetados.
Se o ente considerar a retenção como paga no momento da liquidação, então deverá promover
um ajuste no saldo em espécie a fim de demonstrar que há um saldo vinculado a ser deduzido.
Entretanto, se o ente considerar a retenção como paga apenas na baixa da obrigação, nenhum
ajuste será promovido.

Dessa forma, eventuais ajustes relacionados às retenções, bem como outras operações que
impactem significativamente o Balanço Financeiro, deverão ser evidenciados em notas
explicativas.

As receitas orçamentárias serão apresentadas líquidas de deduções. O detalhamento das


deduções da receita orçamentária por fonte/destinação de recursos pode ser apresentado em
quadros anexos ao Balanço Financeiro ou em Notas Explicativas.

16 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?