Você está na página 1de 4

TECNÓLOGO EM MECÂNICA - MODALIDADE PROJETOS

FATEC - Faculdade de Tecnologia de Mogi - Mirim

O HOMEM E O AQUECIMENTO DO PLANETA

O EFEITO ESTUFA:

A temperatura inusitada é, sem dúvida, um dos grandes sinais


de que o mundo está passando por mudanças climáticas,
sendo a mais importante delas o aquecimento global. Em
meio a todo o alarde feito em relação a isso, no entanto, o
fenômeno é necessário para a Terra, até certo ponto. Se não
fosse por ele, o planeta apresentaria uma temperatura média
global 15 graus abaixo da que temos hoje. De certa
forma, o efeito estufa e o, aquecimento global servem então
para viabilizar a vida na Terra. O que muda, é a relação humana com esse
processo. O primeiro impacto causado veio com nossos ancestrais nas cavernas.
Começaram a dominar o fogo e com isso geraram vários tipos de gases,
provenientes das queimadas, aumentando progressivamente a concentração de
dióxido de carbono na atmosfera, o segundo marco seria a Revolução Industrial, a
partir da qual o homem teria passado a explorar cada vez mais os recursos
naturais e também a descartar o resíduo de todo o processo industrial,
indiscriminadamente, no meio ambiente.

O aquecimento global é o grande problema climático do planeta atualmente, mas


não o único, já que dá origem a outras transformações no meio ambiente e no
clima. Como conseqüências graves o desaparecimento de algumas espécies de
animais, especialmente os anfíbios, que dependem tanto do ambiente aquático
como do terrestre. Se estamos mudando a relação climática no mundo, esses
ambientes sofrem, e se sofrem tanto o aquático quanto o terrestre, os anfíbios
sofrem duplamente.

As queimadas contribuem bastante para trazer problemas para o meio ambiente,


à medida que eliminam um material que se mistura à atmosfera, e depois desce de
uma forma sempre prejudicial à natureza. A chuva ácida e a chuva negra -
fenômeno que costuma suceder explosões nucleares - são exemplos dessa
devolução de dejetos através de fenômenos naturais. No entanto, esses detritos
que caem em forma de chuvas podem atingir qualquer lugar, inclusive as regiões
cobertas por gelo, o que representa uma ameaça significativa ao meio ambiente.
Como a cor branca das superfícies geladas do planeta contribui para refletir os
raios solares, se um dia essas partes ficarem escuras, por estarem cobertas de
poluentes, elas deixarão de ter essa importante capacidade. Ao se pensar que as
queimadas podem ocorrer de forma natural e acidental, mas também costumam
ser provocadas pelo homem, tem-se um bom exemplo de como pode ser a relação
humana com o aquecimento global.

A Natureza não consegue rearranjar seus ecossistemas tão rápido quanto o


homem tem feito a temperatura do planeta subir, através da crescente emissão de
CO2 (dióxido de carbono), marca de nossa era industrial. Então, antes da maioria
de nós deixar esta vida, veremos secas fustigantes, enchentes avassaladoras e
extinções irreversíveis. Já começou. Espécies, geleiras e continentes inteiros
sumirão do mapa.

O mais terrível não é a mudança na paisagem global, mas os impactos sócio-


econômicos. Imaginem as hordas de milhões de pessoas — 6 casas decimais de
desabrigados — migrando para as montanhas porque seus países e cidades
viraram parte dos oceanos Índico, Pacífico e Atlântico. Ou teremos séculos de
guerras por água e m2, ou aprenderemos a viver em paz e compartilhar os
recursos.

COMO PROTEGER O PLANETA:

Algumas idéias que já foram divulgadas na mídia como sugestões para conter o
aquecimento, como a colocação de trilhões de pequenos discos espelhados para
desviar uma pequena porcentagem de raios solares, ou o armazenamento de
oxigênio sob o solo, são consideradas próximas à ficção científica por alguns
pesquisadores.

Não acredito em soluções tecnológicas mirabolantes, acredito mais em soluções


propriamente ambientais, como uma boa medida e de custo mais baixo do que
provavelmente uma solução com tecnologia tão avançada exigiria o replantio de
áreas desmatadas, que resultaria em uma nova cobertura vegetal para o planeta.
Isso equilibraria o dióxido de carbono na atmosfera, levaria a uma diminuição do
efeito estufa e, conseqüentemente, à redução de algumas conseqüências do
aquecimento global.

Acredito que medidas como o Protocolo de Kioto, que é um acordo internacional


para controlar o aumento da temperatura do planeta proposto em 1997, na cidade
japonesa de Kioto, seja um dos caminhos para se conter o aquecimento global.
Devemos também criar uma rigorosa legislação antipoluição, que obrigue as
fábricas a instalarem filtros nas suas chaminés, a tratar os seus resíduos e a usar
processos menos poluentes. Também seria necessário penalizações para as
indústrias que não estiverem de acordo com as Leis.

Se cada um de nos fizermos a nossa parte tenho certeza de que viveremos em


um mundo melhor

No entanto, é impossível ter todos os fatores sob controle isso é um fato com o
qual nos os humanos devemos nos acostumar, já que a incerteza é muito comum
em nossas vidas.
TECNÓLOGO EM MECÂNICA - MODALIDADE PROJETOS
FATEC - Faculdade de Tecnologia de Mogi - Mirim

HUMANIDADES
A visão tecnológica

O PLANETA TERRA PEDE AJUDA


Adriano de Aquino Paiva da Silva – Primeiro período Noturno