Você está na página 1de 4

A TRAJETÓRIA HISTÓRICA DA SOCIOLOGIA E O COMPROMISSO POLÍTICO COM A CIDADANIA DOS ALUNOS DAS ESCOLAS DE NÍVEL ÉDIO

Luciana Silva Dias (discente do Programa ICV), Maria das Dôres de Sousa (Orientadora,UFPI- Campus Senador Helvídio Nunes de Barros)

Introdução

O presente trabalho faz parte de um projeto de pesquisa A Sociologia no Ensino Médio:

historicidade e formação para a cidadania nas escolas públicas estaduais da zona urbana de Picos PI, encontra-se em fase conclusiva na Universidade Federal do Piauí Campus Senador Helvídio Nunes de Barros - que objetiva analisar o saber-fazer pedagógico do professor de Sociologia e se os conteúdos programáticos da disciplina de Sociologia têm contribuído com a formação para a cidadania dos alunos de forma a desenvolver uma consciência crítica para que estes possam compreender as particularidades inerentes aos seus direitos e deveres. O referido projeto tem contribuido com o debate em torno da Sociologia no Ensino Médio que se tornou disciplina obregatória, por força da Lei 11. 684/2008, em todas as escolas brasileiras do referido nível de ensino. Contudo, o Projeto de Lei da reforma do Ensino Médio n. 34/2016, sancionada pelo presidente da República Michel Temer no dia 16/02/ 2017, deixou a Sociologia em situação desfavorável, considerando que as escolas serão obrigadas a oferecer a disciplina de Sociologia, mas ficará a cargo do aluno escolher estudar ou não. Inicialmente, apresentamos um breve histórico da Sociologia no Brasil, algumas contribuições de estudos acerca do exercício da docência do professor de Sociologia no Ensino Médio no Brasil; os procedimentos metodológicos; as discussões e resultados. Finalizado, apontamos elementos conclusivos do estudo que assinalam possíveis contribuições da Sociologia para a construção da cidadania no processo de formação educacional dos alunos.

Metodologia

Os resultados apresentados aqui foram obtidos por meio de uma metodologia de pesquisa de natureza qualitativa desenvolvida entre julho de 2015 a julho de 2017. Em seguida, realizamos o trabalho de campo com aplicação de um questionário com perguntas abertas e fechadas junto a quatro professores de Sociologia da rede pública estadual da cidade de Picos-PI, participarticipante da pesquisa e observação realizada em sala de aula. Nas Escolas Miguel Lidiano, Coronel Francisco Santos, Escola Normal Oficial de Picos, Marcos Parentes e Jorge Leopoldo. A fim de colhermos informações sobre o saber-fazer pedagogico do professor de Sociologia.

Resultados e discussões

A partir das informações obtidas com a aplicação do questionário analisamos as respostas dos professores investigados. Perguntamos qual deve ser a finalidade da disciplina de

Sociologia no Ensino Médio. As resposatas dos professores condizem com o objetivo de ensino da

Sociologia, que se volta para a formação crítica e sociológica do aluno visando à preparação para o

exercício da cidadania(P1,P2,P3, P4) . Para o professor 4 a disciplina de Sociologia.

Contribuir para a formação de sujeitos críticos, políticos que atuam de fato na sociedade e que não se tornam alienados (P4, 12/04/2016).

instrumentaliza o aluno para o exercício

da cidadania, ao possibilitar uma ampliação de sua consciência acerca dos fundamentos do

universo social”.

Prosseguindo com as análises, questionamos sobre qual a contribuição da disciplina de

Sociologia para a formação da cidadania e da consciência crítica dos jovens? Os professores por

unanimidade apontaram que a disciplina de Sociologia contribui para a formação da cidadania do

aluno quando objetiva por meio dos conteúdos: despertá-los ou orientá-los sobre a força das lutas

sociais na conquista de seus direitos ou levando-o a refletir cientificamente sobre o fenômenos de

desigualdades sociais que o cercam; contribuindo para a consciência crítica e política dos alunos.

Segundo Covre (1991) a cidadania tem como ponto de partida levar os sujeitos a agirem e lutarem

por seus direitos, despertando um novo olhar sobre os fenômenos sociais de maneira critica e

reflexiva.

Quando perguntamos se os professores consideram a disciplina de Sociologia necessária

ao exercício da cidadania? Todos eles responderam que sim vejamos as

Segundo Santos (2002, p.101) a Sociologia “[

]

justificativas abaixo:

Auxilia

o

ser

humano

a

buscar

o

verdadeiro

exercício

da

cidadania

(participar

ativamente

da

sociedade)

reconhecendo

o

seu

valor

(P1,

12/04/2016);

Constitui no aprendizado na formação da consciência social(P2,12/04/2016);

Ajuda no conhecimento, reflexão para a tomada de posição diante da realidade (P3, 12/04/2016).

Conforme as falas acima, podemos inferir que o processo pedagógico da disciplina de

Sociologia está comprometido em proporcionar conhecimentos que permitam aos educandos

desempenhar de fato o exercício da cidadania, a partir de uma postura crítica que proporcione uma

superação do senso comum. Ou seja, a disciplina de Sociologia se firma como um instrumento de

conscientização, sendo os conhecimentos sociológicos necessários ao exercício da cidadania.

existe uma relação entre exercício da cidadania

(intervenção na realidade) e a disciplina de Sociologia (teorias, metodologias e conceitos)”.

Tratando-se dos conteúdos questionamos sobre quais os principais temas abordados

durante as aulas de

A responda foi consensual, entre os investigados, trabalham os seguintes temas: “cidadania,

democracia, ideologia, movimentos sociais, cultura, escola, família, trabalho, politica, desigualdades

sociais” (P1, P2, P3, P4, 12/04/2016). Verificamos no decorrer das investigações que os temas

trabalhados na disciplina de Sociologia tem grande relevância na formação dos alunos enquanto

sujeitos atuantes, com diretos e deveres elementos necessários no exercício da cidadania. Nesta

perspectiva a lei de Diretriz e Base da Educação Nacional 9394/96, em seu artigo 36, estabelece que

Conforme conclui Moraes (s.d, p. 193) “[

]

“ao final do ensino médio o educando demonstre [

]

domínio dos conhecimentos de Filosofia e

Sociologia necessários ao exercício da cidadania”. (SARANDY, 2004). Deste modo, fica evidente que

citada LDB define de modo claro a importância da Sociologia enquanto disciplina de nível médio.

Por fim, perguntamos quais as formas de avaliações de aprendizagem que eles utilizavam

para verificar se ao final da disciplina de Sociologia os alunos dispõem de conhecimentos para o

desempenho da cidadania. As respostas foram semelhantes destacaram que avaliam de forma

qualitativa e quantitativa para isso utilizam as seguintes estratégias metodológicas: “seminários,

debates, produção textual, avaliação escrita com questões abertas e fechadas, pesquisas na internet,

simulados, projetos, exercícios, etc.” (P1, P2, P3, P4,12/04/2016).

Para Luckesi (2012, p.1590) “Podemos conceber a aprendizagem como memorização ou

como construção; podemos conceber a avaliação como forma de controle do educando ou como

forma de viabilizar satisfatoriamente sua aprendizagem”. Essa afirmação nos faz refletir sobre como o

professor, deve tomar cuidado no momento de avaliar, pois sua metodologia deve considerar todos os

instrumentos, porque existem muitos fatores intervenientes no processo avaliativo.

Portanto, apesar da maioria dos professores de Sociologia não ter a formação em Ciências

Sociais todos compreendem a Sociologia como uma disciplina capaz de contribuir para a formação do

cidadão, na medida em que direciona o educando a compreender-se como sujeito de direitos.

Conclusão

Neste trabalho, abordamos algumas questões centrais presentes no debate sobre o saber-

fazer pedagogico do professor de Sociologia do ensino médio e suas contribuições com o

processo de formação cidadã dos alunos das escolas públicas estaduais da cidade de

Picos-PI.

Através dos dados analisados, obtivemos elementos da visão dos professores que

revelaram a Sociologia como uma disciplina essencial para a formação da cidadania, porque

possibilita o crescimento do aluno como um cidadão ativo, crítico e reflexivo, desenvolvendo a sua

consciência social, ensinando a questionar e a transformar a sociedade em uma realidade mais

humana.

Contudo, esperamos com esta pesquisa contribuir para a discussão acerca da inclusão da

Sociologia no ensino médio como disciplina obrigatória. Abrindo espaço para o debate sobre o papel

que tem a Sociologia de refletir, de questionar e transformar a realidade social.

Palavras-chave: Disciplina de Sociologia

Professor de Sociologia. Cidadania.

Referências BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Rego e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edição 70, 1977.

BRZEZINSKI,Iria. Profissão professor: identidade e profissionalização docente.

2002.

Brasília: Plano,

CHAGAS, Patrícia Carla de Macedo. Sobre ser professora: a constituição da identidade do docente. 2004. 142 f. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2004.

CORREA, Lesi 2004. Laboratório de Ensino de Sociologia. In: CARVALHO, Lejeune (org.) Sociologia e Ensino em Debate: experiências e discussões de sociologia no ensino médio. Cad. Cedes, Campinas, vol. 31, n. 85, p. 359-382, set.-dez. 2011. Disponivel em:

<http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v31n85/04v31n85.pdf >. Acessado em 15 de maio de 2017.

COVRE, Maria de Lourdes Manzini. O que é cidadania. 1. ed.São Paulo: Brasiliense, 1991.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. Ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GUIMARÃES, Valter Soares. Formação de professores: saberes, identidade e profissão. 4. ed. Campinas: Papirus, 2009. (Coleção Entre Nós Professores).

LUCKESY, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem componente do ato pedagógico. São Paulo: Cortez, 2012.

MORAES, Luiz Fernando Nunes. Da Sociologia cidadã à cidadania sociológica: as tensões e disputas na construção dos significados de cidadania e do ensino de Sociologia. Curitiba, 2009. 229 p. Dissertação (Mestre em Sociologia) - Universidade Federal do Paraná UFPR.