Você está na página 1de 2

Sugestões de Boris Fausto para ler e entender o Brasil

BORIS FAUSTO

Raízes do Brasil , de Sérgio Buarque de Holanda (Ed. Brasiliense) - Livro que


não se refere apenas à Colônia, mas nela localiza o essencial das "raízes do
Brasil". A distinção entre colonização espanhola e portuguesa fez escola.

Visão do Paraíso , de Sérgio Buarque de Holanda (Ed. Brasiliense) - Ensaio


sobre o imaginário do colonizador, como indica seu subtítulo: os motivos
edênicos no descobrimento e na colonização do Brasil.

Formação do Brasil Contemporâneo (Colônia) , de Caio Prado Jr. (Ed.


Brasiliense) - Um clássico sobre as linhas gerais da implantação da Colônia,
de inspiração marxista, sendo referência importante para estudos
posteriores.

O Diabo e a Terra de Santa Cruz , de Laura de Mello e Souza (Ed. Cia das
Letras) - Aproxima-se e ao mesmo distancia-se do livro de Sérgio Buarque de
Holanda, "Visão do Paraíso". Fundamental para o conhecimento da
religiosidade popular e das chamadas práticas de feitiçaria no Brasil colonial.

Olinda Restaurada , de Evaldo Cabral de Mello (Ed. Topbooks) - Trata-se de


um estudo sobre o período holandês no Brasil. Focaliza os anos 1630-1654,
ampliando a compreensão dos interesses envolvidos, ligados ao açúcar, e a
natureza da guerra de expulsão.

Portugal e Brasil na Crise do Antigo Sistema Colonial (1777-1808) , de


Fernando A. Novais (Ed. Hucitec) - Monografia clássica, de inspiração
marxista, versando sobre relações entre a colônia e a metrópole, em uma
conjuntura decisiva para os rumos da Independência brasileira.

Segredos Internos , de Stuart B. Schwartz (Ed. Companhia das Letras) -


Monografia que reconstitui a economia e a sociedade açucareira da Bahia, a
partir de fontes primárias. Critica concepções tradicionais sobre a
continuidade no tempo e a riqueza dos senhores de engenho.
A Devassa da Devassa , de Kenneth Maxwell (Ed. Paz e Terra) - Estudo das
relações entre Brasil e Portugal, nos anos 1750-1808, tendo como foco a
análise da Inconfidência mineira.

A Nação Mercantilista , de Jorge Caldeira (Ed. 34) - Recentemente publicado,


o livro é um ensaio sobre o Brasil colonial e do século 19, tratando de
relativizar os elementos estruturais e enfatizar uma deliberada opção dos
agentes internos, na explicação do "atraso brasileiro".

D. João 6º no Brasil , de Oliveira Lima (Ed. Topbooks) - Um clássico sobre o


período joanino, publicado pela primeira vez em 1908. Reavalia o papel do
rei português e reconstitui a vida na corte, com uma qualidade que
prenuncia a obra de Gilberto Freyre.
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mais/fs0204200005.htm

Interesses relacionados