Você está na página 1de 12

Engenharia Elétrica

4ª Série
Circuitos Lógicos

A Atividade Prática Supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-


aprendizagem desenvolvido por meio de etapas, acompanhadas pelo professor, e que tem
por objetivos:

 Favorecer a autoaprendizagem do aluno.


 Estimular a corresponsabilidade do aluno pelo seu aprendizado.
 Promover o estudo, a convivência e o trabalho em grupo.
 Auxiliar no desenvolvimento das competências requeridas para o exercício
profissional.
 Promover a aplicação da teoria na solução de situações que simulam a
realidade.
 Oferecer diferenciados ambientes de aprendizagem.

Para atingir estes objetivos, a ATPS propõe um desafio e indica os passos a serem
percorridos ao longo do semestre para a sua solução.

Aproveite esta oportunidade de estudar e aprender com desafios da vida profissional.

AUTORIA:
Cibele Abreu Makluf
Circuitos Lógicos

Competências e Habilidades
Ao concluir as etapas propostas neste desafio, você terá desenvolvido as
competências e habilidades que constam nas Diretrizes Curriculares Nacionais descritas a
seguir.

 Aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à


Engenharia.
 Projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados.
 Conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos.
 Identificar, formular e resolver problemas de Engenharia.

Participação
Esta atividade será, em parte, desenvolvida individualmente pelo aluno e, em parte,
pelo grupo. Para tanto, os alunos deverão:
• Organizar-se, previamente, em equipes conforme a orientação do professor;
• Entregar seus nomes, RAs e e-mails ao professor da disciplina e
• Observar, no decorrer das etapas, as indicações: Individual e Equipe.

Desafio

A finalidade do projeto é o aperfeiçoamento dos conceitos de circuitos eletrônicos


digitais básicos. Além desta área, outras também são abordadas, de modo a complementar
os ensinamentos e trabalhar de maneira indissociável com outros aspectos relevantes da
Eletrônica e da Engenharia Elétrica como um todo.
Por ser um projeto que apresenta alguma aplicação prática, ainda que limitada,
exigirá dos discentes conhecimentos de outras áreas, bem como associações a conteúdos
já aprendidos e a outros que ainda não foram vistos, e, justamente por isto, exigirá do aluno
uma intensa pesquisa (em livros, internet, junto a profissionais, etc.), dando-lhe
oportunidade de desenvolver também esta importante capacidade de busca de informação
técnica e capacidade “autodidata”. Além disto, apurar sua criatividade, tão essencial à
atividade de um engenheiro projetista.
Este projeto pode ser facilmente desenvolvido utilizando-se microcontroladores ou
dispositivos lógicos programáveis (exemplo: FPGA e CPLD). Contudo, para exercitar os
conhecimentos adquiridos durante a disciplina e aperfeiçoar suas capacidades e
criatividade, recomenda-se que não se faça uso destas tecnologias, ainda que estas se
mostrem mais vantajosas. Por fim, o enunciado do projeto tange apenas a alguns aspectos
básicos do mesmo, sendo que muitas outras considerações devem ser adotadas pela
própria equipe, utilizando-se sempre de seu bom senso e seu conceito de praticidade.
Descrição do Projeto
Este projeto envolve o controle de um elevador de um prédio com três andares,
sendo que cada andar tem apenas um botão de chamada de elevador. Naturalmente, cada
andar tem também um sensor para indicar a posição corrente do elevador, além de um
display de sete segmentos para indicar em qual andar o elevador está naquele instante.
Ainda, dentro do elevador, existem três botões indicando, cada um deles, o andar de
destino do elevador.

2
Circuitos Lógicos

Assim, temos as seguintes variáveis envolvidas:

• Variável A1: sensor de presença do elevador no andar 1.


• Variável A2: sensor de presença do elevador no andar 2.
• Variável A3: sensor de presença do elevador no andar 3.
• Variável B1: botão na parede do andar 1 para acionar o elevador para este andar.
• Variável B2: botão na parede do andar 2 para acionar o elevador para este andar.
• Variável B3: botão na parede do andar 3 para acionar o elevador para este andar.
• Variável C1: botão dentro do elevador para conduzi-lo até o andar 1.
• Variável C2: botão dentro do elevador para conduzi-lo até o andar 2.
• Variável C3: botão dentro do elevador para conduzi-lo até o andar 3.

A Figura 1 ilustra as variáveis envolvidas no processo:

Figura 1 - Esquema do projeto de um circuito de controle de um elevador

A equipe deverá projetar o circuito de controle do elevador.

Notas
• Se desejar, considere todos os sensores com ativo alto.
• Lembre-se de que os botões são mecânicos e que, por isto, podem gerar ruído de
trepidação. Utilize, então, um circuito de debounce para evitar estes problemas.
• Aconselha-se fazer o protótipo deste projeto. Para isto, utilize uma maquete
simulando o poço do elevador no prédio, assim como um motor elétrico em
miniatura para mover o elevador. Seu circuito deve controlar o sentido de giro do
motor (horário e anti-horário).
• Caso deseje tornar o exemplo mais realístico, considere um sensor em cada uma
das três portas (um em cada andar) indicando se a porta está aberta ou fechada.
• Em caso de dúvidas sobre o funcionamento do sistema, utilize seus
conhecimentos de usuário de elevador, dando sempre preferência a aspectos
mais práticos e realísticos.

3
Circuitos Lógicos

Objetivo do desafio
Projetar o circuito de controle de um elevador para um prédio de três andares.

Livro-texto da disciplina
A produção desta ATPS é fundamentada no livro-texto da disciplina, que deverá ser
utilizado para solução do desafio:
TOCCI, Ronald J.; WIDMER, Neal S. Sistemas Digitais: princípios e aplicações. 11. ed. São
Paulo: Pearson – Prentice Hall, 2011.

ETAPA 1 (tempo para realização: 05 horas)


 Aula-tema: Diferenças entre os circuitos analógicos e digitais. Conversão entre
bases. Operações aritméticas: soma, subtração e multiplicação.
Esta atividade é importante para que você entenda as diferenças dos circuitos
analógicos e digitais, bem como aprenda as lógicas das conversões entre bases e das
operações aritméticas.

Para realizá-la, devem ser seguidos os passos descritos.

Passos

Passo 1 (Individual)
Pesquisar sobre as diferenças dos circuitos analógicos e digitais, focando nos conceitos
introdutórios de sistemas analógico-digitais e representações numéricas.
Fazer um resumo. Entregá-lo ao professor no final da Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• HASSE, Daniel. Circuitos Lógicos. Universidade Paulista. Disponível em:


<http://static.schoolrack.com/files/103100/304339/Apostila_01.pdf> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sSVhUXzJDRWJBclE/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.
• Apostila de Eletrônica Digital. Centec Cursos. Disponível em:
<http://centeccursos.com.br/var/upload/Apostila%20-%20Eletronica%20Digital.pdf> e
compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sMWc2RmFxQjd1Wjg/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.
• OLIVEIRA, Carlos Alberto. Apontamentos da disciplina de Sistemas Digitais I.
Universidade Lusíada. 2006. Disponível em:
<http://docentes.fam.ulusiada.pt/~d1095/SDI_Cap1-2_0506.pdf> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sTVQyRmtBUThEYk0/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.

4
Circuitos Lógicos

Passo 2 (Equipe)
Estudar as regras das conversões entre bases.
Fazer um resumo. Entregá-lo ao professor no final da Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• SANTOS, Carolina. Conversão de bases numéricas. Universidade Paulista. 2012.


Disponível em: <http://walderson.com/2012-2/circdig/CC_aula1_alunos.pdf> e compartilhado
em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sMWhVcnZBVE56UzA/view?usp=sharing>.
Acesso em: 6 out. 2014.
• CAMARA, Rômulo. Eletrônica Digital: Sistema de Numeração e Conversão entre
Sistemas. Universidade Federal do Vale do São Francisco. 2013. Disponível em:
<http://www.univasf.edu.br/~romulo.camara/novo/wp-
content/uploads/2013/07/Aula2_Sistema_numeracao_conversao.pdf> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2scEFoSml1Uk05c1E/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.

Passo 3 (Equipe)
Buscar informações sobre as lógicas das operações aritméticas.
Fazer um resumo. Entregá-lo ao professor no final da Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• CAMARA, Rômulo. Eletrônica Digital: Operações Aritméticas. Universidade Federal


do Vale do São Francisco. 2013. Disponível em:
<http://www.univasf.edu.br/~romulo.camara/novo/wp-
content/uploads/2013/07/Aula7_arit_digital.pdf> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sZ0V1c1B5UWxyODQ/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.
• SOUZA, Antônio Carlos. Aritmética Computacional. Instituto Federal de Educação,
Ciência e Tecnologia da Bahia. Disponível em:
<http://www.ifba.edu.br/professores/antoniocarlos/index_arquivos/aula6ads.pdf> e
compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sZTdrUVBJdUhvclU/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.

Passo 4 (Equipe)
Fazer uma pesquisa sobre o funcionamento do elevador e os mecanismos de controle
utilizados no seu funcionamento, conforme o Projeto solicitado no Desafio.
Incluir todas as informações vistas nos passos e os exercícios no Relatório Parcial 1:
Diferenças entre os circuitos analógicos e digitais. Conversão entre bases. Operações
aritméticas. Entregá-lo ao professor.

5
Circuitos Lógicos

ETAPA 2 (tempo para realização: 05 horas)


 Aula-tema: Álgebra de Boole. Portas lógicas, tabela-verdade e famílias lógicas:
TTL e CMOS. Mapa de Karnaugh.
Esta atividade é importante para que você conheça a lógica da Álgebra de Boole, as
portas lógicas existentes e suas tabelas-verdade, as famílias lógicas TTL e CMOS, e
compreenda a utilidade dos Mapas de Karnaugh, essenciais para o bom entendimento dos
circuitos lógicos.

Para realizá-la, devem ser seguidos os passos descritos.

Passos

Passo 1 (Equipe)
Pesquisar as definições e teoremas fundamentais da Álgebra de Boole.
Resolver a atividade proposta compartilhada em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2s
TlVoZHNYMlpfZjg/view?usp=sharing>. Acesso em: 6 out. 2014. Entregá-la ao professor no final
da Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• BARANAUSKAS, José Augusto. Álgebra de Boole e Simplificação de Circuitos


Lógicos. Universidade de São Paulo. Disponível em:
<http://dcm.ffclrp.usp.br/~augusto/teaching/aba/AB-Algebra-Boole-Simplificacao-Circuitos.pdf> e
compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sVmZ5R2tCN1dVSXM/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.
• VIEIRA, Marcelo. Álgebra de Boole. Disponível em:
<http://www.josematias.pt/Alunos/AlgebraBoole.pdf> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sRWh6bDh4d094M2s/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.

Passo 2 (Individual)
Descrever as características das portas lógicas, mostrando suas tabelas-verdade.
Estudar as famílias lógicas TTL (Transistor-Transistor Logic) e CMOS (Metal-Oxide-
Semiconductor Logic), fazendo um resumo com as principais características. Entregá-lo ao
professor no final da Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• CASTRO, F. Portas Lógicas Básicas. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande


do Sul. Disponível em: <http://www.feng.pucrs.br/~decastro/pdf/ED_C1.pdf> e
compartilhado em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sNTdwcF9DNkFJWUE/view?
usp=sharing>. Acesso em: 6 out. 2014.

6
Circuitos Lógicos

• Funções e Portas Lógicas. Universidade Federal de Uberlândia. Disponível em:


<http://wiki.sj.ifsc.edu.br/wiki/images/d/d3/Portas_logicas_uberlandia.pdf> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sSi1IWEhRTmIzQzQ/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.
• Famílias Lógicas de Circuitos Integrados. Universidade Federal Rural do Semi-Árido.
Disponível em: <http://www2.ufersa.edu.br/portal/view/uploads/setores/147/arquivos/Circuitos/
Cap%C3%ADtulo%2008.pdf> e compartilhado em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrk
B2Lh2sTkx1STR6N3JSb2s/view?usp=sharing>. Acesso em: 6 out. 2014.

Passo 3 (Equipe)
Estudar as características e fundamentos dos Mapas de Karnaugh.
Fazer um resumo. Entregá-lo ao professor no final da Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• FILHO, José Gonçalves. Apostila Mapas de Veitch-Karnaugh. Universidade Federal


do Espírito Santo. Disponível em: <http://www.inf.ufes.br/~zegonc/material/
Introducao_a_Computacao/APOSTILA%20ALGEBRA%20DE%20BOOLE%20E%20MAPAS%20DE%20KAR
NAUGH%20COM%20EXERCICIOS%20RESOLVIDOS.pdf> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2saWMtTVVka1BKWXM/view?usp=sharing>.
Acesso em: 6 out. 2014.
• CAJUEIRO, João Paulo. Mapa de Karnaugh. Universidade Federal de Pernambuco.
2009. Disponível em: <http://www2.ee.ufpe.br/joaopaulo/tecnicas/karnaugh.pdf> e
compartilhado em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2scHAtTlFKYXJhZUk/
view?usp=sharing>. Acesso em: 6 out. 2014.

Passo 4 (Equipe)
Desenvolver os esquemas necessários e definições para prototipagem do Projeto sugerido
no Desafio.
Incluir todas as informações vistas nos passos e os exercícios no Relatório Parcial 2:
Álgebra de Boole. Portas lógicas, tabela-verdade e famílias lógicas: TTL e CMOS. Mapa de
Karnaugh. Entregá-lo ao professor.

ETAPA 3 (tempo para realização: 05 horas)


 Aula-tema: Flip-Flops: RS, JK, D e T e diagramas de tempo. Contador
Assíncrono e Síncrono. Circuito Integrado 555. Memórias Semicondutoras:
RAM, ROM, PROM, EPROM, EEPROM, Flash.
Esta atividade é importante para que você conheça o funcionamento e as
características dos Flip-Flops, dos contadores, do temporizador 555 e das memórias
semicondutoras, importantes para projetos utilizando circuitos lógicos.

Para realizá-la, devem ser seguidos os passos descritos.

7
Circuitos Lógicos

Passos

Passo 1 (Equipe)
Estudar as características e particularidades dos Flip-Flops: RS (Reset-Set), JK, D e T e
seus diagramas de tempo.
Fazer os experimentos práticos 1 e 2 compartilhados em: <https://drive.google.com/file/d/0B4
DWrkB2Lh2sWUZ5cVVBUUxwMW8/view?usp=sharing>. Acesso em: 7 out. 2014; importantes para
entendimento dos Flip-Flops na prática. Entregar ao professor no final da Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• CASAGRANDE, Jorge. Flip-Flop e Latch. Centro Federal de Ensino Tecnológico de


Santa Catarina. Disponível em: <http://www.sj.ifsc.edu.br/~mdoniak/EletronicaDigital1/
CAPITULO4%20-%20FLIP-FLOP%20E%20LATCH2.pdf> e compartilhado em: <https://drive.google.
com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sR0xFQk9VZ2pYM2c/view?usp=sharing>. Acesso em: 7 out. 2014.
• VALLE, Odilson. Circuitos Flip-Flops. Centro Federal de Ensino Tecnológico de Santa
Catarina. Disponível em: <http://www.sj.ifsc.edu.br/~odilson/ELD/Apostila%20-
%20FlipFlop%20v3.pdf> e compartilhado em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2
Lh2sM0UzR2tDX25hREE/view?usp=sharing>. Acesso em: 7 out. 2014.

Passo 2 (Equipe)
Pesquisar sobre os contadores assíncronos e síncronos.
Fazer um breve resumo.
Fazer o experimento prático 3 compartilhado em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2L
h2sWUZ5cVVBUUxwMW8/view?usp=sharing>. Acesso em: 7 out. 2014; importante para
entendimento dos Flip-Flops na prática.

Entregar o resumo e o experimento ao professor no final da Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• CAMARA, Rômulo. Eletrônica Digital: Contadores. Universidade Federal do Vale do


São Francisco. Disponível em: <http://www.univasf.edu.br/~romulo.camara/novo/wp-
content/uploads/2013/07/Contadores_p12.pdf> e compartilhado em: <https://drive.google.
com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sQWFiQndFYTY3dEE/view?usp=sharing>. Acesso em: 7 out. 2014.
• MOECKE, Marcos. Contadores. Centro Federal de Ensino Tecnológico de Santa
Catarina. Disponível em:
<http://www.sj.ifsc.edu.br/~mdoniak/EletronicaDigital1/CAPITULO%205%20-%20Contadores.pdf> e
compartilhado em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DW
rkB2Lh2sY3VoWDkwV0llNlk/view?usp=sharing>. Acesso em: 7 out. 2014.

8
Circuitos Lógicos

Passo 3 (Equipe)
Ler o tutorial técnico indicado a seguir.
• LIMA, Charles. Tutorial técnico: O temporizador 555. Revista Ilha Digital. Instituto
Federal de Santa Catarina. p. 97-106, 2010. Disponível em: <https://drive.google.com/
file/d/0B4DWrkB2Lh2sUzNrZGRNaDN1cEU/view?usp=sharing> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sN205NGpQa3pzQzg/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.
Descrever as características do Circuito Integrado 555 (CI555), focando no seu diagrama de
blocos e suas configurações astável e monoestável.
Resolver a atividade prática compartilhada em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2
Lh2sUzNrZGRNaDN1cEU/view?usp=sharing>. Acesso em: 6 out. 2014; importante para o
entendimento do CI555 na prática.
Entregar a descrição e a atividade ao professor no final da Etapa.

Passo 4 (Equipe)
Pesquisar as características das Memórias ROM (Ready Only Memory), PROM
(Programmable Read-Only Memory), EPROM (Erasable Programmable Read-Only
Memory), EEPROM (Electrically-Erasable Programmable Read-Only Memory) e Flash,
focando em suas particularidades e estruturas.
Fazer um texto com os principais pontos abordados. Entregá-lo ao professor no final da
Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• PAULA, André Luiz. Memórias. Universidade Tuiuti do Paraná. Disponível em:


<http://gerds.utp.br/andre/hardware/Memorias.pdf> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sQzdoRm50ekoxWTg/view?usp=sharing>. Acesso
em: 6 out. 2014.
• Dispositivos de Memórias Semicondutoras. Universidade de São Paulo. Disponível
em: <http://iris.sel.eesc.usp.br/sel415m/SEL0415%20-%20Cap5%20-%20Memorias_P2.pdf> e
compartilhado em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sN0R3eDZ1YzVPZzg/view?
usp=sharing>. Acesso em: 6 out. 2014.
Fazer o protótipo do projeto proposto no Desafio e iniciar o projeto do circuito.
Incluir todas as informações vistas nos passos e os exercícios no Relatório Parcial 3: Flip-
Flops: RS, JK, D e T e diagramas de tempo. Contador Assíncrono e Síncrono. Circuito
Integrado 555. Memórias Semicondutoras: RAM, ROM, PROM, EPROM, EEPROM, Flash.
Entregá-lo ao professor.

9
Circuitos Lógicos

ETAPA 4 (tempo para realização: 05 horas)


 Aula-tema: Conversores analógicos digitais (ADC) e digitais analógicos (DAC).
Dispositivos Lógicos Programáveis (CPLD e FPGA). Ferramentas de
Programação de Dispositivos.
Esta atividade é importante para que você conheça as características dos
conversores e as funcionalidades dos dispositivos lógico-programáveis.

Para realizá-la, devem ser seguidos os passos descritos.

Passos

Passo 1 (Individual)

Pesquisar sobre o conversor digital analógico.

Fazer um resumo focando na rede ponderada, rede ponderada com AO, rede R/2R e
conversor R/2R com AO, caracterizando seus conceitos, circuitos básicos e expressões de
tensão na saída. Entregá-lo ao professor no final da Etapa.

Sites sugeridos para pesquisa

• SCHIABEL, Homero. Conversores D/A e A/D. Universidade de São Paulo. Disponível


em: <http://iris.sel.eesc.usp.br/sel414/16-conversores.pdf> e compartilhado em:
<https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sRDZnMlluYW55d3c/view?usp=sharing>. Acesso
em: 7 out. 2014.
• VIEIRA, Marcelo. Conversores A/D e D/A. Universidade de São Paulo. Disponível
em: <http://iris.sel.eesc.usp.br/sel414m/Aula%2019%20-%20Conversores%20AD%20e%20DA.pdf>
e compartilhado em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sYVdMbWFKN0dvLTg/
view?usp=sharing>. Acesso em: 7 out. 2014.

Passo 2 (Individual)
Estudar os tipos de conversores analógicos digitais: rampa, comparação paralela,
aproximações sucessivas, e dupla inclinação.

Fazer um resumo com as principais características de cada tipo de conversor A/D,


comparando-os. Entregá-lo ao professor no final da Etapa.

Passo 3 (Individual)
Ler o artigo indicado:

• COSTA, Cesar. Implementação de um controlador lógico baseado em lógica


programável estruturada (FPGA). Universidade de Taubaté. Disponível em:
<http://professorcesarcosta.com.br/upload/imagens_upload/nac_08_4.o%20Congresso_ISA.pdf> e
compartilhado em: <https://drive.google.com/file/d/0B4DWrkB2Lh2sbU1wZnBFNW5QWHc/
view?usp=sharing>. Acesso em: 7 out. 2014.

10
Circuitos Lógicos

Fazer um resumo sobre as definições e aplicações dos dispositivos lógicos programáveis


bem como as implementações das funções boleanas e conceitos de CPLD (Complex
Programmable Logic Device) e FPGA (Field Programmable Gate Array). Entregá-lo ao
professor no final da Etapa.

Site sugerido para pesquisa

• OLIVEIRA, Caio; AGUIAR, Jéssica. Dispositivos Lógico-Programáveis. Universidade


Estadual Paulista. Disponível em: <http://www2.feg.unesp.br/Home/PaginasPessoais/
ProfMarceloWendling/logica-programavel.pdf> e compartilhado em: <https://drive.google.com/
file/d/0B4DWrkB2Lh2sYnlZTldGeTl0LTQ/view?usp=sharing>. Acesso em: 7 out. 2014.

Passo 4 (Equipe)
Projetar o circuito do elevador proposto no Desafio.

Apresentar o Projeto e o Relatório do Projeto com os passos desenvolvidos durante as


Etapas, conforme planejamento.

Incluir todas as informações vistas nos passos no Relatório Parcial 4: Conversores


analógicos digitais (ADC) e digitais analógicos (DAC). Dispositivos Lógicos Programáveis
(CPLD e FPGA). Ferramentas de Programação de Dispositivos. Entregá-lo ao professor.

Seminário de Conclusão
Com o objetivo de apresentar os resultados obtidos por meio da ATPS, o Seminário Final
pretende proporcionar aos estudantes a socialização das variações de resultados, bem
como o debate a respeito das dificuldades e soluções encontradas para a finalização do
desafio.

Cada equipe deverá realizar uma apresentação de vinte minutos, contendo até vinte
slides.

Esta apresentação deverá contemplar a seguinte estrutura:

 Introdução: base teórica utilizada para solução do desafio.


 Desenvolvimento: descrever as soluções encontradas para a resolução final do desafio.
 Conclusão: explicar como as soluções encontradas para a resolução final do desafio
poderão contribuir efetivamente em sua vida profissional.

A apresentação do Seminário Final de cada curso deverá ocorrer em sua unidade, em local
e data a serem definidos pelo professor da disciplina e o coordenador de curso.

11
Circuitos Lógicos

Padronização

O material escrito solicitado nesta atividade deve ser produzido de acordo com as normas
da ABNT, com o seguinte padrão (exceto para produções finais não textuais):

 em papel branco, formato A4;


 com margens esquerda e superior de 3cm, direita e inferior de 2cm;
 fonte Times New Roman tamanho 12, cor preta;
 espaçamento de 1,5 entre linhas;
 se houver citações com mais de três linhas, devem ser em fonte tamanho
10, com um recuo de 4cm da margem esquerda e espaçamento simples
entre linhas;
 com capa, contendo:
 nome de sua Unidade de Ensino, Curso e Disciplina;
 nome e RA de cada participante;
 título da atividade;
 nome do professor da disciplina;
 cidade e data da entrega, apresentação ou publicação.

Para consulta completa das normas ABNT, acesse a Normalização de Trabalhos


Acadêmicos Anhanguera. Disponível em: <http://issuu.com/normalizacao/docs/normaliza____o_
de_trabalhos_acad__m>. Acesso em: 22 ago. 2014.

Vale lembrar: constitui plágio a apropriação de ideias alheias sem a indicação do autor e da
fonte de onde foi retirada a informação referenciada. Para saber mais, assista ao vídeo de
orientação sobre plágio.

12