Você está na página 1de 3
Observações gerais : Boa aula. Os alunos estavam mais à vontade para tirar suas dúvidas

Observações gerais: Boa aula. Os alunos estavam mais à vontade para tirar suas dúvidas durante a aula, recebendo a atenção completa do professor. Algumas pessoas se identificaram como vítimas e isso é natural no processo de aprendizagem, pois um bom sedutor conhece bem a sua vítima. Usei o relatório da Júlia Viana e da Thamires Araujo.

Sobre a sala: Tudo certo.

Alunos inscritos: 49C + 1F + 1LE Alunos presentes: 41C + 1F + Bárbara e Eduardo (convidados do Heni)

A ARTE DA SEDUÇÃO

Professor: Heni Ozi Cukier Monitora: Jéssica Linhares Sala: Vermelha

Aula 3 – Padrões e personalidades: antissedutor e arquétipos de vítimas

24/04/2017

O antissedutor

Todas as pessoas possuem inseguranças, mas o antissedutor é aquele que as

demonstra em demasia. Uma pessoa bruta é um tipo de pessoa antissedutora,

porque é preciso entender que a sedução é como uma dança, é um ritual, um

processo que demanda paciência. Da mesma maneira, a falta de paciência é um

problema de pessoas sufocantes, que são antissedutoras por não perceberem os

sinais que o outro está mandando. Uma pessoa mesquinha também não é sedutora,

pois não há sedução sem doação. Também se deve tomar cuidado com a moralização,

deve-se levar em conta que o processo de sedução é amoral e, nele, vale tudo; com

a

verborragia, pois a sedução é composta, principalmente, de elementos não-verbais,

e

com as críticas em excesso, que podem afastar as pessoas.

Arquétipos de vítimas

Existe um tipo de alvo de sedução considerado noviço, que é aquela pessoa

que alimenta uma constante curiosidade em relação à vida. Seduzi-lo é relativamente

fácil: basta demonstrar experiência e saber conduzir a vítima na vida. Já para seduzir

um conquistador, é preciso não se deixar intimidar por ele e por suas atitudes muitas

vezes agressivas. As pessoas assim classificadas possuem uma energia inesgotável.

O método de sedução é deixar que eles pensem que estão no controle e apresentar

desafios o tempo todo, já que eles gostam do jogo da conquista. Assim, para seduzi-

RUA DR. MARIO FERRAZ, 414 JD PAULISTANO 01453 011 SÃO PAULO SP T 3707 8900 WWW.CASADOSABER.COM.BR

lo, o coquete é um bom perfil. Há também o fetichista exótico, geralmente uma pessoa

lo, o coquete é um bom perfil. Há também o fetichista exótico, geralmente uma pessoa que possui certa aversão a si mesma e que busca o estranho, aquilo que é muito diferente. Rebelde, não se conforma com o convencional. Para conquistá-lo, é necessário ser teatral, exagerado, deixar que ele iluda a si mesmo. Contudo, esta sedução precisa de uma manutenção constante, para que o que era, a princípio, diferente, não se torne uma característica comum e o entedie. Um tipo de vítima que gosta de ser o centro das atenções é o da rainha do drama. É uma pessoa que precisa de público e que foge do tédio sempre procurando um novo problema. Este tipo, no entanto, não se conquista com gentilezas: sendo o desconsolo o que a atrai, é necessário fornecer a ela certa dose de sofrimento psíquico. Podem ser classificadas como vítimas do tipo professor aquelas pessoas que são analíticas, críticas e gostam de se sentir superiores. Por, geralmente, apresentarem certa insegurança no que se refere a seu físico, possuem um lado ligeiramente masoquista. Seu mais íntimo desejo é escapar do domínio mental de sua vida e, por isso, são suscetíveis de serem seduzidos pelo tipo sereia ou libertino:

para conquistá-los, é necessário deixar que eles se sintam seguros e conquistadores. Já para seduzir pessoas que correspondam ao tipo bela, é necessário, sim, valorizar sua beleza, mas o foco deve ser feito em outros aspectos de sua personalidade, pois trata-se de pessoas que estão acostumadas em chamar a atenção por sua beleza física.

O bebê crescido é o tipo de pessoa que procura alguém que seja mais adulto

e mais responsável. O risco corrido ao tentar seduzir este tipo de pessoa é o de deixar que ela se entregue demais ao narcisismo. O salvador, por sua vez, ao contrário do bebê crescido, refere-se a pessoas que se sentem poderosas e que valorizam a sensação de que outras pessoas precisam delas. Este tipo é atraído por pessoas que aparentam fraqueza: deve-se, no entanto, ao tentar seduzir este tipo de alvo, tomar cuidado com os exageros. Este resgate não precisa, necessariamente, ser físico: eles também são seduzidos quando são capazes de salvar uma pessoa moralmente. Uma pessoa pode corresponder também ao tipo debochado: para conquistá- la é necessário levar em conta que, apesar de apresentar um exterior cético, seu interior, muitas vezes, é sentimental. Assim, a inocência pode ser uma arma importante para mexer com esse tipo de pessoa. Há, ainda, os adoradores de ídolos, pessoas que buscam meios de preencher seu vazio interior e a todo o momento procuram novas causas que apresentem esta perspectiva. Esse tipo de pessoa, geralmente, é mental e possui autoestima baixa. Para seduzi-los, deve-se apresentar como causa a ser adorada, tomando sempre cuidado para não demonstrar fraquezas,

o que romperia com a aparência de ídolo que é tão importante para este tipo de

RUA DR. MARIO FERRAZ, 414 JD PAULISTANO 01453 011 SÃO PAULO SP T 3707 8900 WWW.CASADOSABER.COM.BR

pessoa. Existem dois tipos muito difíceis de serem seduzidos: o líder solitário e o gênero

pessoa.

Existem dois tipos muito difíceis de serem seduzidos: o líder solitário e o

gênero flutuante. O primeiro é uma pessoa que já viveu muitas experiências

diferentes, que conquistou uma posição de destaque e que, por isso, já foi muito

bajulado. A única forma de conquistar este tipo de pessoa é apresentar-se como um

igual a ele, rompendo com o que ele está acostumado a vivenciar. Já as pessoas de

gênero flutuante são semelhantes ao dândi e a dificuldade em conquistá-los está no

fato de que elas escondem ao máximo de outras pessoas suas características mais

profundas.

Observação: Este relatório foi preparado pela monitora do curso, uma estudante universitária, com base em suas anotações da aula. É apenas uma versão do conteúdo apresentado, destinada a apoiar o aluno em seus estudos. Não substitui a presença no curso, nem outras pesquisas sobre o tema, podendo conter eventuais incorreções – caso identifique alguma, por favor, aponte-a.

Jéssica Linhares

Monitora Casa do Saber Fone: +55 (11) 3707 8900 / Fax: +55 (11) 3707 8903 E-mail: jessica@casadosaber.com.br R. Dr. Mario Ferraz, 414 - Jardim Paulistano São Paulo – SP – Brasil – CEP: 01453-011

------------------------------------------------------------

www.casadosaber.com.br

RUA DR. MARIO FERRAZ, 414 JD PAULISTANO 01453 011 SÃO PAULO SP T 3707 8900 WWW.CASADOSABER.COM.BR