UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA Programa de Pós-Graduação em Educação – Mestrado

E D I T A L 002/2010 – PPGE/UEPG Edital de Inscrição, Seleção e Matrícula para o Mestrado Acadêmico em Educação para o ingresso em 2011 I - DA INSCRIÇÃO A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Ponta Grossa comunica a abertura de inscrições para a seleção ao Programa de Pós-Graduação em Educação para ingresso no primeiro semestre de 2011. As inscrições se destinam ao preenchimento de vagas para as Linhas de Pesquisa: Ensino – Aprendizagem e História e Política Educacionais, sendo: até 12 (doze) vagas para cada Linha de Pesquisa. A linha de Pesquisa Ensino-Aprendizagem investiga as interfaces entre o ensino e a aprendizagem considerando o ensino como processo multidimensional, as estratégias curriculares, metodológico-didáticas e as interações dos sujeitos das práticas pedagógicas na construção do conhecimento. A Linha de Pesquisa História e Política Educacionais analisa a história e a política na práxis pedagógica, nos sistemas, nas instituições educacionais e na formação dos educadores e as políticas públicas nos processos de formulação, implementação e avaliação das ações educacionais. São habilitados à inscrição os portadores de títulos de graduação plena nas seguintes situações: egressos dos cursos de Pedagogia e Licenciaturas; Profissionais da Educação Básica, nas suas diferentes etapas e modalidades; alunos concluintes de Cursos de Licenciaturas; e Professores no exercício da docência no Ensino Superior. Observação: Para o deferimento das inscrições dos graduados em outras Áreas exige-se um texto escrito pelo candidato justificando o seu interesse pela pesquisa em educação e comprovando a sua atuação na área educacional. As inscrições serão feitas na Secretaria Acadêmica de Pós-Graduação “Stricto Sensu”, Sala LP 112, do Centro Interdisciplinar de Pesquisa e Pós-Graduação - CIPP, Campus Universitário de Uvaranas, de 06/09/2010 a 30/09/2010, em dias úteis das 13:30 às 17:00h, ou também pelo correio, neste mesmo período. O candidato poderá fazer sua inscrição pessoalmente, por procuração ou por correspondência. A inscrição por correspondência deverá ter o carimbo da Empresa de Correios brasileira ou estrangeira, com data até o dia 1º/10/2010. O pagamento da taxa será feito mediante depósito bancário e o candidato anexará à correspondência a cópia do comprovante - Caixa Econômica Federal, Agência 3186, Operação 006, Conta nº 00003-5. A homologação da inscrição dependerá do atendimento às exigências quanto à formação acadêmica e da apresentação integral dos documentos necessários. Em nenhum caso haverá devolução da taxa de inscrição. Endereço para o envio via sedex: Universidade Estadual de Ponta Grossa Secretaria Acadêmica – Stricto Sensu Av. Carlos Cavalcanti, 4748 Campus Uvaranas - CIPP - Sala LP112 CEP 84030-900 - Ponta Grossa - PR

5 cm. Na entrevista serão aprofundados os aspectos teóricos das leituras indicadas e os relativos ao domínio consignado no Anteprojeto de Pesquisa. margens de 2. . O candidato deverá apresentar o protocolo da ficha de inscrição e documento de identidade no ato da Prova Escrita e da Entrevista. no ato da inscrição. Obs: Não é necessário identificar o depositante.Observações: a) Os documentos podem ser autenticados na Secretaria Acadêmica. Para a classificação dos candidatos será considerado seu desempenho nas três Etapas da Seleção. fonte Arial 12. disponível no site: http://www. Nesta etapa. média igual ou superior a seis (6. RG. Terceira etapa: A Entrevista Coletiva para os candidatos aprovados na primeira e segunda etapas será realizada nos dias 6. Título Eleitoral. nas temáticas de pesquisa dos orientadores ou na trajetória de formação e pesquisa do candidato (Anexo IV). a ser realizada no dia 16/10/2010 das 8:00 às 11:30 h em salas de aula do CIPP .5. Para ser aprovado nesta etapa. O candidato graduado em outra Área. A Prova Escrita conterá questões dissertativas formuladas a partir dos textos indicados na bibliografia indicada para o Processo Seletivo (Anexo III). o candidato deverá obter. II. Comprovante de pagamento da taxa de inscrição/depósito bancário de R$ 100. com caráter eliminatório.uepg. Além desses documentos. CIC/CPF.0 (seis vírgula zero). o candidato deverá obter nota mínima 6.DA SELEÇÃO Primeira etapa: Prova Escrita de caráter eliminatório. uma foto 3 x 4 recente.Campus de Uvaranas. Obs.0) para passar para a etapa seguinte. Serão questões de caráter geral. Participam da etapa final os aprovados na segunda etapa.cnpq. A data e o horário da entrevista serão divulgados via Edital e na Internet. bem como será avaliada a experiência de pesquisa e/ou profissional do candidato exposta no Curriculum Vitae.00 (Caixa Econômica Federal. Quitação com o Serviço Militar. Curriculum Vitae (Plataforma Lattes) preenchido correta e adequamente. A divulgação do resultado será no dia 19/11/2010. Deverá ter no máximo 10 páginas (excluindo-se as referências bibliográficas e anexos – se houver) Formatação: papel A4. Agência 3186. A posição na classificação final será o principal critério para a concessão das Bolsas de Estudo. O Currículo Lattes deve ser comprovado com fotocópias simples (não autenticadas).Documentos para a inscrição: Ficha de inscrição preenchida (Anexo I). Para o preenchimento de currículo acesse: www. interpretativo e argumentativo elaboradas a partir da bibliografia indicada. documento de revalidação correspondente. .br. Conta nº 00003-5). Os resultados dessa etapa serão divulgados no dia 30/10/2010. Operação 006. espaço 1. mediante a apresentação de originais e fotocópias no ato de inscrição. Segunda etapa: Análise do Curriculum Vitae e Anteprojeto de Pesquisa. Diploma de Graduação e Histórico Escolar (ou declaração de ser aluno concluinte de Curso de Licenciatura).br/mestrados/mestreedu/ (ver Arquivos). que não Pedagogia ou Licenciatura. Será elaborado conforme formulário disponível no Anexo II. O candidato que não comparecer para a prova escrita será eliminado do Processo Seletivo. b) O portador de título de graduação no exterior deverá entregar. também. fotocópia autenticada dos seguintes documentos: Certidão de Nascimento ou de Casamento. o candidato deverá entregar no ato da inscrição: Anteprojeto de Pesquisa: Deverá vincular-se a uma das Linhas de Pesquisa do Programa. 7 e 8/12/2010. OBS: A comissão de avaliação não aprovará candidatos com projetos de pesquisa que não se enquadrem na Linha de Pesquisa. deverá comprovar experiência na área da educação e elaborar um texto que justifique a intenção de atuar na pesquisa em educação.: O tempo máximo previsto para a realização da Prova Escrita é de três horas e meia.

PROF. entregues no ato da inscrição. Ponta Grossa. autorizando a Coordenação do Programa para o preenchimento da vaga. às 9:00 horas.UEPG. respeitando-se as temáticas de orientação dos docentes. JEFFERSON MAINARDES COORDENADOR . Sala LP 112 e via internet (http://www. O candidato não selecionado deverá retirar seus documentos. ou via telefax: (42) 3220-3150. em sala a ser anunciada pela coordenação do Programa. Maiores informações poderão ser obtidas junto à Secretaria Acadêmica de Pós – Graduação “Stricto Sensu”. A Prova de Proficiência em língua estrangeira será realizada no decorrer do Curso. A partir desta data a Secretaria não se responsabilizará pela sua guarda.uepg. Coordenação do Programa de Mestrado em Educação . Sala LP 112. em 6 de julho de 2010. III.Divulgação do resultado final: até o dia 10/12/2010 em Edital na Secretaria Acadêmica de PósGraduação “Stricto Sensu”. DR.br/mestrados/mestreedu/ ) Não serão divulgadas as razões da não classificação de candidatos e nem caberá recurso em qualquer das etapas do processo de seleção. entre os dias 01 a 31/03/2011.DA MATRÍCULA A matrícula será realizada em reunião com os candidatos selecionados no dia 21 de fevereiro de 2011. Observações: O candidato selecionado e aprovado que não efetivar sua matrícula na data e horário previstos perderá a vaga obtida. de acordo com a disponibilidade de orientação.

Não haverá devolução da taxa de inscrição. no dia da inscrição.ANEXO I (Ficha de Inscrição) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO .------------------------------------PROTOCOLO DE INSCRIÇÃO----------------------. Visto Secretaria:_____ ATENÇÃO: Não será aceita a inscrição do candidato que não entregar. ____ de _______________ de 201__.F. toda a documentação requerida. ____________________________________________ Ponta Grossa.º CEP: Cidade: Estado: e-mail: Instituição Concluído em: PÓSGRADUAÇÃO (mínimo 360 horas) Nível: Curso: Instituição (SIGLA) Local C. H.----------------------------------Nome: __________________________________________ Programa de Mestrado em Educação A DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO SE DARÁ VIA INTERNET E EDITAL. Número Data Carteira de Identidade Número Órgão Expedidor Situação Militar: Endereço Residencial: Ap. Ponta Grossa: ____/____/____. Seleção e Matrícula do Programa ao qual estou me candidatando. VIDA PROFISSIONAL (cargos atuais) Cargo /Função que exerce: Instituição: Local: Cargo /Função que exerce: Instituição: Local: Carga horária semanal: Setor/Departamento: Tempo de Serviço: Início/Exercício: Carga horária semanal: Setor/Departamento: Tempo de Serviço: Início/Exercício: Declaro serem verdadeiros os dados acima fornecidos e que estou ciente das informações contidas no Edital de Inscrição. .Área de Concentração: Educação Linha de pesquisa:________________________________________________________________________________________ Temática da pesquisa:_____________________________________________________________________________________ Título da investigação proposta: __________________________________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________________________________ Exame de proficiência em Língua Estrangeira: Inglês ( ) DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Nome Completo: Filiação Pai: Mãe: Data de Nascimento / / Espanhol ( ) Francês ( ) Sexo: FOTO 3X4 Naturalidade/Estado Nacionalidade Estado Civil (recente) C. n°: Bairro: Telefones / contato: FORMAÇÃO ACADÊMICA Curso GRADUAÇÃO Documento Número Número Título de Eleitor Zona Categoria Seção Órgão Expedidor N.P. (ASSINATURA DO CANDIDATO) -----------------------------------------.

Acrescentar ao final três a cinco palavras chaves.5. 7 – OBJETIVOS Explicitar com clareza e objetividade os objetivos da pesquisa. Indicar aspectos metodológicos da pesquisa. 6 – FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICA Indicar a fundamentação teórica ou pressupostos teóricos iniciais da pesquisa a ser realizada durante o Mestrado. O candidato deverá demonstrar familiaridade com consulta de bases bibliográficas.ANEXO II (Modelo para o Anteprojeto de Pesquisa) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PROCESSO SELETIVO 2010-2011 ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DO ANTEPROJETO DE PESQUISA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO (FOLHA DE ROSTO) Autor: Temática da Investigação: Título do Anteprojeto: Área de concentração: Educação Linha de Pesquisa: ( ) Ensino-Aprendizagem ( ) História e Política Educacionais 1 – RESUMO Escrever as principais idéias (essência e natureza problema de pesquisa. capacidade de sintetizar pesquisas e publicações. especificando o problema a ser investigado. objetivo principal e uma síntese da metodologia e resultados esperados). margens de 2. 4 – REVISÃO DE LITERATURA Indicar trabalhos relevantes sobre a temática de investigação e a relação entre a literatura existente e o seu anteprojeto de pesquisa. fonte Arial 12. não ultrapassando 10 linhas. com início em março de 2011. 2 – APRESENTAÇÃO DO PROBLEMA DE PESQUISA Indicar o que se pretende pesquisar. 10 páginas (excluindo-se as referências e anexos – se houver) . Obs: O Mestrado deve ser completado em 24 meses. bem como de indicar possíveis lacunas no seu campo de investigação. 8 – CRONOGRAMA Indicar as principais ações relativas ao desenvolvimento do projeto de pesquisa. 3 – JUSTIFICATIVA Destacar os motivos do interesse pelo tema a relevância da pesquisa. O Anteprojeto deverá ter. formulando-o com clareza e explicitando a sua relação com uma das Linhas de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Educação. espaço 1. 9 – REFERÊNCIAS Indicar as referências citadas no Anteprojeto de Pesquisa (segundo as normas da ABNT) Formatação: papel A4.5 cm. no máximo.

I. n. São Paulo. 2001. MORAES. 2008. 2006. Educação e Pesquisa. Recuo da teoria: dilemas na pesquisa em educação. Disponível em www. Revista Brasileira de Educação. mai/ago.1 – Bibliografia indicada para a Linha de Pesquisa Ensino-Aprendizagem: CARVALHO. 9. M. A. Botucatu. Capítulos XII a XIV e Conclusão). 2006. G. A motivação como prevenção da indisciplina. Disponível em: http://www.br/reunioes/24/T1722216449491. Disponível em www. n. 2002. R. 1. Aprendizagens significativas na formação inicial de professores: um estudo no espaço dos Cursos de Licenciatura. A pesquisa e a formação de intelectuais críticos na Pós-Graduação. 2001. Interface. políticas e práticas: especificidades e desafios de uma área de saber. ago. D. v. n.90. p. Educação e sociedade: Campinas. P. 199 – 213.scielo.br ECCHELI.). (Introdução. ed. 57-67.br. p. jan/jul. LOUREIRO. M. D. n.ed. São Paulo: Paz e Terra. 2007. Aversão à teoria e indigência da prática: crítica a partir da filosofia de Adorno. são indicadas as seguintes referências: 1 . v. 2004.2. n. jul. v.ufsc.org. (Capítulos: Os métodos na pesquisa em educação: uma análise epistemológica. Disponível em www. B. 2008. v. 2001. 32.anped. n.br FREIRE. GAMBOA. Pedagogia da autonomia: saberes necessários a pratica educativa. Metodologia da Pesquisa Educacional. de.br CUNHA. N. I. 99. Perspectiva. 37. Disponível em www.scielo. sobre o ensino e sobre a reflexão dos professores sobre seus ensinos. p. In: FAZENDA.br DUARTE. Pesquisa educacional: métodos e epistemologias. 9. Tendências da pesquisa em educação: um enfoque epistemológico./dez. M. A. S. Campinas: Autores Associados. 522-541. São Paulo: Cortez. M. História das idéias pedagógicas no Brasil. 28. p. Blumenau: Argos. C. n. Cadernos de Pesquisa. São Paulo. P. Rio de Janeiro. 113. Disponível em: www. Curitiba. 2008. 11. p. Implicações e perspectivas da pesquisa educacional no Brasil contemporâneo.DOC SAVIANI. 39-50. Relevância e aplicabilidade da pesquisa em educação. História e Política Educacionais) ALVES-MAZOTTI.28. 7-18. 5. 65 – 81. n. São Paulo. 1. Disponível em www. Disponível em www. 24. Florianópolis. GATTI.ANEXO III Bibliografia indicada Para a Prova Escrita e fundamentação teórica do Anteprojeto de Pesquisa. (Org. 113. Educar em revista.scielo.br. .scielo.scielo. 2008. S. B. A.scielo. v. A construção do objeto na pesquisa educacional. 69 . A. Disponível em www. A pesquisa no ensino. p.br FRIGOTTO.perspectiva.scielo. J. p.Bibliografia básica indicada para as duas Linhas de Pesquisa (Ensino-Aprendizagem. Historicidade do objeto na pesquisa educacional). A pesquisa educacional entre conhecimentos. p. 31. O enfoque da dialética materialista histórica na pesquisa educacional. S. Cadernos de Pesquisa. 103 – 116.br CHARLOT. da.

61-76. de. 15-38. v. 63-80. 2002. set. A. K. GÓMEZ. Cadernos de Pesquisa. Vygotsky. no. Campinas./abr. Rio de Janeiro. I. 2002. B. M. Disponível em www. pp.br.scielo. 2007.35-50./dez. n. Campinas.scielo. 51. A. 54. ZEICHNER. A vida nas escolas: uma introdução à pedagogia crítica nos fundamentos da educação. Compreender e transformar o ensino. DANTAS. 1. Revista Brasileira de Educação. A "escola dos que passam sem saber": a prática da não-retenção escolar na narrativa de alunos e familiares. V.GLÓRIA. diferença cultural e diálogo. G. Ciência e Educação. 125. L. H. Disponível em www. G. n. G.33. H. Disponível em www. Rio de Janeiro. 2006. 387-405. v. da C. Motivação e desmotivação: desafio para as professoras do Ensino Fundamental. R. P. L. Disponível em www. 1999. 273-291. p. 15. Ensaio: Avaliação de Políticas Públicas em Educação.scielo./abr. Ensaio: Avaliação de Políticas Públicas em Educação.br.scielo. Sobre o processo de construção do conhecimento: o papel do ensino e da pesquisa. KNUPPE. G.br. Educação & Sociedade. et al. M. LEITE. Avaliar aprendizagem: uma questão de formação docente. v. R.36. p. Disponível em www. n. 27. .br. SACRISTÁN. n. Cadernos de Pesquisa. R. Educação & Sociedade. Curitiba. 899-919. Formulação e implementação das políticas públicas em educação e as parcerias públicoprivadas: impasse democrático ou mistificação política? Educação & Sociedade. vol. Revista Brasileira de Educação. WERNECK. Revista Brasileira de Educação. 11. p.br. S. p. Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. no. Disponível em: www. Disponível em www. A. C.br..127. out.scielo. GONÇALVES. R.. p. LA TAILLE. J. A.scielo. 22. 406-423. v. C. formação docente e inclusão: eixos da reforma educacional brasileira que atribuem contornos à organização escolar. 13. QUEIROZ.br. M. 2006. Disponível em www. MCLAREN. C. p. São Paulo: Summus. 1998. set. BARBOSA-LIMA. GURGEL. Campinas. Porto Alegre: Artmed. Pesquisa dos educadores e formação docente voltada para a transformação social.br . A. Currículo. 2003. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil. n.br. p.br. M. v. maio/ago. M.br.2 . jan. 33. jan. p.scielo. v. n. L. MENDES. n. 4. 2006./dez. MOREIRA. vol. Disponível em www. Porto Alegre: Artmed. vol. 100. Educar em Revista. 2006. 11. E. Disponível em www. 173-196. Rio de Janeiro. 28. Teoria da ação comunicativa de Habermas: Possibilidades de uma ação educativa de cunho interdisciplinar na escola. Violência escolar e auto-estima de adolescentes. R. Y. 1992. n. 3. P. v. 2005. 35. Conhecimento científico. n. p. D. Disponível em www.scielo.. F. 79. 2006. P.scielo. 2006. MICHELS. OLIVEIRA.scielo. seu ensino e aprendizagem: atualidade do construtivismo. pp.– Bibliografia indicada para a Linha de História e Política Educacionais: Bibliográfica básica ARELARO.H. L. M. ed. no. 23.. 20. 145-168. 14. Piaget. K. MARRIEL. Bauru.66. 2007. Gestão.scielo./dez. 277-290.

edu/epaa/ FERREIRA. p.br FREITAS. 30. Reflexiones sobre los conceptos de “política”. L. PERONI. D. T.scielo. Avaliação educacional: caminhando pela contramão. Disponível em www. (Org. N. (Parte I e Parte II). V. G. v. 2003. SORDI. 100. MARX. São Paulo: Boitempo. C. R. H. ENGELS. MENDES. PARO. Disponível em: http://epaa. ed. K. n. D. Educação & Sociedade. Estado e terceiro setor: as novas regulações entre o público e o privado na gestão da educação básica brasileira. In: PARO. p. Contribuição à crítica da economia política.. In: DOURADO. H. Bibliografia Complementar ARELARO. MALAVASI. v. M. OLIVEIRA. V.). ed. 2009.. Disponível em: www. M. Uma perspectiva não escolar no estudo sociológico da escola. de. 899-919. Políticas educacionais: considerações sobre o discurso genérico e a abstração da realidade.). de. 19-43. (Orgs. p. C.C. Políticas públicas e Educação Básica. MARX. OLIVEIRA. V. P.scielo.. 1998. L. 2005.asu. out. 157-178.). M. R. L... F. 3. O. Petrópolis: Vozes. 9. L. H. A teoria do valor em Marx e a educação.ESPINOZA. H. K. V. n. São Paulo: Martins Fontes. Campinas. 2006. Sociologia da Educação: pesquisa e realidade brasileira. São Paulo: HUCITEC. L. B. R. 108. Campinas: Autores Associados/HISTEDBR. 2007. São Paulo: Xamã. Formulação e implementação das políticas públicas em educação e as parcerias públicoprivadas: impasse democrático ou mistificação política? Educação & Sociedade. M. v. A ideologia alemã. n. 2001. 2007. políticas públicas y política educacional. PARO. I. E. F. de. 8. História e História da Educação: o debate teórico-metodológico atual. V. A educação para além do capital. Reflexões sobre os conceitos de homem. São Paulo: Cortez. P. 28. V. M. liberdade e Estado em Marx e as políticas educacionais. . FERNANDES. 2009. A. R. 17. SPOSITO. 1993. p. 29 – 47. D. M. In: PAIXÃO. Belo Horizonte: Autêntica. E. 2009. (Org. Petrópolis: Vozes. FREITAS. SAVIANI.br. Archivos Analíticos de Políticas Educativas. 2009. L. MÉSZÁROS. S. de. & ZAGO. Crise da escola e políticas educativas.

PROFESSORES DO PROGRAMA E TEMÁTICAS DE ORIENTAÇÃO Ensino-Aprendizagem: Investiga as interfaces entre o Ensino e a Aprendizagem considerando: o ensino como processo multidimensional. Dionísio Burak Ensino de Matemática. Morales Educação Ambiental. Organização da escola em ciclos. as estratégias curriculares. Políticas de Leitura. Angélica de G. Célia Brandt Finck Processos Formativos e Identidade do Professor de Matemática. Ideologia e Identidades Sociais. Número de vagas: até 12 (doze) História e Política Educacionais: Analisa a história e a política na práxis pedagógica. Luis Fernando Cerri Ensino de História e usos do Conhecimento Histórico. Ensino Fundamental.ANEXO IV – Docentes e temáticas de orientação LINHAS DE PESQUISA. Educação Matemática. Esméria de Lourdes Saveli Políticas Educacionais. Silvia Christina Madrid Finck Educação Física. nos sistemas. Jefferson Mainardes Políticas Educacionais. Modelagem Matemática. Número de vagas: até 12 (doze) . Mary Ângela T. metodológico-didáticas e as interações dos sujeitos das práticas pedagógicas na construção do conhecimento. Formação de Professores. Tecnologia e mídia. Maria Isabel Moura História Regional da Educação. nas instituições educacionais e na formação dos educadores e as políticas públicas nos processos de formulação. Ensino de Ciências/Biologia Ademir José Rosso Ensino de Ciências/Biologia e Educação Ambiental. Arte e educação. Intelectuais e Educação. Educação na Oliveira Terceira Idade. Gilmar de Carvalho Cruz Educação Física. Rita de Cássia da Silva Educação Permanente de Jovens e Adultos. M. Maria José Subtil Políticas educacionais. Brandalise Avaliação educacional e currículo. História das Instituições Nascimento Escolares no Brasil Névio de Campos História da Educação. Educação Inclusiva. implementação e avaliação das ações educacionais. Formação de Professores.

Pesos da Avaliação: Para cada um dos critérios 2. coerência e coesão textual. Os resultados com os desempenhos dos candidatos serão de uso restrito da Comissão de Bolsas. 3. Ante-Projeto: 7 pontos.5 pontos. Primeira Etapa . Avaliação Final e Cálculo do desempenho dos candidatos: Média Geral do Candidato = P3 (Prova X 3) + PC1 (Projeto. posicionamento crítico. referenciais teórico-metodológicos: 2 pontos. capacidade de síntese. c) Entrevista.Prova Escrita Critérios para a avaliação das provas escritas: análise e interpretação de texto.Entrevistas Critérios para a Avaliação da Entrevista: 1.ANEXO V Critérios de Avaliação em cada etapa do Processo Seletivo O Exame de Seleção constará de três etapas sequencialmente eliminatórias: a) Prova escrita dissertativa. 2. Curriculum Vitae: Histórico e Prática de Pesquisa + Produção Acadêmica de Pesquisa Pesos da Avaliação: Currículum: 3 pontos.0 não podendo zerar na questão de conteúdos específicos da Linha de Pesquisa. na linha de pesquisa: 1 ponto e a possibilidade deste ser orientado dentro das temáticas dos docentes pesquisadores: 1 ponto. b) Análise de Curriculum Vitae e anteprojeto de pesquisa. Currículo X1) + E1(Entrevista X1) = Total ÷ 5. Perfil do candidato como educador e seu compromisso com a educação. . Articulação entre o Anteprojeto de Pesquisa. inserção do projeto de pesquisa no contexto educacional. Segunda Etapa – Anteprojeto de Pesquisa e Curriculum Vitae Avaliação do Anteprojeto: objeto de estudo: 2 pontos. Nota mínima para a aprovação: 6. consistência teórica. Capacidade de superação das inconsistências do anteprojeto. 4. Clareza e consistência do objeto de investigação e sua articulação com a Linha de Pesquisa e as Temáticas de Orientação. A divulgação dos resultados é feita em ordem alfabética. trajetória formativa e de atuação profissional.0 Terceira Etapa . Nota mínima para aprovação: 6.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful