Você está na página 1de 1

A luva

Recontado de um poema de Schiller por Tatiana Belinky


Ilustrado por Maria Eliana Delarissa

Foi nos tempos distantes do amor cortês. luva, bem no centro da arena, entre as
No reino medieval do rei Franz era dia de quatro feras assustadoras. E dirigindo-se
festa, e o ponto alto das festividades era com um sorriso irônico ao seu cavaleiro
a exibição de feras selvagens, trazidas de adorador, falou, afetada:
terras distantes, na arena do grande
castelo. Em volta da arena erguiam-se as "Cavaleiro Delorges, se de fato me amais
arquibancadas, encimadas por altos como viveis repetindo, provai-o, indo
balcões onde brilhavam os nobres da buscar e me devolver a minha luva."
corte, ao lado das belas damas faiscantes
de jóias. Entre elas se destacava a O cavaleiro Delorges não respondeu
donzela Cunegundes, tão rica e formosa nada e sem titubear, desceu rápido do
quanto orgulhosa, e de pé ao seu lado balcão e com passos decididos pisou na
estava o seu apaixonado adorador, o arena, entre as fauces hiantes e as
jovem cavaleiro Delorges, cujo amor ela presas arreganhadas das quatro feras.
desdenhava, distante e fria. Calmo e firme ele apanhou a luva, e sem
olhar para trás e sem apressar o passo,
Chegou a hora do início da função. A um voltou para o balcão, sob os sussurros de
sinal do rei, abriu-se a porta da primeira espanto e admiração de todo o público
jaula, da qual saiu, majestoso, um feroz presente.
leão africano e, sacudindo a juba
dourada, deitou-se na areia, preguiçoso. A donzela Cunegundes estendeu a mão
Abriu-se a segunda jaula, liberando um num gesto faceiro para receber a luva e
terrível tigre de Bengala, que encarou o com um sorriso cheio de promessas,
leão com olhos ameaçadores e deitou-se falou:
também, tenso, como quem prepara um
bote mortal. Em seguida, abriu-se a "Ganhaste a minha gratidão, cavaleiro
terceira jaula, da qual saltaram, quais Delorges."
enormes gatos negros, duas panteras de
dentes arreganhados, deitando-se Mas em vez de entregar-lhe a luva, o
agachados e aumentando a tensão do cavaleiro Delorges atirou-a no belo rosto
ambiente. da dama cruel e orgulhosa: "Dispenso a
vossa gratidão, senhora!", ele disse.
Fez-se um silêncio no público: todos
aguardavam ansiosos um pavoroso E voltando-lhe as costas, o cavaleiro
embate mortal entre os quatro monstros Delorges foi embora para sempre.
felinos... E neste momento, como que
sem querer, a donzela Cunegundes
deixou cair, do alto do balcão, sua branca

Você também pode gostar