Você está na página 1de 5

Biologia e Geologia 10º Ano Turma A Teste Tema 3 Geologia

Pági na |1

1. Tendo em consideração os seguintes dados gerais, relativos à Terra, resolva as questões que se seguem.
massa — 5,96 x 1027 g volume — 1,08 x 1027 cm3 raio equatorial — 6 378,38 km raio polar — 6 356,91 km
área de superfície — 5,1 x 108 km2 sondagem mais profunda já efectuada — 12260 m

1.1. Refira com base nos dados, a insuficiência dos métodos directos de investigação, para o conhecimento do interior
da Terra.

1.2. Identifique o ramo da Geofísica que mais contribuiu para esse conhecimento.

2. O quadro seguinte resume alguns dos acontecimentos observados em 1991, nas Filipinas, relacionados com a
actividade do vulcão Pinatubo, que tivera a sua última erupção 611 anos antes.

Data Acontecimentos observados


1.a semana de Abril Saída de vapor de água pelas fendas do monte.
Aumento de emissões de vapor de água; emissões de gases de enxofre para a
2.a semana de Abril
atmosfera.
1 de Junho Nuvens e cinzas lançadas para o ar.
7 de Junho Sismos fortes e frequentes. Materiais piroclásticos projectados sobre as encostas.
9 de Junho Poeiras e cinzas projectadas numa nuvem em forma de cogumelo.
14 e 15 de Junho Formação de uma nuvem ardente. Aparecimento de uma agulha de lava.
Noite de 15 de Junho Nova explosão e abatimento do cume do vulcão.

2.1. Transcreva a opção que completa correctamente a frase: A actividade vulcânica do Pinatubo, descrita no quadro,
foi...
a) ... mista.
b) ... efusiva.
c) ... fortemente explosiva.
d) ... moderadamente explosiva.

2.2. Utilizando as datas referidas no quadro, situe no tempo:


2.2.1. o início da erupção;
2.2.2. a formação de uma caldeira.

2.3. Identifique a expressão do quadro que traduz maior perigo relacionado com a actividade do Pinatubo.

2.4. Seleccione a opção correcta. Com base nos dados, podemos admitir que o magma que esteve na origem da
erupção do Pinatubo, em 1991, era:
2.4.1. rico ou pobre em gases.
2.4.2. ácido ou básico.
2.4.3. muito ou pouco fluido.

3. Observe o mapa da figura, entre mostra a localização dos vulcões em actividade na Terra (representados por um
triângulo).

3.1. Por que nome é conhecida a região


que corresponde às margens do
oceano Pacífico, onde está
concentrada a maioria dos vulcões da
Terra, cuja actividade tem expressão à
superfície?

3.2. Refira a razão de ordem tectónica


comum a todos esses vulcões que
explica a sua localização nas margens
do oceano Pacífico.
Biologia e Geologia 10º Ano Turma A Teste Tema 3 Geologia
Pági na |2

4. A sequência de esquemas I, II, III e IV da figura A refere-se à antiga evolução tectónica da região que conduziu à
formação de uma cadeia montanhosa e, actualmente, corresponde ao contacto entre as denominadas Zona Sul
Portuguesa (ZSP) e Zona de Ossa-Morena (ZOM), representadas no mapa B. Analise as imagens e responda às
questões.

4.1. Com base nos esquemas da figura A, como explica a existência de rochas vulcânicas na região considerada?

4.2. Seleccione a opção que completa correctamente a frase:


«O contacto entre a Zona Sul Portuguesa (ZSP) e a Zona de Ossa-Morena (ZOM) correspondeu, no passado, a uma
faixa de actividade sísmica, porque aquele contacto já correspondeu a…»
a) … uma zona de rifte.
b) … um fundo marinho.
c) … uma anomalia térmica.
d) … um limite entre placas tectónicas.

4.3. Seleccione a alternativa que permite preencher correctamente os espaços em branco:


«Na situação do esquema IV, os sismos atingiriam a superfície, sobretudo, na _______________, aumentando a
profundidade dos focos ___________________ .»
a) Zona Sul Portuguesa […] da esquerda para a direita.
b) Zona Sul Portuguesa […] da direita para a esquerda.
c) Zona de Ossa-Morena […] da esquerda para a direita.
d) Zona de Ossa-Morena […] da direita para a esquerda.

4.4. Por que razão o risco sísmico que existe actualmente em Portugal continental tende a diminuir de sudoeste para
nordeste?
Biologia e Geologia 10º Ano Turma A Teste Tema 3 Geologia
Pági na |3

5. A figura ao lado é um mapa de isossistas do terramoto


de Lisboa de 1755, segundo F. Machado.

5.1. Transcreva a opção que completa correctamente a frase:


A representação da figura refere-se a…
a) … ondas sísmicas.
b) … frequências sísmicas.
c) … magnitudes sísmicas.
d) … intensidades sísmicas.

5.2. O que se pretendeu representar através da cruz


localizada na intersecção das linhas tracejadas?

5.3. Compare e explique os efeitos do sismo em Faro e em


Larache (Marrocos).

6. A figura seguinte é um corte esquemático do interior da Terra, até à profundidade de 350 quilómetros. Analise-a
e responda às questões.

6.1. Identifique as unidades estruturais representadas por 1, 2 e 3, fazendo corresponder a cada um dos números o
termo respectivo da lista.
A — Litosfera. B — Mesosfera. C — Astenosfera. D — Crosta oceânica. E — Litosfera oceânica.
Biologia e Geologia 10º Ano Turma A Teste Tema 3 Geologia
Pági na |4

6.2. Relativamente à descontinuidade representada no desenho, refira:


6.2.1. a forma como está referenciada;
6.2.2. o nome por que é conhecida.

6.3. Como é interpretada, em termos das propriedades das rochas, a mudança de comportamento das ondas sísmicas
na passagem da zona 2 para a zona 3?

6.4. Transcreva a opção que completa correctamente a frase: Essa mudança de comportamento traduz-se no facto de
as ondas sísmicas…
a) … S deixarem de se propagar.
b) … P e S diminuirem de velocidade.
c) … P e S deixarem de se propagar.
d) … P e S aumentarem de velocidade.

7. O gráfico A que se segue foi registado Los Angeles aquando da ocorrência de um sismo.

7.1. Como se denominam este tipos de gráficos?

7.2. O que indica a seta da figura?

7.3. A que distância se situa Los Angeles do epicentro do sismo registado considerando que, para aquela região, a
linha do gráfico B relaciona essa distância com a diferença de velocidade entre ondas sísmicas?

8. O gráfico ao lado mostra a variação da velocidade de


propagação das ondas sísmicas com a profundidade.
Utilizando as letras (A, B, C, D e E) identifique:

8.1. A descontinuidade de Gutenberg

8.2. A descontinuidade de Mohorovicic

8.3. O início do Núcleo Interno

8.4. A Astenosfera

8.5. A descontinuidade responsável pela chamada “zona de


sombra”
Biologia e Geologia 10º Ano Turma A Teste Tema 3 Geologia
Correcção
Cot. 1.
1 1.1. A Terra tem um raio aproximado de 6350 Km e a maior sondagem efectuada chegou apenas a 12 Km de
profundidade.
0,5 1.2. Sismologia
2.
0,6 2.1. c) ... fortemente explosiva.
2.2.
0,5 2.2.1. 1 de Junho
0,5 2.2.2. Noite de 15 de Junho
0,6 2.3. Formação de uma Nuvem Ardente
2.4.
0,3 2.4.1. rico em gases.
0,3 2.4.2. ácido
0,3 2.4.3. pouco fluido.
3.
0,5 3.1. Anel de Fogo
0,5 3.2. Encontram-se próximo de uma zona de subducção de placas
4.
1 4.1. A existência de rochas vulcânicas na região considerada resulta do cavalgamento da ZOM pelas rochas
vulcânicas provenientes do fundo oceânico
0,6 4.2. d)… um limite entre placas tectónicas.
1 4.3. c) Zona de Ossa-Morena […] da esquerda para a direita.
0,5 4.4. O risco sísmico que existe actualmente em Portugal continental tende a diminuir de sudoeste para
nordeste porque se vai afastando dos limites das placas tectónicas.
5.
0,6 5.1. d)… intensidades sísmicas.
0,5 5.2. A cruz localizada na intersecção das linhas tracejadas representa o epicentro do sismo
1 5.3. Apesar de mais próximo do epicentro os efeitos do sismo em Faro foram menores (menos devastadores)
do que em Larache (Marrocos). Em faro teve intensidade de 8,5 enquanto em Larache foi sentido com
intensidade 10. Este facto resulta de Larache estar situado junto de uma das falhas sísmicas ligadas ao
epicentro.
1,5 6.
6.1. 1 - D (Crosta Oceânica) 2 - A (Litosfera) 3 - C (Astenosfera)
0,5 6.2.
0,5 6.2.1. C (1)
1 6.2.2. Descontinuidade de Mohorovicic (Moho)
6.3. Na passagem da zona 2 para a zona 3 as rochas tornam-se mais fluidas o que provoca a diminuição da
0,6 velocidade das ondas sísmicas.
6.4. b) … P e S diminuírem de velocidade.
0,5 7.
0,6 7.1. Este tipo de gráficos denominam-se sismogramas.
1,5 7.2. A seta da figura indica o momento da chegada das ondas S
7.3. Los Angeles situa-se a aproximadamente 233 Km do epicentro do sismo registado. Esta distancie é
calculada com base nos 24 seg de diferença entre a chegada das ondas P e das ondas, e recorrendo ao
gráfico que relaciona a distância com a velocidade (utilizando nomeadamente a distância correcta para um
tempo de 14.2 seg, e fazendo uma regra de 3 simples)
8.
0,5
0,5 8.1. A descontinuidade de Gutemberg - D
0,5 8.2. A descontinuidade de Mohorovicic - A
0,5 8.3. O início do Núcleo Interno - E
0,5 8.4. A Astenosfera - B
8.5. A descontinuidade responsável pela chamada “zona de sombra” – D