Você está na página 1de 6

ESBOÇO SUMÁRIO DE UM ESTUDO HARMONÍSTICO DOS EVANGELHOS

INTRODUÇÃO
A. Prólogo lucano (Lucas 1:1-4)
B. Prólogo joanino (João 1:1-18)
C. As genealogias (Mateus 1:1-17 e Lucas 3:23-38)

I NATIVIDADE E INFÂNCIA DE JESUS


A. Anunciação a Zacarias, do nascimento de João Batista (Lucas 1:5-25)
B. Anunciação a Maria, do nascimento de Jesus, e a visita de Maria a Isabel com o Magnificat (Lucas
1:26-56)
C. Nascimento, outorga do nome e infância de João Batista, com o Benedictus de Zacarias (Lucas
1:57-80)
D. Anunciação, a José, do nascimento de Jesus (Mateus 1:18-25)
E. Nascimento de Jesus e visita dos pastores (Lucas 2:8-20)
F. Circuncisão, outorga do nome e apresentação de Jesus no templo, com a homenagem de Simeão
e Ana, incluindo o Nunc Dimittis de Simeão (Lucas 2:21-38)
G. Adoração dos Magos, fuga da santa família para o Egito, o retorno e residência em Nazaré
(Mateus 2:1-23)
H. A visita ao templo (Lucas 2:40-52)

II. PRIMÓRDIOS DO MINISTÉRIO DE JESUS PELA PALESTINA


A. Ministério de João Batista (Marcos 1:1-8; Mateus 3:1-12 e Lucas 3:1-18)
B. O batismo de Jesus (Marcos 1:9-11; Mateus 3:13-17 e Lucas 3:21-33)
C. A tentação de Jesus (Marcos 1:12,13; Mateus 4:1-11 e Lucas 4:1-13)
D. Testemunho de João Batista sobre Jesus (João 1:19-34)
E. Os primeiros discípulos (João 1:35-51)
F. Primeiro milagre: transformação de água em vinho, em um casamento em Caná da Galiléia (João
2:1-12)
G. A purificação do templo (João 2:.13-22)
H. Nicodemos e o novo nascimento (João 2:23 -3:21)
I. Ministérios batizadores paralelos de João Batista e Jesus, com outro testemunho de João (João
3:22-36)
J. Encarceramento de João Batista e retirada de Jesus para a Galiléia (João 4:1-4; Lucas 3:19,20;
Marcos]: 14; Mateus 4:12 e Lucas 4:14)
L. A mulher samaritana (João 4:5-42)

III. O GRANDE MINISTÉRIO GALILEU


A. Chegada na Galiléia, descrição geral do ministério de pregação e curas de Jesus, cura do filho do
nobre e nova residência de Jesus , em Cafarnaum (Marcos 1:14,15; Mateus 4:13,17; Lucas 4:14,15 e
João 4:43-54)
B. Chamamento posterior dos primeiros discípulos (Marcos 1:16-20; Mateus 4:18-22 e Lucas 5:1-11)
C. Doutrinamento, curas e exorcismos, incluindo o livramento do endemoninhado na sinagoga de
Cafarnaum e a cura da sogra de Pedro (Marcos 1:21-39; Lucas 4:31-44 e Mateus 8:14-17,23-25)
D. Purificação de um leproso (Marcos 1:40-45; Mateus 8:2-4; Lucas 5:12-16)
E. Perdão e cura de um paralítico (Marcos 2:1-12; Mateus 9:1-8 e Lucas 5:17-26)
F. Chamamento de Mateus-Levi (Marcos 2:13-17; Mateus 9:9-13 e Lucas 5:27-32)
G. Questão sobre o jejum (Marcos 2:18-22; Mateus 9:14-17 e Lucas 5:33-39).
H. Cura, em dia de sábado, de um aleijado, à beira do tanque de Betesda, com defesa da autoridade
de Jesus (João 5:1-47)
I. Os discípulos colhem espigas e as comem em dia de sábado (Marcos 2:23-28: Mateus 12:1-8 e
Lucas 6:1-5)
J. Cura do homem da mão mirrada, em dia de Sábado (Marcos 3:1-6; Mateus 12:9-14 e Lucas
6:6-11)
L. Jesus afasta-se das multidões (Marcos 3:7-12 e Mateus 12:15-21)
M. A escolha dos Doze (Marcos 3:13-19 e Lucas 6:12-16)
N. O Sermão da Montanha (Mateus 5:1 - 8:1 e Lucas 6:17-49)
O. A fé do centurião e a cura do seu criado (Mateus 8:5-13 e Lucas 7:1-10)
P. Ressurreição do filho único da viúva de Naim (Lucas 7:11-17)
Q. João Batista e suas dúvidas (Mateus 11:2-19 e Lucas 7:18-35)
R. Ais contra as "cidades privilegiadas" da Galiléia e um convite (Mateus 11:20-30)
S. Jesus é ungido por uma meretriz (Lucas 7:36-50)
T. As mulheres que sustentavam a Jesus e Seus discípulos (Lucas 8:1-3)
U. Defesa de Jesus contra a acusação de ser capacitado por Satanás, incluindo o ensino sobre o
pecado imperdoável (Marcos 3:19-30; Mateus 12:22-37)
V. O sinal de Jonas (Mateus 12:38-45)
X. Os parentes espirituais de Jesus (Marcos 3:31-35; Mateus 12:46-50 e Lucas 8:19-21)
Z. Parábolas do reino: a semente e os solos (mais comumente intitulada do semeador), a semente
em desenvolvimento, a semente de mostarda, o fermento, o tesouro, a pérola, o joio e o trigo, os
peixes bons e maus, e o dono de casa (Marcos 4:1-34; Mateus 13:1-53 e Lucas 8:4-18)
AA. Jesus acalma a tempestade (Marcos 4:35-41; Mateus 8:18,23-27 e Lucas 8:22-25)
BB. Os endemoninhados gerasenos (ou gadarenos) (Marcos 5:1-20; Mateus 8:28-34 e Lucas
8:26-39)
CC. Cura da mulher hemorrágica e ressurreição da filha de Jairo (Marcos 5:21-43; Mateus 9:18-26 e
Lucas 8:40-56)
DD. Cura dos dois cegos e do endemoninhado mudo (Mateus 9:27-34)
EE. Rejeição de Jesus em Nazaré (Marcos 6:1-6; Mateus 13:54-58 e Lucas 4:16-31)
FF. A missão dos Doze (Marcos 6:6-13; Mateus 9:35 - 11:1 e Lucas 9:1-6)
GG. Decapitação de João Batista e temor culposo de Herodes Antipas (Marcos 6:14-29; Mateus
14:1-12 e Lucas 9:7-9)
HH. Multiplicação dos pães para os cinco mil homens (Marcos 6:30-46; Mateus 14:13-23; Lucas
9:10-17 e João 6:1-15)
II. Jesus anda por sobre as águas (Marcos 6:47-56; Mateus 14:24-36 e João 6:16-21)
JJ. Discurso sobre o pão da vida (João 6:22-71)
LL. Pureza ritual e pureza real (Marcos 7:1-23; Mateus 15:1-20 e João 7:1)
MM. A fé da mulher siro-fenícia e a cura de sua filha (Marcos 7:24-30 e Mateus 15:21-28)
NN. Multiplicação dos pães para os quatro mil homens (Marcos 7:31 - 8:9; Mateus 15:29-38)
OO. Discussão sobre os sinais messiânicos (Marcos 8:10-12 e Mateus 15:39 - 16:4)
PP. O fermento dos saduceus e dos fariseus (Marcos 8:13-26 e Mateus 16:5-12)
QQ. Confissão de Pedro sobre a missão messiânica de Jesus, a bem-aventurança de Pedro, o alicerce
rochoso da Igreja, as chaves do reino, a liberação e a retenção de pecados (Marcos 8:27-30; Mateus
16:13-20 e Lucas 9:18-21)
RR. Predição da paixão, reprimenda a Pedro e palavras sobre a necessidade de levar a cruz, para
haver discipulado (Marcos 8:31-37; Mateus 16:21-26 e Lucas 9:22-25)
SS. Transfiguração de Jesus (Marcos 8:38 - 9:8; Mateus 16:27 - 17:8 e Lucas 9:26-36)
TT. João Batista e Elias (Marcos 9:9-13; Mateus 17:9-13 e Lucas 9:36)
UU. Livramento de um menino endemoninhado e observações sobre a fé (Marcos 9:14-29; Mateus
17:14-20 e Lucas 9:37-42)
VV. Predição sobre a paixão (Marcos 9:30-32; Mateus 17:22,23 e Lucas 9:43-45)
XX. A taxa do templo (Mateus 17:24-27)
ZZ. O espírito de criança e o discipulado (Marcos 9:33-50; Mateus 18:1-14 e Lucas 9:46-50)
AAA. Reconciliação e perdão, incluindo a parábola do servo sem compaixão (Mateus 18:15-35)
BBB. Natureza do discipulado, em resposta a voluntários (Mateus 8:19-22 e Lucas 9:57-62)
CCC. Jornada para atender à festa dos Tabernáculos (João 7:2-10; Lucas 9:51-56)
IV. MINISTÉRIO POSTERIOR NA JUDÉIA E PERÉIA
A. Debate durante a festa dos Tabernáculos, incluindo a reivindicação de Jesus de ser aquele que dá
a água da vida e a luz do mundo, e discussão sobre a descendência de Abraão (João 7:11-52;
8:12-59)
B. Cura e exclusão do cego de nascença (João 9:1-41)
C. Discurso sobre o Bom Pastor (João 10:1-21)
D. A missão dos setenta (Lucas 10:1-24)
E. A parábola do bom samaritano (Lucas 10:25-37)
F. Maria e Marta (Lucas 10:38-42)
G. A oração do Pai Nosso e a parábola do amigo importuno (Lucas 11: 1 13)
H. Defesa de Jesus contra a acusação de ser capacitado por Satanás, incluindo a parábola da casa
vazia, o sinal de Jonas e observações sobre uma higida visão espiritual (Lucas 11:14-36)
I. O farisaísmo (Lucas 11:37-54)
J. Observações sobre a hipocrisia, a confiança em Deus, a cobiça (Incluindo a parábola do rico
insensato), a vigilância (Incluindo a parábola dos servos sábios e insensato) e a crise messiânica
(Lucas 12:159)
L. O arrependimento e a parábola da figueira estéril (Lucas 13:1-9)
M. Cura da mulher corcunda, em dia de sábado, com as parábolas da semente de mostarda e do
fermento (Lucas 13:10-211
N. Jesus afirma sua deidade (João 10:22-42)
O. O número dos salvos e a morte próxima de Jesus, em Jerusalém (Lucas 13:22-35)
P. Cura do hidrópico, em dia de sábado, observações sobre a humildade e a parábola do banquete
messiânico (Lucas 14:1-24)
Q. Observações sobre o discipulado (Lucas 14:25-35)
R. Parábolas da ovelha perdida, da moeda perdida e dos filhos: o pródigo e o mais velho, em defesa
do ministério de Jesus para com os pecadores Lucas 15:1-32)
S. Parabolas do administrador injusto e de Lázaro e o rico, sobre os usos correto e errôneo do
dinheiro (Lucas 16:1-31)
T. Observações sobre as ofensas, o perdão, a fé e a obediência (Lucas 17:1-10)
U. A ressurreição de Lázaro (João 11:1-44)
V. Conspiração do Sinédrio contra Jesus (João 11:45-54)
X. A cura dos dez leprosos (Lucas 17:11-19)
Z. A presença e a vinda do reino (Lucas 17:20-37)
AA. Duas parábolas sobre a oração, a viúva e o juiz injusto, e o fariseu e o publicano (Lucas 18:1-14)
BB. Doutrinamento sobre o divórcio e o casamento (Marcos 10:1-12; Mateus 19:1-12)
CC. As crianças e o reino de Deus (Marcos 10:13-16; Mateus 19:13-15 e Lucas 18:15-17)
DD. O jovem rico (Marcos 10:17-31; Mateus 19:16-30 e Lucas 18:18-30)
EE. A parábola dos trabalhadores da vinha (Mateus 20:1-16)
FF. Predição da paixão, com o pedido de Tiago, João e a mãe deles, quanto a lugares de honra no
reino (Marcos 10:32-45; Mateus 20:1728 e Lucas 18:31-34)
GG. Cura do cego Bartimeu e seu companheiro (Marcos 10:46-52; Mateus 20:29-34 e Lucas
18:35-43)
HH. Zaqueu (Lucas 19:1-10)
II. Parábola das minas (Lucas 19:11-28)

V. A SEMANA DA PAIXÃO
A. Chegada dos peregrinos da Páscoa em Jerusalém e conspiração do Sinédrio contra Jesus e Lázaro
(João 11:55 -12:1,9-11)
B. Unção de Jesus por Maria de Betânia (Marcos 14:3-9; Mateus 26:6-13 e João 12:2-8)
C, Entrada triunfal em Jerusalém (Marcos 11:1-11; Mateus 21:1-11, 1417; Lucas 19:29-44 e João
12:12-19)
D. A figueira é amaldiçoada e o templo é purificado (Marcos 11:12-18; Mateus 21:12,13,18,19 e
Lucas 19:45-48)
E. Gregos pedem entrevista com Jesus, e reação de Jesus ante Sua morte e sua significação (João
12:20-50)
F. A figueira estéril se seca (Marcos 11:19-25; Mateus 21:19-22 e Lucas 21:37,38)
G. Debate sobre a autoridade de Jesus (Marcos 11:27-33; Mateus 21:23 27 e Lucas 20:1-8)
H. A parábola dos filhos obediente e desobediente (Mateus 21;28-32)
I. Parábola da vinha (Marcos 12:1-12; Mateus 21:33-46 e Lucas 20:9-19)
J. A parábola das bodas (Mateus 22:1-14)
L. Questão do pagamento de taxas a César (Marcos 12:13-17; Mateus 22:15-22 e Lucas 20:20-26)
M. A dúvida dos saduceus sobre a ressurreição (Marcos 12:18-27; Mateus 22:23-33 e Lucas
20:27-40)
N. Os mais importantes mandamentos (Marcos 12:28-34; Mateus 22:34-40)
O. O Messias divino e davídico (Marcos 12:35-37; Mateus 22:41-46 e Lucas 20:41-44)
P. Denúncia contra os escribas e os fariseus (Marcos 12:38-40: Mateus 23:1-39 e Lucas 20:45-47)
Q. A oferta da viúva pobre (Marcos 12:41-44 e Lucas 21:1-4)
R. Discurso do Monte das Oliveiras, incluindo a tribulação, a abominável desolação, a parousia, as
parábolas do dono da casa, do servo fiel e do infiel, das dez virgens dos talentos e do julgamento
das ovelhas e dos bodes (Marcos 13:1-37; Mateus 24 e 25 e Lucas 21:5-36)
S. A barganha da traição entre Judas Iscariotes e o Sinédrio (Marcos 14:1,2,10,11; Mateus 26:1-5,
14-16 e Lucas 22:1-6)
T. Preparativos para a última Ceia (Marcos 14:12-16; Mateus 26:17-19 e Lucas 22:7-13)
U. A última Ceia:
1. Jesus lava os pés dos discípulos (Marcos 14:17; Mateus 26:20; Lucas 22:14-16, 24-30 e João
13:1-20)
2. A retirada de Judas Iscariotes (Marcos 14:18-21; Mateus 26:21-25; Lucas 22:21-23 e João
13:21-30)
3. Observações sobre o amor mútuo, as vindouras negações de Pedro e a volta à vida normal (João
13:31-38; Marcos 14:27-31; Mateus 26:31-35 e Lucas 22:31-38)
4. Instituição da Ceia do Senhor durante a refeição pascal (Marcos 14:22-25; Mateus 26:26-29;
Lucas 22:17-20; I Coríntios 11:23-26)
5. O discurso do cenáculo (João 14 - 16)
6. Oração sumo sacerdotal de Jesus (João 17)
V. Jesus ora, no horto do Getsêmani (Marcos 14:26,32-42; Mateus 26:30,36-46; Lucas 22:39-46 e
João (18:1)
X. Detenção de Jesus (Marcos 14:43-52; Mateus 26:47-56; Lucas 22:47-53 e João 18:2-12)

VI. O JULGAMENTO E A CRUCIFICAÇÃO


A. Aspecto judaico do julgamento de Jesus:
1. Audição perante Anás (João 18:12-14,19-23)
2. Audição perante Caifás e o Sinédrio (Marcos 14:53,55-65; Mateus 26:57,59-68; Lucas 22:54,63-65
e João 18:24)
3. Interlúdio: as negações de Pedro (Marcos 14:54,66-72, Mateus 26:58,69-75; Lucas 22:54-62 e
João 18:15-18,25-27)
4. Condenação formal de Jesus, pelo Sinédrio, depois da alvorada (Marcos 15:1; Mateus 27:1 e
Lucas 2266-71)
B. Suicídio de Judas Iscariotes (Mateus 27:3-10; Atos 1:18,19)
C. Aspecto romano do julgamento de Jesus:
1. Primeira audição perante Pilatos (Marcos 15:1-5; Mateus 27:2,11 14; Lucas 23:1-5 e João
18:28-38)
2. Audição perante Herodes Antipas (Lucas 23:6-12)
3. Segunda audição perante Pilatos e condenação de Jesus (Marcos 15:6-19; Mateus 27:15-30;
Lucas 23:13-25 e João 18:39 - 19:16)
D. A crucificação (Marcos 15:20-25; Mateus 27:31-36; Lucas 23:26-33 e João 19:16-18)
E. Divisão das Vestes de Jesus, o título condenatório, os dois criminosos, os escárnios, o vinagre e as
sete últimas palavras de Jesus (Marcos 15:26-37; Mateus 27:37-50; Lucas 23:34-46 e João
19:19-30)
F. O véu se rasga de alto a baixo, além de outros fenômenos (Marcos 15:38-41; Mateus 27:51-56 e
Lucas 23:45,47-49)
G. O sepultamento de Jesus (Marcos 15:42-47; Mateus 27:57-66; Lucas 23:50-56 e João 19:31-42)

VII. A RESSURREIÇÃO, O MINISTÉRIO PÓ-RESSURREIÇÃO E ASCENSÃO


A. O túmulo vazio (Marcos 16:1 e Mateus 28:1-4)
B. As mulheres no túmulo (Marcos 16:2-8; Mateus 28:5-8; Lucas 24:1-8 e João 20:1)
C. Pedro e João no túmulo (Lucas 24:9-12 e João 20:2-10)
D. Jesus aparece a Maria Madalena, no jardim (João 20:11-18)
E. Jesus aparece a outras mulheres (Mateus 28:9-10)
F. O Sinédrio suborna os soldados romanos que tinham guardado o sepulcro de Jesus
(Mateus 28:11-15)
G. Jesus aparece a dois discípulos (incluindo Cléopas) na estrada de Emaús, além de
aparecer a Pedro (Lucas 24-13-35; I Coríntios 15:5a)

H. Jesus aparece aos onze, com a ausência de Tomé (Lucas 24:36-43; João 20:19-25 e I
Coríntios 15:5)
I. Jesus aparece, uma semana mais tarde, estando Tomé presente (João 20:26-31)
J. Jesus aparece, às margens do mar da Galiléia, a alguns discípulos pescadores, e a
restauração de Pedro (João 21).
L. Outras aparições de Jesus aos onze, aos quinhentos irmãos, a Tiago, e a outorga da
Grande Comissão (Mateus 28:16-20 e I Coríntios 15:6-7)
M. Ascensão de Jesus (Lucas 24:44-53 e Atos 1:3-12)