Você está na página 1de 19

4/9/2010

Gestão Ambiental em Empresas e Indústrias Eng. Antonio Fernando Navarro, M.Sc. afnavarro@terra.com.br 2006
Gestão Ambiental em Empresas e Indústrias
Eng. Antonio Fernando Navarro, M.Sc.
afnavarro@terra.com.br
2006
Conceito de Riscos “Riscos são todos os insucessos ocorridos em uma determinada fase ou época
Conceito de Riscos
“Riscos são todos os insucessos
ocorridos em uma determinada fase
ou época e não de todo esperados”.
“Riscos ambientais são todos os
insucessos com potencial de causar
degradação ambiental, reversível ou
não”.

4/9/2010

Onde se encontram Riscos? o procedimentos cirúrgicos; o operações financeiras; o construções civis; o
Onde se encontram Riscos?
o
procedimentos cirúrgicos;
o
operações financeiras;
o
construções civis;
o
montagens industriais;
o
Operação de instalações industriais;
o
Transporte ou transferência de
produtos;
o
implantação de empreendimentos, etc.
Riscos Voluntários Riscos voluntários são todos aqueles incorridos conscientemente pela empresa ou por seus
Riscos Voluntários
Riscos voluntários são todos aqueles
incorridos conscientemente pela empresa ou
por seus funcionários. A morte de soldados
durante uma guerra travada entre dois países
é um risco voluntário do país invasor. A
navegação em um mar revolto é um risco
voluntário do comandante da embarcação.
Atravessar a pé uma grande avenida com o
sinal de pedestres fechado é um risco
voluntário do próprio pedestre.

4/9/2010

Riscos Acidentais Riscos acidentais são aqueles sem que tenha havido contribuição voluntária para tal. O
Riscos Acidentais
Riscos acidentais são aqueles sem que
tenha havido contribuição voluntária para tal.
O desabamento de um prédio, o alagamento
de um pátio de estocagem, os riscos a que
estão sujeitos os construtores são também
riscos acidentais. Os riscos acidentais podem
ser enquadrados dentro das características
daqueles decorrentes das atividades normais
de uma empresa, gerados acidentalmente. Da
mesma forma como nos riscos voluntários, os
riscos acidentais também são riscos puros.
Riscos Aleatórios Riscos aleatórios são os eventos ocorridos sem a participação humana: terremotos, maremotos,
Riscos Aleatórios
Riscos aleatórios são os eventos
ocorridos sem a participação humana:
terremotos, maremotos, vendavais,
furacões, enchentes, inundações. São
considerados os eventos de causa
externa, também conhecidos como
riscos da natureza. A aleatoriedade
dos riscos indica que não podem ser
previstos. Podem ocorrer a qualquer
momento.

4/9/2010

Custos versus Riscos Quando o risco se materializa tem-se o dano. Quase sempre o dano
Custos versus Riscos
Quando o risco se materializa tem-se o
dano. Quase sempre o dano está
associado a uma perda material.
Todavia
Quando o risco se materializa tem-se o dano. Quase sempre o dano está associado a uma

4/9/2010

Acidente ambiental - Bhopal, Índia

Acidente ambiental - Bhopal, Índia
Causa do acidente Bophal, Índia Dezembro de 1984, vazamento de nuvem de isocianato de metila
Causa do acidente
Bophal, Índia
Dezembro de 1984, vazamento de nuvem de isocianato
de metila da fábrica de defensivos agrícolas da Union
Carbide, causa pelo menos 3.800 mortes, e centenas
de incapacitados, gerando complicações diplomáticas
entre a Índia e os Estados Unidos. Até hoje os reflexos
genéticos de Bophal são sentidos entre os atingidos e
seus descendentes. O evento gerou nos Estados Unidos
o recrudecimento de várias leis ambientais,
fortalecendo a FDA (Food and Drug Administration) e
EPA (Environment Protection Agency), além de criar o
Superfund (Fundo Federal para Acidentes Ambientais).

4/9/2010

Acidente na cidade do México Fora da área química, ocorreu vazamento de GLP de um
Acidente na cidade do México
Fora da área química, ocorreu vazamento de GLP de um
tanque de empresa distribuidora, no subúrbio da cidade
do México, San Juanico (1984), com enorme nuvem de
gás não confinada de GLP (mais pesado do que o ar),
formando-se ao rés do chão, até que se inflamou e em
um efeito reverso atingiu as fontes de vazamento, com
uma série de grandes explosões. Cilindros de GLP voaram
como se fossem foguetes balísticos. Houve uma
destruição tremenda atingindo toda a comunidade vizinha
da empresa. As chamas foram tão intensas que os pilotos
de um avião comercial que sobrevoava o local naquele
momento acharam que o céu tinha se incendiado.
Informações sobre grandes acidentes ambientais ocorridos no mundo foram determinantes para a formação de uma
Informações sobre grandes acidentes ambientais ocorridos
no mundo foram determinantes para a formação de uma
opinião pública sensível à questão ambiental. Até 1.986
ocorreram 2.500 acidentes industriais no mundo (Major
Hazard Incident Data Service), mais da metade (1.419) em
apenas cinco anos (1981 a 1986).
Grandes acidentes ambientais, que envolveram maior
número de mortes e milhões de dólares de indenização, num
total de 233 acidentes, ocorreram no período de 1970 a
1989.
A divulgação em escala mundial desses fatos contribuiu para
sensibilizar a opinião pública e para fortalecer os
movimentos ambientalistas, que se multiplicaram nesse
período, além de gerar um conjunto de leis ambientais e de
órgãos de controle que não existiam antes de 1970.

4/9/2010

Risco
Risco
Risco
Risco

4/9/2010

Risco
Risco
Acidente Industrial
Acidente Industrial

4/9/2010

Acidente Industrial
Acidente Industrial
Acidente com plataforma
Acidente com plataforma

4/9/2010

Acidente Ambiental Evento inesperado e indesejável que afeta, diretamente ou indiretamente, a saúde e a
Acidente Ambiental
Evento inesperado e indesejável que
afeta, diretamente ou indiretamente, a
saúde e a segurança da população, ou
que causa impactos agudos ao meio
ambiente.
Conseqüências dos acidentes ambientais ü Perda de vidas humanas; ü Impactos ambientais; ü Danos à
Conseqüências dos acidentes ambientais
ü Perda de vidas humanas;
ü Impactos ambientais;
ü Danos à saúde humana;
ü Prejuízos econômicos;
ü Efeitos psicológicos na população;
ü Multas e encargos diversos;
ü Interrupoção das atividades;
ü Comprometimento
da
imagem
da
indústria
e
do
governo.

4/9/2010

Vazamento de óleo combustível por duto - Campinas

(1990).

Vazamento de óleo combustível por duto - Campinas (1990).

Efeitos do stress no ecossistema

Efeitos do stress no ecossistema

4/9/2010

Acidentes maiores envolvendo substâncias químicas ü 16/4/47, Cidade do Texas, EUA: barco; explosão; 552 mortos
Acidentes maiores envolvendo substâncias químicas
ü 16/4/47, Cidade do Texas, EUA: barco; explosão; 552
mortos e 3000 feridos.
ü 4/1/66, Feyzin, Francia: armazenagem; explosão; 18
mortos e 81 feridos.
ü 21/9/72, Rio de Janeiro, Brasil: explosão/fogo; 37 mortos
y 53 feridos.
ü 1/6/74, Flixborough, UK: industria; explosão/fogo; 28
mortos y 104 feridos.
ü 10/7/76,
Seveso,
Itália:
industria;
liberação
tóxica;
contaminação da região.
ü 9/1/78, São Sebastião, Brasil: barco; derrame de 6000 ton
de cru.
Acidentes maiores envolvendo substâncias químicas ü 11/7/78, San Carlos, Espanha: caminhão; explosão; 216 mortos e
Acidentes maiores envolvendo substâncias químicas
ü 11/7/78, San Carlos, Espanha: caminhão; explosão;
216 mortos e 200 feridos.
ü 25/2/84, Cubatão, Brasil: ducto; fogo; 93 mortos e 500
evacuados.
ü 19/11/84,
Cidade
do
México:
armazenamento;
explosão / fogo; 650 mortos e 6400 feridos.
ü 3/12/84, Bhopal, Índia: industria; emissão tóxica; 4000
mortos e 200.000 intoxicados.
ü 24/3/89, Alasca, EUA: barco; derrame de 40.000 ton
de cru; 100.000 pássaros mortos.

4/9/2010

AcidentesAcidentes ambientaisambientais -- Gerenciamento Prevenção Intervenção Identificação de perigos
AcidentesAcidentes ambientaisambientais -- Gerenciamento Prevenção Intervenção Identificação de perigos

AcidentesAcidentes ambientaisambientais -- Gerenciamento

AcidentesAcidentes ambientaisambientais -- Gerenciamento Prevenção Intervenção Identificação de perigos
Prevenção Intervenção Identificação de perigos Avaliação do acidente Avaliação dos riscos Comunicação
Prevenção
Intervenção
Identificação de perigos
Avaliação do acidente
Avaliação dos riscos
Comunicação
Redução dos riscos
Mobilização
dos riscos Comunicação Redução dos riscos Mobilização Plano de emergência Treinamento Resposta Recuperação
dos riscos Comunicação Redução dos riscos Mobilização Plano de emergência Treinamento Resposta Recuperação

Plano de emergência

Plano de emergência Treinamento Resposta

Treinamento

Resposta

Plano de emergência Treinamento Resposta
dos riscos Comunicação Redução dos riscos Mobilização Plano de emergência Treinamento Resposta Recuperação

Recuperação

dos riscos Comunicação Redução dos riscos Mobilização Plano de emergência Treinamento Resposta Recuperação

Principais causas dos acidentes

Principais causas dos acidentes

4/9/2010

Desastre

Desastre
Falta de Normas
Falta de Normas
Falta de controle
Falta de controle
Falta de regras
Falta de regras
Falha de projeto Falta de Planejamento Risco Defeito de material Falha de execução Falta de
Falha de projeto
Falta de Planejamento
Risco
Defeito de material
Falha de execução
Falta de treinamento

4/9/2010

Entendendo as questões Muitas empresas despertaram para a questão ambiental somente após a ocorrência de
Entendendo as questões Muitas empresas despertaram para a questão ambiental somente após a ocorrência de

Entendendo as questões

Entendendo as questões
Entendendo as questões
Entendendo as questões Muitas empresas despertaram para a questão ambiental somente após a ocorrência de desastres
Entendendo as questões Muitas empresas despertaram para a questão ambiental somente após a ocorrência de desastres
Muitas empresas despertaram para a questão ambiental somente após a ocorrência de desastres ecológicos que

Muitas empresas despertaram para a questão ambiental somente após a ocorrência de desastres ecológicos que deixam marcas profundas em sua imagem, algumas definitivas e irreparáveis. Corrigir os danos causados ao meio ambiente custa muito mais caro do que evitá-los. É importante saber-se que não basta conhecer os riscos das suas próprias atividades. O empresário tem que investir na prevenção, no aprimoramento de seus processos, na convivência pacífica com o meio ambiente e com a natureza. O empresário deve aprender a atuar proativamente, evitando que riscos, aparentemente desprezíveis possam se transformar em tragédias futuras.

a atuar proativamente, evitando que riscos, aparentemente desprezíveis possam se transformar em tragédias futuras.
a atuar proativamente, evitando que riscos, aparentemente desprezíveis possam se transformar em tragédias futuras.
a atuar proativamente, evitando que riscos, aparentemente desprezíveis possam se transformar em tragédias futuras.

A visibilidade dos custos dos acidentes

A visibilidade dos custos dos acidentes

4/9/2010

Perda ou Dano
Perda ou Dano
Conceito de Risco
Conceito de Risco

4/9/2010

Gestão de Risco
Gestão de Risco
Custos da prevenção de Perdas
Custos da prevenção de Perdas

4/9/2010

Causas das Perdas
Causas das Perdas
Calculando os Custos o Perda de Paralisação o Custos de Pessoal o Multas o Perda
Calculando os Custos
o
Perda de Paralisação
o
Custos de Pessoal
o
Multas
o
Perda de Imagem
o
Danos a terceiros
o
Perda de Clientes
o
Danos Materiais
o
Danos de Responsabilidade Civil

4/9/2010

Calculando-se os Custos o Pode-se calcular os custos de um acidente ambiental? o Pode-se calcular
Calculando-se os Custos
o
Pode-se calcular os custos de um
acidente ambiental?
o
Pode-se calcular o valor de uma
multa ambiental?
o
Pode-se calcular o valor de uma
reclamação de terceiros?
o
Pode-se calcular o valor da perda de
imagem junto aos clientes?
Conclusão Alguns custos podem ser estimados e nunca calculados com precisão. O mais recomendado é
Conclusão
Alguns custos podem ser estimados e
nunca calculados com precisão.
O mais recomendado é o investimento
na prevenção das perdas.