Você está na página 1de 4

E m D e fesa da Fé

por José Carlos Ramosa

Sinagoga de Satanás
Os que acusam a Igreja “não possuem as credenciais divinas”.

A
palavra sinagoga, que significa reunião dos cristãos (mais tarde conhecido divina tanto quanto as “demais
“congregação”, ou etimologicamente como igreja) e de seu modo original de escrituras” (II Ped. 3:16), e eram, assim,
“instrução conjunta”, identifica o culto e dia de reunião. Os judeus incluídos como material de leitura e
lugar de adoração e de leitura e dedicavam-se na sinagoga a momentos de reflexão (Col. 4:16; Apoc. 1:3). Muito
exposição da lei utilizado pelos judeus. O oração, louvor e estudo, com cânticos dos provavelmente a epístola aos Hebreus foi
costume de se reunirem para esse fim salmos e leitura de documentos inspirados, chamada pelo próprio escritor de “palavra
ocorria, provavelmente, já no tempo do o Pentateuco e então os Profetas. A seguir, de exortação” (13:22), porque ele
exílio babilônico, mas sua plena efetivaçãoera proferida uma análise expositiva dos esperava que fosse lida e estudada pelos
teve lugar depois do retorno do cativeiro. Os
textos lidos, conhecida como derash, o destinatários em suas reuniões (3:13).
judeus entenderam que este viera em que, nos termos da liturgia cristã, poderia A sinagoga se reunia em mais de um dia
resultado do desprezo à Torah, o ensino de ser chamado de sermão. Finalmente, a na semana, mas o sábado se destacava (Atos
Deus, e então instituíram a sinagoga para oração e bênção, proferidas pelo líder com 13:27; 15:21). Paulo, em Corinto, pregava
restaurar o conhecimento da lei e impedir um amém responsivo da congregação. aos sábados na sinagoga, “persuadindo
que se esquecessem de sua tradição Podemos inferir que esta foi também a tanto judeus como gregos” (verso 4). Depois
RA/mai 00

histórica e religiosa. forma do culto cristão primitivo, pois, de algum tempo, e diante da oposição dos
conforme o livro de Atos, primeiros, passou a utilizar a casa de Tício
A sinagoga foi certamente a precursora as reuniões Justo, “contígua à sinagoga” (verso 7),
exclusivamente cristãs, e prosseguindo com as reuniões por “um ano
do local de reunião dos cristãos em locais próprios, só e seis meses” (verso 11), naturalmente aos
passavam a ocorrer sábados, como fizera desde o princípio e em
7158

Neemias 8 registra o que poderia ser quando os judeus expulsavam de suas todos os lugares aonde chegava (13:14, 42,
chamado de o nascedouro da sinagoga. sinagogas os pregadores do Evangelho e 44; 16:13; 17:2). A igreja primitiva, portanto,
Alguns dias após a construção dos muros aqueles que lhes aceitavam a mensagem. herdou dos judeus não somente a forma
de Jerusalém, e próximo à festa da Em outras palavras, as congregações como também o dia de culto. No segundo e
al
Expiação, os judeus se reuniram numa cristãs nasceram com o uso das terceiro séculos, todavia, com o anti-
praça, e Esdras, ocupando um púlpito, leu sinagogas. Naturalmente os que agora a semitismo tornando-se cada vez mais
o livro da lei para eles, enquanto um compunham, reuniam-se num local que generalizado entre os cristãos, foi-se
grupo de levitas auxiliava nas explicações poderia ser eventualmente chamado fortalecendo a tendência do sábado ser
xto (versos 2 a 8). Daí por diante seria uma também de sinagoga (ver Tia. 2:2), pois permutado pelo domingo, o famoso dia do
prática comum esse tipo de reunião. Com se reuniam no mesmo dia e cumpriam culto ao Sol em todo o Império, tendência
str. o tempo, edifícios começaram a ser uma liturgia idêntica, com a diferença de que alcançou plena consolidação no quarto
construídos onde o encontro passou a ser que todo o serviço era cristocêntrico, e quinto séculos, embora existissem cristãos
sistemático. Principalmente após a inclusive a leitura e exposição do texto que ainda respeitavam o sábado.
rebelião dos Macabeus no segundo século sagrado. Igrejas com a tendência de
a.C., através da qual os judeus se alterar o padrão, principalmente em Sinagoga de Satanás – O Apocalipse faz
tornaram independentes do poder sírio, a razão do exercício distorcido de algum duas referências à “sinagoga de Satanás”, a
Revista Adventista

prática do estudo da lei se estendeu às dom espiritual, receberam a repreensão e primeira no contexto da perseguição
comunidades da Diáspora, constituídas correção apostólicas (ver I Cor. 14). sofrida pela igreja de Esmirna, e a segunda
por judeus que não haviam retornado. Ainda no primeiro século, na carta à igreja de Filadélfia, com sabor
de determinados documentos elaborados escatológico e também ligada à
Sinagoga e culto cristão – A sinagoga foi pelos apóstolos, ou sob a orientação deles, perseguição (2:9; 3:9). Segundo Tertuliano,
te certamente a precursora do local de passaram a ser considerados de origem os judeus, opondo-se ao Evangelho,
8 maio2000
tornaram as sinagogas um centro monte de Megido) se transformará numa serão os mais ativos agentes de Satanás
promotor de perseguição, planejando ali as gigantesca “sinagoga de Satanás”, que para representá-los falsamente e os acusar
acusações que fariam contra os cristãos às envolverá a humanidade. Em outras e, por meio de falsos boatos e insinuações,
autoridades. Atos indica que isto foi verdade palavras, a perseguição do passado é um incitar os governantes contra eles”. – O
desde o princípio (13:45-50; 14:2; 17:5, 13; tipo da perseguição futura e final, e nesse Grande Conflito [1973], pág. 607. A julgar
etc.). Que mudança lastimável! De local de tempo a mensagem à igreja de Esmirna pela forma como hoje, em dias de relativa
estudo e oração, num centro de intrigas e será de grande alento para o povo de Deus. paz, acusam, não é difícil supor como
maquinações, onde eram tramados planos acusarão quando a prova final chegar!
para combater a Jesus e Seus seguidores. Nos últimos dias – Segundo a profecia, a Nessa ocasião, as palavras de Apocalipse
Como já referido, sinagoga significa “sinagoga de Satanás”, isto é, o grupo de 3:9, o segundo texto que fala da sinagoga de
congregação, e o próprio Apocalipse chama acusadores, estaria de volta nos dias finais. Satanás, também se cumprirão. E. G. White
a Satanás de acusador (12:10). Portanto, E. G. White fala que apóstatas manifestarão aplica as palavras do texto à experiência
sinagoga de Satanás é congregação dos “a mais amarga inimizade, fazendo tudo o desses apóstatas momentos antes de Jesus
que acusam. A fórmula se amolda ao que que está ao seu alcance para oprimir e aparecer nas nuvens. “Logo ouvimos a voz
vinha ocorrendo. Na verdade, o grande difamar seus antigos irmãos, e incitar a de Deus semelhante a muitas águas a qual
acusador da Igreja é o diabo, e seus indignação contra eles”. – Testimonies, nos anunciou o dia e a hora da vinda de
seguidores não lhe ficam atrás. Finalmente, vol. 5, pág. 463. Serão os piores inimigos da Jesus... Ao declarar Deus o tempo, verteu
ele congregará o mundo para a última Igreja, pois “quando os observadores do sobre nós o Espírito Santo, e nosso rosto
batalha contra Deus e Seu povo (16:14, 16). sábado forem levados perante os tribunais brilhou... Foi então que a sinagoga de
Naquele dia, Armagedon (que significa o para responder por sua fé, esses apóstatas Satanás conheceu que Deus nos havia
amado a nós..., e adoraram a
nossos pés.” – Vida e Ensinos
[1964], pág. 58. O ato de adorar
não significa que se arrependeram
e foram salvos. “Esta classe é de
adventistas nominais que caíram,

RA/mai’00
já crucificaram de novo o Filho de
Deus, e O expuseram ao vitupério
público. E na hora da tentação
que está para vir, para revelar o
verdadeiro caráter de cada um,
eles conhecerão que estão perdidos

7158
para todo o sempre; e oprimidos,
angustiados de espírito, cairão aos
pés dos santos.” – A Word to the
‘Little Flock’, pág. 12.
Prog.V
Notem que os que compõem a
sinagoga de Satanás “expuseram
Cristo ao vitupério público”. De C

que maneira? Uma delas pelo


método satânico de acusações à Editor

Igreja e a seus membros,


acusações que se tornam Editor

conhecidas aos de fora. Segundo


a lei do Evangelho, faz-se ao C
próprio Cristo o que se faz ao
seguidor de Cristo (Mat. 25:40). C
A sinagoga de Satanás não
Revista Adventista

começou a operar apenas a partir


Montagem sobre foto de Daniel Oliveira

Pro
de 1914 com o surgimento dos
chamados reformistas,
distribuindo aos quatro cantos sua C.Qua

literatura deletéria, mas desde o


início do movimento adventista. Depto

maio2000 9
No século passado, por exemplo, surgiram os
nas mãos de Satanás, que é o acusador- pauta, apelaram a eles, oraram com eles e
que afirmavam que a Igreja e seus dirigentes
chefe. Quando alguém acusa a Obra, outra instaram com eles, se é que estão mesmo
eram Babilônia, e usavam os escritos do coisa não faz senão cumprir os planos dele. errados, a mudarem a atitude? Ou será
Espírito de Profecia para substanciar seusCoisas desse tipo se tornarão cada vez mais que os pastores precisam exclusivamente
pontos de vista. E. G. White os repreendeu,
freqüentes à medida que avançamos para a de críticas, e não de visitas missionárias,
afirmando que Deus não os havia enviado, evolta de Jesus. espirituais, e de orações intercessoras? É
que eram impulsionados por outro espírito Não sou tolo imaginando não haver correto o que estão fazendo sem terem
(ver Mensagens Escolhidas, livro 2, págs. 63-
problemas na Igreja. Problemas há, e feito o trabalho pessoal requerido? E ainda
71). Entre outras coisas, ela observou que a
muitos; a Igreja, composta de pecadores, é que o tivessem feito e nenhuma mudança
obra daquelas pessoas era “acusar e ainda militante e continuará a sê-lo até ocorresse, teriam direito de publicar o que
despedaçar” (pág. 69). Ela também disse: Jesus voltar. Ellen G. White diz que “embora publicam e da forma como o fazem?
“Quando homens se levantam, pretendendo existam males na Igreja, e tenham de Talvez tranqüilizem a consciência com
ter uma mensagem de Deus, mas em vez de existir até ao fim do mundo, a Igreja a idéia de que visam a atingir apenas os
combaterem contra os principados e destes últimos dias há de ser a luz do adventistas para adverti-los e orientá-los.
potestades, e os príncipes das trevas deste
mundo poluído e desmoralizado pelo De fato, junto ao título do referido
mundo, eles formam um quadrado, virando pecado. A Igreja, débil e defeituosa, pasquim está a indicação de que a
as armas de guerra contra a igreja militante,
precisando ser repreendida, advertida e matéria nela impressa é destinada
tende medo deles. Não possuem as aconselhada, é o único objeto na Terra ao exclusivamente a adventistas do sétimo
credenciais divinas.” – Testemunhos para qual Cristo confere Sua suprema dia. Seríamos tão ingênuos imaginando
Ministros e Obreiros Evangélicos, pág. 22.consideração.” – Testemunhos Para que um material, uma vez publicado,
E observem uma vez mais que o Ministros, pág. 49, grifos acrescentados. “Ele ficaria restrito a determinadas pessoas?
vitupério de Cristo é de natureza “pública”.
vela constantemente com solicitude por ela, Os que fazem acusações poderão no
Hoje, a sinagoga de Satanás se encontra eme fortalece-a por Seu Espírito Santo.” – futuro até se arrepender, e serem
franca atividade, utilizando meios de Mensagens Escolhidas, livro 2, pág. 96. perdoados por Deus. Mas, e os resultados?
comunicação para alardear acusações, Mas é produzindo pasquins como esse Como serão compensados? Quem trará de
desde o correio convencional (através das que os problemas são resolvidos? É isso o volta as almas que, escandalizadas,
RA/mai 00

malfadadas “marretas” anônimas) e a que o Evangelho recomenda para deixaram a Igreja? Deveríamos temer
imprensa escrita (na forma de livros e correção do erro? É espalhando eventuais levantar a voz e a pena contra essa Obra e
pasquins sob o pretexto de informar os “roupas sujas” que deveriam ser “lavadas os que a dirigem, temer pelas implicações
membros menos avisados) até recursos em casa”, e só “em casa”, que estes que que serão de conseqüência eterna.
mais sofisticados (como as mensagens fazem denúncia querem “consertar” a Já imaginamos que “prato cheio” são
eletrônicas via Internet). Com isto, Igreja? Será que são tão ingênuos que essas denúncias para os nossos adversários,
7158

inevitavelmente, a imagem do povo de Deus não vêem que estão demolindo e não os quais estão à cata de qualquer coisa
é denegrida diante do mundo, e o propósitoconstruindo? Têm todos os membros, que para prejudicar a Igreja? Se Deus não
satânico é cumprido, não importa se as tomam conhecimento das denúncias, relevou a Moisés seu ímpeto em querer
acusações tenham fundamento ou não. maturidade suficiente para não se consertar a congregação de Israel no
al
desencantar com a Igreja? deserto, a ponto de não deixá-lo entrar na
Os responsáveis deveriam terra prometida, e não relevou porque ao
Quem trará de volta as almas que, lembrar que, muito ao agir do modo como agiu, tomou a obra em

xto
escandalizadas, deixaram a Igreja? contrário de consertar
eventuais erros na
suas mãos, desonrou a Deus e deu lado aos
impenitentes de desculparem o mau curso
administração da Obra, de sua vida, o que então dizer dos “Moisés”
str. Males da sinagoga de Satanás – publicações dessa natureza causam modernos, que também intentam consertar
Recentemente chegou-me às mãos cópia irreparáveis prejuízos para esta mesma o Israel de hoje, mas que são bem distintos
de um pasquim. Que tristeza! Quanto Obra que gostariam, segundo afirmam, de do Moisés do passado, no fato de não terem
recurso desperdiçado em espalhar más ver bem administrada. Os prejuízos não sido comissionados por Deus?
novas, quando tantos estão ainda por são para pastores eventualmente referidos
conhecer as boas novas! nas denúncias, mas para a Obra da qual As coisas do ponto de vista de Deus –
Revista Adventista

Publicações dessa natureza acabam não participam. Por outro lado, será que os A propósito das citações do Espírito de
alcançando outro objetivo senão detratar denunciantes já tentaram realmente Profecia, atrevo-me a uma pergunta: Se a
uma Obra que não é nossa, mas de Deus. ajudar na solução dos alegados irmã White estivesse viva hoje, e tomasse
de Os responsáveis por denúncias dessa problemas? Ajudar seguindo a direção conhecimento dessas denúncias e da
natureza podem até estar bem- certa, seguindo o que Jesus recomendou? forma como são feitas, como reagiria? O
te intencionados, mas estão sendo um joguete Quantas vezes visitaram os pastores em que diria aos responsáveis? Dar-lhes-ia os
1 0 maio2000
parabéns pela iniciativa? Agradecer-lhes- precisamente o que o diabo quer. seriam bem mais significativos, inclusive
ia por lembrar o povo de Deus de que, em Como vão as igrejas congregacionalistas para o Seminário que eu dirijo.” Esse é o
vista de problemas administrativos, os hoje? Avançam no mundo como deveriam testemunho de um homem de visão, que
dízimos devem ser retidos e e poderiam avançar? E quais são as igrejas lamenta pertencer a uma igreja
administrados pessoalmente e “segundo a que se tornam cada vez mais mundiais, congregacionalista. E agora vêm alguns
sua consciência”? (pág. 7 do pasquim). que mais crescem? Não são as que dissidentes tolos pleiteando por um sistema
Desde quando a consciência deve ser o sustentam um sistema administrativo não do qual as próprias igrejas
árbitro, o fator normativo em assuntos congregacionalista? Como foi que a Igreja congregacionalistas duvidam, enquanto
espirituais? Romana finalmente se tornou mundial? nos admiram pelo sistema que
Pelo teor das denúncias, tenho a Podemos ter certeza de que se ela, em sua empregamos.
impressão de que se os acusadores história, tivesse adotado o
voltassem ao ano 30 em Jerusalém, e congregacionalismo, nunca
fossem ao templo justo na hora em que a chegaria a ser o que é. Lembremos que a Igreja é propriedade
viúva pobre levava a oferta de sua única Poderia ser alegado que
moeda, chamariam a velhinha de lado e menciono igrejas erradas do Senhor, e não nossa.
diriam: “Não faça isto, irmã! Infelizmente para favorecer uma
nesta época não dá para propalar nossas opinião contrária ao congregacionalismo. Conclusão – Pode ser que eu esteja
denúncias quanto à corrupção do templo, É claro que o Catolicismo e outros que enganado, mas por detrás de toda
porque afinal a imprensa ainda não foi não adotam o congregacionalismo não denúncia contra o povo de Deus deve
inventada, e muito menos a Internet. estão certos no que respeita ao ensino e haver pessoas que nalgum momento de
Mas as corrupções aqui são muitas e você vivência das doutrinas bíblicas, como sua carreira adventista, sentiram-se
não deveria trazer sua única moeda para certos também não estão os que são feridas por alguém ou por algo na igreja,
estes corruptos administradores; deveria congregacionalistas. Mas a forma como e estão magoadas ou decepcionadas, o
sim ficar com ela e empregá-la conforme as igrejas não congregacionalistas são que é lamentável; e escrever o que
sua consciência.” Foi o que Jesus fez? administradas as tem impulsionado. Não escrevem seja talvez a maneira de
Deu-lhe Ele este conselho? Ou será que temos nós também uma missão mundial extravasar alguma revolta, algum

RA/mai’00
Ele não sabia o que ocorria no templo? a cumprir? Vamo-nos volver agora para o ressentimento. Um tipo de desabafo. Isso
Não poderia ser que aquela moedinha congregacionalismo? É assim que também é lamentável, porque os
viesse até contribuir, pouquinho é verdade, querem consertar a Igreja? Deus nos ressentimentos, a revolta, o desabafo,
para que 30 moedas de prata fossem defenda desse “conserto”. deveriam ser enviados a Jesus, como João
reunidas pelos sacerdotes e entregues a Há mais ou menos um ano, participei Batista fez com suas dúvidas quando
Judas para o fim que conhecemos? Que de um simpósio da ASTE (uma entidade estava na prisão; e não para as páginas

7158
perdição! Mas Jesus não advertiu os que reúne várias escolas evangélicas de da Internet, ou de uma carta, de um
doadores para que parassem de dar ao teologia no Brasil) no Seminário Batista do livro, de um pasquim.
templo. Por quê? Porque este ainda era a Norte, em Recife, onde se discutiu o assunto Lembremos que a Igreja é
casa de Deus. O certo seria levar mesmo a de administração de Seminários Teológicos, propriedade do Senhor, e não nossa. Ele
Prog.V
oferta ao templo, e quanto a como os principalmente com vistas a cursos de pós- a tem nas mãos, e a está conduzindo.
líderes a administrassem, teriam que graduação. Fui convidado a explicar como Não tentemos fazer o que é atribuição
prestar contas a Deus. O dever do doador, o nosso Seminário funciona. Expus que o dEle, porque certamente o faremos C

todavia, era ser fiel. SALT (Seminário Adventista Latino- equivocadamente. O que tem de ser
Americano de Teologia) opera em função consertado sê-lo-á no tempo certo, do Editor

Novo sistema administrativo? – Mais um da Igreja Adventista, e para entenderem modo certo, e pela Pessoa certa.
ponto, antes que encerremos. A maioria dos como era esse funcionamento, expus o “Vestida com a completa armadura de Editor

dissidentes que hoje denunciam a Igreja, sistema administrativo de nossa Igreja. No luz e justiça, entra a Igreja em seu
empenha-se por uma mudança no sistema final, tive a oportunidade de responder a conflito final” – Testemunhos para C
administrativo dela. Querem, a todo custo, perguntas levantadas pelos ouvintes. Ministros, pág. 17. Acredito plenamente
o congregacionalismo em lugar do sistema Terminada a sessão, houve um intervalo, e nesta afirmação profética. Deus C
representativo, que é o nosso. Pobres almas! para minha alegria fui abordado por aparelhará a Igreja para esse momento
Revista Adventista

Não sabem pelo que estão pleiteando. reitores de diferentes Seminários, alguns decisivo, e finalmente a exibirá vitoriosa
Pro
Afirmo com absoluta confiança que volver para me parabenizarem pelo sistema que no glorioso dia; e com ela todos os que
ao congregacionalismo é um lamentável adotamos. Um deles, batista, confessou-se forem achados fiéis.
retrocesso, que só bloqueará a Igreja no triste por sua igreja ser congregacionalista e C.Qua

cumprimento de sua missão mundial, para não adotar um sistema igual ao nosso. José Carlos Ramos é professor
que finalmente Cristo venha. É isso “Porque aí”, disse-me ele, “os resultados do SALT-IAE, Campus 2, Depto

maio2000 11