Você está na página 1de 2

CASA PIA DE LISBOA

CED D. Nuno Álvares Pereira

-- TESTE FORMATIVO DE PORTUGUÊS --

Educando: Ano / Turma: N.º:


Avaliação:
A professora: O Enc. de Educ.:

Compreensão Global da obra O Cavaleiro da Dinamarca

I – VERDADEIRO OU FALSO?

De acordo com o conto, assinala se as seguintes frases são verdadeiras ou falsas.

V F
a) A história tem início num país do Norte da Europa. Esse país é a Finlândia.
b) A ação do conto decorre no século XIX.
c) A personagem principal é designada de acordo com o seu nome próprio.
d) No conto, ficas a conhecer o modo como a família do protagonista festeja a Páscoa.
e) Certo Natal, o Cavaleiro comunica à família que quer viajar até Veneza.
f) O Cavaleiro informou que estaria de regresso a casa dentro de 2 anos.
g) O Cavaleiro deixa a sua terra natal na Primavera.
h) O peregrino chega ao destino (as costas da Palestina) muito antes do Natal.
i) Nesse ano, o Cavaleiro passou a noite de Natal na gruta de Belém, a rezar.
j) Em Jafa, o Cavaleiro só embarcou em meados de Fevereiro por causa do sol.
k) Em Veneza, o Cavaleiro ficou alojado no palácio do Mercador.
l) Conheceu a história de Vanina, que vivia com o seu tutor num castelo de oiro.
m) Os jovens rapazes de Veneza costumavam ir ver a jovem rezar e bordar.
n) Guidobaldo ofereceu à rapariga mais bela de Veneza um colar.
o) Vanina e Guidobaldo fugiram num navio.
p) Em Florença, em casa de Averardo, o Cavaleiro ouve falar de Cimabué e Giotto.
q) Em casa do banqueiro Averardo, também ouve falar de Dante e Doroteia.
r) Em Antuérpia, em casa do flamengo, o Cavaleiro espantou-se com os vinhos.
s) Na floresta, no meio da escuridão, o Cavaleiro recebe a ajuda de uma luz.
t) O Cavaleiro chegou a casa na antevéspera do Natal.
II – RESUMO DO CONTO

Ordena as seguintes frases de forma a fazeres um resumo do conto.

Em Veneza, instalado em casa de um mercador, o Cavaleiro ouve contar a bela história de


amor de Vanina e Guidobaldo.
Enquanto espera por um navio, o Cavaleiro visita algumas cidades italianas e fica admirado
com a beleza dos seus monumentos e com as suas riquezas.
O Cavaleiro festeja o Natal com a família e decide partir em peregrinação até à Palestina
1
(Terra Santa).
Em Florença, em casa do banqueiro Averardo, contam-lhe a história de Giotto, o famoso
pintor, e a fantástica viagem de Dante ao reino dos mortos.
Na Palestina visita Jerusalém e os seus lugares sagrados. Passa a noite de Natal a rezar na
gruta onde Cristo nasceu.
No regresso, é obrigado a parar em Itália devido a uma tempestade que desmantela o navio
que o levava de volta à Dinamarca.
Deixando Florença, o Cavaleiro dirige-se ao porto de Génova, mas fica muito doente e
procura abrigo num mosteiro.
O Cavaleiro também não consegue encontrar nenhum navio na Flandres e, desesperado,
decide ir a cavalo até à Dinamarca.
Ao chegar a Génova, o cavaleiro não consegue embarcar e decide ir a cavalo até ao porto
da Flandres.
Em Antuérpia, na Flandres, o Cavaleiro é recebido por um negociante flamengo, amigo de
Averardo, e ouve a história de Pêro Dias, um marinheiro português.
No dia 23 de Dezembro, chega a uma povoação que ficava a poucos quilómetros da sua
floresta. Descansa essa noite em casa de um amigo e parte na madrugada, rumo a casa.
Finalmente, o Cavaleiro consegue chegar, graças ao grande pinheiro que se encontrava
junto à sua casa, que se ilumina para lhe indicar o caminho.
O Cavaleiro caminha o dia todo, para numa pequena aldeia de lenhadores, que o tentam
convencer a passar a noite na aldeia, pois era perigoso atravessar a floresta à noite.
O Cavaleiro quer chegar a casa e decide continuar, mas a floresta é densa e escura, e o
cavaleiro não consegue encontrar o caminho para casa.

Você também pode gostar