Você está na página 1de 3

PSICOLOGIA APLICADA À SAÚDE

1. Curso: Enfermagem

2. Disciplina: Psicologia Aplicada ao Cuidado

3. Disciplina Pré-requisito:

4. Créditos: 5. Código:
Carga Horária: 40h
6. Semestre: 4º

7. Professor (a):

8. Diretor Acadêmico:
Coordenador:

9. Data:

10. Ementa:
 Visão geral da psicologia como ciência, histórico, principais abordagens e métodos de
estudo em psicologia. Discussão dos aspectos psicológicos e afetivos relacionados ao
paciente e família no cuidado em saúde, diante do processo de adoecer, da dor,
morte e perdas; Aspectos psicológicos na relação do profissional de enfermagem com
o paciente, com a família do paciente e com a equipe multi e interdisciplinar de saúde,
nos variados contextos de cuidados (domiciliar, ambulatorial, hospitalar) das
organopatologias e psicopatologias. Caracterização dos aspectos psicológicos
condicionantes de um atendimento humanizado ao paciente e sua família.
Humanização e cuidados paliativos. Cuidados com o cuidador.

11. Objetivos Gerais:

 Desenvolver o estudo do comportamento humano


 Descrever os principais aspectos psicológicos relacionados à interação profissional,
paciente e família;
 Compreender as principais características psicológicas envolvidas com processo de
adoecer, morrer, perdas e dor;
 Justificar o uso dos cuidados paliativos na saúde;
 Conhecer os conceitos básicos de psicologia aplicada à saúde, de forma a integrar as
competências e habilidades às outras disciplinas, ao próprio processo de trabalho em
enfermagem e a realidade social, cultural na qual se encontra inserido;
 Compreender a importância do processo de comunicação no relacionamento
interpessoal com a pessoa e com a organização, bem como entender os elementos
relacionados nessa dinâmica, sabendo valorizar e utilizar os diferentes tipos de
comunicação entre os membros e oportunizar a manifestação de sentimentos e
emoções num clima de acolhimento, compreensão e respeito.

12. Conteúdo Programático:


 O que é psicologia e suas implicações para a atuação do enfermeiro
 Abordagem da Psicologia em relação ao cuidado.
 Identificação dos aspectos psicológicos e afetivos relacionados ao paciente e família
nos cuidados em saúde,
 Sofrimento psíquico e aspectos psicológicos associados ao processo de adoecer, dor,
morte e perdas (perda da saúde e outros lutos).
 Discussão dos aspectos psicológicos na relação do profissional de enfermagem com
o paciente, com a família do paciente e com a equipe multi e interdisciplinar de saúde,
nos vários contextos de cuidados (domiciliar, ambulatorial, hospitalar) das
organopatologias e psicopatologias.
 Caracterização dos aspectos psicológicos condicionantes de um atendimento
humanizado ao paciente e sua família.
 Contribuições da antropologia médica na discussão dos aspectos culturais e sociais
relacionados ao processo de adoecer;
 Relação do enfermeiro e demais profissionais de saúde com o paciente e Família;
 Humanização e cuidados paliativos.
 Discussão da importância do cuidado com o cuidador.

13. Metodologia:

 Metodologia do ensino e aprendizagem: A disciplina, dependendo de sua natureza,


pode ser ministrada através de conteúdos teóricos, conteúdos práticos, aulas de
campo em instituições específicas e ainda pode utilizar recursos de exposições
dialogadas, grupos de discussão, seminários, debates competitivos, apresentação e
discussão de filmes e casos práticos, onde os conteúdos podem ser trabalhados mais
dinamicamente, estimulando o senso crítico e científico dos alunos.
 Recursos audiovisuais: Lousa branca; Laboratório de informática; Projetor Multimídia.

14. Sistema de avaliação:

 No decorrer de cada período letivo são desenvolvidas 02 (duas) avaliações por


disciplina, para efeito do cálculo da média parcial.
 A média parcial é calculada pela média aritmética das duas avaliações efetuadas. O
aluno que alcançar a média parcial maior ou igual a 7,0 (sete) é considerado
aprovado. O aluno que não alcançar a média parcial faz em exame final onde precisa
alcançar média final maior ou igual a 5,0.
 São aplicadas avaliações dos tipos: provas teóricas, provas práticas, seminários,
trabalhos individuais ou em grupo e outras atividades em classe e extraclasse.
 O exame final é, obrigatoriamente, prova escrita.

15. Bibliografia Básica:

 , Richard O. Psicologia da Saúde: uma abordagem biopsicossocial. Porto Alegre:


Artmed, 2005.
 BOCK, A. M. Bahia, Psicologias: uma introdução ao estudo de psicologia. São
Paulo: Saraiva, 1999.
 RAPAPORT, Clara R. Psicologia do desenvolvimento - a idade escolar e a
adolescência. São Paulo: E.P.U. v.4. 1981.
 Heilborn ML, Aquino EML, Bozon M, Knauth DR, organizadores. O aprendizado da
sexualidade: reprodução e trajetórias sociais de jovens brasileiros. Rio de Janeiro:
Editora Garamond/Editora Fiocruz; 2006. 536 pp.

Bibliografia Complementar:

 MELLO FILHO, J. Psicossomática Hoje. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.


 KUBLER- Ross, E. Sobre a morte e o morrer. 8ª Ed., Martins Fontes. São Paulo, 1998.
 FARAH, Olga Guilhermina Dias. Psicologia Aplicada a Enfermagem. Editora:
MANOLE (BIOLOGICAS) - GRUPO MANOLE.
 DAVIDOFF Linda L. Introdução à Psicologia. Editora: PEARSON
(UNIVERSITARIOS) - GRUPO PEARSON.
 ÁVILA, Humberto. Doenças do Corpo e Doenças da Alma. Editora: ESCUTA –
PULSIONAL.
 ZAGURY, Encurtando a Adolescência. Editora: RECORD - GRUPO RECORD.