Você está na página 1de 4

rotadosconcursos.com.

br

Simulado
Criado em 18/01/2018 às 14:21:33

Matéria(s)/Assunto(s): Estatuto e Regime Jurídico Único


dos Servidores Públicos Civis do Estado do Rio Grande do
Sul - Lei Complementar nº 10.098/1994

1.De acordo com a Lei Complementar Estadual no 10.098/1994, no tocante ao


exercício dos servidores públicos civis do Estado do Rio Grande do Sul, é correto
que

A) exercício é o efetivo desempenho das atribuições do cargo e dar-se-á no


prazo de até noventa dias contados da data da posse.
B) a nomeação em outro cargo, com a consequente exoneração do anterior,
não interrompe o exercício.
C) será obrigatoriamente concedido prazo suplementar de trinta dias para o
servidor que não entrar em exercício no prazo legal estabelecido.
D) a readaptação e a recondução interrompem o exercício.
E) seu prazo legal, para os casos de reversão, será contado após 15 dias da
data em que a sentença judicial transitar em julgado.
Fonte: FCC / 2017 / DPE / Analista - Área Administração / Questão:28

2.De acordo com a Lei Complementar Estadual no 10.098/1994, o servidor, em


regra, NÃO poderá permanecer em licença por prazo superior a vinte e quatro
meses, salvo nos casos de licença para

A) o exercício de mandato eletivo; para concorrer a mandato público eletivo; e


tratar de interesses particulares.
B) prestação de serviço militar; para concorrer a mandato público eletivo; e por
motivo de doença em pessoa da família.
C) tratar de interesses particulares; por motivo de doença em pessoa da
família; e para prestação de serviço militar.
D) acompanhar o cônjuge; para o desempenho de mandato classista; e por
motivo de doença em pessoa da família.
E) acompanhar o cônjuge; para o desempenho de mandato classista; e para o
exercício de mandato eletivo.
Fonte: FCC / 2017 / DPE / Técnico Judiciário - Área Administrativa / Questão:27

3.De acordo com a Lei Complementar Estadual no 10.098/1994, no tocante às


penalidades, é correto afirmar que

A) o servidor que, injustificadamente, se recusar a ser submetido à inspeção


1 de 4
rotadosconcursos.com.br
médica determinada pela autoridade competente, está sujeito à penalidade de
advertência ou repressão no caso de reincidência.
B) a repreensão será aplicada por escrito, na falta do cumprimento do dever
funcional ou quando ocorrer procedimento público inconveniente.
C) é desnecessária a menção do dispositivo legal pertinente à sanção no ato
que demitir o servidor estável.
D) prescreverá em doze meses a aplicação das penalidades de suspensão,
multa e demissão por abandono de cargo e faltas sucessivas ao serviço.
E) quando se tratar de falta funcional que, por sua natureza e reduzida
gravidade, não demande aplicação das penas previstas na referida lei, será o
servidor advertido obrigatoriamente por escrito, constando restrição de
visualização em seu prontuário.
Fonte: FCC / 2017 / DPE / Técnico Judiciário - Área Administrativa / Questão:28

4.Segundo a Lei Complementar n° 10.098/1994 - Estatuto e Regime Jurídico


Único dos Servidores Públicos Civis do Estado do Rio Grande do Sul, considere
as afirmações abaixo. I - A nomeação em caráter efetivo obedecerá,
rigorosamente e sem qualquer ressalva, à ordem de classificação dos
aprovados. II - A posse poderá dar-se mediante procuração específica. III-
Exercício é o efetivo desempenho das atribuições do cargo e dar-se-á no prazo
indicado pelo candidato à Comissão de Concurso. Quais estão corretas?

A) Apenas I.
B) Apenas II.
C) Apenas III.
D) Apenas I e II.
E) I, II e III.
Fonte: FAUGRS / 2017 / TJRS / Técnico Judiciário / Questão:57

5.Segundo a Lei n° 13.320/2009, que consolida a legislação relativa à pessoa


com deficiência no Estado do Rio Grande do Sul, considere as afirmações
abaixo. I - As deficiências físicas, intelectuais e sensoriais não são consideradas
causas impeditivas para admissão no serviço público estadual. II - O candidato
com deficiência ficará dispensado da apresentação de laudo médico no ato da
inscrição, caso a deficiência alegada seja grave. III - A deficiência de que era
portador o candidato ao ingressar no serviço público poderá ser motivo para a
concessão de aposentadoria por invalidez ou exoneração do respectivo cargo
ou função. Quais estão corretas?

A) Apenas I.
B) Apenas II.
C) Apenas III.
D) Apenas I e II.
E) I, II e III.
Fonte: FAUGRS / 2017 / TJRS / Técnico Judiciário / Questão:58

6.Considere as afirmações abaixo, relativas ao cargo público, tendo em vista a


Lei Complementar n° 10.098/1994 - Estatuto e Regime Jurídico Único dos
Servidores Públicos Civis do Estado do Rio Grande do Sul. I - Cargo público é
aquele em que a pessoa servidora pública está legalmente investida. II - O
cargo público pode ser criado por decreto, mediante justificativa do Chefe do
Poder Executivo. III- Dada a natureza do cargo, só pode provê-lo em comissão o
2 de 4
rotadosconcursos.com.br
brasileiro nato. IV- O cargo público, se de provimento efetivo, poderá ser criado
de forma isolada quando o número não comportar a organização em carreira.
Quais estão corretas?

A) Apenas I e II.
B) Apenas I e IV.
C) Apenas II e III.
D) Apenas III e IV.
E) I, II, III e IV.
Fonte: FAUGRS / 2017 / TJRS / Analista Judiciário - Área Ciências Jurídicas / Questão:63

7.Segundo a Lei Complementar n° 10.098/1994 - Estatuto e Regime Jurídico


Único dos Servidores Públicos Civis do Estado do Rio Grande do Sul, pelo
exercício irregular de suas atribuições, o servidor público

A) não poderá ser responsabilizado, por regra de direito fundamental de


primeira geração.
B) responderá civil, penal e administrativamente, e as respectivas sanções,
independentes entre si, poderão acumular-se.
C) responderá apenas por atos dolosos que causem prejuízos a terceiros.
D) não responderá em ação regressiva perante a Fazenda Pública.
E) responderá penalmente apenas pelos crimes, independentemente de serem
praticados no desempenho do cargo.
Fonte: FAUGRS / 2017 / TJRS / Analista Judiciário - Área Ciências Jurídicas / Questão:64

8.Diante de nulidade identificada em processo administrativo, o posicionamento


da autoridade deverá ser, considerando a Lei Complementar nº 10.098/94,

A) pelo aproveitamento dos atos processuais quando possível o saneamento do


processo, ou seja, diante de nulidade sanável, como expressão do princípio da
economia processual.
B) pela nulidade do processo, ainda que não haja influído na apuração da
verdade substancial, como expressão do princípio da obediência às formas.
C) pela repetição de todos os atos, ainda que não haja influído na apuração da
verdade substancial ou na decisão do processo, a fim de garantir a observância
do princípio do contraditório e da ampla defesa.
D) pela possibilidade de aproveitamento dos atos, diante de nulidade sanável,
se concordes os envolvidos, como expressão do princípio da atipicidade.
E) pela possibilidade de reinício do processo, independentemente de consulta
ou participação dos envolvidos, em razão do princípio da oficialidade.
Fonte: FCC / 2013 / DPE / Técnico - Área Administrativa / Questão:39

9.De acordo com a Lei Complementar nº 10.098/94, a extinção do cargo


público acarreta a

A) disponibilidade do servidor público estável até seu aproveitamento em outro


cargo.
B) exoneração do servidor público estável, diante da extinção do vínculo
estatutário.
C) readaptação do servidor público em cargo da mesma estrutura da
administração pública.
D) reversão do servidor público ao cargo que ocupava anteriormente, caso já
3 de 4
rotadosconcursos.com.br
integrasse a administração pública.
E) recondução do servidor, desde que estável, ao cargo imediatamente
superior.
Fonte: FCC / 2013 / DPE / Técnico - Área Administrativa / Questão:43

10.É sabido que a atuação da administração pública está sujeita a controle,


contando aquela, inclusive, com o poder de rever seus próprios atos. Os
recursos administrativos são mecanismos que podem ser utilizados pelos
administrados para provocar esse reexame. A propósito deles temse que, nos
termos da Lei Complementar nº 10.098/94,

A) o pedido de reconsideração deve ser dirigido à autoridade imediatamente


superior à que proferiu a decisão, devidamente instruído com argumentos ou
provas novas, passíveis de fundamentar a reforma.
B) o pedido de reconsideração, caso indeferido pela autoridade que proferiu a
decisão, pode ser apresentado à autoridade imediatamente superior à que
proferiu a decisão, devidamente instruído com argumentos ou provas novas,
passíveis de fundamentar a reforma.
C) do indeferimento do pedido de reconsideração caberá recurso, que será
encaminhado pela autoridade diretamente superior ao recorrente, mas dirigido
à autoridade competente.
D) o provimento a recurso ou pedido de reconsideração não opera em caráter
retroativo, permanecendo válidos os efeitos produzidos pela decisão reformada
até então.
E) ao recorrente cabe optar por ingressar com recurso administrativo ou
recurso de reconsideração à autoridade hierárquica superior, operando a
decisão, caso seja de provimento, efeitos retroativos à data da decisão
reformada.
Fonte: FCC / 2013 / DPE / Técnico - Área Administrativa / Questão:44

Gabarito
1-b 2-e 3-b 4-b 5-a 6-b 7-b 8-a 9-a 10-c

Atenção: Não deixe de lançar suas resposta no sistema. Só assim você conseguirá controlar as
questões que já resolveu, mantendo o seu histórico, e atualizar suas estatísticas, permitindo que você
acompanhe sua evolução nos gráficos de desempenho.

4 de 4