Você está na página 1de 17

||MPU13_CBNM_01N920473|| CESPE/UnB – MPU/2013

• De acordo com o comando a que cada um dos itens a seguir se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo
designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o código E, caso julgue o item ERRADO.
A ausência de marcação ou a marcação de ambos os campos não serão apenadas, ou seja, não receberão pontuação negativa. Para as
devidas marcações, use a folha de respostas, único documento válido para a correção das suas provas.
• Nos itens que avaliam noções de informática, a menos que seja explicitamente informado o contrário, considere que todos os
programas mencionados estão em configuração-padrão, em português, e que não há restrições de proteção, de funcionamento e de
uso em relação aos programas, arquivos, diretórios, recursos e equipamentos mencionados.

CONHECIMENTOS BÁSICOS
1 O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é o melhor 1 Inalterado desde a redemocratização, o sistema
exemplo de que a reforma do Poder Judiciário não está político brasileiro está finalmente diante de uma oportunidade
estagnada. Dez anos atrás, época em que ainda se discutia a concreta de mudanças, principalmente em relação a aspectos
4 criação do conselho, ao qual cabia o epíteto “órgão de controle 4 que dão margem a uma série de deformações e estimulam a
externo do Judiciário”, a existência de um órgão nesses corrupção já a partir do período de campanha eleitoral. Se as
moldes, para controlar a atuação do Poder Judiciário, gerava restrições históricas às transformações não prevalecerem, a
7 polêmica. 7 Câmara dos Deputados deverá dar início ao debate sobre uma
Atualmente, o CNJ não só se tornou realidade, como série de inovações com chance de valerem já para as próximas
ainda é citado em outro contexto. O órgão goza hoje de alto eleições. Mais uma vez, questões importantes como o voto
10 conceito como ferramenta de planejamento. É verdade que 10 facultativo e o distrital ficarão de fora, o que faz que as
subsistem controvérsias acerca dos limites de sua atuação, mas atenções se concentrem em aspectos mais polêmicos, como o
elas permanecem em segundo plano diante de medidas financiamento público de campanha, a partir da criação de um
13 moralizadoras por ele determinadas, como o combate ao 13 fundo proposto por meio de projeto de lei. Se a intenção é
nepotismo e aos supersalários, além da aplicação de mesmo reduzir as margens para desvios de dinheiro, é
penalidades aos magistrados.
importante que as pretensões, nesse e em outros pontos, sejam
16 Antes, os quase cem tribunais do país funcionavam
16 avaliadas com objetividade e sem prejulgamentos.
sem nenhuma coordenação, e pouco — às vezes, nada — se
sabia sobre eles. Não havia certeza sequer a respeito do total de Zero Hora, 8/4/2013.

19 processos, juízes e recursos. A partir da elaboração de


Julgue os itens a seguir, relativos às informações e estruturas
relatórios como o Justiça em Números, o CNJ pôde, por
linguísticas do texto acima.
exemplo, criar metas para desatar os nós da justiça brasileira.
22 Uma delas, de 2009, previa o julgamento de todos os processos 6 Infere-se da leitura do texto que há a possibilidade de
distribuídos antes de 2006. Identificaram-se quase 4,5 milhões persistirem as restrições às transformações do sistema político
de casos; 90% deles já foram julgados. brasileiro.
Folha de S.Paulo, Editorial, 7/4/2013 (com adaptações). 7 Em “se concentrem” (R.11) e “Se a intenção” (R.13), o vocábulo
se desempenha a mesma função: introduzir oração condicional.
Em relação às informações e estruturas linguísticas do texto acima,
julgue os itens que se seguem. 8 Estariam mantidas a correção gramatical e a coerência do texto
se, feitos os devidos ajustes de maiúsculas e minúsculas, o
1 Prejudica-se a correção gramatical do texto ao se substituir trecho “Inalterado desde a redemocratização” (R.1) fosse
“Identificaram-se” (R.23) por Foram identificados. deslocado e inserido, entre vírgulas, imediatamente após
2 Prejudica-se a correção gramatical do texto ao se substituir a “brasileiro” (R.2).
expressão “Dez anos atrás” (R.3) por Há dez anos. 9 Mantém-se a correção gramatical do texto ao se substituir o
3 O vocábulo “epíteto” (R.4) introduz uma expressão que trecho “a uma série” (R.4) por à uma série, dado o caráter
qualifica e explica a função do CNJ. facultativo do emprego do sinal indicativo de crase nesse caso.
4 No segundo parágrafo, o segmento “O órgão” (R.9) retoma, por 10 Na linha 6, o emprego do sinal indicativo de crase em “às
coesão, o termo antecedente “CNJ” (R.8). transformações” justifica-se porque o termo “restrições” exige
5 Subentende-se das informações do texto que a palavra “Antes” complemento regido pela preposição a e a palavra
(R.16) remete a período recente, quando o CNJ, já criado, ainda “transformações” está precedida de artigo definido feminino no
não gozava do prestígio que tem hoje. plural.

–1–
||MPU13_CBNM_01N920473|| CESPE/UnB – MPU/2013

1 Dependerá da adesão dos demais ministros o êxito de Acerca das características gerais dos diversos tipos de comunicação
oficial, julgue os itens seguintes.
um apelo feito pelo presidente do Supremo Tribunal Federal
(STF), para que seja extinta a prática de esconder os nomes de 16 Nas comunicações oficiais dirigidas a ministros de tribunais
superiores, deve-se empregar o vocativo Senhor Ministro.
4 investigados em inquéritos criminais na mais alta corte do país.
17 Comunicações oficiais emitidas pelo chefe do Poder Judiciário
Ele defende que o STF deve livrar-se do costume de manter e pelo chefe do Poder Legislativo devem conter, ao final, no
identidades em segredo, ou estará contrariando todos os espaço reservado à identificação do signatário, o nome e o
cargo da autoridade que as expede.
7 esforços em busca de maior transparência. Enfatiza o ministro
18 A exposição de motivos consiste na principal forma de
que o bom senso recomenda a mudança, mesmo que alguns comunicação entre os ministros de Estado e o presidente da
dos integrantes do Supremo defendam a manutenção do República.

10 procedimento adotado em 2010. 19 Comunicações oficiais, utilizadas para a comunicação entre


órgãos do serviço público ou entre órgãos do serviço público
É ultrapassado o entendimento de que, ao não
e o público em geral, podem ser emitidas tanto pela
identificar os investigados, o STF estaria protegendo pessoas administração pública quanto pelos cidadãos.
13 que, no desfecho dos processos, poderiam vir a ser absolvidas 20 Para atender à exigência de uniformidade, um dos atributos da
redação oficial, os expedientes oficiais de qualquer tipo devem
ou ter seus casos arquivados. Por essa norma, os investigados
ser estruturados conforme o padrão ofício de diagramação.
são identificados apenas pelas iniciais, como se o STF
No que se refere à ética no serviço público, julgue os itens que se
16 estivesse, de alguma forma, resguardando acusados de algum seguem.
delito. Assegura o presidente que a presunção de inocência não 21 Considere a seguinte situação hipotética.
justifica o que define como “opacidade que prevalece no O chefe de determinada repartição pediu a um subordinado,
que estava de saída para comprar um lanche em
19 âmbito dos processos criminais no Supremo”.
estabelecimento localizado no próprio órgão, que fosse até o
Reverter essa restrição significa, segundo a supermercado mais próximo comprar fraldas. Para agradar o
argumentação do ministro, ser transparente não só para a chefe, o subordinado prontamente atendeu a solicitação.
Nessa situação, o chefe não cometeu falta ética, pois o
22 justiça, mas também para toda a sociedade. subordinado já estava de saída para satisfazer um interesse
pessoal.
Zero Hora, 8/4/2013.
22 O servidor que se valer do cargo que ocupa para lograr
proveito pessoal indevido responderá por ato de improbidade
Com base na leitura do texto acima, julgue os itens a seguir. administrativa que importa enriquecimento ilícito.
23 Ao colher, em seu local de trabalho, assinaturas em um
11 No trecho “Enfatiza o ministro que o bom senso recomenda a
abaixo-assinado para pleitear a substituição do coordenador de
mudança” (R.7-8), mantêm-se a informação original e a sua repartição, o servidor público não agirá de maneira
antiética, já que o direito de livre expressão lhe é garantido por
correção gramatical do período ao se substituir “que o” por
lei.
cujo.
24 O servidor que, já tendo sido advertido por diversas vezes por
condutas antiéticas no trabalho, incorra em insubordinação
12 A substituição de “vir a ser” (R.13) por virem a serem
grave em serviço poderá ser suspenso ou demitido.
prejudicaria a correção gramatical do período.
25 Cometerá crime de improbidade administrativa que importa em
13 No trecho “justifica o que define” (R.18), o pronome “o” enriquecimento ilícito a servidora pública que induzir o Estado
a adquirir, por preço superior ao de mercado, cartucho de
poderia ser corretamente substituído por aquilo. impressora de empresa pertencente a seu familiar.

14 Na linha 1, a expressão “o êxito” exerce função sintática de 26 Cometerá ato de improbidade administrativa que atenta contra
os princípios da administração pública o servidor público que
complemento direto da forma verbal “Dependerá”. revelar a seus familiares, durante um jantar em família, os
detalhes de processo que tramite em segredo de justiça contra
15 Seria mantida a correção gramatical do texto, caso a forma
seu chefe e do qual tenha tomado conhecimento em razão de
verbal “manter” (R.5) fosse flexionada no plural — manterem. suas atribuições.

–2–
Abril/2013
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DA PARAÍBA

Concurso Público para provimento de cargos de


Assessor Técnico Legislativo

Nome do Candidato No de Inscrição No do Caderno


Caderno de Prova ’C03’, Tipo 001 MODELO MODELO1

ASSINATURA DO CANDIDATO
No do Documento
0000000000000000
00001−0001−0001

Conhecimentos Gerais
PROVA OBJETIVA Conhecimentos Específicos
Redação

INSTRUÇÕES
- Verifique se este caderno:
- corresponde a sua opção de cargo.
- contém 60 questões, numeradas de 1 a 60.
- contém a proposta e o espaço para o rascunho da redação.
Caso contrário, reclame ao fiscal da sala um outro caderno.
Não serão aceitas reclamações posteriores.
- Para cada questão existe apenas UMA resposta certa.
- Você deve ler cuidadosamente cada uma das questões e escolher a resposta certa.
- Essa resposta deve ser marcada na FOLHA DE RESPOSTAS que você recebeu.

VOCÊ DEVE
- Procurar, na FOLHA DE RESPOSTAS, o número da questão que você está respondendo.
- Verificar no caderno de prova qual a letra (A,B,C,D,E) da resposta que você escolheu.
- Marcar essa letra na FOLHA DE RESPOSTAS, conforme o exemplo: A C D E
- Ler o que se pede na Prova de Redação e utilizar, se necessário, o espaço para rascunho.

ATENÇÃO
- Marque as respostas primeiro a lápis e depois cubra com caneta esferográfica de material transparente de tinta preta.
- Marque apenas uma letra para cada questão, mais de uma letra assinalada implicará anulação dessa questão.
- Responda a todas as questões.
- Não será permitida qualquer espécie de consulta, nem o uso de máquina calculadora.
- Em hipótese alguma o rascunho da Prova de Redação será corrigido.
- A duração da prova é de 4 horas para responder a todas as questões objetivas, preencher a Folha de Respostas, e
fazer a Prova de Redação (rascunho e transcrição) na folha correspondente.
- Ao término da prova, chame o fiscal da sala e devolva todo o material recebido.
- Proibida a divulgação ou impressão parcial ou total da presente prova. Direitos Reservados.
Caderno de Prova ’C03’, Tipo 001
2. Mas sei que veio firme, porque minha vocação foi mais
CONHECIMENTOS GERAIS o
forte do que toda e qualquer tendência. (1 parágrafo)
Língua Portuguesa
... fui, por muito tempo, músico sem estudar, naturalmente
Atenção: Considere o texto abaixo para responder às questões levando a sério todas as tendências... (último parágrafo)
de números 1 a 5.
Considerando-se o emprego da palavra tendência nas
Sivuca nasceu numa família de pequenos lavradores e
frases acima, pode-se afirmar que seu sentido estará
coureiros. Vivendo na área rural de Itabaiana, na Paraíba, numa expresso com adequação, respectivamente, por:
localidade pobre e remota, sem rádio nem eletricidade, o próprio
Sivuca não sabe explicar como a música entrou em sua vida. (A) aptidão e conselhos.
Ninguém na família tocava qualquer instrumento. “Eu não sei.
Mas sei que veio firme, porque minha vocação foi mais forte do (B) desvio e lições.
que toda e qualquer tendência. Quero dizer, a música veio para
ficar em mim, pronto.” (C) influência e impulsos.
Suas primeiras memórias musicais vêm dos sanfoneiros
(D) propensão e estilos.
itinerantes que passavam por Itabaiana, de pessoas que to-
cavam violão na cidade, da banda de música e do órgão da (E) entrave e impressões.
igreja. Seu talento era evidente, a ponto de que a própria família _________________________________________________________
passasse a insistir que tentasse carreira na cidade grande.
3. ... sanfoneiros itinerantes que passavam por Itabaiana...
Depois de algumas idas e vindas, mudou-se para Recife, foi
contratado pela Rádio Clube de Pernambuco aos 15 anos de O verbo empregado nos mesmos tempo e modo que o
idade, em novembro de 1945, e descobriu um novo horizonte grifado acima está empregado em:
musical.
Sivuca aprendeu teoria musical com o clarinetista da (A) ... com o maestro fluminense Guerra-Peixe, que
Orquestra Sinfônica de Recife e, três anos depois, passou a então vivia em Recife.
estudar harmonia e orquestração com o maestro fluminense
(B) Sivuca nasceu numa família de pequenos lavradores
Guerra-Peixe, que então vivia em Recife. Ao longo da vida
e coureiros.
profissional, foi incorporando outros instrumentos ao seu arse-
nal, como o violão, a guitarra e o piano, numa mistura de (C) ... que tentasse carreira na cidade grande.
autodidatismo e aprendizado informal com alguns dos melhores
músicos do mundo. (D) ... porque minha vocação foi mais forte do que toda
Segundo o músico, “o estudo, o desenvolvimento musi- e qualquer tendência.
cal torna-se necessário. Eu digo isso porque eu também passei
(E) Suas primeiras memórias musicais vêm dos
pelo mesmo; fui, por muito tempo, músico sem estudar, natural-
sanfoneiros itinerantes...
mente levando a sério todas as tendências, mas também me _________________________________________________________
dando ao trabalho de queimar pestana e estudar teoria musical,
estudar orquestração e, enfim, harmonia, fuga, contraponto, me 4. Ninguém na família tocava qualquer instrumento.
preparar para lidar com os ingredientes teoricamente”.
O elemento em destaque acima exerce a mesma função
(Adaptado de http://musicosdobrasil.com.br/sivuca. Acesso sintática que o elemento grifado em:
em 04/03/2013)

1. O texto procura mostrar (A) Mas sei que veio firme...

(A) como Sivuca acabou por abandonar as origens para (B) Eu não sei.
produzir uma música universal, o que teria sido facili-
tado por não ter tido na infância qualquer influência (C) ... o estudo, o desenvolvimento musical torna-se ne-
familiar que pudesse contrapor-se à teoria musical cessário.
que passou a aprender em Recife.
(B) a trajetória musical de Sivuca, do convívio com a (D) ... sanfoneiros itinerantes que passavam por
música popular e religiosa na cidade natal à expe- Itabaiana...
riência com a música erudita em Recife, e da es-
pontaneidade da execução ao estudo amplo e apro- (E) Eu digo isso porque eu também...
fundado da arte musical. _________________________________________________________

(C) que o inexplicável do talento de Sivuca pode ser com- 5. Ao longo da vida profissional, foi incorporando outros ins-
preendido não pelas razões usuais para esses casos, trumentos ao seu arsenal...
mas apenas quando se levam em consideração os
elementos espirituais que envolvem as preferências e A transposição da frase acima para a voz passiva terá
as escolhas feitas na mais tenra infância. como resultado a forma verbal:
(D) a superioridade do conhecimento musical teórico so-
bre o talento espontâneo, na medida em que este (A) foram sendo incorporados.
não teria sido suficiente para que Sivuca viesse a se
dedicar integralmente à música e nem mesmo (B) vinha incorporando.
saísse do meio rural onde vivia.
(E) que o rádio e a eletricidade não exercem qualquer (C) foi sendo incorporado.
papel positivo no sentido de despertar o gosto mu-
sical, que é inato, ou seja, independente de influên- (D) foram incorporados.
cias externas sobre aqueles que virão um dia a se
interessar pela música. (E) vinham sendo incorporados.

2 ALEPB-Conhecimentos Gerais2
Caderno de Prova ’C03’, Tipo 001
Atenção: Considere o texto abaixo para responder às ques- 8. Leia atentamente as afirmações abaixo.
tões de números 6 a 8. I. Respeitando-se a correção e a lógica, uma pontua-
ção alternativa para o segmento Concebendo a cul-
José Lins do Rego é brasileiríssimo. Outro dia, um
tura no sentido de Gilberto Freire, como expressão
amigo conversou comigo sobre as pretendidas influências es- global da vida política e do espírito, social e indivi-
dual, vital e humana, José Lins... é: Concebendo a
trangeiras na obra do paraibano. Falamos em Thomas Hardy,
cultura no sentido de Gilberto Freire − como
em D. H. Lawrence. Não estava certo. José Lins do Rego é ele expressão global da vida política e do espírito,
social e individual, vital e humana −, José Lins...
mesmo. É paraibano. É brasileiro, brasileiríssimo. É brasileiro
com amor à terra, às mulheres, à conversa, aos gracejos, com a II. Risos e lágrimas: eis o seu mundo.
O emprego dos dois-pontos assinala, no contexto,
memória do avô que era governador da província, do tio que
uma ressalva ao que se afirma antes.
vendeu o engenho, com a memória vivíssima de todas as tris-
III. ... um amigo conversou comigo sobre as pretendi-
tezas da sua gente brasileira. Risos e lágrimas: eis o seu das influências estrangeiras na obra do paraibano.
mundo. O elemento grifado acima refere-se aos escritores
da Paraíba de maneira geral.
O grande valor literário da obra de José Lins do Rego
Está correto o que se afirma em
reside no fato de que o seu assunto e o seu estilo corres-
(A) II e III, apenas.
pondem-se plenamente. Assim, conta-se a decadência do
(B) I e III, apenas.
patriarcalismo, com as suas inúmeras tragédias e uns raros (C) I e II, apenas.
raios de graça e humor. Desse modo, José Lins do Rego con- (D) I, apenas.
(E) I, II e III.
segue acertadamente o que quer; e isso me parece o maior _________________________________________________________
elogio que se pode fazer a um escritor. Concebendo a cultura Atenção: Considere o texto abaixo para responder às ques-
tões de números 9 e 10.
no sentido de Gilberto Freire, como expressão global da vida
política e do espírito, social e individual, vital e humana, José O bater do martelo do mestre José Amaro abafava os
Lins do Rego é a expressão literária da cultura da sua terra. rumores do dia que cantava nos passarinhos. Uma vaca mugia
por longe. Ouvia o gemer da filha. Batia com mais força na sola.
[Adaptado de Otto Maria Carpeaux. O brasileiríssimo José
Lins do Rego. (prefácio) Fogo Morto. Rio de Janeiro: José
O martelo do mestre era forte, mais alto que tudo. O pintor
Olympio. 50. ed. 1998. p. XV-XVI] Laurentino foi saindo. E o mestre, de cabeça baixa, ficara no
ofício. [...] Tinha aquela filha triste. Ele queria mandar em tudo
como mandava no couro que trabalhava, queria bater em tudo
6. O autor como batia naquela sola.
(Adaptado de José Lins do Rego. Fogo Morto. Rio de
(A) critica a falta de humor que, em sua opinião, enfra- Janeiro: José Olympio. 50. ed. 1998. p. 9)
quece a obra de José Lins do Rego.
9. ... que cantava nos passarinhos.
(B) assinala a influência literária de autores estrangeiros
nos romances de José Lins do Rego, os quais te- O elemento grifado acima refere-se a:
riam determinado o seu estilo. (A) rumores.
(B) mestre José Amaro.
(C) exalta as qualidades positivas da obra de José Lins (C) bater do martelo.
do Rego, que teria, segundo ele, atingido os seus (D) passarinhos.
objetivos. (E) dia.
_________________________________________________________
(D) aponta os motivos pelos quais a obra de José Lins 10. Está correto o que se afirma a respeito da pontuação em:
do Rego é considerada regionalista, sem ostentar
caráter universal. (A) E o mestre, de cabeça baixa, ficara no ofício.
As vírgulas podem ser suprimidas sem prejuízo do
(E) afirma que a influência de Gilberto Freire foi decisiva sentido original.
para que José Lins do Rego pudesse criar romances
que atingiriam um grande público. (B) Ouvia o gemer da filha.
_________________________________________________________
Uma vírgula pode ser inserida imediatamente após
7. O elemento flexionado de modo a indicar uma qualidade gemer, sem prejuízo para a correção.
em um grau muito elevado está destacado em:
(C) O martelo do mestre era forte, mais alto que tudo.
(A) ... o seu assunto e o seu estilo correspondem-se A vírgula pode ser substituída por e sem prejuízo
plenamente. para a correção.

(B) ... com a memória vivíssima de todas as tristezas de (D) O pintor Laurentino foi saindo.
sua gente… Um sinal de dois-pontos pode ser acrescentado ime-
diatamente após pintor sem prejuízo para a cor-
(C) ... com as suas inúmeras tragédias... reção.
(D) ... e uns raros raios de graça e humor. (E) Ele queria mandar em tudo como mandava no couro ...
Uma vírgula pode ser inserida imediatamente após
(E) ... conta-se a decadência do patriarcalismo... como sem prejuízo para a correção.

ALEPB-Conhecimentos Gerais2 3
w
||MPU13_CBNS1_01N843094|| CESPE/UnB – MPU/2013

• De acordo com o comando a que cada um dos itens a seguir se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo
designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o código E, caso julgue o item ERRADO.
A ausência de marcação ou a marcação de ambos os campos não serão apenadas, ou seja, não receberão pontuação negativa. Para as
devidas marcações, use a folha de respostas, único documento válido para a correção das suas provas.
• Nos itens que avaliam noções de informática, a menos que seja explicitamente informado o contrário, considere que todos os
programas mencionados estão em configuração-padrão, em português, e que não há restrições de proteção, de funcionamento e de
uso em relação aos programas, arquivos, diretórios, recursos e equipamentos mencionados.
• Sempre que utilizadas, as siglas subsequentes devem ser interpretadas conforme a significação associada a cada uma delas, da seguinte
forma: ADC = ação declaratória de constitucionalidade; ADPF = arguição de descumprimento de preceito fundamental;
CF = Constituição Federal de 1988; CLT = Consolidação das Leis do Trabalho; CNMP = Conselho Nacional do Ministério Público;
CPC = Código de Processo Civil; MP = Ministério Público; MPDFT = Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios;
MPT = Ministério Público do Trabalho; MPU = Ministério Público da União; OAB = Ordem dos Advogados do Brasil;
STF = Supremo Tribunal Federal; STJ = Superior Tribunal de Justiça; TST = Tribunal Superior do Trabalho.

CONHECIMENTOS BÁSICOS
1 Se considerarmos o panorama internacional, perceberemos que o Ministério Público brasileiro é singular. Em nenhum outro
país, há um Ministério Público que apresente perfil institucional semelhante ao nosso ou que ostente igual conjunto de atribuições.
Do ponto de vista da localização institucional, há grande diversidade de situações no que se refere aos Ministérios Públicos
4 dos demais países da América Latina. Encontra-se, por exemplo, Ministério Público dependente do Poder Judiciário na Costa Rica,
na Colômbia e, no Paraguai, e ligado ao Poder Executivo, no México e no Uruguai.
Constata-se, entretanto, que, apesar da maior extensão de obrigações do Ministério Público brasileiro, a relação entre o
7 número de integrantes da instituição e a população é uma das mais desfavoráveis no quadro latino-americano. De fato, dados recentes
indicam que, no Brasil, com 4,2 promotores para cada 100 mil habitantes, há uma situação de clara desvantagem no que diz respeito
ao número relativo de integrantes. No Panamá, por exemplo, o número é de 15,3 promotores para cada cem mil habitantes; na
10 Guatemala, de 6,9; no Paraguai, de 5,9; na Bolívia, de 4,5. Em situação semelhante ou ainda mais crítica do que o Brasil, estão, por
exemplo, o Peru, com 3,0; a Argentina, com 2,9; e, por fim, o Equador, com a mais baixa relação: 2,4. É correto dizer que há nações
proporcionalmente com menos promotores que o Brasil. No entanto, as atribuições do Ministério Público brasileiro são muito mais
13 extensas do que as dos Ministérios Públicos desses países.

Maria Tereza Sadek. A construção de um novo Ministério Público


resolutivo. Internet: <https://aplicacao.mp.mg.gov.br> (com adaptações).

Julgue os itens seguintes, relativos às ideias e a aspectos linguísticos do texto acima.

1 Os dados expostos no terceiro parágrafo indicam que os profissionais do Ministério Público brasileiro são mais eficientes que os dos
órgãos equivalentes nos demais países da América do Sul.

2 Com base nos dados apresentados no texto, é correto concluir que a situação do Brasil, no que diz respeito ao número de promotores
existentes no Ministério Público por habitante, está pior que a da Guatemala, mas melhor que a do Peru.

3 Seriam mantidas a coerência e a correção gramatical do texto se, feitos os devidos ajustes nas iniciais maiúsculas e minúsculas, o
período “É correto (...) o Brasil” (R.11-12) fosse iniciado com um vocábulo de valor conclusivo, como logo, por conseguinte, assim
ou porquanto, seguido de vírgula.

4 O objetivo do texto é provar que o número total de promotores no Brasil é menor que na maioria dos países da América Latina.

5 No primeiro período do terceiro parágrafo, é estabelecido contraste entre a maior extensão das obrigações do Ministério Público
brasileiro, em comparação com as de órgãos equivalentes em outros países, e o número de promotores em relação à população do país,
o que evidencia situação oposta à que se poderia esperar.

6 No último período do texto, a palavra “atribuições” está subentendida logo após o vocábulo “as” (R.13), que poderia ser substituído
por aquelas, sem prejuízo para a correção do texto.

7 Seriam mantidas a correção gramatical e a coerência do texto se o primeiro parágrafo fosse assim reescrito: Quando se examina o
contexto internacional, concluimos que não há situação como a do Brasil no que se refere a existência e desempenho do Ministério
Público.

–1–

w
||MPU13_CBNS1_01N843094|| CESPE/UnB – MPU/2013

1 Nenhum problema da ética ou da filosofia do direito 1 A parte da natureza varia ao infinito. Não há, no
é tão difícil e complexo como o da justiça, e múltiplas são as universo, duas coisas iguais. Muitas se parecem umas às outras,
razões para isso. Em primeiro lugar, a justiça é, ao mesmo mas todas entre si diversificam. Os ramos de uma só árvore, as
4 tempo, uma ideia e um ideal, pois, se ela jamais se realizasse,
4 folhas da mesma planta, os traços da polpa de um dedo
ao contrário de se manifestar concretamente como um dos
momentos necessários e mais altos da vida humana, seria mera humano, as partículas do mesmo pó, as raias do espectro de um
7 suposição, uma quimera não merecedora de nossa constante só raio solar ou estelar. Tudo assim, desde os astros no céu, até
atenção. 7 os micróbios no sangue, desde as nebulosas no espaço até as
Todavia, por maiores que sejam os obstáculos gotas do rocio na relva dos prados.
10 opostos ao nosso propósito de desvendá-la, e mesmo quando
A regra da igualdade não consiste senão em quinhoar
proclamamos desconsoladamente a impossibilidade de chegar
10 desigualmente aos desiguais na medida em que se desigualam.
até ela pelas vias da razão, não desaparece nossa aspiração de
13 que haja atos justos que dignifiquem a espécie humana. É que, Nessa desigualdade social, proporcionada à desigualdade
ainda que não consigamos defini-la, não podemos viver sem natural, é que se acha a verdadeira lei da igualdade. O mais são
ela. 13 desvarios da inveja, do orgulho ou da loucura. Tratar com
16 Por outro lado, a justiça nunca se põe como um desigualdade a iguais, ou a desiguais com igualdade, seria
problema isolado, porque sempre se acha em essencial
desigualdade flagrante e não igualdade real.
correlação com outros da mais diversa natureza, dos filosóficos
19 aos religiosos, dos sociais aos políticos, dos morais aos 16 Essa blasfêmia contra a razão e a fé, contra a
jurídicos. civilização e a humanidade, é a filosofia da miséria; executada,
Nem podia ser de outra forma, em se tratando de uma não faria senão inaugurar a organização da miséria. Se a
22 das questões basilares da história, a qual não pode ser vista 19 sociedade não pode igualar os que a natureza criou desiguais,
segundo uma continuidade linear, devendo ser vista como o cada um, nos limites da sua energia moral, no entanto, pode
desenrolar de ciclos culturais diferentes, com diversificadas
reagir sobre as desigualdades nativas, pela educação, atividade
25 conjunturas histórico-culturais.
Ora, cada ciclo ou conjuntura histórico-cultural tem 22 e perseverança. Tal a missão do trabalho.
sua experiência da justiça, a sua maneira própria de realizá-la Ruy Barbosa. Oração aos moços. Internet: <http://home.comcast.net> (com adaptações).
28 in concreto, o que leva à conclusão de que, em vez de indagar
acerca de uma ideia universal de justiça, melhor será tentar Julgue os itens seguintes, relativos ao texto acima apresentado.
configurar, no plano concreto da ação, o que sejam atos justos.
Miguel Reale. Variações sobre a justiça (I). In: O Estado de S.Paulo, 14 A oração “quinhoar desigualmente aos desiguais na medida em
4/8/2001. Internet: <http://home.comcast.net> (com adaptações).
que se desigualam” (R.9-10) exerce a função de complemento
Considerando os sentidos e aspectos linguísticos do texto acima, indireto da forma verbal “consiste” (R.9).
julgue os itens a seguir.
15 Não haveria prejuízo para o sentido original nem para a
8 Sem prejuízo para as ideias originais do texto ou para a sua correção gramatical do texto caso se inserisse quando ou se
correção gramatical, o último parágrafo do texto poderia ser for imediatamente antes de “executada” (R.17).
divido em dois períodos, substituindo-se a vírgula logo após
“concreto” (R.28) por ponto final e reescrevendo-se o trecho 16 No texto, que se classifica como dissertativo-argumentativo, o
subsequente da seguinte forma: Isso leva à seguinte conclusão: autor constrói, por meio de recursos que incluem o uso de
em lugar de buscar uma ideia universal de justiça, é melhor exemplos e a repetição de estruturas e de elementos lexicais, os
tentar definir os atos justos no plano concreto da ação. argumentos que sustentam a ideia de igualdade por ele
9 No terceiro parágrafo, a partícula “se” é empregada, em ambas defendida.
as ocorrências, como índice de indeterminação do sujeito, o
que confere maior formalidade ao texto. 17 Infere-se do texto que a desigualdade flagrante ocorre quando
se ignora a ação da inveja, do orgulho e da loucura no
10 A forma adjetiva “histórico-culturais” (R.25) poderia estar
flexionada corretamente também como históricos-culturais. momento da determinação do que é justo para os que são

11 De acordo com o texto, a justiça é um ideal de impossível desiguais.


realização, o que é comprovado pela história humana. 18 Sem prejuízo dos sentidos originais do texto e de sua correção
12 Conclui-se da leitura do texto que a dificuldade de se definir a gramatical, na linha 3, o ponto final empregado logo após a
justiça decorre, entre outras causas, da diversidade própria dos forma verbal “diversificam” poderia ser substituído por sinal
grupos humanos. de dois-pontos, seguido por “Os” grafado com inicial
13 Pela organização sintática do segundo período do texto, minúscula.
pode-se interpretar o trecho “uma quimera não merecedora de
nossa constante atenção” (R.7-8) como uma ampliação do 19 A palavra “nebulosas” (R.7) é empregada, no texto, com função
sentido da expressão “mera suposição” (R.6-7). adjetiva, podendo ser substituída por obscuras, enigmáticas.

–2–

w
||MPU13_CBNS1_01N843094|| CESPE/UnB – MPU/2013

1 O direito a distância semelha um bloco de justiça


como a montanha semelha um bloco de azul. E é isso a justiça:
um azul de montanha. À medida que nos aproximamos, esse
4 azul se esvai. A nitidez e a harmonia desfazem-se num
turbilhão caótico de detalhes grosseiros.
A beleza do direito transfunde-se no cipoal entrançado
7 do formalismo. Ao que nele penetrou espanta somente
encontrar fórmulas, só ouvir fórmulas, só conseguir fórmulas
— tudo amarelo, cor de ouro, e nada, nada azul, a cor da
10 justiça. O azul, a justiça, a harmonia, a equidade — puras
ilusões da ótica humana.
Velhíssimas umas, vindas da Roma imperial, vindas
13 da Idade Média; outras mais novas, nascidas no solo pátrio;
mas só isso: fórmulas e fórmulas.
Tenho meu Eu bipartido. Um mora no azul, libérrimo
16 como as andorinhas, isolado, desconhecido de todos, sem
irmão, sem Senhor. O outro, coitado, mora na cidade da
Fórmula, escravo assoldado às necessidades prosaicas da vida.
19 Que nítido exemplo da dualidade humana!
Quando o escravo vai à labuta, o outro voa às alturas,
enojado. À noite, nesse momento calmo em que o isolamento
22 e o silêncio nos integram, os dois irmãos se encontram e
confabulam ou filosofam.
José Bento Monteiro Lobato. Literatura do minarete.
São Paulo: Globo, 2008, p. 265 (com adaptações).

A respeito das ideias e estruturas linguísticas do texto acima, julgue


os itens que se seguem.
20 Na linha 20, o emprego do sinal indicativo de crase é
facultativo em “à labuta” e “às alturas”; por isso, sua omissão
não traria prejuízo para correção gramatical do período. Na situação mostrada na figura acima, que reproduz parte de uma
21 Segundo o autor do texto, a justiça pode ser alcançada pela janela do sistema operacional Windows,
aplicação mais equânime do direito.
22 No terceiro parágrafo do texto, o autor enfatiza a tradição
29 ao clicar a opção , o usuário terá
romanística do direito brasileiro ao mesmo tempo em que faz
alusão à existência de fórmulas nacionais inovadoras. acesso ao banco de dados do sistema operacional Windows
23 Na linha 7, a forma verbal “espanta” flexiona-se no singular que apresenta as pastas e subpastas com os arquivos de
para concordar com o sujeito oracional “Ao que nele
programas desse sistema operacional.
penetrou”.
Acerca das características gerais dos diversos tipos de comunicação 30 a opção permite localizar arquivos ou pastas
oficial, julgue os itens a seguir.
no computador local, dados na Internet ou, ainda, pessoas no
24 Em comunicações oficiais dirigidas a ministros de tribunais
superiores, deve-se empregar o pronome de tratamento Vossa Active Directory.
Excelência.
25 Para que correspondências oficiais enviadas por correio 31 a opção possibilita que o usuário
eletrônico sejam aceitas como documentos originais, é acesse informações a respeito dos discos disponíveis
necessária certificação digital que ateste a identidade do
remetente. localmente e na rede, bem como das opções de computação em
26 Em situações em que se exija agilidade na comunicação, nuvem.
deve-se evitar o uso de memorandos, já que sua tramitação, por
envolver diversos setores do órgão público expedidor, Com referência à suíte de aplicativos LibreOffice, julgue o item
prejudica a celeridade do processo. abaixo.
27 Os expedientes oficiais devem caracterizar-se pela
impessoalidade, por constituírem modalidade de comunicação 32 O LibreOffice é uma suíte de escritório livre, criada para ser
empregada exclusivamente entre órgãos do serviço público. executada exclusivamente no ambiente Linux e oferecer todas
28 O destinatário de um memorando deve ser identificado pelo as funções esperadas de uma suíte profissional: editor de
cargo que ocupa; o de um aviso, pelo nome e pelo cargo que
ocupa; e o de um ofício, pelo nome, pelo cargo que ocupa e textos, planilha, apresentação, editor de desenhos e banco de
pelo endereço. dados.

–3–

w
ENCONTRO COM OS MESTRES PROVA MPU Prof. Marcio Coelho

GABARITO COMENTADO

Julgue os itens relativos às ideias e a aspectos linguísticos do texto acima.

1. ERRADO: O terceiro parágrafo informa justamente o contrário “... apesar da maior


extensão de obrigações do Ministério Público brasileiro, a relação entre o número de
integrantes da instituição e a população é uma das mais desfavoráveis do quadro latino-
americano”.
2. CORRETO: Basta constatar no terceiro parágrafo:
No Brasil, há 4,2 promotores para cada 100 habitantes. Na Guatemala, há 9 promotores
para cada 100 habitantes. No Peru, há 3,0 promotores para cada 100 habitantes, ou seja,
a situação da Guatemala é melhor que a do Brasil, e a do Peru é pior.
3. ERRADO: As expressões logo, por conseguinte e assim são consideradas
conclusivas. Já a conjunção porquanto é causal ou explicativa.
4. ERRADO: O objetivo do texto é mostrar que, apesar de o número de promotores no
Brasil ser menor que o de alguns países, as atribuições do Ministério Público são muito
mais extensas do que as dos Ministérios Públicos dos países citados no texto.
5. CORRETO: Apesar de o número de promotores do Brasil ser diferente do que o de
outros países, as obrigações do Ministério Público brasileiro são de maior extensão.
6. CORRETO: O vocábulo as (l.13) só poderia ser considerada artigo definido, se
aparecesse escrito um substantivo depois dele. Como isso não acontece, na linha 13 o
vocábulo as é um pronome demonstrativo que equivale ao vocábulo “aquelas”.
7. ERRADO: Na frase destacada, ocorre um erro gramatical: O vocábulo “concluímos”
está grafado sem acento gráfico. A letra “í” leva acento quando forma a segunda vogal
tônica do hiato, sozinha ou seguida da letra - s (con-clu-í-mos).

Considerando os sentidos e aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens a


seguir.

8. CORRETO: O vocábulo “o”(l.28) faz referência à oração anterior; trata-se, pois, de


um pronome demonstrativo, então se poderia colocar um ponto após o vocábulo
“concreto” e trocar o vocábulo “o” por “isso” , mantendo as outras ideias do período.
9. ERRADO: A partícula “se”, no terceiro parágrafo, funciona como pronome
reflexivo em ambas as ocorrências e refere-se ao sujeito “justiça”: a justiça é que nunca
se põe como um problema isolado porque se acha em essencial correlação com outros
da mais diversa natureza, dos filósofos aos religiosos, dos sociais aos políticos, dos
morais aos jurídicos.
10. ERRADO: No adjetivo composto, varia o último vocábulo: conjunturas histórico-
culturais
11. ERRADO: Ao longo do texto, observa-se que não se consegue definir a justiça,
mas é possível sua uma realização, tanto que não se pode viver sem ela (2° parágrafo)
12. CORRETO: A diversidade dos grupos humanos é uma das causas que torna difícil
definir justiça. A cada ciclo ou conjuntura histórica - cultural tem uma experiência da
justiça, uma maneira própria de realizá-la in concreto, como se observa no último
parágrafo.
13. CORRETO: A suposição que aparece na linha 7 é o sonho não merecedor de nossa
constante atenção... “Uma quimera não merecedora de nossa constante atenção” é o
desenvolvimento de “mera suposição”.
Julgue os itens seguintes, relativos ao texto acima apresentado.

14. CORRETO: O verbo “consistir” é transitivo indireto: “o que consiste EM”, logo
exige um objeto indireto que é “em quinhoar desigualmente aos desiguais na medida em
que se desigualam”.
15. ERRADO: O emprego da expressão “se for” antes de “executada” não teria
compatibilidade com a forma verbal “faria” que aparece logo a seguir. “se for
executada, não faria senão inaugurar a organização da miséria”.
16. CORRETO: O texto é dissertativo – argumentativo já que Rui Barbosa expõe seu
ponto de vista seguido de argumentos por meio de exemplos e repetição de estruturas e
elementos lexicais, como: “tratar com desigualdade a iguais, ou a desiguais com
igualdade, seria desigualdade flagrante e não igualdade real”. (l.13)
17. ERRADO: A desigualdade flagrante é tratar os iguais com desigualdade, e os
desiguais com igualdade.
18. CORRETO: O quarto período iniciado por “Os ramos de uma árvore...” é uma
enumeração da palavra “coisas”, logo depois de “diversificam” poderia haver um ponto
e vírgula: “Muitas (coisas) se parecem umas às outras, mas todas entre si diversificam;
os ramos de uma só árvore, as folhas da mesma planta, os traços da polpa de um dedo
humano, as partículas do mesmo pó, as raias do espectro de um só raio solar ou estelar”.
19. ERRADO: No texto, nebulosas significa “nuvens formadas por matéria
interestelar”.

A respeito das ideias e estruturas linguísticas do texto acima, julgue os itens que se
seguem.

20. ERRADO: “O verbo Ir exige complemento com preposição: quem vai vai A”. Os
substantivos “labuta” (= trabalho) e “alturas” apresentam artigo definido, portanto o
sinal indicativo da crase é obrigatório.
21. ERRADO: O autor refere-se à justiça como pura ilusão de ótica que se baseia
apenas em fórmulas; não sendo, assim, aplicação equilibrada (equânime) do direito.
22. CORRETO: O autor enfatiza a tradição romanística do direito brasileiro
(“velhíssimas umas, vindas da Roma Imperial”) e faz alusão à existência de fórmulas
nacionais inovadoras (“outras mais novas , nascidas no solo pátrio; mas só isso:
fórmulas e fórmulas”).
23. ERRADO: “Aos que nele penetrou” não exerce função de sujeito até pelo fato de
que sujeito não deve ser preposicionado.
O sujeito do verbo “espantar” é a oração seguinte.
O que espanta?
“Encontrar fórmulas, só ouvir fórmulas, não consegui fórmulas” (sujeitos oracionais)
 
||ANCINE12_001_01N643385|| CESPE/UnB – ANCINE

• De acordo com o comando a que cada um dos itens a seguir se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo
designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o código E, caso julgue o item ERRADO.
A ausência de marcação ou a marcação de ambos os campos não serão apenadas, ou seja, não receberão pontuação negativa. Para as
devidas marcações, use a folha de respostas, único documento válido para a correção das suas provas.
• Nos itens que avaliam noções de informática, a menos que seja explicitamente informado o contrário, considere que todos os
programas mencionados estão em configuração-padrão, em português, e que não há restrições de proteção, de funcionamento e de
uso em relação aos programas, arquivos, diretórios, recursos e equipamentos mencionados.
CONHECIMENTOS BÁSICOS
1 O riso é tão universal como a seriedade; ele Texto para os itens de 7 a 15

abarca a totalidade do universo, toda a sociedade, a


1 Compreende-se que a festa, representando tal paroxismo de
história, a concepção de mundo. É uma verdade que se
vida e rompendo de um modo tão violento com as pequenas
4 diz sobre o mundo, que se estende a todas as coisas e
preocupações da existência cotidiana, surja ao indivíduo como outro
à qual nada escapa. É, de alguma maneira, o aspecto

festivo do mundo inteiro, em todos os seus níveis, uma 4 mundo, em que ele se sente amparado e transformado por forças que

7 espécie de segunda revelação do mundo. o ultrapassam. A sua atividade diária, colheita, caça, pesca, ou

criação de gado, limita-se a preencher o seu tempo e a prover as suas


Mikhail Bakhtin. A cultura popular na Idade Média
e o Renascimento: o contexto de François Rabelais. 7 necessidades imediatas. É certo que ele lhe dedica atenção,
São Paulo: Hucitec, 1987, p. 73 (com adaptações).

paciência, habilidade, mas, mais profundamente, vive na recordação


No que se refere aos aspectos gramaticais e às ideias do texto

acima, julgue os itens que se seguem. de uma festa e na expectativa de outra, pois a festa figura para ele,

10 para a sua memória e para o seu desejo o tempo das emoções


1 Na linha 1, o elemento “ele” tem como referente textual intensas e da metamorfose do seu ser.
“O riso”.
Roger Caillois. O homem e o sagrado. Lisboa:
Edições 70, 1988, p. 96-7 (com adaptações).
2 A correção gramatical do texto seria preservada caso a

forma “à qual” (R.5) fosse substituída pelo pronome que. Acerca das ideias, dos sentidos e de aspectos gramaticais do texto, julgue

3 Na linha 4, a oração “que se estende a todas as coisas” é os próximos itens.

empregada em referência a “o mundo”.


7 No texto, o vocábulo “metamorfose” (R.11) tem o sentido de
4 Infere-se das ideias do texto que seu autor considera o alteração de forma, referindo-se, portanto, a características
riso algo universal — por abranger todas as coisas e corporais.
pessoas — e o aspecto festivo de todo o mundo.
8 De acordo com o autor do texto, o ser humano está tão absorto na
5 Embora o texto seja essencialmente argumentativo, seu
execução de suas atividades diárias que não lhe sobra tempo para o
autor se vale de estruturas narrativas para reforçar suas
ócio, o lazer, a festa.
opiniões.
9 O vocábulo “cotidiana” (R.3) pode ser corretamente substituído por
6 Apesar do mesmo grau de universalidade atribuído
quotidiana.
pelo autor do texto ao “riso” e à “seriedade”, se o trecho

“O riso é tão universal como a seriedade” fosse reescrito 10 Na linha 2, a eliminação da preposição “com”, que se segue à forma

como A seriedade é tão universal como o riso, as verbal “rompendo”, cujo significado no contexto é o de afastar;

estruturas sintáticas e argumentativas do texto seriam desfazer; eliminar, prejudicaria a correção gramatical do período

prejudicadas. em que se encontra.

Cargo 1: Técnico Administrativo –1–


||ANCINE12_001_01N643385|| CESPE/UnB – ANCINE

Ainda com referência a aspectos gramaticais do texto, julgue 16 Em memorando para o encaminhamento de informações ou para a
os itens subsequentes. solicitação de providências, como no caso do memorando em
apreço, o destinatário deve ser identificado apenas pelo cargo que
11 A correção gramatical do texto seria mantida caso o
ocupa; caso se trate de memorando que contenha documento anexo,
elemento “se” nas linhas 1 e 4 fosse anteposto e posposto
o destinatário deve ser identificado pelo nome e pelo cargo que
às respectivas formas verbais — Se compreende e
ocupa.
sente-se.
17 No memorando em apreço, deveria ter sido empregada como fecho
12 Os vocábulos “indivíduo”, “diária” e “paciência”
a expressão Atenciosamente, por se tratar de documento dirigido a
recebem acento gráfico com base na mesma regra de
autoridade de mesma hierarquia do signatário.
acentuação gráfica.
13 A expressão “em que” (R.4) poderia ser corretamente Julgue os próximos itens, acerca da redação de correspondências oficiais.
substituída por onde ou por no qual, sem que houvesse 18 Deve-se empregar nas comunicações dirigidas aos chefes de poder
prejuízo à correção gramatical do texto. o vocativo Excelentíssimo Senhor, seguido do cargo ocupado pela
14 As relações de coerência e a correção gramatical do texto autoridade.
seriam preservadas se a preposição “a”, logo depois da 19 O aviso consiste em modalidade de comunicação oficial expedida
forma verbal “limita-se” (R.6), fosse substituída pela por ministro de Estado para autoridades de mesma hierarquia ou de
preposição de.
hierarquia inferior.
15 No primeiro período do texto, preservam-se as relações
20 A exposição de motivos interministerial deve ser assinada por todos
de coerência e a correção gramatical ao se retirar as
os ministros de Estado interessados no assunto nela tratado e pode,
vírgulas, dado que as orações que o constituem se
em certos casos, ser publicada no Diário Oficial da União.
apresentam na ordem direta, de acordo com as regras
gramaticais. Com relação a ambientes usados para a edição de textos e planilhas,
julgue os itens a seguir.
ANCINE
21 Os aplicativos Impress da BROffice e PaintBrush da Microsoft são
concebidos para se fazer impressão de imagens e textos. Uma das
MEM. n.º 17/2012-CC. principais funcionalidades desses programas é a configuração de
impressoras especiais, que permitem o ajuste das cores que se
Em 20 de julho de 2012.
pretende utilizar.

22 No Microsoft Excel 2007, o acionamento do botão ,


Ao Sr. Chefe da Coordenadoria de Modernização e depois de se ter selecionado uma sequência de células contendo
Informática (CMI) números, todas dispostas em uma mesma coluna de uma planilha,
produzirá como resultado a soma desses números.
Assunto: Instalação de novos computadores
23 Em uma planilha do Microsoft Excel, para se selecionar uma linha
inteira, é necessário clicar no título da linha, que é representado por
um número; e, para a seleção de uma coluna inteira, deve-se clicar
Conforme orientação constante no Mem. Circular n.º
no título da coluna, que é representado por uma letra.
20/2012, de acordo com o disposto no Ato n.º 707 de 2012,
esta Coordenadoria solicitou a reposição de dois 24 Um documento elaborado no Microsoft Word 2010 pode ser
computadores. convertido em um arquivo no formato pdf, o que impede que ele seja
Após contato com o suporte da CMI, verificou-se alterado.
que os computadores já foram adquiridos; contudo, o
Com referência à Internet, julgue os itens seguintes.
procedimento estabelecido para as instalações não atenderá o
cronograma interno dos trabalhos desta Coordenadoria. 25 O Outlook Express é um sistema de gerenciamento de redes sociais
Considerando que o cronograma estabelecido visa desenvolvido para funcionar de maneira semelhante ao Facebook.
assegurar a qualidade do serviço, solicito alteração no 26 O Google Chrome é um programa de navegação que se diferencia
procedimento estabelecido para instalações e imediata
dos demais por ser capaz de interpretar apenas páginas que não
reposição dos computadores.
estejam no antigo e pouco utilizado formato HTML.
27 O YahooGroups é um dos sítios que hospedam grupos de discussão
Respeitosamente, na Internet. Essa ferramenta oferece espaço para que sejam criadas
listas de usuários que podem enviar e receber mensagens temáticas
Chefe da Coordenadoria de Controle uns para os outros.
28 Os aplicativos Internet Explorer e Mozilla Firefox permitem que o
usuário navegue em páginas de conteúdos e de serviços, a exemplo
Com base no Manual de Redação da Presidência da do Webmail, que é um serviço que permite acessar uma caixa postal
República e considerando o exemplo de memorando acima de correio eletrônico de qualquer lugar que se tenha acesso à rede
apresentado, julgue os itens 16 e 17. mundial.

Cargo 1: Técnico Administrativo –2–


ENCONTRO COM OS MESTRES PROVA ANCINE Prof. Marcio Coelho

GABARITO COMENTADO

No que se refere aos aspectos gramaticais e às ideias do texto acima, julgue os itens que se seguem.

01. CORRETO: O vocábulo “ele”, na linha 1, retoma a palavra “riso”.


No texto: “O riso é tão universal como a seriedade, ele (o riso) a barca a totalidade do universo....”

02. ERRADO: O verbo “escapar” exige complemento (objeto) com as preposições A ou DE:
Quem escapa escapa A ou DE algo” , logo tem de parecer preposição diante do pronome relativo “que”:
“È uma verdade que se diz sobre o mundo, que se estende a todas as coisas e a (ou de) que nada escapa.”

03. ERRADO: A oração “que se estender a todas as coisas” faz referência ao vocábulo “verdade”.
No texto: “È uma verdade que se diz sobre o mundo, que se estende a todas as coisas...”

04. CORRETO: No texto: “O riso é tão universal (...) ele abarca a totalidade do universo, toda a sociedade (...)
que se estende a todas as coisas (...) o aspecto festivo do mundo inteiro...”

05. ERRADO: O texto é essencialmente argumentativo, pois o autor defende seu ponto de vista por meio de argumentos.

06. CORRETO: Sujeito é nobre “quem ou “ o que “ se declara algo . No primeiro período, o sujeito é “O riso” ( O riso é tão
universal como a seriedade). No segundo período, o sujeito é “ A seriedade” ( A seriedade é tão universal
como o riso); havendo, pois, diferenças semântica e sintática.

A cerca das ideias dos sentidos e de aspectos gramaticais do texto, julgue os próximos itens.

07. ERRADO: O vocábulo “metamorfose”, ao pé da letra, significa “ meta” (mudança) “morfo” (forma). No texto, a mudança
não é no corpo, mas sim no interior: “recordação”, memória”, “emoções”.

08. ERRADO: Embora o ser humano esteja envolvido com suas atividades, ele não deixa de participar de festas, como se
observa no texto: “... pois a festa figura para ele, para a sua memória e para o seu desejo o tempo das
emoções intensas e da metamorfose do seu ser”

Academia do Concurso 1
ENCONTRO COM OS MESTRES PROVA ANCINE Prof. Marcio Coelho

09. CORRETO: O “Vocabulário Ortográfico de Língua Portuguesa” da Academia Brasileira de LETRAS registra as duas
formas: cotidiana ou quotidiana.

10. ERRADO: O verbo romper, que apresenta o sentido de “afastar”, “eliminar”, “desfazer”, pode apresentar complemento
com ou sem preposição: “.... rompendo de um modo tão violento as pequenas preocupações ( ou com as
pequenas preocupações.

Ainda com referência a aspectos gramaticais do texto, julgue os itens subsequentes.

11. ERRADO: Na linha 1 do texto, só se pode colocar o pronome depois do verbo (Compreende-se) pois não se pode
começar período com pronome pessoal oblíquo átono.

Na linha 4, o pronome fica antes do verbo já que ele aparece numa oração subordinada.

12. CORRETO: Os vocábulos “indivíduo”, “diária” e “paciência recebem acento gráfico por serem paroxítonas terminadas
em ditongo em ditongo oral.

Podem também ser acentuados por se enquadrarem na regra das proparoxítonas eventuais. Isso ocorre
com os ditongos crescentes, no fim de palavras, que podem ser classificados como hiatos.

13. CORRETO: Os pronomes relativos que, onde, o qual estão relacionados ao locativo “mundo”.
A preposição que antecede os pronomes relativos se deve à regência de “ se sente amparado”: Quem se
sente amparado sente amparado EM algo.

14. ERRADO: O verbo pronominal limitar-se, com o sentido de “contentar-se”, exige as preposições A ou EM quando
seguido de verbo no infinitivo. “.... limita-se a (ou em) preencher o seu tempo....”

15. ERRRADO: Os verbos que se apresentam no gerúndio (“representando” e “rompendo”) podem ser transformados
numa oração adjetiva: “ Compreende-se que a festa, a qual representa tal paroxismo de vida e a
qual rompe de um modo tão violento com as pequenas preocupações de existência, cotidiana (...)”.

Oração subordinada adjetiva no meio do período: se aparecer entre pontuações, indica que a
informação é desnecessária. Se, por outro lado, aparecer sem pontuação, indica que a informação é necessária,
Havendo, pois, alteração quanto ao sentido.

Academia do Concurso 2