Você está na página 1de 3

História – teste 2

1. Localizar no espaço as primeiras civilizações.

 Civilização da Suméria, junto ao Rio Tigre e ao Rio Eufrates


 Civilização do Egito, junto ao Rio Nilo
 Civilização do Vale do Indo, junto ao Rio Indo
 Civilização da Antiga China, junto ao Rio Amarelo

2. Compreender a importância que os grandes rios tiveram para o desenvolvimento das civilizações.
Algumas comunidades deslocaram-se para junto dos grandes rios por causa do seu regime de cheias anuais
que tornavam férteis os solos das suas margens. Inicialmente, o Homem não sabia como controlar as cheias
e por isso não se fixava nas proximidades dos rios.
Desbravou-se o solo, drenaram-se os pântanos, construíram-se diques para suster as águas nos meses de
cheias e construíram-se canais para irrigar os campos durante os meses de seca. Todo este esforço foi
recompensado com colheitas abundantes, sobretudo de cereais.

3. Localizar no tempo e no espaço a civilização egípcia.


A civilização egípcia começou a desenvolver-se por volta de 3500 a.C., ao longo das margens do Rio Nilo, no
nordeste de África.

4. Compreender a importância do Rio Nilo para o desenvolvimento da civilização egípcia.


As lamas criadas pelas inundações do Nilo fertilizam as terras, aumentando a produtividade da agricultura.
Para tirar proveito destas riquezas foi preciso controlar as cheias do rio. Os egípcios desenvolveram
tecnologias complexas de engenharia ao construírem diques e canais ao longo do rio, conseguindo assim
aproveitar as águas das inundações, aumentar a área de cultivo e evitar a destruição das culturas aquando
das cheias.

5. Referir as principais atividades económicas do Egito.


A agricultura era a principal atividade económica; também se desenvolveram a criação de gado, artesanato e
comércio.

6. Caraterizar a sociedade egípcia.


7. Definir sociedade estratificada.
Sociedade hierarquizada – O faraó e a família real, sacerdotes, nobres e altos funcionários, escribas,
artesãos, comerciantes, camponeses e escravos, tinham poderes e funções diferentes.

8. – Caraterizar o poder do faraó.


PODER ABSOLUTO E SACRALIZADO
Governava o Egito
Comandava o exército
Chefiava os sacerdotes
Administrava a justiça

9. Caraterizar a religião egípcia.


Religião politeísta – deuses com várias formas (humana, animal e mista); o faraó era considerado um deus
na Terra, tinha um poder sacralizado; os egípcios acreditam na existência da vida para além da morte (por
essa razão embalsamavam os corpos e construíam túmulos para preservar e proporcionar bem estar aos
mortos).

10. Indicar os principais deuses do Egito.


Os principais deuses egípcios eram Rá ou Ámon-rá (deus-Sol), Ptah (deus criador), Osíris (deus dos mortos e
da ressurreição), Ísis (deusa-mãe protetora da família), Hórus (deus dos céus e protetor do faraó) e Anúbis (
deus da mumificação).
11. Definir o conceito de Politeísmo.
Politeísmo - os egípcios acreditavam em vários deuses.

12. Referir as principais manifestações culturais do povo egípcio, salientando:


 A importância da escrita hieroglífica.
Hieroglífica (sinais que correspondem a ideias). Surge em papiros, túmulos, edifícios e alguns objetos.
 Os principais monumentos arquitetónicos.
GRANDIOSIDADE E DURABILIDADE
Arquitetura Funerária – túmulos.

PIRÂMIDES Fachada do templo de Abu-Simbel

 As Pirâmides de Gizé. A Pirâmide de Quéops (ao centro) tem 146 m de altura.


 Fachada do templo de Abu-Simbel – mede cerca de 33 m de altura por 38 m de largura. As estátuas
da fachada medem cada uma cerca de 20 m de altura.
A grande esfinge de Gizé. Não há concordância quanto à data
da sua construção, no entanto, alguns historiadores sugerem
que foi construída no 3º milénio a.C.
Tem 6 m de largura e 20 de altura. Representa um leão com
cabeça de Homem.

 As caraterísticas da arquitetura / escultura.


Escultura: Função decorativa no interior ou exterior dos edifícios. Estátuas de proporções colossais.
 As regras da pintura.
A pintura egípcia obedece a regras rígidas e convencionais:
Lei da frontalidade (o ser humano é retratado com a cabeça e os membros de perfil, tronco e um dos olhos
de frente).
O tamanho da figura representada varia consoante a importância da personagem.

13. Identificar os principais contributos civilizacionais das civilizações do mediterrâneo oriental: hebreus e
fenícios.
O povo hebreu desenvolveu uma forma de religião diferente das praticadas pelos povos em seu redor. A sua
originalidade está no facto de ter criado a primeira religião monoteísta. Os Hebreus consideram Javé o Deus único,
criador do Universo e da Humanidade. A religião dos Hebreu deu origem às três grandes religiões monoteístas da
atualidade: judaísmo, cristianismo e islamismo. Por volta de 1700 a.C., muitos hebreus emigraram para o Egito
atraídos pela sua riqueza mas, alguns séculos mais tarde, passaram a ser perseguidos e escravizados e iniciaram o
Êxodo (fuga) de volta para a Palestina. Chegados à Palestina, formaram o Reino de Israel, com capital em Jerusalém.

A Fenícia era uma estreita faixa de território na costa oriental do mar Mediterrâneo. Os comerciantes fenícios
contactavam com muitos povos e comercializavam com zonas distantes. Para registarem os seus negócios e
facilitarem as trocas comerciais e o registo de impostos, desenvolveram um sistema de escrita simples – a escrita
alfabética. Este sistema utiliza um conjunto de 22 sinais que representam sons. O alfabeto foi um importante
contributo dos Fenícios para a civilização ocidental.