Você está na página 1de 47

Cap.

8 (Varian)
Equação de Slutsky
Efeitos de uma mudança de preços
O que acontece quando o preço de um bem varia?

• Há 2 tipos de efeito:

• A taxa à qual podemos trocar um bem por outro varia


• Poder aquisitivo total da renda é alterado

• Exemplo: Bem 1 fica mais barato


• Temos de dar menos do bem 2 para comprar bem 1  altera a taxa à qual o
mercado substitui o bem 2 pelo bem 1

• Renda monetária permite comprar mais do bem 1  poder aquisitivo do


nosso dinheiro aumenta
Efeitos de uma mudança de preços
O que acontece quando o preço de um bem varia?

• Efeito Substituição: Variação na demanda devido à


variação da taxa a qual dois bens são trocados

• Efeito renda: Variação na demanda devido à mudança


no poder aquisitivo
Efeitos de uma mudança de preços
O que acontece quando o preço de um bem varia?

• Para verificar Efeito Substituição  Deixaremos que


os preços relativos variem e ajustaremos a renda
monetária para manter constante o poder aquisitivo

• Para verificar Efeito renda  Permitiremos que o


poder aquisitivo se ajuste enquanto mantemos
constante os preços relativos
Efeitos de uma redução preços
x2

Orçamento original
m
p2
Escolha Original

x1
Efeitos de uma redução preços
x2

Orçamento original
m
p2
Decompor esse
Escolha Original movimento em 2
partes
Escolha Final

x1
Efeitos de uma redução preços
x2

Orçamento original
m 1. Efeito Substituição
p2
Escolha Original

Giro
x1
Efeitos de uma redução preços
x2

Orçamento original 2. Efeito Renda


m
p2
Escolha Original

Escolha Final

Deslocamento
Giro
x1
Efeito Substituição
x2
Poder de compra permanece
Orçamento original constante  a cesta original
m pode ser adquirida a essa
p2 nova reta “girada”
Escolha Original
m'
Em quanto temos que ajustar
p2
a renda para permitir que a
cesta original possa ser
adquirida?
Giro
x1
Seja m’ a quantidade de renda
Efeito Substituição monetária exatamente suficiente para
adquirir a cesta original (reta “girada”)
x2

Orçamento original e
m
p2
Escolha Original
m' Subtraindo m de m’ temos:
p2

Giro
 Variação na renda é igual a
x1
quantidade original de consumo do bem
1 multiplicada pela variação no preço
desse bem
Variações de renda e preço sempre
Efeito Substituição terão a mesma direção : se o preço cai
(aumenta), teremos de reduzir
x2
(aumentar) a renda para manter poder
aquisitivo  cesta original continua
Orçamento original factível
m
p2
Escolha Original
m'
p2
Quando o preço diminui  poder
aquisitivo aumenta.
Giro
x1 Para verificar o efeito substituição
temos que reduzir a renda do indivíduo
para manter constante seu poder
aquisitivo
Embora X ainda continue acessível, ela
Efeito Substituição em geral não é a compra ótima com a
reta “girada”
x2
Há efeito substituição  consumidor
Orçamento original substitui um bem por outro quando o
m preço varia mas o poder aquisitivo
p2 permanece constante
Escolha Original
m'
p2 X

Y
Para conhecer o efeito substituição é
necessário usar a função de demanda
Giro para calcular as escolhas ótimas
x1

EFEITO
SUBSTITUIÇÃO
Efeito Substituição
x2

Orçamento original
m
p2
Escolha Original
m'
p2 X

Giro
x1

EFEITO
SUBSTITUIÇÃO
Cestas dentro do círculo vermelho
Efeito Substituição poderiam ter sido adquiridos aos preços
antigos mas não foram
x2
Se consumidor escolhe sempre a melhor
Orçamento original cesta, a cesta X sempre tem que ser
m preferida a todas as cestas na parte
p2 girada que está dentro do conjunto
Escolha Original
m' orçamentário  escolha ótima sobre a
p2 X reta girada não pode ser nenhuma das
cestas que estão abaixo da reta
Y orçamentária original
Giro
Escolha ótima na parte girada deve ser X
x1
ou qualquer ponto à direita de X na reta
EFEITO girada  maior consumo do bem 1
SUBSTITUIÇÃO
Efeito renda
x2

Orçamento original
m
p2
Escolha Original
m'
p2 X
Z
Y

x1
EFEITO RENDA
Variação Total na Demanda

IDENTIDADE DE SLUTSKY
Variação Total na Demanda
Efeito de Slutsky para bens Normais

• Dado que efeito substituição e efeito renda aumentam a demanda


quando o preço do bem cai, a inclinação da curva de demanda de um
bem normal comum é decrescente

• A lei da demanda, portanto, sempre se aplica a bens normais

• Lei da demanda: Se a demanda de um bem aumenta quando a renda


aumenta, a demanda desse bem tem que diminuir quando seu preço
subir
Efeito de Slutsky para bens Inferiores
• Alguns bens são inferiores (demanda se reduz quando renda
aumenta)

• O efeito substituição e o efeito renda caminham em direção


oposta quando o preço do bem se altera
Variação Total na Demanda
Variação Total na Demanda
Efeito de Slutsky para bens Inferiores
x2

x2 ’

x1 ’ x1
Efeito de Slutsky para bens Inferiores
x2

x2 ’

x1 ’ x1
Efeito de Slutsky para bens Inferiores
x2
O efeito substituição puro é igual ao
de um bem normal, mas ….

x2 ’

x2’’

x1 ’ x1’’ x1
Efeito de Slutsky para bens Inferiores
x2
… o efeito renda caminha na direção oposta

(x1’’’,x2’’’) Bem 1 é um bem inferior porque


x2 ’ aumento na renda reduz a demanda por
esse bem  mudança total na demanda
x2’’
é resultado da soma do
efeito renda e do efeito
substituição.

x1 ’ x1’’ x1
Bens de Giffen
• Casos raros de extrema inferioridade  efeito renda pode
ser maior que o efeito substituição  menor quantidade
demandada quando o preço do bem se reduz

• Esses bens são chamados de bens de Giffen

Todo bem de Giffen é um bem inferior mas nem todo bem


inferior é um bem de Giffen. Para ser um bem de Giffen, tem
que ser muito inferior
Variação Total na Demanda
Efeito de Slutsky para bens de Giffen
x2
Uma redução em p1 acarreta uma queda
na quantidade demanda do bem 1

x2 ’

x1 ’ x1
Efeito de Slutsky para bens de Giffen
x2
Uma redução em p1 acarreta uma queda
na quantidade demanda do bem 1
x2’’’

x2 ’

x1’’’ x1 ’ x1
Efeito de Slutsky para bens de Giffen
x2
Uma redução em p1 acarreta uma queda
na quantidade demanda do bem 1
x2’’’

x2 ’

x2’’

x1’’’ x1 ’ x1’’ x1
Efeito Substituição
Efeito Renda
Efeito substituição de Hicks

• Efeito Substituição de Slutsky  mantém constante poder aquisitivo


(giro da reta orçamentária de tal forma que permite consumidor
adquirir a cesta original)

• Efeito Substituição de Hicks  mantém constante a utilidade (giro da


reta orçamentária de tal forma que permite consumidor se manter na
mesma curva de indiferença)
Efeito substituição de Hicks
x2 Suponha que X seja demanda aos preços p e Y aos
preços q

A renda é tal que consumidor é indiferente entre X


eY
Escolha
original
Então:

x1

Efeito Substituição Efeito Renda


Efeito substituição de Hicks
x2 Somando as duas desigualdades e reordenando
temos que:

Escolha
original

Como em Slutsky,
variação na quantidade
demandada no sentido
contrário da variação no
x1
preço
Efeito Substituição Efeito Renda
Curva de demanda compensanda
Três análises possíveis da demanda:

1)Curva de demanda padrão (com renda fixa)  negativamente


inclinada (bens normais) e positivamente inclinada (bens de
giffen)

2)Curva de demanda de Slutsky (poder aquisitivo fixo) 


negativamente inclinada (efeito substituição)

3)Curva de demanda de Hicks (utilidade fixa)  negativamente


inclinada (efeito substituição)
Curva de demanda compensanda
Curva de demanda Hicksiana também conhecida como curva de demanda
compensada:

 consumidor é “compensado” pelas variações de preços e sua utilidade


continua a mesma em qualquer ponto da curva de demanda hicksiana:
x* = xc(px,py,U)

 Essa situação contrasta com a curva de demanda comum  consumidor


ficar pior ao enfrentar preços altos do que preços baixos pois renda
permanece constante

 Ao manter a utilidade constante, a curva de demanda compensada mostra


somente o efeito substituição. Já a curva de demanda individual mostra os
efeitos substituição e renda.
Curva de demanda padrão

Quantidade de y Quando o preço px


de x cai...
…a quantidade
demandada de x
aumenta.
px’

px’’

px’’’

U3
U2 x
U1

X’ X’’ X’’’ x’ x’’ x’’’


Quantidade de x Quantidade de x
I = px’ + py I = px’’ + py I = px’’’ + py
Curva de demanda compensada

Mantendo a utilidade constante, enquanto o preço cai...


Quantidade de y
px
p '
inclinação   x
py …a quantidade
demandada aumenta.
px ''
inclinação   px’
py

px’’
px '''
inclinação   px’’’
py

xc

U2

x’ x’’ x’’’ x’ x’’ x’’’


Quantidade de x Quantidade de x
Comparação das Curvas de Demanda

px
Em px’’, as curvas se cruzam pois a renda
do indivíduo é somente suficiente para
atingir a utilidade U2.

px’’

x
xc
x’’ Quantidade de x
Comparação das Curvas de Demanda
Para preços acima de px’’ a compensação
px de renda é positiva pois o indivíduo precisa
de mais renda para se manter em U2 .

px’

px’’ Esta relação é válida somente


para bens normais.
x
xc
x’ x* Quantity of x
Exemplos dos efeitos renda e substituição
• Complementares perfeitos x2

Redução do preço do bem 1

x1
Exemplos dos efeitos renda e substituição
• Complementares perfeitos x2

• Efeito substituição  zero

x1
Exemplos dos efeitos renda e substituição
• Complementares perfeitos x2

• Variação da demanda deve-se


totalmente ao efeito renda

x1
Exemplos dos efeitos renda e substituição
Curvas de
• Substitutos perfeitos Indiferença

• Redução no preço do bem 1: x2


• Reta orçamentária fica menos Escolha
original
inclinada

Reta
Cesta demandada muda do orçamentária
Eixo vertical para o horizontal
Escolha
final
x1
Não há o que deslocar 
variação na demanda se deve totalmente ao efeito substituição
Exemplos dos efeitos renda e substituição

• Preferências Quase-lineares

• Vimos que deslocamento da renda


não causa variação na demanda do bem 1
para esse tipo preferência

Toda variação na demanda devido


a mudança no preço do bem 1
se deve ao efeito substituição
 efeito renda é nulo
Equação de Slutsky: Análise matemática
Equação de Slutsky: Análise matemática
Equação de Hicks: Análise matemática