Você está na página 1de 36

Direito Constitucional- TRT- 8ª Região

Aula 00 – Normas Constitucionais.


Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Aula 00
Direito Constitucional
Constituição- Normas Constitucionais
Professor: Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

1
www.pontodosconcursos.com.br Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte
Direito Constitucional- TRT- 8ª Região
Aula 00 – Normas Constitucionais.
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Aula 00 – Aula Demonstrativa

Olá Pessoal, tudo certo?! Daremos hoje início ao nosso curso para o cargo de
ÁREA: ADMINISTRATIVA Todas as Áreas- EXCETO Área Judiciária-
Especialidade: Oficial De Justiça Avaliador Federal.
Antes, de efetivamente começarmos, gostaria de dizer que é um prazer enorme
estarmos aqui para ministrar mais este curso pelo Ponto. É realmente uma
honra podermos ajudar nos seus estudos e contribuir para a aprovação que
certamente virá em breve para muitos de vocês.
Para quem ainda não me conhece: eu sou o Prof. Vítor Cruz, desde 2009 estou
trabalhando aqui no Ponto, ensinando (e é claro, também aprendendo muito) a
disciplina mais legal dos concursos públicos: o Direito Constitucional.
Atualmente trabalho como Analista Judiciário no TRE-GO. Sou ex-Oficial da
Marinha do Brasil, graduado em Ciências Navais pela Escola Naval e Pós-
graduado em Direito Constitucional. Entre meus trabalhos editoriais, eu sou
autor do livro "Constituição Federal Anotada para Concursos (7ª Edição)"
publicado pela Editora Ferreira e dos livros "Vou ter que estudar Direito
Constitucional! E Agora?" e "Questões Comentadas de Direito
Constitucional - FGV", ambos pela Editora Método.
Sou também coordenador, juntamente com o Prof. Leandro Cadenas, da
coleção 1001 questões comentadas da Editora Método, onde também participo
sendo autor das seguintes obras:
-1001 Questões Comentadas de Direito Constitucional - ESAF;
-1001 Questões Comentadas de Direito Constitucional - CESPE – 4ª
Edição;
-1001 Questões Comentadas de Direito Constitucional - FCC;
-1001 Questões Comentadas de Direito Tributário - ESAF- 2ª Edição
Oi pessoal, eu sou Rodrigo Duarte, também servidor do TRE-GO, bacharel em
Direito pela Universidade Federal da Bahia e pós-graduado em Direito
Constitucional, futuro Defensor Público do Mato Grosso do Sul, e estou aqui
também para ajudar na sua aprovação.
Nossa filosofia é sempre preparar nossos alunos alcançarem a nota 10, para
isso, imperioso contarmos com sua dedicação e compromisso. Por mais difícil
que à primeira vista possa parecer, não podemos nos contentar em estudar
para a nota 7, nota 8...lembre-se, a concorrência é grande! Mas não é por isso
que seu estudo será um martírio, pelo contrário, vamos nos empenhar ao
máximo para que nosso curso lhe conduza aos 100% de acertos em Direito
Constitucional da forma mais agradável possível. Nossa programação: Nossa
programação será a seguinte:

2
www.pontodosconcursos.com.br Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte
Direito Constitucional- TRT- 8ª Região
Aula 00 – Normas Constitucionais.
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Aula 0- Aplicabilidade das normas constitucionais. Normas de eficácia plena,


contida e limitada. Normas programáticas;
Aula 1- Princípios Fundamentais;
Aula 2- Direitos e garantias fundamentais. Direitos e deveres individuais e
coletivos;
Aula 3- Direitos e garantias fundamentais. Direitos e deveres individuais e
coletivos (continuação);
Aula 4- Direitos Sociais, Direitos de Nacionalidade, Direitos Políticos, Partidos
Políticos;
Aula 5- Organização político-administrativa do Estado. Estado federal
brasileiro, União, estados, Distrito Federal, municípios e territórios;
Aula 6- Administração pública. Disposições gerais, servidores públicos;
Aula 8- Poder executivo. Atribuições e responsabilidades do presidente da
República; Fiscalização contábil, financeira e orçamentária;
Aula 8- Poder Legislativo. Estrutura. Funcionamento e atribuições. Processo
Legislativo. Comissões parlamentares de inquérito;
Aula 9- Poder Judiciário. Disposições gerais. Órgãos do poder judiciário.
Organização e competências, Conselho Nacional de Justiça. Composição e
competências;
Aula 10- Continuação Poder Judiciário e Funções essenciais à justiça. Ministério
Público, Advocacia Pública. Defensoria Pública.

Tipologia e Eficácia das Normas Constitucionais:


Normas, Regras e Princípios Constitucionais:
Primeiramente, lembramos que pelo fato de o Brasil adotar a conceito
de Constituição formal, todas as normas estão em um mesmo
patamar jurídico, não havendo supremacia entre normas
constitucionais, sejam elas da parte permanente, dos ADCT,
originárias ou derivadas.
Todas as normas constitucionais (exceto o preâmbulo - segundo a
jurisprudência do STF) possuem eficácia jurídica, pois mesmo que
não consigam alcançar seu destinatário, conseguem, ao menos,
impor a sua observância às demais de hierarquia inferior, sendo
capaz de as tornarem inconstitucionais caso a contrariem, dizendo-se
assim que possuem caráter vinculante imediato.

Normas Regras X Normas Princípios:

3
www.pontodosconcursos.com.br Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Em um estudo doutrinário costuma-se dizer que entre as normas


temos a presença das regras e dos princípios. As regras são mais
concretas, aquelas normas que definem um procedimento, condutas.
Regras, ou são totalmente cumpridas, ou não são cumpridas, elas
não admitem o cumprimento parcial. vale a ideia do tudo ou nada!
Por outro lado, os princípios são mais abstratos, não são definidores
de condutas, são os chamados "mandados de otimização", ou seja,
eles devem ser utilizados para se alcançar o grau ótimo de
concretização da norma. Devido a esta abstração dos princípios, eles
admitem um cumprimento parcial.
Diz-se que quando duas regras entram em conflito, o aplicador deve
cumprir uma ou outra, nunca as duas, pois uma regra exclui a outra.
Já quando dois princípios entram em conflito dizemos que houve uma
"colisão" de princípios (nunca uma contradição) e, desta forma,
ambos poderão ser cumpridos, embora em graus diferentes de
cumprimento. Estuda-se então o caso concreto, e descobre-se qual o
princípio irá pervalecer sobre o outro, sem que um deles seja
totalmente excuído pelo outro.
Os princípios constitucionais podem estar expressos na Constituição
(princípio da igualdade, princípio da uniformidade georgráfica,
princípio da anterioridade tributária...) ou podem estar implícitos no
texto constitucional, sendo decorrentes das normas expressas do
texto e dos regimes expressamente adotados pela Constituição, ou
então devido a direcionamentos do direito constitucional geral,
aplicável aos vários ordenamentos jurídicos (princípio da
razoabilidade, princípio da proporcionalidade...).
Em concursos, costuma-se cobrar, com bastante frequência, os
princípios constitucionais que se referem aos direcionamentos
aplicáveis aos diversos entes (Estados, Municípios e DF) que formam
a nossa federação. São eles:
• Os princípios sensíveis - são aqueles presentes no art. 34,
VII da Constituição Federal, que se não respeitados poderão
ensejar a intervenção federal.
• Os princípios federais extensíveis (ou comuns) - são
aqueles princípios federais que são aplicáveis pela simetria
federativa aos demais entes políticos, como por exemplo, as
diretrizes do processo legislativo, dos orçamentos e das
investiduras nos cargos eletivos. São também chamados de
"princípios comuns" pois se aplicam a todos os entes da
federação, de forma comum.
OBS. - As normas que estão presentes na Constituição Federal
podem estar presentes na Constituição Estadual de duas
formas:

4
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Normas de Reprodução Obrigatória - São aquelas


normas da Constituição da República que são de
observância obrigatória pelas Constituições Estaduais.
Normas de Imitação - São as normas que podem,
facultativamente, estar presentes na Constituição Estadual.
• Os princípios estabelecidos - são aqueles que estão
expressamente ou implicitamente no texto da Constituição
Federal limitando o poder constituinte do Estado-membro.
Falaremos um pouco mais sobre princípios quando formos estudar os
"princípios fundamentais" e também na parte referente à
interpretação constitucional.

Normas Materiais X Normas Formais:


O termo "materiais" vem de matéria, conteúdo. Formais vem de
forma, estrutura, roupagem.
Normas materiais são aquelas que tratam de assuntos, conteúdos,
essenciais a uma Constituição moderna: organização do Estado e
limitação dos seus poderes face ao povo (não é pacífico a exatidão do
que é e o que não é materialmente constitucional).
Normas fomais são todas aquelas que foram alçadas a um status
constitucional, independentemente do conteúdo tratado.
No Brasil, todas as normas da Constituição são formais, independente
de seu conteúdo. Porém, algumas, além de formais, também são
materiais. Assim, é importante destacar que a classificação entre
normas materialmente constitucionais e normas formalmente
constitucionais não são excludentes, já que uma norma pode ser ao
mesmo tempo materialmente e formalmente constitucional. Assim
temos:
• Normas formalmente e materialmente constitucionais -
São as normas da Constituição que, além de formais, tratam
de assuntos essenciais a uma Constituição.
• Normas apenas formalmente constitucionais - São as
normas da Constituição que não tratam de assuntos essenciais
a uma Constituição, porém, não deixam de ser formais já que
possuem a roupagem de Constituição, apenas não são
materiais.

1. (FCC/Auditor-TCM-CE/2006) Entende-se por princípios


constitucionais:

5
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

a) as normas constitucionais expressas que não têm força


obrigatória.
b) as normas que implicitamente decorrem das constituições, tendo
natureza de meras recomendações.
c) somente aqueles que, caso violados, ensejam a intervenção da
União Federal nos Estados-membros.
d) todas as normas constitucionais que acolhem direitos dos
indivíduos contra o Estado.
e) as normas constitucionais de caráter amplo que norteiam e servem
de fonte interpretativa àquelas com objetivos específicos.
Comentários:
Vamos analisar cada assertiva:
Letra A - Errada. Os princípios não são normas necessariamente
expressas, podem ser expressas ou implícitas e, obviamente, tem
força obrigatória.
Letra B - Errada. Os princípios não são necessariamente implícitos, e
também não são meras recomendações, eles possuem força
obrigatória, já que são normas!
Letra C - Errada. Esses são os princípios constitucionais sensíveis,
mas possuem diversos outros princípios.
Letra D - Errada. Assertiva muito genérica, não se pode dizer que
qualquer limitação do Estado em face dos indivíduos será um
princípio, pode ser um regra também.
Letra E - Aí sim!!!! Essa é a assertiva correta e define um conceito
aplicável aos princípios.
Gabarito: Letra E.

2. (FCC/EPP-SP/2009) É correto afirmar, em face da


Constituição brasileira de 1988, que são formalmente constitucionais
todas as normas contidas em seu corpo articulado, mesmo as
destituídas de rigidez.
Comentários:
Dizer que são formalmente constitucionais todas as normas contidas
em seu corpo está correto. Porém, a questão está errada, pois não
existem normas destituídas de rigidez na CF/88. Todas as suas
normas são rígidas, somente podendo ser alteradas por um
procedimento especial, mais dificultoso do que as leis ordinárias.
Gabarito: Errado.

6
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

3. (FCC/EPP-SP/2009) É correto afirmar, em face da


Constituição brasileira de 1988, que nela existem algumas normas
que são apenas formalmente constitucionais.
Comentários:
Todas as normas da CF/88 são formalmente constitucionais. A
doutrina, porém, divide estas normas em dois grupos:
Normas formalmente e materialmente constitucionais - São as
normas da Constituição que, além de formais, tratam de assuntos
essenciais a uma Constituição.
Normas apenas formalmente constitucionais - São as normas da
Constituição que não tratam de assuntos essenciais a uma
Constituição, porém, não deixam de ser formais, apenas não são
materiais.
Gabarito: Correto.

4. (FCC/Técnico Superior - PGE-RJ/2009) O conceito de


normas materialmente constitucionais é antagônico ao de normas
formalmente constitucionais.
Comentários:
Nada obsta que uma norma possa ser ao mesmo tempo formalmente
e materialmente constitucional. Já que o conceito de formal refere-se
ao status hierárquico que ela é tratada e o conceito de material
refere-se ao conteúdo o qual a norma veicula.
Gabarito: Errado.

5. (FCC/Técnico Superior - PGE-RJ/2009) O conceito de


normas materialmente constitucionais importa na atribuição de
rigidez às normas que versem sobre matéria tipicamente
constitucional.
Comentários:
A rigidez está atrelada tão somente ao aspecto formal. O aspecto
material trata tão somente do conteúdo das normas, independente de
qualquer status hierárquico.
Gabarito: Errado

6. (FCC/Técnico Superior - PGE-RJ/2009) O conceito de


normas materialmente constitucionais foi utilizado pela Constituição
do Império (1824) para flexibilizar parcialmente a Constituição.
7
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Comentários:
A Constituição de 1824 possuia em seu art. 178 a seguinte
disposição: "É só Constitucional o que diz respeito aos limites e
atribuições respectivas dos Poderes Políticos e aos Direitos Políticos e
individuais dos Cidadãos. Tudo o que não é Constitucional pode ser
alterado sem as formalidades referidas, pelas Legislaturas
ordinárias". Assim, ela estava dizendo que em seu corpo possuia uma
parte que era materialmente constitucional, distitnta das demais.
Essa parte seria rígida (parte constitucional) e outra parte da
constituição seria flexível (parte não materialmente constitucional), e
desta forma, formou-se a chamada constituição semi-rígida ou
semiflexível.
Gabarito: Correto.

7. (CESPE/AJAJ - TRE-MS/2013) Somente possuem


supremacia formal as normas constitucionais que se relacionam com
os direitos fundamentais.
Comentários:
O Brasil adota o conceito formal de Constituição, isso significa que,
independente do conteúdo tratado, todas as normas constitucionais
possuem supremacia formal sobre o resto do ordenamento jurídico e
não somente as normas que se relacionam com os direitos
fundamentais.
Gabarito: Errado.

8. (CESPE/Advogado - IBRAM-DF/2009) O preâmbulo, por


estar na parte introdutória do texto constitucional e, portanto, possuir
relevância jurídica, pode ser paradigma comparativo para a
declaração de inconstitucionalidade de determinada norma
infraconstitucional.
Comentários:
O STF já decidiu pela ausência de força jurídica do preâmbulo da
Constituição. Assim, ele não pode ser usado para tornar normas
infraconstitucionais como inconstitucionais.
Gabarito: Errado.

9. (CESPE/Advogado - IBRAM-DF/2009) O ADCT tem


natureza jurídica de norma constitucional, semelhante às normas

8
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

inseridas no bojo da CF, não havendo desníveis ou desigualdades


entre as normas do ADCT e os preceitos constitucionais quanto à
intensidade de sua eficácia ou a prevalência de sua autoridade.
Comentários:
Os ADCT fazem parte da Constituição, não há qualquer hierarquia da
parte dita por "dogmática" em relação a parte transitória.
Gabarito: Correto.

10. (CESPE/Analista SEGER-ES/2007) O preâmbulo da


Constituição Federal constitui uma norma central e, portanto, tem
força normativa.
Comentários:
Segundo a Jurisprudência do STF, o preâmbulo não se constitui uma
norma central da Constituição, não possuindo força jurídica para se
impor sobre o resto do ordenamento, nem se constituindo como de
reprodução obrigatória nas Constituições Estaduais.
Gabarito: Errado.

11. (CESPE/Analista do STJ/2008) Para a moderna teoria


constitucional, que define a constituição como um regime aberto de
regras e princípios, estes, por sua flexibilidade e abstração, mesmo
quando jurídicos, não podem ser considerados como normas
constitucionais, mas apenas como normas programáticas,
representando uma pauta de valores a ser seguida pelo legislador na
edição de novas regras.
Comentários:
Tanto as regras quanto os princípios podem ser considerados normas
constitucionais e merecem o mesmo grau de respeito.
Gabarito: Errado.

12. (CESPE/PGE-PI/2008 - Adaptada) Sobre os princípios e as


regras constitucionais, marque a alternativa correta:
a) Princípios, normalmente, relatos objetivos, descritivos de
determinadas condutas, são aplicáveis a um conjunto delimitado de
situações. Assim, na hipótese de o relato previsto em um princípio
ocorrer, esse princípio deve incidir pelo mecanismo tradicional da
subsunção, ou seja, enquadram-se os fatos na previsão abstrata e
produz-se uma conclusão.

9
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

b) A aplicação de um princípio, salvo raras exceções, se opera na


modalidade do tudo ou nada, o que significa que ele regula a matéria
em sua inteireza ou é descumprido.
c) Na hipótese de conflito entre dois princípios, só um deles será
válido e irá prevalecer.
d) Os princípios, frequentemente, entram em tensão dialética,
apontando direções diversas. Por essa razão, sua aplicação se dá
mediante ponderação. Diante do caso concreto, o intérprete irá aferir
o peso de cada princípio.
e) As regras são normas que ordenam que algo seja realizado, na
maior medida possível, dentro das possibilidades jurídicas e reais
existentes e, por isso, são consideradas mandados de otimização,
caracterizando-se pela possibilidade de serem cumpridas em
diferentes graus.
Comentários:
Letra A - Errado. Esse é o conceito de regra: relatos objetivos,
descritivos de determinadas condutas, que são aplicáveis a um
conjunto delimitado de situações.
Letra B - Errada. As regras que são "ou tudo ou nada", os princípios
podem conviver com os outros comportando diferentes graus de
concretização.
Letra C - Errada. Mais uma disposição aplicável às regras.
Letra D - PERFEITO!!!
Letra E - Errada. Os princípios são os mandados de otimização, as
regras são as definidoras de condutas.
Gabarito: Letra D.

13. (CESPE/Procurador-BACEN/2009) O poder constituinte


derivado decorrente deve observar, entre outros, os princípios
constitucionais estabelecidos, que integram a estrutura da Federação
brasileira, como, por exemplo, a forma de investidura em cargos
eletivos, o processo legislativo e os orçamentos.
Comentários:
Neste caso, seriam princípios extensíveis e não princípios
estabelecidos.
Gabarito: Errado.

14. (ESAF/EPPGG-MPOG/2009) São constitucionais as normas


que dizem respeito aos limites, e atribuições respectivas dos poderes

10
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

políticos, e aos direitos fundamentais. As demais disposições que


estejam na Constituição podem ser alteradas pelo quórum exigido
para a aprovação das leis ordinárias.
Comentários:
Se ocorresse o descrito no enunciado, teríamos uma constituição
semi-rígida. A nossa constituição é totalmente rígida, não havendo
qualquer distinção ou hierarquia entre normas constitucionais,
independente do conteúdo que elas veiculam. Trata-se da visão
jurídica que olha apenas para o aspecto formal da Constituição, não
se importando com o aspecto material.
Gabarito: Errado.

Eficácia e aplicabilidade das normas


Eficácia é a capacidade que uma norma tem para produzir efeitos, o
grau de eficácia das normas constitucionais é um dos temas mais
controversos da doutrina, mas para nosso objetivo, as considerações
abaixo serão suficientes.

Doutrina clássica x Normas Programáticas:


A doutrina clássica, de Rui Barbosa, baseada na doutrina norte-
americana, dividia as normas em auto-aplicáveis (auto-executáveis)
e não auto-aplicáveis (não auto-executáveis), estas, diferentemente
das primeiras exigiam a complementação do legislador para
produzirem efeitos.
Essa classificação, atualmente, não costuma ser aceita no Brasil.
Em que pese tal fato, algumas bancas, costumam cobrar o conceito
de não auto-aplicáveis em associação às normas programáticas. As
normas programáticas são aquelas que definem planos de ação para
o Estado, como combater a pobreza, a marginalização e os direitos
sociais do art. 6º. As normas programáticas possuem o que se chama
de eficácia diferida, ou seja, sua aplicação se dará ao longo do
tempo, na medida em que forem sendo concretizadas.

Eficácia e aplicabilidade segundo a José Affonso da Silva:


Essa é a doutrina majoritária, a mais cobrada em concursos. Divide
em 3 tipos as normas:
1- Eficácia Plena – Não necessitam de nenhuma ação do
legislador para que possam alcançar o destinatário, e por isso são
de aplicação direta e imediata, pois independem de uma lei
que venha mediar os seus efeitos. As normas de eficácia plena

11
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

também não admitem que uma lei posterior venha a restringir o


seu alcance.
Ex.: Ninguém poderá ser compelido a associar-se ou permanecer
associado (CF, art. 5º, XX).
2- Eficácia Contida - É aquela norma que, embora não precise
de qualquer regulamentação para ser alcançada por seus
receptores - também tem aplicabilidade direta e imediata, não
precisando de lei para mediar os seus efeitos -, poderá ver o
seu alcance restringido pela superveniência de uma lei
infraconstitucional. Enquanto não editada essa lei, a norma
permanece no mundo jurídico com sua eficácia de forma plena,
porém no futuro poderá ser restringida pelo legislador
infraconstitucional.
Ex.: É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão,
atendida às qualificações profissionais que a lei estabelecer (CF,
art. 5º, XIII). Ou seja, As pessoas podem exercer de forma plena
qualquer trabalho, ofício ou profissão, salvo se vier uma norma
estabelecendo certos requisitos para conter essa plena liberdade.

Observação: Em regra, as normas de eficácia contida são passíveis


de restrição por leis infraconstitucionais, porém, também se
manifestam como normas de eficácia contida as normas onde a
própria constituição estabelece casos de relativização. Exemplo
disto é o direito de reunião que pode ser restringido no caso de
Estado de Sítio ou Defesa. Ou ainda, o direito de propriedade, que é
relativizado pela norma da desapropriação e pela necessidade do
cumprimento da função social.

A doutrina ainda considera que certos preceitos ético-jurídicos


como a moral, os bons costumes e etc. também podem ser usados
para conter as normas.
3- Eficácia Limitada - É a norma que, caso não haja
regulamentação por meio de lei, não será capaz de gerar os
efeitos para os quais foi criada, assim dizemos que tem aplicação
indireta ou mediata, pois há a necessidade da existência de uma
lei para “mediar” a sua aplicação. Como vimos, é errado dizer
que não possui eficácia jurídica, ou que é incapaz de gerar
efeitos concretos, pois desde logo manifesta a intenção dos
legisladores constituinte, fornecendo conteúdo para ser usado na
interpretação constitucional e é capaz de tornar inconstitucionais
as normas infraconstitucionais que sejam com ela incompatíveis
(daí se falar em eficácia negativa ou paralisante das normas

12
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

de eficácia limitada). Desta forma, sua aplicação é mediata, mas


sua eficácia jurídica (ou seja, seu caráter vinculante) é imediata.
Ex.: O estado promoverá, na forma da lei, a defesa do
consumidor (art. 5º, XXXII). Se a lei não estabelecesse o Código
de Defesa do Consumidor, não se poderia aplicar essa norma por
si só, ou, acaso as normas criadas pelo CDC não fossem
favoráveis aos consumidores, seriam inconstitucionais por
contrariar as normas de eficácia limitada que trata da matéria.
Observação: O prof. José Afonso da Silva, ainda divide as normas de
eficácia limitada em dois grupos:
a) Normas de princípio programático - São as que direcionam
a atuação do Estado instituindo programas de governo. Terão
eficácia diferida e necessitam de atos normativos e
administrativos para concretizarem os objetivos para quais
foram criadas.

b) Normas de princípio institutivo - São as normas que


trazem apenas um direcionamento geral, e ordenam o legislador a
organizar ou instituir órgãos, instituições ou regulamentos,
observando os direcionamentos trazidos. O professor ressalta as
expressões "na forma da lei", "nos termos da lei", "a lei
estabelecerá" e etc. como meios de identificação destas normas.

Baseado na doutrina do Professor


Canotilho, ainda podemos classificar as normas programáticas como
normas-fim, pois traduz uma finalidade a ser buscada pelo Poder
Público.

Eficácia e aplicabilidade segundo a Maria Helena Diniz:


A classificação das normas, segundo esta autora, muda pouco
comparado a José Affonso da Silva. Maria Helena Diniz aborda mais
um tipo em sua classificação: as normas de eficácia absoluta ou
supereficazes. Assim, segundo ela, teriamos a seguinte classificação:
1- Eficácia absoluta ou supereficazes: seriam as clásulas
pétreas (CF, art. 60 §4º), ou seja, as normas que não podem ser
abolidas por emendas constitucionais. Para esta doutrina, as
normas de eficácia absoluta sequer são suscetíveis de emendas
constitucionais (este pensamento não é o seguido pelo STF, que

13
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

aceita o uso das emendas constitucionais desde que usadas para


fortalecer ou ampliar as cláusulas pétreas).
2- Eficácia plena = Eficácia plena de J.A. Silva
3- Eficácia relativa restringível = Eficácia contida de J.A. Silva
4- Eficácia relativa complementável = Eficácia limitada de J.A.
Silva

Normas definidoras dos direitos e garantias fundamentais:


Art. 5º § 1º - As normas definidoras dos direitos e garantias
fundamentais têm aplicação imediata.
Isso não quer dizer que sejam todas de eficácia plena, como já foi
cobrado em concurso. É apenas um apelo para que se busque
efetivamente aplicá-las e assim não sejam frustrados os anseios da
sociedade.
Lembramos ainda que tanto as plenas como também as contidas
possuem aplicação imediata.
Vamos propor um fluxograma para facilitar nossa vida nas questões
sobre classificação das normas:

14
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Leia a norma com


calma!

Pergunta 1 - Você consegue, só


pelo que está ali escrito, aplicar o
preceito?

Sim Não

Então, estamos diante Então, a norma tem aplicação


de norma que tem mediata e será somente de
aplicação imediata! eficácia limitada. Mas poderá
Mas a eficácia poderá ser programática ou de
ser plena ou contida. princípio institutivo.

Pergunta 2a - Existe a Pergunta 2b - A


possibilidade de que, caso se norma busca traçar
edite uma lei, essa norma um plano de governo
fique restringida? para direcionar o
Estado, ou é uma
norma que está
Sim Não
ordenando a criação
de órgãos, institutos
ou regulamentos?

A norma é de A norma é de
eficácia contida eficácia plena Traça um Ordena a
plano de criação de
governo institutos,
órgãos ou
regulamentos

A norma é de
eficácia limitada
e programática A norma é de
eficácia limitada
e definidora de
princípio
institutivo

15
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Normas de eficácia exaurida:


É o comum o uso do termo "normas de eficácia exaurida" para
denominar aquelas normas presentes nos ADCT (atos transitórios)
que já perderam o seu poder de produzir novos efeitos jurídicos. Por
exemplo:
ADCT, Art. 2º. No dia 7 de setembro de 1993 o eleitorado
definirá, através de plebiscito, a forma (república ou
monarquia constitucional) e o sistema de governo
(parlamentarismo ou presidencialismo) que devem vigorar
no País.
ADCT, Art. 3º. A revisão constitucional será realizada após
cinco anos, contados da promulgação da Constituição, pelo
voto da maioria absoluta dos membros do Congresso
Nacional, em sessão unicameral.
Tais normas já produziram seus efeitos e, embora permaneçam no
corpo da Constituição, não têm papel prático na atualidade ou no
futuro. Diz-se que possuem "aplicabilidade esgotada".

15. (FGV/Juiz Substituto - TJ MG/2008) Assinale a afirmativa


incorreta.
a) As normas constitucionais definidoras dos direitos e garantias
fundamentais têm aplicação imediata.
b) As normas constitucionais podem ter eficácia plena, contida e
limitada.
c) As normas constitucionais de eficácia plena são aquelas que desde
a entrada em vigor da Constituição produzem, ou podem produzir,
todos os efeitos essenciais, relativos aos interesses, comportamentos
e situações, que o legislador constitucional, direta e normativamente,
quis regular.
d) As normas constitucionais de eficácia contida são aquelas que
apresentam aplicação indireta, mediata e reduzida, porque somente
incidem totalmente sobre os interesses, após uma normatividade
ulterior que lhes desenvolva a aplicabilidade.
e) As normas constitucionais programáticas são de aplicação diferida
e não de aplicação ou execução imediata.
Comentários:
Letra A - Correta. A assertiva é correta pois traz a literalidade de um
dispositivo constitucional que é encontrado no art. 5º, §1º da
Constituição Federal. Importante é salientar que a de forma alguma
podemos dizer que, devido a este dispositivo, todas as normas que
versem sobre direitos e garantias fundamentais possuem eficácia

16
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

plena e contida. Não podemos dizer isso, pois existem diversas


normas nesta relação que são de eficácia limitada, tendo, assim, a
sua aplicabilidade mediata ou indireta. Desta forma, tal disposição
constitucional consiste apenas em um apelo feito para que o Poder
Público busque efetivamente concretizar tais normas.
Letra B - Correta. A assertiva tratou da forma de classificação usada
por José Afonso da Silva, que é a majoritária.
Letra C - Correta. Essa é a definição de norma de eficácia plena,
conforme vimos anteriormente.
Letra D - Errada. Essa seria a definição de norma de eficácia limitada.
A norma de eficácia contida possui a sua aplicabilidade imediata,
direta, tal qual as normas de eficácia plena, com a única diferença de
serem passíveis de posterior restrição.
Letra E - Correta. Tais normas são uma das subclassificações das
normas de eficácia limitada, possuindo assim, aplicabilidade indireta.
Diz-se que a sua aplicação é diferida, pois não se dará
imediatamente, mas no futuro, após a adoção de providências
legislativas e administrativas com o intuito de concretizá-las.
Gabarito: Letra D.

16. (FGV/Advogado-BESC/2004) A disposição do artigo 2º da


Constituição Federal, segundo a qual "são poderes da União,
independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o
Judiciário", caracteriza norma de eficácia:
a) plena.
b) relativa.
c) absoluta.
d) limitada.
e) contida.
Comentários:
Na questão anterior discorremos sobre as doutrinas acerca da
"eficácia e aplicabilidade das normas constitucionais". Vimos que,
embora a doutrina de José Afonso da Silva seja a majoritária,
também tem espaço em certames a doutrina de Maria Helena Diniz.
Em um rápido passar de olhos sobre as assertivas, encontramos ali o
termo "absoluta". O fato de este termo ali constar, nos direciona à
doutrina da professora Maria Helena Diniz, a qual deverá prevalecer.
Dizemos isso, pois o examinador deu indícios sobre qual caminho
seguir.

17
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Como, segundo o art. 60 §4º da Constituição Federal, a norma que


diz "são poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o
Legislativo, o Executivo e o Judiciário" constitui uma "cláusula pétrea"
(norma que não pode ser abolida da Constituição) estamos diante de
uma norma de eficácia absoluta ou supereficaz.
Ainda que a banca não tenha expresso no enunciado qual a doutrina
a ser seguida, o candidato deveria pela especificidade, assinalar como
correta a letra C.
Gabarito: Letra C.

17. (FCC/Defensor-DPE-SP/2010) Utilizando-se a classificação


de José Afonso da Silva no tocante a eficácia e aplicabilidade das
normas constitucionais, a norma constitucional inserida no artigo 5°,
XII: "é inviolável o sigilo de correspondência e das comunicações
telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no
último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma que a lei
estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual
penal", pode ser classificada como norma
a) de eficácia plena, isto é, de aplicabilidade direta, imediata e
integral, não havendo necessidade de lei infraconstitucional para
resguardar o sigilo das comunicações.
b) de eficácia limitada, isto é, de aplicabilidade indireta, mediata e
não integral, ou seja, o sigilo somente poderá ser garantido após a
integração legislativa infraconstitucional.
c) de eficácia contida, isto é, de aplicabilidade direta, imediata, porém
não integral, ou seja, a lei infraconstitucional poderá restringir sua
eficácia em determinadas hipóteses.
d) com eficácia relativa restringível, isto é, o sigilo pode ser limitado
em hipóteses previstas em regramento infraconstitucional.
e) de eficácia relativa complementável ou dependente de
complementação legislativa, isto é, depende de lei complementar ou
ordinária para se garantir o sigilo das comunicações.
Comentários:
Vamos analisar a questão utilizando fluxograma:
Passo 1 - ler a norma calmamente:
"é inviolável o sigilo de correspondência e das comunicações
telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no
último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma que a
lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução
processual penal"

18
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Passo 2 - responder à pergunta 1:


Eu consigo aplicar o preceito? Claro... ele garante a inviolabilidade
das comunicações. Pronto, as comunicações estão invioláveis! É
garantido o sigilo.
Então, a norma tem aplicação imediata, está pronta para ser
aplicável.
Passo 3 - responder à pergunta 2a:
Ahhh... mas tem um "porém". A norma traz uma possibilidade de
restringir o último caso (comunicações telefônicas), por ordem
judicial, nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer.
Desta forma, pode vir uma lei trazendo hipóteses de restrição,
contendo a plena aplicação da norma.

Caramba... Já acabou! Estou diante de uma norma que tem aplicação


imediata, porém, de eficácia contida, já que ela é aplicável desde
logo, mas pode sofrer limitações posteriores em virtude de lei.
Fácil, fácil...
Gabarito: Letra C.

18. (FCC/APOFP-SP/2010) As normas constitucionais de eficácia


contida são dotadas de aplicabilidade direta e imediata, mas não
integral, porque sujeitas a restrições. Observa-se que tais restrições
podem ser impostas:
a) pelo legislador constitucional, por outras normas constitucionais e
como decorrência do uso de conceitos ético-jurídicos consagrados.
b) pelo legislador comum, pelos Tribunais Superiores e pelos Chefes
do Poder Executivo.
c) pela União Federal, pelos Estados-membros, pelo Distrito Federal e
pelos Municípios com exclusão dos Territórios Federais.
d) por outras normas constitucionais, pelo Supremo Tribunal Federal
e pelo órgão superior do Ministério Público Federal.
e) pelo Conselho da República, pela União Federal, pelos Estados-
membros e como decorrência de conceitos ético-jurídicos
consagrados.
Comentários:
Mais uma ótima questão. Questão bem incomum, mas nada que
assuste meus alunos, que estão ou estarão, mais que preparados
para o 100%.

19
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Vamos relembrar o conceito de normas de eficácia contida:


"É aquela norma que, embora não precise de qualquer
regulamentação para ser alcançada por seus receptores - também
tem aplicabilidade direta e imediata, não precisando de lei para
mediar os seus efeitos -, poderá ver o seu alcance limitado pela
superveniência de uma lei infraconstitucional. Enquanto não editada
essa lei, a norma permanece no mundo jurídico com sua eficácia de
forma plena, porém no futuro poderá ser restringida pelo legislador
infraconstitucional".
Acabou por aí??? Não, temos uma observação:
"Em regra, as normas de eficácia contida são passíveis de
restrição por leis infraconstitucionais, porém, também se
manifestam como normas de eficácia contida as normas onde a
própria constituição estabelece casos de relativização (...) A
doutrina ainda considera que certos preceitos ético-jurídicos como
a moral, os bons costumes e etc. também podem ser usados
para conter as normas".
Pronto!!! Fecha a conta e passa a régua!
Gabarito: Letra A.

19. (FCC/AJAJ-TRT 3º/2009) Em conformidade com o art. 113


da Constituição Federal: A lei disporá sobre a constituição,
investidura, jurisdição, competência, garantias e condições de
exercício dos órgãos da Justiça do Trabalho. A presente hipótese trata
de uma norma constitucional de eficácia:
a) limitada, definidora de princípio institutivo ou organizativo.
b) limitada, definidora de princípios programáticos.
c) plena, mas de natureza facultativa ou permissiva.
d) contida, em razão de restrições impostas por outras normas
constitucionais.
e) plena, mas de natureza obrigatória, de programas ou diretrizes.
Comentários.
Comentários:
Utilizando fluxograma:
Passo 1 - ler a norma calmamente:
A lei disporá sobre a constituição, investidura, jurisdição,
competência, garantias e condições de exercício dos órgãos da Justiça
do Trabalho.
Passo 2 - responder à pergunta 1:

20
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Eu não consigo aplicar o preceito, pois a norma diz que a lei é que vai
dispor sobre isso, e eu nem sei qual é a lei.
Então, eu sei que a norma não tem aplicação imediata, mas sim
"mediata" (precisa de uma lei para mediar os efeitos), sendo, assim,
uma norma de eficácia limitada.
Passo 3 - responder à pergunta 2b:
O objetivo dela é ordenar que uma lei crie regulamentos para o
exercício dos órgãos da Justiça do Trabalho.

Ihhh... Matei! Estou diante de uma norma de eficácia limitada,


definidora de princípio institutivo ou organizativo.
Gabarito: Letra A.

20. (FCC/AJAJ-TRT 1ª/2011) Analise:


I. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios organizarão
em regime de colaboração seus sistemas de ensino.
II. É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão,
atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer.
Em conformidade com o aspecto doutrinário, as referidas disposições
caracterizam-se, respectivamente, como normas constitucionais de
a) eficácia plena e de eficácia negativa.
b) princípio programático e de eficácia contida.
c) eficácia restringível e de eficácia absoluta.
d) princípio programático e de eficácia plena.
e) eficácia relativa e de princípio programático.
Comentários:
O item I traz uma norma que por si só não altera em nada o mundo
prático, traz um direcionamento para que se faça algo. Assim, trata-
se de uma norma de eficácia limitada de princípio programático.
O item II é um exemplo clássico de norma de eficácia contida, já que
ela confere a liberdade de profissão de forma ampla, mas se a lei
estabelecer qualificações profissionais, nós teremos que nos
enquadrar no que a lei diz. Assim, cria-se a possibilidade da lei
restringir esta ampla liberdade, sendo, desta forma, uma norma de
eficácia contida.
Gabarito: Letra B.

21
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

21. (FCC/AJ-Arquivologia-TRT 1ª/2011) Os remédios


constitucionais são tidos por normas constitucionais de eficácia:
a) plena.
b) limitada.
c) contida.
d) mediata.
e) indireta.
Comentários:
Os remédios constitucionais são ações constitucionais que funcionam
como verdadeiros "remédios" contra os abusos cometidos. Por
exemplo, se alguém sofrer abuso ao seu direito de locomoção, esse
mal será remediado com um habeas corpus, se o abuso for relativo
ao direito de informação, será usado um habeas data. Os principais
remédios constitucionais são: habeas corpus, habeas data, Mandado
de Segurança, Mandado de Injunção e Ação Popular.
A jurisprudência do Supremo indica que estes remédios são dotados
de “autoaplicabilidade”, possuindo eficácia plena, pois senão ficariam
impedidos de alcançar a sua principal finalidade de proteção do bem
jurídico sob ameaça.
Gabarito: Letra A.

22. (FCC/Técnico Superior - PGE-RJ/2009) A norma do artigo


218, caput, da Constituição, segundo a qual "o Estado promoverá e
incentivará o desenvolvimento científico, a pesquisa e a capacitação
tecnológicas", deve ser classificada como
a) inconstitucional e sem nenhum efeito, por ofensa ao princípio da
livre iniciativa.
b) programática, de eficácia limitada.
c) meramente indicativa e não-vinculante aos Poderes Públicos.
d) plenamente eficaz, porém restringível por meio de lei.
e) de eficácia plena e aplicabilidade imediata.
Comentários:
Novamente, vamos analisar a questão, passo a passo:
Passo 1 - ler a norma calmamente:
o Estado promoverá e incentivará o desenvolvimento científico, a
pesquisa e a capacitação tecnológicas.
Passo 2 - responder à pergunta 1:

22
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Eu não consigo aplicar o preceito, pois se o Estado não fizer nada,


nenhuma lei, ou nenhuma ação administrativa para fins desta
promoção e incentivo, o desenvolvimento científico ficará a ver
navios...
Logo, eu sei que a norma não tem aplicação imediata, mas sim
"mediata", sendo mais uma norma de eficácia limitada.
Passo 3 - responder à pergunta 2b:
O objetivo dela é direcionar o Poder Público em um determinado
sentido: o da promoção e incentivo do desenvolvimento tecnológico.
Ah, sim! Estou diante de uma norma de eficácia limitada, que
estabelece um programa para o governo: uma norma programática.
Gabarito: Letra B.

23. (FCC/Procurador-TCE-RO/2010) Em fevereiro de 2010, o


artigo 6º da Constituição Federal foi alterado para que, ao rol dos
direitos fundamentais que prevê, fosse acrescentado o direito à
alimentação. A eficácia desse direito é classificada como:
a) plena.
b) contida de princípio programático.
c) limitada de princípio institutivo.
d) contida de princípio institutivo.
e) limitada de princípio programático.
Comentários:
A alimentação passou a integrar o rol de direitos sociais do art. 6º,
direitos estes pacificamente reconhecidos como programáticos, já que
são dependentes de ações governamentais, legislativas e
administrativas, para serem concretizados.
Gabarito: Letra E.

24. (FCC/Assessor - TCE-PI/2009) Dispõe o artigo 14, § 9º, da


Constituição Federal: "Lei complementar estabelecerá outros casos de
inelegibilidade e os prazos de sua cessação, a fim de proteger a
probidade administrativa, a moralidade para exercício de mandato,
considerada a vida pregressa do candidato, e a normalidade e
legitimidade das eleições contra a influência do poder econômico ou o
abuso do exercício de função, cargo ou emprego na administração
direta ou indireta." Quanto à capacidade de produção de efeitos, a
norma constitucional em questão
a) é autoexecutável.

23
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

b) possui aplicabilidade imediata e eficácia plena.


c) tem natureza de norma constitucional programática não
vinculante.
d) é de eficácia limitada e, portanto, aplicabilidade mediata.
e) possui aplicabilidade imediata, mas eficácia contida.
Comentários:
Vamos ao passo a passo?
Passo 1 - ler a norma calmamente:
Lei complementar estabelecerá outros casos de inelegibilidade e os
prazos de sua cessação, a fim de proteger a probidade
administrativa, a moralidade para exercício de mandato, considerada
a vida pregressa do candidato, e a normalidade e legitimidade das
eleições contra a influência do poder econômico ou o abuso do
exercício de função, cargo ou emprego na administração direta ou
indireta.
Passo 2 - responder à pergunta 1:
Eu não consigo aplicar o preceito, pois para eu saber quais os casos
de inelegibilidade, precisarei de uma lei complementar.
Passo 3 - responder à pergunta 2b:
Ela não traça um programa de governo, mas sim, manifesta a
necessidade da criação de um regulamento para prever as
inelegibilidades.
Nem precisávamos chegar ao passo 3. Fizemos isso só para fins
didáticos.
Gabarito: Letra D.

25. (FCC/Auditor Fiscal - ISS-SP/2007) Dispõem os incisos IX e


XIII do artigo 5o e o artigo 190, todos da Constituição: "Art. 5o. (...)
IX. é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e
de comunicação, independentemente de censura ou licença; XIII. é
livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas
as qualificações profissionais que a lei estabelecer." "Art. 190. A lei
regulará e limitará a aquisição ou o arrendamento da propriedade
rural por pessoa física ou jurídica estrangeira e estabelecerá os casos
que dependerão de autorização do Congresso Nacional." Referidos
dispositivos constitucionais consagram, respectivamente, normas de
eficácia
a) plena, contida e limitada.
b) contida, limitada e plena.

24
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

c) plena, limitada e contida.


d) contida, plena e limitada.
e) plena, limitada e limitada.
Comentários:
1ª norma, passo a passo:
Passo 1 - ler a norma calmamente:
é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de
comunicação, independentemente de censura ou licença;
Passo 2 - responder à pergunta 1:
Eu consigo aplicar o preceito, pois ainda que não tenha lei, a
Constituição me assegura a liberdade de expressão.
Passo 3 - responder à pergunta 2a:
Não, não existe margem para que uma lei venha a diminuir esta
minha liberdade.
Resultado: Norma de eficácia plena.

2ª norma, passo a passo:


Passo 1 - ler a norma calmamente:
É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas
as qualificações profissionais que a lei estabelecer.
Passo 2 - responder à pergunta 1:
Eu consigo aplicar o preceito, pois ainda que não tenha lei, a
Constituição me assegura a liberdade de profissão. Trata-se então de
aplicabilidade imediata.
Passo 3 - responder à pergunta 2a:
Sim, a lei pode restringir, pois a CF diz " atendidas as qualificações
profissionais que a lei estabelecer". Ou seja, eu tenho a liberdade de
profissão, mas se a lei estabelecer qualificações profissionais, eu
tenho que me enquadrar no que a lei diz.
Resultado: Norma de eficácia contida.

3ª norma, passo a passo:


Passo 1 - ler a norma calmamente:
A lei regulará e limitará a aquisição ou o arrendamento da
propriedade rural por pessoa física ou jurídica estrangeira e

25
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

estabelecerá os casos que dependerão de autorização do Congresso


Nacional.
Passo 2 - responder à pergunta 1:
Eu não consigo aplicar a norma de pronto, pois ela manda que a lei é
que venha a estabelecer como serão feitas essas coisas.
Passo 3 - responder à pergunta 2b:
A lei virá a estabelecer regulamentações para aquisição e
arrendamento.
Resultado: Norma de eficácia limitada, definidora de princípio
institutivo.
Gabarito: Letra A

26. (CESPE/ Auditor – SEFAZ-ES/ 2013) As normas


constitucionais programáticas caracterizam-se por fixar políticas
públicas ou programas estatais destinados à concretização dos fins
sociais do Estado, razão pela qual são de aplicação ou execução
imediata.
Comentários:
De fato as normas programáticas são aquelas que definem planos de
ação para o Estado, como o combate à pobreza, a marginalização e
os direitos sociais previstos no art. 6º da CF. Tais normas têm, no
entanto, eficácia diferida, de forma que sua aplicação se dará ao
longo do tempo, na medida em que forem sendo concretizadas.
Assim, são normas “não autoaplicáveis”.
Gabarito: Errado.

27. (CESPE/ Auditor – SEFAZ-ES/ 2013) Constitui exemplo de


norma de eficácia limitada o dispositivo constitucional segundo o qual
os cargos, empregos e funções públicas são acessíveis aos brasileiros
que preencherem os requisitos estabelecidos em lei, assim como aos
estrangeiros, na forma da lei.
Comentários:
Correto, acaso a matéria não seja regulamentada por meio de lei,
não será capaz de gerar os efeitos para os quais foi criada.
Gabarito: Correto.

28. (CESPE/ Auditor – SEFAZ-ES/ 2013) As normas


constitucionais de eficácia contida não podem ser aplicadas
imediatamente, pois necessitam de complementação legal para a
produção de efeitos.
Comentários:

26
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Errado, as normas de eficácia contida têm aplicação imediata, de


forma que podem ser aplicadas imediatamente, já que não
necessitam de complementação legal para produzir efeitos, em
verdade, a complementação legal pode vir restringir seus efeitos.
Gabarito: Errado.

29. (CESPE/Analista Processual- MPU/2010) As normas de


eficácia contida permanecem inaplicáveis enquanto não advier
normatividade para viabilizar o exercício do direito ou benefício que
consagram; por isso, são normas de aplicação indireta, mediata ou diferida.
Comentários:
As normas de eficácia contida possuem aplicação imediata, tais quais as
normas plenas. A única diferença é que poderão ser restringidas em seu
alcance.
Gabarito: Errado.

30. (CESPE/Analista Processual- MPU/2010) As normas


constitucionais de eficácia limitada são desprovidas de normatividade, razão
pela qual não surtem efeitos nem podem servir de parâmetro para a
declaração de inconstitucionalidade.
Comentários:
A norma de eficácia limitada desde logo manifesta a intenção dos
legisladores constituinte, fornecendo conteúdo para ser usado na
interpretação constitucional e é capaz de tornar inconstitucionais as
normas infraconstitucionais que sejam com ela incompatíveis. Desta
forma, sua aplicação é mediata, mas sua eficácia jurídica (ou seja,
seu caráter vinculante) é imediata.
Gabarito: Errado.

31. (CESPE/Oficial de Inteligência- ABIN/2010) A revisão


constitucional realizada em 1993, prevista no ADCT, é considerada
norma constitucional de eficácia exaurida e de aplicabilidade
esgotada, não estando sujeita à incidência do poder reformador.
Comentários:
Segundo a doutrina e a jurisprudência do STF, a revisão
constitucional (procedimento simplificado de modificação do texto da
Constituição) só pode ocorrer uma única vez, já que seu objetivo era
rapidamente reestabelecer uma possível instabilidade institucional
provocada pela mudança de regime no Brasil (instabilidade esta que
não ocorreu). Desta forma, não há mais motivos que justifiquem a
feitura de um novo procedimento simplificado para revisão da
Constituição, devendo-se seguir o procedimento especial de reforma,
previsto no art. 60 da Constituição Federal.

27
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Gabarito: Correto.

32. (CESPE/Analista Adm.- MPU/2010) O livre exercício de


qualquer trabalho, ofício ou profissão, desde que atendidas as
qualificações profissionais que a lei estabelecer, é norma
constitucional de eficácia contida; portanto, o legislador ordinário
atua para tornar exercitável o direito nela previsto.
Comentários:
A questão estava correta ao prever que é uma norma de eficácia
contida, porém, a atuação do legislador infraconstitucional nesta
espécie de norma não é para torná-la exercitável, mas sim para
conter a plenitude de sua aplicação, já que as normas de eficácia
contida possuem aplicação imediata, não necessitando de
regulamentação infraconstitucional para produzir seus efeitos
finalísticos.
Gabarito: Errado.

33. (CESPE/Técnico - MPU/2010) As normas de eficácia plena


não exigem a elaboração de novas normas legislativas que lhes
completem o alcance e o sentido ou lhes fixem o conteúdo; por isso,
sua aplicabilidade é direta, ainda que não integral.
Comentários:
Errada. A questão estava caminhando perfeita, até a última curva,
quando disse "ainda que não integral". Ora, a norma é de eficácia
plena, justamente porque a sua aplicação se dá com plenitude, ou
seja, de forma integral. A questão então, acabou por definir o que
seria uma norma de eficácia contida.
Gabarito: Errado.

34. (ESAF/Analista-SUSEP/2010) Quando a Constituição prevê


que a ordem econômica e social tem por fim realizar a justiça social,
não estamos diante de uma norma-fim, por não abranger todos os
direitos econômicos e sociais, nem a toda a ordenação constitucional.
Comentários:
Normas-fim são as normas que direcionam o poder público a alcançar
um objetivo, uma norma programática. Segundo Canotilho, a
determinação constitucional segundo a qual as ordens econômicas e
social tem por fim realizar a justiça social constitui uma norma-fim,
que permeia todos os direitos econômicos e sociais e os demais
princípios informadores da ordem econômica são da mesma natureza.

28
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

Gabarito: Errado.

35. (ESAF/AFRFB/2009) O disposto no artigo 5o, inciso XIII da


Constituição Federal – “é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício
ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei
estabelecer”, cuida-se de uma norma de eficácia limitada.
Comentários:
Este é o exemplo mais clássico que temos de uma norma de eficácia
contida, já que enquanto a lei não estabelecer as qualificações que
devem ser atendidas, será livre o exercício de qualquer profissão.
Gabarito: Errado.

Pronto pessoal!!! Por hoje é só...


Excelente estudo a todos.
Grande abraço.
Vítor Cruz e Rodrigo Duarte
LISTA DAS QUESTÕES DA AULA:
1. (FCC/Auditor-TCM-CE/2006) Entende-se por princípios
constitucionais:
a) as normas constitucionais expressas que não têm força
obrigatória.
b) as normas que implicitamente decorrem das constituições, tendo
natureza de meras recomendações.
c) somente aqueles que, caso violados, ensejam a intervenção da
União Federal nos Estados-membros.
d) todas as normas constitucionais que acolhem direitos dos
indivíduos contra o Estado.
e) as normas constitucionais de caráter amplo que norteiam e servem
de fonte interpretativa àquelas com objetivos específicos.
2. (FCC/EPP-SP/2009) É correto afirmar, em face da
Constituição brasileira de 1988, que são formalmente constitucionais
todas as normas contidas em seu corpo articulado, mesmo as
destituídas de rigidez.
3. (FCC/EPP-SP/2009) É correto afirmar, em face da
Constituição brasileira de 1988, que nela existem algumas normas
que são apenas formalmente constitucionais.

29
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

4. (FCC/Técnico Superior - PGE-RJ/2009) O conceito de


normas materialmente constitucionais é antagônico ao de normas
formalmente constitucionais.
5. (FCC/Técnico Superior - PGE-RJ/2009) O conceito de
normas materialmente constitucionais importa na atribuição de
rigidez às normas que versem sobre matéria tipicamente
constitucional.
6. (FCC/Técnico Superior - PGE-RJ/2009) O conceito de
normas materialmente constitucionais foi utilizado pela Constituição
do Império (1824) para flexibilizar parcialmente a Constituição.
7. (CESPE/AJAJ - TRE-MS/2013) Somente possuem
supremacia formal as normas constitucionais que se relacionam com
os direitos fundamentais.
8. (CESPE/Advogado - IBRAM-DF/2009) O preâmbulo, por
estar na parte introdutória do texto constitucional e, portanto, possuir
relevância jurídica, pode ser paradigma comparativo para a
declaração de inconstitucionalidade de determinada norma
infraconstitucional.
9. (CESPE/Advogado - IBRAM-DF/2009) O ADCT tem
natureza jurídica de norma constitucional, semelhante às normas
inseridas no bojo da CF, não havendo desníveis ou desigualdades
entre as normas do ADCT e os preceitos constitucionais quanto à
intensidade de sua eficácia ou a prevalência de sua autoridade.
10. (CESPE/Analista SEGER-ES/2007) O preâmbulo da
Constituição Federal constitui uma norma central e, portanto, tem
força normativa.
11. (CESPE/Analista do STJ/2008) Para a moderna teoria
constitucional, que define a constituição como um regime aberto de
regras e princípios, estes, por sua flexibilidade e abstração, mesmo
quando jurídicos, não podem ser considerados como normas
constitucionais, mas apenas como normas programáticas,
representando uma pauta de valores a ser seguida pelo legislador na
edição de novas regras.
12. (CESPE/PGE-PI/2008 - Adaptada) Sobre os princípios e as
regras constitucionais, marque a alternativa correta:
a) Princípios, normalmente, relatos objetivos, descritivos de
determinadas condutas, são aplicáveis a um conjunto delimitado de
situações. Assim, na hipótese de o relato previsto em um princípio
ocorrer, esse princípio deve incidir pelo mecanismo tradicional da
subsunção, ou seja, enquadram-se os fatos na previsão abstrata e
produz-se uma conclusão.

30
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

b) A aplicação de um princípio, salvo raras exceções, se opera na


modalidade do tudo ou nada, o que significa que ele regula a matéria
em sua inteireza ou é descumprido.
c) Na hipótese de conflito entre dois princípios, só um deles será
válido e irá prevalecer.
d) Os princípios, freqüentemente, entram em tensão dialética,
apontando direções diversas. Por essa razão, sua aplicação se dá
mediante ponderação. Diante do caso concreto, o intérprete irá aferir
o peso de cada princípio.
e) As regras são normas que ordenam que algo seja realizado, na
maior medida possível, dentro das possibilidades jurídicas e reais
existentes e, por isso, são consideradas mandados de otimização,
caracterizando-se pela possibilidade de serem cumpridas em
diferentes graus.
13. (CESPE/Procurador-BACEN/2009) O poder constituinte
derivado decorrente deve observar, entre outros, os princípios
constitucionais estabelecidos, que integram a estrutura da Federação
brasileira, como, por exemplo, a forma de investidura em cargos
eletivos, o processo legislativo e os orçamentos
14. (ESAF/EPPGG-MPOG/2009) São constitucionais as normas
que dizem respeito aos limites, e atribuições respectivas dos poderes
políticos, e aos direitos fundamentais. As demais disposições que
estejam na Constituição podem ser alteradas pelo quórum exigido
para a aprovação das leis ordinárias.
15. (FGV/Juiz Substituto - TJ MG/2008) Assinale a afirmativa
incorreta.
a) As normas constitucionais definidoras dos direitos e garantias
fundamentais têm aplicação imediata.
b) As normas constitucionais podem ter eficácia plena, contida e
limitada.
c) As normas constitucionais de eficácia plena são aquelas que desde
a entrada em vigor da Constituição produzem, ou podem produzir,
todos os efeitos essenciais, relativos aos interesses, comportamentos
e situações, que o legislador constitucional, direta e normativamente,
quis regular.
d) As normas constitucionais de eficácia contida são aquelas que
apresentam aplicação indireta, mediata e reduzida, porque somente
incidem totalmente sobre os interesses, após uma normatividade
ulterior que lhes desenvolva a aplicabilidade.
e) As normas constitucionais programáticas são de aplicação diferida
e não de aplicação ou execução imediata.

31
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

16. (FGV/Advogado-BESC/2004) A disposição do artigo 2º da


Constituição Federal, segundo a qual "são poderes da União,
independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o
Judiciário", caracteriza norma de eficácia:
a) plena.
b) relativa.
c) absoluta.
d) limitada.
e) contida.
17. (FCC/Defensor-DPE-SP/2010) Utilizando-se a classificação
de José Afonso da Silva no tocante a eficácia e aplicabilidade das
normas constitucionais, a norma constitucional inserida no artigo 5°,
XII: "é inviolável o sigilo de correspondência e das comunicações
telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no
último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma que a lei
estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual
penal", pode ser classificada como norma
a) de eficácia plena, isto é, de aplicabilidade direta, imediata e
integral, não havendo necessidade de lei infraconstitucional para
resguardar o sigilo das comunicações.
b) de eficácia limitada, isto é, de aplicabilidade indireta, mediata e
não integral, ou seja, o sigilo somente poderá ser garantido após a
integração legislativa infraconstitucional.
c) de eficácia contida, isto é, de aplicabilidade direta, imediata, porém
não integral, ou seja, a lei infraconstitucional poderá restringir sua
eficácia em determinadas hipóteses.
d) com eficácia relativa restringível, isto é, o sigilo pode ser limitado
em hipóteses previstas em regramento infraconstitucional.
e) de eficácia relativa complementável ou dependente de
complementação legislativa, isto é, depende de lei complementar ou
ordinária para se garantir o sigilo das comunicações.
18. (FCC/APOFP-SP/2010) As normas constitucionais de eficácia
contida são dotadas de aplicabilidade direta e imediata, mas não
integral, porque sujeitas a restrições. Observa-se que tais restrições
podem ser impostas:
a) pelo legislador constitucional, por outras normas constitucionais e
como decorrência do uso de conceitos ético-jurídicos consagrados.
b) pelo legislador comum, pelos Tribunais Superiores e pelos Chefes
do Poder Executivo.

32
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

c) pela União Federal, pelos Estados-membros, pelo Distrito Federal e


pelos Municípios com exclusão dos Territórios Federais.
d) por outras normas constitucionais, pelo Supremo Tribunal Federal
e pelo órgão superior do Ministério Público Federal.
e) pelo Conselho da República, pela União Federal, pelos Estados-
membros e como decorrência de conceitos ético-jurídicos
consagrados.
19. (FCC/AJAJ-TRT 3º/2009) Em conformidade com o art. 113
da Constituição Federal: A lei disporá sobre a constituição,
investidura, jurisdição, competência, garantias e condições de
exercício dos órgãos da Justiça do Trabalho. A presente hipótese trata
de uma norma constitucional de eficácia:
a) limitada, definidora de princípio institutivo ou organizativo.
b) limitada, definidora de princípios programáticos.
c) plena, mas de natureza facultativa ou permissiva.
d) contida, em razão de restrições impostas por outras normas
constitucionais.
e) plena, mas de natureza obrigatória, de programas ou diretrizes.
Comentários.
20. (FCC/AJAJ-TRT 1ª/2011) Analise:
I. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios organizarão
em regime de colaboração seus sistemas de ensino.
II. É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão,
atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer.
Em conformidade com o aspecto doutrinário, as referidas disposições
caracterizam-se, respectivamente, como normas constitucionais de
a) eficácia plena e de eficácia negativa.
b) princípio programático e de eficácia contida.
c) eficácia restringível e de eficácia absoluta.
d) princípio programático e de eficácia plena.
e) eficácia relativa e de princípio programático.
21. (FCC/AJ-Arquivologia-TRT 1ª/2011) Os remédios
constitucionais são tidos por normas constitucionais de eficácia:
a) plena.
b) limitada.
c) contida.
d) mediata.

33
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

e) indireta.
22. (FCC/Técnico Superior - PGE-RJ/2009) A norma do artigo
218, caput, da Constituição, segundo a qual "o Estado promoverá e
incentivará o desenvolvimento científico, a pesquisa e a capacitação
tecnológicas", deve ser classificada como
a) inconstitucional e sem nenhum efeito, por ofensa ao princípio da
livre iniciativa.
b) programática, de eficácia limitada.
c) meramente indicativa e não-vinculante aos Poderes Públicos.
d) plenamente eficaz, porém restringível por meio de lei.
e) de eficácia plena e aplicabilidade imediata.
23. (FCC/Procurador-TCE-RO/2010) Em fevereiro de 2010, o
artigo 6º da Constituição Federal foi alterado para que, ao rol dos
direitos fundamentais que prevê, fosse acrescentado o direito à
alimentação. A eficácia desse direito é classificada como:
a) plena.
b) contida de princípio programático.
c) limitada de princípio institutivo.
d) contida de princípio institutivo.
e) limitada de princípio programático.
24. (FCC/Assessor - TCE-PI/2009) Dispõe o artigo 14, § 9º, da
Constituição Federal: "Lei complementar estabelecerá outros casos de
inelegibilidade e os prazos de sua cessação, a fim de proteger a
probidade administrativa, a moralidade para exercício de mandato,
considerada a vida pregressa do candidato, e a normalidade e
legitimidade das eleições contra a influência do poder econômico ou o
abuso do exercício de função, cargo ou emprego na administração
direta ou indireta." Quanto à capacidade de produção de efeitos, a
norma constitucional em questão
a) é autoexecutável.
b) possui aplicabilidade imediata e eficácia plena.
c) tem natureza de norma constitucional programática não
vinculante.
d) é de eficácia limitada e, portanto, aplicabilidade mediata.
e) possui aplicabilidade imediata, mas eficácia contida.
25. (FCC/Auditor Fiscal - ISS-SP/2007) Dispõem os incisos IX e
XIII do artigo 5o e o artigo 190, todos da Constituição: "Art. 5o. (...)
IX. é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e

34
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

de comunicação, independentemente de censura ou licença; XIII. é


livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas
as qualificações profissionais que a lei estabelecer." "Art. 190. A lei
regulará e limitará a aquisição ou o arrendamento da propriedade
rural por pessoa física ou jurídica estrangeira e estabelecerá os casos
que dependerão de autorização do Congresso Nacional." Referidos
dispositivos constitucionais consagram, respectivamente, normas de
eficácia
a) plena, contida e limitada.
b) contida, limitada e plena.
c) plena, limitada e contida.
d) contida, plena e limitada.
e) plena, limitada e limitada.
26. (CESPE/ Auditor – SEFAZ-ES/ 2013) As normas
constitucionais programáticas caracterizam-se por fixar políticas
públicas ou programas estatais destinados à concretização dos fins
sociais do Estado, razão pela qual são de aplicação ou execução
imediata.
27. (CESPE/ Auditor – SEFAZ-ES/ 2013) Constitui exemplo de
norma de eficácia limitada o dispositivo constitucional segundo o qual
os cargos, empregos e funções públicas são acessíveis aos brasileiros
que preencherem os requisitos estabelecidos em lei, assim como aos
estrangeiros, na forma da lei.
28. (CESPE/ Auditor – SEFAZ-ES/ 2013) As normas
constitucionais de eficácia contida não podem ser aplicadas
imediatamente, pois necessitam de complementação legal para a
produção de efeitos.
29. (CESPE/Analista Processual- MPU/2010) As normas de
eficácia contida permanecem inaplicáveis enquanto não advier
normatividade para viabilizar o exercício do direito ou benefício que
consagram; por isso, são normas de aplicação indireta, mediata ou diferida.
30. (CESPE/Analista Processual- MPU/2010) As normas
constitucionais de eficácia limitada são desprovidas de normatividade, razão
pela qual não surtem efeitos nem podem servir de parâmetro para a
declaração de inconstitucionalidade.
31. (CESPE/Oficial de Inteligência- ABIN/2010) A revisão
constitucional realizada em 1993, prevista no ADCT, é considerada
norma constitucional de eficácia exaurida e de aplicabilidade
esgotada, não estando sujeita à incidência do poder reformador.
32. (CESPE/Analista Adm.- MPU/2010) O livre exercício de
qualquer trabalho, ofício ou profissão, desde que atendidas as
qualificações profissionais que a lei estabelecer, é norma

35
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR
DIREITO CONSTITUCIONAL- Prefeitura Niterói
Aula 1- Normas Constitucionais
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte

constitucional de eficácia contida; portanto, o legislador ordinário


atua para tornar exercitável o direito nela previsto.
33. (CESPE/Técnico - MPU/2010) As normas de eficácia plena
não exigem a elaboração de novas normas legislativas que lhes
completem o alcance e o sentido ou lhes fixem o conteúdo; por isso,
sua aplicabilidade é direta, ainda que não integral.
34. (ESAF/Analista-SUSEP/2010) Quando a Constituição prevê
que a ordem econômica e social tem por fim realizar a justiça social,
não estamos diante de uma norma-fim, por não abranger todos os
direitos econômicos e sociais, nem a toda a ordenação constitucional.
35. (ESAF/AFRFB/2009) O disposto no artigo 5o, inciso XIII da
Constituição Federal – “é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício
ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei
estabelecer”, cuida-se de uma norma de eficácia limitada.
GABARITO:

1 E 15 D 29 Errado
2 Errado 16 C 30 Errado
3 Correto 17 C 31 Correto
4 Errado 18 A 32 Errado
5 Errado 19 A 33 Errado
6 Correto 20 B 34 Errado
7 Errado 21 A 35 Errado
8 Errado 22 B 36
9 Correto 23 E 37
10 Errado 24 D 38
11 Errado 25 A 39
12 D 26 Errado 40
13 Errado 27 Correto 41
14 Errado 28 Errado 42

36
Prof. Vítor Cruz e Rodrigo Duarte WWW.PONTODOSCONCURSOS.COM.BR