Você está na página 1de 2

O elefantinho

Onde vais, elefantinho


Correndo pelo caminho
Assim tão desconsolado?
Andas perdido, bichinho
Espetaste o pé no espinho
Que sentes, pobre coitado?

- Estou com um medo danado


Encontrei um passarinho!
Vinícius de Moraes, 1991.

1. Na poesia, cada linha é um verso. Cada conjunto de versos é uma estrofe.


a) Quantos versos tem o poema? (0,25) ________________________________________
b) Quantas estrofes? (0,25) ________________________________________________

2. O poema representa um diálogo entre o poeta e o elefantinho. O poeta muda de estrofe


para indicar que mudou quem estava falando.
a) Quem está falando na 1ª estrofe? (0,25) _____________________________________
b) E na 2ª? (0,25) ________________________________________________________

3. O que o poeta pensa que poderia ter acontecido ao elefantinho? (0,25) _______________
______________________________________________________________________
4. Qual era a verdadeira razão para o elefantinho estar desconsolado? (0,25) ____________
______________________________________________________________________
5. A resposta do elefantinho é engraçada? É inesperada? Por quê? (0,5) ________________
______________________________________________________________________

Lá vai São Francisco


Pelo caminho
Levando consigo
Jesuscristinho
Fazendo festa
No menininho
Contando histórias
Pros passarinhos

Vinícius de Moraes, 1986.

6. Certas palavras dão nome às coisas, aos bichos, às plantas, à natureza, aos sentimentos, às
vontades, às pessoas. Elas são chamadas de substantivos. Passe o substantivo menininho para o
feminino. (0,25) __________________________________________________________
7. Nesse caso, formamos o feminino com a variação da palavra masculina menininho. Isso
ocorreu porque o substantivo é uma classe de palavra: (0,5)
( ) variável
( ) invariável
8. A variação que foi feita na palavra menininho indica que ela recebeu uma flexão de: (1,0)
( ) número
( ) gênero
( ) tempo
c)
BANHEIRA COM QUATRO RODAS

Aos quatro anos, andei pela primeira vez


de automóvel, uma espécie de banheira
enorme com quatro rodas. Minha mãe me
segurava, temendo um tombo, pois íamos à
louca velocidade de vinte e cinco
quilômetros por hora.

Gerda Brentani. Eu me lembro. São Paulo:


Companhia das Letrinhas, 1993.

9. Banheira é lugar de tomar banho, grande, para a pessoa


deitar-se e mergulhar todo o corpo. Hoje em dia, é mais comum que os banheiros tenham
chuveiros, em vez de banheiras, mas antigamente, os banhos eram só de banheira.
a) Por que o carro é comparado a uma banheira? (1,0) _______________________________
______________________________________________________________________

10. Quando o texto diz ”andei”, dá pista para duas informações.


a) Em que tempo se passa a ação? (0,25) ________________________________________
b) Quem narra o texto? (0,25) _______________________________________________

11. Quando uma palavra indica tempo (acontecimento representado no tempo), dizemos que ela
é um verbo. Sublinhe os verbos das frases abaixo e indique em tempo eles estão.
a) Eu andei de carro. __________________________________________________(0,25)
b) Os velhos sabem mais. _______________________________________________(0,25)
c) Darei um bom exemplo para você. _______________________________________(0,25)

12. Os verbos das frases abaixo estão no presente. Passe-os para o plural. Em seguida, passe-
os para o passado e para o futuro.
a) O irmão mais velho tem mais experiência. _____________________________________
___________________________________________________________________(0,5)
b) O automóvel é como uma enorme banheira.____________________________________
___________________________________________________________________(0,5)

13. Marque a alternativa correta. (1,0)


a) Observamos, no exercício acima, que o verbo é uma classe de palavra ( )variável ( )invariável
e recebe flexões de ( ) número, ( ) gênero e ( ) tempo.
UMA ÓTIMA PROVA!!!