Você está na página 1de 3

Aula de Dasonomia – 3

Sistemas Agroflorestais

 Podem ser aplicadas a pequenos como grandes proprietários, utilizando


diferentes espécies.
 Como base para a classificação recomenda-se utilizar os aspectos estruturais
e funcionais:
 Sistemas agrossilvoculturais (árvores + culturas)
 Silvopastoris (árvores+criação de animais)
 Agrossilvopastoris (árvores + culturas+ criação de animais)
 Estes sistemas se dividem de acordo com critérios de:
 Arranjo espacial: sistemas mixtos densos, sistemas em franjas....
 Arranjo temporal: sistemas sequenciais, coincidentes, interpolados,...
 Função dos componentes: lenha, forragem, cerca viva, conservação do
solo,....
 Zonas agroecológicas: de altitude, semi árido,....
 Aspectos sociais econômicos: de pequeno porte, médio ou grande.
 OBS.: Portanto as descrições são dinâmicas e não apenas descritivas.

Principais sistemas

1 – Sistemas agroflorestais seqüenciais: existe uma relação cronológica entre as


colheitas anuais e a produção silvicultural, ocorrendo uma sucessão entre as
culturas. Inclui-se nesta categoria a: agricultura migratória, sistemas taungya,
sistemas de colheita simultânea (árvores e cultura, lembrando-se que isso só
ocorre qdo. as árvores já se encontram desenvolvidas).

2 – Sistemas agroflorestais simultâneas: consiste na integração simultânea e


contínua de cultivos anuais ou perenes. utiliza-se árvores maderáveis, frutíferas e
de uso múltiplo. Incluem-se os cultivos anuais com árvores, hortas caseiras mixtas
e sistemas agrossilvopastoris.

3 – Sistemas agroflorestais de cerca viva ou cortina quebra vento. consiste em


fileiras de árvores que podem delimitar uma propriedade ou servir de proteção
para outros componentes e sistemas. (podem ser considerados como sistemas
complementares aos citados anteriormente.

 A principal diferença entre o sistema seqüencial do simultâneo é a usa


distribuição ao longo do tempo e na relação dos componentes florestais com
os cultivos. No seqüencial, os componentes florestais se encontram pelo
menos parcialmente separados dos cultivos, alternando períodos de cultivos
anuais e etapas de descanso com entrada de floresta.
 No sist. “Taungya” se utiliza o período inicial de desenvolvimento da floresta,
para a implantação de culturas anuais, sendo que posteriormente se da ênfase
a floresta.
 No sistemas simultâneos, a troca na produção florestal e de cultura se da
simultaneamente de maneira que os componentes agrícolas e arnbóreos
sempre se encontram presentes no mesmo terreno.

Sistemas sequenciais

1. Agricultura migratória: consiste em sistemas de subsistência orientados a


satisfazer as necessidades básicas como alimentação, combustíveis e
habitação. Apenas quando há excedentes é que ocorre a geração de receita.
Neste tipo de agricultura ocorre a rotação de parcelas, ocorrendo períodos de
descanso (para prevenir aparecimento de pragas e permitir a recuperação
dos nutrientes do solo) entre os períodos de cultura. Durante o período de
descanso é que se desenvolve a cultura florestal.

Agricultura migratória

 
__________________ 1 ciclo __________________ __________________ 2 ciclo ________________

Sistema Taungya

     
__________________ 1 ciclo __________________ __________________ 2 ciclo ________________

Peculiaridades:
 Ecológicamente mais corretos
 Sistema mais antigo
 Mais utilizado nas regiões tropicais
 Faz–se uso do fogo após o corte da floresta.
Aspectos ecológicos:

 Efeitos da queima

Ocorre perda de nitrogênio e enxofre e diminuição do conteúdo de matéria


orgãnica.
O pH, a porcentagem de bases trocáveis (Ca, P, Mg e K) e a disponibilidade de
fósforo aumenta (em função das cinzas).

 Função do descanso

Permitir a recuperação do solo, através da ciclagem de nutrientes


Reduzir a possibilidade de aparecimento de pragas e doenças.

2. Sistema Taungya: A principal característica é o crescimento simultâneo de


árvores e culturas durante a fase de estabelecimento da população florestal, e
sendo a obtenção de madeira a meta final.

 As principais interações a serem observadas:

 interferencia entre os cultivos (competição): pode gerar queda no


rendimento dos cultivos e maior predisposição das plantas a enfermidades.
 E a formação de sombra das árvores sobre os cultivos.

 Benefícios sócio econômicos do sistema Taungya:

 Redução de custos no estabelecimento de florestas


 Retorno mais rápido do investimento.