Você está na página 1de 44

175 QUESTOES – QCONCURSOS - Estudo Social, Pareceres,

Perícia Social, Relatório Social e Laudo Social


01 - Aplicada em: 2015Banca: CESPEÓrgão: STJProva: Analista Judiciário - Serviço Social
Em relação a estudo social, laudo social e parecer social, julgue o item subsecutivo.
Considerando que o parecer social constitui a descrição detalhada de uma questão ou
situação social, para sua elaboração dispensa-se o levantamento de hipóteses sobre
possíveis consequências e a realização de análises prospectivas.
ERRADA.

02 - Aplicada em: 2015Banca: CESPEÓrgão: STJProva: Analista Judiciário - Serviço Social


Em relação a estudo social, laudo social e parecer social, julgue o item subsecutivo.
Os estudos socioeconômicos são constituídos por conhecimentos acerca de uma
determinada situação social, a partir de demandas dos usuários de um serviço, e têm como
finalidade imediata a emissão de um parecer, formalizado ou não, sobre tal situação.
CERTA.
03 - Aplicada em: 2015Banca: FGVÓrgão: DPE-MTProva: Assistente Social
No Brasil, à medida em que ocorreu a positivação de uma série de direitos sociais, a partir
da promulgação dos Constituição Federal de 1988, ocorreu também a negação desses
direitos em diferentes instâncias administrativas do poder público. O advento do
neoliberalismo provocou a fragmentação e a focalização das políticas sociais, bem como o
seu desfinanciamento.
Este fato evidencia o enorme potencial de trabalho para os assistentes sociais na área
sociojurídica, uma vez que podem oferecer importantes subsídios às decisões dos tribu nais
de justiça para a efetivação de direitos de amplas parcelas da população que foram alijadas
do acesso aos bens produzidos socialmente pelo País.
Nesse sentido, segundo Borgianni (2013), o instrumental da atuação do Assistente Social
na área sociojurídica é o estudo social, instrumento que deve
aser a reprodução imediata do existente, retratando os fenômenos e fatos que podem ser
observados por todos os operadores do Direito que venham a acessar o parecer técnico.
bser imparcial e objetivo em suas considerações, posto que se consubstancia em um laudo
técnico.
cbuscar reproduzir as determinações que constituem a totalidade sobre a qual somos
chamados a emitir um parecer técnico.
dpormenorizar as determinações da totalidade social, bem como fazer uma mediação com
o perfil do usuário.
edescrever de forma detalhada as condições de vida do usuário e relatar a dinâmica do seu
cotidiano.

04 - Aplicada em: 2015Banca: FGVÓrgão: DPE-MTProva: Assistente Social


Para se ter um registro organizado e sistemático dos relatórios de entrevistas, de visitas, de
fichas sociais e demais documentos pertencentes a cada usuário, o Assistente Social deve
propor sua sistematização de forma individualizada, por meio de
aum diário de campo.
bum banco de dados.
cum prontuário social.
duma planilha digital.
euma coleta de dados.

05 - Aplicada em: 2015Banca: FGVÓrgão: DPE-MTProva: Assistente Social


Após encaminhar ao Conselho Tutelar a notificação de susp eita de violência sexual de uma
criança, o Assistente Social elaborou um relatório para informar a situação emergencial
dessa criança, buscando garantir um local para a possível vítima ser acolhida, pois o
retorno ao domicílio representa risco.
Segundo Magalhães (2011), o profissional deve elaborar
aum relatório prescritivo.
bum relatório circunstanciado.
cum relatório informativo.
dum relatório de acompanhamento.
eum relatório de inspeção.

06 - Aplicada em: 2015Banca: FGVÓrgão: DPE-MTProva: Assistente Social


João é assistente social da Vara de Família há 15 anos. Como forma de contribuir c om o
seu constante aprimoramento intelectual e profissional, ele costuma exercer a supervisão
de estágio de acadêmicos em Serviço Social. João observou que, entre as principais
dúvidas dos alunos sob sua supervisão, está a atuação do assistente social em e quipes
multiprofissionais e os procedimentos e a elaboração de instrumentos como a perícia
social, o laudo social e o parecer social.
Com relação a emissão de pareceres, de laudos e de opiniões técnicas do assistente social
em conjunto com outros profissionais, o CFESS dispõe que
ano atendimento multiprofissional, a avaliação e a discussão da situação poderá ser
multiprofissional, bem como os instrumentos utilizados e a conclusão, que deverá ser assinada
por todos os profissionais envolvidos.
bo Assistente Social deverá emitir sua opinião técnica sobre a área de atuação para a qual
está habilitado e autorizado, judicialmente, a exercer a profissão.
co Assistente Social deverá emitir sua opinião técnica somente sobre sua área de atuação e
sua atribuição legal, para as quais está habilitado e autorizado.
dos laudos, pareceres e demais documentos técnicos elaborados por uma equipe
multiprofissional devem ser assinados pelos assistentes sociais, por se tratar de atribuição
privativa do assistente social.
eo Assistente Social, ao emitir laudos, pareceres, perícias e qualquer manifestação técnica
sobre matéria de Serviço Social na área sociojurídica, deve atuar com ampla autonomia de
acordo com as diretrizes do Poder Judiciário.

07 - Aplicada em: 2015Banca: FUNRIOÓrgão: UFRBProva: Assistente Social


No processo de elaboração do Parecer Social, o assistente social deve considerar
aa análise descritiva e interpretativa de uma situação ou expressão da questão social,
percebendo o individuo como objeto da ação.
b as representações, valores e significados presentes no contexto sócio-cultural ,
explicitando suas considerações conclusivas.
co processo de avaliação, que deve conter um relato analítico da construção da história da
questão estudada, considerandoas relações sociais em seu contexto interno.
do registro das informações mais significativos do estudo e da análise realizada,
considerando o ser como a-histórico.
eo estudo socioeconômico como parâmetro de avaliação inicial, tendo como pressuposto
ser uma atribuição privativa do assistente social.
08 - Aplicada em: 2015Banca: FGVÓrgão: TJ-SCProva: Assistente Social
A perícia social no judiciário tem a finalidade de conhecer, analisar e em itir parecer técnico
sobre situações vistas como conflituosas ou problemáticas, geralmente no âmbito dos
litígios legais, visando assessorar os juízes em suas decisões.
Enquanto atribuição privativa do assistente social, a perícia social:
apor se tratar de opinião técnica, realizada por profissional habilitado na área social, não
constitui meio de prova;
bengendra em seu fazer profissional competência técnica, competência teórico-
metodológica, autonomia e compromisso ético;
cmobiliza os seguintes métodos: a entrevista, a visita domiciliar, a observação e a análise de
documentos;
dresulta no laudo social, que consiste na síntese dos aspectos mais relevantes da análise e
do oferecimento de sugestões;
eresulta no parecer social, que corresponde à descrição detalhada dos elementos obtidos
por meio do Estudo Social.

09 - Aplicada em: 2015Banca: FGVÓrgão: TJ-BAProva: Analista Judiciário - Serviço Social


Uma assistente social, funcionária da Secretaria de Habitação, é requisitada a emitir um
parecer sobre a remoção de determinada população para outro local, onde serão
construídas novas moradias. A assistente social procura então obter e analisar dados
referentes às condições econômicas, políticas, sociais e culturais dessa população a fim de
subsidiar o seu parecer. Essa conduta denota que a assistente social:
arealiza um estudo social para conhecer a população que será atingida e assim exarar seu
parecer;
bpoderia dispensar a coleta de tantos dados para construir um parecer técnico;
cdeveria basear-se fundamentalmente no sentimento da população local sobre a remoção;
ddesconhece os procedimentos necessários à confecção de um parecer social;
edemonstra subalternidade, porque tal parecer não faz parte das atribuições de um
assistente social.

10 - Aplicada em: 2014Banca: FUNCABÓrgão: SEDS-TOProva: Analista em Defesa Social -


Serviço Social
A opinião técnica sobre determinada situação social emitida por um assistente social, ou
por uma equipe de serviço social, constitui a(o):
alaudo técnico.
bperícia social
cestudo social
dparecer social.

11 - Aplicada em: 2014Banca: FUNCABÓrgão: SEDS-TOProva: Analista em Defesa Social -


Serviço Social
Todo processo de perícia social que o profissional realiza no âmbito d e seu trabalho é:
aessencialmente teórico
btambém um processo de intervenção
cdesconexo ao projeto ético-político.
dobjetivamente focado no indivíduo
12 - Aplicada em: 2014Banca: FUNCABÓrgão: SEDS-TOProva: Analista Socioeducador -
Serviço Social
No campo sociojurídico, um dos instrumentos que compõem historicamente a p rática
profissional do assistente social é o estudo social, cujo objetivo é construir um saber a
respeito da população usuária dos serviços judiciários.Tal estudo é produto de:
aacompanhamentos, levantamentos de históricos familiares e de antecedentes criminais,
análise das relações subjetivas entre os componentes familiares cujo conteúdo reporta-se aos
problemas sociais.
bobservações, estudos, análises, registros, pareceres, entrevistas e pesquisas documentais
cujo conteúdo reporta-se às expressões da questão social.
cpesquisa participante, análises de pareceres técnicos de outros profissionais, fiscalização
sobre a dinâmica familiar cujo conteúdo reporta-se às expressões da questão social.
dentrevistas, análises documentais, depoimento sem danos, fiscalização familiar cujo
conteúdo reporta-se as expressões da questão social.

13 - Aplicada em: 2014Banca: FUNCABÓrgão: SEDS-TOProva: Analista Socioeducador -


Serviço Social
Na elaboração do estudo social é fundamental que o assistente social estabeleça as
mediações com a totalidade social e a realidade social na qual o sujeit o esta inserido.
Logo, se constituem chaves do conhecimento para a construção do estudo social os eixos
de:
atrabalho, cidade, políticas sociais e família articuladas às peculiar idades sociais,
econômicas e culturais relacionando com as questões estruturais nacionais e mundiais.
bfamília, gênero, poder judiciário e poder público, articulados aos processos sociais
contemporâneos que modificam gradativamente, na sua totalidade, suas estruturas
cquestão social, políticas sociais, movimentos sociais e relações de gênero veiculados às
modificações societárias que potencializam a essência destes conceitos.
dpolíticas sociais, territorialidade, educação e ética, atrelados aos impactos que produzem
na vida do usuário quando modificados na sua estrutura socialmente construída.

14 - Aplicada em: 2014Banca: CEPERÓrgão: FSCProva: Assistente Social


Na análise empreendida por Fávero (2006), pode-se compreender o Relatório Social como
um documento especifico elaborado por um(a) assistente social que:
adiz respeito a esclarecimentos e análises construídos com base em conhecimentos
específicos do Serviço Social a uma questão ou questões relacionadas a decisões a serem
tomadas
bé utilizado no meio judiciário como mais um elemento de prova, com a finalidade de dar
suporte à decisão judicial
c tem por finalidade conhecer com profundidade e de forma crítica uma determinada
situação ou expressão da questão social, objeto da intervenção profissional
dno âmbito do judiciário, diz respeito a uma avaliação, exame ou vistoria solicitada ou
determinada sempre que a situação exigir um parecer técnico ou científico
ese traduz na apresentação descritiva e interpretativa de uma situação ou expressão da
questão social, enquanto objeto da intervenção desse profissional no seu cotidiano laborativo

15 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: TJ-RJProva: Analista Judiciário - Especialidade


Assistente Social
Ao ser cobrado pelo juízo a respeito do envio do relatório de estudo social solicitado
quando este não está concluído, o assistente social deve:
aenviar relatório de estudo social contendo parecer social, com sua avaliação da situação
até o momento;
benviar relatório informativo do Serviço Social sobre o andamento do estudo social,
solicitando maior prazo para sua conclusão;
cenviar relatório de estudo social, buscando concluir sua avaliação com os dados coletados
até aquele momento;
denviar relatório de estudo social ainda sem o parecer social, narrando os dados coletados
até o momento;
einformar ao juízo que não foi possível completar o estudo social.

16 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: TJ-RProva: Analista Judiciário - Especialidade


Assistente Social
Na realização de um estudo social, o assistente social emite correspondência convidando o
usuário para uma entrevista. O usuário não comparece e não apresenta justificativa. Diante
dessa situação, a conduta do assistente social é:
acomunicar imediatamente ao juízo o não comparecimento do usuário à entrevista;
bbuscar outros recursos de localização e contato com o usuário para a realização do
atendimento;
csolicitar ao juiz que intime o usuário, sob o risco de este responder às penalidades
previstas caso não compareça;
dinformar ao Ministério Público sobre a não localização do usuário, impossibilitando a
realização do estudo social;
esolicitar a condução do usuário ao local de realização da entrevista por parte do
Comissariado.

17 - Aplicada em: 2014Banca: FCCÓrgão: TJ-APProva: Analista Judiciário - Área Apoio


Especializado - Serviço Social
Considera-se como elemento constitutivo do parecer social, instrumento técnico utilizado
pelo assistente social
a caracterização da personalidade do usuário, sobretudo em seu ambiente familiar e social.
ba coleta de dados visando a comprovação das informações fornecidas pelo usuário.
co estudo, diagnóstico social com análise dos fatores internos e subjetivos de natureza
psicossocial, situacional e social.
dcoleta de informações, procedendo todas as investigações relativas ao usuário com vistas
ao restabelecimento da ―verdade‖ dos fatos, ou da construção ―de provas‖, de forma a oferecer
subsídios técnico-científicos à decisão do juiz.
erepresentações, os valores e os significados presentes no contexto sociocultural, no qual o
usuário desenvolve relações sociais e de convivência.

18 - Aplicada em: 201Banca: CETROÓrgão: FUNDAÇÃO CASProva: Assistente Social


No tocante aos instrumentos de trabalho indiretos, o Serviço Social lida com documento
cujo conceito é registrar informações, observações, pesquisas, investigações e fatos,
variando de acordo com o assunto e as finalidades. Esse documento é denominado
aFicha de Cadastro.
bParecer Social.
Diário de Campo.
dRelatório Social.
eFolha de Produção Diária.

19 - Aplicada em: 2014Banca: CETROÓrgão: FUNDAÇÃO CASAProva: Assistente Social


Instrumental que, além de ser uma avaliação teórica e técnica, dá ao Assistente Social uma
identidade profissional, sendo este a conclusão de determinado trabalho – seja um
atendimento individual, seja um conjunto de instrumentos utilizados durante determinado
processo de intervenção. Esse instrumental é denominado
aDiário de Campo.
bAcompanhamento Social.
cParecer Social.
dEncaminhamento Social.
eEntrevista Social.

20 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: TJ-GOProva: Analista Judiciário


Em um processo judicial de adoção de uma criança, deve sempre o assistente social, a
partir do processo de intervenção com quem requer a adoção, dentre outras ações:
aidentificar se é casal e avaliar sua capacidade em prover as condições materiais e
emocionais para o bom desenvolvimento biopsicossocial da criança;
brefletir e construir com a família as possibilidades de acesso a serviços e a seus direitos,
com vistas a potencializar a proteção da criança a ser adotada;
cemitir parecer social para o juiz, indicando se será bom pai ou boa mãe do ponto de vista
da garantia dos direitos da criança;
drealizar estudo social para averiguar se é casal e se estão aptos socialmente para o
exercício da maternidade e da paternidade;
eelaborar parecer social e encaminhar ao juiz sobre as condições psicossociais da família
em assumir a responsabilidade pela proteção da criança.

21 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: TJ-GOProva: Analista Judiciário


Historicamente, a maior demanda de atribuição do assistente social no sociojurídico é:
ao atendimento grupal;
ba visita domiciliar;
co diagnóstico social;
do estudo social;
ea avaliação sociofamiliar.

22 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: TJ-GOProva: Analista Judiciário


Ao trabalhar no sociojurídico, o assistente social deve se valer de um arcabouço
instrumental variado. Quando é necessário o estudo social na elaboração de um laudo para
a emissão de um parecer social, esse conjunto de instrumentos visa subsidiar:
um encaminhamento;
ba perícia social;
cuma visita domiciliar;
da análise socioeconômica;
eo relatório social.

23 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: TJ-GOProva: Analista Judiciário


O trabalho em equipe é extremamente necessário quando se trata do campo sociojurídico.
Entretanto, algumas ações são privativas do assistente social, mesmo em equipes
multiprofissionais. Uma dessas ações é:
ao parecer social;
ba entrevista;
co relatório social;
do encaminhamento;
ea análise psicossocial.

24 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: TJ-GOProva: Analista Judiciário


Ao realizar o estudo social de uma pessoa interditada há alguns anos devido a um
diagnóstico psiquiátrico de transtorno mental, o assistente social identificou que ela realiza
algumas atividades em seu dia a dia de forma autônoma. Nesse sentido, o assistente social,
em seu parecer, procurará:
aindicar a realização de nova avaliação psiquiátrica, para que o médico confirme ou não a
incapacidade do sujeito interditado para os atos da vida civil;
bindicar uma interdição parcial, sugerindo a necessidade de acompanhamento social do
interdito e de seu curador na perspectiva de futuras reavaliações da necessidade da interdição;
canalisar se as atividades desenvolvidas pelo interdito o colocam ou não em situação de
risco e, em caso positivo, qual o grau de responsabilidade do curador;
danalisar os impactos psicossociais que o processo de interdição vem trazendo ao usuário
e a seu curador, bem como a outros membros de sua família;
eindicar o fim imediato do processo de interdição e da curatela, uma vez que o usuário, ao
realizar atividades de forma autônoma, já se encontra apto para os atos da vida civil.

25 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: TJ-GOProva: Analista Judiciário


O assistente social recebe do Juízo da Infância e Juventude a solicitação de estudo social
para investigar a veracidade da seguinte denúncia, feita pela tia materna de uma criança:
um suposto abuso sexual contra a criança perpetrado pelo pai. Deve então o assistente
social:
aatender a tia, a mãe e a criança, e realizar visitas domiciliares, de modo a investigar se a
acusação de violência sexual contra a criança procede, com a finalidade de garantir sua
proteção integral e o afastamento de sua convivência com o agressor;
bsugerir, em seu parecer social, que o caso seja registrado em Delegacia de Polícia, para
que a denúncia seja apurada, com vistas à responsabilização do suposto agressor e a
consequente proteção da criança;
cindicar que a criança seja escutada através de depoimento especial, realizado por um
assistente social ou psicólogo, ou outro profissional mais capacitado para lidar com situações
que envolvam violência sexual contra crianças e adolescentes;
drealizar entrevistas com os sujeitos envolvidos, visitas domiciliares e a instituições
educacionais e de saúde, e outros procedimentos, de modo a conhecer a situação sociofamiliar
e propor medidas protetivas à criança e aos membros de sua família;
eorientar ao juiz que a criança seja imediatamente encaminhada para entidade de
acolhimento institucional, tendo em vista a necessidade de cessar o ciclo de violência que possa
estar ocorrendo e, assim, protegê-la.

26 - Aplicada em: 2014Banca: CECÓrgão: Prefeitura de Piraquara – PRProva: Assistente Social


De acordo com a Lei 8.662, de 7 de junho de 1993, que dispõe no seu artigo 5.º sobre as
atribuições privativas do Assistente Social, estas constituem em: realizar vistorias, perícias
técnicas, laudos periciais, informações e pareceres sobre a matéria de Serviço Social.
Acerca de alguns dos procedimentos e instrumentos utilizados pelo profissional do Serviço
Social, numere a coluna da direita de acordo com sua correspondência com a coluna da
esquerda.
1. Perícia Social
2. Estudo Social
3. Parecer Social
4. Laudo Social
( ) É um processo metodológico específicodoServiçoSocial, que tem por finalidade
conhecer com profundidade, e de forma crítica, uma deter minada situação ou expressão
da questão social, objeto da intervenção profissional.
( ) Pode ser considerada como um processo através do qual um especialista, no caso o
Assistente Social, realiza um exame das situações sociais com a finalidade de emitir um
parecer sobre elas.
( ) Documento resultante da Perícia Social, apresenta in formações mais significativas e
relevantes do estudo e da análise realizada.
( ) É uma opinião fundamenta da que o Assistente Social em ite sobre a situação estu dada.
Assinale a alternativa que apresenta, de cima para baixo, a sequência numérica correta:
a2 – 3 – 1 – 4
b2 – 1 – 4 – 3
c4 – 1 – 2 – 3
d3 – 1 – 4 – 2
e1 – 2 – 3 – 4

27 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: SEDUC-AMProva: Assistente Social


Assinale a opção que indica as partes constitutivas do estudo social.
aConvocação, visita domiciliar e estudo socioeconômico.
bObservação, entrevista, pesquisa documental e pesquisa bibliográfica.
cAnamnese, perfil social, perfil econômico e histórico familiar
dTese, antítese e síntese.
ePesquisa bibliográfica, estudo, diagnóstico e tratamento

28 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: SEDUC-AMProva: Assistente Social


O laudo social é um dos instrumentos mais importantes para a intervenção do Assistente
Social, porque
a Descreve, em minúcias, os aspectos mais significativos da situação apreciada, de modo a
oferecer um panorama global do caso.
b Permite o estudo da situação, realizando uma avaliação e indicando medidas legais e
sociais que poderão ser tomadas.
c Oferece elementos de base social para a formação de um juízo e tomada de decisão que
envolve direitos fundamentais e sociais.
d Dranscreve o que é expresso verbalmente pelo usuário, integrando a ação que será
operacionalizada.
e Apresenta seu processo de trabalho para que ele chegue a um determinado diagnóstico
da situação.

29 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: SEDUC-AMProva: Assistente Social


Relacione os instrumentos utilizados pelo Assistente Social às su as respectivas
características.
1 - Relatório Social
2 - Parecer Social
3 - Perícia Social
( ) Apresentação descritiva e interpretativa de uma situação ou expressão da questão
social.
( ) Avaliação, exame ou vistoria, por determinação ou solicitação, sempre que a situação
exigir uma avaliação técnica ou científica.
( ) Esclarecimentos e análises, com base em conhecimento específico do Serviço Social,
sobre uma questão que exija uma tomada de decisão.
Assinale a opção que mostra a relação correta, de cima para baixo.
a1 – 3 – 2.
b2 – 1 – 3.
c1 – 2 – 3.
d1 – 1 – 1.
e3 – 3 – 3.

30 - Aplicada em: 2014Banca: CEPERJÓrgão: VIVA COMUNIDADE-VIVA RIOProva: Assistente


Social
Segundo Fávero (2006) o relatório, laudo ou parecer social transformam -se em:
a instrumentos dialéticos
b instrumentos técnico-operativos do Serviço Social
c instrumentos coercitivos quando expressam uma leitura clara da realidade social
d instrumentos de mediação
e instrumentos de poder

31 - Aplicada em: 2014Banca: MPE-RSÓrgão: MPE-RSProva: Assistente Social


Considere os procedimentos descritos abaixo.

I. Munir-se das informações referentes aos antecedentes da situação a ser estudada.


II. Informar ao sujeito entrevistado que os objetivos do trabalho fazem parte dos deveres e
da conduta ética profissional.
III. Observar que o objeto da ação processual e os objetivos da entrevista definirão o s
conteúdos a serem abordados.
Quais destes procedimentos estão envolvidos na entrevista realizada pelo Assistente Social
para a elaboração de um estudo social?
a Apenas I.
b Apenas II.
c Apenas III.
d Apenas I e II.
e I, II e III.
32 - Aplicada em: 2014Banca: FEPESEÓrgão: MPE-SCProva: Analista - Serviço Social
Ao se referir à importância dos relatórios, laudos e pareceres sociais elaborados por
profissionais que atuam no campo sociojurídico, Eunice T. Fávero ( 2012) expressa sua
compreensão sobre tais instrumentos. Para ela:
1. Esses instrumentais que, neste campo e em outros, apresentam maior ou menor
detalhamento por ocasião da sistematização do estudo realizado sobre a situação familiar,
socioeconômica e cultural dos sujeitos são, todos eles, instrumentos de poder, ou seja, são
saberes convertidos em verdade, que muitas vezes dão suporte à definição do futuro de
crianças, adolescentes, adultos, famílias e grupos sociais.
2. Esses instrumentais de poder precisam ser usados na direção da proteção social e da
garantia de direitos.
3. Esses instrumentais precisam ser usados a partir de parâmetros éticos, políticos e legais,
visando assegurar que a dinâmica judiciária seja funcional à sociedade, a partir dos pact os
constitutivos do Estado Democrático de Direito. Devem por isso levar em conta a garantia
dos direitos previstos em normas constitucionais e infraconstitucionais, cuja efetividade,
contudo, está condicionada às possibilidades econômicas existentes.
4. Esses instrumentais devem ser elaborados com vistas a ampliar o acesso aos serviços e à
justiça, de modo a se afastar, cada vez mais, dos processos de criminalização da pobreza
que outrora fizeram parte da realidade brasileira.
Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.
a É correta apenas a afirmativa 3.
b São corretas apenas as afirmativas 1 e 2.
c São corretas apenas as afirmativas 1 e 3.
d São corretas apenas as afirmativas 2 e 4.
e São corretas apenas as afirmativas 1, 3 e 4.

33 - Aplicada em: 2014Banca: CESPEÓrgão: TJ-SEProva: Analista Judiciário - Serviço Social


Acerca da instrumentalidade no serviço social, articulada ao projeto ético -político da
categoria, julgue o item .
Na perícia social, o profissional pode valer-se de instrumentos e técnicas de interação
direta e indireta.
CERTA.
34 - Aplicada em: 2014Banca: CESPEÓrgão: TJ-SEProva: Analista Judiciário - Serviço Social
Acerca da instrumentalidade no serviço social, articulada ao projeto ético-político da
categoria, julgue o item .
O parecer social deve prestar esclarecimentos e análises a fim de subsidiar tomadas de
decisões.
CERTA.
35 - Aplicada em: 2014Banca: CESPEÓrgão: TJ-SEProva: Analista Judiciário - Serviço Social
Acerca da instrumentalidade no serviço social, articulada ao projeto ético -político da
categoria, julgue o item .
O laudo social é resultante do processo de perícia social e deve conter o registro das
informações mais relevantes do estudo realizado e o parecer social.
CERTA.
36 - Aplicada em: 2014Banca: CESPEÓrgão: TJ-SEProva: Analista Judiciário - Serviço Social
Com relação às competências e atribuições privativas do assistente s ocial, julgue o item a
seguir.
No âmbito da política de assistência social, a elaboração de laudos, o estudo social e o
parecer técnico individual ou familiar são instrumentos técnico -operativos importantes na
viabilização do acesso dos cidadãos aos serviços socioassistenciais.
CERTA.
37 - Aplicada em: 2014Banca: CESPEÓrgão: TJ-SEProva: Analista Judiciário - Serviço
SocialCom relação às competências do assistente social, julgue o item que se segue.
A apropriação de novos espaços profissionais implica a consolidação do saber profissional
expresso pelo uso de instrumentos técnico-operativos, tais como pareceres e laudos que,
elaborados em conjunto, devem advir do consenso entre os participantes d a equipe,
dispensando-se posicionamento específico vinculado à sua atribuição.
ERRADO.
38 - Aplicada em: 2014Banca: CESGRANRIOÓrgão: CEFET-RProva: Assistente Social
Quando o assistente social expõe, por escrito e de modo sucinto, a análise de determinada
situação, com base em seu conhecimento específico do Serviço Social, apresentando uma
finalização de caráter conclusivo ou indicativo para subsidiar decisões, ele elabora um
a roteiro
b perfil
c projeto
d registro
e parecer

39 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: COMPESAProva: Analista de Gestão - Assistente


Social
Sobre a prática profissional do Assistente Social, nos mais diferentes campos de atuação,
assinale V para a afirmativa verdadeira e F para falsa.
( ) O estudo social é um instrumento neutro cujo uso não se relaciona com os objetivos
profissionais.
( ) O uso do estudo social está relacionado à natureza dos espaços ocupacionais da
profissão.
( ) O uso do estudo social deve ser precedido de uma autorização institucional.
As afirmativas são, respectivamente,
a F, V e V.
b F, V e F.
c V, F e F.
d V, V e F.
e F, F e V.

40 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: COMPESAProva: Analista de Gestão - Assistente


Social
Na Previdência Social o estudo social é utilizado para
asolucionar divergências em matéria de direito previdenciário.
bavaliar as informações fornecidas pelo segurado.
cautorizar serviços sociais e direitos previdenciários.
daferir o cálculo dos valores dos benefícios sociais.
econceder benefícios e subsidiar decisão médico-pericial.
41 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: COMPESAProva: Analista de Gestão - Assistente
Social
Relacione os instrumentos técnico-operativos, usados pelos assistentes sociais no trabalho
profissional com família, listados a seguir, ao objetivo do seu uso.
1. Encaminhamentos
2. Reuniões
3. Visitas domiciliares
4. Estudo Social
( ) Estudos de casos , avaliação do trabalho realizado
( ) Planejamento da intervenção e conhecimento da realidade
( ) Conhecimento do cotidiano das famílias e comunidades
( ) Atendimento da família para programas e serviços sociais
Assinale a opção que indica a sequência correta, de cima para baixo.
a1 – 3 – 2 – 4
b1 – 4 – 2 – 3
c4 – 2 – 3 – 1
d2 – 4 – 3 – 1
e4 – 3 – 2 – 1

42 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: SUSAMProva: Assistente Social


A apresentação do Laudo Social segue um modelo com estrutura-
padrão, no qual os itens devem seguir o modelo padrão de exposição.
De acordo com a estrutura mencionada acima, numere os itens a seguir.
( ) Parecer Social acerca da situação
( ) Identificação dos envolvidos
( ) Metodologia utilizada
( ) Objetivos do trabalho
Assinale a opção que indica a sequência correta, de cima para baixo.
a1 – 3 – 2 – 4
b1 – 4 – 2 – 3
c4 – 2 – 3 – 1
d2 – 4 – 3 – 1
e4 – 3 – 2 – 1

43 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: SUSAMProva: Assistente Social


Em uma situação específica de concessão de benefício social, o Assistente Social, p
ara complementar o estudo social, realizou uma visita domiciliar.
Durante a visita, ele constatou uma situação não diretamente relacionada ao seu pr
opósito inicial, mas situada no campo das violações dos direitos.
Neste caso, quanto ao dever profissional, assinale a afirmativa correta.
Ele deve manter o foco no objetivo inicial da visita domiciliar.
bEle deve registrar no seu diário de campo a informação para reflexão.
cEle deve solicitar explicações da família quanto à situação identificada.
dEle deve comunicar o fato ao Conselho Regional de Serviço Social.
Ele deve encaminhar os sujeitos para que tenham acesso aos direitos sociais.

44 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: SUSAMProva: Assistente Social


Relacione os itens listados a seguir às suas respectivas definições.
1. Parecer Social
2. Perícia Social
3. Relatório Social
4. Laudo Social
( ) Apresenta a opinião profissional do Assistente Social com base no estudo social d
e uma situação específica.
( ) Documenta o conjunto das informações significativas recolhidas pelo estudo social.
( ) Tem a finalidade de instruir o processo com conhecimento da área de Serviço Social.
( ) Expressa o trabalho de acompanhamento do caso por meio de vários registros e i
nformações parciais.
Assinale a opção que indica a sequência correta, de cima para baixo.
a1 – 3 – 2 – 4
b1 – 4 – 2 – 3
c4 – 2 – 3 – 1
d2 – 4 – 3 – 1
e4 – 3 – 2 – 1

45 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: DPE-RJProva: Técnico Superior Especializado -


Serviço Social
Uma assistente social de um Juizado da Infância e Juventude é instada pelo juiz a refazer o
parecer social elaborado por outra colega acerca do requerimento formulado por um rapaz
solteiro interessado em habilitar-se para o Cadastro Nacional de Adoção. Em sua alegação,
o juiz informa que o laudo anterior, elaborado pela colega, está eivado de preconceitos e
desvios éticos, inadmissíveis em sua jurisdição. Acrescenta que, de posse da informação de
que o requerente é homossexual e que vive com um companheiro, a assistente social
indeferiu o pedido com base no argumento de que tal opção contraria as leis da natureza
e de Deus, além de comprometer de forma incontornável o desenvolvimento psíquico e
emocional de qualquer criança. Em resposta, a assistente social assim se posiciona:
a aceita a tarefa, na medida em que é incontestável a violação do Código de Ética
Profissional por parte da colega, particularmente no tocante a dois princípios fundamentais: o
―empenho na eliminação de todas as formas de preconceito‖ e o ―exercício do Serviço Social
sem ser discriminado, nem discriminar‖.
b recusa a tarefa por considerar que o parecer emitido pela colega está respaldado pela
autonomia técnica e pelo livre exercício profissional, ambos direitos assegurados pelo Código
de Ética Profissional do Assistente Social .
c recusa a tarefa porque o juiz tem plena autonomia para julgar, não estando, portanto,
adstrito aos pareceres técnicos de sua equipe, os quais se prestam tão somente a subsidiar sua
decisão.
d admite a possibilidade de cumprir a tarefa, desde que seja notificada por escrito,
condição necessária e suficiente para que esteja configurada a relação de subordinação
hierárquica prevista no Código do Servidor Público.
e recusa a tarefa porque sua aceitação implica a violação do Código de Ética Profissional do
Assistente Social, que veda a intervenção na prestação de serviço de outro profissional, salvo a
pedido deste; em caso de urgência, seguido da imediata comunicação ao mesmo.

46 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: DPE-RJProva: Técnico Superior Especializado -


Serviço Social
No campo sociojurídico, quando indicado a realizar estudo social, o assistente social
poderá prestar esclarecimentos sobre quesitos específicos, conforme solicitação de
defensores das partes envolvidas na ação. Nesse caso, o profissional
aresponde aos quesitos que dizem respeito a prerrogativas, princípios e especificidades da
profissão.
bnão responde aos quesitos solicitados, com a justificativa de que é atribuição do
assistente social definir o conteúdo do estudo.
cresponde aos quesitos solicitados e acrescenta ao estudo informações que julgar também
pertinentes.
dnão responde aos quesitos solicitados, direcionando o estudo ao profissional da equipe
que deverá realizá-lo.
eresponde aos quesitos solicitados, considerando a natureza interdisciplinar do saber no
campo sociojurídico.
47 - Aplicada em: 2014Banca: FGVÓrgão: DPE-RJProva: Técnico Superior Especializado -
Serviço Social
Junto às instituições relacionadas ao Poder Judiciário, é mais comum que o serviço social
proporcione subsídios às decisões dos juízes, mediante estudos, perícias e pareceres
sociais. O trabalho profissional no campo sociojurídico
a envolve ainda orientação, articulações e encaminhamentos à rede social, organizações de
direitos/ controle social.
b requer do assistente social o exercício de prerrogativas punitivas em suas ações junto às
equipes profissionais.
c envolve ações de controle da população, de cunho meramente burocrático e executivo.
d implica uma perspectiva conservadora para a intervenção profissional, posto que atrelada
às decisões dos juízes.
e recupera o sentido investigativo da intervenção, considerando o seu perfil exclusivamente
acadêmico.

48 - Aplicada em: 2014Banca: CEFET-MGÓrgão: CEFET-MGProva: Assistente Social


Toniolo (2008), em seu artigo ―A prática do assistente social: conhe - cimento,
instrumentalidade e intervenção profissional‖, apresenta os principais instrumentos
utilizados pelo Serviço Social no cotidiano de sua prática.
Assinale 1 para os instrumentos de trabalhos diretos e 2, para os indiretos.
( ) Diário de campo.
( ) Entrevista.
( ) Parecer social.
( ) Visita domiciliar.
( ) Visita institucional.
A sequência correta encontrada é
a1, 1, 1, 1, 2.
b1, 2, 1, 2, 1.
c1, 2, 2, 2, 1.
d2, 1, 1, 1, 2.
e2, 1, 2, 1, 1.

49 - Aplicada em: 2014Banca: CESPEÓrgão: Polícia FederalProva: Assistente Social


Antônio, de cinquenta e seis anos de idade, trabalha, há 25 anos, como agente
administrativo no núcleo de emissão de documentos de uma instituição pública. Nos
últimos seis meses, Antônio passou a faltar frequentemente ao trabalho, sair durante o
expediente sem apresentar justificativas e apresentar baixo rendimento no desempenho de
suas atividades. Constatou-se que esses problemas foram motivados pelo consumo de
bebida alcoólica e, embora o servidor se mostre resistente a se tratar, foi encaminhado ao
setor competente da instituição para início de um plano de tratamento.
Com base nessa situação hipotética, julgue os itens a seguir, com relação à atuação e a
intervenções adequadas do profissional do serviço social.
Se a situação exigir atendimento concomitante de profissionais do serviço social e da
psicologia, o relatório final da intervenção, com a emissão de opinião técnica , poderá ser
elaborado pelo assistente social, desde que seja assinado pelos dois profissionais.
ERRADA.
50 - Aplicada em: 2014Banca: CESPEÓrgão: Polícia FederalProva: Assistente Social
No que se refere aos instrumentos técnicos do serviço social, julgue o item que se segue.
Ao se elaborar o laudo ou parecer social de um usuário, deve -se evitar fazer referências à
postura e ao comportamento dos envolvidos no decorrer do estudo, pois essas impressões
são consideradas análises de julgamento moral.
ERRADO.
51 - Aplicada em: 2014Banca: CESPEÓrgão: Polícia FederalProva: Assistente Social
No que se refere aos instrumentos técnicos do serviço social, julgue os itens que se
seguem.
Considerando-se que, ao elaborar o parecer social, cabe ao assistente social emitir opinião
acerca de uma situação social com base em análise essencialmente teórica, é vedado a
esse profissional o levantamento de hipóteses a respeito das possíveis consequências
dessa situação.
ERRADA.
52 - Aplicada em: 2014Banca: CESPEÓrgão: Polícia FederalProva: Assistente Social
No que se refere aos instrumentos técnicos do serviço social, julgue os itens que se
seguem.
Na elaboração do laudo social de um usuário, os marcos da história de vida deste
constituem importantes dados de análise. Essas informações geralmente compõem a
introdução do laudo, o desenvolvimento assume características de análise, e a avaliação
final direciona-se à conclusão e às sugestões para resolução do problema.
CERTA.
53 - Aplicada em: 2014Banca: FCCÓrgão: SABESPProva: Analista de Gestão - Serviço Social
O conhecimento da realidade social tem importância fundamental na prática do assistente
social. Em uma situação de apreensão dessa realidade, sobretudo, quando se necessita da
realização de um parecer profissional é importante considerar:
I. Uma abordagem que trabalhe com dados quantitativos e qualitativos, pois ambos não
são excludentes.
II. Que os dados devem representar conceitos e categorias, além de adotar abordagens
que respondam à necessidade de compreensão do conteúdo.
III. A complexidade da vida em sociedade e o acelerado processo de transformação exigem
atualmente a superação de posturas reducionistas em termos técnicos e operacionais.
Está correto o que se afirma em
aI, apenas.
bII, apenas.
cI e II, apenas.
dII e III, apenas.
eI, II e III.

54 - Aplicada em: 2014Banca: FCCÓrgão: SABESPProva: Analista de Gestão - Serviço Social


O profissional que se apoia em um referencial teórico-metodológico a partir de uma
perspectiva crítica, utiliza-se, em sua prática cotidiana, do instrumental:
aEntrevista social como instrumento para coleta minuciosa de dados e enfatiza o
aconselhamento e a orientação como estratégia da intervenção profissional.
bDiagnóstico por meio de abordagem individual e o tratamento para o desenvolvimento
das capacidades individuais e culturais, o que possibilita a integração e ajuste das pessoas a um
contexto social.
cVisita social domiciliar para monitorar o comportamento das famílias, como estratégia
para que as mesmas assimilem os valores que são importantes para ultrapassar o patamar de
família desestruturada e alcancem o patamar de família estruturada.
dRelatório social para entender uma determinada realidade social, suas nuances e
complexidades e permitir o desenvolvimento da intervenção social a partir das análises dos
dados obtidos, assim como, de sua associação com leis sociais, programas e políticas e,
especialmente, com perspectivas estratégicas de intervenção, baseadas sempre nos direitos
sociais em curso.
eVisita social domiciliar para aprofundar o conhecimento da realidade, desenvolvendo a
análise dos impactos sociais que determinadas políticas sociais podem produzir na vida das
famílias, com vistas à definição de estratégias para superação dos comportamentos
inadequados de seus membros.

55 - Aplicada em: 2013Banca: FCCÓrgão: TRT - 15ª RegiãoProva: Analista Judiciário - Serviço
Social
Uma das atribuições do Assistente Social no TRT inclui emitir parecer técnico sobre
denúncia de desrespeito de direito nas relações de trabalho. Quanto a esse parecer, é
correto afirmar:
aAo elaborar seu parecer técnico o mesmo deve dificultar a identificação do usuário com o
objetivo de não ferir o Código de Ética no que concerne a construir provas contrárias aos
sujeitos em atendimento e, ainda, deve evitar a assinatura e identificação com seu número de
inscrição no Conselho Regional de Serviço Social.
bO Assistente Social, muito embora, deva fazer um estudo de caso e uma intervenção
planejada, não está autorizado, segundo a Resolução nº 557/2009 do CFESS/CRESS a emitir
parecer técnico, pois as consequências desse, podem ferir o pressuposto do depoimento sem
dano.
cO entendimento ou opinião técnica do Assistente Social sobre o objeto da intervenção
conjunta com outra categoria pro- fissional e/ ou equipe multiprofissional, não deve destacar a
sua área de conhecimento separadamente, além de outros componentes que devem estar
contemplados na opinião técnica.
dO Assistente Social, ao emitir laudos, pareceres, perícias e qualquer manifestação técnica
sobre matéria de Serviço Social deve atuar com ampla autonomia, respeitadas as normas legais,
técnicas e éticas de sua profissão, não sendo obrigado a prestar serviços incompatíveis com
suas competências e atribuições previstas pela Lei nº 8662/1993.
eO Assistente Social deverá emitir sua opinião técnica sobre o que é de sua área e também
emitir laudo técnico sobre temas que correspondam a outras áreas de atuação, pois é
recomendável que sua intervenção esteja sempre inscrita num trabalho interdisciplinar.

56 - Aplicada em: 2013Banca: FCCÓrgão: TRT - 15ª RegiãoProva: Analista Judiciário - Serviço
Social
Uma das atribuições do Assistente Social no TRT inclui emitir parecer técnico sobre
denúncia de desrespeito de direito nas relações de trabalho. Quanto a esse parecer, é
correto afirmar:
aAo elaborar seu parecer técnico o mesmo deve dificultar a identificação do usuário com o
objetivo de não ferir o Código de Ética no que concerne a construir provas contrárias aos
sujeitos em atendimento e, ainda, deve evitar a assinatura e identificação com seu número de
inscrição no Conselho Regional de Serviço Social.
bO Assistente Social, muito embora, deva fazer um estudo de caso e uma intervenção
planejada, não está autorizado, segundo a Resolução nº 557/2009 do CFESS/CRESS a emitir
parecer técnico, pois as consequências desse, podem ferir o pressuposto do depoimento sem
dano.
cO entendimento ou opinião técnica do Assistente Social sobre o objeto da intervenção
conjunta com outra categoria pro- fissional e/ ou equipe multiprofissional, não deve destacar a
sua área de conhecimento separadamente, além de outros componentes que devem estar
contemplados na opinião técnica.
dO Assistente Social, ao emitir laudos, pareceres, perícias e qualquer manifestação técnica
sobre matéria de Serviço Social deve atuar com ampla autonomia, respeitadas as normas legais,
técnicas e éticas de sua profissão, não sendo obrigado a prestar serviços incompatíveis com
suas competências e atribuições previstas pela Lei nº 8662/1993.
eO Assistente Social deverá emitir sua opinião técnica sobre o que é de sua área e também
emitir laudo técnico sobre temas que correspondam a outras áreas de atuação, pois é
recomendável que sua intervenção esteja sempre inscrita num trabalho interdisciplinar.
57 - Aplicada em: 2013Banca: FCCÓrgão: TRT - 15ª RegiãoProva: Analista Judiciário - Serviço
Social
Os fundamentos do trabalho do Assistente Social relacionados à realidade socia l podem
fornecer suporte à decisão judicial. Para a realização desse estudo social com uma família,
o profissional deve
acolher informações gerais da família, sem contudo, estabelecer relações de como elas
afetam a vida dos indivíduos e/ou famílias envolvidas nas ações judiciais.
bconhecer os determinantes socioeconômicos-culturais que a compõem e que,
necessariamente, se colocam e se articulam em âmbito mais amplo e na localidade onde os
sujeitos vivem e interagem.
ca partir da dinâmica da realidade social, fazer a relação com algo abstrato, fora da
realidade da família, pois é no processo de abstração que se pode captar a essência da dinâmica
familiar.
dconsiderar o fato de que o estudo realizado envolve seres humanos que vivem em
condições objetivas as quais afetam sua subjetividade e são por elas afetadas. No entanto, o
estudo social deve desconsiderar as situações subjetivas.
eestabelecer proximidade com as concepções com as quais nos colocamos individualmente
e realizar o estudo social com base nas relações familiares em geral, pois se o profissional, ao se
ater às especificidades, pode realizar uma avaliação com viés teórico.

58 - Aplicada em: 2013Banca: INSTITUTO AOCPÓrgão: Colégio Pedro IIProva: Assistente


Social
Sobre instrumentos e técnicas de intervenção, assinale a alternativa correta.
aO Estudo Social é um processo metodológico específco do Serviço Social, que tem como
fnalidade conhecer com profundidade e, de forma crítica, uma determinada situação ou
expressão da questão social, objeto da intervenção profssional.
bA Perícia Social é uma apresentação descritiva e interpretativa de uma situação ou
expressão da questão social, enquanto objeto da intervenção desseprofssional, no seu cotidiano
laborativo.
cO Relatório Social diz respeito a uma avaliação, exame ou vistoria, solicitada ou
determinada sempre que a situação exigir um parecer técnico ou cientifco de uma determinada
área do conhecimento, que contribua para o juiz formar a sua convicção para tomada de
decisão.
dO Parecer Social é realizado por meio de uma simples entrevista, seguida de um roteiro e
implica na elaboração de um laudo sem um parecer conclusivo
eO Laudo Social não é mais considerado como um elemento de ―prova‖, com a fnalidade
de dar suporte à decisão judicial, a partir de uma determinada área de conhecimento.

59 - Aplicada em: 2013Banca: FCCÓrgão: TRT - 5ª Região (BA)Prova: Analista Judiciário -


Serviço Social
Atuando como Assistente Social junto ao TRT, foi-lhe solicitado a elaboração de um
parecer social que pode ser definido por:
aopinião profissional do Assistente Social com base na observação e estudo de uma dada
situação, constituindo-se instrumento de viabilização de direitos e também como um meio de
realização de um compromisso profissional com os usuários, tendo em vista a equidade, a
justiça social e a cidadania.
bposicionamento do profissional de serviço social quanto aos direitos a serem afiançados,
mas para ser completo deve conter o posicionamento dos demais profissionais da equipe sobre
as condições sociais do usuário.
cresumo dos dados, preferencialmente, colhidos junto a todos os membros da família, pois
as políticas sociais nos dias atuais têm como enfoque a matricialidadesociofamiliar, o que
aponta para o fato de que só as informações do sujeito em atendimento não são mais
suficientes para garantir uma boa intervenção.
dopinião profissional do Assistente Social com base na observação e estudo de uma dada
situação, no entanto, não deve ter como pressuposto as garantias de equidade e justiça social,
pois o profissional não está obrigado a conduzir-se pelos princípios do projeto ético-político do
serviço social.
eao ser chamado a cumprir essa atribuição de elaboração do parecer social, o profissional
deve se recusar, pois com base nos atuais pressupostos do serviço social, a condensação de
informações registradas num instrumento pode servir como modo de expor o usuário do
serviço.

60 - Aplicada em: 2013Banca: FCCÓrgão: TRT - 5ª Região (BA)Prova: Analista Judiciário -


Serviço Social
Foi solicitado ao Assistente Social do Tribunal Regional do Trabalho a realização de estudo
social de uma família. Na execução desse trabalho, o profissional deve
ademonstrar a capacidade de conhecimento da realidade social restringindo-se às questões
objetivas vivenciadas pela família, pois as subjetividades não devem ser consideradas.
bater-se às situações expressas em um primeiro momento, em sua imediaticidade, para
manter o distanciamento necessário do profissional.
csolicitar que a Política de Assistência Social realize o estudo social, pois não é de sua
competência profissional, e sim, com base nesse estudo, elaborar o relatório social.
dpartir do pressuposto de que nesse estudo deve considerar a dimensão do trabalho, da
família, das políticas sociais, da cultura etc., sendo necessária a reflexão sobre o significado
dessas dimensões e as relações que as determinam inseridas na totalidade do mundo social.
eater-se na prestação de informações claras e rápidas que envolvem a dinâmica familiar
como: número de pessoas da família; situação de moradia - própria, alugada, cedida; número de
cômodos, quantas pessoas trabalham para o sustento da família, grau de parentesco, idade das
pessoas que compõem o núcleo familiar, escolaridade e tipos de documentos pessoais que os
integrantes da família possuem.

61 - Aplicada em: 2013Banca: FCCÓrgão: TRT - 5ª Região (BA)Prova: Analista Judiciário -


Serviço Social
O Assistente Social possui instrumentos técnico-operativos para o desenvolvimento de seu
trabalho. Ao atuar no Tribunal Regional do Trabalho, com relação a esse instrumental, é
correto afirmar que a
aorientação social é de responsabilidade do profissional. Não cabe a ele, realizar
encaminhamentos com vistas a atender a uma necessidade e/ou direito da pessoa que está
prestando atendimento e sim, realizar a orientação a esta pessoa, para que busque, por si
própria, os caminhos para o atendimento à necessidade apresentada.
bperícia social para conhecer e interpretar a realidade social é realizada pelo assistente
social e não cabe a ele, intervir na situação para além dessa perícia.
cvisita domiciliar é comumente utilizada pelos profissionais da política de assistência social.
Portanto, para evitar a duplicidade de atuação profissional, quando da necessidade do uso
desse instrumento, deve ser demandado ao assistente social da Assistência Social.
dentrevista é um instrumento utilizado pelo profissional, sendo que para desenvolvê-la,
faz-se importante munir-se das informações referentes a antecedentes da situação a ser
estudada, para obter elementos que possibilitem o avanço do diálogo.
earticulação com a rede social se configura como função do Centro de Referência de
Assistência Social - CRAS na execução da gestão territorial da Proteção Social Básica. Essa ação
deve ser requisitada pelo Promotor ou Juiz.
62 - Aplicada em: 2013Banca: FGVÓrgão: CONDERProva: Assistente Social
O estudo social, realizado em diferentes espaços profissionais de atuação do Assistente
Social, vincula-se ao acesso aos direitos sociais.
Sobre esse instrumento do trabalho profissional, assinale a afirmativa correta.

aAssume características e finalidades que estão condicionadas às particularidades dos espaços


sociocupacionais.
bEstá baseado numa dimensão técnico-
operativa isenta de influências teóricas, políticas e ideológicas.

cÉ realizado especificamente no campo material e financeiro em face de seu caráter averigu


ador.

dSubstitui a perícia social no caso de arbítrio de diligências e situações de conflito entre indiví
duos.

eSolicita à população informações sobre o seu modo de vida e de trabalho para fins protetivos.

63 - Aplicada em: 2013Banca: FGVÓrgão: CONDERProva: Assistente Social


Sobre os desafios do uso do estudo social no trabalho profissional, assinale V para
a afirmativa verdadeira e F para a falsa.
( ) O Assistente Social responsável pelo estudo social define os instrumentos de sua rea
lização.
( ) O objeto da ação profissional orienta o conteúdo e as finalidades do estudo soci
al.
( ) O objetivos e a direção do estudo social são definidos pelo poder e pelo saber i
nstitucional.
As afirmativas são, respectivamente,
aF, V e F.
bF, V e F.
cV, F e F.
dV, V e F.
eF, F e V.

64 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: MPUProva: Analista - Serviço Social


A respeito de estudo social, laudo social e parecer social, julgue o item que se segue.
O parecer social, uma exposição e manifestação sucinta com enfoque objetivo sobre a
situação social analisada, é o meio empregado pelo profissional de serviço social para
realizar esclarecimentos e análise acerca de questões relacionadas a decisões a serem
tomadas.
CERTA.
65 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: MPUProva: Analista - Serviço Social
A respeito de estudo social, laudo social e parecer social, julgue o item que se segue.
O estudo social é um instrumento empregado pelo assistente social p ara conhecer e
interpretar a situação que motiva sua intervenção profissional, que pode se utilizar, ainda,
de dados obtidos em visita domiciliar.
CERTA.
66 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: MPUProva: Analista - Serviço Social
A respeito de estudo social, laudo social e parecer social, julgue o item que se segue.
Apesar de o laudo social ser um documento elaborado de modo detalhado, consistente e
fundamentado, ele não pode ser usado como um meio de prova.
ERRADA.
67 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: DEPENProva: Serviço Social
Acerca de estudo social, perícia social, laudo social e parecer social, julgue os itens a
seguir.
No laudo social, o profissional deve elaborar, com base na descrição, análise aprofundada
sobre a situação em estudo.
CERTA.
68 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: DEPENProva: Serviço Social
Acerca de estudo social, perícia social, laudo social e parecer so cial, julgue o item a seguir.
O estudo socioeconômico deve abranger a coleta de informações da realidade
sociofamiliar do indivíduo e da família relativas a questões que afetam as suas relações
sociais em âmbito demográfico, psicossocial, cultural e da saúde.
CERTA.
69 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: DEPENProva: Serviço Social
Acerca de estudo social, perícia social, laudo social e parecer social , julgue os itens a
seguir.
Perícia social distingue-se de estudo social, que é a base da formulação do laudo social e
da emissão do parecer técnico final.
CERTA.
70 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: DEPENProva: Serviço Social
Acerca de estudo social, perícia social, laudo social e parecer social, julgue os itens a
seguir.
No parecer social — um documento único, de caráter provisório, dependente de aprovação
de instância superior —, é emitida a opinião conjunta sobre determinada situação do
assistente social e dos demais profissionais que compõem a equipe multiprofissional.
ERRADA.
71 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: DEPEProva: Serviço Social
Julgue os próximos itens, com base na Lei de Regulamentação da Profissão de Serviço
Social (Lei n.º 8.662/1993) e acréscimos previstos na Lei n.º 12.317/2010.
A realização de laudos periciais e pareceres acerca da matéria de serviço social são
atribuições privativas do assistente social.
CERTA.
72 - Aplicada em: 2013Banca: VUNESPÓrgão: FUNDAÇÃO CASAProva: Analista Técnico –
Assistente Social
Como pode ser concebido o estudo social? Por que, para que e como construí -lo? Quais
implicações ético-políticas se fazem presentes na sua construção? Em que consiste esse
meio de trabalho enquanto especificidade do Serviço Social? O estudo social tão presente
no cotidiano da intervenção ao longo do processo histórico do Serviço Social, tudo indica,
foi redescoberto como um(a)
aestratégia a serviço das instituições.
bpossibilidade metodológica limitadora
crecurso compulsório para atendimento ao usuário.
dobjeto de investigação sistemática.
emodelo exemplar e qualificado de atendimento.

73 - Aplicada em: 2013Banca: FGVÓrgão: TJ-AMProva: Analista Judiciário - Serviço Social


O Assistente Social deve realizar um parecer a fim de subsidiar uma decisão sobre d
eterminada situação e instruir a decisão de outros profissionais.
Nesse caso, o Assistente Social é responsável pela elaboração de:

aum diagnóstico social no sentido de verificar as variáveis econômicas, sociais e morais em


tela.
bum estudo social para reconhecer as demandas dos usuários e apresentá-
las aos estabelecimentos.
cuma avaliação social para averiguar a veracidade dos fatos relacionados à situação em qu
estão.

dum relatório social no qual constam os encaminhamentos possíveis para a resolução do p


roblema.

euma perícia social que tem por fim produzir um laudo social sobre determinada situação.

74 - Aplicada em: 2013Banca: FGVÓrgão: TJ-AMProva: Analista Judiciário - Serviço Social


No âmbito do poder judiciário, a atuação do Assistente Social se dá de forma a auxiliar
os processos de decisão. Nesse espaço ocupacional têm prevalecido as atribuições rela
cionadas à:
a realização e avaliação de estudos e pesquisas.
bcoordenação de planos, programas e projetos.
c realização de perícias, laudos e pareceres sociais.
dplanejamento e administração de benefícios.
eassessoria e consultoria técnicas.

75 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: SERPROProva: Analista - Serviço Social


Considerando a investigação social como produção de conhecimento pertinente para a
prática profissional dos assistentes sociais, julgue os itens seguintes.
O estudo de caso, sendo uma pesquisa de natureza exploratória que possibilita a
apreensão do problema em diferentes nuances, prevê somente a utilização de técnicas
qualitativas em sua execução.
ERRADA.
76 - Aplicada em: 2013Banca: CESPEÓrgão: UNIPAMPAProva: Assistente Social
Julgue o item seguinte, acerca dos instrumentos e técnicas que permitem a
operacionalização da ação profissional do assistente social.
O estudo social, como método do serviço social, tem a finalidade de promover o
conhecimento superficial da dinâmica relacional interna da família.
ERRADA.
77 - Aplicada em: 2013Banca: FUNCABÓrgão: PC-ESProva: Assistente Social
A opinião fundamentada que o assistente social emite sobre determinada situação social
por ele estudada denomina-se:
aparecer social.
blaudo social.
cprocesso social
destudo social.
erelatório social.

78 - Aplicada em: 2013Banca: FUNCABÓrgão: PC-ESProva: Assistente Social


O laudo social elaborado pelo assistente social deve ter uma estrutura contendo
cabeçalho, identificação da demanda, dos sujeitos envolvidos e:
aentrevistas e cronograma das ações.
bmetodologia, relato analítico e parecer.
crelatório de estudo e roteiro de entrevista.
dinstrumental e relatório abrangente.
ehipótese técnica, diagnóstico e conclusão.

79 - Aplicada em: 2013Banca: FUNCABÓrgão: PC-ESProva: Assistente Social


Ao ser demandado em um caso de violência doméstica, o assistente social tendo por base
suas competências técnica e teórico - metodológica e o compromisso ético, ao realizar o
parecer social, deve:
adescrever todo teor do estudo social por ele realizado.
bindicar ao usuário a melhor solução para seu problema.
crealizar uma análise profunda do caso estudado evitando emitir opinião.
dcitar o que foi desvelado sobre a situação social sempolarizar seu posicionamento.
epropor alternativas de solução fundamentadas.

80 - Aplicada em: 2013Banca: FUNCABÓrgão: PC-ESProva: Assistente Social


O assistente social, na atualidade, é um dos profissionais a subsidiar processos através da
perícia social.O documento resultante dessa atuação é o:
aestudo social.
blaudo social.
cparecer social.
dprocesso social.
erelatório social.

81 - Aplicada em: 2013Banca: CEPERJÓrgão: SEPLAG-RJProva: Analista Executivo


Segundo Fávero (2003), o estudo social é um processo metodológico específico do Serviço
Social, que tem por finalidade conhecer com profundidade, e de forma crítica, uma
determinada situação ou expressão da questão social, objeto da intervenção profissional,
especialmente nos seus aspectos socioeconômicos e:
apolíticos
bideológicos
cestruturais
dconjunturais
eculturais

82 - Aplicada em: 2013Banca: CEPERJÓrgão: SEPLAG-RJProva: Analista Executivo


Moreira e Alvarenga (2003) definem parecer social como a opinião profissional do
assistente social, com base na observação e estudo de uma dada situação, fornecendo
elementos para a concessão de um benefício, recurso material e decisão médico - pericial.
As autoras também definem parecer social como:
aestratégia jurídica da classe trabalhadora
binstrumento de legitimação do parecer médico
cinstrumento de viabilização de direitos
destratégia de contestação da decisão médica
einstrumento de luta dos movimentos de usuários
83 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: TJ-ACProva: Analista Judiciário - Assistência
Social
A efetivação de um estudo social requer clareza quanto à finalidade pretendida,
conhecimento do tema e escolha dos recursos para a operacionalização do trabalho
profissional, como entrevista, visita familiar, observação e estudos bibliográficos.
CERTA.
84 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: TJ-ACProva: Analista Judiciário - Assistência
Social
O laudo social expressa a elaboração conclusiva do estudo social, com a apresentação
concisa e clara dos resultados.
CERTA.
85 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: TJ-ACProva: Analista Judiciário - Assistência
Social
O parecer social é constituído por relatório detalhado elaborado pelo assistente social, cuja
emissão dependerá de determinação judicial.
ERRADA.
86 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: TJ-ACProva: Analista Judiciário - Assistência
Social
Em caso de emissão de pareceres, laudos e perícias e de manifestações de assistentes
sociais, deve-se garantir a delimitação, em separado, da opinião técnica desse profissional
quando a atuação for realizada em equipes multiprofissionais, ainda que o objeto de
intervenção seja comum a outras categorias.
CERTA.
87 - Aplicada em: 2012Banca: CESPÓrgão: TJ-ACProva: Analista Judiciário - Assistência Social
No campo sociojurídico, pareceres e laudos fundamentados em estudos sociais têm valor
probatório em processos judiciais.
CERTA.
88 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: TJ-ACProva: Analista Judiciário - Assistência
Social
Se determinada parte envolvida em demanda judicial tiver interesse de indicar assi stente
técnico para emitir parecer favorável a sua causa, será impedida de o fazer, tendo em vista
que a única perícia social válida é a realizada por assistente social nomeado como perito
pelo juiz da demanda.
ERRADA.
89 - Aplicada em: 2012Banca: VUNESPÓrgão: TJ-SPProva: Assistente Social
No contexto forense, o processo avaliativo é explícito e faz parte do cotidiano do trabalho
do profissional que____________ a decisão judicial. Essa avaliação perpassa tanto a
comunicação face a face quanto a comunicação escrita. Será por meio desta última que o
usuário se dará a conhecer na instituição, no que concerne aos aspectos sociais,
psicológicos ou educacionais de sua singularidade e de sua particularidade.
Nesse sentido, há uma ação interventiva que o assistente social estabelece com os usuários
que______________a elaboração de um laudo. Entretanto, a partir do momento em que a
leitura profissional de um caso atendido ganha a forma escrita, não há mais a ação
interventiva, no sentido estrito do termo. Mas, dada a particularidade de uma instituição
forense, essas relações continuam a ser processadas por meio dos_________. Portanto, como
destaca Magalhães (2003), embora de forma indireta, os profissionais que avaliam casos
continuam a intervir.
Assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, as lacunas do texto.
apondera … valida … processos
bquestiona … acompanha … artifícios legais
cdefine … ultrapassa … testemunhos gerais
dsubsidia … antecede … autos
ejulga … precede … depoimentos pessoais
90 - Aplicada em: 2012Banca: VUNESPÓrgão: TJ-SPProva: Assistente Social
No contexto da perícia, o parecer social refere-se à opinião fundamentada que o assistente
social emite sobre uma situação social estudada. Essa opinião estará baseada na análise
realizada e deverá conter os aspectos mais pertinentes, pois são eles que darão
sustentação ao parecer. Para conhecer e analisar a situação vivida por determinados
sujeitos, sobre a qual se tenha sido chamado a opinar, o assistente social, conforme
destaca Mioto (2001), utiliza-se
ado diagnóstico local.
bda planificação espacial.
cda prospecção geral.
ddo tratamento especial.
edo estudo social.

91 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: TJ-ROProva: Analista Judiciário - Assistência


Social
A respeito do laudo e do relatório, que compõem a prática profissional do assistente
social, assinale a opção correta.
aO relatório é a descrição, ou relato, do que foi possível conhecer por meio do estudo, ou
ainda qualquer exposição pormenorizada de circunstâncias, fatos ou objetos.
bOs relatórios de acompanhamento devem conter informações detalhadas sobre o usuário
o que impede que tenha natureza avaliativa.
cO relatório realizado pelo assistente social deve, necessariamente, ser preciso, podendo
dispensar informações sobre providências já tomadas.
dO laudo é um documento escrito que contém o parecer parcial do que foi pesquisado
sobre determinado assunto.
eRelatórios e laudos são frutos de uma síntese de pesquisa realizada tendo por objetivo
sua publicação em revista especializada.

92 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: TJ-RProva: Analista Judiciário - Assistência Social


Acerca dos elementos que integram o estudo social, assinale a opção correta.
aNa realização do estudo, o profissional pauta-se pelo que lhe é apresentado em
documentos e pelos encaminhamentos de outros profissionais.
bO estudo social realizado pelo assistente social deve ser encaminhado ao psicólogo para
apreciação.
cAs informações contidas no estudo social, expresso em relatórios ou laudo social,
reportam-se essencialmente às questões de ordem interna da família.
dO assistente social tem a obrigação de, sempre que estuda uma situação, apontar a
medida legal a ser tomada.
eO estudo social se apresenta, atualmente, como suporte fundamental para a aplicação de
medidas judiciais dispostas no Estatuto da Criança e do Adolescente e na legislação civil
referente à família.

93 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: TJ-ROProva: Analista Judiciário - Assistência


Social
Com base nas resoluções do Conselho Federal de Serviço Social, assinale a opção correta.
aConstitui-se atribuição do assistente social a realização de intervenção profissional com o
objetivo de tratar as causas e sintomas dos transtornos psíquicos dos usuários por ele
atendidos.
bA opinião técnica do assistente social sobre o objeto da intervenção conjunta com outra
categoria profissional deve ser emitida em um único documento, de forma generalizada e sem
necessidade de especificar os instrumentos utilizados.
cNos casos de demissão por justa causa, o assistente social é obrigado a incinerar o seu
material técnico sigiloso para preservar as informações confidencias dos usuários por ele
atendidos, bem como resguardar sua imagem profissional.
dAo emitir laudos, pareceres, perícias sobre matéria de serviço social, o assistente social
deve atuar com ampla autonomia, não sendo obrigado a prestar serviços incompatíveis com
suas competências e atribuições previstas pela Lei n.º 8.662/1993.
eQuando intimado a depor como testemunha diante de autoridade competente, o
assistente social deve revelar apenas as informações sobre a rede primária do usuário fornecida
durante o atendimento.

94 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: TJ-ALProva: Analista Judiciário - Serviço Social


Considerando a dimensão técnico-operativa do serviço social, assinale a opção correta.
aA visita domiciliar, o instrumento mais utilizado pelos profissionais de serviço social,
consiste em um meio eficaz de verificação das informações obtidas nos atendimentos
individuais, devendo, por isso, continuar sendo amplamente empregada.
bDefine-se estudo social como o processo de conhecimento, análise e interpretação de
determinada situação social.
cA fim de garantir sigilo, a entrevista deve ser realizada exclusivamente de forma individual.
dA função dos instrumentos nas atividades de intervenção profissional do assistente social
é meramente técnica, não tendo caráter político ou ideológico.
eAtualmente, prioriza-se a realização de entrevista por meio de conversa informal, sem a
definição prévia de objetivos, em detrimento da realização de entrevistas estruturadas.

95 - Aplicada em: 2012Banca: FAURGSÓrgão: TJ-RSProva: Assistente Social


O conhecimento, na área do Serviço Social, sobre uma situação processual é expresso,
geralmente, por meio do estudo social. No âmbito judiciário, o estudo social com a
finalidade de oferecer elementos para a decisão judicial denomina-se
alaudo técnico.
btermo processual descritivo.
cperícia social.
danálise processual.
einstrução social.

96 - Aplicada em: 2012Banca: FAURGSÓrgão: TJ-RSProva: Assistente Social


Nos processos judiciais, relatórios e laudos passam a ser instrumentos de prova e de
subsídio à decisão judicial, motivo pelo qual os profissionais devem limitar-se a expressar
seus posicionamentos no âmbito de suas prerrogativas éticas e competências técnicas. Na
elaboração do estudo social, é VEDADO ao(à) Assistente Social
aavaliar a receptividade da família para receber ajuda, orientação, acompanhamento e
cumprir medidas determinadas pela autoridade judicial.
bidentificar a estrutura do grupo familiar, os seus papéis e padrões de relacionamento e
funcionamento.
cconhecer o histórico de vida do grupo familiar, identificando sua origem, seus fatos
significativos e suas relações familiares e comunitárias.
dconhecer a situação inicialmente apresentada, contextualizando a demanda.
ediagnosticar habilidades, condutas e posturas individuais indicativas de inadequação ou
disfuncionalidadespsico-sociais.

97 - Aplicada em: 2012Banca: FCCÓrgão: MPE-AProva: Analista Ministerial - Serviço Social


O assistente social faz uso de alguns instrumentos técnicos em seu trabalho. Pode ser
considerado como instrumento utilizado pelo profissional
o relatório social, que registra o que foi observado, e contém as informações coletadas,
propiciando a compreensão de determinada realidade social.
ba entrevista social combinada com a anamnese, que tem por finalidade única colher
subsídios para a compreensão da principal queixa trazida pelo assistido e, consequentemente,
indicar a melhor forma de tratamento para o fato apresentado.
co plantão social para prestar atendimento às necessidades imediatas do indivíduo
marginalizado, e empatia que cumpre o objetivo de criar condições favoráveis para uma futura
intervenção.
do aconselhamento social, que se constitui em uma modalidade mais utilizada para o
atendimento dos casos direcionados para famílias desestruturadas.
eo diagnóstico social da situação-problema, anamnese, que oferece os elementos do
histórico do indivíduo anterior ao seu nascimento e catarse que proporciona liberdade de
expressão ao usuário sobre a sua vida.

98 - Aplicada em: 2012Banca: FCCÓrgão: MPE-APProva: Analista Ministerial - Serviço Social


Foi solicitado a um assistente social que atua junto ao Ministério Público elaborar um
estudo social que envolve a requisição de direito de um adolescente referente ao acesso
aos serviços de saúde mental. O estudo social é um procedimento que tem como objetivo
aexercer a vistoria, solicitada ou determinada, sempre que a situação exigir um parecer do
assistente social.
boferecer informações para as autoridades competentes com base, exclusivamente, nos
depoimentos dos adolescentes.
cconhecer com profundidade e de forma crítica uma determinada situação, especialmente
em seus aspectos socioeconômicos e culturais.
dmanifestar sucintamente a situação social na qual se envolveu o adolescente, sem,
contudo ter caráter conclusivo.
econhecer profundamente a situação com base nos fatos relatados no processo judicial e
na visita domiciliar.

99 - Aplicada em: 2012Banca: FCCÓrgão: MPE-APProva: Analista Ministerial - Serviço Social


O assistente social ao atuar no Ministério Público, terá como uma de suas competências
profissionais
arealizar inquirição da criança, adolescente e/ou família com o intuito de constituir prova
para compor o relatório criminal contribuindo assim, para o julgamento do juiz.
batuar como operador do direito no campo da investigação para eventual
responsabilização da família sobre a situação apresentada.
crealizar a escuta judicial da criança, adolescente e/ou família para que possa contribuir
para o depoimento profissional como testemunha, prestando informações sobre fatos,
principalmente aqueles que tomou conhecimento em decorrência de seu exercício profissional.
dprestar assessoria aos integrantes do Ministério Público nos processos que sejam
necessários apresentar o parecer social.
eelaborar laudos periciais judiciais que constem os elementos das provas colhidas pelo
profissional no depoimento sem dano, sobretudo nas situações de responsabilização da família.
100 - Aplicada em: 2012Banca: CEPERJÓrgão: CEDAE-RProva: Assistente Social
A realização de estudos socioeconômicos,é uma ação habitual no trabalho dos assistentes
sociais. Mioto (2009) define o estudo social como a análise de uma situação para subsidiar
o parecer profissional. Para a autora o documento final, a depender das particularidades
dos campos sócio-ocupacionais, pode ser elaborado de forma a:
ainstitucionalizar as verdades sociais
badquirir diversas configurações
ser meramente descritivo
dinterferir em aspectos ideoculturais
eter caráter persuasivo e constrangedor

101 - Aplicada em: 2012Banca: FCCÓrgão: TRT - 6ª Região (PEProva: Analista Judiciário -
Serviço Social
O assistente social, ao ser chamado para realizar um estudo social integrando determinado
projeto com outras áreas, deve comprometer-se com
I. uma prática crítica e propositiva capaz de interferir nas dinâmicas societárias e na
condição de vida do cidadão.
II. o retorno e o alcance social de produções que se refere a uma intenção de fazer o
caminho de volta, isto é retornar à realidade que sustentou a produção de conhecimento e
mobilizar ações que transformem essa realidade.
III. apreensão da realidade e ser referência para os pro- fissionais da categoria e de outras
áreas de conhecimento, bem como alimentadoras de práticas críticas.
aSe estiver correto APENAS o que se afirma em I.
bSe estiver correto APENAS o que se afirma em II.
cSe estiver correto APENAS o que se afirma em III.
dSe estiver correto APENAS o que se afirma em I e II.
Se estiver correto o que se afirma em I, II e III.

102 - Aplicada em: 2012Banca: FCCÓrgão: MPE-PEProva: Analista Ministerial - Serviço Social
O exercício da prática profissional do assistente social exige conhecer para intervir.
Portanto, o estudo social configura-se como um importante instrumento de desvelamento
e compreensão dessa realidade social e deve ser definido como
aatividade profissional cotidiana que permite o estudo das relações individuais e só deve
ser construído a partir do relato do usuário do serviço.
bprocesso metodológico específico do serviço social que tem por finalidade conhecer
profundamente e de forma crítica, uma determinada situação ou expressão da questão social,
objetivo da intervenção profissional.
cprocesso metodológico com o objetivo de formar subsídios para análise crítica da
realidade social mais ampla, mas não pode ser associado com a intervenção profissional.
ddocumento síntese construído a partir do uso da visita domiciliar, pois esta permite a
observação participante como requisito de conhecimento verdadeiro.
edocumento síntese realizado a partir da entrevista; no entanto, por se tratarem de
registros adquiridos por meio de relatos verbais, estes devem ser relativizados e considerados
verídicos com a realização das abordagens in loco.
103 - Aplicada em: 2012Banca: ESAFÓrgão: MIProva: Assistente Social
Sobre o Estudo Social e a Perícia Social no âmbito do trabalho do Assistente Social,
assinale a opção incorreta.
aO Estudo Social é um instrumento largamente utilizado nas mais diferentes áreas e
modalidades de intervenção, cuja finalidade é a orientação do processo de trabalho do próprio
Assistente Social.
bA realização de uma Perícia Social implica na realização do Estudo Social, porém o Estudo
Social não é em princípio uma perícia.
cA Perícia Social visa esclarecer situações consideradas problemáticas e/ou conflituosas no
plano dos litígios legais.
dA Lei n. 8.662, de 07 de junho de 1993, prevê que constituem atribuições privativas do
Assistente Social a realização de vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e
pareceres, sobre a matéria do Serviço Social.
O Estudo Social é o trabalho de investigação e diagnóstico do profissional do serviço social
com o objetivo de formar prova para subsidiar decisões.

104 - Aplicada em: 2012Banca: FUMARCÓrgão: TJ-MGProva: Técnico Judiciário - Assistente


Social
Considerando as semelhanças e diferenças existentes entre laudo, r elatório, estudo e
parecer estão corretas as alternativas, EXCETO:
aEstudo é o resultado da pesquisa sobre determinado assunto; relatório é a exposição
pormenorizada de circunstâncias, fatos ou objetos; laudo é o documento que contém parecer
ou opinião técnica conclusiva relativa a um caso ou assunto; parecer é a opinião técnica
fundamentada, sobre assunto de sua especialidade.
bO laudo não contém diretrizes ou sugestões; o relatório é a descrição ou relato do que foi
possível conhecer por meio de estudo.
cO laudo denota um estudo mais aprofundado, que contém parecer fundamentado sobre
determinado tema ou problemática e pressupõe o uso de linguagem técnica.
O Relatório contém subsídios para uma primeira tomada de conhecimentos, motivo pelo
qual se deve explicitar as razões pelas quais foram avaliados viáveis ou inviáveis
profissionalmente a informação ou o encaminhamento.

105 - Aplicada em: 2012Banca: FCCÓrgão: TRF - 2ª REGIÃProva: Analista Judiciário - Serviço
Social
Na área social utilizam-se, com frequência, a pesquisa qualitativa. Dentre as possibilidades
de escolha metodológica, encontram-se o ―estudo de caso‖, a respeito do qual é correto
afirmar:
aEssa escolha metodológica é ateórica porque se baseia em interpretações do senso
comum e suas conclusões não figuram no campo das ciências.
Deve ser rejeitado como instrumento de investigação, pois sua base teórica é imprecisa e,
em função da tendência de tratar com superficialidade os fenômenos históricos, não são
frequentemente utilizados nos grandes institutos de pesquisa.
cSó pode congregar o ponto de vista do pesquisador e, com isso, não dispõe de senso de
completude.
dÉ definido como estratégia de pesquisa que envolve uma investigação empírica de um
fenômeno particular, de um contexto da vida real, usando múltiplos métodos de coleta de
dados.
eEstuda os fenômenos contemporâneos descontextualizados da vida real, porém não
admite múltiplas fontes de evidência.
106 - Aplicada em: 2012Banca: FUNCABÓrgão: MPE-RProva:
Analista - Assistência Social
Podem-se destacar como instrumentais técnico-metodológicos mais frequentes para a
realização do Estudo Social do Serviço Social:
aexames laboratoriais e relatórios.
brelatórios técnicos e exames sociométricos.
ctécnicas laborativas e entrevistas abertas.
dvisitas institucionais e capacitações.
eentrevistas e visita domiciliar.

107 - Aplicada em: 2012Banca: CESPEÓrgão: MPE-PIProva: Analista Ministerial - Serviço


Social
Laudos e relatório resultam de um estudo realizado a partir da avaliação de um
profissional, que pode apresentar, ainda, um parecer sobre o que foi analisado. A diferença
entre laudo e parecer reside na natureza da fundamentação técnica de ambos.
CERTA.
108 - Aplicada em: 2012Banca: CESPÓrgão: MPE-PIProva: Analista Ministerial - Serviço
Social
Na elaboração de um parecer, deve-se levar em consideração a observação e os estudos
socioeconômicos, que exigem aproximação com a realidade social dos sujeitos
demandantes da ação. Essa aproximação pode ser efetuada exclusivamente por meio de
visita domiciliar.
ERRADA.
109 - Aplicada em: 2012Banca: FCCÓrgão: TJ-PEProva: Analista Judiciário - Assistência Social
O profissional de Serviço Social possui instrumentos técnico -operativos cujo uso adequado
possibilita o conhecimento dos sujeitos atendidos e das relações que estabelecem no meio
em que vivem. Pode ser identificado como instrumento utilizado
ana entrevista, com predomínio das individuais, com casais, famílias e colaterais.
bna observação lúdica e contatos lúdicos com a criança.
cna aplicação de testes com a família.
no preenchimento de formulários no atendimento inicial para pedido de guarda, tutela e
adoção.
eno estudo social para concessão do benefício da prestação continuada.

110 - Aplicada em: 2011Banca: FCÓrgão: TRE-PEProva: Analista Judiciário - Assistência


Social
O assistente social, no exercício de sua profissão, tem como uma de suas competências a
realização do estudo social. Este tem a finalidade de
I. conhecer a realidade social do âmbito da intervenção.
II. analisar a expressão da questão social na qual se deve atuar.
III. compreender os acontecimentos ou situações que motivam sua intervenção.
É correto o que consta em
aI, apenas.
bII, apenas.
cIII, apenas.
dII e III, apenas.
eI, II e III.
111 - Aplicada em: 2011Banca: CESGRANRIÓrgão: PetrobrasProva: Assistente Social Júnior
A entrevista é um dos instrumentos tradicionalmente utilizados pelo assistente social para
realizar estudos sociais.
Dentre as várias modalidades, as entrevistas
aconjuntas permitem observar o comportamento de cada indivíduo e suas relações fora de
seu contexto social.
bfamiliares possibilitam ao assistente social compreender a dinâmica e a estrutura
psicológica dos indivíduos.
cestruturadas privilegiam o diálogo aberto e livre, conduzido preferencialmente pelo
próprio entrevistado.
dsemiestruturadas comportam os roteiros preestabelecidos e o diálogo aberto com os
entrevistados.
enão estruturadas são conduzidas através de um formulário para a obtenção de
informações previamente definidas.

112 - Aplicada em: 201Banca: CESGRANRIOÓrgão: PetrobrasProva: Assistente Social Júnior


Na administração dos benefícios extrassalariais que a empresa concede como uma
contrapartida ao trabalhador, o estudo social realizado pelo assistente social
acomporta critérios de julgamento que subsidiam a concessão dos benefícios.
privilegia a racionalização dos benefícios com ênfase na contenção dos custos.
abrange o tratamento das exceções com base em princípios universais e equânimes
dserve como instrumento institucionalizador e legitimador dos interesses da empresa.
evisa à compatibilização entre o desempenho da função e a sua remuneração indireta.

113 - Aplicada em: 2011Banca: FUNIVERSAÓrgão: SES-DFProva: Especialista em Saúde -


Assistente Social
Considerando uma situação vivenciada por assistente social de unidade de atenção básica
à saúde, foi solicitada a elaboração de laudo social, tendo em vista a necessidade de
encaminhamento de um usuário para unidade de proteção social de média complexidade.
Assinale a alternativa correta com relação a laudo social.
aO laudo social é utilizado como elemento de prova, com a finalidade de dar suporte à
decisão com base na área de conhecimento do serviço social.
bO laudo social é o processo metodológico específico do serviço social, com a finalidade
de conhecer com profundidade, e de forma crítica, uma determinada situação ou expressão da
questão social, objeto de intervenção profissional.
cO laudo social é a opinião fundamentada, o estudo dos aspectos de uma lei ou de um
caso jurídico.
dO laudo social é a descrição ou o relato do que foi possível conhecer por meio do estudo
social.
eO laudo social é o processo em que um especialista realiza exame de situações sociais,
com a finalidade de emitir um parecer.

114 - Aplicada em: 2011Banca: CESGRANRIOÓrgão: FINEPProva: Analista - Serviço Social


Quando o assistente social busca conhecer, com profundidade e de forma crítica, uma
determinada situação, objeto da intervenção profissional, nos seus aspectos
socioeconômicos e culturais, ele realiza um(a)
aestudo social
blaudo pericial
cparecer social
drelatório social
einstrução pericial

115 - Aplicada em: 2011Banca: CESPEÓrgão: CorreiosProva: Analista de Correios -


Assistente Social
Considerando as diferentes concepções de interdisciplinaridade, julgue os itens
subsequentes.
A atuação em equipe interdisciplinar permite ao assistente social e aos profissionais de
outras áreas regulamentadas a elaboração, emissão e(ou) subscrição de opinião técnica
sobre matéria de serviço social, por meio de pareceres, laudos e perícias. Na formulação
desses documentos, a participação das diversas áreas é ampla, sem a delimitação do
objeto de cada uma.
ERRADA.
116 - Aplicada em: 2011Banca: FCÓrgão: TRT - 23ª REGIÃO (MTProva: Analista Judiciário -
Serviço Social
O laudo social é um documento que oferece elementos para a formação de juízo e tomada
de decisão que envolve direitos fundamentais e sociais, com o registro das informações
mais significativas do estudo e da análise realizados. A estrutura de registro de um laudo
social deve conter
aintrodução, identificação, metodologia, relato analítico, conclusão ou parecer social.
bjustificativa, introdução, metodologia, relato analítico, avaliação ou parecer social.
capresentação, identificação, metodologia, análise, acompanhamento ou monitoramento.
dintrodução, justificativa, diagnóstico, avaliação, encaminhamento ou articulação com a
rede socioassistencial.
eidentificação, justificativa, metodologia, diagnóstico, conclusão ou parecer social.

117 - Aplicada em: 2011Banca: FCCÓrgão: TRT - 23ª REGIÃO (MT)Prova: Analista Judiciário -
Serviço Social
A perícia social tem como finalidade subsidiar uma decisão, via de regra, judicial. Ela é
realizada por meio de
alaudo social.
babordagem individual.
cpesquisa investigativa.
dparecer social.
estudo social.

118 - Aplicada em: 2011Banca: CESPEÓrgão: SEDUC-AMProva: Assistente Social


Caso seja solicitado ao assistente social da escola pública o parecer social da situação
apresentada, o profissional deverá recusar-se a realizá-lo, por se tratar de atividade
específica do campo sociojurídico.
ERRADA.
119 - Aplicada em: 2011Banca: CESPÓrgão: SEDUC-AMProva: Assistente Social
No caso de realização de estudo social, o assistente social dev erá adotar, exclusivamente, o
critério socioeconômico para avaliar se Fabíola terá condições de permanecer com o(a)
filho(a) após seu nascimento.
ERRADA.
120 - Aplicada em: 2011Banca: OBJETIVÓrgão: Prefeitura de Chapecó – SCProva: Assistente
Social
Sobre o estudo social e a elaboração do parecer social, em conformidade com a publicação
do CFESS, assinalar a alternativa CORRETA:
aO conteúdo do parecer social deve basear-se nas situações previstas, havendo uma
dissonância entre os elementos constitutivos trabalhados, os aspectos relevantes e a conclusão.
bNa coleta de dados, ao realizar a entrevista, deve-se explicitar o objetivo para o usuário,
buscando uma postura horizontal, situando-o quanto ao processo realizado e as exigências
institucionais e legais, estabelecendo os procedimentos adotados para a realização do estudo e,
inclusive, socializando com ele a conclusão do estudo realizado.
cNa elaboração do parecer social, é dispensável a opinião profissional sobre a referida
situação que gerou a solicitação do parecer.
dO estudo socioeconômico sempre deve ser encaminhado aos setores solicitantes, e o
parecer acompanhado de todo o estudo social e de anotações realizadas sobre a situação.

121 - Aplicada em: 2011Banca: CESPEÓrgão: TJ-ESProva: Analista Judiciário - Serviço Social
O trabalho do assistente social na instituição judiciária foi, historicamente, direcionado
pelo modelo de abordagem individual, particularmente as etapas metodológicas da
investigação e do diagnóstico que compõem o estudo social, mesmo após o movimento de
reconceituação.
CERTA.
122 - Aplicada em: 2011Banca: CESPEÓrgão: TJ-ESProva: Analista Judiciário - Serviço Social
O estudo social é requerido a assistentes sociais, psicólogos, pedagogos ou outros
profissionais que compõem o quadro de profissionais do Poder Judiciário.
ERRADA.
123 - Aplicada em: 2011Banca: CESPEÓrgão: TJ-EProva: Analista Judiciário - Serviço Social
Na área jurídica, o estudo social tem sido utilizado, fundamentalmente, com a finalidade de
aplicar as medidas judiciais dispostas no Estatuto da Criança e do Adolescente e na
legislação civil referente à família.
ERRADA
124 - Aplicada em: 2011Banca: CESPEÓrgão: TJ-ESProva: Analista Judiciário - Serviço Social
A recente revalorização do parecer social compõe um processo que visa sistematizar e
aprimorar os meios de intervenção social, com a finalidade de dar materi alidade ao projeto
ético- político da profissão.
CERTA.
125 - Aplicada em: 201Banca: CESPEÓrgão: TJ-ESProva: Analista Judiciário - Serviço Social
O laudo e(ou) parecer social compõem o rol de informações utilizadas pela instituição
jurídica na procura da verdade, constituindo, assim, instrumentos de poder, pois
colaboram, não raras vezes, de modo determinante, para a definição do futuro de crianças,
adolescentes e famílias.
CERTA.
126 - Aplicada em: 2011Banca: CESPEÓrgão: TJ-ESProva: Analista Judiciário - Serviço Social
A perícia social, composta por estudo, laudo e emissão de parecer é embasada nos
fundamentos teórico-metodológicos, ético-políticos e técnico-operativos do serviço social,
destina- se a subsidiar avaliações e julgamentos.
CERTA.
127 - Aplicada em: 2011Banca: CESPEÓrgão: TJ-ESProva: Analista Judiciário - Serviço Social
No processo de elaboração de estudo social, perícia social, laudo social e parecer social,
não são requeridas dos assistentes sociais informações de caráter jurídico ou a
interpretação da lei, mas conhecimentos específicos do serviço social, que contribuam para
o processo de aplicação justa da lei.
ERRADA.
128 - Aplicada em: 2011Banca: FCCÓrgão: TRT - 1ª REGIÃO (RJ)Prova: Analista Judiciário -
Serviço Social
Em relação às estratégias profissionais e ao instrumental técnico -operativo utilizado no
processo de trabalho profissional , considere:
I. O parecer social é parte integrante do estudo social e para a sua concretização o
assistente social deve primar pela observação e compreensão da realidade do indivíduo ou
fato estudado.
II. O laudo social é um instrumental utilizado para a construção de um conhecimento
sistematizado e complexo da realidade do usuário.
III. O Serviço Social tem como seu objeto de investigação, para a construção de laudos
sociais, a realidade socioeconômica e as diferentes expressões da questão social.
IV. O parecer social é um instrumento de inclusão e não de julgamento de valor.
V. O parecer social deve ser indicativo de fatores do usuário, uma vez que faz referência ao
estudo social.
Está correto o que se afirma APENAS em
aI, II e III.
bII, IV e V.
cII, III e IV.
dI, III e V.
eI, IV e V.

129 - Aplicada em: 2011Banca: FCÓrgão: TRT - 1ª REGIÃO (RJ)Prova: Analista Judiciário -
Serviço Social
São instrumentos que registram e marcam diferentes níveis de decisão no processo de
planejamento, em maior ou menor proximidade com a ação, e guardam entre si coerência
e um relativo grau de interdependência:
alaudo, parecer e estudo social.
bentrevista, visita domiciliar e estudo social.
estudo social, planejamento estratégico e projeto.
destudo de caso, diagnóstico e parecer social.
eplano, programa e projeto.

130 - Aplicada em: 2010Banca: COVEST-COPSETÓrgão: UFPEProva: Assistente Social


O estudo social, a perícia social, o laudo social e o parecer social fazem parte da
metodologia de trabalho de domínio específico e exclusivo do assistente social, que
poderá utilizar para sua preparação, se necessário, instrumentos como:
aavaliação processual, diagnóstico, tratamento, encaminhamento, contatos partidários e
formação de redes sociais.
bgestão de pessoas, entrevistas, vinculação político-partidária, consulta de documentação
pessoal dos usuários.
centrevistas individuais e grupais, visitas domiciliares, visitas institucionais, além da consulta
de material bibliográfico e documental.
dvisitas interinstitucionais, visitas domiciliares, abordagem aos usuários e consolidação de
redes solidárias.
eentrevistas estruturadas e semiestruturadas, visitas domiciliares, formação de redes
sociopartidárias, análise de documentação.
131 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: ABINProva: Oficial Técnico de Inteligência –
Área de Serviço Social
A partir da situação hipotética acima apresentada, julgue os itens a seguir, re lativos ao
processo de intervenção profissional.
A perícia social corresponde ao processo de discussão, em parceria com outros
profissionais, para a tomada de decisão sobre os procedimentos a serem adotados no
atendimento ao servidor e a seus familiares após a confirmação do diagnóstico de
depressão.
ERRADA.
132 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: ABINProva: Oficial Técnico de Inteligência –
Área de Serviço Social
A partir da situação hipotética acima apresentada, julgue os itens a seguir, relativos ao
processo de intervenção profissional.
Nessa situação, uma equipe interdisciplinar deve intervir, e o posicionamento técnico da
equipe deve ser expresso mediante a emissão de parecer conjunto.
ERRADA.
133 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: MPUProva: Analista de Saúde - Serviço Social
Julgue o próximo item, quanto às formas de registros mais comumente utilizadas pelo
assistente social no cotidiano profissional.
Depois de anexado aos documentos relativos a um usuário, o relatório soc ial elaborado
pelo assistente social pode ser modificado, não sendo necessário informar ou justificar aos
demais profissionais envolvidos no atendimento o motivo da referida alteração.
ERRADA.
134 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: MPUProva: Analista de Saúde - Serviço Social
Julgue o próximo item, quanto às formas de registros mais comumente utilizadas pelo
assistente social no cotidiano profissional.
Para que o estudo social a ser realizado fortaleça o trabalho do assistente social, é
recomendada a adoção de um modelo único, com conteúdos similares, elaborado a partir
de roteiro ou formulário definido anteriormente.
ERRADA.
135 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: MPUProva: Analista de Saúde - Serviço Social
Julgue o próximo item, quanto às formas de registros mais comumente utilizadas pelo
assistente social no cotidiano profissional.
Ao elaborar relatório social ou laudo, o assistente social deve descrever detalhadamente as
informações registradas durante a realização do estudo, sem, contudo, interpretar os
dados, para evitar a explicitação de seu posicionamento político.
ERRADA.
136 - Aplicada em: 2010Banca: TJ-SCÓrgão: TJ-SCProva: Assistente Social
Em relação aos conceitos de perícia social, estudo social, parecer, pesquisa social e
relatório social, assinale a alternativa correta.
a Perícia social consiste em um instrumento processual no qual o assistente social realiza
um exame técnico de uma situação social a fim de fundamentar uma decisão judicial, sem emitir
parecer.
bParecer social é estruturado a partir de elementos como identificação, metodologia, relato
analítico e conclusão.
cPesquisa social consiste em coletar dados a partir de instrumental definido pelo assistente
social.
dRelatório social é o instrumento pelo qual o assistente social realiza exame de situações
sociais com a finalidade de subsidiar uma pesquisa.
eEstudo social é o instrumento utilizado para conhecer e analisar a situação vivida por
determinados sujeitos ou grupos de sujeitos sociais, sobre o qual fomos chamados a opinar.
137 - Aplicada em: 2010Banca: TJ-SCÓrgão: TJ-SCProva: Assistente Social
O tema perícia social na esfera do judiciário vem produzindo importantes debates,
entretanto, não é claro para os assistentes sociais judiciários a diferença entre estudo
social e perícia social. Assinale a alternativa correta no que concerne a estes instrumentos.
a A realização da perícia implica na elaboração de um estudo social, porém o estudo social
não é em princípio uma perícia, porque a perícia não tem a finalidade de emitir um parecer
sobre o caso.
bO estudo social não se remete a situações passadas, foca-se na situação atual das partes.
cA perícia social é um processo pelo qual o Assistente Social realiza um exame de situações
sociais, com a finalidade de emitir um parecer.
dPara elaboração da perícia com maior precisão, o perito deve estabelecer vínculo de
intimidade com as partes.
eA perícia social não pode ser considerada meio probatório, já o estudo social poderá
constituir elemento de prova processual.

138 - Aplicada em: 2010Banca: TJ-SCÓrgão: TJ-SCProva: Assistente Social


Entre os instrumentos técnico-operativos utilizados pelo assistente social no Poder
Judiciário, a entrevista, a visita domiciliar e registros como relatórios, laudos e pareceres,
figuram como mais comuns. A respeito destes instrumentos, complete as lacunas abaixo.
I. _____________________ tem por objetivo clarificar situações, considerar o caso nas
particularidades de seu contexto sociocultural e de relações sociais.
II. ______________________ é utilizado no judiciário como mais um elemento de "prova", a fim
de dar suporte à decisão judicial.
III. ______________________ possibilita a construção de alternativas de intervenções, devendo,
para tal, partir do manifesto pelos sujeitos e/ou situação que provocou a ação.
IV. ____________________ apresentação descritiva e interpretativa de uma situação ou
expressão da questão social.
V. _______________________esclarecimentos e análises com base em conhecimento específico
do Serviço Social, a uma questão ou questões relacionadas a decisões a serem tomadas.
a Relatório social / Parecer social / Entrevista / Visita domiciliar / Laudo social.
bParecer social / Visita domiciliar / Laudo social / Entrevista / Relatório social.
cVisita domiciliar / Laudo social / Entrevista / Parecer social / Relatório social.
dVisita domiciliar / Laudo social / Entrevista / Relatório social / Parecer social.
eLaudo social / Entrevista / Parecer social / Visita domiciliar / Relatório social.

139 - Aplicada em: 2010Banca: FUNIVERSÓrgão: MPE-GOProva: Atendente Social


Eunice Fávero (2009) afirma que "a instrução social faz parte da instrução processual, ou
seja, conhecimentos da área de Serviço Social, registrados em um informe, um relatório,
um laudo ou um parecer, servem de referência ou prova documental que vai contribuir
para formar o processo, para informar a ação sobre a qual o magistrado decide." Para a
realização dessa atividade, o assistente social procura analisar o cont exto histórico, o
cenário institucional, os sujeitos envolvidos, as relações primárias; ou seja, um conjunto de
mediações que determinam a realidade analisada, mas que não estão aparentemente
dadas; enfim, o assistente social elabora um estudo social. O re sultado do estudo social é
um documento escrito, em geral, apensado ao processo. Conforme o disposto e o
conhecimento acerca desse tema, assinale a alternativa correta.
aO relatório social é o registro que documenta as informações significativas, recolhidas por
meio do estudo social, permeado ou finalizado com interpretação e análise.
bO relatório social deve necessariamente detalhar todos os conteúdos do estudo realizado.
cO laudo social é o documento no qual constam o registro do objeto de estudo, a
identificação dos sujeitos envolvidos e um breve histórico da situação, a finalidade à qual se
destina, os procedimentos utilizados, os aspectos significativos levantados na entrevista e a
análise da situação.
dO laudo social pode ser parte final de uma perícia social ou pode ser realizado em razão
de determinação judicial, com base em conteúdos já documentados nos autos e(ou)
informações complementares.
eO laudo social apresenta, em sua estrutura: a introdução, indicando a demanda judicial e
os objetivos do trabalho, a metodologia utilizada para a efetivação do trabalho, a definição
breve de alguns conceitos utilizados e um parecer social.

140 - Aplicada em: 2010Banca: FUNIVERSAÓrgão: MPE-GProva: Atendente Social


A instrução social é uma prática profissional do Serviço Social que faz parte
ada instrução processual, ou seja, conhecimentos da área de Serviço Social, registrados em
um informe, um relatório, um laudo ou um parecer. É uma atividade da profissão que serve de
referência ou prova documental que vai contribuir para formar o processo, para informar a ação
sobre a qual o magistrado decide.
do processo penal que pode ou não ser relativa ao domínio específico da área de Serviço
Social, pois se trata de um informe que o magistrado pode ou não levar em consideração.
cda instrução processual em que o Serviço Social decide sobre um laudo, e o magistrado
apenas encaminha a decisão.
ddo processo penal que necessariamente tem de ser do domínio da área do Serviço Social,
mas que o magistrado pode levar em consideração, pois é ele quem decide.
edo processo penal, ou seja, expõe conhecimentos da área de Serviço Social, registrados
em um informe, um relatório, um laudo ou um parecer. É uma atividade da profissão que serve
de referência ou prova documental que vai contribuir para formar o processo, para informar a
ação sobre a qual o magistrado decide.

141 - Aplicada em: 2010Banca: FUNIVERSAÓrgão: MPE-GOProva: Atendente Social


A contribuição do Serviço Social acerca de uma situação processual acontece, geralmente,
por meio de um estudo
ade caso. Trata-se de um instrumento que não tem valor pericial, mas complementa a
perícia que pode ser feita pelo profissional de Serviço Social ou de áreas afins.
bsocial. Trata-se de instrumento equivalente à perícia especializada, que pode ser feita pelo
assistente social ou outro profissional do quadro do Poder Judiciário.
cde caso que é típico da formação do Serviço Social na década de 60 do século XX e que o
Poder Judiciário hoje está reaproveitando.
dsocial. Trata-se de um instrumento equivalente à perícia social que, necessariamente, é
realizada por um profissional graduado em Serviço Social.
e social, que pode ser feito por qualquer profissional da área social, desde que seja do
quadro efetivo do Poder Judiciário.

142 - Aplicada em: 201Banca: EXATUSÓrgão: CEFET-RJProva: Assistente Social


Sobre o parecer social, é correto afirmar que:
I - é um documento específico elaborado por assistente social, se traduz na apresentação
descritiva e interpretativa de uma situação ou expressão da questão social, enquanto
objeto da intervenção desse profissional, no seu cotidiano laborativo.
II - diz respeito a esclarecimento e análises, com base em conhecimento específico do
Serviço social, a uma questão ou questões relacionadas a decisões a serem tomadas.
III - é uma avaliação, exame ou vistoria, solicitada ou determinada sempre que exigir um
parecer técnico ou científico de determinada área de conhecimento, que contribua para o
juiz formar a sua convicção para tomada de decisão.
IV - pode ser emitido enquanto parte final ou conclusão de um laudo, bem como enquanto
resposta a consulta ou a determinação da autoridade judiciária a respeito de alguma
questão constante em processo já acompanhado pelo profissional.
aApenas as afirmativas I e II estão corretas.
b Apenas as afirmativas III e IV estão corretas.
cApenas as afirmativas I e III estão corretas.
dApenas as afirmativas II e IV estão corretas.

143 - Aplicada em: 2010Banca: EXATUSÓrgão: CEFET-RJProva: Assistente Social


É um processo metodológico específico do Serviço Social, que tem por finalidade conhecer
com profundidade, e de forma crítica, uma determinada situação ou expressão da questão
social, objeto de intervenção profissional – especialmente nos seus aspectos sócio-
econômicos e culturais. Tem sido utilizado nas mais diversas áreas da intervenção do
Serviço Social. O processo metodológico descrito acima, se refere:
aA Perícia Social
bO Estudo Social
cAo Parecer Social
dAo Laudo Social

144 - Aplicada em: 2010Banca: FCCÓrgão: TJ-PIProva: Analista Judiciário - Assistência Social
Dentre as atribuições propostas para o assistente social no campo sociojurídico inclui -se a
elaboração de relatório social, cujo processo deve considerar que
aneste campo de ação a autonomia profissional é relativa e, portanto, a construção de
indicadores que levem à elucidação verdadeira dos fatos, submetese ao posicionamento do juiz
por ser a maior autoridade no assunto.
bsua função principal é desvelar a verdade dos acontecimentos ou situações e, neste caso,
a participação do assistente social deve ser no sentido de elucidar que a construção desta
verdade, considerando- a sob a égide a-histórica e subjetiva.
cesta ação não pode e não deve estar contaminada pela lógica de um projeto de classe
social, pois desta maneira atribuiria posicionamento maniqueísta às verdades contidas no
relatório social.
dsua função principal é desvelar a verdade dos acontecimentos ou situações e, neste caso,
a participação do assistente social deve ser no sentido de elucidar que a construção desta
verdade é histórica e construída socialmente.
enão cabe ao profissional de serviço social atribuir uma dimensão teleológica e sim compor
seu relatório de forma neutra e pragmática, para facilitar a decisão do juiz em torno da garantia
da justiça e direito social.

145 - Aplicada em: 2010Banca: FCCÓrgão: TJ-PIProva: Analista Judiciário - Assistência Social
O laudo social é utilizado no meio judiciário com a finalidade de dar suporte à decisão
judicial. Deve compor sua estrutura:
aintrodução (com a indicação da demanda judicial e os objetivos); identificação dos sujeitos
envolvidos; metodologia; relato analítico (que consta a construção histórica da questão
estudada e da situação atual) e conclusão ou parecer social (que além de sintetizar a situação
deve ser desprovido de parecer e análise crítica para preservar a neutralidade na condução do
processo).
bintrodução (com a identificação dos sujeitos); composição familiar (em forma de quadro
que permita identificar o grau de parentesco); situação de renda familiar e parecer conclusivo
(que não deve conter posicionamento do profissional, pois esta atribuição para o caso do
judiciário é atribuição privativa dos juízes).
cintrodução (com a indicação da demanda judicial e os objetivos); identificação dos sujeitos
envolvidos; metodologia; relato analítico (que consta a construção histórica da questão
estudada e da situação atual) e conclusão ou parecer social (que além de sintetizar a situação
contém a análise crítica e indica alternativas).
dobjeto (que especifica o que se pretende apontar, com a apresentação de um rápido
diagnóstico das relações institucionais que envolvem o caso); objetivo (constando quais os fins a
que se destina o laudo); metodologia e conclusão (para expor o parecer analítico).
eintrodução (com os dados da realidade social da família); identificação dos sujeitos
envolvidos (ou seja dos acusados e vítimas do caso); metodologia (constando o caminho a ser
trilhado pelo juiz na análise do caso); relato analítico (que consta a situação atual) e conclusão
ou parecer social (que além de sintetizar a situação contém a análise crítica e indica
alternativas).

146 - Aplicada em: 2010Banca: FUNDEP (Gestão de Concursos)Órgão: TJ-


MGProva: Assistente Social
PIZZOL (2006) escreveu que é imprescindível que todos os profissionais que são chamados
a desenvolver o relevante trabalho de perito judicial tenham conhecimento sobre o
assunto do qual vão se ocupar. Esse trabalho deve ser desenvolvido segundo as regras
estipuladas no Código de Processo Civil.
Dessa forma, é INCORRETO afirmar que
aos peritos serão escolhidos entre profissionais de nível superior, devidamente inscritos em
órgão da classe.
bo juiz será assistido por perito, quando a prova do fato depender de conhecimento
técnico ou cientifico.
co perito deverá ser oficiado, sendo inviável a escusa a determinação judicial.
do perito que, por dolo ou culpa, prestar informações inverídicas responderá pelos
prejuízos que causar à parte e incorrerá em sansões que a lei penal estabelecer.

147 - Aplicada em: 2010Banca: FUNDEP (Gestão de Concursos)Órgão: TJ-


MGProva: Assistente Social
A Lei 8.662/93, em seu artigo 5º dispõe que é atribuição privativa do Assistente Social
realizar vistorias, perícias técnicas, laudos periciais, informações e pareceres sobre a
matéria do Serviço Social. Para o exercício dessa atividade o profissional nomead o a
assessorar o juiz deve deter qualificação específica para produzir a prova pericial.
Assim sendo, são consideradas qualificações desse profissional as abaixo relacionadas,
EXCETO
competência técnica, teórico e metodológica concernentes com a formação.
bhabilidade técnica na utilização dos instrumentais de trabalho, resguardando a sua
autonomia na escolha dos que forem pertinentes ao caso.
ccaráter interventivo/operativo na questão encontrada no contexto investigado.
dconhecimento técnico e teórico dos meios legais, bem como os moralmente legítimos,
considerados hábeis para provar a verdade dos fatos.

148 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: IPAJMProva: Assistente Social


No contexto da perícia social, assinale a opção correta a respeito dos conceitos para laudo
e parecer social.
aO laudo social é um documento que resulta de um processo de perícia social, em que são
registrados os elementos mais pertinentes do estudo realizado, inclusive o parecer social, que
consiste em opinião fundamentada do assistente social acerca de determinada situação.
bConsiderados instrumentos da perícia social, ambos podem ser utilizados e elaborados
somente por um profissional com registro no Conselho de Serviço Social de sua região de
atuação, salvo em casos de calamidade pública, em que poderá ser elaborado por outro
profissional de equipe psicossocial.
cO laudo social constitui uma conclusão fundamentada do assistente social sobre uma
situação estudada, finalizada por uma sugestão para a solução de um conflito, do ponto de vista
social, enquanto o parecer social é o instrumento utilizado para se tomar conhecimento da
situação social de determinados sujeitos e de suas contradições.
dLaudo e parecer social são técnicas muito utilizadas no serviço social e podem ser
consideradas sinônimas, pois ambas constituem um saber que deverá assessorar alguma
autoridade em um processo de tomada de decisão.
eA diferença tênue entre o laudo e o parecer social é que o primeiro apresenta uma
dimensão mais crítica e o segundo, por sua vez, deve ter um foco mais narrativo e analítico da
situação objeto do estudo de caso.

149 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: IPAJMProva: Assistente Social


Com relação ao estudo social, assinale a opção correta.
aNa realização de um estudo social, o assistente social só deverá se pautar pelo que é dito
verbalmente; afinal, sua análise deverá se orientar pelos critérios da objetividade e do rigor
científico.
O estudo social tem como objetivo, como o próprio nome indica, estudar a singularidade
dos indivíduos envolvidos nesse processo. Não é o momento para realização de análises de
caráter universal, que caracterizam outros instrumentais técnico-operativos do serviço social.
cNem as entrevistas individuais ou conjuntas, nem a visita domiciliar fazem parte do estudo
social, pois são instrumentais técnico-operativos do serviço social que não cabem nessa
abordagem.
dO conteúdo significativo do estudo social, que é um processo metodológico específico do
serviço social, reporta-se à expressão da questão social presente na situação a ser investigada e
sobre a qual o profissional deve buscar o conhecimento aprofundado e crítico.
O ideal é que o estudo social seja realizado a partir das primeiras impressões, do imediato e
do que é posto aos olhos, para evitar qualquer tipo de interferência do profissional, que deverá
resguardar a neutralidade nesse processo.

150 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: SERPROProva: Analista - Serviço Social


Na elaboração de laudo, o assistente social deve contextualizar, da forma mais detalhada
possível, o estudo realizado, mas não deve indicar os instrumentos usados na abordagem,
por serem esses instrumentos considerados de domínio exclusivo do profissional.
ERRADA.
151 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: Banco da AmazôniaProva: Técnico Científico -
Serviço Social
A respeito do laudo e do parecer social, julgue os itens que se seguem.
O parecer social é um instrumento de intervenção realizado a partir de um estudo social e
não exige uma estruturação conclusiva.
ERRADA.
152 - Aplicada em: 2010Banca: CESPEÓrgão: Banco da AmazôniaProva: Técnico Científico -
Serviço Social
A respeito do laudo e do parecer social, julgue os itens que se seguem.
No laudo social, registram-se os aspectos mais relevantes do estudo social e do parecer
social.
CERTA.
153 - Aplicada em: 2009Banca: VUNESPÓrgão: CETESBProva: Analista - Educação Ambiental
O Parecer Social, de acordo com publicação organizada pelo CFESS que trata do tema, é
um instrumento técnico utilizado pelos assistentes sociais, sendo compreendido como
instrumento de viabilização de direitos. Sua elaboração deve ter por base a observação e a
realização do estudo socioeconômico de uma dada situação. Uma vez finalizados (estudo e
parecer), o profissional deverá encaminhar aos setores solicitantes
ao estudo socioeconômico e o parecer social.
ba definição da concessão do benefício.
ca conclusão do parecer e a avaliação médico-pericial.
dsomente o estudo socioeconômico.
esomente o parecer social.

154 - Aplicada em: 2009Banca: FCCÓrgão: TRT - 3ª Região (MG)Prova: Analista Judiciário -
Serviço Social
O laudo social é um documento que expressa a elaboração conclusiva do estudo social e
seus resultados devem ser apresentados de forma enxuta, precisa e clara. O laudo pode
constituir um meio de prova, enquanto declaração técnica, o que coloca em destaque
aum exame de situações sociais, com a finalidade de emitir um parecer sobre a prova.
ba responsabilidade ético-profissional dos agentes signatários.
co discurso competente, permitido e autorizado pela burocracia da organização.
da função de um conciliador como parte de uma equipe interprofissional.
euma identidade entre seus signatários, levando à diluição das particularidades
profissionais.

155 - Aplicada em: 2009Banca: FCCÓrgão: TJ-APProva: Analista Judiciário - Assistência


Social
No âmbito do Judiciário, o assistente social tem como uma de suas atribuições a feitura do
laudo social, o qual deve
acontemplar a inclusão dos sujeitos singulares, na universalidade mais ampla na qual se
inserem.
bagregar as informações referentes às condições de vida de forma subsidiária às
informações psicossociais.
ccontemplar informações do sujeito em questão e os dados referentes à vida familiar e
social deverão ser acrescentados apenas quando solicitados pelo Juiz.
dbasear-se fundamentalmente nas primeiras impressões, do imediato, do que é posto aos
olhos.
eapresentar um diagnóstico social sem nenhum juízo de valor e desprovido de
fundamentação eticopolítica.

156 - Aplicada em: 2009Banca: FCCÓrgão: TJ-APProva: Analista Judiciário - Assistência


Social
Uma das atribuições específicas do assistente social que atua no Poder Judiciário é
aacompanhar criança até o local do abrigo e realizar desligamento.
batuar como curador de menores e atender prestação de contas em caso de tutela.
cacompanhar diligências de busca e apreensão.
drealizar execução de medida socioeducativa.
eemitir parecer a respeito da família de criança abrigada.

157 - Aplicada em: 2009Banca: IF-MAÓrgão: IF-MAProva: Assistente Social


O Estudo Social é um processo metodológico específico do Serviço Social que tem como
finalidade conhecer, com profundidade e de forma crítica, uma determinada situação ou
expressão da questão social, objeto da intervenção profissional – especialmente nos seus
aspectos socioeconômicos e culturais. Quando o trabalho de investigação do profissional
do Serviço Social constitui- se com objetivo de formar prova para subsidiar decisões,
adeixa de ser tão somente um estudo social e toma característica de parecer social.
balém de ser um estudo social, toma característica de relatório social.
cdeixa de ser tão somente um estudo social e toma característica de perícia social.
dassume o papel de intervenção direta e tomada de decisões pelo assistente social.
e possibilita o conhecimento da realidade para que o assistente social interfira na
problemática.

158 - Aplicada em: 2009Banca: CESPEÓrgão: FUBProva: Assistente Social


A elaboração dos laudos e pareceres, de abrangência coletiva ou particularizada em
indivíduos e famílias, deve ser fundamentada nos princípios e diretrizes presentes na
legislação profissional.
CERTA.
159 - Aplicada em: 2009Banca: CESPEÓrgão: FUBProva: Assistente Social
Na construção do laudo social deve-se focar no indivíduo isoladamente, de modo a
garantir o aprofundamento do caso.
ERRADA.
160 - Aplicada em: 2009Banca: CESPEÓrgão: FUBProva: Assistente Social
O assistente social é solicitado para elaborar laudos e pareceres no campo sociojurídico;
eles contribuem para o conhecimento jurídico e para a interpretação da lei.
CERTA.
161 - Aplicada em: 2009Banca: CESPEÓrgão: FUBProva: Assistente Social
O assistente social tem obrigação de apresentar-se à justiça, quando convocado na
qualidade de perito para emitir laudo acerca da área de sua competência profissional.
CERTA.
162 - Aplicada em: 2009Banca: FCCÓrgão: MPE-SEProva: Analista do Ministério Público –
Especialidade Serviço Social
Um dos eixos de sustentação da ação profissional, no campo jurídico, na elaboração da
perícia social, é a
ainterdisciplinaridade.
bautonomia.
cpolítica social.
ddeclaração de direitos.
enormatização.

163 - Aplicada em: 2009Banca: FCCÓrgão: MPE-SEProva: Analista do Ministério Público –


Especialidade Serviço Social
O poder da ação e do parecer dos Assistentes Sociais, nas decisões judiciais, está
relacionado
aao parecer técnico.
bao laudo social.
cà compreensão do sujeito.
dà análise social.
eà ação profissional.
164 - Aplicada em: 2009Banca: FCCÓrgão: MPE-SEProva: Analista do Ministério Público –
Especialidade Serviço Social
A apresentação da perícia social aos juízes se faz mediante o laudo social. Pode constituir -
se em um meio de prova, tratando-se de uma declaração técnica. A perícia social tem
como finalidade
aouvir e analisar as versões e as interpretações judiciárias.
bconhecer situações-problemas e julgar os elementos que se encontram em análise.
cemitir uma análise sobre a organização dos processos judiciários.
demitir parecer sobre situações conflituosas na ótica dos litígios sociais.
eanalisar uma situação a ser descoberta e tomar uma posição própria na condução do
trabalho pericial.

165 - Aplicada em: 2009Banca: FCCÓrgão: MPE-SEProva: Analista do Ministério Público –


Especialidade Serviço Social
Dentre os instrumentos básicos que o Assistente Social dispõe para a realização d a perícia
social está
aa técnica.
ba documentação.
co recurso.
da metodologia.
ea teoria.

166 - Aplicada em: 2009Banca: CESPEÓrgão: DETRAN-DFProva: Analista - Serviço Social


A elaboração de um parecer social pelo profissional de serviço social tem, por base, a
observação e a realização do estudo socioeconômico de uma dada situação e envolve
aspectos tais como: ético-políticos, teórico-metodológicos e técnico-operativos.
CERTA.
167 - Aplicada em: 2009Banca: CESPEÓrgão: DETRAN-DFProva: Analista - Serviço Social
O laudo social faz parte da metodologia de trabalho do assistente social e contribui para a
formação de um juízo. Sua elaboração deve conter breve contextualização do estudo
realizado sem identificar os sujeitos envolvidos na situação, de modo a preservar o sigilo e
a identidade destes.
ERRADA.
168 - Aplicada em: 2008Banca: FCCÓrgão: TRT - 18ª Região (GO)Prova: Analista Judiciário -
Serviço Social
O parecer social diz respeito a esclarecimentos e análises, com base em conhecimentos
específicos do Serviço Social de questões relacionadas a decisões a serem tomadas.
Embasa-se em estudo rigoroso, sendo de caráter conclusivo ou indicativo. Sua
fundamentação esgota-se
anos registros, oferecendo elementos de base social para a formação de uma opinião.
bnum processo que tem por finalidade conhecer uma determinada situação.
cna opinião técnica de um ou mais assistentes sociais, sobre uma dada situação.
dna teoria, na ética e nas técnicas do Serviço Social.
eno diálogo, na observação, na análise e no registro.
169 - Aplicada em: 2008Banca: Prefeitura do Rio de Janeiro –
RJÓrgão: COMLURBProva: Assistente Social
Depoimento de um profissional de Serviço Social:
―...Há necessidade de um registro estatístico. É uma solicitação da empresa que responde
também ao Serviço Social. Sabemos qual a maior incidência de problemática e desta nos
setores. Para o Serviço Social, este registro, os dados, são utilizados sempre visando à
intervenção de acordo com as necessidades constatadas‖ (extraído de Carvalho, R. R.
Positivismo e Serviço Social. UFRJ/ESS. Teses, 1990).
Com base nesse depoimento, no que se refere às ponderações de Fávero (2004) quanto ao
Estudo Social, a afirmação CORRETA é:
ao Assistente Social deve realizar o Estudo Social e o seu registro a partir de dados
estatísticos, que lhe possibilite enquadrar ―normalidades e anormalidades‖
bo Assistente Social deve realizar o Estudo Social e o seu registro sem avaliar as
conseqüências do saber-poder presentes nas suas ações e ou nos dados estatísticos obtidos
co Assistente Social deve realizar o Estudo Social e o seu registro a partir de pesquisa
bibliográfica, não levando em consideração os dados obtidos junto aos atores envolvidos na
situação
do Assistente Social deve tomar cuidado para que o Estudo Social e o seu registro
documental não sejam realizados a partir das primeiras impressões, ou seja, a partir de dados
imediatos, sem uma análise mais aprofundada

170 - Aplicada em: 2008Banca: OBJETIVAÓrgão: Prefeitura de Chapecó –


SCProva: Assistente Social
Em relação a laudos, pareceres e estudos sociais, assinalar a alternativa CORRETA:
aParecer e estudo social distinguem-se de laudos.
bLaudos, pareceres e estudos sociais são diferentes apenas na terminologia, mas iguais na
forma.
cNo estudo social consta o acervo dos técnicos sob sigilo dos mesmos.
dO relato da Visita Domiciliar deve necessariamente estar presente tanto para elaboração
do laudo quanto do estudo social.

171 - Aplicada em: 2008Banca: CESPEÓrgão: TJ-DFTProva: Analista Judiciário - Serviço Social
De acordo com a lei de regulamentação da profissão, a realização de vistorias, perícias
técnicas, laudos periciais, informações e pareceres sobre matéria de serviço social pode ser
partilhada com profissionais de equipe multidisciplinar.
ERRADA.
172 - Aplicada em: 2006Banca: UEGÓrgão: TJ-GOProva: Técnico Judiciário - Assistente
Social
São instrumentos específicos do assistente social no exercício da profissão:
aOs programas sociais; a perícia social; o laudo social e o parecer social.
bO estudo social; a perícia social; o laudo social e o parecer social.
cO relatório social; o laudo técnico; o parecer social e o estudo social.
dO estudo de caso; a perícia social; o laudo social e o parecer social.

173 - Aplicada em: 2006Banca: UEGÓrgão: TJ-GOProva: Técnico Judiciário - Assistente


Social
Na construção do estudo social, suporte à atuação profissional no âmbit o sociojurídico, é
CORRETO destacar:
aApenas as peculiaridades sociais, econômicas e culturais da realidade dos usuários
envolvidos no processo.
bElementos referentes à determinada situação que contribuam com a formação de um
juízo ou com a tomada de decisões em um processo judicial envolvendo direitos sociais.
cA realidade social em que se inserem os sujeitos sociais e a contextualização sócio-
histórica do estudo a ser realizado.
dElementos referentes à determinada situação que contribuam com a formação de um
juízo ou com a tomada de decisões em um processo judicial envolvendo direitos sociais.

174 - Aplicada em: 2006Banca: UEGÓrgão: TJ-GOProva: Técnico Judiciário - Assistente


Social
O documento específico, elaborado por assistente social, que se traduz na apresentação
descritiva e interpretativa de uma situação ou expressão da questão social é o
arelatório social.
blaudo social.
cparecer social.
destudo social.

175 - Aplicada em: 2015Banca: CESPEÓrgão: DEPENProva: Serviço Social


Acerca das diferentes práticas exercidas pelo assistente social, julgue o próximo item.
Ao assistente social que atue em equipe multiprofissional é facultado assinar pareceres em
conjunto com membros de outras categorias profissionais.
ERRADA