Você está na página 1de 1

Encontros | Português, 12.

º ano Retoma | Educação Literária

Ficha 3 Gil Vicente, Farsa de Inês Pereira

• Variedade temática: luta entre forças opostas; relacionamento humano, familiar e


amoroso; oposição dos valores tradicionais e convencionais a valores individuais e
pessoais; recurso frequente ao equacionamento de um triângulo amoroso.
• Personagens: reduzido número de personagens; abundância de tipos sociais
Género literário característicos da época.
Farsa • Estrutura interna: delineamento de uma intriga com um nó, desenvolvimento e
desenlace.
• Estrutura externa: ausência de divisão em atos e de marcação de cenas.
• Dimensão satírica: presença de sátira, fonte de cómico.
• Outras características: despreocupação com as unidades de tempo e espaço;
utilização de poucos recursos cénicos.

Inês solteira
• Insatisfação de Inês com a sua vida de solteira.
• Projeto de libertação de Inês: o casamento como forma de emancipação.
• Recusa de casamento com o rústico Pêro Marques → recusa do modo de vida
popular.
• Antagonismo entre Inês e a Mãe (conflito intergeracional): oposição de interesses e
conceções de vida → marido ideal: homem “avisado”, com hábitos de corte (Inês) vs.
homem que garanta estabilidade económica (Mãe).

Inês casada com o Escudeiro


Enredo • Centralidade do encontro de Inês Pereira com Brás da Mata: ilusão de Inês (homem
“avisado”) → anseio de promoção social (modo de vida cortês).
• Reforço do antagonismo entre Inês e a Mãe (conflito intergeracional).
• Casamento de Inês e de Brás da Mata; transformação da ilusão do primeiro encontro
em desencanto (carácter autoritário e tirano de Brás da Mata).
• Viuvez de Inês (o Escudeiro morre em África), que volta a estar livre.

Inês casada com Pêro Marques


• Casamento com Pêro Marques (aprendizagem pela experiência → perceção dos
perigos do anseio de promoção social → alteração de atitude: aceitação do modo de
vida popular).
• Relação extraconjugal com o Ermitão (emancipação/liberdade).

• Modo de vida popular (Pêro Marques) vs. modo de vida cortês (Escudeiro).
Representação
• Cerimónia do casamento; conceções de vida e de casamento (Mãe e Lianor vs.
do quotidiano
Inês).
• Episódio relatado por Lianor Vaz (devassidão do clero).

• Mundo às avessas / subversão da ordem social estabelecida:


– crise de valores (hipocrisia, tirania, adultério, devassidão do clero, culto da
Dimensão
aparência);
satírica
– conflitos sociais em potência (casamento entre pessoas de classes sociais distintas).
• Mecanismos: personagens-tipo (tipos sociais característicos da época); recurso ao
cómico (de situação, de carácter e de linguagem).
Fonte: Encontros – 10.º Ano, p. 185.