Você está na página 1de 7

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIENCIA E

TECNOLOGIA DO CEARÁ
CURSO ENGENHARIA MECÂNICA
DISCIPLINA: RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS II

ANANIAS DE SOUSA GOES NETO

ATIVIDADE COMPLEMENTAR

Maracanaú – Ceará
Janeiro / 2018
2

PROJETO DE UM CLIPE PARA PAPEL

ANANIAS DE SOUSA GOES NETO


Prof. Venceslau Xavier de Lima Filho

Trabalho acadêmico
apresentado ao curso de Engenharia
Mecânica do Instituto Federal de
Educação Ciência e Tecnologia do
Ceará, como parte da disciplina
Resistência dos Materiais II.

Maracanaú – Ceará
Janeiro / 2018
3

PROJETO DE UM CLIPE PARA PAPEL

INTRODUÇÃO

Há uma teoria comum de que o clipe para papel foi inventado por um famoso caixeiro
norueguês chamado Johan Vaaler em 1899. O seu pedido de patente (apresentado na
Alemanha em 1899) foi de um grampo feito a partir de um “um material de mola, dobrado
em aros retangulares, triangulares ou de outra forma. O resultado foi um acessório
formando membros ou línguas que se encontram lado a lado e em direções contrárias”1.

Há muitos tipos diferentes de clipe para papel: familiar com duas voltas, ponta
arredondada, angulada, em forma de bicho em forma de fruta etc. Contudo, afim de
uniformizar, fabricantes e revendedores comercializam os clipes obedecendo padrões.
A tabela abaixo é adaptada das muitas que existem, a fim de referenciar o clipe por suas
dimensões.

Tabela de Clipes2
Medidas

Diâmetro Largura Altura


Nº Arame Ø Aprox. (mm) Aprox. (mm)
(mm)
10/0 2,00 30 70

8/0 1,70 23 57

6/0 1,50 18 47

4/0 1,24 13 40

3/0 1,24 11 36

2/0 (00) 1,00 11 32

1/0 (0) 1,00 9 29

1 0,90 8 31

2 0,90 8 28

3 0,80 6 24

4 0,80 6 20

5 0,60 5 13

Tabela 1: Numero e dimensões dos clipes de papel.

Portanto, os clipes são categorizados por números que se referem a dimensões em si.
Algumas marcas imprimem na embalagem do produto, a imagem dos clipes em tamanho
real, para que o cliente perceba o tamanho de cada modelo.

1 Como os clipes para papel ganharam seu formato atual. Disponível em < http://gizmodo.uol.com.br/formato-
clipe-papel/>. Acesso 04 JAN 2017.
2 Tabela adaptada do distribuidor. Disponível em < http://www.acc.ind.br/produtos/tab_clipesN.html>. Acesso 04

JAN 2018.
4

A seguir, uma imagem que compara os tamanhos do clipes em milímetros.

Figura 1: Comparativo dos tamanhos reais dos clipes para papel.


Fonte do autor.

Afora isso, existem algumas regras na hora de produzir os clipes de papel para que eles
desempenhem a tarefa de maneira eficiente. a escolha o material adequado para que os
clipes tenham uma boa durabilidade e não prejudique o consumidor.
Não enferrujem ou enferrujem lentamente; que tenha certa ductilidade; atenda um ciclo
considerável de esforços até que se rompa por fadiga; que sustente o volume da resma
sem se desfazer e seja flexível o suficiente para dobrar e abrir.etc.
Devido a isso, a matéria-prima de fabricação dos clipes devem atender a normas que o
certifiquem mediante uma bateria de ensaios mecânicos, seja o clipe feito de aço
galvanizado ou inoxidável; de niquelados, latonados, de plástico ou material outro.

Os clipes devem usar um aço que seja resistente o suficiente para que atenda todas as
características descritas acima e que seja conformado a frio. São ótimos exemplos de
matéria-prima para esse fim: com baixo teor de carbono (BTC) 3: Arame galvanizado
industrial SAE 1006 a 1010, bitolas (mm) 1,24 a 6,37. Com alto teor de carbono (ATC)4:
Arame claro SAE 1045 à 1080 – bitolas (mm) 1,20 a 7,50. Arame galvanizado SAE 1045
à 1080 – bitolas (mm)1,57 à 4,90.

PROCESSO DE FABRICAÇÃO

A empresa que fabrica os clipes tem que comprar a matéria-prima que vem em forma de
bobinas de aço trefilado já galvanizado com o diâmetro que a empresa que fabrica os
clipes desejar.
O processo de fabricação acontece da seguinte forma: Uma máquina dobradeira é
alimentada com o arame da bobina de aço trefilado; O arame é liberado simultaneamente
ao movimento de um grande disco que o dobrará num gabarito fixo na forma de clipe.
No “primeiro setor” do disco, o arame sofre uma dobra de 90º; o “segundo setor” faz a
segunda curva de 90º e assim, cada setor produz uma dobra para a formação do clipe.
No “ultimo setor” do disco, um cutelo corta o arame e o ciclo recomeça.

A máquina tem alimentação continua e produz centenas de clipes por minuto.


Os clipes acabados são colocados em caixas abertas, que são então fechadas e seladas.

3Catalogo de produtos. Comercial Gerdau. Disponível em <


https://www.comercialgerdau.com.br/pt/productsservices/products/Document%20Gallery/catalogo-produtos-
cg.pdf> . Acesso 04 JAN 2017.
4 Ídem.
5

O PROJETO

Amparado nos dados da pesquisa, o projeto deste trabalho usará um arame de aço que
atenda todas as características descritas e será conformado a frio.

DADOS PRELIMINARES DO PROJETO


Os parâmetros para a execução deste projeto são:

CLIPE METÁLICO:
Uso: papeis, resmas e afins.
Diâmetro: 1,2mm.
Comprimento: (reta DaVinci + [retorno Lua + retorno Marte] x Diâmetro): 32mm.
Largura (Retorno Marte + diâmetro): 9,5mm.
Material: Arame galvanizado (BTC5) SAE 1045 – bitola (1,2)

Figura 2: Nomenclatura da geometria de um clipe. Fonte do autor6.

Propriedades Mecânicas:

Qualidade RT (N/mm2) LE (N/mm2) AL (%) Dur (HB) G(GPa)) 7

1045 650 a 800 430 Min.16 195 – 234 205


Tabela 2: Propriedades mecânicas de material beneficiado8.

Resistência a tração (N/mm2): 650 a 800.


Limite de escoamento ou tensão de escoamento9 τE (N/mm2): 430 = 430 MPa.
Alongamento (%): min.16;
Dureza (HB): 195 – 234.
Módulo de Elasticidade ou Cisalhamento (G): 205 GPa.

5
BTC – Baixo Teor de Carbono
6 Adaptada de Paper clip. Disponível em < http://en.uncyclopedia.co/wiki/Paper_clip>. Acesso 05 JAN 2017.
7 Análise experimental de vida à fadiga em componentes entalhados. Disponível em <
http://www.abcm.org.br/anais/creem/2005/pdf/dm02.pdf>. Acesso 06 JAN 2017.
8Catalogo de produtos. Comercial Gerdau. Disponível em <
https://www.comercialgerdau.com.br/pt/productsservices/products/Document%20Gallery/catalogo-produtos-
cg.pdf> . Acesso 04 JAN 2017.
9
Ou ainda limite elástico aparente. É a tensão máxima que o material suporta ainda no regime elástico de
deformação
6

SITUAÇÃO PROPOSTA PARA O PROJETO

O arame do clipe tem 1,2 mm de diâmetro, τE = 430 MPa e G = 205 GPa; o comprimento
do clipe é L = 32mm.
a) Determine a intensidade do torque elástico TE aplicado a barra.
b) Determine o ângulo de giro causado pela aplicação desse torque.
c) o numero de folhas que o clip consegue abarcar dentro do regime elástico. Espessura
da folha A4 = 0,074 mm.

a)
Calculo do torque TE do clipe:
TE = (JτE)/c = (.c4. τE/2c) = (.c3. τE/2) = (/2)(0.6x10-3)3(430x 106) = 0.146 Nm

b)
Calculo do ângulo de giro causado pelo torque TE

 = TL/GJ = 2TL/c4G = [2.(0,0844).(32.10-3)] / [(0.6x10-3)4.205x109] =

= 9,344 x 10-3/0.083 = 0,112 rad 

 0,112 (180/) = 6.4º

c)
Apesar do comprimento do clipe ser de 36 mm (hip.1), essa angulação se dá na língua
menor (do Retorno Hermicular ao Retorno de Marte – 22mm).

Figura 3: Diagrama para elucidação da situação

h
= sen(6.4º) ∴ h = 2.45mm
22
2,45
= 33 folhas
0,074

Aproximadamente 33 folhas.
7

RESULTADOS E DISCUSSOES

Dada as minúcias do trabalho é surpreendente que distribuidores, catálogos e mesmo


fontes de pesquisa não trazem a descrição das Normas mecânicas em seus trabalhos.
Isso faz com que os dados sejam investigados literalmente, fazendo com que
trabalhos como esse sejam elaborados a duras penas tipos de arame, qualidade do
arame, tabelas de resistência do material etc. outro leão a ser vencido foi recordar
conceitos e aplicações de expressões da disciplina Resistência dos Materiais I:
relação-torque, momento polar de inércia (J), Módulo de elasticidade (G), torção etc.
Apesar de toda a peleja, o exercício foi gratificante porque aproximou e familiarizou o
aluno de catálogos técnicos, trouxe a baila uma situação curiosa e bem próxima da
realidade (relação clipe, zona elástica e resma) e estimulou o raciocino e a criatividade
para a elaboração do projeto em si.
O desafio foi tenso, mas elevou o nível do aprendizado. Pode-se perceber o que se
espera na rotina de engenheiro mecânico.

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

• XII CONGRESSO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA


MECÂNICA. Análise experimental de vida à fadiga em componentes entalhados.
Disponível em < http://www.abcm.org.br/anais/creem/2005/pdf/dm02.pdf> .
Acesso 06 JAN 2017.
• ACC INDÚSTRIA DE ARTIGOS PARA ESCRITORIO LTDA. Tabela referencia de
clipes. Disponível em < http://www.acc.ind.br/produtos/tab_clipesN.html>. Acesso
04 JAN 2018.
• COMERCIAL GERDAU. Catalogo de produtos. Disponível em <
https://www.comercialgerdau.com.br/pt/productsservices/products/Document%20
Gallery/catalogo-produtos-cg.pdf> . Acesso 04 JAN 2017.
• CONHECIMENTO GERAL. Tensão de escoamento. Disponível em <
https://www.conhecimentogeral.inf.br/tensao_de_escoamento/> . Acesso 08 JAN
2017.
• GIZMODO BRASIL - TECNOLOGIA PARA PESSOAS. Como os clipes para
papel ganharam seu formato atual. Disponível em <
http://gizmodo.uol.com.br/formato-clipe-papel/>. Acesso 04 JAN 2017.
• UNCYCLOPEDIA. Paper clip. Disponível em <
http://en.uncyclopedia.co/wiki/Paper_clip>. Acesso 05 JAN 2017.