Você está na página 1de 16
San’Graal Capítulo Templário Nossa Senhora Mãe de Deus Porto Alegre – RS – Brasil Número
San’Graal
Capítulo Templário Nossa Senhora Mãe de Deus
Porto Alegre – RS – Brasil
Número 06
2017
9 - Jesus disse: "Vejam, o semeador saiu, tomou um punhado (de sementes) e (as)

9 - Jesus disse: "Vejam, o semeador saiu, tomou um punhado (de sementes) e (as) espalhou. Algumas caíram no caminho, e os pássaros vieram e as apanharam. Outras caíram na rocha e não criaram raiz no solo e não produziram brotos de grão. Outras caíram em espinhos e estes sufocaram as sementes e os vermes as devoraram. E outras caíram em solo bom, e ele produziu uma boa colheita: rendeu sessenta por medida e cento e vinte por medida".

10 - Jesus disse: "Lancei fogo sobre o mundo, e veja, observo-o até que ele arda".

Evangelho Segundo Tomé

2

A nfiteatro da E terna S abedoria PRIMEIRO GRAU PROLOGÉTICO (continuação) Heinrich Khunrath 1609 3

Anfiteatro

da

Eterna

Sabedoria

PRIMEIRO GRAU PROLOGÉTICO

(continuação)

Heinrich Khunrath

1609

A nfiteatro da E terna S abedoria PRIMEIRO GRAU PROLOGÉTICO (continuação) Heinrich Khunrath 1609 3

3

01 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

60. → Assim eles comerão o fruto da sua via e eles ficarão saciados com os seus conselhos.

 

60. Assim eles comerão o fruto da sua via, e eles ficarão saciados com os seus conselhos.

Pr 1, 31.

 

Assim eles comerão - Eles desfrutarão portanto dos frutos dos seus estudos e dos seus trabalhos, que estão diametralmente em contradição com os frutos da Teo-sofia (Sabedoria Divina).

E quais são os frutos destes trabalhos?

Eles são realmente bem escolhidos; por exemplo: a vaidade, o engano, os sofismas, a avareza (raiz de todos os males), o orgulho (que Deus quebra), a confiança enganadora, a loucura, o desespero, a ignomínia, a tristeza, os remorsos da má consciência (cujo verme roedor não se cansa), a confusão e a morte eterna que é o inferno.

Que eles usem portanto dos seus conselhos perversos até à saturação e mesmo até à náusea.

Porque não quererão obedecer à Sabedoria verdadeira, eles serão abandonados (pelo justo julgamento de Deus) aos pensamentos reprovados, afim que eles obedeçam ao espírito das trevas, da mentira, do erro e da sedução, e se percam na ignomínia.

E não é sem razão, visto que eles mesmos o quiseram; eles abandonaram Deus; por esta

razão, Deus, em retorno os abandonará à sua justiça, afim que pelos seus conselhos

perversos, eles se dividam perversamente e percam.

A perdição deles virá deles próprios. Eles a quiseram; eles a terão.

02 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

61. → A aversão das crianças os fará morrer e → a prosperidade dos loucos os perderá.

 

61. Porque o repouso dos simples os fará morrer e a prosperidade dos loucos os perderá.

Pr 1, 32.

 

A aversão das crianças - Esta revolta ou rebelião os conduzirá à morte, porque o mau conselho é para o doador de maus conselhos.

4

A prosperidade dos loucos - O coração dos ímpios ficará de tal modo cego pelo sucesso das coisas mundanas, na presença do mundo, que eles bem menos poderão receber a correção salutar.

Pela cruz e pela tribulação, a voz de Deus recorda à penitência.

03 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

62. Mas → aquele que me escutar repousará sem terror, e → desfrutará da abundância, sem temor de qualquer mal.

 

62. Mas aquele que me obedece habitará na confiança e repousará longe do temor do mal.

Pr 1, 33.

 

Aquele que me escutar - Ver versículos 336 e 337, com alguns dos precedentes e dos seguintes.

A piedade não pode dar a ninguém o temor dos males e das penalidades, mas pelo contrário a esperança e a recompensa da vida; porque ela é a árvore de vida cujos frutos são a paz e a alegria do Espírito.

Desfrutará da abundância - O Senhor encherá os pobres de bens e cumulará de riquezas aqueles que estão privados delas.

Glória e riquezas na casa daqueles que temem o Senhor.

É por isso que, retamente e sabiamente, o homem sábio conclui e adverte assim:

04 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

63. → Melhor é a Sabedoria que as forças, e o ser humano prudente, que o ser humano forte.

 

63. Este versículo falta no texto grego.

Sb 6, 1.

   

Melhor é a Sabedoria - Porque ela é a fonte de todos os Bens, conforme o Sábio nos ensinou sabiamente várias vezes neste prólogo. Ver versículos 45 e 327.

5

E certamente a Sabedoria Divina ultrapassa qualquer força; porque freqüentemente uma

grande potência é subjugada pela sua única, séria e devota oração.

Assim Moisés, pelas suas mãos levantadas ao céu domina o poder de Amaleque (Ex 14,

11).

Josafá, com um único hino dominou a força dos filhos de Amom e de Moabe e dissipou o exército deles (2 Paralip. 20, 22).

Quantas vezes David não acalmou com os seus hinos a ferocidade de Saul e de outros

inimigos?

Aqueles que conhecem a natureza oculta das coisas poderiam produzir um grande número de documentos semelhantes que o vulgar considera como sendo milagres.

E os heróis tiraram grande socorro das forças da Natureza, como atesta a história.

Quantas vezes, com efeito, por uma insígnia prudência, uma vitória não foi obtida, ou qualquer outra vantagem, ou então um povo não foi liberto?

O Egito não foi salvo pela Sabedoria de José? A Pérsia pela de Daniel? O povo israelita

pela de Moisés? Nestas ocasiões, certo, a Sabedoria foi melhor que as forças.

05 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

64. Escutem portanto (também) ó Reis e compreendam; estejam informados, juizes da terra inteira.

 

64. → Escutem portanto, Reis, e prestem atenção, e estejam informados, juizes da terra inteira.

Sb 6, 2.

 

Escutem portanto, Reis - Vocês todos que colocam a vossa confiança nas armas e nas guerras; porque não formam os vossos exércitos com soldados da Sabedoria, aplicando-se

à Divina Cabala e à Magia Celeste, que protegeriam os vossos estados e combateriam com

as armas da Sabedoria e da Prudência?

Porque é que não procuram os vossos José e os Daniel que têm um apoio muito firme e têm armas na virtude e na Sabedoria Divina e Natural?

Pela palavra Reis, o Sábio entende também aqui todos os Magistrados, os Reitores e os governadores Eclesiásticos, Políticos e Escolásticos, da vontade, do governo e da administração dos quais depende o Universo inteiro.

6

06 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

65. Escutem, vocês → que contêm → as multidões e que se satisfazem no grande número das nações.

   

65. Escutem, vocês os moderadores do povo, que se glorificam na multidão das nações.

Sb 6, 3.

 
 

Que contêm - Tanto no estado Eclesiástico e Escolástico, como Político.

Vocês que gostam de ser chamados intérpretes e possuidores da Sabedoria verdadeira e dos seus Bens e Dons nas Universidades, nas Academias, etc., vocês, digo eu, que contêm, isto é, que regem e governam as multidões da juventude, vocês (digo eu e vocês dizem também atestando as razões do vosso cargo) são também Reis, isto é, Reitores dos povos; aprendam portanto e ensinem a Sabedoria, diz o Sábio; não nas extravagâncias fanáticas de certos Pagãos insensatos (entre os quais esse tenebroso Aristóteles que é o príncipe e o mestre) mas antes nas fontes dos livros da Sacro-Santa Escritura e da Natureza, e por Deus ele próprio, falando Teosoficamente na vossa ipseidade (propriedade) Divinamente purgada e iluminada.

O amador da Sabedoria verdadeira provará e julgará portanto Todas as Coisas pela lei e pelo testemunho dos referidos livros; o Fogo Físico, que atesta Deus, dará Físico- Quimicamente testemunho da Verdade; a Experiência que recusa o silogismo confirmará a Verdade pelo selo da Prática.

Que a autoridade do homem mentiroso não reine portanto nas escolas, mas a única Verdade da vontade Divina, segundo a Sacro-Santa Escritura, a Natureza e as vossas consciências retas.

As multidões - Não nos devemos glorificar da multidão do povo, mas da administração prudente que tem lugar com a ajuda de homens sábios que podem dobrar as almas dos homens, que os podem conciliar e que os podem conter nos seus deveres; que se podem aperceber das coisas úteis, prever as desgraças, desfazer os inimigos, pela piedade, pela virtude, a oração, a prudência.

07 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

66. Porque esse poder vos é dado pelo Senhor e → essa grandeza pelo Altíssimo, → que interrogará as vossas obras e escrutinará as vossas cognições.

 

66. Porque essa dominação vos é dada pelo Senhor e esse poder pelo Altíssimo, que se inquirirá das vossas obras e perscrutará os vossos conselhos.

Sb 6, 4.

 

7

Essa grandeza pelo Altíssimo - Porque não é suficiente ter Estados, multidões de povos e o poder sobre eles; mas é necessário também pedir ao Senhor a Sabedoria e a Prudência para governar o povo; pedindo-a, de procurá-la; procurando-a, de dominá-la; depois de -la dominado, de segui-la.

Porque, do Soberano Governador de todas as coisas emana o poder sobre os povos e o uso equitativo da Sabedoria.

Não dirijam por conseguinte o povo pelos vossos únicos conselhos humanos, mas antes pelos conselhos divinos, o que deve ser procurado e encontrado pela Sabedoria Teo- sófica.

Que interrogará, etc. - Vejam portanto, Tiranos, aquilo que teriam de responder pela vossa tirania, tanto para com os estrangeiros, como para com os vossos súbditos; e vocês Teo- sofistas, pelo fanático, o ímpio, o blasfemo, o inconvertível, que vocês deformam insolentemente o espírito com a vossa monomania de disputar; e vocês, juízes perversos, pelas injustiças que vocês exercem impudicamente; e vocês Pseudo-Médicos e Acadêmicos duma certa espécie (porque se encontram ortodoxos) pelos vossos chefes ou mestres cegos e coxos cujas autoridades pestilentas (enquanto que, maliciosamente vocês dão menos importância aos livros da Sacro Santa Escritura e da Natureza; de Deus ele próprio, não escutando o Espírito da Sabedoria; do Fogo, muito artificioso e muito sagaz interprete da Natureza; da Experiência, enfim, que presta um testemunho incontestável da Verdade) impregnam e governam perversamente os vossos sentidos, a vossa razão e o vosso espírito, nos segredos da Natureza; e pelos quais vocês são imbuídos e seduzidos nos pontos mais necessários da Doutrina salutar; e vocês (cuja consciência, em alguns reclama ela própria) que imbuis sinistramente, que seduzis muito perniciosamente e fazeis delirar a mais terna flor da juventude.

Desgraça, desgraça no dia do julgamento para vocês que perpetram tais e tão numerosas coisas.

Eu não estou a imaginar isto; antes de mim muitos santos Pais vituperaram do fundo da alma contra este mal diabólico; e comigo vituperam os mais Doutos homens dos tempos passados assim como da nossa época, entre os quais Reuchlin, Erasmo, H.C. Agrippa, Phillipus Aureolus Paracelso, Vigelius, e outros, realmente famosos pelo estudo da Sabedoria, quase incontáveis, e mesmo todos aqueles que com todo o seu coração querem ver a verdade sã e salva.

Reentrem portanto em vocês próprios, vocês todos que são assim e tão freqüentemente admoestados e convertam-se ao melhor; reformem o vosso perverso método de ensinar e de aprender, e atribuam por fim a palma à verdade.

Mas eu tenho efetivamente receio que os cães raivosos não consigam suportar a corrente. Ó tempos! Ó costumes!

8

08 de Março

Versão antiga ou Vulgata

Passagens

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

 

citadas da

Sacro

Santa

 

Escritura

67. Porque, quando vocês eram ministros dos Reinos, → vocês não julgaram retamente e não guardaram → A Lei Da Justiça, nem caminharam segundo → a vontade de Deus.

 

67. Porque, quando vocês eram → ministros do seu Reino, vocês não julgaram retamente e não conservaram a lei, nem seguiram o conselho de Deus.

Sb 6, 5.

 
 

Ministros do seu Reino - Donde é evidente que os Reinos pertencem a Deus e são apenas concedidos por algum tempo aos príncipes.

Visto portanto, ó Reis e Príncipes, que vocês todos só são ministros de Deus e dos seus Reinos, cuidem-se de não administrar o Reino pela vossa vontade, mas pela de Deus vosso Senhor.

A justiça de Deus é a vontade de Deus que vocês precisam de procurar pelo Espírito da

Sabedoria; se for de outra forma, vocês ainda não aprenderão a julgar retamente.

Vocês não julgaram retamente - Vocês não ensinaram retamente, vocês que são escravos das mentiras dos Gregos; vocês foram e vocês são os sedutores e os depravadores da terna juventude. Ó pestilenta audácia!

É por isso que, advertidos pelo nosso Sábio, e por tantos fieis e amados intérpretes da

Sabedoria, tendo abandona a luz das mentiras dos Pagãos não esclarecidos, e relegados ao exílio para lá dos montes Cáspios, convertam-se por fim à verdade, e, apressem-se para a fonte super-celeste da Sofia católica e tri-una, Orando e Laborando Teo-soficamente com ardor, Cristiano-Cabalisticamente, Divino-magicamente, Físico-Quimicamente de acordo com as Leis e a Doutrina deste Anfiteatro, e dos livros, digo eu, da Sacro Santa Escritura e da Natureza, e em vocês mesmos regenerados pelo método da penitência e iluminados por um raio da Teosofia, extraiam então este licor celestial, e bebam para a saturação das

vossas almas.

Penetrem nessas profundezas, não Sofisticamente, mas Teosoficamente; vocês encontrarão então a mina da Sabedoria; e por ela, as águas vivas e jorrantes que contêm a verdade Física, Físico-Médica, Físico-Química, Físico-Mágica, Hiperfísico-Mágica, Ética, Política, Cabalística, Teosófica, Universal.

Fisicamente e Eticamente que os Cristãos e os Gregos (sem falar das obras e dos escritos dos outros) cobrem de confusão os antagonistas da Verdade.

A lei da Justiça - Divina, tri-una, Divinamente colocada na Sacro Santa Escritura, na Natureza e nas vossas Consciências.

A vontade de Deus - Biblicamente, Macro e Micro-Cosmicamente revelada e transmitida nas coisas acima citadas.

9

09 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

68. → Ele aparecerá a vós horrivelmente, e dentro de pouco tempo, porque → o julgamento será muito duro para aqueles que governam.

 

68. Ele virá a vós de uma forma horrível, e súbita, porque o julgamento será dado muito severamente contra os grandes.

Sb 6, 6.

 
 

Ele aparecerá - Porque o Senhor virá seguramente e não tardará. Habacuc 11,3.

O julgamento será muito duro - Assim como os ministros temem a face do Rei, assim vocês

devem temer o Rei supremo do qual vocês são os ministros.

Porque toda a violência e ofensa feita ao povo, que ultraja a Justiça, excita contra ela própria uma violência; e a Justiça volta o seu gládio contra quem a administra injustamente.

10 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

 

Sacro

 

Santa

Escritura

 

69.

Porque

a

Misericórdia

é

 

69. Porque os seres humanos ínfimos, são dignos de misericórdia; informar-se-á severamente contra os poderosos.

concedida

ao

pequeno;

mas

os

Sb 6, 7.

poderosos

sofrerão

fortemente

 

os

 

tormentos.

 

A Misericórdia é concedida ao pequeno - Porque a quem foi dado mais, também se pedirá

mais.

Mas os poderosos - Do mesmo modo que uma árvore alta, quando é abatida ou quando é atingida por um raio, emite um barulho imenso, do mesmo modo os que tiverem abusado da grande potência terão um fim horrível e trágico.

É portanto essencial ter o Espírito da Sabedoria, que governa os conselhos, presta auxilio e dirige os acontecimentos.

10

11 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

70. Deus não subtrairá → ninguém e não temerá a magnitude de ninguém, porque ele fez → o pequeno como o grande na ipseidade (propriedade), e porque → os seus cuidados se estendem igualmente a todos.

 

70. O Senhor não poupará ninguém, nem temerá a magnitude, porque ele criou o ínfimo como o elevado na ipseidade (propriedade), e proporciona igualmente a sua providência a todos.

Sb 6, 8.

 
 

Ninguém - Agrada a Deus, tão grande e ilustre que seja, que não respeite a Sabedoria e no qual o Temor de Iahveh não tenha o seu acento.

Aquele que repudiar o Espírito de Iahveh, esse, como Saul, desabará na morte.

Daquele onde não haja nada de Divino, a Sabedoria, Conselheira de Deus, se afastará.

O pequeno e o grande, etc. - O Pobre e o Rico, como diz o Sábio nos Provérbios.

Os seus cuidados se estendem igualmente - É necessário compreender aqui que, pela verdadeira Sabedoria, Deus toma conta dos seres humanos, espalha os raios da sua benevolência sobre todos; comunica a sua Bondade a todos, sem falta a ninguém.

Por conseguinte, ninguém deve ser desprezado, ninguém oprimido, ninguém abominado.

Deus não tem maior solicitude pelo elevado que pelo ínfimo: Ele não tem a menor preferência pelo nobre (visto que Ele ainda lhe diminuirá mais o tempo para prestar contas; o que isto é: dar razões do seu governo) mas antes a tem pelo plebeu.

Ele não dará graça a ninguém; Ele pedirá contas tão rigorosas, tanto a um como ao outro. Ver versículos 38 e 41.

12 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

71. Mas → os mais fortes terão um exame maior.

 

71. Os poderosos terão realmente uma inquisição veemente.

Sb 6, 9.

 

Os mais fortes - Deus tomba os mais poderosos, quando eles abusam da sua força contra Deus e os homens.

11

E como os fortes devem, pela sua grande força, serem rebaixados, os pequenos serão

elevados.

Que não se acredite no provérbio: A censura é indulgente para os corvos, e impiedosa para as pombas.

É necessário administrar com justiça todas as coisas.

13 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 

72. (Porque) não há Sabedoria, não há prudência, não há conselho → contra o Senhor.

 

72. Ninguém tem Sabedoria, nem Inteligência, nem conselho contra Iahveh.

Pr 21, 30.

 

Contra o Senhor - Porque toda a verdadeira Sabedoria está do lado de Deus; a verdadeira Sabedoria não pode combater contra Deus; porque a Sabedoria que está contra Deus não é

a Sabedoria de Deus, mas a sabedoria do mundo; ela não tem Deus por autor, mas o diabo.

É portanto uma loucura, que as trevas combatam contra a Luz, semelhante à luta da

mosca que combate contra o elefante.

A Sabedoria de Deus é a Luz que nenhuma Filosofia humana pode obscurecer; ela é mais

Luminosa que qualquer habilidade humana ou serpentina; é por isso que ela penetrará,

derrubará e obterá a palma contra qualquer sofisticação.

Quando brilhar a hora e o dia da verdadeira Sabedoria, todas as larvas da filosofia mundana se desvanecerão.

Assim como quando se levantou o sol de justiça, Jesus Cristo, todas as sombras e todas as larvas das religiões profanas se desvaneceram; e é em vão que as trevas das falsas religiões se esforçam ainda por apagar este esplêndido Sol; (porque aquilo que Deus decretou não pode ser alterado pelos homens).

E tal como os Judeus se esforçaram em vão por reconstruir e por instaurar o templo de

Jerusalém, assim virá em breve o tempo em que emergirá a Nova Luz Teosófica, que os

nossos minúsculos Sábios se esforçarão em vão por apagar.

12

14 de Março

 

Passagens

 

citadas da

Nova tradução dos Provérbios a partir do hebreu, e da Sabedoria a partir do grego

Versão antiga ou Vulgata

Sacro

 

Santa

Escritura

 
   

73. (Porque) que alguém escape à tua mão, isso não pode acontecer; atendendo a que o próprio mundo (mundus), é a

73. (Porque) → escapar à tua mão, ó Senhor, é impossível, porque todo o Mundo (Orbs) é a vingança dos justos.

Sb 16, 15.

17.

   

vingança dos justos.

Escapar à tua mão - A mão de Deus está sobre todas as criaturas.

Ela é dupla: Auxiliadora e Vingadora.

Apercebemo-nos da mão auxiliadora de Deus quando o Sol brilha para nós, quando o Ar sopra para nós, quando a Terra reverdeja para nós, quando a água a rega para nós.

Apercebemo-nos da mão vingadora de Deus quando o Sol recusa o seu influxo, quando a violência dos ventos se faz sentir, quando a terra fica estéril, quando as águas a inundam; todas as criaturas exercem a vingança contra nós, e quando Deus excita todo o Macro- cosmo contra nós, afim que o Céu lance o raio, a peste, a fome.

E porque Deus tem na sua mão o Céu e a Terra, é portanto impossível fugir da sua mão.

Se tu considerares o Microcosmo, vê o quanto é fácil a Deus de lhe deleitar o espírito e de lá pôr, ao invés, insanidade e fúria; de o deleitar com a Sabedoria e de o mudar em bruto, como o atesta o exemplo de Nabucodonosor.

Por conseguinte, a mão Auxiliadora de Deus deve ser Reconhecida Em Todas As Coisas; e

a mão Vingadora de Deus deve ser Temida em Todas As Coisas.

de Deus deve ser Reconhecida Em Todas As Coisas; e a mão Vingadora de Deus deve

13

O ração do C avaleiro de C risto Senhor CRISTO que haveis dado este conselho:

Oração do Cavaleiro de Cristo

Senhor CRISTO que haveis dado este conselho:

“ESTEJAS SEMPRE PREPARADO” e que me haveis dado a graça de conhecê-lo, ajudai-me desta forma a ser FIEL.

Que todas as circunstâncias da vida me encontrem preparado para o dever, amando o que é belo, fazendo o que é o bem, propagando o que é VERDADEIRO.

Devotado aos meus semelhantes, protetor dos animais, sempre preparado para perdoar, sempre preparado para socorrer, alegre nas provações, com o pensamento esclarecido, coração puro, corpo casto, palavra justa.

Eis Senhor os vestígios dos teus passos. Eu quero segui-los por todo o caminho, sem medo ou vergonha, com a alma viril e o rosto erguido. Esta é minha promessa de cristão e de Cavaleiro.

Por minha honra, eu não falharei; confiante, Senhor CRISTO, em vosso amor e em vossa graça, para ir ao PAI, na Luz da Divina MÃE, o ESPÍRITO SANTO. Amén

.

Senhor CRISTO, em vosso amor e em vossa graça, para ir ao PAI, na Luz da

14

A Imitação de Cristo - Tomás de Kempis

LIVRO PRIMEIRO

AVISOS ÚTEIS PARA A VIDA ESPIRITUAL

Da obediência e submissão

CAPÍTULO 9

1. Grande coisa é viver na obediência, sob a direção de um superior, e não dispor da própria vontade. Muito mais seguro é obedecer que mandar. Muitos obedecem mais por necessidade que por amor: por isso sofrem e facilmente murmuram. Esses não alcançarão a liberdade de espírito, enquanto não se sujeitarem de todo o coração, por amor de Deus. Anda por onde quiseres: não acharás descanso senão na humilde sujeição e obediência ao superior. A imaginação dos lugares e mudanças a muitos tem iludido.

2. Verdade é que cada um gosta de seguir seu próprio parecer e mais se inclina àqueles que participam da sua opinião. Entretanto, se Deus está conosco, cumpre- nos, às vezes, renunciar ao nosso parecer por amor da paz. Quem é tão sábio que possa saber tudo completamente? Não confies, pois, demasiadamente em teu próprio juízo; mas atende também, de boa mente, ao dos demais. Se o teu parecer for bom e o deixares, por amor de Deus, para seguires o de outrem, muito lucrarás com isso.

3. Com efeito, muitas vezes ouvi falar que é mais seguro ouvir e tomar conselho que dá-lo. É bem possível que seja acertado o parecer de cada um: mas não querer ceder aos outros, quando a razão ou as circunstâncias o pedem, é sinal de soberba e obstinação.

CAPÍTULO 10

Como se devem evitar as conversas supérfluas

1. Evita, quanto puderes, o bulício dos homens, porque muito nos perturbam os

negócios mundanos ainda quando tratados com reta intenção; pois bem depressa somos manchados e cativos da vaidade. Quisera eu ter calado muitas vezes e não ter conversado com os homens. Por que razão, porém, nos atraem falas e conversas, se raras vezes voltamos ao silêncio sem dano da consciência? Gostamos tanto de falar, porque pretendemos, com essas conversações, ser consolados uns pelos outros e desejamos aliviar o coração fatigado por preocupações diversas. E ordinariamente sentimos prazer em falar e pensar, ora nas coisas que muito amamos e desejamos, ora nas que nos contrariam. 2. Mas ai! Muitas vezes é em vão e sem proveito, pois essa consolação exterior é muito prejudicial à consolação interior e divina. Cumpre, portanto, vigiar e orar, para que não passe o tempo ociosamente. Se for lícito e oportuno falar, seja de coisas edificantes. O mau costume e o descuido do nosso progresso espiritual concorrem muito para o desenfreamento de nossa língua. Ajudam muito, porém, ao aproveitamento espiritual os devotos colóquios sobre coisas espirituais, mormente quando se associam em Deus pessoas que pensam e sentem do mesmo modo.

15

Conteúdo

EVANGELHO SEGUNDO TOMÉ Logioi 9 e 10 ANFITEATRO DA ETERNA SABEDORIA - Primeiro Grau Heinrich Khunrath ORAÇÃO DO CAVALEIRO DE CRISTO A IMITAÇÃO DE CRISTO Capítulos 9 a 10 Tomás de Kempis

DE CRISTO – Capítulos 9 a 10 – Tomás de Kempis http://comendadoriansmd.wixsite.com/mae-de-deus Ordre

http://comendadoriansmd.wixsite.com/mae-de-deus Ordre Secret du Temple

– Capítulos 9 a 10 – Tomás de Kempis http://comendadoriansmd.wixsite.com/mae-de-deus Ordre Secret du Temple 16

16