Você está na página 1de 24
A desestruturação da grande propriedade e o protagonismo da agricultura de base familiar: um estudo

A desestruturação da

grande propriedade e o

protagonismo da

agricultura de base familiar:

um estudo de caso de

positivismo no semiárido

no Nordeste do Brasil

de caso de positivismo no semiárido no Nordeste do Brasil Eva Maria Campos Pereira Ramonildes Alves

Eva Maria Campos Pereira

Ramonildes Alves Gomes

Orientadora

Motivação da pesquisa • meação, subsistência; • concentrada;
Motivação da pesquisa
meação, subsistência;
concentrada;
pesquisa • meação, subsistência; • concentrada; Brasil e sua histórica produção agrícola: 1)

Brasil e sua histórica produção agrícola: 1) agricultura

patronal, baseada no latifúndio; 2) agricultura

familiar camponesa , pequenas áreas de terras, posse,

Manutenção da soberania levou ao trato marginal da

categoria camponesa concentração de recursos

fundiários - Brasil ainda possui estrutura fundiária

Campo empírico da pesquisa: inicia com doação de

sesmaria; até década de 1980 tinha pouca

expressividade econômica e política.

Mauriti
Mauriti
Mauriti • No censo agropecuário de 2006 foram mapeados 3.401 estabelecimentos rurais recenseados, de 40.065ha,

No censo agropecuário de 2006 foram mapeados 3.401

estabelecimentos rurais recenseados, de 40.065ha,

resultando em tamanho médio de 12,07ha.

O percentual acumulado de grupos cujo tamanho vai até

200ha é de 77,09% .

Somando a área de todos os estabelecimentos menores

que 500 hectares, o percentual acumulado é de 92,49%

do total de área recenseada, o que nos aparenta uma

tendência à desagregação da grande propriedade.

1.045km 2 44,2 mil habitantes PR:47,37%
1.045km 2 44,2 mil habitantes PR:47,37%
1.045km 2 44,2 mil habitantes PR:47,37%
1.045km 2
44,2 mil habitantes
PR:47,37%
Questões centrais 1. Quais transformações ocorreram na estrutura fundiária de Mauriti e que propiciaram a

Questões centrais

1. Quais transformações ocorreram na estrutura

fundiária de Mauriti e que propiciaram a base do

fortalecimento da agricultura familiar local?

2. Quais aspectos têm contribuído para as

mudanças da estrutura fundiária desse município, enquanto um espaço produtivo e

onde a agricultura familiar é aparentemente

próspera?

Problemas metodológicos

Acesso aos registros dos estabelecimentos rurais:

Cartórios (comarcas cartoriais anteriores Jardim,

Crato, Missão Velha, Milagres e Mauriti);

Inventários e escrituras dos séculos XIX e XX

encontrados no Arquivo Público, em Fortaleza, capital

do estado;

Documentos de família;

Questão relacionada ao tamanho do módulo fiscal

• Questão relacionada ao tamanho do módulo fiscal em Mauriti (45ha) - Lei 11.326/06 ; •

em Mauriti (45ha) - Lei 11.326/06;

Adoção de grupos de área 100ha.

ao tamanho do módulo fiscal em Mauriti (45ha) - Lei 11.326/06 ; • Adoção de grupos
Caminhos da pesquisa • Estudo de caso (ALVES-MAZZOTI, 2006); • Reconstituição processual – histórica (ELIAS,

Caminhos da pesquisa

Estudo de caso (ALVES-MAZZOTI, 2006);

Reconstituição processualhistórica (ELIAS, 2008);

Uso de bases de dados secundários (IBGE - SIDRA, INCRA, IPEADATA, DATASUS, IPECE, BACEN, E-SIC, MDA, MDS);

Narratologia (BAL, 1997);

Análise narrativa (BROCKMEIER, 2003).

“As narrativas, portanto, têm a função de constituir os

sistemas imaginários e simbólicos de uma sociedade”

(BERGER e LUCKMANN, 1987)

Quais transformações ocorreram na estrutura fundiária de Mauriti e que propiciaram a base do fortalecimento

Quais transformações

ocorreram na estrutura fundiária de Mauriti e que propiciaram a base do

fortalecimento da agricultura

familiar local?

fundiária de Mauriti e que propiciaram a base do fortalecimento da agricultura familiar local? Questão de

Questão de pesquisa

fundiária de Mauriti e que propiciaram a base do fortalecimento da agricultura familiar local? Questão de
Século 18 1920 1940 2006 2014 4 sesmarias 50 sítios 902 estabelecimentos 3401 estabelecimentos

Século 18

1920

1940

2006

2014

4 sesmarias

50 sítios

902 estabelecimentos

3401 estabelecimentos

4.064 imóveis

SILB (2017)

IBGE (1920)

IBGE (1940)

IBGE (2006)

INCRA (2014)

Transformações na estrutura fundiária
Transformações
na estrutura
fundiária

Distrito municipal

Nº de famílias

 

Paus Brancos PNCF

Coité

10 famílias

Bananeira / Catingueira PNCF

São Miguel

10 famílias

Assentamentos

Açude de Pedra PNCF

Coité

13 famílias

Riacho do Mel PNCF

Buritizinho

10 famílias

Coité Comprido PNCF

Coité

25 famílias

Cajueiro do Coité PNCF

Coité

12 famílias

Olho D´água Mucamba PNCF

Coité

10 famílias

Oitis PNCF

Coité

6 famílias

Edson Tavares PNCF

Palestina

4 famílias

 

Catingueira II PNCF

São Miguel

8 famílias

MST INCRA

Buritizinho

15 famílias

 

Tasso Jereissati (Agrovila)

Coité

255 famílias

Condomínios

Consórcio das mulheres

Mauriti sede

18 famílias

produtivos

Palestina

Palestina

30 famílias

TOTAL

426 famílias

GRÁFICO 1: AGRUPAMENTO DE ÁREAS DE

ESTABELECIMENTOS RURAIS NO CENSO

AGRÍCOLA DE 1940

GRÁFICO 2: AGRUPAMENTO DE ÁREAS DE

ESTABELECIMENTOS RURAIS NO CENSO

AGRÍCOLA DE 2006

0% 0% 18% 8% 15% 42% 11% 8% 77% 21%
0%
0%
18%
8%
15%
42%
11%
8%
77%
21%

NOTA: elaborado pela autora com base no IBGE

(1940)

LEGENDA:

Mais de 0 a menos de 200ha 200 a menos de 500ha
200 a menos de 500haMais de 0 a menos de 200ha

500 a menos de 1000ha 1000 a menos de 2000ha 2500ha acima
1000 a menos de 2000ha 2500ha acima500 a menos de 1000ha

de 500ha 500 a menos de 1000ha 1000 a menos de 2000ha 2500ha acima NOTA: elaborado

NOTA: elaborado pela autora com base no IBGE

(2006)

Quais aspectos têm contribuído para as mudanças da estrutura fundiária desse município, enquanto um
Quais
aspectos têm
contribuído para as mudanças
da estrutura fundiária
desse
município,
enquanto
um

produtivo

onde

espaço

agricultura

e

familiar

aparentemente próspera?
aparentemente próspera?

a

é

Questão de pesquisa

município, enquanto um produtivo onde espaço agricultura e familiar aparentemente próspera? a é Questão de pesquisa
Lutas armadas regionais – conflitos motivados por disputas pelo poder regional, com sobrepujança de Crato
Lutas armadas regionais – conflitos motivados por disputas pelo poder regional, com sobrepujança de Crato
Lutas armadas regionais – conflitos motivados por disputas pelo poder regional, com sobrepujança de Crato
Lutas armadas regionais – conflitos motivados por disputas pelo poder regional, com sobrepujança de Crato
Lutas armadas regionais – conflitos motivados por disputas pelo poder regional, com sobrepujança de Crato
Lutas armadas regionais – conflitos motivados por disputas pelo poder regional, com sobrepujança de Crato

Lutas armadas regionais conflitos motivados por disputas

pelo poder regional, com sobrepujança de Crato e Juazeiro do

Norte;

Cangaço;

Gesta tímida, baixa expressividade política e econômica de Mauriti em relação à Região do Cariri;

“a explicação é muito simples: foram os casamentos

consanguíneos. Desde a chegada dos marinheiros, o

casamento entre parentes era quase como uma lei, uma

obrigação” (Dona Rosa Maranhão, moradora do distrito

do Coité).

Aspectos contribuintes para a mudança na estrutura fundiária

Desvalorização das terras
Desvalorização das terras
Desvalorização
das terras
IBGE (1940) Estab. Área Valor Recenceados (ha) (Cr$ 1000) Valor médio do ha Aurora 1.545
IBGE (1940)
Estab.
Área
Valor
Recenceados
(ha)
(Cr$ 1000)
Valor
médio do ha
Aurora
1.545
77.278
6.337
82,00
Brejo Santo
1.429
54.758
5.852
106,87
Mauriti
902
83.721
3.852
46,01
Milagres
740
84.436
7.275
86,16
Crato
778
47.407
10.209
215,35
IBGE (1950) Estab. Área Valor Recenceados (ha) (Cr$ 1000) Valor médio do ha Aurora 1434
IBGE (1950)
Estab.
Área
Valor
Recenceados
(ha)
(Cr$ 1000)
Valor
médio do ha
Aurora
1434
78229
33672
430,43
Brejo Santo
1350
55764
38198
684,99
Mauriti
1862
92704
26033
280,82
Milagres
504
85073
32467
381,64
Crato
875
49782
45405
912,08
IBGE (1960) Estab. Área Valor Valor Recenceados (ha) (Cr$ 1000) médio do ha Abaiara 185
IBGE (1960)
Estab.
Área
Valor
Valor
Recenceados
(ha)
(Cr$ 1000)
médio do ha
Abaiara
185
8.531
49.146
5.760,87
Aurora
1508
70.846
475.875
6.717,03
Barro
449
43.230
198.760
4.597,73
Brejo Santo
842
53.179
305.180
5.738,73
Jati
418
18.981
68.395
3.603,34
Mauriti
1764
84.869
331.655
3.907,85
Milagres
736
43.971
185.810
4.225,74
Penaforte
539
16.163
44.295
2.740,52
Porteiras
334
4.983
43.195
8.668,47
Crato
1.128
120.931
634.595
5.247,58

O protagonismo

O protagonismo
O protagonismo
Grupos Protagonistas
Grupos Protagonistas
Grupos Protagonistas
Grupos Protagonistas
Grupos Protagonistas

Políticas

públicas

PRONAF

Políticas públicas PRONAF
 

ANO

Nº CONTR.

VALOR CONTR.

MÉDIA

1996

18

41.781,18

2.321,18

1997

168

358.034,32

2.131,16

1998

363

521.429,40

1.436,44

1999

509

829.662,48

1.629,99

2000

82

123.068,28

1.500,83

2001

168

361.293,38

2.150,56

2002

208

209.135,00

1.005,46

2003 346 374.047,24 1.081,06

2003

346

374.047,24

1.081,06

2004

726

2.588.988,31

3.566,10

2005 1.286 1.353.824,76 1.052,74

2005

1.286

1.353.824,76

1.052,74

2006

4.690

5.731.509,01

1.222,07

2007

2.749

4.185.759,30

1.522,65

2008

1.782

2.913.702,68

1.635,07

2009

2.053

4.193.020,49

2.042,39

2010

2.111

4.651.969,09

2.203,68

2011

1.847

3.462.449,04

1.874,63

2012

1.900

5.243.424,58

2.759,70

2013

2.976

7.701.498,93

2.587,87

2014

3.152

10.565.615,07

3.352,04

2015

2.881

7.922.956,06

2.750,07

2016

2.822

8.582.375,85

3.041,24

Transformações na Estrutura fundiária

Transformações na Estrutura fundiária
Transformações na Estrutura fundiária

Agricultura familiar aparentemente próspera

Agricultura familiar aparentemente próspera
Agricultura familiar aparentemente próspera
Categoria de imóveis rurais em Mauriti Segundo metodologia INCRA (2014)
Categoria de imóveis rurais em Mauriti Segundo metodologia INCRA (2014)
Categoria de imóveis rurais em Mauriti Segundo
metodologia INCRA (2014)
Para finalizer nossa prosa • Proposta de investigação em andamento; • Entrevistas com agricultores, mapeando

Para finalizer nossa prosa

Proposta de investigação em andamento;

Entrevistas com agricultores, mapeando o mosaico de agriculturas (condomínio da

pecuária, fruticultura irrigada, agricultura de

subsistência);

Dados desatualizados e conflitantes quando ao

universo de agricultores familiares.

A desestruturação da grande propriedade e o protagonismo da agricultura de base familiar: um estudo

A desestruturação da

grande propriedade e o

protagonismo da

agricultura de base familiar:

um estudo de caso de

positivismo no semiárido

no Nordeste do Brasil

de caso de positivismo no semiárido no Nordeste do Brasil Eva Maria Campos Pereira Ramonildes Alves

Eva Maria Campos Pereira

Ramonildes Alves Gomes

Orientadora