Você está na página 1de 25

IMPACT 3.

0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Impresso por:Pedro Pereira Montessani

Serviço

Identificação do chassi Caminho


25/Descrição, construção e funcionamento/VM, MWM7B270/Sistema de pós-tratamento de
E 133718
emissões (EATS)

Modelo Identificação
VM 131459766

Data de publicação
Sábado, 1 de Dezembro de
2012

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

1 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Sistema de pós-tratamento de emissões (EATS)

Generalidades
A tecnologia SCR (Redução Seletiva do Catalisador) é usada para cumprir os requisitos legais de emissão de gases
de escapamento.

Os motores a diesel com combustão ainda mais eficiente, em combinação com o processamento dos gases de
escape, resultam em emissões consideravelmente reduzidas de óxidos nitrosos e de particulados.

A tecnologia SCR é baseada no tratamento dos gases de escape adicionando uma solução de ARLA32 (AdBlue). A
solução é injetada nos gases de escape antes dos mesmos passarem através do conversor catalítico. Este aditivo faz
com que os óxidos nitrosos sejam convertidos em gás nitrogênio e vapor, substâncias que são encontradas
naturalmente em nosso meio ambiente.

As novas famílias de motores a diesel que seguem a norma de emissões Euro 5, equivalente à norma local
PROCONVE P7, foram desenvolvidos para níveis mais eficazes de combustão e suas unidades de controle do motor
calculam a quantidade ideal de solução de ARLA32 (AdBlue) a ser injetada em relação à carga e a rotação atuais do
motor.

Os novos requisitos de emissão significam uma redução drástica nas emissões de particulados (PM) e de óxidos
nitrosos (NOx)

Princípio da solução de ARLA32 (AdBlue)

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

2 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

1. Tanque de ARLA32 (AdBlue)


2. Bomba de ARLA32 (AdBlue)
3. Válvula dosadora
4. Silencioso
5. Sensor de temperatura

A limpeza dos gases de escape usando a tecnologia SCR é um sistema simples com poucos componentes: tanque de
ARLA32 (AdBlue) (1), bomba de ARLA32 (AdBlue) (2), válvula dosadora (3) e um silencioso (4) com conversor
catalítico SCR incorporado.

Princípio da solução

A solução de ARLA32 (AdBlue) é pulverizada e injetada nos gases de escape antes do conversor catalítico (5). A
injeção precisa é controlada pelo EMS (Sistema de Gerenciamento do Motor) que garante a redução ideal das
© Direitos legais Volvo Parts Corporation
A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

3 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

emissões em todas as condições de operação.

O calor no sistema de escape decompõe o ARLA32 (AdBlue) em amônia e dióxido de carbono. A amônia é a
substância ativa e o ingrediente chave no processo químico que ocorre no conversor catalítico, no qual os óxidos de
nitrogênio (NOx) são convertidos em uma mistura inofensiva de nitrogênio e vapor d'água. Esta reação química ocorre
em temperaturas acima de 200°C.

O caminho da solução de ARLA32 (AdBlue)

Visão geral — sem válvula elétrica de controle de arrefecimento

Esquema principal — sem válvula elétrica de controle de arrefecimento

A ilustração mostra os componentes principais do sistema de processamento e suas conexões de tubos.

1. Tanque de ARLA32 (AdBlue)


2. Sensor de nível, tanque de ARLA32 (AdBlue)
3. Sensor de temperatura, tanque de ARLA32 (AdBlue)
4. Bomba, solução de ARLA32 (AdBlue)
5. Filtro, solução de ARLA32 (AdBlue)
6. Sensor de pressão, solução de ARLA32 (AdBlue)
7. Sensor de temperatura, solução de ARLA32 (AdBlue)
8. MID233 unidade de controle, sistema de dosagem do ARLA32 (AdBlue)
9. Filtro
10. Válvula reguladora de fluxo
11. Tubo
12. Válvula de retenção com restrição
13. Unidade de dosagem
14. Sensor de temperatura do escape
© Direitos legais Volvo Parts Corporation
15.
A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

4 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

15. Conversor catalítico


16. Sensor NOx (usado somente para OBD — Diagnóstico de Bordo)

Todo o sistema SCR é controlado pela unidade de controle do motor MID128 (EECU — Unidade de Controle
Eletrônico do Motor) que se comunica através de uma unidade de controle separada — MID233 — do sistema de
dosagem do ARLA32 (AdBlue).

Operação normal — sem válvula elétrica de controle de arrefecimento


A unidade de controle (8) recebe um sinal do sensor de nível do tanque de ARLA32 (AdBlue) (2) que a solução de
ARLA32 (AdBlue) está acima do nível mínimo configurado. A unidade de controle ativa a válvula reguladora de fluxo
(10) e liga a bomba (4), que extrai a solução de ARLA32 (AdBlue) do tanque (1) através do filtro (9) e da válvula
reguladora de fluxo (10). A bomba impulsiona então a solução de ARLA32 (AdBlue) através da válvula reguladora de
fluxo para o filtro de ARLA32 (AdBlue) (5) e para frente para a unidade de dosagem (13) no silencioso.

Quando vários critérios são satisfeitos (tal como o sensor de pressão (6) detectando que a pressão de operação no
sistema de dosagem de ARLA32 (AdBlue) atingiu aproximadamente 5 bar), a unidade de controle do motor envia um
sinal indicando o volume de ARLA32 (AdBlue) para a unidade de controle (8) que abre a válvula de dosagem (13). A
solução de ARLA32 (AdBlue) é injetada no tubo de escape antes do silencioso com seu conversor catalítico SCR
incorporado (15). Ao mesmo tempo, o excesso da solução de ARLA32 (AdBlue) retorna para o tanque através de uma
restrição (12).

A alta temperatura dos gases de escape decompõe o ARLA32 (AdBlue) e ocorre uma reação química no conversor
catalítico que transforma os gases em nitrogênio e água inofensivos. O sensor NO x (16) mede o teor de óxido de
nitrogênio (NOx) nos gases de escape. Se o nível aprovado de emissões não for mantido, uma lâmpada de
advertência acende no painel de instrumentos e um código de falha é armazenado na unidade de controle eletrônico
do motor.

O trabalho do sensor de temperatura dos gases de escape (14) é medir a temperatura dos gases de escape no
conversor catalítico de modo que a quantidade correta de solução de ARLA32 (AdBlue) seja adicionada aos gases de
escape.

Já que a solução de ARLA32 (AdBlue) é sensível a temperatura, o tanque de ARLA32 (AdBlue) é aquecido através de
um circuito de aquecimento, contendo líquido de arrefecimento do motor, dentro do tanque. As mangueiras do e para
o tanque são aquecidas eletricamente e há uma isolação adicional ao redor das conexões de mangueiras. Um sensor
de temperatura (3) monitora continuamente a temperatura da solução de ARLA32 (AdBlue) e sinaliza para a unidade
de controle (8) se a temperatura cair abaixo de 10°C. A unidade de controle ativa então a válvula solenóide (17) que
abre e permite que o líquido de arrefecimento quente do motor passe através do circuito de aquecimento do tanque de
ARLA32 (AdBlue). Quando a solução de ARLA32 (AdBlue) circulando atingir uma temperatura de 15°C, o sensor de
temperatura (3) envia um sinal para a unidade de controle (8) que fecha a válvula solenóide e interrompe o
aquecimento.

Se o sistema detectar uma falha que afete a injeção, uma lâmpada de advertência (OBD) acende e um código de
falha é armazenado na memória da unidade de controle eletrônico do motor.

Se a falha resultar na interrupção da circulação da solução de ARLA32 (AdBlue), por exemplo, uma lâmpada de
advertência (CHECK) também acende, junto com uma mensagem de alerta no painel.
© Direitos legais Volvo Parts Corporation
A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

5 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Baixo nível no tanque — sem válvula elétrica de controle de arrefecimento

Nível baixo no tanque de ARLA32 (AdBlue)

Se, em operação normal, o nível da solução de ARLA32 (AdBlue) cair para o nível mínimo do tanque, um símbolo de
advertência avisa ao motorista que é necessário abastecer com a solução de ARLA32 (AdBlue).

Abastecendo com AdBlue    

           

         

pm       máx  

Se a solução de ARLA32 (AdBlue) não for reabastecida, o sensor de nível (2) no tanque envia um sinal para fechar a
válvula de dosagem (13). A injeção da solução de ARLA32 (AdBlue) no tubo de escape é então interrompida.

A solução restante de ARLA32 (AdBlue) no tanque circula através da restrição (12) e arrefece a válvula de dosagem.
Um lâmpada de advertência (o símbolo OBD) acende no painel de instrumentos

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

6 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

e o texto de advertência indica que o tanque de ARLA32 (AdBlue) está vazio.

Tanque AdBlue vazio    

           

         

pm       máx  

Um código de falha é armazenado na memória da unidade de controle eletrônico do motor.

Quando a solução de ARLA32 (AdBlue) é reabastecida, a lâmpada OBD se apaga e a mensagem de falha
desaparece, mas o código de falha é salvo e pode ser acessado pelo instrumento de diagnóstico.

Desligamento normal — sem válvula elétrica de controle de arrefecimento

Injeção de ARLA32 (AdBlue) interrompida

Quando o motor é desligado a corrente é desligada. A bomba de ARLA32 (AdBlue) para e a pressão no sistema de
ARLA32 (AdBlue) cai. A unidade de controle (8) fecha a válvula de dosagem (13).

A unidade de controle desativa a válvula reguladora de fluxo (10), que através da pressão de mola muda para fluxo
cruzado. Após isto, a unidade de controle liga a bomba e esvazia o sistema de ARLA32 (AdBlue) (sistema de
dosagem, tubo de retorno, tubo de pressão e filtro) e impulsiona a solução de ARLA32 (AdBlue) de volta para o
tanque através da válvula de retenção (12) que agora abre. O sensor de pressão (6) envia um sinal para a unidade de
controle quando o sistema estiver drenado.

A unidade de controle abre também a válvula de dosagem momentaneamente para esvaziar a unidade de dosagem, e
© Direitos legais Volvo Parts Corporation
A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

7 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

toda a solução restante de ARLA32 (AdBlue) no injetor sai para o silencioso.

Esta drenagem (após o funcionamento) ocorre automaticamente, e a seqüência completa de desligamento leva
aproximadamente 90 segundos. A solução de ARLA32 (AdBlue) é drenada do sistema e o mesmo é despressurizado.

Nota! Pequenas quantidades da solução de ARLA32 (AdBlue) podem permanecer nas curvaturas das mangueiras, o
que é importante lembrar se as mangueiras tiverem que ser desconectadas.

Tanque de ARLA32 (AdBlue)


A solução de ARLA32 (AdBlue) é armazenada em um tanque separado, localizado na lateral do veículo, perto do
tanque de combustível.

1. Tanque de combustível
2. Tanque de ARLA32 (AdBlue)
3. Carcaça do filtro de ar

O tanque da solução de ARLA32 (AdBlue) (1) é fabricado em plástico ou aço inoxidável, e está disponível em duas
versões, de 50 (plástico) e 95 (aço inoxidável) litros.

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

8 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Tanque de plástico de 50 litros.

Tanque de aço de 95 litros.

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

9 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Tanto o tanque de plástico como o de aço são equipados com respiros para equalizar as mudanças de pressão.
Ambos os tanques têm um bujão de drenagem na parte inferior para que a solução de ARLA32 (AdBlue) possa ser
drenada quando necessário, por exemplo, durante a limpeza ou troca do sensor de nível e ainda uma bóia de nível ( 1)
.

O tubo de sucção da unidade do tanque está equipado com um filtro de tela ( 2) para evitar que partículas circulem no
sistema e causem interferência. Este filtro de tela deve ser verificado e limpo, quando necessário.

1. Bóia de nível
2. Filtro de tela

Aquecimento da solução de ARLA32 (AdBlue)

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

10 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Já que a solução de ARLA32 (AdBlue) congela em -11 °C, há a opção de o tanque ser equipado com um circuito de
aquecimento que transporta o líquido de arrefecimento do motor e sobre o quadro perto do tanque está uma válvula
solenóide que regula o fluxo do líquido de arrefecimento. O fluido de arrefecimento sai da entrada de água no motor e
passa pela válvula solenóide e retorna antes da válvula termostática.

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

11 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Tanque de plástico de 50 litros com mangueiras aquecidas.

Tanque de aço de 95 litros com mangueiras aquecidas.

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

12 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Além disso, as mangueiras entre o tanque e a unidade da bomba são aquecidas eletricamente e as conexões de
mangueiras possuem isolação extra.

Tanque de ARLA32 (AdBlue) fabricado em aço inoxidável ou em plástico com circuito de aquecimento.

Um sensor de temperatura transmite um sinal à unidade de controle, de modo que a bomba não pode iniciar até que a
solução de ARLA32 (AdBlue) esteja líquida. Para evitar danos por expansão no caso de congelamento, o sistema de
ARLA32 (AdBlue) é drenado quando a ignição é desligada.
© Direitos legais Volvo Parts Corporation
A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

13 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Um tubo de retorno e um tubo de sucção estão conectados entre o tanque de ARLA32 (AdBlue) e a unidade da
bomba. O sensor de nível e de temperatura combinados do tanque de ARLA32 (AdBlue) é conectado à unidade de
controle, e o valor do sensor de nível pode ser lido no painel de instrumentos do veículo.

O consumo de ARLA32 (AdBlue) varia de acordo com as condições de condução. Uma mensagem de texto avisando
para abastecer o tanque é mostrada quando o tanque estiver com aproximadamente 10% do seu volume efetivo.
Quando houver aproximadamente 5 litros de solução de ARLA32 (AdBlue) restante, o tanque é considerado vazio. Se
isto ocorrer, um código de falha é registrado na unidade de controle do motor e um texto de advertência é mostrado no
painel de instrumentos indicando que o tanque está vazio.

Se o tanque de ARLA32 (AdBlue) ficar vazio quando o veículo estiver em condução, o sistema SCR ou o motor não
serão danificados, já que a solução restante de ARLA32 (AdBlue) circula e arrefece o sistema. Entretanto, as
emissões aumentam quando a válvula de dosagem é fechada e os gases de escape não são mais processados.

Nota! Pode ser ilegal conduzir um veículo sem um sistema de processamento de escape funcionando.

Abastecimento da solução de ARLA32 (AdBlue)

Abastecimento da solução de ARLA32 (AdBlue)

Para evitar que sejam abastecidos outros líquidos que não seja o ARLA32 (AdBlue) no tanque de ARLA32 (AdBlue)
por engano, o bocal do tanque e o furo do tanque são projetados de forma a não aceitar nenhum outro equipamento
de abastecimento.

Nota! O tanque de ARLA32 (AdBlue) possui uma tampa azul, para evitar confusão ao abastecer com diesel e solução
de ARLA32 (AdBlue). Um adesivo especial de ARLA32 (AdBlue) também é fixado no tanque de ARLA32 (AdBlue).

As tampas de abastecimento da solução de ARLA32 (AdBlue) e do diesel são de tamanhos diferentes para evitar mais
confusão.

O tubo de abastecimento do tanque de ARLA32 (AdBlue) está equipado com um circuito magnético ( 1) que significa
que o bocal de abastecimento só abre quando o mesmo detecta o circuito magnético. Em determinadas variantes, o
tubo de abastecimento está equipado com um filtro de tela (2) para evitar que partículas circulem no sistema e
causem paradas. Este filtro de tela deve ser verificado e limpo, quando necessário.
© Direitos legais Volvo Parts Corporation
A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

14 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Tomar cuidado para não abastecer o tanque de combustível com a solução de ARLA32 (AdBlue) quando não estiver
utilizando o equipamento de abastecimento padrão. Isto contaminará o combustível e fará com que a solução de
ARLA32 (AdBlue) entre no sistema de injeção e câmaras de combustão, o que pode danificar o motor.

Para abastecer a solução de ARLA32 (AdBlue) diretamente de um recipiente aberto, tomar cuidado para não derramar
nada, já que a solução de ARLA32 (AdBlue) poderá corroer muitos materiais.

Aviso
Abastecer o tanque de ARLA32 (AdBlue) com diesel, água, outros líquidos ou uma solução de ARLA32
(AdBlue) que não seja a especificada pela Volvo (ISO 22241-1) causará falhas no sistema de tratamento de
escape. Nunca ligar o motor se você abastecer equivocadamente algo que não seja a solução de ARLA32
(AdBlue) no tanque de pós tratamento !

ARLA32 (AdBlue)
Somente o ARLA32 (AdBlue) aprovado pela Volvo, conforme a norma ISO 22241–1 (antiga DIN-70070) deve ser
usado no sistema de tratamento do escape.
© Direitos legais Volvo Parts Corporation
A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

15 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Aviso
Ao usar uma solução de ARLA32 (AdBlue) não aprovada pela VOLVO o sistema de tratamento se danificará
permanentemente. A potência de saída do motor será afetada negativamente e outros componentes do motor
também correrão o risco de serem danificados.

O ARLA32 (AdBlue) consiste de 32,5% de cristais de uréia e 67,5% de água deionizada. É um líquido claro e
transparente com um leve cheiro de amônia. O líquido não é inflamável, nem é perigoso para manuseio normal.
Entretanto é altamente corrosivo ao metal, particularmente ao cobre e ao alumínio. Ler a seção separada a respeito
do manuseio e do derramamento da solução de ARLA32 (AdBlue).

Nota! A solução de ARLA32 (AdBlue) pode causar alguma irritação se entrar em contato com a pele.

Fatos: ARLA32 (AdBlue) — ISO 22241-1 (antiga DIN-70070)

Mistura: Solução de uréia em água deionizada (destilada)

Concentração de uréia: 32,5% ± 0,8%

Propriedades: Líquido incolor. Não inflamável.


Não perigoso para manuseio normal.
A solução de uréia decompõe-se lentamente em dióxido de carbono e amônia.
Altas temperaturas aceleram este processo.

Dados físicos: Ponto de congelamento -11 °C


Densidade (20 °C) 1090 kg/m3
pH ~ 9

Unidade da bomba
A unidade da bomba inclui entre outras coisas uma bomba, uma carcaça de filtro e uma unidade de controle.

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

16 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Visão inferior

Conectores da unidade da bomba:

1. ENTRADA, solução de ARLA32 (AdBlue) Tanque->Bomba — 9,5 mm (Mangueira de conexão está marcada
em vermelho e conectada com um conector cinza.)
2. ENTRADA DE REFLUXO, solução de ARLA32 (AdBlue) Unidade de dosagem->Bomba — 9,5 mm (Mangueira
conectada está marcada em branco e conectada com um conector azul.)
3. SAÍDA, solução de ARLA32 (AdBlue) Bomba->Unidade de dosagem — 8 mm (Mangueira conectada está
marcada em preto e conectada com um conector verde.)
4. SAÍDA DE REFLUXO, solução de ARLA32 (AdBlue) Bomba->Tanque — 8 mm (Mangueira conectada está
marcada em amarelo e conectada com um conector preto.)
© Direitos legais Volvo Parts Corporation
5.
A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

17 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

5. Válvula para pressurização de teste.


6. Conexão, unidade de controle MID233 .
7. Aquecedor externo do filtro.

Substituir o filtro na unidade da bomba de acordo com os intervalos de substituição, consultar Serviço e Manutenção,
Grupo 175.

Atenção
Ao desconectar as mangueiras e os componentes não derramar a solução de ARLA32 (AdBlue) nos
conectores desconectados. Se isto acontecer, o conector deve ser substituído imediatamente. A limpeza com
água ou ar comprimido não ajudará, já que a solução de ARLA32 (AdBlue) oxida rapidamente o metal e devido
à ação capilar se move ao longo dos cabos em uma velocidade de aproximadamente 0,6 metros/hora.

Bomba de ARLA32 (AdBlue)

A bomba de ARLA32 (AdBlue) (1) acionada eletricamente é uma bomba de membrana. Os seguintes componentes
estão disponíveis como peças de reposição:

Sensor de temperatura
Sensor de pressão
Válvula de comando
Pré-filtro

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

18 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

As instruções de reparos podem ser encontradas no Impact.

A bomba inicia quando todas as condições de partida são satisfeitas.

Quando o motor é desligado, a bomba drena o sistema da solução de ARLA32 (AdBlue), que é bombeada de volta
para o tanque. Isto leva aproximadamente 90 segundos.

Para proteger a bomba contra o vento em condições muito frias, uma placa protetora de vento é fixada por parafusos
de fixação rápida embaixo da unidade da bomba.

Alojamento do filtro

Alojamento do filtro

A solução de ARLA32 (AdBlue) passa através de uma carcaça de filtro localizada na carcaça da bomba. A carcaça é
composta de um filtro de papel (1) que remove as partículas de sujeira da solução do ARLA32 (AdBlue). Há dois anéis
porosos de borracha (2) no filtro que protegem a carcaça do filtro, no caso do papel do filtro úmido se congelar em
temperaturas muito baixas. O filtro e os anéis de borracha podem ser substituídos por peças de reposição, quando
necessário.

O filtro de tela é vedado por um anel "O" (3). A tampa da carcaça do filtro (4) tem um tipo de inserto instalado de
elemento de aquecimento elétrico (5). Este elemento é removido durante a substituição do filtro.

Antes de substituir o filtro, esperar 90 segundos antes de abrir a tampa da carcaça do filtro, para dar tempo da solução
de ARLA32 (AdBlue) ser bombeada de volta para o tanque.

Nota! A entrada para a unidade da bomba contém um filtro de tela ( 6) que pode ser limpo quando necessário e
substituído se o mesmo estiver danificado.

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

19 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Unidade de controle

Unidade de controle e comunicação

A unidade de controle da unidade de dosagem MID233 (DECU - Unidade de Controle Eletrônico de Dosagem) do
sistema de dosagem de ARLA32 (AdBlue) é composta de um processador que se comunica com a unidade de
controle eletrônico do motor MID128 (EECU).

A quantidade de solução de ARLA32 (AdBlue) a ser injetada é controlada pela unidade de controle do motor usando a
informação vinda da unidade de controle de dosagem, isto é, o valor resultante do sensor combinado de nível e de
temperatura no tanque, do sensor de pressão e do sensor de temperatura na unidade da bomba, e pela válvula de
dosagem em sua posição antes do conversor catalítico.

O diagnóstico e a programação são realizados através do conector do link de dados do veículo. O VCADS Pro pode
ser utilizado para ler os códigos de falha do sistema, para reprogramação e execução de vários testes no sistema de
dosagem. O sistema não requer calibração.

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

20 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Conector da unidade da bomba

Unidade de dosagem

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

21 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Unidade de dosagem

A dosagem da solução de ARLA32 (AdBlue) é realizada por uma unidade de dosagem instalada em um ângulo de 30
graus em relação ao fluxo dos gases de escape. A unidade de dosagem contém uma válvula de dosagem (injetor) que
injeta a solução de ARLA32 (AdBlue) a uma pressão de 5 bar (500 kPa) nos gases de escape antes que alcancem o
conversor catalítico. A quantidade de solução de ARLA32 (AdBlue) depende da carga e rotação do motor, e é
eletronicamente controlada pela unidade de controle eletrônico do motor (EMS). Não há nenhuma injeção se a
temperatura da solução de ARLA32 (AdBlue) estiver abaixo de -7°C ou acima de 85°C.

A válvula de dosagem é uma válvula solenóide que é controlada por PWM (Modulação da Largura de Pulso). O injetor
é protegido contra os gases de escape quentes por uma proteção de calor e uma bolsa de ar. O corpo de metal é
também arrefecido pela circulação da solução de ARLA32 (AdBlue), em um máximo de 85°C. A unidade de dosagem
é instalada de tal maneira que suas conexões elétricas ficam o mais afastado possível do fluxo dos gases de escape.

Nota! A unidade de dosagem é um componente sensível que deve ser manuseada com cuidado durante a instalação
e remoção.

Já que a solução de ARLA32 (AdBlue) é sensível a temperatura, a mesma flui através das mangueiras enroladas com
circuitos de cobre aquecidos eletricamente entrando e saindo da unidade de dosagem. As conexões de mangueiras
também são equipadas com isolação adicional contra o frio.

As conexões de entrada e saída possuem acoplamentos de liberação rápida de diferentes tamanhos para evitar a
conexão incorreta.
Entrada = 8 mm (preta) e saída = 9,5 mm (preta).

As verificações do sistema de dosagem são realizadas com a ajuda do VCADS Pro

Nota! Durante a verificação da unidade de dosagem, evitar derramar a solução de ARLA32 (AdBlue).

Conversor catalítico do SCR

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

22 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Conversor catalítico do SCR

Os gases de escape vão para o conversor catalítico do SCR, que está incorporado no silencioso. O conversor
catalítico é composto de uma estrutura cerâmica com muitos canais pequenos revestidos com uma substância ativa. A
solução de ARLA32 (AdBlue) atomizada é injetada no tubo de escape antes do silencioso e mistura com os gases de
escape quentes. O calor do escape decompõe rapidamente a solução de ARLA32 (AdBlue) em amônia e dióxido de
carbono. Enquanto que os gases de escape passam através do conversor catalítico do SCR, a reação entre a amônia
e os óxidos nitrosos nos gases de escape é acelerada, e o produto final é nitrogênio e vapor inofensivos.

Na parte final do conversor catalítico (limpeza) está um revestimento de platina que trata e não reage com o NH 3 para
evitar o cheiro de amônia nos gases de escape.

O conversor catalítico não pode ser recondicionado ou substituído como um item separado. Deve ser substituído o
conjunto completo do silencioso, quando necessário. Os componentes instalados na parte externa podem ser
substituídos, tais como o sensor NOx, unidade de dosagem e sensor de temperatura.

Mangueiras de ARLA32 (AdBlue)


As mangueiras de ARLA32 (AdBlue) podem ser aquecidas eletricamente por um fio fino enrolado na mangueira. Para
não danificar o sistema de aquecimento, as mangueiras devem ser manuseadas com cuidado e não devem ser
torcidas ou dobradas.

Manuseio da solução de ARLA32 (AdBlue)

Ao manusear a solução de ARLA32 (AdBlue) é importante que os conectores elétricos estejam conectados ou bem
protegidos. Se não, há um risco do ARLA32 (AdBlue) causar oxidação que não pode ser removida. Água ou ar
comprimido não ajudam, já que o ARLA32 (AdBlue) oxida rapidamente o metal.

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

23 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

Se um conector entrar em contato com a solução de ARLA32 (AdBlue), o mesmo deve ser substituído imediatamente
para evitar que a solução de ARLA32 (AdBlue) penetre mais nos cabos de cobre, o que ocorre em uma velocidade de
aproximadamente 60 cm por hora.

Proteger os conectores desconectados.

Recomendações ao substituir a unidade da bomba ou a unidade de dosagem

Certificar-se de que o sistema está despressurizado.


Sempre desconectar as mangueiras de ARLA32 (AdBlue) antes de desconectar os conectores elétricos, para
evitar que o ARLA32 (AdBlue) derramado entre nos conectores.
Proteger as conexões.
Vedar o sistema de forma que o ARLA32 (AdBlue) não cristalize se o sistema permanecer desmontado por um
longo período (várias horas).

Limpeza das ferramentas e das roupas

É importante que as ferramentas e as roupas sejam completamente limpas da solução de ARLA32 (AdBlue), de modo
© Direitos legais Volvo Parts Corporation
A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

24 / 25
IMPACT 3.0 Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012

que o líquido ou os cristais não sejam transferidos para outros componentes que podem ser danificados.

Ações após o derramamento

Se a solução de ARLA32 (AdBlue) entrar em contato com a pele – lavar com água em abundância e remover a roupa
contaminada.

Se a solução de ARLA32 (AdBlue) entrar em contato com os olhos – lavar por vários minutos e consultar um médico,
se necessário.

Se inalada – respirar ar fresco e consultar um médico, se necessário.

Não deixar que a solução de ARLA32 (AdBlue) entre em contato com outros produtos químicos.

A solução de ARLA32 (AdBlue) não é inflamável. Se a solução de ARLA32 (AdBlue) for exposta a altas temperaturas,
será transformada em dióxido de carbono e amônia.

A solução de ARLA32 (AdBlue) é altamente corrosiva a determinados metais, incluindo o cobre e o alumínio.

Se a solução de ARLA32 (AdBlue) for derramada no veículo, limpar o excesso e lavar com água. A solução
derramada de ARLA32 (AdBlue) pode formar cristais brancos concentrados no veículo. Estes cristais podem ser
lavados com água.

Nota! Não limpar os derramanentos de ARLA32 (AdBlue) dentro do sistema normal de drenagem.

Atenção
O ARLA32 (AdBlue) derramado em componentes vaporiza rapidamente. Virar seu rosto para longe!

© Direitos legais Volvo Parts Corporation


A informação contida no anexo está atualizada na sua distribuição original, mas está sujeita à mudanças. O leitor é informado que cópias impressas não são controladas.

25 / 25