Você está na página 1de 1

E olha eu aqui de novo! ....

Não sei porque, mas depois de tanto tempo, é como o soprar do


vento. Logo eu? Eu que havia dito não saber mais como falar ou talvez expressar, será que
poderia traduzir em palavras?

Bem talvez seja isso quando eu não sei decifrar, me resta versar, escrever sentimentos,
momentos, envolvimentos, movimentos...

Paixão, emoção, atração e uma pitada de raiva, humor, desamor é uma confusão, é fusão,
ebulição...

É chama... E queima, é bom, é ruim, é incontrolável, mas está em mim...

Quantos anos até poder provar seu beijo de novo? Quanto tempo até conseguir finalmente me
provar com você, foi bem estranho e diferente, mas acredite foi o melhor estranho que já
provei, sentir e deixar fluir as coisas, aprender a esperar o tempo, sentir cada movimento,
foram novas sensações, momentos de intimidade, risos e emoções...

Teu coração está aprisionado em outra situação, mas não é esta a questão, lembro de dizer
que não sei o que sinto por você, mas quer saber, nem quero entender...

Afinal o que é inexplicável é melhor, é incontestável inatingível infindável... O Ato de


simplesmente sentir é que nos faz deixar fluir... E nosso amanhã não pertence a nós o que
importa é que sei que a gente sempre se esbarra por ai ;)