Você está na página 1de 2

Exercícios de Memorização da Lucy Concurseira TJ - Interior

Exercício 22 – Direito Penal (Art. 301 ao 311 - A)


 As assertivas abaixo estão INCORRETAS. Corrija-as e depois verifique na sua legislação:

1) No crime de Certidão ou atestado ideologicamente falso, que consiste em atestar ou certificar


falsamente, em razão de função pública, fato ou circunstância que habilite alguém a obter cargo público,
isenção de ônus ou de serviço de caráter público, ou qualquer outra vantagem, a pena é de reclusão, de
dois meses a um ano.
2) No crime de Falsidade material de atestado ou certidão, que consiste em falsificar, no todo ou em parte,
atestado ou certidão, ou alterar o teor de certidão ou de atestado verdadeiro, para prova de fato ou
circunstância que habilite alguém a obter cargo público, isenção de ônus ou de serviço de caráter público,
ou qualquer outra vantagem, se o agente é funcionário público, e comete o crime prevalecendo-se do
cargo, aumenta-se a pena de sexta parte.
3) O crime de Falsidade de atestado médico - dar o médico, no exercício da sua profissão, atestado falso –
pode ser praticado por dentistas também.
4) O crime de Reprodução ou adulteração de selo ou peça filatélica - Reproduzir ou alterar selo ou peça
filatélica que tenha valor para coleção, salvo quando a reprodução ou a alteração está visivelmente
anotada na face ou no verso do selo ou peça tem como pena detenção, de um a três anos, e multa.
Aumenta-se a pena de sexta parte quem, para fins de comércio, faz uso do selo ou peça filatélica.
5) No crime de Supressão de documento - Destruir, suprimir ou ocultar, em benefício próprio ou de
outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular verdadeiro, de que não podia dispor, a
pena é de reclusão, de dois a seis anos, e multa, se o documento é público, e reclusão, de um a cinco anos,
e multa, se o documento é particular. Se o agente é funcionário público, e comete o crime prevalecendo-se
do cargo, aumenta-se a pena de sexta parte.
6) No crime de Fraudes em certames de interesse público - Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim
de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de
concurso público, aumenta-se a pena de sexta parte (reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa) quem
permite ou facilita, por qualquer meio, o acesso de pessoas não autorizadas às informações.
7) No crime de Fraudes em certames de interesse público - Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim
de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de
avaliação ou exame públicos, se da ação ou omissão resulta dano à administração pública, incorrerá na
mesma pena, de reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.
8) No crime de Fraudes em certames de interesse público - Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim
de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de
processo seletivo para ingresso no ensino superior, aumenta-se a pena de 1/6 (um sexto) se o fato é
cometido por funcionário público.
9) No crime de Uso de documento falso - Fazer uso de qualquer dos papéis falsificados ou alterados, a que
se referem os arts. 297 a 302, - a pena cominada é o dobro da de falsificação ou de alteração.
10) O crime de Falsa identidade - Atribuir-se ou atribuir a terceiro falsa identidade para obter vantagem,
em proveito próprio ou alheio, ou para causar dano a outrem, a pena é de reclusão, de três meses a um
ano, ou multa, se o fato não constitui elemento de crime mais grave.

www.lucyconcurseira.com.br @lucyconcurseira
iamlucyconcurseira@gmail.com
Exercícios de Memorização da Lucy Concurseira TJ - Interior
Respostas:
1) No crime de Certidão ou atestado ideologicamente falso, que consiste em atestar ou certificar
falsamente, em razão de função pública, fato ou circunstância que habilite alguém a obter cargo público,
isenção de ônus ou de serviço de caráter público, ou qualquer outra vantagem, a pena é de detenção, de
dois meses a um ano.

2) No crime de Falsidade material de atestado ou certidão, que consiste em falsificar, no todo ou em parte,
atestado ou certidão, ou alterar o teor de certidão ou de atestado verdadeiro, para prova de fato ou
circunstância que habilite alguém a obter cargo público, isenção de ônus ou de serviço de caráter público,
ou qualquer outra vantagem, se o crime é praticado com o fim de lucro, aplica-se, além da pena privativa
de liberdade, a de multa. Não existe forma majorada para funcionário público.

3) O crime de Falsidade de atestado médico - dar o médico, no exercício da sua profissão, atestado falso –
não pode ser praticado por dentistas, apenas por médicos.

4) O crime de Reprodução ou adulteração de selo ou peça filatélica - Reproduzir ou alterar selo ou peça
filatélica que tenha valor para coleção, salvo quando a reprodução ou a alteração está visivelmente
anotada na face ou no verso do selo ou peça tem como pena detenção, de um a três anos, e multa. Na
mesma pena incorre quem, para fins de comércio, faz uso do selo ou peça filatélica.

5) No crime de Supressão de documento - Destruir, suprimir ou ocultar, em benefício próprio ou de


outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular verdadeiro, de que não podia dispor, a
pena é de reclusão, de dois a seis anos, e multa, se o documento é público, e reclusão, de um a cinco
anos, e multa, se o documento é particular. Não existe forma majorada para funcionário público.

6) No crime de Fraudes em certames de interesse público - Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim
de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de
concurso público, nas mesmas penas (reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa) incorre quem
permite ou facilita, por qualquer meio, o acesso de pessoas não autorizadas às informações.

7) No crime de Fraudes em certames de interesse público - Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim
de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de
avaliação ou exame públicos, se da ação ou omissão resulta dano à administração pública, a pena é de
reclusão, de 2 (dois) a 6 (seis) anos, e multa.

8) No crime de Fraudes em certames de interesse público - Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim
de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo sigiloso de
processo seletivo para ingresso no ensino superior, aumenta-se a pena de 1/3 (um terço) se o fato é
cometido por funcionário público.

9) No crime de Uso de documento falso - Fazer uso de qualquer dos papéis falsificados ou alterados, a que
se referem os arts. 297 a 302, - a pena cominada é a de falsificação ou de alteração.

10) O crime de Falsa identidade - Atribuir-se ou atribuir a terceiro falsa identidade para obter vantagem,
em proveito próprio ou alheio, ou para causar dano a outrem, a pena é de detenção, de três meses a um
ano, ou multa, se o fato não constitui elemento de crime mais grave.

www.lucyconcurseira.com.br @lucyconcurseira
iamlucyconcurseira@gmail.com